gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Governo/Microsoft - a desmontagem do acordo
Contribuído por scorpio em 01-03-06 8:59
do departamento blogosfera
Microsoft zé do boné escreve "Ainda sobre a Microsoft parece-me que este post - página (e os comentários) num blog político bastante lido oferece bastantes pistas para reflexão... "

tux.cprm.net está de volta | XIII Semana Informática do IST  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • página
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por GreatBunzinni em 01-03-06 14:15 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Não vem nada escrito no blog que não tenha sido dito na discussão do anúncio que foi feita aqui na gildot. Falta de justificação económica, informatização do estado mantida refém, o problema da impossibilidade de interoperabilidade, a fraca qualidade do produto, o preço elevado a pagar pelo acordo, o facto de ter sido um negócio milionário entregue sem concurso público e a não-existência de contrapartidas positivas para Portugal. Tudo isso e mais foi dito por cá.

    Mas há um ponto positivo do artigo do blog. Menciona a total incompetência da oposição de apontar os problemas e as falhas óbvias no acordo. Limitaram-se a mandar umas bocas em relação a detalhes do protocolo e ficaram-se por aí. Como é que podemos esperar que os governos sejam competentes quando ninguém no sistema (governo, oposição, apoio) consegue articular uma reacção compentente?
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 01-03-06 23:26 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Qual justificação económica, que se saiba não se vendeu nada, estás a falar de quê? O artigo é uma treta, generalidades e banalidades e soluções ou caminhos, nada... diz só que o que fizeram está mal, mas não aparece ninguém a fazer melhor... espirito merdoso que se abateu sobre este país, só conversa, só conversa...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-03-06 0:44 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Há umas simples justificações económicas que ainda ninguém me conseguiu explicar.

    Se a Aliança da Microsoft vai pagar 3 EUR por formando Europeu, e os formandos não pagam nada, quem paga o GROSSO DO RESTO? Os Estados?

    Se a desvantagem do GNU/Linux reside principalmente nos custos de formação, porque se investe em formar em Microsoft Windows, retro-alimentando o monopólio?

    Porque é que os nossos impostos são usados para "viciar" formandos numa tecnologia que são (pelo menos moral e legalmente) obrigados a licenciar para poder usufruir?

    Mas não é só o Governo que esteve mal ao aproveitar-se deste programa Europeu da Aliança da Microsoft. A oposição ao não saber criticar mais do que o nível da bajulação revelado mostrou que faria o mesmo, mas talvez sem bajulação ;)
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2, Interessante)
    por XIS em 03-03-06 2:50 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Como há aqui 2 (duas) pessoas muito estúpidas (que não V.Mcê), desculpa lá, ò Cyclops, mas sinto necessidade de aclarar a tua ironia:

    • "quem paga o grosso do resto"
      tu. Estás feito, o Estado vai-te apresentar a factura e se não pagas levas com o nome na 'net que te lixas. Vais ter de vender uma data de bicas, porque em Portugal não se pode fazer mais nada. E escusas de dizer que não concordas, porque é evidente que isto é uma medida anti-terrorista, anti-tabágica e de rigor orçamental (e de responsabilidade social, e disuassora da fuga ao fisco, promotora da integração das minorias, extintora do fosso económico vis-à-vis Europa, eliminadora da caspa e toda feita de produtos naturais), e portanto é politicamente correcta e portanto tens *tu* de te sacrificar pelo maior bem do menor* número.
    • "desvantagem do GNU/Linux"
      claro que não existe desvantagem do GNU/Linux em relação aos custos de formação:misturando metáforas, para um burro todos os salões de baile são tortos. Claro que há *mais* formadores em MS... mas como por natureza o software *MS* é alienante e estupidificante (Q:"Where do you want to go today?"...A:"To the computer shop to expand my RAM to 640K"), há *melhores* formadores em OSS. Ou seja, podemos optar por muitos e baratos ou menos e competentes. É assim como escolher entre uma supermodel a ronronar e dez aventesmas a emular a Ágata.
    • "porque é que os nossos impostos..."
      porque há funcionários (designação científica lusochicus espertus sp.) e políticos (chupamus tutanus, do grupo sacaneae, família phodephilhasevendemaes ) que vão ter umas viagens à conta, e quem sabe uma vivenda em Palma de Maiorca e um pé de meia na Suiça. Tá bom de ver que os orçamentos das "comissões de acompanhamento", supervisionadas pelas diversas "altas autoridades para a conformidade ideológica", por sua vez sob a tutela das diversas "missões tecnológicas para a promoção do consumismo acéfalo" vão ser uma percentagem significativa do défice estatal que os nosso filhos, salvo seja, hão-de pagar
    • "a oposição"
      claro que em Portugal não há oposição. Ou melhor... em Portugal há oposiçao... ao desenvolvimento, à cultura, ao ensino, ao desportivismo, à industrialização, ao desenvolvimento ecologicamente sustentado, à redução dos ordenados e mordomias** dos políticos, à progressão do sistema judicial, à erradicação dos abortos***. O Governo é o seu próprio maior inimigo... pelo menos desde que se instituiu a República...


    * Nota: "menor"!="maior"
    ** Nota: as "mordomias" são, efectivamente, as consequências dos comportamentos dos mordomos. Ou seja, quando uma ou mais pessoas, pelo seu estatuto de majordomo, implementam determinado rumo de acção, fazem-no no interesse do seu patrão. Tal e qual o Governo vs. MS
    *** Nota: a erradicação dos abortos está historicamente demonstrada como contribuindo significativamente para a moralização da classe política, pelo seu efeito purgante
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por Zarluk em 04-03-06 22:54 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/

    Aceitas pontuação birtual? É que ainda não percebi o que se passa com o sistema de moderação do Gildot e, como tal, não disponhio de pontos de moderação (ao contrário de outros que, cada vez que despejam uma posta de pescada, é-lhes atribuído um ponto extra (calculo que o que estaja a dar é a gestão esquizofrénica das múltiplas personalidades de cada um?).

    Pelo que me toca, levas 5 ;-)

    Aproveito para acrescentar que o estado actual das coisas é muito conveniente para os poderes estabelecidos... ("é preciso mudar alguma coisa para que tudo continue na mesma" -- não sei quem é o autor deste pensamento sublime, mas é muito antigo, de certeza -- há milénios que estamos à espera que a maior parte da humanidade deixe de ter atitudes trogloditas).

    Notas:
    "alguma coisa" = o mínimo possível "tudo" = as mordomias adquiridas (e a tal conta na Suíça ou a viagem a um congresso nas Bermudas)

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 05-03-06 9:22 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    há *melhores* formadores em OSS. Ou seja, podemos optar por muitos e baratos ou menos e competentes. É assim como escolher entre uma supermodel a ronronar e dez aventesmas a emular a Ágata.

    Tu realmente falas nas cassetes, mas és impressionante... e nem percebes que a capacidade ou falta dela tem a ver com as pessoas, imagina tu que uma mudança tecnológica
    se faz em larga escala, quem achas que passariam a ser os NOVOS formadores? pois esses mesmos que foram reciclados, os tipos com pouca qualidade que migravam de armas e bagagens para a procura que aumentaria, o que achas que aconteceria? Isso mesmo, é que as pessoas com capacidade e qualidade, como as que tu por decreto decidirias que seriam as únicas a viver no mundo das TI, para garantir qualidade e decisões de acordo com aquilo que defendes, no teu caso parece que pouco importa se é melhor ou não, aliás se for a de acordo com a tua opinião é sempre melhor, mas dizia eu essas pessoas ainda, não nascem das pedras...

    PS: O mercado costuma ser um bom regulador deste tipo de questões...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 05-03-06 14:57 GMT (#55)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "és impressionante"

    Obrigado. E isto é vestido, havias de me ver nu :)

    "nem percebes que a capacidade ou falta dela tem a ver com as pessoas"

    Pois tem. Por exemplo, eu tenho capacidade para 9 girafas (ou botas, lá pró Porto). Tu não tens capacidade para (bem à moda da MS) seres compatível contigo próprio:

    "mudança tecnológica se faz em larga escala [...] essas pessoas ainda, não nascem das pedras"

    Gostei do "ainda". Mas gostei ainda mais de explícitamente acreditares que se podem fazer "mudanças tecnológicas em larga escala" sem "pessoas".

    "PS: O mercado costuma ser um bom regulador deste tipo de questões... "

    Huh... o mercado é feito com ou sem pessoas? É com a confusão do teu post, perdi a pista a quem são as pessoas "com capacidade e qualidade", as que "nascem das pedras", as que são "recicladas", quais dessas são pró-MS e quais são anti-MS, quem é que é que decide por decreto (eu o o Governo?), de e para onde se "migrava"...

    Mas queria pedir-te uma coisa: depois de cancelar as múltiplas negativas do teu discurso (not not v=v), chego à conclusão que estás a defender a posição anti-MS. E por conseguinte queria pedir-te para não o fazeres, é que nós cá tentamos manter um mínimo de qualidade na argumentação, e esse sons de cassete com a fita amarfanhada ainda podiam levar alguém a pensar que tu podias ser levado a sério.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 06-03-06 15:14 GMT (#57)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Se quiseres ter uma discussão minimamente interessante tudo bem, se quiseres continuar na linha de COMENTADOR DE POSTS, aí não tenho pachorra.

    De facto tens razão em muitos casos não tenho preocupação com a pontuação, e no post anterior as ideias foram colocadas em alturas diferentes, por isso saiu repetitivo e confuso, tenho cada vez menos vontade de reler o que escrevi.

    Mas deixa-me corrigir-te:

    Mas gostei ainda mais de explícitamente acreditares que se podem fazer "mudanças tecnológicas em larga escala" sem "pessoas".

    Esta é uma transcrição incorrecta, e recomendo-te que voltes a ler o que escrevi.

    quais dessas são pró-MS e quais são anti-MS

    Eu percebo que insistas nessa divisão, mas o mundo para mim não é assim, só estamos a falar de tecnologia e a posição pró ou anti, não é a que defendo, como já te disse o problema não está na tecnologia e aquilo com que eu não concordo é dizeres que esta ou aquela tecnologia não presta ou é a única que serve...

    ps: Também ando como limite de posts, mas podes esperar resposta a um outro post teu com os projectos bandeira que apontaste, preciso de tempo mas vais ter uma resposta às tangas para para lá escreves.

    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 06-03-06 16:22 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "COMENTADOR DE POSTS"

    Lá tás tu ca confusão de ideias. Então como raio se pode estabelecer uma discussão sem fazer comentários que linkem os posts??? Quanto á tua pachorra, usa-a se quiseres, se não quiseres não usas. Tens essa liberdade, topas?

    "recomendo-te que voltes a ler o que escrevi"

    Confusão a mais, não consegues manter um discurso direito. Tornar a ler não vai acrescentar informação nenhuma. Traduzindo: se não queres ser mal interpretado escreve o que pensas, em vez de pensares uma coisa e escrever outra. Até o Elisa é mais coerente, que raio.

    "o mundo para mim não é assim"

    Então, sofres disto. Francamente, estou-me completamente a marimbar para como é que o mundo é para ti ou deixa de ser, de certeza que não vou adoptar essa tua visão, nomeadamente por razões de honestidade intelectual. Como não aceito a premissa, pode inferir-se que no que me diz respeito bem podes ficar a falar sózinho nesse teu mundo.

    "eu não concordo é dizeres que esta ou aquela tecnologia não presta"

    Se tomar literalmente o que dizes, não concordas com eu dizer. Se é mesmo isso que queres dizer, vai para o raio que te parta, não serás tu a permitir-me ou não dizer o que me apetecer. Mas, como calculo que seja mais um dos teus atabalhoamentos, e o que queres dizer seja "não concordo com o que dizes", então, discorda à vontade. Por uma vez, parece-me que percebeste claramente: eu acho que a tecnologia MS não presta, nem nunca prestou, e nunca vai prestar. Nao tens capacidade técnica, intelectual ou discursiva para argumentares de forma a mudar essa minha perspectiva. Acrescento ainda que não acho que o Linux seja a única solução, e em muitos trabalhos tenho usado outras ferramentas, mais adequadas ao problema em causa. Acontece apenas que o Linux tem um espectro de aplicações muito maior do que o Windows, por exemplo. A prova é que há muito mais software disponível para Linux do que para Windows. Excluindo virus e spyware, claro.

    "podes esperar resposta a um outro post teu com os projectos bandeira que apontaste, preciso de tempo mas vais ter uma resposta às tangas para para lá escreves."

    Deves pensar que estás a falar com o colega de carteira. Tangas? Estás a chamar-me precisamente o quê? Mentiroso? É que eu não tenho o domínio desse vocabulário rasca. Por outro lado, contra factos não há argumentos: indubitavelmente as utilizações que linkei são em Linux ou Solaris, à excepção da EMI, que considerei apenas ter baixa fiabilidade. Queres inventar o quê? Que os white papers da MS é que são a única verdade, toda a verdade e nada mais do que a verdade, e portanto os links que postei são da "outra" Internet? Tremo de medo na antecipação dos teus fulminantes e irrefutáveis argumentos.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 06-03-06 17:12 GMT (#59)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Confusão a mais, não consegues manter um discurso direito. Tornar a ler não vai acrescentar informação nenhuma

    Se te disse que te enganaste, claro que vai.

