gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Anti-Pirataria Microsoft
Contribuído por scorpio em 26-04-06 21:33
do departamento debates
News Lamego escreve "De acordo com a notícia aqui a Microsoft começou a distribuir uma ferramenta de alerta da autenticidade da cópia do Windows aos seus utilizadores. Apesar de nesta fase se tratar apenas de um mecanismo de alerta, sem qualquer efeito restrictivo (note-se que para instalação de alguns componentes já é requerida a autenticação da cópia de acordo com o programa Windows Genuine Advantage) existe já alguma especulação sobre a possibilidade de num futuro próximo as actualizações ficarem também limitadas a cópias "autênticas".

As questões que gostaria de deixar para debate são:
- Acreditam que a MS venha a adoptar esta política rigorosa ?
- Assumindo que sim e atendendo aos níveis de pirataria em Portugal qual seria o resultado mais provável no nosso país ? Corrida à regularização das cópias ilegais, utilização de uma qualquer falha ao WGA que volte a ser detectada ou procura de sistemas operativos alternativos ? "

LIP em Aveiro | Unix, Linux e Scott McNealy  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • News.com
  • Lamego
  • aqui
  • Mais acerca News
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Debater o que ? (Pontos:2, Interessante)
    por tonidosimpostos em 26-04-06 22:04 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Continuamos na xaxada anti-MS cá do burgo.

    1) Se o Ballmer diz que quer combater a pirataria porque não será feito ? Por causa do rumor que toda a gente acredita que a MS deixa a pirataria andar pq assim beneficia da viciacao no software deles ? Ainda há bocado dava uma entrevista qq sobre contrafaccao e referiu-se que a contrafaccao era uma das entradas para a "real thing".
    Pergunta da tanga... próxima!

    2) Bater esquemas anti-pirataria ? Desconheco qualquer sistema anti-pirataria que até à data não tenha sido batido (ok ok, existem os mitos urbanos das proteccoes em DOS...). Portanto qual é mesmo a pergunta ?

    Ah... sistemas operativos alternativos. Se existirem incentivos a tal, porque não ? Desde que as ofertas concorrentes sejam viáveis. Aí é que a questão começa. São viáveis ? Para os geek dorks aqui do burgo, são sempre viáveis, porque todos os users são uns super dorks como eles, e sabem tudo de computadores. Se a barra do gnome está em cima, e não em baixo, se não existe um start menu, isso para o dork nerd não é o minimo problema. "Tá a ver, é so clicar agora ali em cima e consegue fazer tudo o que fazia antes. E já agora, os menus do OpenOffice são ligeiramente diferentes, coisa que voce a procurar descobre num instante."

    E assim vai o burgo, com a mesma tanga inútil do costume...

    "One of my main interests is Research & Development. R&D is the basis for Innovation, which couldn't exist without it"
    4GR dix it ! Uauuuuuuuu!

    Re:Debater o que ? (Pontos:2)
    por gass em 26-04-06 23:25 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    Epah ... sendo um sitio de "culto" ao software livre, penso que este post tem tudo a haver.

    Embora não seja anti-ms, é certo que esta medida é importante. É que a pirataria de produtos microsoft é, sem duvida, enorme e o seu combate directo pela ms é sem duvida muito importante.

    no entanto, poderão sempre existir varios pc's com a mesma licença legal e, penso que embora bata numa empresa o custo de licenceamento, esse custo é sempre "suportavel", pois noutros sistemas operativos existem grandes lacunas (sobretudo a nivel de aplicações de desktop).

    No entanto, esta medida, penso eu, será um grande passo para a adopção de sistemas operativos opensource, ou mais baratos (relativamente).

    No entanto (repetindo, eu sei), quem irá lucrar mais ainda será a propria MS, que ao tomar esta iniciativa levará muitos milhares/milhões de copias a serem registadas.

    Acho muito bem que tal aconteça, pois a falta de fiscalização existente nalguns/todos os paises a isso deve obrigar.


    Cumps-
    Gass
    Re:Debater o que ? (Pontos:1)
    por pinheiro em 27-04-06 0:05 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Olhe não sei, sei apenas que a sua reação é no mínimo desporporcionada, ninguem aqui contestou a microsoft nem acho que faça sentido, a pergunta era siples. Quanto as suas afirmações quanto a uzabilidade de alguns descktop enviroments de alguns sistemas operativos. Devo-lhe dizer que o gnome passa normalmente em primeiro lugar nos testes de uzabilidade digo-o com alguma pena pois sou membro do kde-ev e tambem do grupo HCI (human computer interface) do kde. Digo-lhe tambem que nos esforçamos muito para tratar os nossos utilizadores com o respeito que eles nos merecem especialmente os novos. Quanto a ser uma solução viavel??? Bem eu posso relatar o meu caso que é interssante, eu tenho un escrítório decidi que a minha empregada info escluida deveria ter tantas dificildades com windows que quanto com linux, então meti mão ha obra e mudei a coisa lá para linux sempre não tinha de lá ira tantnas vezes para arranjar a maquina. Bem depois de 3 horas de formação a rapariga estava pronta para uzar a maquina e nunca lá mais voltei. Antes tinha de lá ir todos os meses. Para alem disso eu ganho o parte do meu sustento trabalhando em frente a um computador fazendo graficos svg fassoa para diversas empresas do mundo usando os mais diversos sistemas operativos, mas aqui para os fazer uzo linux-kde , btw eu nem sei como fazer um make devidamente. O burgo vai mal sim senhora, mas acredite que vai muito mal porque o burgo esta chei de gente que uza simplesmente, e não questiona, não participa não produz absolutamente nada. Tirando a copia daquilo que já foi criado e pensado por outros mais bem pagos e talvez menos motivados.
    Re:Debater o que ? (Pontos:1, Lança-chamas)
    por GreatBunzinni em 27-04-06 11:24 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Ah... sistemas operativos alternativos. Se existirem incentivos a tal, porque não ? Desde que as ofertas concorrentes sejam viáveis. Aí é que a questão começa. São viáveis ? Para os geek dorks aqui do burgo, são sempre viáveis, porque todos os users são uns super dorks como eles, e sabem tudo de computadores. Se a barra do gnome está em cima, e não em baixo, se não existe um start menu, isso para o dork nerd não é o minimo problema. "Tá a ver, é so clicar agora ali em cima e consegue fazer tudo o que fazia antes. E já agora, os menus do OpenOffice são ligeiramente diferentes, coisa que voce a procurar descobre num instante."

    Se o tonidosimpostos acha que o maior problema à migração do MS Windows/Office é a diferença que existe entre os interfaces gráficos, independente do quão mínimas são, então só me resta avisar o tonidosimpostos que não faz a mínima ideia sobre quais são os reais problemas duma migração.

