gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Aposta no "Open Source" e perigos das patentes.
Contribuído por AsHeS em 11-03-05 10:48
do departamento das opiniões
News Mind Booster Noori escreve "Infelizmente, depois de terem sido aprovadas, as patentes de software são criticadas no jornal "Público" por Manuel Castells, que fala na Estratégia de Lisboa e naturalmente da questão das Patentes de Software na Europa. A ler: "Patentear o software é destruí-lo", Open Source "Uma questão fundamental para a Europa e o mundo" e Não precisamos de inventar outra estratégia de Lisboa". "

André Simões escreve "O teórico catalão da sociedade da informão Manuel Castells fala sobre a necessidade da aposta no software "open source", e aponta os perigos inerentes à adopção das patentes de "software"."

Expor vulnerabilidades em França é ilegal | Linus já não usa x86  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • André Simões
  • Mind Booster Noori
  • "Patentear o software é destruí-lo"
  • Open Source "Uma questão fundamental para a Europa e o mundo"
  • Não precisamos de inventar outra estratégia de Lisboa"
  • Mais acerca News
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Não é exactamente isso... (Pontos:2)
    por taf-7arte em 11-03-05 12:44 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://taf.net/opiniao/
    "depois de terem sido aprovadas"

    Desta vez não tenho seguido o assunto com a mesma atenção, mas parece-me que não foi exactamente isso que se passou, ou seja, não se esgotaram todos os passos até as "patentes de software" serem legais.
    Ou seja, uma patente destas não é actualmente legal na Europa.
    Re:Não é exactamente isso... (Pontos:2)
    por Init em 11-03-05 13:04 GMT (#2)
    (Utilizador Info)

    Pois não! Ainda tem que ir novamente ao Parlamento, pelo menos...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Não é exactamente isso... (Pontos:1)
    por ContraBass em 11-03-05 13:32 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    E mais de metade dos eurodeputados tem de estar presente e votar contra...
    Re:Não é exactamente isso... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-03-05 14:58 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    E o Parlamento Europeu não é propriamente um equivalente a um Parlamento Nacional. O poder legislativo é bastante diminuto...

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR
    Re:Não é exactamente isso... (Pontos:2)
    por Init em 11-03-05 15:18 GMT (#15)
    (Utilizador Info)

    Mas podem sempre chumbar a proposta.

    Este é um processo de co-decisão, se a palavra do parlmanento não contasse para nada não seria um processo de co-decisão.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 11-03-05 13:09 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    A estratégia de Lisboa pretendia fundamentalmente aproximar a Europa em termos de produtividade e competitividade da economia americana, gerando inovação mas mantendo a coesão social, o modelo social europeu.

    Alguem faca um desenho a estes "teoricos" - a razao porque a inovacao nao aparece e' porque nao se coaduna muito bem com o tal "modelo social"...

    Hint: EUA, 15 dias de ferias, 45 horas semanais - UE, 25 a 35 dias de ferias, 37.5 horas semanais.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por toze em 11-03-05 14:02 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~tozevv
    Não me parece que seja por aí. Nos EUA aposta-se muito mais em inovação ao nível das empresas e fomenta-se muito mais o "entrepeneurship" ou empreendedorismo e o risco de inovar.

    De facto, o modelo social europeu partilha uma causa ("genética"?) comum com a baixa aposta na inovação. Ou seja, o facto dos europeus serem tipicamente mais aversos ao risco provoca dois resultados diferentes:
    - a criação de um estado social que minimize o impacto das tragédias pessoais e defende as pessoas idependentemente do que conseguiram ao longo da vida
    - um baixo nível de criação de riqueza através de inovação e de aposta em novas ideias de negócio e novas abordagens

    O que muitos dos práticos (ou teóricos) neo-liberais defendem é que não será nunca possível atingir o nível americano de inovação pela existência em si mesmo do modelo social europeu. A modesta opinião deste left-liberal é que estão a atacar mal o problema. A minha convicção é que será possível, pelo menos, diminuir a diferença actual atacando o problema da perspectiva do incentivo privado à inovação e não matando o modelo social europeu!


    Tó-Zé 'Senador'
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-03-05 14:58 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Certo e errado. Errado no sentido em que cometes o erro de nao distinguires entre inovação e invenção. São diferentes... Os EUA são um país que investe muito na INVENÇÂO. Podes medir isso pelo número de patentes, pelo investimento em I&D, pelo número de investigadores de todo o mundo que lá estão, pelas universidades de topo.

    Certo em que são claramente um país com mentalidade empreendedora, em que assumem riscos, em que se o negócio não corre bem na 1a tentativa, vão à falência, e logo a seguir estão a tentar outro. Claro que tem condições para isso, como mentalidade diferente, investidores não avessos ao risco, leis de falência interessantes, condições para o empreendedorismo.

    Por cá, temos o mito do Estado Social ou Protector, em que tem que fazer tudo e nós so temos que alapar o cu e pagar os impostos (ou melhor, tentar nao pagar os impostos e alapar o cu).

    É esta diferença brutal de mentalidades, que torna não deixa a Europa ser o motor de desenvolvimento mundial, ideia que faz parte dos objectivos de uma Comunidade Europeia.

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 11-03-05 15:34 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Por acaso, acabei de sair de uma mini apresentação sobre Inovação e Invenção.
    As palavras são minhas, mas a mensagem nem por isso e como sei que o homem que lá foi falar não visita o gildot (ou visita? ;-)) aqui vai disto, Evaristo:
    A principal diferença entre Invenção e Inovação é que a Inovação refere-se à comercialização da Invenção.
    Por exemplo (exemplo que também me foi dado) o WAP. É uma invenção, ponto. No entanto, em termos de inovação relativamente às comunicações e/ou conteúdos foi um flop... não teve grande inovação (simplesmente não pegou).

    Tenho de concordar com o Mr. Toni, na medida em que os EUA investem bastante em Invenção, mas no que toca à Inovação, eu pessoalmente escolheria mais como exemplo o Japão já que conseguem pôr na rua coisas que não lembram ao diabo.

    O melhor mesmo é, depois deste breve àparte, o Toni continuar a dissertar sobre as diferenças entre Invenção e Inovação.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-03-05 16:44 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Um dos métodos utilizados para distinguir entre as duas, é o caracter incremental da inovação, e o caracter de raíz (er.. falta-me uma descrição melhor :(), da invenção. Por exemplo, Tawain, será certamente um país inovador, mas não inventor. Produzem tecnologia de ponta, mas a base de invenção está por exemplo nos EUA e Japão.



    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 11-03-05 17:03 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Taiwan é definitivamente melhor exemplo de inovação! Confesso que antes de ouvir aquele homem falar, para mim era tudo a mesma coisa e era muito fácil apontar o dedo à falta de inovação (enquanto invenção e não como algo para por um produto na rua).


    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por toze em 11-03-05 17:06 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~tozevv

    Sim, semânticas à parte, inovar socialmente também é inovar. Às vezes pensamos em inovação/invenção como computadores com mais memória.

    Ninguém se lembra que o voto das mulheres foi uma invenção, que a democracia foi uma invenção. IMHO o modelo social europeu foi uma boa invenção no seu tempo. A questão é: está esgotado? Eu acho que ainda tem muita margem para sofrer evoluções ou inovações. Agora quais? Gostava de ter a resposta!


