gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Patentes de software avançam...
Contribuído por AsHeS em 08-03-05 13:55
do departamento patenteado
Europa ContraBass escreve "A Presidência do Conselho declarou ontem que o acordo político sobre patentes de software de 18 de Maio de 2004 foi adoptado, em violação das regras de procedimento e apesar da evidente falta de uma maioria qualificada de estados, e da solicitação de 3 estados para a reabertura das negociações.
Mais detalhes aqui. "
[Mais no Desenvolvimento]


RaTao escreve "Traduzindo um parágrafo do artigo do ElReg: A "Computer Implemented Inventions Directive (CIID)" foi aprovada pela Comissão onde de manhã apesar das objeções da Dinamarca, Polónia e Portugal. "

rmm447 escreve "Palavras para quê: Público.pt - É por estas e por outras, que os pedintes serão sempre pedidentes."

fhc escreve "Ao que parece o conselho da União emitiu um comunicado onde diz que as realizações de programas de computador podem ser patenteadas. Link aqui. Ao que parece, Portugal portou-se bem, junto com a Dinamarca e a Polónia e pediram a rejeição da directiva. No entanto, penso que ainda terá de passar no parlamento, o que, a horas estas, deve ser difícil, dado que o comportamento da Comissão nos últimos dias nestas matérias tem deixado muitos parlamentares ciosos.

Já viram que a União Européia não se tornou senão a união dos grandes interesses? Onde pára o poder dos nossos representantes nestas matérias? Onde existe voz para os lóbis de quem não alinhe com o poder em matérias que nos afectam como cidadãos (direitos de cópia e patentes, especificamente)? Quanto valem as PME no grosso da produção de software?

Se esta directiva seguir em frente, não terei outro caminho senão deslocalizar para fora da União (Cabo Verde ou Angola ou Brasil, por exemplo). Será esta directiva defensora da economia europeia e da criação de emprego europeu, ou uma maneira subterfúgea de sacar dinheiro dos europeus pequenos para os adamastores multinacionais?

Por fim, existe maneira de se fazer uma discussão educada e apartidária sobre esta matéria?

Francisco Colaço"

Violação Correspondência Correio Electronico | Java On Demand '05  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • ZDNet
  • rmm447
  • Público.pt
  • aqui
  • aqui
  • Mais acerca Europa
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Ninguém se portou bem... (Pontos:2)
    por Mind Booster Noori em 08-03-05 14:53 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.mindbooster.cjb.net
    Ao que parece, Portugal portou-se bem, junto com a Dinamarca e a Polónia e pediram a rejeição da directiva.
    Ninguém se portou bem.

    Os países que objectavam aparentam terem-se esquecido de solicitar a remoção do item-A da agenda. As Regras 3.1 + 3.7 dariam a qualquer país o direito de remover o item-A porque a Presidência Luxeburguesa não o havia introduzido até 14 dias antes. Foi assim que a Polónia já removeu items-A duas vezes nos Conselhos da Agricultura e Pescas.

    Re:Ninguém se portou bem... (Pontos:1)
    por ContraBass em 08-03-05 15:19 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Pelos vistos, joga tudo a favor das patentes. Esta directiva tem mais vidas do que um gato...
    Re:Ninguém se portou bem... (Pontos:1)
    por ContraBass em 08-03-05 15:23 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Pelos vistos, joga tudo a favor das patentes. Esta directiva tem mais vidas do que um gato...

    É esta a Europa que nos querem impingir? Ainda falam de Constituição...

    Acreditem que pedi esclarecimentos através do Europe Direct e a resposta que recebi (muito diplomática) foi um link ... para o texto da directiva de patentes de software.

    Re:Ninguém se portou bem... (Pontos:2)
    por Mind Booster Noori em 08-03-05 15:36 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.mindbooster.cjb.net
    O esclarecimento (comentado pela FFII):

    Council defense

    Reportedly, the Danish minister (who was forced by a parliamentary committee to request a B-item, but did not like that at all) and the Luxembourg Council Presidency use the following paragraph as defense for their behaviour:

    3.6. The provisional agenda shall be divided into Part A and Part B.
    Items for which approval by the Council is possible without discussion
    shall be included in Part A, but this does not exclude the possibility
    of any member of the Council or of the Commission expressing an opinion
    at the time of the approval of these items and having statements
    included in the minutes.