    Se tomar literalmente o que dizes, não concordas com eu dizer.

    Não sejas parvo, percebeste perfeitamente o que quis dizer.

    Nao tens capacidade técnica, intelectual ou discursiva para argumentares de forma a mudar essa minha perspectiva.

    Da tua capacidade, seja ela de que índole for, já te disse que a tua percepção não conta, pois não corresponde ao valor que tens, e essa é também naturalmente a minha opinião.

    A prova é que há muito mais software disponível para Linux do que para Windows.

    Se isso fosse verdade, acredita que nunca tanta gente utilizaria o Windows. As pessoas não usam o Windows (ou outro SO qq) porque é uma plataforma excelente, é precisamente pelas aplicações que existem para ela. No entanto estou curioso com a tua afirmação, onde está esse facto guardado? E nem deve ser dificil provar porque deve estar quantificado...

    Tangas? Estás a chamar-me precisamente o quê? Mentiroso?

    Precisamente, ou o que também me começa a parecer uma forte possibilidade, incapaz de perceber a informação que recolhe. Assim sendo percebo agora um pouco melhor esse mundo paralelo em que pareces viver.

    Não precisas tremer, porque como tu dizes são afinal apenas factos, mas certamente que não vou deixar de os apresentar, e estou certo que na linha que vens seguindo vais mostrar mais uns links de sites manhosos com comentários a mostrar que estou completamente errado, ah mas serão seguramente da Internet certa...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 06-03-06 18:11 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Arre que o menino é burro!

    "Da tua capacidade, seja ela de que índole for"

    Eu não comentei a minha capacidade, comentei a falta da tua.

    "No entanto estou curioso com a tua afirmação, onde está esse facto guardado?"

    Aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui. Começa a contar. Se souberes.

    "Mentiroso? Precisamente"

    Atão vai brincar com os teus berlindes e larga-me a braguilha. O limite da minha tolerância para com a tua infantilidade, a tua ignorância, a tua falta de classe, de cultura, de educação, o teu excesso de psicoses, complexos e fobias, o teu voluntarismo em aspergir sobre qualquer um uma torrente fétida e pútrida de falsas ideias, deformações, desinformações, incoerências, frases canhestras, doutrinas de má fé, cretinices delirantes, gabarolices por procuração e da merda pura que tens entre as sebosas orelhas, foi ultrapassado.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 06-03-06 19:35 GMT (#61)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    És mesmo um tótó, felizmente não deves ter muita gente que te leve a sério.

    Estou maravilhado com a forma como consegues provar que existe mais sw para Linux do que para Windows. De certeza que já convenceste muita gente com esse argumento (meia dúzia de links e já está). Só te falta distinguir entre sw com, algum interesse (se possível) e o sw de merda. SW de merda, como muito do que encontras nesses recursos tb o Windows tem, por isso não estou nada convencido (argumento de merda para sw na mesma categoria).

    És tão ridiculo na argumentação, e tão crédulo em algumas das patetices do sl, que nunca ninguém te irá convencer do contrário, mas se te sentes feliz assim... parece-me que este mundo não está preparado para um gajo tão bom como tu, certamente ainda ouviremos falar muito de ti...
    Não é que seja um problema em 20 anos nunca termos ouvido falar...

    Afinal quem utiliza falsas ideias, e procura deliberadamente desinformar, já sabemos quem é, ah e tens de actualizar alguns dos teus links de referência...

    Em relação ao resto não vou comentar, apenas para tentar elevar um pouco os meus indices de classe e já agora de educação.

    Falas tanto em psicoses, complexos e fobias, que deves ter aí algumas questões por resolver, não necessitas é de vir chatear outros, com problemas que apenas a ti te dizem respeito.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 07-03-06 16:36 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    Se eu percebi o que ele afirmou, que software é que tens da Microsoft?
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 07-03-06 20:45 GMT (#70)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    O que queres saber? Tenho algum software microsoft e trabalho com muito, tenho igualmente algum software não microsoft.

    Mas não, não, tenho anti-viroses nem anti-spywares nem afins.

    Bem sistema operativo (XP&Vista 5308), office, Visual Studio, Digital Image Suite (muito cool) e acho que mais nada da MS com custo associado, o resto são os componentezitos ou aplicações gratuitas do site. No sw não MS, mais algumas aplicações que comprei e de que não abdico, finalmente várias distribuições Linux para testar e brincar um bocadinho, bem como algum do software mais popular, Oo, FF, etc. mas não os utilizo como sistemas do meu dia-a-dia, podia usar mas sinto o sw equivalente e que me faz falta, ainda não, em paridade. Pessoalmente faço uma utilização, por exemplo do office avançada, já que utilizo muita automatização do mesmo (a casa não deixa de ser uma extensão do trabalho :o( dai a utilização não ser básica), e não me fazia sentido andar a gerir as diferenças ou a trabalhar para o menor denominador comum.

    No trabalho, muito software da Microsoft sim, claro.

    Chega ou é necessário mesmo um inventário?


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 08-03-06 10:05 GMT (#73)
    (Utilizador Info)
    Nao percebeste, que software eh que a Micro tem no seu portofolio que tenha criado de raiz? Um gajo poe-se a contar e fica no Windows(variantes, mas sera correcto contar com estes?), Office, Visual Studio (digo eu), os ludicos e...caramba, nao me lembro de muito mais.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 08-03-06 11:48 GMT (#74)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "os ludicos"

    O Flight simulator tem origem no produto da Sublogic.

    Por outro lado, o Borland Delphi 1.0 saiu em 1995, o Visual Studio 97 em ... 1997. Qualquer semelhança de conceitos entre os dois é pura coincidência.

    Tambem é coincidência que o Windows 1.0 tenha saído dois anos depois do Apple Lisa.

    Mas isso era nos bons tempos.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 08-03-06 18:15 GMT (#78)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    O Flight simulator tem origem no produto da Sublogic.

    Verdade, e esse não é o único.

    Por outro lado, o Borland Delphi 1.0 saiu em 1995, o Visual Studio 97 em ... 1997. Qualquer semelhança de conceitos entre os dois é pura coincidência.

    Tens de rever, a história. Antes do Delphi 1.0, já o Visual C++ cá andava à pelo menos duas versões a 1.0 e a 1.5 e a 1.0 saiu em 93 salvo erro, e antes do Visual c++ apareceu a versão 1.0 do Visual Basic em 1.0 por isso de inovação o Delphi só tinha o nome. Não invalida que um pouco antes os compiladores Turbo da Borland fossem até os mais populares, mas depois do Visual Basic tudo mudou, e foram sempre os outros a correr atrás da MS.

    Tambem é coincidência que o Windows 1.0 tenha saído dois anos depois do Apple Lisa.

    Verdade, mas o facto de existir alguém que já faz alguma coisa semelhante, não deve impedir ninguém de tentar, principalmente quando temos a convicção de que conseguiremos fazer melhor, e o fazer melhor, foi levar o computador pessoal a muito mais pessoas do que a Apple algum dia conseguiu. Foi uma aposta e alguma visão, ou, do outro lado se quiseres foi falta dela. E isso são são factos.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 08-03-06 20:21 GMT (#79)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Ainda não morreste??? Porra, eu até usei o Outlook para mandar um mail para o Quick Karma a ver se morrias, não fosse o vendor lock-in tambem ter tomado conta do Céu....

    Parece que não, a k7 continua a rodar. Registo com surpresa a emulação de discurso de qualidade, deve ser a aplicação do sistema MS de "embrace and extend"... e tal como a MS e os seus Helps, são comentários completos que não dizem nada. Exemplo, Windows 98, Start>Help>Search>feature = montes de resultados; Start>Help>Search>bug = nem um.

    Imola-te no altar das EULAs, sff.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 09-03-06 13:39 GMT (#85)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Eu estou-me a borrifar para o que pensas, não consigo é deixar, os teus erros e incorrecções escritos, como se fossem a verdade absoluta...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 09-03-06 16:36 GMT (#86)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Aprende o lugar em que a vírgula deve ficar nas frases.

    Respeita os mais velhos e experientes, não porque são mais velhos nem mais experientes, mas porque se não respeitares te arriscas a levar nas fuças.

    De preferência, mete uma bala nas têmporas, se possível a nível do cerebrelo, que deve ser a função mais elevada que o teu sistema nervoso degenerado ainda conserva. Se necessitares de indicações técnicas, apita, que eu terei todo o prazer em contribuir para a tua erradicação. (consulta um dicionário)

    Burrifa, burrifa como quiseres, é precisamente a questão da aspersão excremental que em posts anteriores expliquei.

    E, fundamentalmente (embora a parte do "mentalmente" seja no teu caso uma aplicação errada da exégese gnoseológica), espera pela tua vez de falar. E quando essa vez chegar, engasga-te. É que o esmegma masculamente abundante da minha afirmação (eu sei o que quer dizer, tu não) é suficiente para ficares mudo, quedo e (mais uma que tu não sabes) coitado no goto.

    Vê se percebes, aqui ninguem te leva a sério... porque não se pode levar a sério um títere exacerbado (mais uma que não sabes). Qualquer coincidência entre as tuas ineptas palavras e a realidade (enquanto percepcionada da perspectiva do zeitgeist, mais 3 q não sabes) é uma coincidência decorrente da natureza fundamentalmente caótica da verve semanticamente desligada do enquadramento da polis, societas, urbe ou quorum (mais 1 data delas que não sabes porque é ignorante).
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 10-03-06 12:48 GMT (#98)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Não és concerteza tu me diz quando devo falar.

    Sem dúvida que respeito a tua velhice, deves estar a passar pela andropausa onde, a perda de interesse sexual, problemas de erecção, falta de concentração, queda de pêlos, aumento de peso, irritabilidade e insónia, entre outros são sintomas comuns. Essa tua aspereza, e o medo de enfrentar desafios, poderiam ser perfeitamente compensados por um olhar da vida mais aligeirado, daí a minha sugestão do barrote continuar a fazer sentido, abria-te concerteza novas perspectivas, ou alarga-te as vistas se preferires...

    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por MSilva em 09-03-06 4:13 GMT (#80)
    (Utilizador Info)
    A amabilidade é a forma mais segura do menosprezo.

    E isso são são factos.

    Contra estes factos estamos conversados. Só existe uma solução: Acção popular intentada num tribunal. Só ainda não percebi é porque as pessoas que tiram o seu ganha pão de soluções não Microbosts não o faz. Ou uma associação de software livre. As outras, também, estamos conversados.

    Os argumentos técnicos estão expostos, ponto. O único argumento que conta são os biliões $ da MS. É o melhor, maior, mais eficaz, mais rápido, mais seguros, é a pedra de toque. Não há argumento técnico ou outro que valha. Isto provoca verdadeiros seguidores, são como os mormons, sem ofensa para estes, que ainda vão percebendo o não e o sim.

    É escusado vir falar na livre escolha. Que cada um compra aquilo que quiser. Cada um compra aquilo que se lhes vende. E quanto menos formação e instrução pior. Basta ver quais opções de escolha que as pessoas dos cursos de formação que o governo/microbosty vão dar têm. As elites iluminadas seguem a iluminação dos $$. No momento nem se lembram da escolha baseada em argumentos técnicos.

    Ainda bem que a Microsobte não produz fardas. Pior, pior era se produzisse pessoas. Imaginem 95% das pessoas MS, f... -se era tudo igual. E as pessoas que fazem tudo para serem diferentes. A diferença é um valor em si. Imaginem se houvesse só um tipo de organismo. Qualquer doença o exterminaria.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 08-03-06 12:24 GMT (#75)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Não é uma lista em que dê garantias de rigor absoluto, mas do site encontro isto: (penso não ter esquecido grande coisa embora, tenham muita coisa mais, através dos serviços Live e os produtos de entretenimento)

    Windows
    Access
    Outlook
    Word
    PowerPoint
    Publisher
    Outlook
    Excel
    Visio (+)
    Project (+)
    OneNote
    Exchange Server
    Internet Security and Acceleration Server
    Application Center
    BizTalk Server
    Commerce Server
    Content Management Server
    Data Protection Manager
    Host Integration Server
    Identity Integration Server
    Live Communications Server
    Live Meeting (+)
    Operations Manager (+)
    Project Server
    SharePoint Portal Server
    Speech Server
    SQL Server (+)
    Virtual Server (+)
    Windows Server Update Services
    MapPoint Location Server
    Visual Studio
    Microsoft Dynamics Axapta (+)
    Microsoft Dynamics CRM
    Microsoft Dynamics GP (+)
    Microsoft Dynamics NAV (+)
    Microsoft Dynamics SL (+)
    Produtos Sybari (+)
    Antyspyware (+)
    Xbox
    Hardware

    (+) Produtos adquiridos e incorporados no portfolio

    Como vês o saldo não parece, tão mau, provavelmente não conhecias era estes produtos todos. Existe também tecnologia licenciada a terceiros em alguns destes produtos obviamente (o caso do ie, e roxio por exemplo no windows).

