gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Porque falamos de Software Livre
Contribuído por BladeRunner em 19-11-01 14:16
do departamento descomplicador
GNU jneves escreve "A FSF Europa acabou de lançar a campanha "Porque falamos de Software Livre". Nele a FSF Europa defende porque é preferível usar o termo Software Livre a Open Source e diz qual é a diferença entre Software Livre, Open Source e ter o código-fonte disponível. Penso que é um artigo interessante, especialmente tendo em conta a confusão existente como foi visto aqui e aqui. "

Joint Enemy: MS | Mandrake aposta no mercado dos jogos  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • jneves
  • FSF Europa
  • "Porque falamos de Software Livre"
  • aqui
  • aqui
  • Mais acerca GNU
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Confuso? (Pontos:2)
    por GdoL em 19-11-01 19:49 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.userfriendly.org
    Depois de ler a página indicada fiquei ainda mais confuso. Depois fui procurar a defição de Open Source na Open Source.org e li o seguinte:
    The basic idea behind open source is very simple: When programmers can read, redistribute, and modify the source code for a piece of software, the software evolves. People improve it, people adapt it, people fix bugs. And this can happen at a speed that, if one is used to the slow pace of conventional software development, seems astonishing.
    Qual a diferença então de Open Source E Free Software. Ou a diferença é só nas camisolas?

    eBoX:email

    Re:Confuso? (Pontos:3, Informativo)
    por Cyclops em 19-11-01 23:36 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://greymalkin.yi.org
    Ja que o portugues te deixou confuso, entendes ingles? Ou frances, italiano, koreano, polaco ou russo?

    E que em Why ``Free Software'' is better than ``Open Source'' tem uma explicacao mais detalhada das diferencas, disponivel nas linguas apontadas.

    Caso ainda assim as confundas, podes tentar explicar melhor a tua confusao?

    E que embora os dois movimentos partilhes aspectos praticos, a FSF luta por algo mais do que codigo aberto, mas sim por Liberdad e!

    Hugs, Cyclops
    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por GdoL em 20-11-01 10:33 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.userfriendly.org
    SIm, e o que é a liberdade para ti, respeitar o trabalho e a criatividade dos outros, aproveita-la, respeita-la e faze-la crescer, ou usurpar-se dela, insulta-la e esquece-la? A LIBERDADE é em primeiro lugar o respeito por diferentes pontos de vistas o confronto de ideias e a colaboração entre pessoas com diferentes prespectivas.
    A LIBERDADE deve significar ser a favor do OPEN SOURCE e do FREE SOFTWARE. Querer que as pessoas vejam duas visões do mesmo problema e escolham em consciência e LIBERDADE.
    A Liberdade é não concordar com a tua atitude e ponto de vista mas defende-lo.
    Desde já aconselho a leitura da mailing list da ANSOL e da FSFE-Portugal das quais sou membro activo.

    eBoX:email

    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por Cyclops em 20-11-01 11:39 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://greymalkin.yi.org
    Estas a confundir alguma coisa. Uma coisa e a tua opiniao, e o teu julgamento, que es livre de pensar o que preferires, e outra coisa e as liberdades que um principio ou outro te fornecem.

    Ninguem te forca a seguires uma via de pensamento. Se nao gostas de uma, segue outra. Ninguem te obriga. Mas se participas numa linha de pensamento, nao a tentes transformar noutra, ok? Ninguem te quer obrigar a pensar de uma forma, mas entre software livre e software aberto, ha diversas diferencas de caracter filosofico, especialmente em termos de liberdade, que e muito melhor defendida no software livre, na medida em que se impede a futura restricao de liberdades.

    Esta palavra, impede, deve ser o que te confunde. Bem, e o seguinte... nao existe liberdade 100%. Tem de existir sempre um 0.000001% de nao liberdade, para impedir a perda de liberdade. E por isso que, por exemplo, a GPL nao e libertada recursivamente sobre si mesma, ou pela FDL, sob pena de que surjam licensas a imitar, diluindo a liberdade ate ao extremo de esta deixar de existir, na perspectiva individual dos maus "clones".

    Agora, se tu preferes os conceitos de software como defendidos pela OSI, entao e simples... mudas-te. Ninguem te obriga, e e ai que existe a liberdade. Agora se defendes outros principios, e queres mudar os principios do Software Livre, entao quem esta mal es tu :)

    Nao confundas a liberdade que a FSF nao quer restringida, com a possibilidade de a liberdade que tu tens e transmitiste a outros seja absorvida e extendida de forma proprietaria (vide, o ftp na licensa BSD e a Microsoft).