    Tó-Zé 'Senador'
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 11-03-05 15:23 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    A minha convicção é que será possível, pelo menos, diminuir a diferença actual atacando o problema da perspectiva do incentivo privado à inovação e não matando o modelo social europeu!

    Sim, talvez - mas o facto de que a agenda de Lisboa falhou redondamente, e de que as economias Alema e Francesa continuam em declinio praticamente provam que de facto nao e' possivel conciliar o modelo social com a inovacao e produtividade.

    E nao me venham com historias da Finlandia -- esse e' um caso unico e que viva da Nokia, mais nada.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por bk em 11-03-05 15:29 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://preto.pt.vu
    Importam-s de me dizer porquê agenda de Lisboa? Eu n sei como, mas a UE seguir uma coisa de portugal... os gajos aceitaram por causa dos portugueses serem desenrascados, ou foi mesmo por os politocos portugueses receberem pilhas de dinheiro e eles queriam o mesmo?

    You wont learn if you don't seek
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Antonio Manuel Dias em 13-03-05 22:58 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://maracuja.homeip.net

    Google is your friend:

    Lisbon Agenda

    Já agora, este documento (encontrado na mesma pesquisa) também é interessante (penso que foi mencionado, mas sem link, num post acima):

    MIT Professor challenges perceptions of US vs EU productivity


    "mudem de rumo, já lá vem outro carreiro"
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por toze em 11-03-05 17:02 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~tozevv
    Sim, eu não disse que a agenda de lisboa não falhou! Estou completamente de acordo: falhou. Ponto Final.
    Agora, temos de procurar outro caminho. Ou fazer o caminho de forma melhor. A evolução / inovação / whatever (deixando a semântica para os entendidos) não é só técnica, é também social. E o modelo social europeu tem grandes vantagens face ao americano e não me parece que abdicar dessa conquista seja bom para quem quer que seja.

    A Europa precisa de um modelo novo. O mundo precisa de um modelo novo. Os EUA também não estão adormecidos ao sol da bananeira: vêm aí os novos "maus": China e Índia. E esses têm a vantagem de não terem o "problema" social europeu e de terem economias de escala enormes nos mercados internos.

    O que precisávamos era de um modelo económido justo do ponto de vista social. Se não introduzirmos nenhum mecanismo de valor nas questões sociais nunca vamos ter um mundo justo e equilibrado economicamente. Quando digo mecanismo de valor não é bloquear as importações de outros países, ou proteccionismo barato: isso só faz com que os pobres continuem pobres e que os ricos fiquem ricos e improdutivos a caminhar para o declínio. O que precisamos é de ver sair do bolso dos consumidores as implicações de termos um mundo socialmente justo. Sejamos sinceros, quantos de nós estão minimamente preocupados que o tipo que fez o vosso novo leitor de DVD de 49 ¤ recebe 5$ / hora e trabalha 18 horas por dia? Ou que os ténis da ekin foram feitos recorrendo a trabalho infantil!?


    Tó-Zé 'Senador'
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por fhc em 11-03-05 18:47 GMT (#28)
    (Utilizador Info)

    Meu caro, a Agenda de Lisboa e o cristianismo têm uma coisa em comum: todos falam deles, nunhum os tentou.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por BugMeNot.com em 11-03-05 14:05 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Deves ser um dos gajos mais estúpidos que eu conheço... Acho que o melhor é começares a viver no trabalho. Quando é que deixas de ser tão convencido? Se tirasses a cabeça do teu próprio cú talvez conseguisses...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Gothic em 11-03-05 14:19 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    E já agora porque não falas nos ordenados, condicoes de vida, contratos de trabalho, entre essas coisas... assim tás a falar de coisas diferentes! Se querem comparar Portugal a outros países, que comparem também no resto.

    Characteristic of life style...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Ancestor em 11-03-05 16:21 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Não se está a comparar Portugal a nada. Está-se sim a comparar o mercado europeu (por agora patent-free) ao mercado americano (sobrejamente conhecido por atribuirem patentes a tudo o que é gatafunho).

    Pornografias gratuitas...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Gothic em 12-03-05 11:34 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Eu reparei, mas não tive de tempo de corrigir.. tava no work qdo enviei o post, dps tive mais que fazer.. hehe.. mas Portugal faz parte da Europa :P

    Pessoalmente, acho que as patentes devem ser a pior coisa de que se lembraram nos últimos anos, além do mais a M$ e as outras empresas (ex: big blue ou IBM), só são que são porque não havia patentes, mas disso ninguém se lembra... é "desesperante" ver essas leis a avançarem e não se poder fazer nada que possa mudar isso, além do comum protesto.

    Characteristic of life style...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Ancestor em 12-03-05 15:10 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Por acaso não. As patentes, no geral, estão intimamente ligadas com a história industrial dos EUA no último século. Por exemplo, sabes porque as mais proeminentes empresas do sector cinematográfico possuem estúdios em Hollywood? Os primeiros empreendedores fixaram-se lá para fugir às patentes...

    Pornografias gratuitas...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por MacLeod em 11-03-05 14:26 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Não acho que a inovação se gere aumentando o número de horas de trabalho, antes pelo contrário. Até porque em investigação os horários laborais são geralmente bastante mais exigentes.

    Se disseres a produtividade, então concordo parcialmente. É verdade em alguns casos, como por exemplo quando a Coreia do Sul tinha as semanas de trabalho de 6 dias. No outro lado, penso que em Portugal, face à mentalidade e produtividade dos portugueses, seria desastroso aumentar as horas semanais e diminuir as férias: só iria contribuir para a desmotivação dos trabalhadores (que por cá têm pouco amor à camisola e ainda menos motivação do que na Coreia).

    Penso que ao nível político, a inovação deve surgir de uma linha de objectivos bem definida (realista, e que seja cumprida), e em incentivos para uma verdadeira interacção entre os centros de investigação e as empresas.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Init em 11-03-05 14:48 GMT (#10)
    (Utilizador Info)

    O problema da produtividade tem a ver com problemas que não as horas de trabalho, nem o estado social, afinal de contas ele também existe e em força em países como a Filandia que onde há inovação e produtividade.

    Tem a ver com um país desorganizado, na idade média tecnológica, com mão de obra barata, desmotivada e não qualificada, com a utilização de metodos de trabalho absurdos, e com gestores incompetentes que desperdiçaram os fundos europeus e não souberam revitalizar a economia neste tempo todo em que estivemos na UE.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por higuita em 11-03-05 14:44 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    alguem que faca um desenho a este cego_que_nao_quer_ver que o horario de trabalho nada tem a ver com a inovacao!!!

    o horario de trabalho tem a ver (mas nao unica causa) com a productividade e com o bem estar das pessoas
    o "cerebro" dos EUA previligia a productividade, o "cerebro" europeu previligia o equilibrio entre a prodctividade e o bem estar da populacao

    tu deves ser daquelas pessoas que acha que os teatros, cinemas e outras actividades culturais e de lazer devem acabar, pois nao so' nao sao productivas, como tambem distraem os trabalhadores de so' pensar em trabalho...

    mas claro esta', isso so' se aplica aos outros, tu certamente gostas de gozar as horas fora do trabalho e aproveitar as ferias para viajar...

    enfin... teoricos...