    This paragraph indeed does not mention anything about the possibility to change an A item into a B item. Looking at rule 3.8, that one says:

    3.8 "However, an A item shall be withdrawn from the agenda, unless the
    Council decides otherwise, if a position on an A item might lead to
    further discussion thereof or if a member of the Council or the
    Commission so requests."

    They might argue this still doesn't say anything about changing an A item into a B item, although three countries (with the support of more) asking for a B item is hard to classify as anything but something which "might lead to further discussion". Additionally, Annex III of those same rules of procedure states on page 20, point 1(c):

    (c) Article 3(8) (maintaining as a "B" item on the agenda an "A" item,
            which would otherwise have had to be withdrawn from the agenda);

    This clearly and literally provides for the possibility of turning an A item into a B item if otherwise the A item would have to be withdrawn from the agenda (which is the case if there "might" be further discussion due to some statement from a country).

    ? (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-05 17:24 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Se esta directiva seguir em frente, não terei outro caminho senão deslocalizar para fora da União (Cabo Verde ou Angola ou Brasil, por exemplo).

    Au revoir! :)


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por null em 08-03-05 17:42 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Querem ver que o Zeus infringe alguma fantástica patente? :-)

    Tonidosimpostos: "a firewall mais segura que conheço é o cinto de castidade!"

    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-05 17:49 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    E' provavel... alias, todo o software (a comecar pelo Apache) provavelmente o faz de uma maneira ou de outra - a comecar por esta joia:

    Assigning a client request to a server process by first examining all the server processes not handling the maximum number of clients, and then assigning it to the server process currently servicing the fewest clients. [#5,249,290].

    E no entanto ainda nao viste o Apache e Sendmail a serem comprometidos por causa dela...


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:1)
    por ContraBass em 08-03-05 17:58 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Esta então é absolutamente revolucionária:

    * Generation of random numbers by feeding the output of one random number generator into the input of another random number generator. [#5,251,165].

    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 08-03-05 20:01 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    E já agora, estás a favor dessa patente? E destas?

    • Selling things over a network using a server, client and payment processor, or using a client and a server - EP803105 and EP738446
    • Allow rebate codes to be entered by customers - EP370847
    • Allow rebate codes to be entered by customers - EP370847

    Nuno, para quem está tão a favor de patentes de software, como pode alguém escapara alitigações se os grandes (que têm dinheiro para litigar discricionária e eternamente) te fecharem a loja? Vamos ser um paísito de serviços, como ouvi alguém dizer, de paninhos no braço e administração do Estado?

    Se o Apache e o Sendmail não foram comprometidos é porque a espada de Dâmocles pende, mas o esculião não lhe cortou a corda.

    Francisco «Dionísio o Velho» Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-05 20:14 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Quem e' que te disse que eu sou a favor de patentes ? Eu sou a favor de um sistema de patentes equilibrado, nao de patentes estupidas como estas.

    O que nao sou e' contra propriedade intelectual, mesmo quando aplicada a patentes de software.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por 4Gr em 08-03-05 20:45 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/~ei02069/blog
    Como já me disseram a mim, e cito, só é a favor das patentes de software e da propriedade intelectual aquele que poderá lucrar com o trabalho alheio de terceiros, sem que para isso tenha mais do que redigir um papel.

    Fits like a glove..

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-05 20:53 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Como já me disseram a mim, e cito, só é a favor das patentes de software e da propriedade intelectual aquele que poderá lucrar com o trabalho alheio de terceiros, sem que para isso tenha mais do que redigir um papel.

    Tens direito 'a tua opiniao - fica com ela.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por 4Gr em 09-03-05 0:20 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/~ei02069/blog
    Nem foi minha, apenas a transcrevi. Apenas concorde em parte, porque embora a ideia, em si, não seja má, na prática é desastrosa. Como o comunismo..

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 09-03-05 0:48 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    A ideia e' destrosa porque ? Patentes e direito de autos existem ha' quantos anos ? De alguma forma impediu a criacao de obras literarias e inovacao tecnologica ?