    Contudo o facto de alguns destes produtos terem sido adquiridos e se comparares o saldo, essa imagem que tens não parece muito correcta.

    É também importante não esquecer que muitos já se desenvolveram tanto que já não têm nada a ver com o produto adquirido.

    Uma decisão dessas toma-se normalmente por uma questão de time to market, queres entrar no mercado mas não tens tempo, nem queres criar os produtos de raiz, é uma decisão como outra qualquer e é estratégia e negócio puro.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 08-03-06 14:10 GMT (#76)
    (Utilizador Info)
    Eu repito, productos iniciados de raiz na Microsoft. O Visio nao foi, O Publisher ao era o FrontPage?, etc,etc. Productos adquiridos nao vale, mesmo que digas que tao muito diferentes, mas eu percebo, a lista encolhe e nao enche o olho...
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 08-03-06 14:29 GMT (#77)
    (Utilizador Info)
    Quero eu dizer com isto que o "ecossistema" (que buzz tao gira...), do Windows mirrava num instante. Mas os gajos em Redmond teem muita gente presa pelos quilhoes e ate e bem feito! A IBM safou-se, vendeu os PCs a Lenovo. E assim pode vender para Windows sem dores de cabeca. Mais dia menos dia, as empresas vao chegar a um ponto em que ja nao vai dar para despedir mais pessoas e esmifrar o "sistema" para obter lucros. E nessa altura que vao cortar as unhas rente e perguntar "oh Chico, nao ha nada mais baratinho?"
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 09-03-06 10:31 GMT (#83)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    [Agregando os dois posts]

    Eu repito, productos iniciados de raiz na Microsoft. O Visio nao foi, O Publisher ao era o FrontPage?, etc,etc. Productos adquiridos nao vale, mesmo que digas que tao muito diferentes, mas eu percebo, a lista encolhe e nao enche o olho...

    Eu assinalei os produtos adquiridos, esqueci-me do frontpage, e não sei se mais algum. Mas repara que a quantidade de produtos criados pela MS ainda é substancialmente maior do que o que foi comprado.

    Mas também já expliquei porque se compra, nisso a MS é exactamente igual à tua empresa por exemplo, quando tem de decidir se constroi ou compra... afinal estamos a falar de negócio de uma empresa de software.

    E nessa altura que vao cortar as unhas rente e perguntar "oh Chico, nao ha nada mais baratinho?"

    Percebo o que dizes, mas estas coisas não são tão generalizáveis, cada caso é um caso, por isso é que não podemos dizer que é mais barato e aplicável a todos, porque depende de muitas condições que as empresas podem ou não ter.

    Agora não te iludas que se esse momento chegasse, iam poupar na aquisição do software, mas iam gastá-lo nas pessoas novamente, e as pessoas (porque o modelo do software gratuito só é sustentado pela troca por pessoas, através dos serviços) são incomparavelmente mais caras do que o software. Não estou com isto a dizer que não vamos necessitar de pessoas, não é sequer arriscado dizer que isso nunca irá acontecer, mas que o software vai ganhar capacidade de exigir menos atenção nossa, nisso sim acredito, e parece que todos os investimentos apontam nesse sentido.

    Agora que muita gente tem de ponderar bem em que apostar isso acho que sim, muitas vezes disso depende a sua competividade e sobrevivência, por isso (embora possas pensar que sim) não acredito em soluções únicas, mas para um lado e para o outro...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 09-03-06 18:11 GMT (#89)
    (Utilizador Info)
    Windows
    Access
    Outlook
    Word
    PowerPoint
    Publisher Nao conta
    Outlook Repetido
    Excel
    Visio (+) Nao conta
    Project (+)
    OneNote ->Post-Its a la Microsoft
    Exchange Server
    Internet Security and Acceleration Server
    Application Center
    BizTalk Server
    Commerce Server
    Content Management Server
    Data Protection Manager
    Host Integration Server
    Identity Integration Server
    Live Communications Server
    Live Meeting (+)
    Operations Manager (+)
    Project Server
    SharePoint Portal Server
    Speech Server
    SQL Server (+)Ummm... num sei se conta
    Virtual Server (+) Nao conta (Connectix)
    Windows Server Update Services
    MapPoint Location Server
    Visual Studio
    Microsoft Dynamics Axapta (+)
    Microsoft Dynamics CRM
    Microsoft Dynamics GP (+)
    Microsoft Dynamics NAV (+)
    Microsoft Dynamics SL (+)
    Estes 5 cinco nao foi a compra da Navision e da num sei quantos?

    Produtos Sybari (+)
    Antyspyware (+)
    Xbox Desculpa? Software, software...
    Hardware Idem

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 09-03-06 19:41 GMT (#90)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Não percebeste a legenda(+)? Eu já tinha assinalado todos...

    O publisher conta, porque não foi comprado, o frontpage sim tens razão.

    O SQL Server sim (não precisas de ter dúvidas) começou com a base de código do Sybase.

    Os Dynamics todos menos o CRM que foi desenvolvido de raiz pela MS.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 09-03-06 21:38 GMT (#92)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Por acaso, eu não estava a restringir a software produzido pela MS. Referia-me efectivamente ao conjunto do software disponível para Windows e para Linux. E a minha afirmação é que há mais software para Linux do que para Windows. Nem sempre foi assim, mas hoje em dia é. Aquela ideia de "all that wonderful software" que servia de argumento de venda à Microsoft desde os tempos do MSDOS não é verdadeira hoje em dia, há mais e frequentemente melhores alternativas.

    E o malcheiroso escusa de comentar, que eu nem lhe vou responder.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 10-03-06 12:10 GMT (#97)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    E a minha afirmação é que há mais software para Linux do que para Windows.

    há mais e frequentemente melhores alternativas

    É por isso que o mundo já mudou todo para Linux.

    E se encontras montes de tralha nos locais que mencionaste, em muitos desses locais encontras projectos igualmente para Windows, o que demonstra que SL não é exclusivo de nenhuma plataforma.

    Mas já agora tralha por tralha:

    http://www.xtort.net/faves.php
    http://www.freewarefiles.com/
    http://www.freewarepub.org/
    http://www.majorgeeks.com/
    http://www.neowin.net/forum/index.php?showtopic=320017
    http://www.freewarefind.com/
    http://www.tucows.com/
    http://topqualityfreeware.com/
    http://www.newfreeware.com/
    http://dmoz.org/Computers/Software/Freeware/
    http://www.freewarepro.com/
    http://www.shareware.com/
    http://www.sharewarejunction.com/

    E poderia continuar, e continuar...

    http://www.windowsmarketplace.com/

    Catálogo de sw não gratuito.

    Posto isto, será dificil a alguém, para além de ti naturalmente, assegurar que existe mais sw disponivel para Linux do que para Windows.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por MSilva em 02-03-06 1:33 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    O artigo é uma treta, generalidades e banalidades e soluções ou caminhos, nada... diz só que o que fizeram está mal, mas não aparece ninguém a fazer melhor... espirito merdoso que se abateu sobre este país, só conversa, só conversa...

    TEM RAZÃO !!!

    Isto é só bla, bla, bla ....

    O que me chateia é as pessoas que não são dependentes da MICROSFTESZ não fazerem nada. NADA. E há alguns que tiram proveito económico de outras plataformas. Há outros que têm uma obrigação moral. Outros, uma obrigação ética. NADA FAZEM.

    A minha sugestão: Uma ACÇÃO POPULAR, intentada num dos tribunais. Não paga custas, é relativamente fácil. E pior, deixa todos de calças na mão. Isso podem apostar. Vejam os casos que são públicos. Parou tudo. Isso sim, é fazer alguma coisa.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por MSilva em 02-03-06 3:54 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    que se saiba não se vendeu nada

    SIC Imagens de Marca:

    Bill em Portugal, 3 horas de televisão, 600 noticias na imprensa.

    Planeamento da MICROSOFTEZZ meses antes com agências de imagem e publicidade, estrategos de imagem e markting. Tudo planeado ao pormenor.

    Não se vendeu nada. Parece que não. Não se comprou nada. Parece que não.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por GreatBunzinni em 02-03-06 12:26 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Não se vendeu nada. Parece que não. Não se comprou nada. Parece que não.

    E é para não falar na informatização completa de ministérios e organismos dependentes, a formação em produtos da empresa (quer seja para funcionários públicos ou não) ou até a inclusão de estagiários em PMEs com base na formação de produtos Microsoft que possuem. Ou seja, não se vendeu produtos, não se vendeu formação e nunca na vida o governo PS de José Sócrates acabou de garantir a total dependência em produtos Microsoft do estado e do sector privado.

    Por isso acho que esses críticos de trazer por casa tem razão. Não se vendeu absolutamente nada. Até não vai circular um euro que seja à custa destes acordos...

    Além disso, há um detalhe realmente patético num dos 19 protocolos assinados: a encomenda de testes da versão beta do novo MS Office a umas escolas secundárias portuguesas. Onde é que, ao certo, os testes da versão beta de um produto vão contribuir para o avanço tecnológico dum país?

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por MacLeod em 02-03-06 12:38 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Além disso, há um detalhe realmente patético num dos 19 protocolos assinados: a encomenda de testes da versão beta do novo MS Office a umas escolas secundárias portuguesas. Onde é que, ao certo, os testes da versão beta de um produto vão contribuir para o avanço tecnológico dum país?

    Não estás a perceber. Isso é o choque tecnológico em acção. Vai ser um verdadeiro choque quando as pessoas de outras escolas tentarem abrir os novos ficheiros do office nas suas versões ultrapassadas, pois obviamente que não vai haver compatibilidade de formatos com as versões não-beta.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por João Jerónimo em 03-03-06 3:38 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Aí, os formatos pseudo-XML vão *chocar* (lá está!) com os interpretadores das versões antigas do MS Office...

    Falam de tantos críticos? Só ouvi um monte de idiotas a atribuir quase a criação do universo ao Bill Gates e não vi ninguem que fosse capaz de dizer àquela gente o que eles são e fazem realmente.
    Só ouvi dizer, num dos documentários que "Bill Gates é muito criticado" num tom de quem fala de uma meia-dúzia de excluídos invejosos... Eu cá não sinto inveja *nenhuma* desse FDP, e quando alguém me diz que eu ainda vou ser um bill gates (só porque as pessoas com 17 anos normalmente não se interessam por programação, e eu interesso-me [1]) costumo entrar em estado de choque!

    [1] - Só para não ferir os sentimentos de algum programador de 17 anos que ande para aí: não estou a dizer que sou o único, mas há relativamente poucos (na minha turma só há 2, e o outro foi por influência minha que começou a programar)... vistas bem as coisas, eu nem sequer sou grande coisa!
    João Jerónimo Jabber: j_j_b_o@jabber.org ICQ: 312332573
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 10:59 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Aí, os formatos pseudo-XML vão *chocar* (lá está!) com os interpretadores das versões antigas do MS Office...

    Quem choca são as galinhas ;o)

    http://www.microsoft.com/office/preview/developers/filefaq.mspx

    Lê lá as FAQ dos novos formatos, e a pergunta é:

    Q. Can users of older Microsoft Office releases view the new file formats?

    A. Yes. We will release updates for Microsoft Office 2000, Microsoft Office XP, and Microsoft Office 2003 to enable customers using older releases of Microsoft Office to read, edit, and save files using the new Office XML Formats.
     
    Para versões anteriores do Office podes sempre guardar na versão respectiva, para que alguém a possa utilizar/editar, ou se for apenas para ler e imprimir utiliza um viewer.

    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 03-03-06 12:08 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    A FAQ da minha terrinha diz:

    "Q: Quantos maganos vão instalar os updates?"

    "R: Err, alguns?"

    "Q: Quem se lembra de gravar no formato anterior?"

    "R: Err, alguns?"

    "Q: Que raio é um viewer?"

    "R: aralho, só perguntas dificeis!"

    Mas eu vou estar cá para ver a confusão, eh!

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 05-03-06 9:25 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Mas eu vou estar cá para ver a confusão, eh!

    É pá deixa vir para poderes falar, primeiro não havia, afinal já há, mas vai ser só problemas... pode ser que a formação resolva, lol lol lol


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 05-03-06 10:47 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    Sempre que alguém me pedir ajuda com os birús e sepaiueres vou-te indicar como o grande guru muahaha!
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 02-03-06 17:31 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    a encomenda de testes da versão beta do novo MS Office

    Qual encomenda? Eles vão experimentar as novas versões do SO e do Office, só isso.

    Onde é que, ao certo, os testes da versão beta de um produto vão contribuir para o avanço tecnológico dum país?

