gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Linux visto por um utilizador do Windows
Contribuído por Xmal em 25-06-99 11:29
do departamento a-verdade-salta-à-vista
Linux Deixo-vos um texto de um utilizador de Windows que tendo-se apercebido da ilusão que é perpetrada pelo software "amigável", começa a reuniar forças para uma experiencia Linux.
Segue-se o texto ...
solaris32 diz "Desculpem lá meter o nariz onde não sou chamado. Acompanho regularmente as discussões no Gildot. Como sou um daqueles gajos a quem vocês chamam "utilizador inexperiente", tenho ficado aqui caladinho no meu canto. E o meu canto (vocês já estão a ver) fica aqui ao pé da janelinha do bill gates.

Pensando bem, o nome "Windows" até é porreiro... Janelas? Quem é que não gosta de janelas? O problema com estas janelas do bill gates é que, apesar de serem bonitas e oferecerem muito boas paisagens, se podem fechar de repente na tromba do utilizador... E pronto, lá se foi a paisagem, fica tudo azul...

Deixem-me lá continuar a falar do windows esquecendo a parte técnica (não percebo nada disso). Quando a gente pensa num sistema operativo que tem como símbolo uma janela (ainda por cima flutuantes!) imagina que é de liberdade que se está a falar. Mas dentro de uma prisão também há janelas.

É nisto que o utilizador inexperiente como eu (e muitos) está metido: numa prisão. Uma prisão tão grande que a confundimos com o mundo - um falso mundo com tantas janelas e paisagens que é fácil ficarmos convencidos de que são as únicas que existem. É aqui que entra o Linux. Esse misterioso e difícil sistema operativo, como se diz, mas que veio devolver ao mundo da informática o idealismo que não existe no mundo windows.

Nunca trabalhei com Linux, não faço ideia do que vou encontrar mas pelas conversas que leio aqui (e noutros sítios) chego à conclusão que o linux é um refúgio para idealistas. Idealista porque é um sistema que não está centralizado e burocratizado numa super-estrutura central (como o windows) e porque está aberto à colaboração e criatividade de todos os programadores. Idealista porque o objectivo não é fazer toneladas de dinheiro, como o windows, mas unicamente torná-lo um sistema operativo cada vez melhor.

No windows a investigação está ao serviço do dinheiro. No linux o dinheiro está ao serviço da investigação. Se isto não é ser idealista, então já não há idealismo no mundo.

O idealismo gera a liberdade e o contra-poder: não estou a dizer novidade nenhuma. E é aqui que a janelinha tão bonita e arejada começa a perder o seu falso simbolismo, a favor de um pinguim desajeitado e bonacheirão que nenhum técnico de marketing escolheria como símbolo... Esse pinguim tem um ar de preguiçoso pensativo. Faz-me lembrar o newton depois de lhe cair a maçã no toutiço!

Concluindo: eu, utilizador inexperiente, sinto-me enganado. O windows é uma espécie de mito das cavernas, de Platão, mas à escala informática. Por isso tomei uma decisão. Vou saber como é se faz uma sacana de uma partição, vou aprender a instalar o Linux, hei-de meter na cachola os comandos que forem necessários e vou acabar com a alienação das janelinhas.

Claro que no momento em que meter o Red Hat no cd room vou estar borrado de medo... Mas pronto, a liberdade conquista-se.

Desculpem lá o testamento, mas já estou tão farto de ter o computador no congelador, já estão tão farto de mensagens de erro estúpidas, que me apeteceu vir para aqui desabafar. A propósito: já repararam que até nas mensagens de erro o Windows erra?"

Computadores cada vez mais 86-60-86 | Reuniao a alto nivel  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.

 

 

[ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]