    Mais, assumir que as diferenças no interface gráfico das aplicações tratam-se duma barreira intrasponivel é declarar abertamente que os utilizadores não só são burros como também são incapazes de aprender coisinhas novas. O ridículo dessa afirmação torna-se escandaloso sabendo duas coisas: que há vários ambientes de desktop que correm em linux e que suportam temas que emulam as várias versões do ambiente de desktop que o windows adoptou e que o próprio ambiente de desktop do windows tem sofrido mudanças significativas ao longo das versões.

    Há barreiras na migração e não são poucas. Por exemplo, a meu ver o KOffice ainda está longe de ser um pacote de office viável e ainda não há um número decente de técnicos competentes capazes de dar suporte a uma empresa que quer apoiar-se em soluções de software livre no desktop. Agora, querer defender que os utilizadores de windows são tão burros que nunca irão conseguir trabalhar em algo se um botão muda de cor já é mesquinhice a mais aliado à necessidade desesperada de atacar as alternativas aos produtos MS e os seus defensores.

    E assim vai o burgo, com a mesma tanga inútil do costume...

    Sim. Ver mensagens do tonidosimpostos a querer criticar tudo só porque sim, destilando um ódio cego e irracional ao movimento de software livre, demonstrando uma ignorância crónica que só é ultrapassada pela sua mesquinhez é mesmo "business as usual" cá no burgo. O engraçado é que noutros posts o tonidosimpostos tenta criticar outros acusando-os de tentarem resistir à mudança e à evolução dos tempos. Uma no cravo, outra na ferradura...

    Re:Debater o que ? (Pontos:2)
    por deathontwolegs em 01-05-06 20:37 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://www.ilumination.web.pt/
    "Agora, querer defender que os utilizadores de windows são tão burros que nunca irão conseguir trabalhar em algo se um botão muda de cor já é mesquinhice a mais aliado à necessidade desesperada de atacar as alternativas aos produtos MS e os seus defensores."

    Não sei até que ponto é mesquinhice! Já tropecei em muito utilizador que só porque o atalho no desktop para o Word desapareceu ele já (estava convicto que) não tinha como editar mais nenhum documento!
    E por mais que concorde que a barra do gnome/kde é muito melhor q a do Windows o utilizador final não concorda, pelo simples facto de nao lhe ser familiar!

    Infelizmente, a maioria dos utilizadores são mesmo assim e mesmo com alguma formação alguns deles nao conseguem/querem largar os velhos hábitos..

    Para o case de haver dúvidas, sou totalmente a favor do uso de LiNUX (SO de eleição, uso apenas outros qdo não tenho outra hipótese).
    Vá lá crucifiquem-me por estar a defender o Toni! Às vezes ele consegue usar argumentos que me fazem dúvidar da clareza de espírito dele, no entanto, na maior parte das vezes, se se espremer bem até sai algum sumo..

    "The only way of discovering the limits of the possible is to venture a little way past them into the impossible."
    Sir Arthur C. Clarke

    O direito de uma empresa se proteger de um crime (Pontos:3, Interessante)
    por nrgomes em 26-04-06 23:25 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    - Acreditam que a MS venha a adoptar esta política rigorosa ?

    Claro. Afinal de contas a pirataria de software e de outros tipos de produtos digitais é um crime punível por lei (pelo menos nos países ditos desenvolvidos). E como qualquer outro fabricante, a Microsoft tem o direito, e fundamentalmente o dever, de criar o maior número de barreiras para que este tipo de situações não ocorra.

    - Assumindo que sim e atendendo aos níveis de pirataria em Portugal qual seria o resultado mais provável no nosso país ? Corrida à regularização das cópias ilegais, utilização de uma qualquer falha ao WGA que volte a ser detectada ou procura de sistemas operativos alternativos ? "

    Acho que no universo empresarial se vai assistir à regularização das cópias "não autorizadas" que andam nos portáteis de muita boa gente (gerentes, administradores e na generalidade dos consultores e vendedores)... Nínguém vai querer que numa apresentação comercial o Windows se lembre de avisar que a cópia não está licenciada à frente de potenciais clientes...

    Nos restantes cenários, infelizmente vamos continuar a assistir à utilização de cópias ilegais que exploram as actuais e futuras falhas de segurança do WGA ou de qualquer outro sistema anti-pirataria que a Microsoft invente.

    Também acho que a procura de sistemas operativos alternativos vai subir ligeiramente, mas tenho um "feeling" que quem vai lucrar com isso é a Apple.

    Pessoalmente apenas tenho um Windows (legal) a correr num dos meus 4 computadores. Nos restantes utilizo CentOS e Ubuntu mas reconheço que a minha transição do Windows para Linux tem sido tudo menos fácil, isto apesar das imensas vantagens que já retiro dos sistemas quando comparo com a actual rede com a anterior "Windows only".

    Por fim, tenho de referir (por experiência própria) que se colocarmos um miúdo que tenha tido pouco contacto com a informática em frente a 1 PC com Ubuntu (ou qualquer outra distribuição "ready-for-use") e lhe explicarmos algums conceitos básicos, o mesmo miúdo irá ficar rapidamente ambientado ao Linux. A conclusão que quero tirar é que um dos muitos problemas na adopção de sistemas open source reside na formação das pessoas, a começar nas nossas escolas secundárias. Em algumas que conheço, ao que sei, o Caixa Mágica está lá mas quase não se vê.