    Higuita
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-03-05 14:53 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Errado... A partir do momento em que a produtividade dos EUA nao é o mito que toda a gente julga. Sairam recentemente estudos e noticias acerca disso...

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Init em 11-03-05 15:16 GMT (#14)
    (Utilizador Info)

    Quem diz que nós pensamos que o a produtividade dos EUA é um mito? Eu certamente não acho!

    Que estudos são esses? Que é que eles dizem, foram feitos porquem? Encomendados por quem? Que conclusões têm eles? Dizer que existem estudos para sustentar uma posição não chega...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-03-05 16:48 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Muita gente... Foi um dos "mitos" dos anos dote-come, a elevada produtividade dos EUA porque estava associada ao investimento massivo das empresas em IT.

    Infelizmente, não tomei nota dos estudos, mas sairam nos jornais, em que demonstravam por exemplo, que a nossa produtividade não era assim tão má face aos EUA.
    Claro que um qq estudo, só pode ser analisado conhecendo a sua metodologia, e determinando se essa é a metodologia correcta ou não (a coisa mais fácil de fazer, é distorcer um estudo, basta uma variável sem mt sentido e os resultados sao muito diferentes). No entanto, esta posição de que a produtividade dos EUA não é aquela máquina que se afirmava, tem vindo a ser colocada na praça nos últimos anos, especialmente após o rebentamento da bolha dote-come.
    A conclusão principal, é que o investimento massivo em TI's, não significa o milagre da produtividade que se apregoava há uns anos. Disso podes ter a certeza :)

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Cyclops em 11-03-05 19:52 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Deve ser o que apontei mais acima, onde as TIC se estão a expandir mais rápido na Europa que nos EUA e no Japão.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por secameca em 13-03-05 23:56 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    Basta dizer que nos EUA a produção em países estrangeiros de empresas com sede nos EUA conta para o PIB e está tudo dito.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 14-03-05 10:09 GMT (#73)
    (Utilizador Info)
    Isso não é apenas nos EUA. PIB é diferente do PNB :)

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 11-03-05 15:48 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    alguem que faca um desenho a este cego_que_nao_quer_ver que o horario de trabalho nada tem a ver com a inovacao!!!

    Nao e' bem assim, mas mesmo concebendo que os horarios de trabalho teem primariamente a ver com a produtividade, nao podes negar que a inovacao tem uma relacao directa com a productividade (fechando assim o ciclo).

    tu deves ser daquelas pessoas que acha que os teatros, cinemas e outras actividades culturais e de lazer devem acabar, pois nao so' nao sao productivas, como tambem distraem os trabalhadores de so' pensar em trabalho...

    Nao, mas por acaso sou contra os subsidios a actividades "culturais".

    mas claro esta', isso so' se aplica aos outros, tu certamente gostas de gozar as horas fora do trabalho e aproveitar as ferias para viajar...

    E o que e' que o cu tem a ver com as calcas ?


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por hununu em 11-03-05 16:11 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://brunoafonso.net
    Nao, mas por acaso sou contra os subsidios a actividades "culturais".

    Isso tornaria Portugal num país ainda mais pimba do que é com 3 teatros em Lisboa e Porto, 2 deles a passar revista...

    O problema não é existirem subsídios, é existir uma mentalidade subsidio-dependente.

    Fórum Português de FreeBSD e outros BSDs
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Ancestor em 11-03-05 16:30 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    O problema não é existirem subsídios, é existir uma mentalidade subsidio-dependente.

    Ou não existir uma tradição mercantil da arte. Investe-se por exemplo, milhões em cinema todos os anos, com resultados medíocres. Se o cinema intelectual português só muito raramente brilha a nível internacional (e sempre com os 2 ou 3 do costume), e o cinema mainstream muitas vezes não passa de lixo financiado por dinheiros públicos, o erro não está no financiamento em si. Está no elitismo e na mediocridade dos realizadores, porque insistem que a "arte" não dá lucro, e recusam-se a ver que se não conseguem conjugar as duas coisas, a falha é deles e não da sociedade.

    Já agora, eu nunca fui à revista, mas até há pouco tempo era assíduo frequentador de teatro, e nunca vi o TNSJ com meia sala. Em alguns casos, até acontece haver espera de meses em reserva.

    Pornografias gratuitas...

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por secameca em 13-03-05 23:58 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    A máquina de Hollywood tem várias facetas, e uma é a do financiamento. Nos EUA é muito mais fácil arranjares financiamento que na Europa para coisas dessas.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por higuita em 11-03-05 19:30 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    ok, se tiveres algum empregado que esteja relacionado com a creatividade sabes que a creatividade nao se impoem, podes forcar alguem a fazer algo, mas se queres algo mesmo creativo, inovador, bom, tens de lhe dar alguma liberdade

    trabalhar mais horas implica maior saturacao e maior aplicacao dos mesmos pensamentos, o que reduz a creatividade

    percebo a tua ideia de aumentando a productividade poderia-se aumentar a inovacao, mas aumentar a carga horaria actual na inovacao poucas vezes implica um real aumento da productividade

    se me disseres organizar melhor o trabalho em vez de aumentar as horas de trabalho, ai sim ja' concordo contigo...
    mas como foi dito, o maior problema e' mesmo a falta de investimento na inovacao e na investigacao

    Nao, mas por acaso sou contra os subsidios a actividades "culturais".

    pois, depende das "actividades culturais", tambem defendo que sejam mais rigorosos na entrega dos subsidios e na sua avaliacao. agora termina-los arbitrariamente, nunca, se nao tens publico suficiente para certas actividades, acabar com elas implica que nunca ira' melhorar desse ponto... dai a algum tempo terias apenas "malucos do riso" como actividades culturais...
    precisas de educar o publico a gostar dessas actividades, nao ignora-las

    E o que e' que o cu tem a ver com as calcas

    certamente preferes as 37horas(?) semanais de trabalho no UK 'as 45 dos EUA...igualmente para as ferias...
    quem quer aumentar a carga horaria para aumentar a productividade geralmente sao chefias que ja' gozam ferias para alem do obrigatorio, nem que seja nas "viagens" de negocios e os luxos que gozam a custa das empresas
    logo a relacao e' que estas teorias sao bonitas no papel e para os outros, quando afecta o nosso proprio bem estar, deixas de sentir que realmente e' uma boa ideia para melhorar a inovacao ou a productividade

    a teoria e' sempre a mesma, deve-se trabalhar melhor e nao mais horas

    Higuita
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 11-03-05 21:53 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    ok, se tiveres algum empregado que esteja relacionado com a creatividade sabes que a creatividade nao se impoem, podes forcar alguem a fazer algo, mas se queres algo mesmo creativo, inovador, bom, tens de lhe dar alguma liberdade

    Nao me refiro 'a productividade a um nivel "micro", mas sim "macro".

    mas como foi dito, o maior problema e' mesmo a falta de investimento na inovacao e na investigacao

    E ja' paraste para pensar porque e' que esse investimento nao e' feito ?

    dai a algum tempo terias apenas "malucos do riso" como actividades culturais...

