gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Escolhido algoritmo europeu para o AES
Contribuído por scorpio em 03-10-00 9:25
do departamento crypto-freaks
Cifragem megas escreve "A NIST escolheu o Rijndael para o AES, Advanced Encryption Standard, destinado a substituir o DES que já estava a ficar velhinho. Os motivos da escolha estão aqui. De notar que "Paulo Barreto, Brazilian mathematician and programmer, provided coding support for optimising Rijndael implementations; he has been coding and reviewing algorithms for the Belgian team for many years, including the predecessor to Rijndael, the Square cipher. ". "
[scorpio: Este concurso já decorria há bastante tempo (lembro-me de ter implementado, através das especificações, o algoritmo Frog, em Java), e de alguns dos meus colegas terem implementado outros, numa cadeira de criptografia que já frequentei há quase dois anos.

Espera-se que, para uma cifra com chaves de 128, 192 e 256 bits, o "prazo de validade" seja bem superior ao do DES (que foi de, mais ou menos, 20 anos). Para terem uma ideia, comparar um ataque por força bruta ao DES ou a este é algo da ordem de grandeza de umas horas para uns triliões de anos.

Já agora, passem os olhos pelos outros candidatos. Vão ver alguns algoritmos cuja co-autoria é da IBM, da Nasa, da RSA Labs, de um senhor que escreveu o livro Applied Criptography, etc.

]

Internet para todos - preços vão baixar | O verdadeiro diácono  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • megas
  • NIST
  • aqui
  • Mais acerca Cifragem
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    os derrotados (Pontos:1)
    por serafim em 03-10-00 10:10 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    MARS IBM (represented by Nevenko Zunic)
    RC6TM RSA Laboratories (represented by Burt Kaliski)
    Serpent Ross Anderson, Eli Biham, Lars Knudsen
    Twofish Bruce Schneier, John Kelsey, Doug Whiting, David Wagner, Chris Hall, Niels Ferguson

    Pois é ricardo, as nossas implementações perderam :((

    A faq da página oficial:
    Rijndael FAQ
    How is that pronounced ?
    If you're Dutch, Flemish, Indonesian, Surinamer or South-African, it's pronounced like you think it should be. Otherwise, you could pronounce it like "Reign Dahl", "Rain Doll", "Rhine Dahl". We're not picky. As long as you make it sound different from "Region Deal".
    Why did you choose this name ?
    Because we were both fed up with people mutilating the pronunciation of the names "Daemen" and "Rijmen". (There are two messages in this answer.)
    Can't you give it another name ? (Propose it as a tweak !)
    Dutch is a wonderful language. Currently we are debating about the names "Herfstvrucht", "Angstschreeuw" and "Koeieuier". Other suggestions are welcome of course. Derek Brown, Toronto, Ontario, Canada, proposes "bob".



    Serafim Gomes
    Re:os derrotados (Pontos:1)
    por scorpio em 03-10-00 10:46 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://gil.di.uminho.pt/~scorpio/
    Realmente :)

    Quem de nós ficou com este algoritmo? Acuse-se. :)
    Quanto é "grande"? (Pontos:2, Informativo)
    por js em 03-10-00 22:01 GMT (#3)
    (Utilizador Info)

    Desculpem se isto é offtopic, mas... soou aqui uma campainha quando li triliões de anos, e... pode ser que haja quem ainda não tenha feito esta conta...

    Há anos um amigo andava à procura de algoritmos de geração de números aleatórios (para os puristas e amantes do rigor, pseudo-aleatórios, mas os preguiçosos como eu descartam o "pseudo") bons e rápidos, e apareceu um algoritmo (da família de outros publicados num volume de The Art of Computer Programming do Knuth), que tinha um período de repetição de uns 10^600 (dez elevado a seiscentos). Como custa um bocado ter a noção do que é 10^600, resolvi fazer umas contas para tentar "ver melhor a coisa".

    Imaginemos um computador cuja única tarefa é gerar os números aleatórios daquela sequência. Tem que ser um computador muito rápido. Quão rápido pode ser um computador?

    Posso tentar inventar um limite de velocidade. Imagine-se que o computador tem a dimensão de um núcleo de hidrogenio (um protão), ou seja, uma dimensão da ordem de 10^-15 metros. No campo da especulação pura este parece um bom "limite de miniaturização". Agora imagine-se que este computador gera um número aleatório num tempo igual ao tempo que um fotão o demora a atravessar. Como a velocidade da luz é de 3*10^8 metros por segundo, o computador vai gerar uns

    3*10^22 números aleatórios por segundo.

    Temos um computador que faz na casa das 10^22 operações por segundo. Não é mau... mas ainda falta um bocado para 10^600...

    Adiante. Imagine-se que esse computador existe desde o início do Universo (estimado em dez mil milhões de anos, ou seja, 10^9 anos) e está desde essa altura a debitar os seus números aleatórios. Um ano são cerca de 3*10^7 segundos, portanto o computador estaria a trabalhar há 3*10^16 segundos. Nesse período teve tempo para produzir uns

    10^39 números aleatórios.

    Não é mau... mas ainda falta um bocado para 10^600...

    Adiante. Imagine-se que o Criador resolveu que todo o Universo ia ser formado por computadores destes. Ou seja, que cada protão do Universo é um computador dos nossos. Como a estimativa do número de protões do Universo é de 10^80, este "Universo de computação paralela" teria sido capaz de calcular até agora uns meros

    10^119 números aleatórios.

    Não é mau, mas... continuamos muito, muito, muito longe de 10^600!

    E agora acabou... Já temos o computador mais rápido, o tempo de execução máximo e a maior paralelização concebível. Não adianta, estamos tão longe do final como quando começámos! Pois, 10^600 é mesmo grande...

    Enfim, números grandes são o passatempo de muito boa gente. Há meses encontrei esta página:

    http://www.mrob.com/largenum.html.

    Leiam do princípio ao fim, que vale a pena.

    AES (Pontos:1)
    por jmv em 04-10-00 15:47 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    O grande avanço na decisão do AES deu-se aqui há uns meses quando a NSA publicou um relatório de de benchmarking para as implementações em hardware em que o Rijndael apresentava sistematicamente melhores performances. É uma ironia do destino que a NSA que durante dezenas de anos foi o principal advogado da politica obscurantista na criptografia (foi a fonte de ideologia da politica restritiva de material criptografico nos USA) tenha vindo a reconhecer um design europeu (projecto NESSIE http://www.ii.uib.no/~larsr/aes.html) como o vencedor do AES

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]