    :: Gosto de viver e trabalhar com pessoas melhores do que eu. E você?
    Re:O direito de uma empresa se proteger de um crim (Pontos:1)
    por Link em 27-04-06 8:18 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://caminhos.omeublog.net
    Por fim, tenho de referir (por experiência própria) que se colocarmos um miúdo que tenha tido pouco contacto com a informática em frente a 1 PC com Ubuntu (ou qualquer outra distribuição "ready-for-use") e lhe explicarmos algums conceitos básicos, o mesmo miúdo irá ficar rapidamente ambientado ao Linux.
    Concordo plenamente! Cá em casa tenho duas miúdas de 9 e 12 anos que usaram Windows desde muito pequenas. Independentemente de já terem vários anos de experiência com Win, instalei o Ubuntu (há cerca de 1 ano) no PC delas, mantendo no entanto o Windows.
    Verifico que actualmente usam o Ubuntu para tudo (por opção própria), só recorrendo ao Win muito raramente, para um ou outro jogo, mas nada que o Cedega não resolvesse.
    As amigas quando confrontadas com o Ubuntu acham-no estranho e não sabem mexer naquilo, mas acredito que se alguém lhes desse a "tal" explicação e a possibilidade de o usarem, as converteria ao Linux.
    Realmente, parece que o grande problema é a falta de opções, tanto em casa como na escola. Até admito o desconhecimento dos pais em relação a estes assuntos, mas já não posso dizer o mesmo em relação aos responsáveis pelo ensino público, que deveriam providenciar alternativas viáveis, pois nada obriga a que seja usado Win em todos os pc's.
    //DD A experiência não tem qualquer valor ético, é somente o nome que damos aos nossos erros.
    responder a resposta. (Pontos:0)
    por pinheiro em 26-04-06 23:38 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Bem o que dizer? A resposta é completamente desproporcionada, a pergunta qual o futuro caso a microsoft obrigue as pessoas a pagar pelo software que legitimamente a microsoft vende. O senhor responde com, ataques completamente desproporcionais a outros sistemas operativos, pergunto eu que mal lhe fizeram a si os outros sistemas? Quanto as suas afirmações sobre a uasabilidade de descktop enviroments de alguns sistemas operativos, o senhor até pode ter razão, ou não, a realidade é que estudos comparados verificaram que o gnome é o descktop mais usavel actualmete, eu sou membro do kde-ev, portanto acho que pode acreditar que o digo com alguma ponta de inveja, e faço parte também do grupo de HCI (human computer interface) do kde e asseguro-lhe que nos preocupamos e muito com esses aspectos e sabe o melhor? Já que o senhor também se preocupa junte-se a nos para fazer o melhor descktop. O burgo é capaz de ir mal mas acredite que é bastante mais por causa de pessoas resignadas aquilo que vem de fora que por causa daquilo que por aqui se vai fazendo.
    Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 27-04-06 0:55 GMT (#6)
    (Utilizador Info)

    ... vou relatar o que me aconteceu ontem.

    Fui actualizar o Windows XP usando o Windows Update de um portátil Toshiba de um familiar meu, já não era à uns meses actualizado, O Windows XP é OEM que veio com o portátil, tudo legal. Quando corro o Windows Update e salta a coisa do Windows Genuine Advantage ele diz-me que a cópia não é legal e que se tem a certeza que é legal que se queixe a não sei quem etc etc... Uma trabalheira... resolvi a questão utilizando o truque do javascript na barra de endereço, o que é ridiculamente fácil.

    Então, o que está errado nesta história? TUDO.


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:1)
    por gonzas em 27-04-06 7:40 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    «Estava um carro estacionado à porta de um familiar meu. Tentei abri-lo com uma chave, mas a fechadura não abriu. Uma trabalheira... resolvi a questão utilizando o truque do arame pelo vidro».

    O que está errado nesta história? TUDO. Inclusivamente a lata com que as pessoas utilizam software proprietário sem pagar com a justificação de ser caro e de terem o "direito" a utilizá-lo.
    Continuando o exemplo do carro: eu gostava muito de ter um Porsche... Mas não tenho guito para ele. Isso dá-me o direito de roubar o do meu vizinho? Ou ir à Feira da Ladra e comprar um que tenha sido roubado? E dá-me o direito de reclamar com o Sr. Agente que me diz que o carro é roubado e que tenho de o devolver, ou se quiser um Porsche tenho de o comprar? Julgo que não.
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por MacLeod em 28-04-06 6:35 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Não estou a defender a cópia não autorizada de software, mas a diferença no teu exemplo do Porsche é que se o Porsche fosse software, o facto de tu usares o Porsche do teu vizinho (ie, copiares o software) não implica que o teu vizinho seja privado de usar o seu Porsche. É a questão da replicação a custo zero. Infelizmente, e como as empresas de software/conteúdos se vão lentamente apercebendo, o modelo de negócios de cobrar por licença é desadequado e susceptível abusos como cópias ilegais. Enquanto usarem este modelo de negócios, vai sempre haver espaço para a cópia não autorizada. A solução não passa por controlar à força os utilizadores (quer por vias de WGA ou DRMs), mas sim por usar um pouco mais de cabeça e optar por outro modelo de negócios (que, devo dizer, não é trivial em vários ramos de software).
    Re:Simplesmente... (Pontos:3, Engraçado)
    por fhc em 28-04-06 9:17 GMT (#34)
    (Utilizador Info)

    Ponhamos a história desta forma: fazes um trabalho de vinte valores a História da Cultura de Escaravelhos Sagrados do Alto Nilo. No ano seguinte, um aluno de uma outra faculdade copia-te o trabalho e submete-o à avaliação, recebendo a mesma nota. No processo age de tal fação, que nem te dá cavaco, nem remuneração, nem pedido de autorização para a cópia.

    Não foste privado da tua nota. Ele violou diversas leis (incluindo apenas circunstancialmente o direito de cópia).

    Ademais: um amigo aproveita o facto de estares fora da cidade e dorme com a tua namorada ou esposa. Não foste privado do uso posterior da tua esposa ou namorada. Aqui, não violou nenhuma lei. Não tens portanto o direito de estar indignado, até porque os ditos ornamentos (pirulitos, palitos, cornos ou chifres) não são literais. E se o fossem, também os víquinges os usavam sem vergonha ou inibição.

    Por conseguinte, qual é o dito modelo de negócios que aplicas à tua consorte? Não me leves a mal a ironia, pensa apenas nos exemplos.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 28-04-06 12:43 GMT (#45)
    (Utilizador Info)

    Gostava de saber o que é que isto tem a ver com a minha história e se não fui suficientemente explícito em dizer que a cópia do Windows é legal e é a que veio de fábrica?


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:1)
    por Lowgitek em 27-04-06 10:52 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    E tens a certeza que veio com o portatil? E por acaso o que veio nao era um Home Ed ou algo do genero? E agora "transformou-se" num profissional?

    Regards,


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Simplesmente... (Pontos:1)
    por Overclocking em 27-04-06 12:05 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog
    O problema é que muita gente nem tem noção do que uma licença OEM significa. E depois há o problema referido acima "à e tal, tive que reinstalar o sistema, mas não me entendo com aqueles cd's que vinham com o portátil e pedi uma cópia do xp a um amigo meu"
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 27-04-06 16:39 GMT (#19)
    (Utilizador Info)

    Vcs pá... Só à chapada... A história é tal como disse tudo estava tudo legal, escusam de procurar macaquinhos. O óbvio é que 'alguêm' terá utilizado a licença numa cópia pirata, ficando o justo a pagar pelo o crime do outro, o que é errado, e é errado tambêm que quem pirateia consiga facilmente circunventar a proteccção (o tal javascript). Conclusão, quem acaba por ser afectado negativamente é o consumidor legítimo, e isso é o pior que poderia acontecer


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:3, Engraçado)
    por null em 27-04-06 16:55 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    O Toini tem chaves de activação.
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Ancestor em 28-04-06 4:54 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Sendo OEM, facilmente corriges o problema da licença recorrendo ao sticker colado algures no portátil. Se consultasses a Knowledgebase, encontrarias resolução para o problema. Claro que assim não dá para "malhar" nesses incógnitos que usam chaves pirata...