    Se for isso o que o mercado quer, assim seja.

    precisas de educar o publico a gostar dessas actividades, nao ignora-las

    Como e' que educas o publico a gostar de opera ? Nao educas, nem faz sentido o tentar.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por hununu em 12-03-05 1:43 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://brunoafonso.net
    Como e' que educas o publico a gostar de opera ? Nao educas, nem faz sentido o tentar.

    Educas e faz todo o sentido tentar e consegui-lo. Essa tua visão deriva da falta de cultura presente nas escolas Portuguesas e que tu achas que é normal ser assim... O problema é que há a mentalidade que não se cultiva gosto pelas coisas (uma ideia que existe gosto inato ) e que é errado exporem-se as pessoas a muitas coisas diferentes.

    Educação musical apenas existe hoje em dia em escolas privadas o que é o reflexo de uma sociedade que não percebe as vantagens de uma aprendizagem horizontal e não narrow-minded...


    Fórum Português de FreeBSD e outros BSDs
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Init em 12-03-05 8:11 GMT (#38)
    (Utilizador Info)

    Se for isso o que o mercado quer, assim seja.

    Dizes tu isso porque não moras cá. Há por cá quem aspire a um nível cultural "um bocadinho" superior.

    Como e' que educas o publico a gostar de opera ? Nao educas, nem faz sentido o tentar.

    Começas por explicar o que Opera, e por levar as pessoas à Opera, por exemplo. Claro que não é garantido que passem a gostar, mas quantos mais forem espostos à ideia, mais haverá quem goste.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por 4Gr em 13-03-05 21:43 GMT (#65)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/~ei02069/blog
    Wait, o Init a falar e recomendar o Opera.. e agora, será que o mundo também virou quadrado :-) ?

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Zarluk em 12-03-05 10:04 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Como e' que educas o publico a gostar de opera ? Nao educas, nem faz sentido o tentar.

    OK. Podes ir para Ministro da Cultura (ou da Educação -- para o caso tanto faz)!

    O que estás a sugerir é muito semelhante à história do "pão e circo".

    Ora bem: cultura para quê? Venham os malucos do riso e os concertos para violino do Chopin e os concertos para piano do Vivaldi!!!

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Init em 12-03-05 8:01 GMT (#37)
    (Utilizador Info)

    As razões apontadas para a existência dos subsidios culturais, são básicamente as mesmas apontadas para a existência de patentes de software, ou seja proteger a capacidade de se criar/produzir.

    E o que e' que o cu tem a ver com as calcas ?

    Faz o que eu te digo e não o que eu faço?


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Gothic em 12-03-05 11:35 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Tu vês sempre o cu e nunca as calças... :-) especialmente se for uma gaja né :P

    Characteristic of life style...
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Airegin em 11-03-05 18:56 GMT (#29)
    (Utilizador Info)

    Eu tendo a ver as coisas de maneira diferente:

    + A Europa demorou muito tempo a refazer-se da 2ª Guerra Mundial, e depois da Guerra Fria. Como as condições de vida/trabalho eram melhores nos EUA, houve uma fuga maciça de cérebros europeus para os EUA, o que atrasou ainda mais a recuperação da Europa e beneficiou muito os EUA;

    + os EUA sempre tiveram uma grande ajuda no facto do Dólar ser a moeda de compra do Petróleo, e consequentemente, a moeda com que os outros países fazem reservas;

    + etc.

    Reparando no estado actual das economias americana e europeia, se repararmos que a fuga de cérebros europeus para os EUA está praticamente estancada e que o Euro está a ganhar um peso cada vez maior nos mercados financeiros à custa do Dólar, eu diria que a Europa está muito mais saudável do que os EUA. E isto sem mandar o tal modelo social às urtigas!! E sem patentes de software!!

    Vamos lá ver se não fazemos estupidezes e estragamos isto tudo. Que tal copiarmos o que de bom têm os EUA e ao invés de copiarmos só o mau???


    Airegin
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por Cyclops em 11-03-05 19:50 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Alguém que te faça um desenho a ti, por favor:

    IDABC: European ICT market expanding faster than US and Japanese markets
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 12-03-05 0:40 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Estilo, o desenho no meu blog ?


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 11-03-05 21:19 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Leitão:

    Um país em que vigora a pena de morte na maior parte dos seus estados;
    Onde em muitos estabelcimentos prisionais os condenados fazem trabalhos forçados agrilhoados;
    Que tem a vergonha da prisão de Guantanamo, o modo como lá tratam os seus prosioneiros e o limbo legalem que estão;
    Que tem (ou devia ter) a vergonha do que fez nas prisões iraquinas a iraquianos no seu próprio país;

    E que por fim tem a lata, o despudor, a total de falta de um mínimo de bom senso de há dias fazer sair o seu relatório anual sobre os sistemas prisionais no mundo e critíca países como Portugal, outros da União Europeia e outros democráticos;

    Pergunta: qual é a moralidade deles para fazerem esse relatório criticando os outros ?
    Definitivamente, esse país, não é exemplo para mim, seja naquilo que fôr e em que modelo fôr.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 12-03-05 13:02 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Meu, tou a ver que estás mesmo dentro do assunto. Se também és presidiário em Caxias, temos de nos encontrar um dia destes no recreio para ir tomar um copo.

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 12-03-05 14:08 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Não às duas afirmações.

    Simplesmente passo mais tempo a ler jornais de jeito (portugueses e estrangeiros) e a ver a BBC do que a ler o Gildot.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 12-03-05 20:50 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Já agora...

    Como Europeu que me orgulho muito de o ser, há coisas que simplesmente não consigo compreender num país:

    Onde é mais fácil comprar uma M-16 ou um LAW do que um maço de cigarros;

    Onde um jovem de 20 anos, ao saber que a namorada estava em casa com outro, foi lá (sem arrombamento), deu um soco no gajo que não lhe provocou quaisquer danos físicos permanentes e veio-se embora.
    Resultado ? 20 (vinte) anos de prisão efectiva.
    Vi no programa 60 min. da CBS, não estou a inventar nada.

    Onde há ruas em New Jersey onde é proíbido fumar (sim, ao ar livre).

    Que durante décadas a fio exportou a imagem do solitário Marlboro Man (para se ser macho era preciso fumar) e agora os hospitais se recusam a tratar quem tem cancro do pulmão derivado ao uso do tabaco.

    Onde há um estado onde ainda hoje vigora a lei seca (ainda por cima o Tenessee, terra dos blues e onde o rock 'n' roll foi buscar as suas raízes).
    Estupidamente, é legal beber álcool no Tenessee. É ilegal é vênde-lo ou comprá-lo.
    Estive lá em casa de uns amigos, a 20 km da fronteira com o Arkansas.
    Íamos lá uma ou duas vezes por semana abastecer-nos de cerveja e tintol e voltávamos.
    Tudo legal. Qual o sentido disto ?

    Onde há um estado onde não há lei seca, mas é proíbido vender álcool durante a hora da missa.