    Tens razão não serão concerteza os testes de versões beta em escolas secundárias que irão contribuir para o avanço tecnológico do país, mas sim uma utilização adequada da tecnologia ao nosso dispor... não é utilizando produtos avançados de forma simples que lá podem chegar, mas também não me parece que a solução seja passarmos todos a utilizar produtos simples...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 02-03-06 19:34 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Eu vou parar de ler os teus comentários. Faz-me um mal do caraças ver alguém a defender o gasto do meu dinheiro e o tempo dos outros em productos de uma empresa que...bem...sério, enjoa.

    Fica aqui o meu pedido público, comentem no Spaces deste gajo, pode ser que fique tão entretido com as respostas e se esqueça de vir cá!

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por GreatBunzinni em 02-03-06 12:16 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Qual justificação económica, que se saiba não se vendeu nada, estás a falar de quê?

    Sim, já demonstraste noutros posts que apesar do teu fervoroso apoio à companhia tu não sabes (ou finges não saber) do que falas. Estou a falar concretamente em, por exemplo, protocolos assinados entre a Microsoft e o Ministério dos Negócios Estrangeiros onde encomendaram à empresa a informatização total do ministério e das respectivas redes consulares apesar de não ter havido qualquer concurso público.

    O artigo é uma treta, generalidades e banalidades e soluções ou caminhos, nada... diz só que o que fizeram está mal, mas não aparece ninguém a fazer melhor... espirito merdoso que se abateu sobre este país, só conversa, só conversa...

    Mas com certeza deves estar a gozar. O que está em causa é a crítica à actuação incompetente do estado na atribuição de contratos onde claramente foi exercido favoritismo. Diz-me ao certo o que é que todas as pessoas extra-governo poderiam fazer para "fazer melhor"? Estás a sugerir que se derrube o governo e se adopte um sistema anárquico de governação?

    Tu simplesmente não as pensas, pois não?

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 02-03-06 16:09 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Estou a falar concretamente em, por exemplo, protocolos assinados entre a Microsoft e o Ministério dos Negócios Estrangeiros onde encomendaram à empresa a informatização total do ministério e das respectivas redes consulares apesar de não ter havido qualquer concurso público.

    Que se saiba, nenhum destes protocolos assinados tem o âmbito que descreves...

    O que está em causa é a crítica à actuação incompetente do estado na atribuição de contratos onde claramente foi exercido favoritismo.

    Disso deves saber mais do que eu claramente, mas também te estás a referir a casos como o do Linius por exemplo?

    Diz-me ao certo o que é que todas as pessoas extra-governo poderiam fazer para "fazer melhor"? Estás a sugerir que se derrube o governo e se adopte um sistema anárquico de governação?

    Porra, pensa lá, não foram assinados protocolos com pessoas, foi com uma empresa, existem muitas empresas portuguesas que se querem afirmar no mercado e em particular no dominio do sl, será que não poderiam aparecer com um projecto ou projectos e propô-los ao governo? O que os impede? Claro dá trabalho, não basta a conversa de que é gratis, é muito melhor e muito mais seguro...



    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por GreatBunzinni em 03-03-06 17:41 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Que se saiba, nenhum destes protocolos assinados tem o âmbito que descreves...

    Pois... Mas como já tens vindo a demonstrar que gostas de lançar criticas apesar de nem estares minimamente informado então não surpreende.

    Disso deves saber mais do que eu claramente, mas também te estás a referir a casos como o do Linius por exemplo?

    Bela tentativa (talvez demasiado desesperada) de fugir ao tema. Será preciso relembrar qual é?

    Porra, pensa lá, não foram assinados protocolos com pessoas, foi com uma empresa, existem muitas empresas portuguesas que se querem afirmar no mercado e em particular no dominio do sl, será que não poderiam aparecer com um projecto ou projectos e propô-los ao governo? O que os impede? Claro dá trabalho, não basta a conversa de que é gratis, é muito melhor e muito mais seguro...

    Pois. Ou já te esqueceste do assunto em discussão ou queres mais uma vez tentar discutir um novo tema para fugir ao que está em causa.

    O governo (e não empresas, como disseste) assinou vários protocolos (dezanove, caso não saibas) com uma companhia chamada Microsoft. Tu vieste com o discurso de "é tudo só garganta mas vocês não fazem nada". Como as partes responsáveis pelos protocolos (relembro, é esse o o tema da discussão e o alvo das críticas) foram o governo português e a empresa Microsoft, explica lá o que é que um cidadão português pode fazer para que o governo corrija os erros, recue nesses acordos e consequentemente livre Portugal da dependência funcional de produtos daquela empresa?

    Correcção nos números (Pontos:1)
    por GreatBunzinni em 03-03-06 17:46 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Não são 19 mas sim dezoito protocolos. Aqui fica a correcção.
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 05-03-06 9:47 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Pois... Mas como já tens vindo a demonstrar que gostas de lançar criticas apesar de nem estares minimamente informado então não surpreende.

    Afinal parece que quem estava a mandar bocas eras tu, como te disse nenhum dos protocolos assinados tem o âmbito que descrevias no post anterior.... (confirmado no link to post que fizeste como "resposta" a este).

    Bela tentativa (talvez demasiado desesperada) de fugir ao tema. Será preciso relembrar qual é?

    Estás enganado, foi para te demonstrar que existe muita coisa que todos gostamos de falar sem conhecer detalhes suficientes para poder opinar, assim podemos por tudo em causa, mas funciona para os dois lados...

    O governo (e não empresas, como disseste) assinou vários protocolos (dezanove, caso não saibas) com uma companhia chamada Microsoft. Tu vieste com o discurso de "é tudo só garganta mas vocês não fazem nada". Como as partes responsáveis pelos protocolos (relembro, é esse o o tema da discussão e o alvo das críticas) foram o governo português e a empresa Microsoft, explica lá o que é que um cidadão português pode fazer para que o governo corrija os erros, recue nesses acordos e consequentemente livre Portugal da dependência funcional de produtos daquela empresa?

    Eu estava a referir-me precisamente à empresa Microsoft, e o que queria dizer é que poderiam outras empresas nacionais ter tido interesse e visão para tentar iniciativas semelhantes...

    Corrigir erros? Já leste os protocolos? achas que existe alguma dependência ali estabelecida? Formação em produtos Microsoft, diz-me lá o que a essse nivel não pode ser reaproveitado? E a possibilidade dos estágios são também um erro? Perde-se tanto tempo a discutir os protocolos, como se isso fosse a coisa mais importante do mundo, quando o importante será sem dúvida a implementação disto no terreno, já que é aí que o sucesso ou insucesso de tudo isto se vai decidir...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1, Interessante)
    por GreatBunzinni em 05-03-06 12:33 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    Afinal parece que quem estava a mandar bocas eras tu, como te disse nenhum dos protocolos assinados tem o âmbito que descrevias no post anterior.... (confirmado no link to post que fizeste como "resposta" a este).

    Bem, além de desinformado (propositadamente?) tens má fé e também alguma parvoice à mistura. A lista de protocolos que enviei na mensagem serviu para listar o número de protocolos e, como é óbvio, trata-se duma lista resumida. Como aparentemente o mrmv tem uma capacidade de aquisição de informação bastante reduzida, aqui aponto artigos na tentativa de informar o mrmv:

    No artigo Microsoft quer formar um milhão de pessoas em Portugal vem o seguinte:

    Freitas do Amaral explicou, ao jornalistas, que o protocolo que está a negociar com a Microsoft passará pela aquisição de novo equipamento "hardware" e alguma formação, dizendo que ainda não está determinado o investimento alocado à iniciativa. "O objectivo principal é modernizar o ministério", acrescentou o governante. Este protocolo com os Negócios Estrangeiros, insere-se no conjunto de memorandos que o Executivo assinará amanhã com Bill Gates, "chairman" da Microsoft presente em Portugal, com vista a celebrar protocolos em diversas áreas.

    Então o que é que o cronicamente desinformado mrmv tem a dizer?

    Estás enganado, foi para te demonstrar que existe muita coisa que todos gostamos de falar sem conhecer detalhes suficientes para poder opinar, assim podemos por tudo em causa, mas funciona para os dois lados...

    Esse conselho é especialmente talhado para o mrmv pois dentro do dominio dos utilizadores da gildot, o mrmv é o utilizador que mais opina apesar de demonstrar saber menos e ter menos para dizer. Espero que o mrmv tenha ponderado nisso para ver se larga o seu vicio de "atirar postas de pescada" de forma cega.

    Mas no que diz respeito ao assunto em discussão, mais uma vez o mrmv tenta distorcer o significado das coisas. Relembro que o assunto em discussão era a decisão de negócios do governo, decisão essa que estava a ser profundamente criticada. Apesar disso o mrmv tenta atacar tudo e todos com bocas do género "espirito merdoso que se abateu sobre este país, só conversa, só conversa... ". Até é espantoso como é que o mrmv tem a lata de fazer distorções tão espantosamente infantis, tendo em conta que qualquer um tem acesso às mensagens em causa e pode verificar que as coisas não se passam assim como o mrmv tenta pintar...

    Eu estava a referir-me precisamente à empresa Microsoft, e o que queria dizer é que poderiam outras empresas nacionais ter tido interesse e visão para tentar iniciativas semelhantes...

    O mrmv não está a compreender aqui um detalhe fundamental. O que o governo acabou de fazer foi entregar vários projectos a uma empresa sem ter havido qualquer concurso público. Ao isso acontecer com qualquer outra companhia, com certeza seria escandalo nacional e iria encher as parangonas dos jornais nacionais. No entanto, como a atribuição de contratos foi acompanhada com o baile mediático, tudo parece ser normal. Por exemplo, desde quando é que é aceitavel um estado assinar protocolos de entendimento, mecanismos diplomáticos talhados para relações entre países, a empresas? Como é com a grande Microsoft, aparentemente ninguém achou estranho. Por isso é fácil de ver que não é por falta de interesse ou visão que estas coisas aconteceram. Isto aconteceu pois, apesar de ser legalmente duvidoso, foi acompanhado por uma lavagem mediática sem igual.

    Corrigir erros? Já leste os protocolos? achas que existe alguma dependência ali estabelecida? Formação em produtos Microsoft, diz-me lá o que a essse nivel não pode ser reaproveitado? E a possibilidade dos estágios são também um erro?

    Eu, ao contrário do mrmv, já li os protocolos e qualquer pessoa que passe os olhos por eles consegue distinguir 2 tipos de acções: as medidas "dar pão para tolos" e as medidas para expandir e cimentar o domínio do mercado. Isso está disponivel a qualquer um. No entanto opto por citar aquilo que os intervenientes disseram em relaçaõ aos seus objectivos.

    Em Colaboração da Microsoft no Plano Tecnológico

    A Microsoft propõe-se colaborar com o Governo português no esforço de implementação do Plano Tecnológico, em particular contribuindo para a formação e qualificação dos recursos humanos no domínio das tecnologias de informação e comunicação, facilitando e promovendo a integração dessas tecnologias no tecido empresarial e na administração pública de Portugal e desenvolvendo e globalizando os conteúdos informáticos em língua portuguesa.

    Ou seja, o objectivo é fazer com que toda a máquina do estado seja dependente dos seus produtos e usar essa dependência para "infectar" o resto do tecido empresarial que actua em território nacional.

    Em relação ao "reaproveitamento", com certeza nunca tiveste conhecimento sobre a vida real e a realidade empresarial. Se tivesses, com certeza estarias a par do volume de investimentos que uma empresa aplica na adopção de métodos e ferramentas e, consequentemente, qual é a inércia que se gera quando se adopta uma ferramenta ou um processo. Ou seja, quando uma empresa adopta algo, só muito dificilmente (e com muito custo, economico e não só) é que volta a pensar em abandoná-la em detrimento de outra.

    Perde-se tanto tempo a discutir os protocolos, como se isso fosse a coisa mais importante do mundo, quando o importante será sem dúvida a implementação disto no terreno, já que é aí que o sucesso ou insucesso de tudo isto se vai decidir...

    Bem, de todas as pérolas que o mrmv escreveu, esta é a mais cintilante. Então não devemos criticar as medidas que são adoptadas pelo nosso governo, pessoas que nós elegemos como representantes, pois isso não tem importância e o que devemos fazer é estarmos calados a ver como é que as medidas são implementadas, independente de concordarmos com elas ou até de elas fazerem sentido? Mas o mrmv pensa naquilo que escreve? É que não parece.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1, Interessante)
    por XIS em 05-03-06 14:02 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "Em relação ao "reaproveitamento", com certeza nunca tiveste conhecimento sobre a vida real e a realidade empresarial."

    Aí, meu caro GreatBunzinni, tenho de "descordar" :) A realidade empresarial é que se tem de mudar frequentemente de paradigma. Por exemplo, as empresas têm de mudar de W98 para XP, porque a MS o deixa de suportar. O mesmo para Office 2003, e outros tantos casos. A "inércia" a que te referes ocorre realmente com coisas como o IE, mas isso é raro. Inclusivamente, muitas empresas são forçadas a fazer upgrades de hardware porque é preciso suportar eye candy, mail em HTML e a lentidão das máquinas atascadas a correr antivirus. Em breve, o DRM a nível de sistema vai obrigar as empresas a deitar fora os seus sistemas, quais Gilettes.