    Tens que te explicar melhor.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 09-03-05 3:55 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    e desde q as patentes começaram a ser "enforced" (?!?), que grande aceleração houve? desde que os copyrights aumentaram, quanto mais indepententes houve com sucesso? aliás, qual a possibilidade sequer de serem distribuidos o suficiente sem sucumbir aos tentáculos da mafia dos media?
    os últimos 10 anos faziam bem em ser riscados dos mapas legais... sigh.

    anyway... n discordo de patentes nem de direitos de autor. mas, tal como disse o RMS, enquanto um processo relativo a uma patente custar 3 milhões de dólares, podes esquecer a proteção ao pequenino, muito pelo contrário. e com um programa de software a conter centenas de milhar de linhas de código, o número de patentes infringidas é astronómico. so, no swpats.
    e os copyrights, como disse o Lessig, roubam-nos a nossa cultura durante décadas e nós ainda lhe damos dinheiro. sério desiquilibrio.

    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:? (Pontos:3, Informativo)
    por jneves em 09-03-05 6:48 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    Porque é a resposta às seguintes perguntas:

      * Porque uma empresa associada da Europe-Shareware (sim, software proprietário) não sabe se pode continuar a vender o seu editor gráfico depois de lhe ter sido recusado o licenciamento da patente do JPEG da Forgent por ser só para 50.000 cópias?
      * Porque uma empresa desistiu de implementar ISAPI para Apache?
      * Porque empresas como a YDreams, quando abrem um escritório nos EUA, têm como primeiro empregado full-time um jurista cujo objectivo é identificar e evitar processos em tribunal?
      * Porque utilizar GIFs num site podia levar a receber uma factura da UNISYS?
      * Porque foram criados formatos como PNG, Ogg/Vorbis, Ogg/Theora para substituir outros já utilizados?
      * Porque não é mais usado o formato XML do MS Office?
      * Porque a MS foi recentemente condenada a pagar mais de meio milhão de dólares por uma funcionalidade óbvia?

    Entre muitas outras... Se quiseres mais arranja-se...

    Re:? (Pontos:2)
    por null em 09-03-05 9:19 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Pergunta à Sun, que foi enr*b*d* pela Kodak a pagar uma coisa que esta não desenvolveu, adquirida à Wang, e porque a Kodak não se soube adaptar a tempo ao mercado da fotografia digital, está agora a chupar terceiros para financiar a sua entrada neste mercado. O dia em que aqueles que são a favor de patentes são ***** é sempre um bom dia!

    Tonidosimpostos: "a firewall mais segura que conheço é o cinto de castidade!"

    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 10:14 GMT (#28)
    (Utilizador Info)

    Meu caro, a paródia era uma coisa comum nos dias anteriores. Porém, hoje não podes mais fazer paródias ou analogias com obras contemporâneas, pois o autor ou o editor podem-te processar. Certamente, as operetas Don Quixote ou Don Juan nunca poderiam ter vindo a lume nestas circunstâncias. A Carmen é uma adaptação livre de uma obra de teatro. Também o Sonho de uma Noite de Verão de Mendelssohn se baseia em Shakespeare. E não esqueças, o Messias de Handel tem trechos integrais de escrituras bíblicas: Isaías 8 (for unto us a child is given).

    A paródia é um direito que até agora era de alguma forma tolerado peloas autores, e hoje é combatido à morte pelos advogados ameripeus (americanos e europeus).

    Há muitas coisas que devemos imitar nos Estados Unidos. Há coisas que não devemos imitar. Há coisas que devemos evitar. Os exageros no direito de cópia inibem a produção literária. Os exageros em patentes inibem a inovação. Aliás, se as patentes de software expirassem em um período curto, cinco anos por exemplo, teria menos relutância em aceitar certas patentes.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:1)
    por ContraBass em 10-03-05 9:21 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    A paródia é um direito que até agora era de alguma forma tolerado peloas autores, e hoje é combatido à morte pelos advogados ameripeus (americanos e europeus).
    E, na verdade, ambas as obras beneficiavam da publicidade acrescida.
    Re:? (Pontos:1)
    por secameca em 13-03-05 23:28 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    E não nos esqueçamos da Disney e as suas reinterpretações de obras dos Irmãos Grim e de Lewis Carrol.