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 28-04-06 12:48 GMT (#46)
    (Utilizador Info)

    É minha opinião, pelos vistos não partilhada por todos, que um utilizador legítimo não deverá ter qualquer problema ou percalço. Se pensam diferente disto, tenho pena de vocês.


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Ancestor em 29-04-06 23:59 GMT (#59)
    (Utilizador Info)

    O óbvio é que 'alguêm' terá utilizado a licença numa cópia pirata, ficando o justo a pagar pelo o crime do outro, o que é errado, e é errado tambêm que quem pirateia consiga facilmente circunventar a proteccção (o tal javascript).

    Sê coerente, por favor. Se alguém tem um Windows com chave pirata, não é um utilizador legítimo. O problema que apresentaste advém precisamente do facto de a pessoa em questão não ser um utilizador legítimo - apesar de possuir uma cópia licenciada do software. Se a chave fosse a correcta, não teria havido problema nenhum.

    É óbvio que o problema neste caso está entre o monitor e as costas da cadeira - não só não resolves o problema como a tua solução é contornar a verificação de legalidade. E ter pena nunca foi sinal de competência...


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?

    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 01-05-06 5:13 GMT (#60)
    (Utilizador Info)

    Ah.. muito interesante.. uma pessoa que compra um portátil à Toshiba que vem com Windows de fábrica não é um utilizador legítimo? Estamos conversados.


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por blind em 02-05-06 23:44 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    já ouvi falar de pessoas que quando precisam de um serial valido vão à vobis(puB) ou outra loja que tenha pc's com o autocolante da microsoft em exposição....e depois sacam uma foto com o telemovel ....
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 28-04-06 9:47 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    o tal javascript ja teve dias melhores...

    De qualquer formase é uma cópia realmente legal garanto te que primeiro ele não gastaria um centimo a telefonar para lado nenhum, segundo que ele nao ficaria na mão por causa disso.

    E se o gajo tem dinheiro para comprar um portatil, com windows, tb tem para ir a cabine por la uma moeda de 50 paus e fazer um telefonema! rofl (ja nem digo ter um telemovel ou telefone...)


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Simplesmente... (Pontos:2)
    por Specimen em 28-04-06 12:50 GMT (#47)
    (Utilizador Info)

    Levas com a mesma resposta que dei ao outro e mais nada...

    É minha opinião, pelos vistos não partilhada por todos, que um utilizador legítimo não deverá ter qualquer problema ou percalço. Se pensam diferente disto, tenho pena de vocês.


    'In the future, the oppression will come in increasingly subtle forms'.

    Re:Simplesmente... (Pontos:1)
    por Viriatus em 27-04-06 16:26 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    no meu portátil da Acer também para fazer updates, tenho de instalar um patch da Acer
    Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Tuaregue em 27-04-06 9:05 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Simples e grosso.

    Vai continuar tudo na mesma, a Micro vai vender mais umas cópias, só alguns(poucos) utilizadores é vão mudar de S.O.. Não estão a ver uma empresa que investiu num servidor com o 2003 Server + SQL Server + Versão servidor de um ERP/CRM, a mudar os postos de trabalho para linux ou mac? Se estão digam lá como correm a versão cliente do ERP/CRM com o wine? Pois mas nem sempre isso é possível, e os custos na produtividade, aquilo que o toni referiu, o joe user faz um bicho de sete cabeças se o icon já não está no mesmo sitio, quanto mais mudar-lhe o S.O.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:Tudo na mesma (Pontos:3, Interessante)
    por [Cliff] em 27-04-06 11:24 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    ahhhh carago... o belo mito de que o Joe User se guia pelos icons que nunca mudam de sítio. Mas isso não acontece se mudarem de Windows para Mac. Aí não carago. Aí não faz confusão nenhuma se o icon mudar de sítio.

    Anyway, vocês dão pouco crédito aos utilizadores por isso "let me break it down to you": os utilizadores estão-se a cagar para a localização do ícone.

    Já se acabava com este "mito". E de caminho acabem também com o mito do Windows em 95% de todos os computadores do mundo.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Tuaregue em 29-04-06 11:22 GMT (#52)
    (Utilizador Info)

    CPinto o pior é que eu levo todos os dias com estas histórias, "olhe não consigo fazer download de emails, o que é que posso fazer para fazer o download dos emails?", mesmo depois do outlook ter dito que não conseguia contactar/ligar ao servidor, e mesmo depois de lhe ter explicado que o problema era do servidor de emails (externo), voltam a perguntar "mas o que se pode fazer.".
    Também tenho a versão:
    "Olhe não tenho rede no meu pc."
    "Porquê, é que diz isso?"
    "Não consigo aceder à internet."
    "Mas consegue trabalhar com o programa de facturação" (a BD está centralizado)
    "Sim"
    "Então não tem mas é internet"
    "Não, não, não tenho rede."
    Agora a história do icon: "Olhe não consigo utilizar o programa XXXXXX"
    "Então porquê?"
    "Porque não está instalado"
    Eu sabia que ele estava intalado, problema é que icon não estava no desktop, nem se deu ao trabalho de procurar no start/iniciar.

    Mas pior do que estes, são os que pensam que dominam.
    Concordo contigo, tem de se acabar com certos mitos e esse dos 95% é um deles.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:Tudo na mesma (Pontos:1)
    por Zarluk em 28-04-06 2:34 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    Um ERP/CRM cuja interface só funciona em Windows merece ser atirado para o lixo.

    Se a empresa tem dinheiro para um MS SQL Server, também tem dinheiro para comprar um ERP/CRM decente ;-)

    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Lowgitek em 28-04-06 9:51 GMT (#40)
    (Utilizador Info)

    Como por exemplo... (não e esqueças do pormenor preço/custo de implementação formação sffv!)


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Tudo na mesma (Pontos:1)
    por Zarluk em 28-04-06 13:38 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/

    Um sistema de gestão comercial tem um tempo de vida limitado, findo o qual é necessário renovar licenças, fazer um upgrade, enfim... gastar dinheiro.

    Essa será a altura ideal para avaliar as alternativas, e há muitas, desde aplicações com interface web até Java.