    O acima é, evidentemente, de tongue firmly in cheek, mas em abono da verdade devo acrescentar que as empresas em Portugal têm uma certa tendência a estoirar dinheiro em upgrades desnecessários. E isto aplica-se a software MS *e* OSS. Num computador caseiro, um hobby, força, actualize-se para os mais ousados unstables, assim é que se aprende, assim é que é divertido. Nos computadores empresariais, porém, assisto frequentemente a perdas de produtividade ao mudar software para versões mais recentes.

    Há que entender as dificuldades que o SP2 introduziu, por exemplo, não como uma forma de tornar o XP melhor, mas menos mau. Afinal, a razão foi tapar buracos de segurança, né?

    Uma pequena história muito recente, que aconteceu comigo: numa determinada empresa há uma aplicação Access 97 que funciona sem falhas desde 98 ou 99. É uma base de dados grande (meio milhão de registos), utilizada por 40 pessoas em paralelo a partir de postos que vão desde W95 a XP. Não há aqui software pirateado, está tudo kosher. E é mission critical.

    Evidentemente, não posso justificar substituir máquinas usadas para introduzir registos quando o "rei faz anos" e para escrever cartas de uma página, só porque têm 32M de RAM e W95. Pura e simplesmente, não faz sentido económico.

    Acontece que foi instalado um novo posto com Windows XP e 1G de RAM, processador rápido, um maquinão. Nesse posto, o Access 97 crasha ao arrancar... "Out of RAM". Então, que solução? Por causa de um posto, por não haver suporte por parte da MS, deitar fora uns 30 computadores e comprar licenças para 40 postos, OS e aplicativos? Formar 40 pessoas em software novo?

    Isto é um perfeito exemplo de vendor lock-in. Ok, como a MS é incompetente, esqueceram-se de retirar os service packs, e portanto devo conseguir resolver o problema. Este ano. E para o ano?

    Deve ser a "ilusão de liberdade": em OSS, pegava no GDB, metia um breakpoint no sitio certo, backtrace, e via directamente na source onde é que estão a usar um signed integer e deviam estar a usar um unsigned. Recompilava e andou. Em MS, é um bocadinho mais dificil :)
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por mrmv em 06-03-06 14:36 GMT (#56)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Meu caro amigo deves ter um processo de leitura com problemas graves, que pelos vistos não te permite compreender o conteúdo das mensagens...

    lista de protocolos que enviei na mensagem serviu para listar o número de protocolos e, como é óbvio, trata-se duma lista resumida.

    Ainda assim os protocolos do MNE nenhum deles se assemelha ou aproxima ao que disseste. E que acabaste por publicar posteriormente como informação de um artigo de um meio de comunicação que pelos vistos devo aceitar como oficial...

    E agora estou confuso porque não sei em quem acreditar, mas vou arricar, como ele fala em modernizar o ministério, parece-me não ter a ver com estes protocolos, mas provavelmente com outro projecto qualquer, mas a qualidade jornalistica é para mim questionável no artigo que apontaste... por esse motivo mesmo, nos sites oficiais mesmo sendo um resumo, os âmbitos dos protocolos não se restringem aos ministérios em si.

    Até é espantoso como é que o mrmv tem a lata de fazer distorções tão espantosamente infantis, tendo em conta que qualquer um tem acesso às mensagens em causa e pode verificar que as coisas não se passam assim como o mrmv tenta pintar...

    Provavelmente um dia chegarás À conclusão que sou dos que pinta menos, apenas sinto que leio um bocadinho melhor do que tu, e tento inferir menos coisas do que tu, e pelos vistos de uma forma bem artistica.

    O mrmv não está a compreender aqui um detalhe fundamental. O que o governo acabou de fazer foi entregar vários projectos a uma empresa sem ter havido qualquer concurso público. Ao isso acontecer com qualquer outra companhia, com certeza seria escandalo nacional e iria encher as parangonas dos jornais nacionais. No entanto, como a atribuição de contratos foi acompanhada com o baile mediático, tudo parece ser normal. Por exemplo, desde quando é que é aceitavel um estado assinar protocolos de entendimento, mecanismos diplomáticos talhados para relações entre países, a empresas? Como é com a grande Microsoft, aparentemente ninguém achou estranho. Por isso é fácil de ver que não é por falta de interesse ou visão que estas coisas aconteceram. Isto aconteceu pois, apesar de ser legalmente duvidoso, foi acompanhado por uma lavagem mediática sem igual.

    Pelos vistos quem não compreendeu foste tu, aqui ninguém vendeu nada na assinatura dos protocolos...

    O "teu artigo" (o do Semanário) até diz umas coisas interessantes que te esqueceste de ler:

    - A iniciativa de formar um milhão de portugueses tem como parceiros a Cisco e a Randstad.
    - O coordenador do Plano Tecnológico garantiu que estes protocolos são apenas um passo para as potenciais parceiras que o Estado poderá fazer com todas as empresas que assim o entendam.
    - Esta iniciativa reforça a importância "de fomentar as parcerias entre o publico e o privado".

    A do coordenador do PT penso que responde à tua questão, Por isso é fácil de ver que não é por falta de interesse ou visão que estas coisas aconteceram, pelos vistos eles estão com vontade, e tu dizes que eles é que não querem, penso que fica claro a tua pouca honestidade intelectual, nos posts que vens fazendo sobre este tema.

    Eu, ao contrário do mrmv, já li os protocolos e qualquer pessoa que passe os olhos por eles consegue distinguir 2 tipos de acções: as medidas "dar pão para tolos" e as medidas para expandir e cimentar o domínio do mercado. Isso está disponivel a qualquer um. No entanto opto por citar aquilo que os intervenientes disseram em relaçaõ aos seus objectivos.

    Leste mas não percebes, explica-me lá em que é que o estado vai gastar mais em sw, sim porque caso não saibas, a não ser que esteja ilegal, ele está pago (sim e mesmo que o MNE compre novas máquinas não será concerteza à MS e o sw deve estar tb pago), depois qual a capacidade do estado influenciar o privado a esse nivel, e não valem teorias de conspiração...

    Ou seja, o objectivo é fazer com que toda a máquina do estado seja dependente dos seus produtos e usar essa dependência para "infectar" o resto do tecido empresarial que actua em território nacional.

    Vem na linha do final da minha resposta anterior, explica lá por favor...

    Em relação ao "reaproveitamento", com certeza nunca tiveste conhecimento sobre a vida real e a realidade empresarial. Se tivesses, com certeza estarias a par do volume de investimentos que uma empresa aplica na adopção de métodos e ferramentas e, consequentemente, qual é a inércia que se gera quando se adopta uma ferramenta ou um processo. Ou seja, quando uma empresa adopta algo, só muito dificilmente (e com muito custo, economico e não só) é que volta a pensar em abandoná-la em detrimento de outra.

    Meu amigo conheço perfeitamente a realidade, mas por essa argumentação ninguém mudaria nunca, o que não é verdade, e depois estas coisas possuem um ciclo de vida, que é aquele em que tentatrás manter-te, até porque permanecer nas versões antigas e fora dos limites da suportabilidade também vem com muitos custos associados, a decisão naturalmente não é igual para todos, mas tem de ser ponderada em muitos factores.

    Mas o que estavas a ignorar é a capacidade de reaproveitamente em conceitos mais genéricos que pelos vistos até são esses que as pessoas não possuem de todo, e esse sim será o primeiro passo, e portanto aí a percentagem de reaproveitamento pode e deve ser bem maior...

    Então não devemos criticar as medidas que são adoptadas pelo nosso governo, pessoas que nós elegemos como representantes, pois isso não tem importância e o que devemos fazer é estarmos calados a ver como é que as medidas são implementadas, independente de concordarmos com elas ou até de elas fazerem sentido?

    Tu podes criticar o que quiseres, parece-me é que não estás em muito boa posição para o fazeres (sem caires no ridiculo), seria muito mais produtivo, pensares em formas de ajudar o governo com iniciativas que contribuam para dar passos importantes na concretização de um PT que seja aquilo que tu e todos nós desejamos, isso sim é que era atitude de louvar, agora criticar por criticar, desculpa mas não...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 02-03-06 23:53 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    QQ coisa deste tipo nao:

    "GarbagePailKid wrote to mention the news that Microsoft has filed a formal complaint alleging that the EU colluded with company rivals and hid critical documents during the EU regulation hearings. According to Microsoft: "While the documents provided do not include the direct correspondence between the commission and its technical experts, they show that the commission, the trustee, and Microsoft's adversaries were secretly collaborating throughout the fall of 2005 in a manner inconsistent with the commission's role as neutral regulator and the Trustee's role as independent monitor...""

    Tipico user @ gildot: if topic =~ /Bill Gates | MS | Microsoft/ then usermode(idiota-anti-MS) else shut_the_fuck_up

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 03-03-06 9:12 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    É engraçada esta parte "According to Microsoft..."

    Todos sabem que a Microsoft nunca mentiu ou deturpou a verdade! Lembrei-me logo desta históri a...

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 03-03-06 21:47 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Sim e todos sabem que a Comissao e as outras empresas com interesse nisto sao uns meninos de coro, daqueles old school... Yeah yeah.... Bom argumento esse...

    Tipico user @ gildot: if topic =~ /Bill Gates | MS | Microsoft/ then usermode(idiota-anti-MS) else shut_the_fuck_up
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:2)
    por null em 03-03-06 23:44 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Não sei, por agora é a Microsoft a afirmar uma coisa (um só lado da história), enquanto que os documentos com as declarações do Billy são algo real...
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por Zarluk em 04-03-06 23:05 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    Venha o Diabo e escolha (advinha quem?)
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por XIS em 05-03-06 14:29 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Nããã, acho que a profa do MIT é que tem razão no que diz respeito a influências secretas.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 1:47 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "Não aparece ninguém a fazer melhor"

    É assim demasiado complicado compreender que se aparentemente não aparece ninguém é porque está instituido o monopólio?

    Justamente, o espírito merdoso que se abateu sobre este país é o da subserviência, é o apogeu dos sicofantes que seguem cegamente o sucesso financeiro como sendo equivalente à vitória moral.

    Mas, meus senhores, nunca se esqueçam: os homens mais ricos pagam as putas mais caras. A chatice é que o Governo de Portugal vendeu a passarinha muito barata, ignorando virus, bactérias e micoses. A consequência é evidente: os filhos da Nação demonstram, cabalmente, que não só são rascas como relaxados.

    "Conversa, só conversa..."

    Fala por ti. Neste momento, em Portugal, há variadas demonstrações de soluções de sucesso não baseadas em soluções Microsoft. E que se estão a marimbar para os apoios do Estado e do Capital e do Sistema. Sabiam que, por exemplo, que:
    • todos os airbags de um certo modelo de automóvel comercial, em toda a Europa, são testados em Portugal por uma sistema Linux, desenvolvido cá?
    • que num determinado "cybercafé" da Baixa Lisboeta todos os postos funcionam em Linux, e neste momento estamos a falar de mais de 26000 sessões em pouco mais de um ano... para turistas? Tambem desenvolvido cá.
    • que numa feira na Alemanha este ano (por acaso, a 4ª vez que o sistema veio a público) houve muitas centenas de pessoas a interagir com um simulador de desporto em tempo real desenvolvido (hardware e software) em Portugal, de novo sem recurso a MicroShitices?
    • que este Gildot não funciona em Windows?

    "Conversa" é isso, mandar bocas para o ar, a defender o Big Brother, sem ter realizado uma única coisa original. Se as coisas que "toda a gente" usa são as melhores, por que raio é que não existe o "Channel Sovaq, le parfum a l'odeur de citoyen"?
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 2:32 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    É assim demasiado complicado compreender que se aparentemente não aparece ninguém é porque está instituido o monopólio?

    Não sejas estúpido, tu próprio dizes que existe muito boa gente a criar soluções sem sw microsoft, e ninguém é obrigado a comprar MS.

    Mas alguém disse que o problema é tecnologia? Queres muitos outros bons exemplos com tudo em tecnologia MS? Esse argumento é uma estupidez...

    A questão não está no seres capaz de fazer determinada coisa, mas sim o que te custa fazê-la, mantê-la, suportá-la e fazê-la evoluir. E é claro que se pode fazer com o que bem te apetecer... eu nunca disse o contrário. O que digo é que dizeres que o sw MS é uma treta não é verdade, só o podes dizer se nunca utilizaste e não o conheces bem.

    Nem entendo porque raio não se pode criar algo original sobre Windows... que é um argumento que usas muito mas que não se percebe... pelos vistos o ambiente tem de ser bacteriologicamente puro...