    Com a lei actual de direito de autor, é morte do autor mais 70 anos. Ora o Lewis Carrol morreu em 1898 e o filme da Alice no País das Maravilhas da Disney é de 1951... Façam as contas.

    Re:? (Pontos:2)
    por bêbado em 09-03-05 10:15 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Eu faço a pergunta de outra forma: o facto de não existirem patentes de software na Europa é impeditivo da inovação tecnológica?


    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 17:09 GMT (#32)
    (Utilizador Info)

    Boa! Tocaste no Ponto! Descobriste o nó górdio e acho que nem o Nuno nem o Toni o conseguirão desatar.

    Claro que há a expressão «cortar a direito». Espero que Aquiles não esteja por cá.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:2)
    por bêbado em 09-03-05 18:25 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    É que o problema é mesmo este: hoje não existem patentes de software na Europa e ainda não vi ninguém sustentar, objectivamente, que a sua inexistência esteja a criar embaraços à I&D ou mesmo ao mercado europeu das TIs.

    Poder-se-ia dizer que a introdução deste sistema de patentes viria dar um novo fôlego ao sector europeu das TI: promovendo a I&D, a livre iniciativa e uma maior igualdade de oportunidades na criação de novos métodos ou produtos. Só que isso, pelo que se pode observar pelos exemplos dos EUA não se confirma.
    Pelo contrário: cada vez mais se observa a concentração da I&D em centros cuja principal característica é a grande disponibilidade de recursos, entre outros, financeiros.
    Ainda que esta realidade não advenha exclusivamente da existência de um sistema de patentes de software também é verdade que este não só não tem contribuido para modificar a situação como tem vindo a agravar o problema.

    No caso português, defender a introdução de tal sistema é um 'tiro no pé'. Temos uma economia fraca, um incipiente mercado de TIs e a nossa I&D nesta área é praticamente irrelevante no contexto internacional ou mesmo europeu.
    Se esta iniciativa vingar os portugueses só podem contar com mais dificuldades e maiores desigualdades. Nunca com mais facilidades.
    Porque é precisamente para criar dificuldades (aos não detentores) que existem os sistemas de patentes.

    Contam-se pelos dedos das mãos as empresas portuguesas com capacidade financeira para patentear (e fazer valer a sua patente!) uma aplicação informática, por exemplo.

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 19:41 GMT (#34)
    (Utilizador Info)

    Nuno, leste? ;-)

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 09-03-05 19:51 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Nao, mas a existencia de patentes tambem nao me parece ter sido impeditivo em muitas outras areas.

    Como este gajo diz, as patentes sao como as armas nucleares - so' quem nao as tem e' que nao gosta delas.

    E a questao vulgarmente apontada de que so' os grandes podem registar patentes e' falsa - se tiveres uma ideia que possa ser explorada e seja patenteavel podes facilmente arranjar VC's que te deem o capital necessario para levar a ideia ao mercado. E se nao conheceres nenhum fala comigo que eu invisto.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por jmce em 09-03-05 20:09 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    E não sabes qual é o problema de um pequeno com um pequeno molho de patentes?

    Se não produzires software e só as quiseres para litígio, provavelmente é um modelo de negócio com algum potencial. Veja-se como pequenas "coisas" aparecem a ladrar à Microsoft ou outros grandes (começando precisamente pelos grandes) acusando-os de violação de patentes. Se, como por vezes acontece, a empresa grande ceder e pagar para não se chatear (quem sabe ainda se enterrando mais nos tribuinais), o pequenote litigioso fica com verbas e precedentes para continuar a morder mais calcanhares.

    Se produzires software e fores ter com o irmão grande a tentar fazer negócio com o teu produto ele diz (no mínimo) "muito interessante, mas por acaso o seu produto tem aspectos cobertos por umas 30 patentes nossas; que tal trocarmos o licenciamento da sua pelo das nossas, e depois concorrermos saudavelmente?" Ou, mais simplesmente, querendo tu seguir a tua vidinha como empresa de software agarrada ao seu produto, logo que causes alguma comichão poderão eles vir falar contigo. Tens a certeza que, em termos de lucro, não arriscas menos investindo numa empresa de litígio como a anterior do que numa empresa de software como esta?

