gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Metade das empresas portuguesas com software ilegal
Contribuído por chbm em 12-03-06 18:46
do departamento fiscalizem!
Portugal GreatBunzinni escreve "Segundo uma notícia do site PortugalDiário, a Associação Portuguesa de Software, uma filial portuguesa da infame Business Software Alliance, declara que "Cerca de metade das empresas portuguesas utilizam programas informáticos ilegais". Será o panorama nacional assim tão "pirata" ou estará a associação, cujo lema é "um programa instalado = uma licença comprada", a fazer uma interpretação algo criativa dos números? E em que medida irão esses números ter impacto na adoção de software livre por parte das PMEs portuguesas? "

Teste Exemplar do Apple MagSafe | ANSOL: Acordo com MS coloca algemas douradas em Portugal  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • uma notícia do site PortugalDiário
  • Associação Portuguesa de Software
  • Business Software Alliance
  • Mais acerca Portugal
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Mudanças de mentalidade (Pontos:2)
    por pv em 12-03-06 20:51 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://abretesw.blogspot.com/
    O Ministério das Finanças está a começar a mudar a mentalidade dos portugueses. São constantes os anúncios de centenas de milhares de cartas com notificações de pagamento de impostos devido ao cruzamento de dados. Aquela sensação de impunidade de quem foge aos impostos está a começar a desaparecer. No software era bom que a ASSOFT começasse a ser assim eficiente para igualmente começar a desaparecer a sensação de que o software de Microsoft é gratuito :-), pois é facílimo de piratear. Aí a pessoas irão a começar a fazer escolhas baseadas na relação entre preço e qualidade, e a começar a perceber na pele as vantagens do software aberto.
    Re:Mudanças de mentalidade (Pontos:1)
    por Cricket em 12-03-06 22:21 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    A história é sempre a mesma: Enquanto não houver fiscalização e multas pesadas, nada vai mudar!

    .:Q:.
    Re:Mudanças de mentalidade (Pontos:1)
    por ivosousa em 13-03-06 19:56 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    O software da Microsoft é facilmente pirateável porque a Microsoft assim o quer. Isso permite "viciar" as empresas na sua utilização.
    Re:Mudanças de mentalidade (Pontos:2)
    por blacksheep em 13-03-06 20:14 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Não me parece que seja mais o caso. No tempo em que o Bill Gates era CEO isso era bem capaz de ser verdade, mas o Steve Balmer parece dedicado em acabar com a pirataria dos produtos da MS, como se pode com o Product Activation do Windows XP.

    Libertem a Fátima Felgueiras!
    Re:Mudanças de mentalidade (Pontos:2)
    por GreatBunzinni em 13-03-06 21:14 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Talvez a companhia sinta que, com ajuda da pirataria descarada e sem pudor, agora já domina por completo o mercado e, consequentemente, já se encontram numa posição que permite tomar proveito disso. Ou seja, a 1ª dose já foi dada e agora é altura de começar a cobrar pelas seguintes.
    Esturro? (Pontos:2)
    por Cyclops em 12-03-06 22:35 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Estas "sondagens" cheiram-me sempre a esturro...

    Será que metade das empresas portuguesas utilizam software sem cópia legítima (sim, porque bem gostava de saber o que é um software ilegal...)?

    Será que metade das empresas se deram ao trabalho de responder e quem não respondeu foi automaticamente considerado na metade criticada?

    Será que tal como a BSA... contabilizaram computadores vendidos a empresas e sistemas operativos vendidos a empresas, fazendo uma notável falácia numérica.

    Há links para algo que documente o "estudo" feito?

    50% parece-me pouco (Pontos:2)
    por jneves em 13-03-06 12:45 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    Se pensarmos que software ilegal inclui coisas como Winzip passados os 30 dias de demonstração, 50% parece-me uma percentagem baixa.
    propaganda... (Pontos:2, Interessante)
    por netshark em 14-03-06 10:43 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    É o velho assunto de sempre, a propaganda da assoft sempre com a mesma retorica gasta protagonizada pelo sr. Manuel Cerqueira e os seus amigos do IGAE.

    Já agora alguem viu a reportagem na RTP1 ontem 13/03, que referenciava os prejuizos macicos na industria musical em pt?
    O mais interessante dessa reportagem foi a componente comica, na qual uma croma do IGAE, cujo nome nem me lembro pq nao interessa, colocava a pirataria informatica como fonte de financiamento do terrorismo e do trafico de droga!!
    É daquelas afirmações sobre a qual uma pessoa nao sabe se ha-de rir ou chorar.

    Tubarao
    Re:propaganda... (Pontos:2)
    por GreatBunzinni em 14-03-06 18:31 GMT (#11)
    (Utilizador Info)

    Eu vi uma reportagem semelhante que passou na SIC, onde até meteram um reporter a passear por uma sala com material apreendido. A mim, ao assistir a essa reportagem, sobressairam dois detalhes deprimentes e preocupantes:

    • A reportagem "juntava no mesmo saco" o download de músicas com a venda de cópias desautorizadas de CDs, DVDs, etc...
    • A reportagem soava muito "comprada" pelas associações de distribuidores

    Para além desses pormenores, outra coisa espantosa que teve lugar na reportagem foi o depoimento na FNAC duma porta-voz duma organização qualquer que declarou sem pestanejar e com um ar muito natural que estava demonstrada a relação entre a pirataria e o terrorismo internacional. Apesar da acusação ridicula, não se pode dizer que seja uma declaração espantosa. Os porta-voz de instituições ligadas ao comércio de material cultural tem vindo a fazer carreira declarando as coisas mais absurdas, distorcidas e patéticas ("o IVA de livros de conteúdo pornográfico é de 5% enquanto que o de música é de 21%", "fazer o download de uma música é fazer os músicos passarem fome", etc...").


    Re:propaganda... (Pontos:2)
    por gass em 14-03-06 23:41 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    é isso e o cinema ...

    com bilhetes a 5 euros, vou ao cinema 1 vez por mês, ou de 2 em 2 meses ... com bilhetes a 2,5 euros, ou 3, ia todas as semanas... com qual ganhavam mais?

    cd's de musica ... epah ... poracaso já andei mais à procura de musica ... a minha mesada é à conta ... e depois é assim ... ou vou ao cinema, ou vou jogar uma bilharada, ou vou jantar fora, ou compro 1 cd ou 1 dvd ... entre tantas, acham que eu alguma vez compro um cd ou 1 dvd, ao preço que eles estão?
    Cumps-
    Gass
    Re:50 % ? (Pontos:2)
    por gass em 13-03-06 23:32 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    Enquanto tivermos agentes fiscalizadores que pouco ou nada sabem de informatica, a percentagem será de 100% ... é que vir um agente fiscalizar e acabar por ir embora e nem sequer perguntar que software corre aqueles 2 omputadores que estão ali ligados aquele canto, num escritorio pequeno, é obra.
    E quando, penso eu, são feitas denuncias (sim, pk já fui fiscalizado 2 vezes no espaço de 3 anos - sempre pelo mesmo genero de tipos (que nada sabem))
    Cumps-
    Gass

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]