    E para não me alongar muito, basicamente não dou crédito nenhum a quem me diga que o importante é pintar agora tudo de azul para vermelho, e que esse sim é o caminho, tal como TODO O MUNDO ESTÁ A FAZER (só se for na tua cabeça), no fundo é sair de uma qq "subserviência" como tu dizes para outra qq, ah mas essa será boa (ok todos vamos acreditar, mas é só porque tu o dizes).


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 2:37 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    no fundo é sair de uma qq "subserviência" como tu dizes para outra qq, ah mas essa será boa (ok todos vamos acreditar, mas é só porque tu o dizes).

    Antes que percas tempo, sempre te posso dizer que o teu argumento de que ah e tal mas controlamos o nosso destino, eu rebato com o facto de que infelizmente não é verdade nem possível para todos, e que na prática a dependência existirá sempre para 95% das pessoas, nunca te esqueças que o sw não é o negócio da grande maioria das empresas...

    Enfim e eu ainda perco tempo com gajos como tu...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 3:29 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "Enfim e eu ainda perco tempo com gajos como tu..."

    Por favor, não percas tempo com gajos como eu. De certeza que a maioria dos utentes do Gildot te iria agradecer se não perdesses inclusivamente tempo aqui. Portanto, e na esperança de que de facto deixes de o fazer, deixo-te à laia de plug-in uma citação:

    Mau gosto: chita a imitar seda.
    Bom gosto: seda a imitar chita.
    Claro que não tenho esperança que saibas sequer a que isto se refere, mas como a minha mãezinha sempre me ensinou a tratar os pobres de espírito com equanimidade, faço o ensaio entre os teus postes, salvo seja.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 9:45 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Francisco, permite-me que te trate assim...

    Obrigado, pela generosidade do teu gesto, mas não suporto plug-ins, vais ter de o meter noutro sitio... e estou certo que com a imaginação e gosto por tudo o que é novo e diferente que demonstras, vais sair largamente beneficiado.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 12:35 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Não me chamo Francisco. E como infelizmente previa, está claro que não percebeste.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 13:02 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Não me chamo Francisco. E como infelizmente previa, está claro que não percebeste.

    Eu não disse que te chamavas, eu pedi para te chamar... em relação ao está claro, é o costume tens-te em muito boa conta, eu o que te costumo dizer, andas a perder-te tu és um gajo muito à frente...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 13:11 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Ainda sem uma para amostra. QED^2.

    Claro que me tenho em boa conta, é completamente imbecil uma pessoa não se ter a si própria em boa conta.

    E por aqui me fico por hoje, que já não posso meter mais comentários.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 13:44 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    é completamente imbecil uma pessoa não se ter a si própria em boa conta

    Pois mas no teu caso parece-me desproporcionado quando comparado com o teu valor.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:2, Interessante)
    por blacksheep em 03-03-06 9:51 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    De certeza que a maioria dos utentes do Gildot te iria agradecer se não perdesses inclusivamente tempo aqui.

    Pemite-me descordar. É bom ter pessoas com opiniões contrárias a discutir racionalmente. Isso é que faz um fórum como este site valer a pena de visitar. Se quiser discutir apenas com pessoas com a minha opinião, falo com um espelho.

    Libertem a Fátima Felgueiras!
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:2)
    por null em 03-03-06 11:09 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Permite-me discordar. Não é bom ter pessoas a duplicar esforços, cansaça-se a ele e aos outros. Ele já tem um Spaces dele, mas como ninguém comenta rien, ele vem para cá...oda-se...
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 12:51 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Descorda à vontade :)

    Eu sou inteiramente a favor da discussão! Mas pelo menos que *haja* opiniões, e nem sequer acho que tenham de ser 100% racionais. Agora, cassetes não, porra!

    Isto parece uma discussão de futebol: sem bases concretas para defender este ou aquele clube, inventam-se imoralidades, dão-se chicotadas psicológicas, é o Carmo e a Trindade.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 15:24 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Agora, cassetes não, porra!

    Tu já alguma vez te deste ao trabalho de te ouvires? (ou leres)


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por Zarluk em 04-03-06 23:12 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    RTOFL

    E tu, que replicas os discursos do amo sem pensares? Ou és simplesmente (bem) pago para isso?

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:2)
    por 4Gr em 07-03-06 17:49 GMT (#69)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/~ei02069
    Li recentemente um livro de um Venture Capitalist de Silicon Valley, e ele diz que é importante ter evangelists na empresa: aqueles indivíduos que, obstante a qualidade do produto, o defenderão até ao último sôpro. Irão sempre combater lado a lado.

    Ora, isto é o perfil perfeito do mrmv. Portanto, ele só pode ter alguma relação com a Microsoft. Será primo do Bill. Teoria da conspiração: será o Bill?!

    Dominus vobiscum
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por Zarluk em 07-03-06 21:56 GMT (#71)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/

    Evangelistas nas Empresas?

    O que é que eu vou fazer?

    (pânico)

    Eu nunca gostei de padres ;-)

    Estaremos à beira de uma nova Inquisição?

    (sim, eu sei, é despropositado... mas não resisti)

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 09-03-06 17:00 GMT (#88)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "Ora, isto é o perfil perfeito do mrmv"

    Não concordo nada contigo, ò 4gr :)

    1ro) o mrmv não pode ter perfil perfeito, porque se se virar de lado desaparece, por efeitos da anorexia intelectual de que evidentemente padece.

    2do) não pode ser primo do Bill porque se fosse estava ocupado a oferecer a pá aos comissáriod da UE

    3ro) Não pode ser o Bill porque até o Bill tinha vergonha de dizer certas coisas.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 3:16 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    "Não sejas estúpido, tu próprio dizes que existe muito boa gente a criar soluções sem sw microsoft, e ninguém é obrigado a comprar MS."

    Estupidamente, não percebi o que disse de estúpido. Portanto, como ninguem é obrigado a comprar Microsoft, é justo que se queira formar um milhão de portugueses em tecnologia Microsoft? Porque os restante 10 milhões já sabem que chegue?

    "Queres muitos outros bons exemplos com tudo em tecnologia MS?"

    Sim. Quero. Um para amostra. De preferência que utilize tecnologia antivirus Microsoft. E tecnologia que não exporte divisas. E que não utilize Java. Ah, e fundamentalmente, que seja original e não pirateado, porque como é evidente falar de prior art "apropriada" pela Microsoft não vale.

    "dizeres que o sw MS é uma treta não é verdade, só o podes dizer se nunca utilizaste e não o conheces bem."

    Desculpa lá, tens razão, eu "não posso dizer". Por acaso iniciei a minha carreira profissional 4 anos antes de aparecer o MSDOS, mas tá na cara que passei os restantes 24 anos a virar frangos. Nem me passa pela cabeça saber alguma coisa da poda.

    "não se pode criar algo original sobre Windows"

    Poder pode, e eu já o fiz. Mas é mais correcto dizer "apesar do Windows".

    "TODO O MUNDO ESTÁ A FAZER (só se for na tua cabeça)"

    Com azar, a fazer na minha cabeça só os pombos, não todo o mundo, credo! Parece-me é que, para utilizar a 3ª palavra do teu post, como sou "estúpido", não consegui perceber a lógica, forma, semântica, sentido, significado ou merda nenhuma do que querias dizer com o último parágrafo. Explica (se quiseres, e se tiveres autorização) devagarinho, com palavras simples e ideias cristalinas, PORQUE RAIO É QUE SÓ SE PODE SAIR DE UMA SUBSERVIÊNCIA PARA OUTRA? Esse conceito é de tal modo obtuso que me confesso incapaz de compreender.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 10:03 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Estupidamente, não percebi o que disse de estúpido.

    Um para amostra. De preferência que utilize tecnologia antivirus Microsoft. E tecnologia que não exporte divisas. E que não utilize Java. Ah, e fundamentalmente, que seja original e não pirateado, porque como é evidente falar de prior art "apropriada" pela Microsoft não vale.


    Todas as tuas certezas... são regra geral do mais estúpido que encontro por aqui. Estes dois parágrafos são exemplificativos do mundo paralelo em que vives...

    Parece-me é que, para utilizar a 3ª palavra do teu post, como sou "estúpido", não consegui perceber a lógica, forma, semântica, sentido, significado ou merda nenhuma do que querias dizer com o último parágrafo

    É natural, provavelmente cansaço meu e falta de pachorra.

    O que eu quis dizer foi que zelotas como tu acham que o exercicio deveria ser, mudar apenas a cor às coisas, isto é, deixar de ter uma Microsoft e passar a ter no seu lugar outro qualquer (mas ligado ao SL, porque gostas de ter a ilusão de liberdade).

    Em relação ao comentário de todo o mundo, é a sensação que tenho que gajos como tu imaginam que o mundo está a abraçar o sl em massa, vai toda a gente ao quiosque mais próximo arrancar os cd's necessários para se tornar um ser verdadeiramente livre... infelizmente os números não é isso que nos dizem...


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 03-03-06 12:43 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Pois. Nem uma para amostra. QED.

    Quanto à "ilusão de liberdade"... é triste que num país medianamente democrático como em Portugal ainda haja quem ache que a liberdade é uma ilusão, e principalmente que ache que é inatingível. Não há escravo mais miserável do que aquele que quer ser escravo.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 03-03-06 13:41 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Pois. Nem uma para amostra. QED.

    Como te disse o teu comentário era estúpido porque significava que não havia ninguém que tivesse soluções sérias em cima de tecnologia Microsoft, e por isso não liguei, mas pronto decidi perder uns minutos, e mesmo que removas a ponderação açucarada do Marketing percebes que o que tu imaginas ou tens como firme certeza é ridiculo.

    PS: tirei à sorte, os casos nem serão dos mais significativos, concerteza

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=13774 &LanguageID=1

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=13793 &LanguageID=1

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=13673 &LanguageID=1

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=14170 &LanguageID=1

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=14147 &LanguageID=1

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/Search/EvidenceDetails.aspx?EvidenceID=13325 &LanguageID=1

    Bem para não te chatear, podes ir por nome de empresa e vê lá a quantidade de empresas com soluções MS quem andam completamente enganados também:

    http://members.microsoft.com/CustomerEvidence/search/ListCompany.aspx?SearchString=A&pageM ode=1

    E isto para além dos que preferem não deixar que a MS os utilize como referência.

    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1, Interessante)
    por XIS em 03-03-06 15:30 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Ainda tenho este comentário, afinal.

    Tommy Hilfinger, NASDAQ, Hilton, EMI, Tesco e eBay não é em Portugal. Instalar servers NT, operar sobre SQL Server (que de resto não é tecnologia originada pela Microsoft, a base foi o Sybase SQL Server que a Microsoft comprou) ou correr o Exchange está fora das regras, que repito e itemizo.

    De preferência que utilize tecnologia antivirus Microsoft. No check

    E tecnologia que não exporte divisas. No check (nenhum dos exemplos é Português).

    E que não utilize Java. Undetermined

    Ah, e fundamentalmente, que seja original... No check (instalar software já feito não tem nada de original)

    ... e não pirateado, porque como é evidente falar de prior art "apropriada" pela Microsoft não vale. No check (Windows NT foi desenvolvido parcialmente com base no OS/2, por pessoal sacado da DEC, e integrando conceitos do VMS e do RSX-11; SQL Server teve origem no Sybase; o Exchange foi uma reescrita do Microsoft Mail, que por sua vez foi comprado à Network Courier)

    Por outro lado, se queres alargar os exemplos ao estrangeiro, então podemos por exemplo ver



    Parece-me que não é preciso falar da Amazon, da Yahoo, da Google, da NASA, da CNN, ou sequer de qual é a share de mercado de quem.

    Em suma, continuas a não acertar uma, para amostra. O que é de esperar de quem tem como principal traço da personalidade o despeito. Tem paciência, estás out-classed. E peço desculpa pôr ligar o "Não aceita respostas", mas hoje é que acabaram mesmo os comentários.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 03-03-06 21:55 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Exportar divisas ? Desculpa la, mas tu es bronco, estupido ou ainda vives no seculo passado ? Ainda deves ser do tempo do salazar ou coisa parecida. Importamos roupa, batatas, carros e outras merdas, ou seja, fazemos sair divisas, e andas preocupado com uns miseros milhoes que saem para a Microsoft ? Ainda por cima para um país que deve ter o maior déficit comercial actual ?

    Ficamos especialistas em MS ? Ficamos dependentes da tecnologia da Microsoft ? Se soubermos tirar partido disso, e formos lideres mundiais nessa tecnologia, que so por acaso é LIDER DE MERCADO, entao qual eh o problema ? O problema eh que es demasiado bronco (ou queres ser), para ver as coisas apenas da cor que te interessa.

    Eu compreendo essa posicao. Afinal, ser contra o capitalismo, a globalizacao, esta na berra. Eh cool ser-se contra isso tudo, apenas pq eh out estar-se do outro lado, pq a malta gosta eh de mandar umas bojardas.