    Re:? (Pontos:2)
    por bêbado em 09-03-05 20:57 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    "as patentes sao como as armas nucleares (...)"

    Aplicando essa analogia, podemos dizer que, por enquanto, a Europa ainda é um terreno 'desnuclearizado' onde (principalmente) interesses externos procuram introduzir a 'necessidade' de armas nucleares para nos protegermos de sabe-se lá quem.

    Entre entrar na 'corrida às patentes' e não entrar, é preferível, do meu ponto de vista, não o fazer. Assim asseguram-se 'tempos de paz' para todos.

    O sistema de patentes sobre software que tentam impôr-nos não é uma inevitabilidade, não decorre de nenhuma lei natural.

    O percurso turtuoso desta discussão nos órgãos da UE (mas principalmente nos 'corredores') evidencia uma crescente e preocupante falta de democraticidade e de transparência nas tomadas de decisões. Hoje são as patentes, amanhã será o quê?

    "a questao vulgarmente apontada de que so' os grandes podem registar patentes e' falsa (...)"

    Sim. Tens razão. Só quem tem (muito) dinheiro é que tem possibilidade de tentar patentear o que quer que seja.

    Se aplicarmos o princípio de que 'o criminoso tende a ser aquele que beneficia com o crime', diria que as patentes só interessam às grandes corporações, uma vez que são essas que têm estado a exercer toda a pressão para a introdução deste sistema na Europa.

    "arranjar VC's que te deem o capital necessario para levar a ideia ao mercado"

    Sabes tão bem como eu que neste mundo ninguém dá nada a ninguém. Muito menos quando se trata de dinheiro.

    Além do dinheiro para patentear uma ideia, tens de ter dinheiro para fazeres valer a tua patente.
    Também dás o dinheiro para isso? :-)

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 09-03-05 22:42 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Entre entrar na 'corrida às patentes' e não entrar, é preferível, do meu ponto de vista, não o fazer. Assim asseguram-se 'tempos de paz' para todos.

    A europa ja' esta' na corrida - o mundo esta' globalizado, e patentes registadas nos USA limitam precisamente da mesma maneira o mercado europeu.

    O percurso turtuoso desta discussão nos órgãos da UE (mas principalmente nos 'corredores') evidencia uma crescente e preocupante falta de democraticidade e de transparência nas tomadas de decisões. Hoje são as patentes, amanhã será o quê?

    Hoje sao as patentes ? A falta de transparencia nas decisoes da EU ja' veem de 'a muito tempo atras - porque e' que nao te preocupas tanto com as medidas proteccionistas europeais em relacao ao comercio global ? (fair trade)

    Sabes tão bem como eu que neste mundo ninguém dá nada a ninguém. Muito menos quando se trata de dinheiro.

    Nao sabes o que VC (Venture Capital) significa ?


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por Cyclops em 10-03-05 11:00 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    A europa ja' esta' na corrida - o mundo esta' globalizado, e patentes registadas nos USA limitam precisamente da mesma maneira o mercado europeu.
    Isto é absolutamente falso. As patentes não discriminam a nacionalidade. Ter patentes de software no mercado Europeu é que o limita.

    Neste momento temos a vantagem competitiva de não ter patentes de software. Só se desperdiça recursos com isso nos países onde elas existem.

    Uma empresa Europeia pode inovar à vontade na Europa, e registar patente nos EUA. Idem para o inverso. Aliás, este é um dos motivos pelos quais as patentes de software prejudicam o mercado Europeu. Mais de 75% das patentes de software registadas no EPO (à margem da letra e espírito da Lei) são externas à Europa.
    Re:? (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 11-03-05 1:25 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    quem não as tem e quem não tem 3 milhões de doláres para as defender em tribunal.
    para não falar que nunca as podes usar porque os "grandes" têm uns quantos milhares de patentes parvas que de certeza infringes. multiplica por 3 milhões, já agora.
    pq as patentes de software patenteam ideias, mas acrescentado de "num computador" ou "na internet". ver patente dos hyperlinks, patente das folhas de cálculo, patentes da Amazon, patente do "su" da MS, patente de coordenadas geográficas em base 36 da MS. e se for uma implementação específica... já tens os copyrights.