    Só na SourceForge, estão 151 projectos na categoria ERP. O difícil será escolher um deles ;-)

    Quanto aos números, posso-te dar um exemplo: para migrar uma empresa com 20 postos de trabalho, importar dados de clientes, fornecedores e produtos e instalar GNU/Linux em 80 a 90% dos clientes, o orçamento irá ficar abaixo dos 10.000 Euros (com garantia de 2 anos sobre o software instalado -- servidores e clientes GNU/Linux).

    Achas caro?

    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Tuaregue em 29-04-06 11:31 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Se consideras o SAGE um sistema para atirar ao lixo...
    Eu considero o interface um verdadeiro lixo.

    Nesse exemplo quem deu garantia sobre bugs do software? A Sage já nos resolveu um bug e á borla.

    P.S: Para que não pensem que sou contra o linux e o software livre, neste momento ando a "lutar" contra certas pessoas para poder instalar o OO.org em vez do MS Office, e a tentar que não se compre a licença do Exchange, e para que se instale um groupware vindo do mundo do software livre.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por [Cliff] em 29-04-06 12:54 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    "A Sage já nos resolveu um bug e á borla."

    E não é essa a obrigação deles?

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Tuaregue em 29-04-06 14:40 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Para mim é, mas conheço vários casos de uma empresa nacional que cobra, e na seguinte realese comunica que o bug foi reparado.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:Tudo na mesma (Pontos:1)
    por Zarluk em 29-04-06 21:11 GMT (#57)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    Nesse exemplo quem deu garantia sobre bugs do software? A Sage já nos resolveu um bug e á borla.

    Do post anterior: "com garantia de 2 anos sobre o software instalado -- servidores e clientes GNU/Linux".

    Isto quer dizer que se qualquer componente do sistema deixar de funcionar por qualquer razão que não seja falha de hardware, é da nossa responsabilidade repô-lo a funcionar, e aplica-se tanto ao sistema de gestão como ao restante sofware, nomeadamente Sistema Operativo, aplicações de escritório (Messaging, OpenOffice, Browser, Mail, etc.).

    Este tipo de garantia, infelizmente, não se pode estender às (poucas) máquinas que continuarão a correr Windows, mas nunca deixa de se aplicar ao ERP, que fica num servidor.

    E não é nenhum milagre, basta só subtrair a um orçamento "normal" as licenças de software e contar que, além de requerer menos manutenção, a maior parte (se não a totalidade) da manutenção será efectuada remotamente, logo com muito menos custos ;-)

    Capisci?

    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Lowgitek em 01-05-06 19:21 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Acho um roubo... !

    Entretanto gostarias que nao apontasses os 151 como soluções excelentes como um todo mas que pegasses num exemplo dos teus maravilhosos 151 e avançasse com a justificaçao do porque e do quanto.... obrigado.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Tudo na mesma (Pontos:1)
    por Zarluk em 02-05-06 18:10 GMT (#64)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    Acho um roubo... !

    Considerando que cada upgrade para o XP Prod custa 200¤ e que a maior parte das máquinas está com 98 e 2000, pode-se começar a contar com 4000¤ só para actualizações dos desktops.

    Se a opção (que foi equacionada) fosse qualquer coisa tipo Sage, Primavera, PHC, etc., quanto é que se deveria acrescentar? E é preciso não esquecer o Server 2003, os anti-vírus, anty-spyware e a manutenção.

    Quanto é que somaria (mesmo considerando que se podia trocar o MS Office pelo OpenOffice e poupar mais uns quantos milhares de Euros)?

    Fora o pequeno detalhe de ninguém no seu perfeito juízo poder dar garantias sobre o funcionamento do software instalado, pelo menos, não por estes valores ;-)

    Já agora, please, puxa aí da máquina de calcular e diz-me (por alto) quanto é que poderia ficar a migração se fosses tu a fazê-la e qual o software a instalar...

    Posso adiantar que a proposta mais barata a seguir a esta (e que contemplava, mais ou menos, o que descrevi acima), andava perto dos 20.000¤!

    Re:Tudo na mesma (Pontos:2)
    por Lowgitek em 03-05-06 8:20 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    ahha.. ta certo... a tua soluçao para os upgrades das maquinas que correm o 98 é o que? meter la o fedora nao?

    Por acaso tb gostei da tua ideia que maquinas não windows não precisam de assistencia (manutenção) e que a mesma não deverá ser paga ou pelo menos da maneira que metes as coisas da a entender que tb parece nã teres contado com isso.

    De qualquer forma ainda estou a espera que alguem aponte uma solução decente duma ponta a outra.... iickk ...

    ok...

    Anyway eu posso ser um pouco mais sério que tu, não jogar a batata quem para as mãos dos outros, e assim que tiver tempo posso lançar valores reais por aqui, vou ver se arrumo tempo para isso mais logo, agora vou fazer algo de importante, tomar café...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Tudo na mesma (Pontos:1)
    por Zarluk em 03-05-06 13:35 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    a tua soluçao para os upgrades das maquinas que correm o 98 é o que? meter la o fedora nao?

    Não, será Debian ou Ubuntu/Kubuntu. É um pouco melhor que o Fedora (tanto a distro como o suporte -- não, não me digas que não há suporte profissional para Debian, isso é FUD). Uma meia dúzia de máquinas, com hardware considerado já obsoleto (PII) ficarão a trabalhar com sessões X remotas (e aqui poupam-se mais uns 'tostões'), coisa que seria impensável em windowze ;-)

    Quanto ao suporte, os desktops ficarão a fazer actualizações de segurança automaticamente, via cron, a partir de um repositório local. Ao contrário do Windows (e de algumas distros GNU/Linux), tanto o Debian como o Ubuntu têm tendência a continuar a funcionar sem soluços nem espirros após as actualizações ;-)

    Quanto à seriedade, poderemos voltar a falar sobre o assunto daqui a um ano, pois tencionamos fazer um caso de estudo deste processo. Se não estiveres demasiado ocupado a fazer o baby-sitting dos teus sistemas windowze, pode ser que tenhas tempo de o ler.

    Só para terminar: não sou fundamentalista nem nasci ontem, trablho no ramo há quase 20 anos e já trabalhei com vários S.O., desde DOS/w85/w98/NT/2000 até GNU/Linux, passando por várias famílias Unix, portanto posso dizer que conheço bem os problemas de uns e de outros e se a escolha recai (desde há uns anitos) sobre GNU/Linux deve-se apenas ao facto de apresentar um TCO significativamente mais baixo e ser muito mais estável!


    A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2, Interessante)
    por netshark em 27-04-06 9:07 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    ...está longe de ser perfeita.