    Nada tenho contra os EUA, mas que não são modelo nenhum para mim, não são.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 12-03-05 22:06 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Ei, eu não estava a defender os EUA... Apenas achei engraçado como disseste mal do modelo social americano dando exclusivamente exemplos de cenas relacionadas com prisões. Até parecia que vivias nesse mundo. ;D

    Mas sim, eu até já conhecia algumas dessas cena, incluindo a do namorado e dos 20 anos, que já se passou a alguns anos. A pena foi relacionada com a invasão de propriedade, à qual eles dão muita importância. Até houve um estudante português que foi fazer um ano de secundário nos EU (num programa de inter-câmbio) e foi morto quando por engano entrou numa casa que não era a da sua família de acolhimento (isto pelo proprietário da mesma).
    Outras cenas ridiculas do género, é a do rapaz de 18 anos acusado de pedófilia por namorar com uma de 17. Ou ainda pior, uma menina (julgo que tinha uns 15 anos, não me lembro) acusada de abuso de menores por ter distribuído fotos nuas de si própria pela internet (quando aliciada num chat).

    Já agora quanto ao:
    Onde há ruas em New Jersey onde é proíbido fumar (sim, ao ar livre).
    Na Holanda (e julgo que em mais países europeus) também é proibido fumar em locais públicos. (Eu concordo -- se queres mesmo fumar, podes sempre ir para um coffee shop e não prejudicas ninguém.)

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 12-03-05 23:30 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    O que me irrita profundamente, é virem para aqui os opinion makers do Gildot fazerem este género de afirmações:

    Hint: EUA, 15 dias de ferias, 45 horas semanais - UE, 25 a 35 dias de ferias, 37.5 horas semanais.

    Isto para mim, desculpem a linguagem, é como se dizia na tropa, conversa de cú prá pissa.
    Bora lá então fazer aqui em Portugal:

    Portugal, 7 dias de ferias, 60 horas semanais.

    Assim, somos capazes de sair do buraco em que estamos. Voltamos à escravatura, anda tudo zombie, mas who cares segundo estas iluminárias ?

    O que estes gajos se esquecem de dizer é que os EUA são a potência tecnológica e militar que são, devido à importação massissa de masssa cinzenta europeia, desde os finais do Séc. XIX.
    Paga a peso de ouro com o dinheiro que a economia deles encaixou com a escravatura.
    O resto é treta.

    Porque será que quase todos os cientistas e investigadores "americanos" que conseguiram great achievments vieram da Europa ?
    Einstein, Böhr, Edison, Fermi, Heisenberg, Maxwell, Lorentz, Oppenheimer, Damásio, Torvalds, ..., n outros.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 13-03-05 0:06 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Porque será que quase todos os cientistas e investigadores "americanos" que conseguiram great achievments vieram da Europa ?

    Nao te queria responder, mas esta merece uma resposta.

    Claro que te esqueces de perguntar o que leva os Europeus (agora e no passado) a irem para os EUA e nao ficar na europa.

    Tambem te esqueces de referir que para cada europeu que referiste ha' 20 americanos com notoriedade igual ou maior (Kenneth Wilson, Burton Richter, Murray Gell-Mann, Donald Glaser, Ernest Lawrence, etc.)


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 13-03-05 0:41 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    "Nao te queria responder, mas esta merece uma resposta."

    Claro, como o Prof. Martelo cá do sítio que és, tens sempre que (o)pinar sobre o que quer que seja.

    BTW, manda aí a fonte dessa relação de 1/20, senão vou ficar a pensar que atiras bitaites à sorte para o ar.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 13-03-05 0:45 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    O Prof. Martelo ? Tens que explicar essa que nao conheco...

    BTW, manda aí a fonte dessa relação de 1/20, senão vou ficar a pensar que atiras bitaites à sorte para o ar.

    Nao preciso, qualquer gajo com senso comum percebe. Se mesmo assim nao perceberes, vai ao website do Premio Nobel e vai contar quantos americanos (nascidos nos EUA) la' estao.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 13-03-05 1:49 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    "(...) vai ao website do Premio Nobel e vai contar quantos americanos (nascidos nos EUA) la' estao."

    O ónus da prova é teu e não meu.
    Logo, conta-os tu.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 13-03-05 17:23 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    O onus da prova ? Isto nao e' a Judge Judy (embora 'as vezes parece). Tu e' que vieste com as generalizacoes tipicas da "elite europeia" de que a ciencia americana nao seria nada se nao fosse a fuga de cerebros da europa.

    Se estas assim tao convencido, mostra la' tu os teus numeros.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 13-03-05 20:12 GMT (#61)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Pronto pá, fica lá com a tua: foram os americanos nativos (se é que tal coisa existe *) que fizeram da América a superpotência tecnológica e militar que ela é hoje.
    Como opinion maker deste pasquim (se fosses um como deve ser, (o)pinavas noutro lado), só te fica bem negares coisas que sabes tão bem como qualquer outro que são bem verdade.

    Prémios Nobel: aparte o da Paz e da Literatura, é verdade que o da Economia é bastas vezes ganho por americanos nativos (again, se é que tal coisa exista), mas se entrarmos na Física, Química e Medicina, o caso muda bem de figura.
    Rewinding, é curioso que muitos desses Nobel da Economia o sejam por terem defendido teses economicistas muito mais humanistas e socializantes do que as que os EUA alguma vez pôes em pratica.
    Já sem falar que outra boa percentagem deles, só não são Nobel da Matemática e não da Economia, porque o primeiro não existe.
    E, BTW, o nº de prémios Nobel não afere a ponta de um corno. Esperava mais de um iluminado como tu. Começas a desiludir-me. Tenho que arranjar por aqui outro guru. Este Prof. Nuno "Martelo" Leitão já só fala por falar.

    Porque é que os cérebros Europeus vão para os EUA: pelo mesmo motivo que os trolhas, os mecânicos e esses todos: $$$.
    E a resposta já a tinha dado antes. Tu é que ou não a leste (o que mostra que rebates os outros sem leres o que escrevem) ou leste, mas "esqueceste-te" (o que ainda é pior.).
    Mas eu refresco-te a memória:

    O que estes gajos se esquecem de dizer é que os EUA são a potência tecnológica e militar que são, devido à importação massissa de masssa cinzenta europeia, desde os finais do Séc. XIX. Paga a peso de ouro com o dinheiro que a economia deles encaixou com a escravatura.

    Quanto à frase:

    Hint: EUA, 15 dias de ferias, 45 horas semanais - UE, 25 a 35 dias de ferias, 37.5 horas semanais.,

    claro que te "esqueces" de contar os custos sociais que isso traz e são vários, mas fica um:
    Hint: desemprego.

    Mas claro, para gajos como tu isto é um efeito colateral que não passa de um azar do caraças.

    Na Europa, os governos preferem que se trabalhe menos horas, para haver mais emprego. Manias de países improdutivos e não competitivos.

    Hint 2: compara o desemprego na era Clinton com o da era Bush

    PS: O mais próximo que vejo de um americano nativo, são os WASP, não fosse o caso de serem descendentes muito directos de Europeus.
    Mas cá para mim, acho que qualquer cow boy do Texas se sente mais nativo do que um WASP de Wall Street. Afinal os seus ascendentes, sempre tiveram que mandar desta p'ra melhor uns quantos índios para instalarem as suas farms.

    PSS: Mais um europeu de sucesso nos EUA: George Soros. É uma inteligência não é ?
    Aposto que tens a bibliografia dele (que se deve chamar qualquer coisa como "como passar de um pelintra da Europa de Leste a um Americano com os bolsos cheios de dinheiro ganho a produzir zero. Só a especular.").