    Propostas concretas, dessa grande pseudo liberdade que chamam de software livre, eh que nao se ve uma unica. So se ve coisas do tipo, "ah nos fazemos melhor", "ou com isto, tens liberdade"... Coisas praticas, com valor para o pais, nao se ve puto. Os pretinhos em africa tb tem liberdade! Sao livres de morrer ah fome e com doencas da tanga. Viva a liberdade... A imposicao de um ideal por outro, mascarado de muito melhor, eh uma historia tao antiga como a Humanidade...

    Tipico user @ gildot: if topic =~ /Bill Gates | MS | Microsoft/ then usermode(idiota-anti-MS) else shut_the_fuck_up

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1, Interessante)
    por XIS em 04-03-06 14:18 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Exportar divisas.

    Yeah, sou do tempo do Salazar. Quer dizer que tenho idade suficiente para ter aprendido um mínimo de boas maneiras, e para já ter abandonado a atitude infantil de estar a chamar estúpidos aos colegas. Deixei de o fazer na primária.

    "miseros milhoes que saem para a Microsoft ? Ainda por cima para um país que deve ter o maior déficit comercial actual ?"

    Pois, vamos todos mandar dinheiro para os EUA, coitados. É elementar: sendo os EUA autosuficientes, o défice externo deles é financeiramente um empréstimo que o resto do mundo lhes faz. E que os EUA usam para incrementar a industrialização e desenvolver tecnologia. Portugal não é autosuficiente. Logo, o défice externo de Portugal reflete directamente a diferença entre o que produzimos e o que compramos fora. A única forma de a longo prazo tapar esse buraco é exportar mais.. o que estamos a fazer, ao vender propriedades aos estrangeiros. Infelizmente, ao vender propriedades aos estrangeiros estamos a reduzir os nossos próprios meios de produção.

    "formos lideres mundiais nessa tecnologia, que so por acaso é LIDER DE MERCADO"

    Isso é que é confiança nos Portugueses! Portugal tem condições para ser lider mundial em tecnologias Microsoft!!! Vamos ser lideres mundiais ao formar 1 milhão de Portugueses na operação do Office!

    "LIDER DE MERCADO" está errado. É "lider de um mercado", especificamente dos sistemas operativos em computadores pessoais. A MS não é lider de mercado em aplicações industriais, CAD, bases de dados, sistemas realtime, firmware de comunicações, tratamento de imagem e sistemas de visão industrial. Ou seja, são lideres nas aplicações "burocráticas" e não nas que suportam a produção industrial. Conclusão: queres assegurar o pleno emprego e o progresso económico do país fazendo de Portugal uma economia em que sejamos todos contabilistas, fazendo escritas uns dos outros.

    "ser contra o capitalismo, a globalizacao"

    Eh pá, decide-te. Ou sou salazarista ou sou contra o capitalismo! As duas coisas ao mesmo tempo é que não.

    "Propostas concretas, dessa grande pseudo liberdade que chamam de software livre, eh que nao se ve uma unica"

    Se calhar porque em vez de estar a "mandar bojardas" alguem anda a fazer alguma coisa. Se calhar não dá nas vistas. Mas está feito, não são propostas, funciona e suporta postos de trabalho. Tu, que tens a autêntica liberdade, fizeste o quê? Administraste umas maquinitas? Fizeste propostas? Apresentaste uns trabalhitos ao profe?

    "imposicao de um ideal por outro, mascarado de muito melhor, eh uma historia tao antiga como a Humanidade"

    QUe eu saiba, o tópico é precisamente esse, a "imposição" de um "ideal" pelo Governo e pela Microsoft. Portanto, como é sempre assim, está certo? Vamos deixar os talibans bater nas mulheres? As farmaceuticas usarem os pobres da India como cobaias? Os Portugueses pagarem impostos mal utilizados pelo Estado? Os australianos esterilizar os arborígenes? A China passar a ferro estudantes na Praça da Paz Celestial, ou exterminar a cultura tibetana?

    Deve ser por ser velho, mas todos os dias fico espantado aqui no Gildot de ver discutir generalidades sem sustentar factos, recorrer ao insulto como argumento, defender modas passageiras como revelações divinas. Parece-me assim ocioso.

    PS-escusas de me vir com a falácia de que Portugal agora está na UE, e portanto o sistema económico está integrado, e tal. Se fosse o caso, eu podia ir comprar um carro a França, comprar gasóleo de aquecimento em Espanha para usar cá, contratar o seguro automóvel na Suécia, etc. É que sinceramente não estou a ver a Alemanha a pagar multas por excesso de défice, e ao mesmo tempo mandar dinheiro aqui para os latinos que vivem num paraíso sub-tropical. Antes pelo contrário, fecharam a Rhode, pois foi? Ameaçaram fechar a Autoeuropa e a Opel, né?
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 06-03-06 23:26 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    "LIDER DE MERCADO" está errado. É "lider de um mercado", especificamente dos sistemas operativos em computadores pessoais. A MS não é lider de mercado em aplicações industriais, CAD, bases de dados, sistemas realtime, firmware de comunicações, tratamento de imagem e sistemas de visão industrial.

    Ah, não nos digas, é que não tinhamos percebido, no fundo é líder em mercados nicho...

    Se calhar porque em vez de estar a "mandar bojardas" alguem anda a fazer alguma coisa.

    -todos os airbags de um certo modelo de automóvel comercial, em toda a Europa, são testados em Portugal por uma sistema Linux, desenvolvido cá?
    -que num determinado "cybercafé" da Baixa Lisboeta todos os postos funcionam em Linux, e neste momento estamos a falar de mais de 26000 sessões em pouco mais de um ano... para turistas? Tambem desenvolvido cá.
    -que numa feira na Alemanha este ano (por acaso, a 4ª vez que o sistema veio a público) houve muitas centenas de pessoas a interagir com um simulador de desporto em tempo real desenvolvido (hardware e software) em Portugal, de novo sem recurso a MicroShitices?
    -que este Gildot não funciona em Windows?


    Presume-se que esse alguém és tu, sim senhor os exemplos são notáveis. Senão vejamos:

    - airbags de veiculo comercial para toda a europa testados em Portugal por um sistema Linux

    Se fossem implantes mamários, até acho que teria algum mérito e merecia alguma notoriedade, agora de airbags, fico curioso com a exclusividade da solução.

    -que num determinado "cybercafé" da Baixa Lisboeta todos os postos funcionam em Linux, e neste momento estamos a falar de mais de 26000 sessões em pouco mais de um ano... para turistas? Tambem desenvolvido cá.
    - E o do Gildot

    Estes exemplos são brutais, sem dúvida projectos bandeira no nosso mercado (aqui refiro-me ao grande, no fundo o agregado dos diferentes mercados, para perceberes melhor), e merecem sem dúvida grande destaque, é algo impossível de imaginar em Windows.

    QUe eu saiba, o tópico é precisamente esse, a "imposição" de um "ideal" pelo Governo e pela Microsoft.

    Mas que imposição é essa que ainda não percebemos, o governo até diz estar disposto a trabalhar com outras empresas em projectos semelhantes, e com estes protocolos em particular não parece que venha a comprar mais software, não sei explica lá, ó iluminado.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 07-03-06 0:21 GMT (#63)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Como não percebeste anteriormente, explico em palavras de 2 sílabas: és feio e cheiras mal.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 07-03-06 1:32 GMT (#65)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Percebo agora as tuas dificuldades em perceber os outros, vives atormentado pela quantidade de gazes que se alojam nesse cérebro, deve ser um caso raro de Flatulência em que o gás não sai por onde devia. Não deve ser fácil manter a concentração, não tanto pelos ruidos, mas o cheiro deve ser arrasador, e de grande impacto principalmente na tua vida social...

    Experimenta um barrote, podem ser apenas vias obstruídas.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por Zarluk em 04-03-06 23:24 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    Ficamos especialistas em MS ? Ficamos dependentes da tecnologia da Microsoft ? Se soubermos tirar partido disso, e formos lideres mundiais nessa tecnologia, que so por acaso é LIDER DE MERCADO, entao qual eh o problema ? O problema eh que es demasiado bronco (ou queres ser), para ver as coisas apenas da cor que te interessa.

    Até ter lido isto pensava que eras um gaijo com dois dedos de testa e que só mandavas aquelas bacoradas para te divertires... veio-me agora à cabeça que, além de, simplesmente, poderes ser um imbecil com alguns conhecimentos técnicos, também te caracterizas pela total ausência de escrúpulos.

    Tens filhos, por acaso?

    E, em caso afirmativo, queres que eles cresçam nesse pesadelo unicolor que, aparentemente, estás a defender?

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 07-03-06 1:10 GMT (#64)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Tommy Hilfinger, NASDAQ, Hilton, EMI, Tesco e eBay não é em Portugal. Instalar servers NT, operar sobre SQL Server (que de resto não é tecnologia originada pela Microsoft, a base foi o Sybase SQL Server que a Microsoft comprou) ou correr o Exchange está fora das regras, que repito e itemizo.

    Não sabia que querias que exemplos tão bons como os que deste... mas uma pesquisa e lá encontrei alguma coisita:

    http://www.microsoft.com/portugal/grandesempresas/referencias/default.asp

    Se leres os casos que apresentei (mesmo na diagonal) percebes que não é apenas instalar NT, operar SLQ Server ou instalar o Exchange, se conseguires ler, são tipicamente soluções com base nesses produtos sim, mas em nada diferente de instalares um Linux, operares um MySQL, e instalares um QMail, ou a porra que mais gostares... não te esqueças que são plataformas e normalmente como plataformas que são, a sua adaptabilidade e programabilidade permitem-te criar e não apenas adaptar. Mas tu nem sabes do que falo...

    De preferência que utilize tecnologia antivirus Microsoft. No check

    Este sinceramente não percebi, se te referes aos investimentos recentes da MS no dominio da segurança, no meu ponto de vista, nem são o mais relevante de tudo o que a MS tem feito:

    http://msdn.microsoft.com/msdnmag/issues/05/11/SDL/default.aspx

    Ah já agora eu (pessoalmente) não uso anti-virus, nem anti-spyware ;o)

    E tecnologia que não exporte divisas. No check

    Parece-me não ser o requisito de nenhum país neste mundo... a tecnologia é instrumental para os governos, organizações, individuos e o facto de exportar divisas não é propriamente o factor de decisão, o importante, é que resolva o(s) problema(s), ponderar se é ou não a melhor opção passa também, pelo aspecto financeiro, que não se traduz exclusivamente no custo de aquisição.

    E que não utilize Java. Undetermined

    Portanto para ti as empresas só utilizam Java... humm concordo que tem grande adopção por esse mundo fora, mas olha que existe muita gente que não usa JAVA e que já usou e mudou, e em Portugal... tu tens uma visão tão hermética das coisas, que me pergunto afinal de que pedra saiste...

    Ah, e fundamentalmente, que seja original... No check (instalar software já feito não tem nada de original)

    Tu achas que as empresas compram as plataformas MS só para utilizar sw empacotado? Tens de perceber que tens de tudo neste mundo, os clientes que têm competências para fazer as coisas sozinhos, e os que dependem de outros, sendo certo, que são sempre decisões estratégicas das mesmas, e não podes dizer que a
    opção em teoria seja certa ou errada.

    ... e não pirateado, porque como é evidente falar de prior art "apropriada" pela Microsoft não vale

    Isto é uma discussão que não levaria a lado nenhum, toda a gente nesta industria, utiliza de forma mais ou menos recriminável, ideias de outros e a MS não tem nenhum exclusivo nesse dominio.

    Windows NT foi desenvolvido parcialmente com base no OS/2, por pessoal sacado da DEC, e integrando conceitos do VMS e do RSX-11

    Não creio que a base fosse o OS/2, as equipas IBM e MS discordaram mais do que concordaram e por isso se separaram os projectos, embora não deixe claro esse facto (posso encontrar-te depois uma referência sobre esse pedaço de história) aqui fica um link de uma das pessoas que veio da DEC com o David Clutler.

    http://www.usenix.org/events/usenix-win2000/invitedtalks/lucovsky_html/

    SQL Server teve origem no Sybase

    Sim mas o produto hoje nada tem a ver com o SQL Server 6.5 que foi quando a MS deixou de ter acesso a código Sybase e se "libertou" da base de código da mesma.

    http://blogs.msdn.com/euanga/archive/2006/01/19/514479.aspx

    Hoje considero este um dos melhores produtos da MS e não tem nada a ver com a trampa do 6.5.

    Exchange foi uma reescrita do Microsoft Mail, que por sua vez foi comprado à Network Courier

    O Exchange substituiu o MS Mail, a arquitectura é substancialemnte diferente.

    Mas referes as aquisições como algo negativo e que não pressupõe inovação, é verdade no momento da compra, mas os produtos evoluem e repara o que aconteceu com cada um dos que referi anteriormente.

    As tuas respostas são engraçadas porque têm um objectivo claro ofuscar, o valor do que te enviei, só que na minha opinião de forma amadora, e pouco abonatória para alguém tão tecnicamente capaz...