    pior que tudo:
    a partir dos anos noventa, a inovação em software abrandou terrivelmente. são factos, as pessoas têm medo da próxima SCO ou EOLAS, e as patentes só trauxeram falta de competição e mais dinheiro para os mesmos.

    again, qual é o argumento a favor mesmo?
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:? (Pontos:1)
    por secameca em 13-03-05 23:33 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Pois, e uma das principais inovações dos anos 90 foi feita pelo Tim Berners Lee, a trabalhar na Europa, e que não estava interessado em patentear porcaria nenhuma.
    Re:? (Pontos:2)
    por jmce em 09-03-05 19:53 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    ... e já se ouviu falar (pena não ter link aqui) da ideia de subsídios para as PMEs terem capacidade de "investir" em patentes.

    O estilo de discussão é mais ou menos o seguinte:

    --- "Mas as patentes de software podem beneficiar as empresas pequenas!"
    --- "Não, a não ser as empresas de puro litígio que não fazem software; e mesmo que pudessem beneficiar, as patentes são demasiado caras para as pequenas empresas."
    --- "Bom, mas a UE pode organizar um sistema de subsídios para promover a inovação nas PMEs."

    Estão naturalmente a topar a "inovação nas PMEs": UE cria Programa de Inovação e Excelência Tecnológica, UE recebe dinheiro dos contribuintes, UE passa subsídio às PMEs, subsídios acabam inteirinhos no European Patent Office, "por acaso" as mesmas pessoas que no fundo escreveram o A-item rasteiramente passado há uns dias. Entretanto, uma ou duas patentes conseguidas pela PME não a safam das ameaças de uma EE (enorme empresa) que só precisa de dizer "mas o seu produto é abrangido por 40 patentes *nossas*". Mais um entre montes de esquemas do género "incentivo"/"excelência"/"inovação" com os supostos beneficiados a servirem simplesmente de pavimento para o dinheiro rolar mais facilmente para os verdadeiros destinatários.


    Re:? (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-03-05 22:54 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Quando conseguires arranjar uma definição precisa desse equilíbiro avisa. As pessoas dedicadas ao tema só encontraram até hoje 2 posições: ou permitir todas as patentes de software ou não permitir nenhuma patentes de software.
    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 10:00 GMT (#27)
    (Utilizador Info)

    Existe esse equilíbrio, Nuno?

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:2)
    por leitao em 09-03-05 15:49 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Nao acho que exista tanto desiquilibrio como muita gente tenta pintar. Mas mesmo que houvesse, "there's no point throwing out the baby with the bath water".


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:? (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 17:06 GMT (#31)
    (Utilizador Info)

    Não me escandaliza que um algoritmo de compressão novo seja patenteado, desde que seja baseado numa técnica matemática inexistente à época. Agora, as Wavelets andam por cá desde os sixties, pois quem é que meteu água (de banho para o bebé) a aprovar a patente de wavelets do JPEG ou (ainda para mais repetida) para o MP3?

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:? (Pontos:2)
    por null em 10-03-05 13:27 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    Para chegar a essa nova técnica revolucionária, quem a desenvolve apoia-se em quê? Numa matemática desconhecida do resto do mundo? Pois é, omitir o saber colectivo e público que vem detrás tem muito que se lhe diga.

    Tonidosimpostos: "a firewall mais segura que conheço é o cinto de castidade!"

    Uma vergonha (Pontos:2)
    por Mindstorm em 08-03-05 20:07 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Este é o episódio mais vergonhoso que me lembro de ver na política europeia. Não por envolver as patentes ou qualquer outro assunto, mas realmente pelo puro desrespeito - diria até desprezo - pela democracia.

    Em tempos teria apoiado sem reservas uma proposta como a da constituição europeia. Hoje em dia é uma escolha dificil, entre os sempre podres de cá e os cada vez mais podres de bruxelas...

    Mindstorm
    Re:Uma vergonha (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 08-03-05 21:57 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Desrespeito pela democracia ? Explica la essa... São todos representantes eleitos pelos respectivos países. Onde está a falta de democracia ? Podes é questionar o conceito de democracia, agora que as decisoes são democráticas, isso nao podes contrariar...