    PSSS: se o teu próximo passo vai ser do estilo "mais um comuna do BE no Gildot", desengana-te desde já: não sou comuna, nem do BE.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 13-03-05 21:19 GMT (#63)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Pronto pá, fica lá com a tua: foram os americanos nativos (se é que tal coisa existe *)

    Outra tipica dos "europeus elitistas" - os USA de facto nao tiveram tempo nos seus 222 anos de independencia de adquirir a sua propria cultura e nacionalidade. Foi tudo importado...

    Prémios Nobel: aparte o da Paz e da Literatura, é verdade que o da Economia é bastas vezes ganho por americanos nativos (again, se é que tal coisa exista), mas se entrarmos na Física, Química e Medicina, o caso muda bem de figura.

    Achas ? Ao menos podias ir ter verificado a lista de laureados em fisica, quimica e medicina para veres se laureados americanos (mas so' "nativos" como lhes chamas) sao assim tao pouco comuns. Assim na fisica, contei uns 10 so' nos ultimos 30 anos. Mas, ok, para ti laureados nao contam, sao so' estatisticas. Obviamente a verdadeira ciencia e' feita no Burquina Faso. So' um estupido como eu e' que nao ve isso.

    Porque é que os cérebros Europeus vão para os EUA: pelo mesmo motivo que os trolhas, os mecânicos e esses todos: $$$.

    E isso e' relevante porque ? Claro que vao para os EUA porque e' la' que o $$$ esta' - porque e' um pais que percebeu cedo que investimento em I&D paga rapidamente. Claro que os EUA (e os europeus) percebem isto perfeitamente e exploram a situacao. Na europa criam-se agendas e depois fica-se na mesma... brilhante!

    claro que te "esqueces" de contar os custos sociais que isso traz e são vários, mas fica um: Hint: desemprego. Na Europa, os governos preferem que se trabalhe menos horas, para haver mais emprego. Manias de países improdutivos e não competitivos.

    Hamm, portanto - a Franca que ate' recentemente tinha uma semana de 35 horas nao deve ter desemprego nenhum... bzzzt! wrong! teve uma taxa de desemprego de 9.54% em 2003 (e a subir)... A Alemanha por sua vez teve 10.50% e a Belgica 8.30% (apesar daqueles tachos todos na Comissao Europeia). Compara isto aos 5 .99% dos EUA, e de facto conclui-se que menos horas reduz o desemprego como o caralho.

    Hint 2: compara o desemprego na era Clinton com o da era Bush

    Foda-se, o Clinton era Europeu ? Nao fazia ideia...

    PSSS: se o teu próximo passo vai ser do estilo "mais um comuna do BE no Gildot", desengana-te desde já: não sou comuna, nem do BE.

    Interessa-me tanto o facto de seres comuna ou do BE como a cor da tua roupa interior. A parvoice nao tem barreiras politicas.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 13-03-05 21:32 GMT (#64)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Atenção que quando a Alemanhã chega aos 11% de desemprego é quando costuma invadir a Polónia! :D (piada do Jay Leno)

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 13-03-05 22:07 GMT (#66)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    "Assim na fisica, contei uns 10 so' nos ultimos 30 anos. Mas, ok, para ti laureados nao contam, sao so' estatisticas."

    1/3 a favor dos nativos americanos.
    Boa ajuda a favor das tuas teses :P

    "Hint 2: compara o desemprego na era Clinton com o da era Bush
    Foda-se, o Clinton era Europeu ? Nao fazia ideia..."


    Come on, don't be a jerk ass. You can argue just a little smarter than this. Or can you not ?
    Oh... did you meant to be ironic ? Sorry i didn't get it. I'm just a dumb (for definition) European.

    Tradução :P -> Olha lá, se os EUA são assim tão bons e inteligentes e a Europa tão má e burra, estás à espera de quê para atravessar o oceano ?

    Um gajo como tu não deve ter problemas nenhuns em singrar por lá e ganhar muito mais do que no Reino de Sua Majestade.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por secameca em 14-03-05 0:18 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Ó leitão, se queres tanto aumentar o horário de trabalho, porque estás no Reino Unido, que tem um horário de trabalho com menos horas que Portugal?

    Pois é leitão, para ti países como a Romênia é que são exemplos a seguir...

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 14-03-05 8:08 GMT (#71)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    "Outra tipica dos "europeus elitistas" - os USA de facto nao tiveram tempo nos seus 222 anos de independencia de adquirir a sua propria cultura e nacionalidade. Foi tudo importado...

    1. Nacionalidade? :claro que desenvolveram: deve ser o país do mundo onde há mais bandeiras nacionais per capita. Afinal, faltam-lhe uns 6/7 séculos de História para terem mais onde se agarrar. A uma memória e um imaginário colectivo como Portugal tem, por exemplo.
      Assim de repente, só me lembro de duas ou três coisas a que se poderiam agarrar para terem mais nacionalidade: a guerra Norte/Sul, a do Vietname, o enxovalho da tentativa de libertação dos reféns americanos no Irão na presidência Carter, Hiroshima, Nagasaki, Pearl Harbour... mas suponho que que eles tenham isso guardado no armário. Não fica bem na fotografia.
      Por aqui, até um idiota como o Tortas, teve a coragem de dizer que os ex-militares que lutaram em África, foram fazer algo errado, mas que o Estado a isso os obrigou. E, por isso, reconheceu-lhes os seus legítimos direitos em Honra, em contagem desse tempo de serviço para a reforma e a uma pensão pelo que lá passaram e que por muito grande que seja, nunca o pagará.
      Os americanos, esses, preferem varrer os vets para debaixo do tapete. Pergunta a qualquer um.
      Resta-lhes a bandeira que veneram como mais país nenhum do mundo e voltando ao princípio: porque são um país sem História.
      Não é em dois séculos que ela se constrói, meu caro. Estás redondamente enganado.
      E essa é uma das razões porque o americano despreza a Europa.
      Mas o Bush está a dar uma mãozinha para corrigir esta falta...


    2. cultura ?: sim, desenvolveram, i. e., importaram e depois exportaram em junk food mode, hamburgures alemães e pizzas italianas; merdas excecráveis como o "Dallas"; usar bonés de baseball com a pala voltada para trás; reduzir e simplificar de tal modo a língua inglesa que já quase só comunicam por jargão, entermeado com paletes de "yehas".
      BTW, um estudo aponta para que em 2013, o castelhano seja a língua mais falada nos EUA. Não deve ser por acaso que assim que aterras em qualquer aeroporto nos EUA, tens as placas todas com as indicações em inglês e em castelhano.
      Fico por aqui, mas se quiseres, há mais.


    3. Cultura ?: É pá, assim de repente só me vem à ideia o Andy Wharol e o Woody Allen. Ambos proscritos claro, que isso de Cultura é para intelectuais, coisa o americano médio despreza entranhadamente.

      Se formos para as artes, por exemplo o melhor cinema americano, então a Cultura, chama-se Coppola, Scorcese, Shyamalan, Chaplin, Allen, de Niro, Hopkins, Pacino...
      Fuck, these guys have fucking strange names. They cannot be true americans.


