gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Tendências Open Source
Contribuído por chbm em 14-12-05 22:42
do departamento show-me-tha-money
Verdinhas RawData escreve "Neste artigo a propósito do Nessus 3.0, é referida uma tendência que cada vez mais companhias estão a seguir, isto é, e segundo o autor "Open Source, Tested, Used, Trusted, Mature, Limited Support/Availability". O que ele refere basicamente é que a comunidade open-source serve apenas como "test bed" do software que depois ou se converte em comercial ou entao com suporte mto limitado. Em parte vejo-me obrigado a concordar com ele. "

Consórcio oferece patentes à comunidade | Draft de Petição a defender OSS na Função Publica  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • artigo
  • Mais acerca Verdinhas
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Consequência de não valorizar a liberdade de users (Pontos:2)
    por Cyclops em 14-12-05 23:04 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Quando se valoriza as liberdades dos utilizadores estes atraiçoamentos à comunidade não acontecem.

    É o que dá ver as coisas com vistas curtas. Espero é que pelo menos um dos forks livres vingue.
    Re:Consequência de não valorizar a liberdade de us (Pontos:2)
    por [Cliff] em 14-12-05 23:30 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Ou então, pode ser que alguém comece a pagar aos homens o que o trabalho deles vale. Vai na volta, a malta abre os olhos e adere ao esquema dos donativos.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Consequência de não valorizar a liberdade de us (Pontos:1)
    por francisg em 15-12-05 12:33 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    subscrevo.

    a nessus é um dos muitos recursos que a industria de segurança tem explorado sem facultar retorno algum!

    o nmap é outro...mas pronto, com o fyodor é diferente e também a propria comunidade à volta (nmap-hackers ml e afins) é muito mais participativa.

    Re:Consequência de não valorizar a liberdade de us (Pontos:1)
    por mlemos em 15-12-05 0:14 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/
    Acho que não percebeste o que se passava. A comunidade não estava a contribuir com nada, nem melhorias do código nem pagamento pelo tempo gasto pela empresa Tenable que desenvolve o Nessus.

    Por outro lado haviam empresas a lucrar à grande como a SecuritySpace revendendo auditorias usando o Nessus. Nada de errado com isso, mas dos lucros dessas empresas a Nessus não via um tostão.

    A Tenable é uma empresa, não uma é uma instituição de caridade. Se eles chegaram à conclusão que assim como está a situação não é economicamente viavel e por isso precisam mudar o esquema de licenciamento, eles é que sabem.

    A comunidade que não contribui com nada não tem direito legal nem sequer moral de contestar. O direito dos autores é inalienavel.

    Quanto a forks livres, boa sorte, ninguém o fez até agora porque é preciso elevada capacidade técnica e dedicação de tempo total para prontamente actualizar o programa e os testes de vulnerabilidades.

    Software livre não basta querer, alguém tem que fazer. Falar é fácil, fazer que é bom é outra história.
    Re:Consequência de não valorizar a liberdade de us (Pontos:2)
    por joaobranco em 15-12-05 12:17 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    A comunidade que não contribui com nada não tem direito legal nem sequer moral de contestar. O direito dos autores é inalienavel.

    Concordo inteiramente. No entanto...

    A questão é menos simples do que parece porque a detecção de vulnerabilidades não era feita pela Tenable, apenas os testes para a detecção de vulnerabilidades conhecidas. Muito trabalho, sim, e que deve ser recompensado. No entanto, a partir de um trabalho anterior que era feito por outros.

    Se a informação sobre as vulnerabilidades continuar a ser disponibilizada, não vejo problema nenhum, se eles tiverem a tentação de "fechar" a lista de vulnerabilidades (como acontece com muitos autores de antivirus e software de "controlo parental") a questão torna-se menos simples...

    Cumps, JB

    .. acusaram-O de pirataria, por ter duplicado uma cesta de pão e cinco peixes, e disseram: crucifiquem-No .. (Biblia do Século XXI)

    Re:Consequência de não valorizar a liberdade de us (Pontos:2)
    por Cyclops em 18-12-05 11:19 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Também é necessário que quem gere o projecto saiba cativar a comunidade. A empresa por detrás do Nessus fez muito pouco meter nesse sentido.

    Exemplo, o "developer contract" que se tem de assinar com a Novell para submeter código para o Evolution: permite derivados em software proprietário apesar do Evolution ser GPL (cede os direitos à Novell que pode relicenciar sob outros termos). Muita gente não vai submeter uma linha de código por causa disso.

    Podem ter o direito legal de o fazer, mas não têm qualquer direito moral de vir mais tarde dizer que tiveram que fazer uma versão proprietária por que tinham poucos contributos e as outras distribuições concorrem com eles.

    Isto é tretas, tal como a Tenable nada mais fez que tretas. Não estimulava uma comunidade, e ficava à espera de ter automagicamente recursos. Isto é má gestão de projectos.

    O Nessus é Software Livre, logo não há qualquer obrigação de alguém dar dinheiro à Tenable. Se ficaram sentados à espera disso não têm jeito para o negócio.

    Claro que se as empresas que meramente utilizavam o Nessus também decidiam não participar de volta a coisa não corria bem, mas isto não é 100% verdade. A Tenable também colocava barreiras. Isto é afastar a comunidade

    Conclusão: a Tenable há-de fechar as portas a curto prazo, porque os problemas deles nada têm a ver com ser livre ou não o software.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]