    Obriga basicamente a quem não tenha uma MVL (licença em volume) e respectivos CDs MVL, a ter que ligar á internet por tudo e por nada, fazer reinstalações do SO se fizer upgrades relevantes de hardware...
    ah e se for reinstalado 2-3 vezes em hardware diferente (ainda que se seja a mesma maquina), requer reactivação por telefone, onde se gasta mais algum $$$.
    Chamam isto de sistema anticopia? É o mesmo que a TV cabo dizer que este ano acaba com a pirataria na sua rede :P
    Não ha sistemas perfeitos e mesmo com "genuine advantage" (expressão pomposa e elitista que mete nojo até dizer chega), ha sempre a maneira de dar a volta ao problema.

    Programas como o hfnetcheck fazem descargas de xml com inventarios de actualizações para cada SO da ms e depois comparam-os com as vossas instalações. Depois é feito download directo do que faltar, a partir do proprio programa sem precisar do windows update para N-A-D-A.

    Continuamos?
    Se a M$ quisesse bloquear os updates "fundamentais" (outra palavra infeliz que usam), já o tinha feito ha muito. Então pq é que não o fez?
    Simples, não quer aumentar á custa dela a ja grande quantidade de virus/lixo/worms que circulam na net, e ter que gramar com isso em suporte tecnico, em má publicidade, etc...

    net_tubarao

    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por Lowgitek em 27-04-06 10:55 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Metem nojo?

    Simples... não uses! Deixas de ser mais um "a poluir" o ambiente. Eu não me lembro de a MS andar a obrigar ninguem a utilizar os sistemas deles. E a conversa do... não temos opção isso ja vinha instalado é treta!

    Em relação ao bloquear os updates fndamentais, estupidos eram se o fizessem, porque afinal com tanta copia pirata por ai, eu acho é que devias agradecer aos gajos em não o fazer.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:1)
    por netshark em 27-04-06 11:40 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Pela minha parte estou tranquilo, pois não sou poluidor. Todos os sistemas windows que uso estao devidamente actualizados e com toda a bagagem anti-qualquer coisa do costume. O:)

    E sim concordo claro que é treta não haver opções. O meu desktop de casa,por ex. está em quadboot com mais 3 opcoes (que nada tem haver com windows), com tendencia para aumentar...enquanto conseguir tudo o que quero somente com 4 partiçoes primarias com um unico disco, dou-me por feliz e contente. :)

    Estou a falar do panorama geral, que é precisamente o contrario. O cenario do instalar e andar, aquele dos virus em 10 segundos apos fresh install ligado á net, que é o que contribui IMHO, para amplificar as falhas do windows pela net fora.

    Quanto ao teu segundo paragrafo foi precisamente isso o que eu disse de outra forma :)

    net_tubarao
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por null em 27-04-06 19:15 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    "Eu não me lembro de a MS andar a obrigar ninguem a utilizar os sistemas deles."

    Sério?!

    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por Lowgitek em 28-04-06 9:40 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    É escusada a ironia porque isso é a treta de costume. Houve sempre possibilidade de os mandar a fava qnd bem entendesses. Ya pois... depois aparecem aqueles a não sei q e tal depois sofrias as consequências? E? Tudo na vida não é assim? se não gostam nao comam!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por null em 28-04-06 1:07 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Eu até vou elaborar um pouco mais, quem e onde é que anda a dizer que vender PCs sem OS favorece a pirataria? Sabes qual foi o OS que mais vendeu para ser pre-instalado a seguir a esta declaração?
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:0)
    por mrmv em 28-04-06 8:42 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Um PC nunca deve ser vendido sem SO, isso é o mesmo que venderes um produto que não funciona.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por Lowgitek em 28-04-06 9:45 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Yap... MAs o argumento do... ah o cliente pediu... o cliente pediu Q PAGUE!

    Concordo plenamente contigo em relação ao carros sem rodas, sem volante e bancos. O problema é que alguns usam a desculpa do "obrigados" por venderem hardware da treta e nao terem tomates, nem pessoal competente para fornecer suporte a outra coisa.

    Um abraço,


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por fhc em 28-04-06 11:33 GMT (#41)
    (Utilizador Info)

    1. Eu tenho uma cópia do XP retail...

    2. Eu quero instalar a minha cópi de Linux.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:0)
    por mrmv em 28-04-06 12:12 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    O PC pode trazer um distribuição de Linux qq, e que garanta que o produto ao ser adquirido funciona.

    Depois, tu como cliente podes instalar a tua versão de XP retail, ou a TUA distribuição de Linux.

    Este pormenor parece de pouca importância, mas não é. Se vires o produto como um todo, ao instalares a tua própria distribuição estarias estar a perder o direito ao suporte do sw com aquele hw. Nesse caso terias apenas o suporte ao hw desde que não fizesses algo semelhante e que o invalidasse também.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por [Cliff] em 29-04-06 1:19 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Great, agora liga lá para a HP a dizer que para eles darem suporte ao hardware que está a falhar (hint: disco a pifar) não preciso de ter determinado software instalado.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:0)
    por mrmv em 29-04-06 23:37 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Porque eles irão começar pela análise básica que deverá ser efectuada nos componentes suportados. É certo que a coisa poderia ser um pouco mais sofisticada, logo de maior qualidade e resultados, mas seria sempre uma solução mais cara do que a maioria das situações justificaria, as decisões deste tipo regra geral têm sempre o factor financeiro como um dos principais critérios.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:2)
    por GreatBunzinni em 28-04-06 16:27 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Não é bem assim. Por exemplo, neste momento eu tenho 3 computadores a trabalhar todos com Kubuntu. Tendo eu em casa CDs de instalação do Kubuntu, porque motivo havia eu de ser obrigado a trazer da loja ou até comprar outro sistema operativo se já tenho CDs de instalação do sistema operativo que eu quero?

    Para aqueles clientes menos tecnofilos e/ou que não possuem computador compreende-se a necessidade. Agora, para aqueles que se sentem confortáveis a mexer nas máquinas e que já tem tudo o que precisam, aí não faz sentido a obrigação de serem obrigados a engolir um produto redundante.
    Re:A protecção de copia do XP/win2003 (Pontos:0)
    por mrmv em 28-04-06 22:00 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Se não percebes a razoabilidade do que disse, então paciência...