    Hugs, Cyclops
    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por GdoL em 20-11-01 12:22 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.userfriendly.org
    Confuso pareces tu :-)
    O querer que todos tenham acesso a diferentes pontos de vista de forma igual e isenta, não é sinónimo de mudança de opnião, muito menos de obrigar a mudar de opinião. Não temos de concordar com todos os pontos de vista, mas devemos permitir que tenham a mesma exposição.

    eBoX:email

    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por Cyclops em 20-11-01 13:57 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://greymalkin.yi.org
    Todos teem acesso a diferentes pontos de vista de forma igual e isenta. Mas se um grupo de pessoas partilha os ideais transmitidos com o Software Livre, uma pessoa que nao partilha desses ideais so esta a incomodar-se sobretudo a si mesma ao se envolver com um grupo de pessoas que os partilha.

    A tua suposta presenca nas mailing lists da ANSOL e FSF-Europe simboliza teres em comum os ideais do Software Livre, caso contrario, estas apenas a convidar-te a threads como esta: inuteis.

    Ha-que entender que quando se fala de Software Livre e como este e melhor que o Software Opensoure, e como devemos evitar falar de Software Opensource, nao e uma questao de censura, mas de que quem esta interessado no Software Livre tem preocupacoes mais do que as materiais, que sao a unica coisa em comum entre o Software Livre e o Software Opensource. Ao defender que se apoie Software Opensource, simplesmente, esta-se imediatamente a rebaixar os valores pelos quais se mede o Software Livre. Nao e censura. Censura era cortar-te a opiniao. Podes ir te-la e noutro lado, porque senao estas simplesmente a remar contra a mare, fazendo perder tempo a muita gente que tem mais que fazer, incluindo tu proprio!

    Hugs, Cyclops
    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por Strange em 20-11-01 13:52 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Não tomes isto como insulto, não o é, mas agora não compreendo eu como podes ser 'membro activo das mailing lists da ANSOL e FSFE-Portugal' se não compreendes a filosofia por trás dessas listas e a diferença entre OS e FS.

    hugs
    Strange

    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por GdoL em 20-11-01 13:59 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.userfriendly.org
    Nunca disse que não entendia, entendo muito bem. Quem pressupos isso foste tu.
    Eu só pretendia que o conceito fosse melhor explanado para quem não tem nenhum percurso anterior em Open Software ou Free Software. O texto da accção poderia ser mais "didatico". Serem dados exemplos concretos.
    Reconheço que poderia ser menos "provocador", mas também não queria deixar isto muito adormecido, considero estes conceitos demasiado importantes para serem confundidos. Pedro

    eBoX:email

    Re:Confuso? (Pontos:2)
    por Strange em 20-11-01 14:12 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Nunca disse que não entendia, entendo muito bem. Quem pressupos isso foste tu

    Ah, bom, então pesso desculpa por ter pressuposto erradamente a partir de "Qual a diferença então de Open Source E Free Software. Ou a diferença é só nas camisolas?" e "Depois de ler a página indicada fiquei ainda mais confuso" que não tinhas entendido a diferença...

    hugs
    Strange

    Re:Confuso? (Pontos:3, Esclarecedor)
    por fsmunoz em 20-11-01 0:38 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Bem, como não indicas exactamente o que te confunde vou ter que falar genéricamente ;)

    Eu creio que o comunicado da FSFE está claro (e a tradução portuguesa excelente), mas aqui vai mais um exmplo pegando na definição de Open Source que destes. Se reparares essa definição fala acima de tudo das vantagens do Open Source como metodologia de desenvolvimento, isto é, ênfatisam o facto de Open Source ser bom porque devido á natureza dinâmica que lhe está inerente produz bons resultados qualitativos. Isto é verdade - mas na perspectiva do software livre não é o mais importante. O que acontece se houver um programa comercial de maior qualidade que um Open Source? Perante essa definição centrada exclusivamente (ou essencialmente) em mérito funcional não haverá grande problema em usar o proprietário... e é aqui que existe a grande divergência. O software livre tem como primado a liberdade, e só depois as vantagens qualitativas (que são elas próprias frutos da liberdade). A ênfase não é em mostrar como o software livre tem grande qualidade (embora o tenha e seja importante referir) mas sim em dizer que o software é livre. Se um programa proprietário é melhor, bem, isso nada quer dizer porque mais vale fazer algum sacríficio em termos de comodidade do que prescindir da nossa liberdade. A liberdade é aqui o grande motor, a grande razão.

    Espero que tenha ajudado :=)
    Re:Alguns belos exemplos... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por pls em 20-11-01 23:05 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Yo! Espera lá... não fui eu.

    A acusação não me insulta nada e não vou responder com um insulto.

    Primeiro um esclarecimento; sim. O visual editor do siteseed é baseado no exemplo de código "free" (e não GPL, ou qualquer outra licença ou reserva de propriedade) criado na universidade da catalunha. Foi de lá que tirei os valores das chamadas a funções de active x e foi de lá que retirei n porções de procedimentos de javascr1pt.