    "Hamm, portanto - a Franca que ate' recentemente tinha uma semana de 35 horas nao deve ter desemprego nenhum... bzzzt! wrong! teve uma taxa de desemprego de 9.54% em 2003 (e a subir)... A Alemanha por sua vez teve 10.50% e a Belgica 8.30% (apesar daqueles tachos todos na Comissao Europeia). Compara isto aos 5 .99% dos EUA, e de facto conclui-se que menos horas reduz o desemprego como o caralho."

    Pois pá, mas enquanto esses 5.99% dos EUA andam a comer ratazanas nos túneis mais escondidos do metro sem direito a nada do Estado - nem sequer à saúde - o último e mais precioso bem de qualquer ser humano, os franceses, alemães e belgas, têm um Estado que não os deixa irem pelo cano: finaceiramente, na saúde...
    Enfim, mais manias de países elitistas europeus, que de certeza abominas.

    Já agora, para terminar, é himalaias de possidónia e escandalosamente beneficiada em tudo sem nada ter tido que fazer para isso, uma monarquia de um país bem conhecido, desde a Raínha até ao mais recôndito dos duques.
    Isso sim, é que é elitismo europeu do pior.
    Onde é mesmo que tu vives ?

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 14-03-05 9:45 GMT (#72)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Hearts, acho que estás a levar o assunto muito a peito e começas a inventar coisas.
    Antes de mais, os EUA não são tão maus como pintas. Houve um gajo que me teve a dizer que nos States os gajos são do mais maluco que há que acreditam no creacionismo, cheios de puritanismo, etc. Mas esquecem-se que o resto do mundo não é melhor: ainda há grandes grupos neo-nazis na alemanhã, skin heads no Reino Unido, o papa continua a sua luta contra o persevativo em África que vitimiza milhares de pessoas por ano, etc, etc.

    Dito isto, dizer que nos EUA, os desempregados «andam a comer ratazanas» (btw, lol!) é pura mentira. O fundo do desemprego existe há muito mais tempo que Portugal!! É verdade que o Bush está a ver se casca na Segurança Social, mas até ver ainda está a funcionar e, segundo sei, não vai afectar desempregados à procura de emprego.
    Quanto à saúde é verdade que aquilo é muito mau para quem não tenha seguro, mas não por seres desempregado... Não te preocupes, que a privatização de hospitais em Portugal também não deve tardar. ;D
    Castelhano a língua mais falada nos EU? Talvez em Puerto Rico, não? :D
    Quanto à fast-food, bonés de pala para trás, etc, tudo isso deve-se ao facto da Europa ter tido uma evolução cultural mais lenta devido às duas guerras mundiais.
    Mas repara que os EUA, também começaram indiscutivelmente boas revoluções culturais, como a luta contra a escravatura, direitos das mulheres, etc, e actualmente são o epicentro do veganismo. Para além de ser o país que mais contribui com ajuda humanitária.

    A sério meu, vamos deixar-nos de exemplos estúpidos do tipo «a minha é maior que a tua». ;) Os Estados Unidos é apenas mais um país neste mundo doido. Nunca te foram a casa Testemunhas de Jeová? Fala um bocado com elas que te apontam logo problemas em todos os lados do mundo.

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 14-03-05 11:58 GMT (#74)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Eu é que fui mal interpretado.

    Como já disse, nada tenho contra os EUA e são um grande país, sem dúvida nenhuma. Apenas têm coisas que não entendo, porque a minha matriz cultural é outra. Tenho a certeza de que os americanos também têm muitas coisas que não entendem nos europeus.
    Também tenho um amigo que chegou há 15 dias de Nova Iorque e vinha eufórico: "é pá, aquilo é assim: às 3 da tarde estive a dançar numa discoteca, às 3 da manhã, estive num cabeleireiro a cortar o cabelo. É fantástico, aquilo".

    O que eu estava a criticar na realidade, não eram os EUA (que são o que são, não tenho nada a ver com isso), mas sim os Martelos do Gildot, mais as suas cátedras. Estão sempre certos, os outros não. E quem os desafiar, leva com um rol de links e parvoíces do género contar prémios Nobel.

    Aliás, para que não restem dúvidas, eu sou daqueles que não me esqueço da eterna dívida de gratidão que a Europa tem e sempre terá e da qual nunca se deverá esquecer, que é a relativa ao plano Marshall.

    Não tivesse tido a Europa esta ajuda dos EUA e não sei como estaria hoje (nós incluídos, apesar de não termos feito - e justamente - parte do plano).
    Eu não esqueço que, como Europeu, devo isso aos EUA. Coisa que muito americanista convicto nem sabe o que é.

    Mas essas coisas que não entendo nos EUA, também as há de igual modo em países europeus:

    Lembro-me de um dia, tinha aí uns 20 anos, ter jantado um Engº Sueco em casa dos meus pais.
    Faltava um dia para a atribuição dos Nobel, nem por acaso. Ele pergunta-me se eu ia ver a transmissão em directo da cerimónia, ao que respondi que, pelo menos em Portugal, a cerimónia não tinha honras de directo em TV.
    Resposta do gajo numa palavra: "barbarians".
    No estrangeiro, a jantar como convidado em casa de um colega de trabalho, ele deu-se ao luxo de se sair com esta.
    Como vês, estas incompreensões também existem cá dentro.
    Eu não entendo que raio de interesse pde ter ver em directo uma cerimónia que deve ser uma seca do caraças (interessa-me saber quem ganhou, porquê e basta) e por isso, sou um barbarian aos olhos de um sueco.
    Seja, os portugueses eram "barbarian" e para mim, na altura menos conhecedor, viajado e com a imaturidade própria de quem tem 20 anos, os suecos passaram a ser uns arrogantes fdp.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por daem0n1x em 14-03-05 14:39 GMT (#78)
    (Utilizador Info)
    Se tens uma grande gratidão então não te esqueças que foi graças ao plano Marshall que os gringos começaram a espalhar dólares inflaccionados pelo Mundo todo e os europeus (e o resto do Mundo) andaram 30 anos a sustentar um dólar com valor fictício, ou seja, andámos a financiar os gringos, que precisam de dinheiro a entrar sem parar para manterem o seu estilo de vida completamente insustentável.
    Eles deram um chouriço a quem lhes deu um porco gordo.
    Ainda hoje o dólar tem um valor fictício. Andamos todos (principalmente a China) a trabalhar para financiar a dívida externa americana, meu caro.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 14-03-05 15:27 GMT (#79)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    É verdade que sempre interessou aos EUA uma Europa próspera, quanto mais não fosse para, à época, não cair completamente nas garras da ex-URSS. Mas não acredito que os motivos tenham sido puramente egoísticos.
    Conheces a expressão "post war dream" e o seu significado ?
    Ninguém, num período de post war dream, ainda mais a seguir a uma guerra como a II mundial, faria o que os EUA fizeram de bem à Europa com o Plano Marshall por motivos puramente de interesse próprio.

    Mas admitamos academicamente, que tens *toda* a razão: não é por isso que deixa de ser verdade que se não tem sido o Plano Marshall a reconstruir e reerguer a Europa, estavamos hoje aqui com um nível e qualidade de vida ao melhor estilo do 3º mundo.