    E como defines que o cliente se sente confortável? e será que sabe o que faz? e se diz que sim e depois volta para pedir ajuda? Que recomendas? a criação de um processo de certificação de utilizadores... aí deveriamos fazer o mesmo para a aquisição de automóveis, etc, etc.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:1)
    por Overclocking em 27-04-06 12:30 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog

    Primeiro que tudo, não sou um "geek dork", mas também não sou um fanático da Microsoft. Também não sou alto entendido em informática, nem alto entendido em questões de mercado/empresariais/etc, como algumas pessoas que frequentam o Gildot tentam fazer crer que são.

    Agora a minha opinião: Quanto à primeira questão, parece-me bastante óbvio que a Microsoft não irá adoptar uma medida tão "radical", drástica, whatever, de modo a combater a pirataria. Penso mesmo que a Microsoft lucra com a pirataria. Ou melhor, lucra de forma indirecta com a pirataria. Quanto mais parataria houver (penso que mais do que o estado actual das coisas é impossível) mais a Microsoft vai fazer acordos com fabricantes de computadores e afins de modo a distribuir as suas "fantásticas" licenças OEM. Essas licenças, que são uma verdadeira "nojeira", representam um mercado para a Microsoft de milhares de milhões de computadores pelo mundo fora. Ao comprar um qualquer pc/laptop de marcas como a HP, Toshiba, Acer, Sony, Samsung, etc, estamos a pagar uma quantia considerável à Microsoft, para já não falar das pequenas/médias empresas, que são "obrigadas" (claro que não são obrigadas, no sentido literal, a utilizar a Microsoft, mas indirectamente lá vão sendo empurradas para esse mundo fantástico de Redmond, por razões que mais ou menos todos vocês conhecem) a pagar aquelas licenças fantásticas de milhares de euros. Ou seja, a meu ver, a Microsoft não estará interessada em acabar com a pirataria, apenas a dar a entender que o quer fazer. É marketing, meus caros, e disso eu sei algumas coisas.

    Quanto à segunda pergunta, acho um tanto ou quanto exagerado estar a pôr Portugal num pedestal a nível de pirataria demasiado alto. Nos países asiáticos a situação é muito mais grave, e eles são muitos mais ;)

    Pela experiência/conhecimento que tenho, hoje em dia a maior parte dos pc's de marca vem com o Windows já instalado (Licença OEM) e portanto não estou a ver porque raio é que tal medida da Microsoft poderia levar a uma corrida ás licenças (tipo, ninguém vai dar 30 contos pelo Windos Xp Pro, mas se ele já vier com o computador o pessoal nem nota, ou melhor, nem sabem que o estão a pagar).

    E já agora gostaria de referir que a Microsoft não é, nem de perto nem de longe, a empresa que mais tem a perder com a pirataria. Aliás, deve ser a que perde menos, em termos de relação com o tamanho da própria empresa. As empresas de software mais pequenas, e mesmo as médias empresas, essas sim é que são as que enfrentam dificuldades por causa da pirataria.


    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:2)
    por null em 27-04-06 19:22 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    "Primeiro que tudo, não sou um "geek dork", mas também não sou um fanático da Microsoft. Também não sou alto entendido em informática, nem alto entendido em questões de mercado/empresariais/etc, como algumas pessoas que frequentam o Gildot tentam fazer crer que são."

    Isto vem no How-To do informático pimba não é?

    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:1)
    por Overclocking em 27-04-06 20:21 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog
    Aparentemente vem no How-To do Gildot ... Ou deveria vir, se existi-se. Poderás constatar que é fielmente seguido por muitos intelectuais que por aqui andam ...
    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:2)
    por null em 28-04-06 1:03 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Eu quando vejo um disclaimer desses só posso pensar que o que o escreve está a dizer algo do tipo "posso dar a minha opinião, posso, hein, posso?"

    Isto de vir aqui e rotular os outros, e outros afirmarem que não fazem parte desses rotulos, quase que a duvidar da sua sexualidade, aborrece um gajo de morte. O toini, por exemplo, é o tipico labrego que a pretexto de ninguem defender a colectividade besugos unidos, vem chatear a mona a quem não lhe pediu a opinião. O pior é depois haver uns outros que ah pois, mas o gajo faz falta para dar uma segunda opinião. Eu, se quero uma segunda opinião das que ele dá, falo com o Ze Cabra.

    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:1)
    por Overclocking em 28-04-06 7:32 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog
    Ainda não entendi muito bem a tua posição, mas enfim ... E sim, foi do tipo "posso dar a minha opinião?", não tenho medo em admitir isso ... Pelos vistos, ninguém se interessou muito com a minha opinião, o que considero positivo, tendo em conta o que normalmente por aqui se passa ;)
    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:2)
    por Lowgitek em 28-04-06 9:49 GMT (#39)
    (Utilizador Info)


    Diz la a verdade isso é trauma de infancia não é?

    Podes dizer a malta promete não dizer nada ao Toni.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ás perguntas efectuadas :| (Pontos:1)
    por Overclocking em 28-04-06 11:44 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog
    Mas afinal qual é mesmo o problema com o tal Toni?
    Estou com a Micro (Pontos:2)
    por null em 27-04-06 19:27 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Espero do fundo do coração que a Micro seja bem sucedida. Por uns anitos ficáva-mos livres do Toini, ocupadinho que ele ia ficar a ligar para o helpdes***, perdão, o centro de investigação da Microsoft Portugal.
    Re:Estou com a Micro (Pontos:1)
    por Overclocking em 27-04-06 21:04 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.net/blog
    Pelos vistos não foram muito bem sucedidos ... Now that was fast :)
    Re:Estou com a Micro (Pontos:2)
    por null em 28-04-06 0:52 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Alguém que explique o sentido de LAME aos gajos :-)
    Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:2)
    por fhc em 28-04-06 9:49 GMT (#38)
    (Utilizador Info)

    Não me levem a mal o título, não estou a dizer isso no absoluto. No entanto, penso que o esquema d chaves privadas e públicas nos processadores irá levar a que a pirataria seja muito mais difícil e deixe de compensar. Senão vejamos:

    Se eu conseguisse obter a minha chave privada de processador por inspecção (não consigo) e a pusesse na NET (juntamente com a pública), seria a forma perfeita de o tirar. Ora, realmente estaria a fazer um tiro no pé, visto que essa chave pública seria invalidada, e logo a privada. Desta feita, o meu processador seria inutilizado para efeitos práticos. Isto é: ou seria eu próprio a fazer a cama para me deitar.

    Caso a malta daqui não saiba, o primeiro pacote de acesso à Internet do Windows vai directamente para um servidor MS. A qual imagino saber, portanto, quem é ou não pirata. Vinga portanto a tese de que a MS só não faz porque não quer.