    É um exemplo... desse exemplo retirei um monte de coisas e mudei outras, acrescentei o que servia a minha utilização. De manuais de php e código livre outras tantas, de manuais de C idem, dos manuais de perl mais umas quantas para o installer.

    Isto não significa estar a "estar a violar os direitos" de alguém. Para quase todas as linhas de código que escrevo são cut & paste de manuais on-line (quer de perl quer de php) dado que raramente decoro parametros. Se fores aos manuais on-line de php vais encontrar código igualzinho a N blocos do siteseed nos exemplos que estão on-line... às vezes nem as variáveis mudo... idem para snippets de código disponíveis na Internet que são livres de serem utilizados por quem queira, dos quais vou retirando o que consido melhores práticas e alterando o que considero piores práticas.

    Anyway. Alguém acha que me "aproveitei" do código... sem dúvida. Utilizei o mesmo para aquilo que os exemplos servem e para aquilo que me parece ser o propósito de quem coloca código livre de direitos, sem limitar qualquer utilização do mesmo, na Internet. É isso que Free Software significa.

    Quem espreitar as diferenças entre o que está no siteseed e o sitio onde vi o código original nota algumas diferença... cerca de 55k de diferenças (i.e. a menos) num ficheiro de 87k original de onde tirei coisas que utilizo nos meus 25k de código. Mudei, alterei, até estar de acordo com o que pretendo, não para ser "diferente" por ser "diferente". O processo continua; ainda há muito a optimizar e melhorar relativamente ao editor feito na universidade da catalunha.
    Re:Alguns belos exemplos... (Pontos:1)
    por vfp em 21-11-01 1:13 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    De facto o comentário inicial e os que se seguiram são vergonhosos!

    A resposta do pls de facto esclarece tudo e alias, é até de acrescentar que o editor em causa, tal como 99% dos editores para o IE que para ai andam, são de facto todos baseados num exemplo da msdn...

    O verdadeiro sentido do código livre é esse mesmo! Não é só ser grátis ou ter o código fonte: é desde que tenha as capacidades, poder modificar a usa-lo da melhor forma que eu souber!

    Já agora mais uma coisa: acho sinceramente que o gildot devia acabar com os posts anonimos... Isto não é censura! Em verdadeira democracia não é só dizer o que lhe apetece sem dar a cara, é preciso assumir aquilo que se diz!
    Re:Alguns belos exemplos... (Pontos:2)
    por Strange em 21-11-01 16:32 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Liberdade:

    • bla bla bla
    • poder ou direito de agir sem coerção ou impedimento
    • patati-patata

    Muitos pensam que para o segundo ponto poder existir, alguma forma de anonimato é necessária, e no Gildot a forma actual é por ACs. Pode ser que retirem os ACs, e nesse caso poderá ser um utilizador novo por comentário...

    hugs
    Strange

    Re:Alguns belos exemplos... (Pontos:1)
    por vfp em 21-11-01 20:35 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    poder ou direito de agir sem coerção ou impedimento

    Como tu sabes, a liberdade de uns acaba onde começa a liberdade dos outros! Ou seja, eu não posso esperar andar para ai a difamar as pessoas anonimamente e esperar que estas fiquem contentes.

    Para seres verdadeiramente livre, devias poder dizer o que achas sem ter que te esconderes no anonimato. Se mesmo assim tens necessidade de comentar anonimamente, é porque sabes que podes não ter razão naquilo que vais dizer.

    Não é por acaso que no Gildot o "apelido" do Anónimo é Cobarde!

    Quanto ao registo novo por cada comentário, nada que uma boa politica de registo não resolva... É a minha opinião que este tipo de coisas só baixa o nivel das discussões e afasta os utilizadores que gostam de participar de uma forma positiva.
    Re:Alguns belos exemplos... (Pontos:2)
    por pls em 21-11-01 22:20 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Como tu sabes, a liberdade de uns acaba onde começa a liberdade dos outros! Ou seja, eu não posso esperar andar para ai a difamar as pessoas anonimamente e esperar que estas fiquem contentes.

    Todos sabemos o que o autor do post original queria insinuar. Confesso que achando pouco elegante a forma como a questão não foi colocada, mas não me senti difamado.

    A gildot é obviamente um espelho da nossa sociedade e estas coisas acontecem. Não tenho a certeza que retirar da gildot os "anónimos cobardes" resolva alguma coisa (e não ia sentir muita falta deles) porque concordo que há boas probabilidades de aparecerem os "pseudonimos cobardes" (e desta vez provavelmente não identificados como tal). Cada e-mail confere uma "identidade" na gildot e é fácil ter vários endereços de mail.

    É só uma questão de viver com o que temos; muito como o trânsito e um monte de gente feia, sem qualquer graça ou ideias, que somos obrigados a ver todos os dias...

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]