    Por isto, eu como Europeu, só tenho que estar grato aos EUA.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por daem0n1x em 14-03-05 14:23 GMT (#76)
    (Utilizador Info)
    O subsídio de desemprego na Califórnia é de 300 dólares, o que não dá sequer para pagar a renda de uma casota de cão. Lá, se ficares desempregado e não conseguires arranjar emprego imediatamente, ficas numa situação muito fodida.
    E eles pagam muito mais impostos que nós, e não recebem NADA em troca do Estado.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 14-03-05 18:20 GMT (#81)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    O subsídio de desemprego na Califórnia é de 300 dólares, o que não dá sequer para pagar a renda de uma casota de cão.

    Em Portugal 60cts da' para pagar uma renda aonde ?

    Lá, se ficares desempregado e não conseguires arranjar emprego imediatamente, ficas numa situação muito fodida.

    E em Portugal ficas numa situacao que ?

    E eles pagam muito mais impostos que nós, e não recebem NADA em troca do Estado.

    Na California pagam-se mais impostos que em .pt ? Essa e' uma piada nao ?


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por daem0n1x em 14-03-05 14:32 GMT (#77)
    (Utilizador Info)
    O castelhano tem de facto uma implantação enorme nos EUA. Na Califórnia fala-se por todo o lado.
    A fast food tem a ver com a Europa ter tido uma evolução cultural mais lenta? O que é que quer dizer isso? Achas a fast food uma evolução??? Eu acho uma valente merda que nos foi imposta a partir do EUA e que vai destruindo o nosso património alimentar. Se lá fores, vês que os maiores adeptos da fast food são os pobres. A classe média já descobriu que aquilo não é alimentação saudável.
    Os EUA iniciaram a luta contra a escravatura? Estás louco? Em pleno século XIX ainda tinham escravatura, até tiveram uma guerra civil por causa disso! Por favor, não me gozes.
    Há muitas coisas em que podias pegar para defender os americanos, mas quanto a mim foste buscar uns exemplos infelizes.
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 14-03-05 16:54 GMT (#80)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Okay, é muito falado, mas vai alguma vez passar a ser a mais falada? lol
    Evolução não é necessariamente positiva. Checka o dicionário.
    Não era minha intenção dizer que o EUA foi o primeiro país a abolir a escravatura.

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por blacksheep em 13-03-05 18:23 GMT (#59)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    O Prof. Martelo ? Tens que explicar essa que nao conheco...

    Marcelo Rebelo de Sousa é um político português que faz comentários em televisão sobre tudo, desde política até futebol, acabando por apresentar os últimos livros que sairam. Só lhe falta falar de culinária para as donas de casa. ;)

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Zarluk em 13-03-05 14:30 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    Claro que te esqueces de perguntar o que leva os Europeus (agora e no passado) a irem para os EUA e nao ficar na europa.

    "Money, money, money, money, money, money, money...
    That's what makes the world go around, the world go around..."

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por hununu em 13-03-05 17:23 GMT (#57)
    (Utilizador Info) http://brunoafonso.net
    Claro que te esqueces de perguntar o que leva os Europeus (agora e no passado) a irem para os EUA e nao ficar na europa.

    Conhecendo vários cientistas europeus (nos states) e americanos (na europa), posso-te dizer que a principal razão dos europeus estarem na américa é o $ disponível para trabalhar. As razões dos americanos estarem na europa são familiares ou estarem fartos da américa, em particular, contra a acefalia bushista que abalou os states.

    ps: achar que os prémios nobeis são atribuidos apenas na mais valia individual dos cientistas é ingenuidade... Contar prémios nobeis não é definitivamente o melhor indicador para o que pretendes... O problema é que $ trás poder e as publicações internacionais neste momento estão nas mãos dos americanos. Compreendo que pessoas fora da ciência não percebam isso, mas convém ter cuidado com o que se diz.

    BA

    Fórum Português de FreeBSD e outros BSDs
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:2)
    por leitao em 13-03-05 19:57 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    ps: achar que os prémios nobeis são atribuidos apenas na mais valia individual dos cientistas é ingenuidade...

    Usei o Premio Nobel como exemplo - nao fiz disso a norma.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por Hearts In Atlantis em 13-03-05 20:14 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Ó Prof. Nuno "Martelo" Leitão, que desculpa mais rota para a ignorância mostrada em público.

    --
    Your first kiss is the one from all others will be judged.
    And they'll always be behind.
    Informa-te (Pontos:2)
    por edsonmedina em 13-03-05 13:38 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Hint: EUA, 15 dias de ferias, 45 horas semanais - UE, 25 a 35 dias de ferias, 37.5 horas semanais.

    Toma lá uma pista para ti:

    Why crunch mode doesnt work
    Re:O model social... cof, cof... (Pontos:1)
    por daem0n1x em 14-03-05 12:02 GMT (#75)
    (Utilizador Info)
    Quer dizer que achas que na Europa devíamos trabalhar como escravos e eliminar os direitos sociais dos cidadãos? Então para que serve a produtividade e competitividade? Para vivermos pior? Eles que a metam no cu.
    Mais da posição da Microsoft sobre patentes... (Pontos:1)
    por gEoTa em 12-03-05 16:18 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Segundo esta notícia ("traduzida" aqui) a Microsoft quer uma maior uniformidade na questão das patentes pelo Mundo fora. E um menor custo para as pessoas individuais que queiram submeter novas patentes. Claro que o último paráfrago da notícia não deixa de ser irónico. O que dá a parecer é que não querem ser processados mas querem processar (pelo Mundo fora, sem fronteiras e com muitos lucros!). :) Enfim, dá para reforçar a ideia sobre a Microsoft.
    Re:Mais da posição da Microsoft sobre patentes... (Pontos:0)
    por mrmv em 12-03-05 17:53 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Porra o artigo até me parece positivo no que diz respeito à posição da Microsoft, mas conseguem sempre "reforçar" a ideia sobre a mesma, quer ela diga alguma coisa ou esteja pura e simplesmente calada.

    My son is now an "entrepreneur." That's what you're called when you don't have a job.
    Ted Turner
    Re:Mais da posição da Microsoft sobre patentes... (Pontos:2)
    por Cyclops em 12-03-05 18:23 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Pois, e as pessoas acreditam.

    Eles querem é aumentar o número de patentes registadas... claro que se ficarem mais baratas gastam menos para ter mais lucro.

    Mais uma vez, os grandes exibem o mito do génio esfomeado quando na realidade é a eles que lhes interessa...
    Re:Mais da posição da Microsoft sobre patentes... (Pontos:0)
    por mrmv em 15-03-05 13:01 GMT (#83)
    (Utilizador Info) http://spaces.msn.com/members/shadeofwindows
    Eles querem é aumentar o número de patentes registadas...

    Mas isso não era novidade, mesmo antes de demonstrar vontade em alterar o actual sistema.

    Não é com o que poupam no processo que vão aumentar de forma significativa a sua margem, isso é ridiculo...

    My son is now an "entrepreneur." That's what you're called when you don't have a job.
    Ted Turner
    Re:Mais da posição da Microsoft sobre patentes... (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-03-05 21:13 GMT (#82)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/~ei02069/blog
    A melhor mesmo foi que eles sugerem que as patentes sejam atribuidas a quem primeiro as regista e não a quem primeiro as inventa! Enfim, reforça _mesmo_ a ideia que se vai tendo sobre a Microsofre.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]