    Por fim, entre a preocupação de estar sempre a mudar de chaves e colocar de vez o Linux/FreeBSD/YourFavoriteOS, sempre irá haver os que bandeia para a segunda.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:2)
    por xeon em 28-04-06 11:39 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://cat.afraid.org
    Ergo, "nunca instalar um windows com o PC ligado à internet".

    Either way, não interessa à M$ "matar" completamente a pirataria: foi à custa dela que conseguiram a posição que tem hoje (poupem as flames) e sabem perfeitamente que é o "life support" deles ...

    Claro que a nível de marketing, a história é outra ...

    --
    Whatever
    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:1, Esclarecedor)
    por tonidosimpostos em 29-04-06 15:27 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    Se eu conseguisse obter a minha chave privada de processador por inspecção (não consigo) e a pusesse na NET (juntamente com a pública), seria a forma perfeita de o tirar. Ora, realmente estaria a fazer um tiro no pé, visto que essa chave pública seria invalidada, e logo a privada. Desta feita, o meu processador seria inutilizado para efeitos práticos. Isto é: ou seria eu próprio a fazer a cama para me deitar.

    Hum.... um gajo como tu a subestimar a inteligencia e criatividade humana ? Ts ts ts, agora fiquei desapontado contigo...

    Primeiro, não podes garantir que não consegues tirar a chave privada. Chegaste a ler aquele pre-estudo sobre a possibilidade de sacar as private keys através do ruído do processador ? É so um exemplo de um ataque criativo...

    Mas pior do que isso, os actuais processadores não tem microcode ? Se tem codigo a correr, então existe a possiblidade de subverter esse código. Ainda há pouco tempo sairam papers sobre rootkits na bios ou cpu (agora não estou certo em qual!), portanto os ataques estão sempre a evoluir.
    Não existe uma protecção infalível. Period. A actual protecção da XBOX 360, parece estar a aguentar-se, tendo sido parcialmente crackada via firmware dos leitores de dvd. Ainda não dá para correr código arbitrário, mas tb ninguem esperava que se crackasse uma protecção daqueles em meia dúzia de meses.
    Para finalizar, se existe um incentivo (maior ou menor), então haverá sempre recursos para o objectivo. Os jogos para PC hj em dia, tem protecções sofisticadas, e mesmo assim continuam a ser batidas, mais tarde ou mais cedo. E olha que os grandes excrackers dos jogos de PC, são agora consultores para as empresas que andam a criar as proteccoes.

    "One of my main interests is Research & Development. R&D is the basis for Innovation, which couldn't exist without it"
    4GR dix it ! Uauuuuuuuu!

    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:1)
    por netshark em 02-05-06 15:50 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    As xbox, quer a original, quer a 360 são casos de estudo interessantes. Li na diagonal ha uns anos um estudo de segurança superficial á xbox,que chegava a conclusão que os proprios componentes de hardware estavam assinados digitalmente, para impedir quaisquer mudanças na maquina que comprometessem as protecções. Dai, por exemplo, não se poder mudar o disco de uma forma trivial, sem recorrer a um modchip.
    No entanto o ataque parece ter sido como sempre foi,aos sistemas de verificação das assinaturas. A tactica foi portada para a 360; é descobrir quem eles são, o que fazem exactamente e neutraliza-los.
    A m$ ja disse que está atenta a estes hacks, mas IMHO eles proprios sabem que é uma questão de tempo e *muita* paciencia, para as protecções de assinatura digital estarem neutralizadas. A "atenção" da m$ é tb uma razao para os promenores destes hacks não serem suficientemente detalhados.

    O verdadeiro sonho da m$ era transformar o hardware dos pcs em algo parecido com isto, de forma a acabar com a pirataria, privacidade, software livre e tudo mais que nao tivesse assinatura digital m$.

    Tubarao
    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:2)
    por fhc em 08-05-06 8:51 GMT (#70)
    (Utilizador Info)

    Não nego a criatividade humana, mas há limites no que se possa fazer. Simplesmente (puxo galões) trabalho com microprocessadores embutidos quando ainda andavas a ver se papavas a primeira caloira. Hardie e softie. Ainda ontem tive a terminar um test gig para um equipamento que voará (todos esperamos) para Marte em 2011.

    Se a chave privada é um registro privado, em silício, sem acesso fora do BUS, e só a chave pública se tem acesso, nada há a fazer. Não podes alterar, porque é circuito (mas eu próprio duvido que o façam, pois obrigava a uma litografia por processador). Se por acaso está em PROM mas não acessível de fora, mesmo assim é duvidoso que se consiga ver. Quanto ao dito ruído, quantos mil e tal ruídos de circuitos semelhantes haverá? Demorarias meses só a obter a dita chave, e a analisar o ruído através de DSP (fora os gigs de que necessitarias, não são nada baratos, e eu bem o sei, porque os desenvolvo).

    Quando descodificares UM processador, este é tornado inválido por inclusão em lista negra, e as licenças para ele expiram (tiro no pé). Até podes vir a saber a chave--- conceda-se isso---, mas isso é um segredo que te interessa deixar para ti ou... verás que o mecanismo é social e funciona bem.

    Para mim, o futuro passa por 100% software livre (por enquanto, 85% da minha actividade é em software livre). Assim que o programa se simulação electrónica e o de CAD mecânico forem livres, eis que a vida se transforma. Já agora, aceitam-se sugestões.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:1)
    por netshark em 10-05-06 15:54 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    Tens razao, esse tipo que fez a analise chegou a conclusão que precisaria de investir dezenas de milhares de euros em analisadores de circuitos digitais, para aprofundar a investigação...por isso não foi mais longe.

    Como em tudo, existe uma distancia entre a ficção e a realidade, o que não quer dizer que por vezes a criatividade nao encurte essa distancia, ou encontre atalhos alternativos (e nao estou a referir-me apenas ás soldas dos modchips nas consolas).

    Alex
    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:1)
    por barbio em 04-05-06 0:09 GMT (#68)
    (Utilizador Info) http://www.barbio.info
    Concordo com o original, mas que baixem o preço do software. Seja ele SO ou outras aplicações quaisquer!
    Re:Os dias da pirataria estão a chegar ao fim. (Pontos:2)
    por fhc em 08-05-06 8:40 GMT (#69)
    (Utilizador Info)

    Se não podes copiar, para quê baixar? Se podes esfolar o porquinho sem medo que ele te fuja, por que carga d'àgua é que iria baixar os preços?

    O dito preço alto do software para combater a pirataria não é mais do que uma desculpa para 1) pagar altos custos de desenvolvimento e de manutenção e 2) pagar o risco associado ao próprio negócio de software.

    Espera é para ver se não te tentarão negar a hipótese de correres Open Source no teu computador por via técnica ou legal.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]