    Primeiro olhaste para os links e apenas retiraste os Nomes das empresas, e foste à procura de press releases ou ao netcraft, esquecendo-te que em muitos dos casos eram soluções especificas, e não de simples presença na web.

    Segundo, as empresas são um bocadinho mais inteligentes do que imaginas e decidem de acordo com o que julgam melhor para si, levando a que não possuam um único fornecedor ou tecnologia como gostas de tentar fazer passar, e a tua pesquisa apenas reflecte isso mesmo.

    Terceiro, apenas para demonstrar a tua honestidade intelectual, o site do Nasdaq, é www.nasdaq.com, e tu nesta lista toda foste logo ao único que não era IIS

    http://toolbar.netcraft.com/netblock?q=UU-208-249-116,208.249.116.0,208.249.116.255

    Subtil, sem dúvida.

    Um belo exemplo da tua transparência e capacidade argumentativa, pode ver-se na forma imperial, como passaste uma esponja pelos exemplos que dei, como se a treta da presença na web, fosse comparativamente mais importante, que o negócio assente nas plataformas MS em muitos desses exemplos, comparável sem dúvida.

    Parece-me que não é preciso falar da Amazon, da Yahoo, da Google, da NASA, da CNN, ou sequer de qual é a share de mercado de quem.

    Sem dúvida é importante a adopção que referes, existem contudo alguns relatórios igualmente interessantes e que não mencionas, bem sei que é apenas no mercado americano, mas infelizmente em outros mercados este tipo de análise não existe...

    http://www.port80software.com/surveys/top1000webservers/

    ah, ainda sobre o caso do Tommy, agradeço o post do slashdot dos nuestros hermanos, é paradigmático, e permite-nos perceber que quem o fez percebe provavelmente disto, tanto como tu, como alguém de forma inocente lhe perguntou a seguir...

    http://barrapunto.com/comments.pl?sid=61200&op=&threshold=-1&commentsort=0&mode=thread&pid =700095

    Se lesses o caso na sua totalidade, verias que para além do site, houve novo ERP e respectiva integração... olha com esse potencial todo, acho sinceramente que Portugal está a perder um grande humorista.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 07-03-06 2:16 GMT (#66)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Deixa de brincar ca pilinha que ficas cego. Huh... mais cego.

    Se ainda não percebeste, apesar das variadas formas de explicação: vai-te lixar amais a tua família toda que pela amostra deve ter a culpa das tuas deficiências genéticas.

    Não me chateies os cornos.

    Vai levar onde as galinhas levam.

    Vê lá se morres de uma vez em vez de estar praí a exibir a chaga que te faz a vez de cérebro.

    Quando vejo um cagalhoto animado como tu puxo o autoclismo.

    És um desperdicio de bits, um file0000.chk que só serve para ser apagado.

    Só não és sub-humano porque os animais são sub-humanos e eu respeito os animais; os calhaus não merecem respeito.

    Sobretudo, não me dirijas esses grunhidos que aparentemente pensas serem palavras, porque as lombrigas não falam, têm as bocas cheias de merda.

    Se mais nada servir, ao menos escuta o eco que reverbera no abismo delimitado pela tua disfuncional caixa craniana, aleijão infeliz de função falhada, BSOD abortivo de um cruzamento abastardado e incestuoso entre as funções merdíferas e os mais basais reflexos de um sistema nervoso que mais que autónomo, é no teu caso evidentemente característico de um amembiano coprotropismo.

    Escuta o eco que te diz: "S-U-I-C-Í-D-I-O, S-U-I-C-Í-D-I-O..."

    PS-Se mais alguem ler isto, peço desculpa, mas estes híbridos entre baratas, piolhos e lesmas tiram-me do sério.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 07-03-06 3:56 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Ai que o menino amuou... oh que pena. Nem os putos se comportam como tu o fizeste, como vês até demonstrei uma classe e educação que não se imaginaria possível, infelizmente a tua maturidade é baixissima, até para um sitio como o Gildot.


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por MSilva em 09-03-06 4:15 GMT (#81)
    (Utilizador Info)
    A amabilidade é a forma mais segura do menosprezo.

    E isso são são factos.

    Contra estes factos estamos conversados. Só existe uma solução: Acção popular intentada num tribunal. Só ainda não percebi é porque as pessoas que tiram o seu ganha pão de soluções não Microbosts não o faz. Ou uma associação de software livre. As outras, também, estamos conversados.

    Os argumentos técnicos estão expostos, ponto. O único argumento que conta são os biliões $ da MS. É o melhor, maior, mais eficaz, mais rápido, mais seguros, é a pedra de toque. Não há argumento técnico ou outro que valha. Isto provoca verdadeiros seguidores, são como os mormons, sem ofensa para estes, que ainda vão percebendo o não e o sim.

    É escusado vir falar na livre escolha. Que cada um compra aquilo que quiser. Cada um compra aquilo que se lhes vende. E quanto menos formação e instrução pior. Basta ver quais opções de escolha que as pessoas dos cursos de formação que o governo/microbosty vão dar têm. As elites iluminadas seguem a iluminação dos $$. No momento nem se lembram da escolha baseada em argumentos técnicos.

    Ainda bem que a Microsobte não produz fardas. Pior, pior era se produzisse pessoas. Imaginem 95% das pessoas MS, f... -se era tudo igual. E as pessoas que fazem tudo para serem diferentes. A diferença é um valor em si. Imaginem se houvesse só um tipo de organismo. Qualquer doença o exterminaria.

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 09-03-06 16:49 GMT (#87)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Uniformes MS? :))))))))

    Aqui, aqui e aqui.

    "Cada um compra aquilo que se lhes vende"

    De acordo, mas uma coisa é comprar (o q acontece ao povo frequentador da lojas de 300 da 'formática) e ser comprado (q acontece, além de às jovens menidas de afectividades negociáveis, a caramelos q tu sabes q eu sei que tu sabes q eu sei quem são :)
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por MSilva em 10-03-06 0:45 GMT (#93)
    (Utilizador Info)
    Criatividade, e essas coisas todas segundo a microfte

    http://www.ntk.net/media/developers.mpg

    http://www.ntk.net/media/dancemonkeyboy.mpg

    http://www.ntk.net/media/dancemonkeyboy.avi

    http://www.jokaroo.com/funnyvideos/ballmersellswindows.html

    http://www.jokaroo.com/funnyvideos/ballmermonkeydance.html

    http://video.google.com/videoplay?docid=-4860483760049380308&q=steve+ballmer

    desculpem foi à talhante. é por pouco conhecimento de html.

    Os caramelos dividem-se em dois tipos: os de gravata, quer sejam públicos ou privados. E os outros, que são, no fundo, como as jovens meninas, são os assessores e os informáticos. Tanto nuns como noutros funciona o argumento royalty $$$. Há excepções, claro. São os tais 5%.

    E se num sector cada um faz o que entender, no outro estão-me a sugar. Para aqueles que estão em projecto ou com 1 ou 2 anos vão fazer o quê ? Isto é que me deixa preocupado.

    Por isso a ideia de uma acção popular não é descabida. Vejam o que sucedeu com o túnel em Lisboa. Parou. Não é para ganhar a guerra (o da telecom é que é perito em citações) mas pelo menos os caramelos e os seguidores pensarão antes de se comprometerem, pois podem ter de prestar contas.

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por XIS em 10-03-06 2:12 GMT (#96)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/
    Concordo a 110% com o conceito da acção popular.

    Acontece que em Portugal já está instituído o mecanismo de pressão política que impede ou dificulta esse recurso. Como exemplo, hoje (ou ontem, conforme) 9 de março, assistiu-se em pt à maior manifestação de culto da personalidade desde os tempos do ... do outro.

    São nítidas as semelhanças entre o mediatismo da visita do Bill a Portugal e a tomada de posse do PR. São os mecanismos do marketing político a funcionar despudoradamente, as técnicas paternalistas dos "democratas" a sobrepor a expediência ao humanismo.

    O resultado é q quem está condicionado pela família, pelas responsabilidades, pela sobrevivência de todos os dias, está economica e realisticamente impedido de exercer os seus direitos. Mais um exemplo de vendor lock-in, simplesmente aplicado aos governos. Mais um exemplo do maior bem do menor número: uma facção é aprovada por menos de 30% da população, e fica legitimada.

    Note-se que não estou a personalizar este ponto, é completamente irrelevante se gramo ou não o gajo ( o PR, neste caso ). Relevante é a distorção do sistema, que se reflecte em questões políticas, legais, mercantis, ideológicas, e até no software que se escolhe para browsing.
    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:1)
    por Zarluk em 07-03-06 22:13 GMT (#72)
    (Utilizador Info) http://o-caos-avassalador.blogspot.com/
    O universo de sw da MicroShit é uma manta de retalhos, sempre o foi...

    Lembro-me que, quando anunciaram a contratação dos 6(!) sujeitos da DEC ( http://www.usenix.org/events/usenix-win2000/invitedtalks/lucovsky_html/sld005.htm), entre os quais estava o chefe da equipa de desenvolvimento do VMS, eu me ter virado para o meu patrão (na altura, defensor de soluções Unix) e ter-lhe dito: "Vê? Agora é que eles (MS) vão fazer uma coisa a sério!".

    Nunca na minha vida me custou tanto a engolir um bitaite como esse... e eu, que "nunca me engano e raramente tenho dúvidas" ;-)

    Re:Pistas para reflexão? Valha-me Mª Nª Srª (Pontos:0)
    por mrmv em 09-03-06 12:46 GMT (#84)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    O universo de sw da MicroShit é uma manta de retalhos, sempre o foi...

    Queres concretizar? Só para perceber as tuas razões, quando fazes essa afirmação?


    No pós-festa cá estaremos a trabalhar, com muito menos pompa, mas com muito mais resultados.
    Pai do Linius
    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por MSilva em 10-03-06 1:04 GMT (#95)
    (Utilizador Info)
    espirito ... ...que se abateu sobre este país, só conversa, só conversa...

    O mesmo espirito de quem esteve 10 anos a fazer uns discursos porreiros e sentado na cadeira e nem sequer disse que estávamos à beira do precipício.

    Que é o mesmo dos bajuladores. Normalmente não se dão bem com competência.

    O povo, nós também somos culpados. Deixamos fazer. Acção popular é uma ideia. Informem-se.

    Re:Pistas para reflexão? (Pontos:1)
    por MSilva em 10-03-06 0:53 GMT (#94)
    (Utilizador Info)
    Como é que podemos esperar que os governos sejam competentes quando ninguém no sistema (governo, oposição, apoio) consegue articular uma reacção compentente?

    Porque são todos, ou a maior parte, seguidores da microfte. Dos royalts $$$. Os técnicos, pomposamente chamados no sistema "apoio" são formados aqui:

    http://www.ntk.net/media/developers.mpg

    http://www.ntk.net/media/dancemonkeyboy.mpg

    http://www.ntk.net/media/dancemonkeyboy.avi

    http://www.jokaroo.com/funnyvideos/ballmersellswindows.html

    http://www.jokaroo.com/funnyvideos/ballmermonkeydance.html

    http://video.google.com/videoplay?docid=-4860483760049380308&q=steve+ballmer

    Microsoft e UE (Pontos:2)
    por blacksheep em 03-03-06 9:37 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Isto é relativamente off-topic, mas tenho que perguntar: alguém sabe como vai o caso da UE contra a MS?

    Eu li no jornal da universidade que a MS tinha lançado a documentação e código fonte de uma série de componentes do seu software a tempo de satisfazer o processo que a UE tinha contra ela. Sempre é verdade? Se for o caso, não devia ser algo noticiado no gíldot (afinal trata-se de interoperabilidade entre sistemas, algo que afecta o Linux)? Mesmo no slashdot, no qual dou uma vista de olhos pela newsletter que mandam, não me apercebi de nada sobre o caso...

    Libertem a Fátima Felgueiras!
    Re:Microsoft e UE (Pontos:1)
    por gibberling em 03-03-06 23:41 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    Basicamente o que foi fornecido não satisfez a comissão. Entretanto a MS já recorreu das decisões a instâncias superiores. A minha clarividência diz-me que vai ficar tudo "em águas de bacalhau" mais cedo ou mais tarde. Com uma economia europeia semi-cerrada, qualquer investimento em software americano traduzir-se-á numa espécie de heroína computacional; the first hits are free and fun, then be prepared to live for and from it for the rest of your life.

    I pretend to work. They pretend to pay me.

    Re:Microsoft e UE (Pontos:1)
    por MSilva em 09-03-06 4:24 GMT (#82)
    (Utilizador Info)
    A minha clarividência diz-me que vai ficar tudo "em águas de bacalhau" mais cedo ou mais tarde.

    Não sei porquê, mas a minha também. Também ajuda os pagamentos que a MS fez para a festa, aquando do alargamento da EU. Foram uns milhões. Incluíram os espectáculos musicais, fogo de artificio, logística, brindes. Não sei se chegou às viagens. Ora com uma Comissão com mangas de alpaca destes ... só resta o tribunal.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]