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR
    Re:Uma vergonha (Pontos:3, Informativo)
    por jneves em 09-03-05 0:16 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    Nem por isso. Pelo menos ainda não vi nenhum país eleger os funcionários públicos que fazem parte do COREPER que redigiu o texto agora aprovado. Depois tens a questão da delegação dinamarquesa (não me refiro a políticos eleitos, mas a representação em Bruxelas) não ter dado cumprimento à decisão soberana do seu parlamento (esse sim, devidamente eleito pelos cidadãos dinamarqueses).

    Há mais alguns episódios só em relação a esta reunião e outras. Aliás, já numa reunião anterior sobre este assunto houve uma delegação que ignorou a posição do governo do seu país por problemas de fax.

    A última reviravolta, por parte da Polónia, obrigou à ida a Bruxelas de um secretário de estado: ninguém na representação em Bruxelas se atrevia a ir contra a representação holandesa. Depois da posição deles (que permitiu que esta posição não fosse aprovada nas vésperas de natal numa reunião sobre pescas) foram convencidos de que tinham tomado uma posição ilegal (o que é mentira).

    Para ajudar à festa a razão dada pela presidência luxemburguesa para esta tomada de decisão: não criar um precedente para adiar decisões futuras. Viva a democracia em que se discutem os problemas... desde que a burocracia avance.
    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 09-03-05 4:00 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    pah, em passos simples:

    - ninguém na europa quer a merda das patentes
    - o parlamento emitiu a mesma opinião
    - o comité europeu com o patriocino da empresa que mais tem a ganhar usou uma proposta completamente diferente como se fosse a voz do parlamento
    - o bosta barroso fez de conta que não percebeu
    - e continua a não haver ninguém a querer a merda das patentes. excepto os advogados e seja lá quem for a escória que ganha dinheiro com isso.

    conta:

    lei que ninguém quer + oposição de todos ignorada =
    corrupção ao mais alto nível.
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Uma vergonha (Pontos:1)
    por secameca em 13-03-05 23:37 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Enganas-te. A Nokia e a SAP, por exemplo, querem patentes de software. O problema é justamente este, interesses corporativos internos e externos dominam a política europeia.
    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-05 22:08 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Este é o episódio mais vergonhoso que me lembro de ver na política europeia.

    Podias ter arranjado uns escandalos mais interessantes, como estes ou talvez mesmo este.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por Mindstorm em 08-03-05 22:14 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Achas mesmo algum deles piores? O Berlusconni ser corrupto e receber imunidade? Isso é um problema Italiano que nem sequer afecta (na prática) os restantes cidadãos, embora esteja obviamente errado. Aqui estamos a falar não de uma pessoa mas da própria comissão a tomar uma atitude no mínimo nojenta. Não era preciso este episódio para o ser, já a novela dos ultimos meses chegava, mas agora aprovar.. Não consigo continuar, é estupido demais.

    Mindstorm
    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por Init em 08-03-05 22:56 GMT (#18)
    (Utilizador Info)

    Eu sou Europeista, mas não votarei nunca a favor de uma constituição que desconheço, e que foi redigida por individuos que não estavam mandatados para tal tarefa por sufragio directo e universal.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por fhc em 09-03-05 9:59 GMT (#26)
    (Utilizador Info)

    Tens bom remédio. Lês a constituição europeia, tomas uma opinião esclarecida, medes o balanço de poder e depois tomas a decisão de a aceitar ou não.

    Não achas que é cedo demais para dizeres que a rejeitas, visto que 1) o documento não é secreto e 2) nenhuma constituição é redigida por eleitos (normalmente é redigida por especialistas em direito contitucional), mas é aprovada por estes?

    Francisco Colaço

    P. S.: Dito isto, vou começar a tarefa de a ler e examinar na próxima semana, o que já estava reservado desde o início deste mês.


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por raxx7 em 09-03-05 20:01 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    É melhor reservares o mês para isso. É um bocado grande.. :)

    Re:Uma vergonha (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 11-03-05 1:29 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    já li que chegue. mais poder para os burocratas, menos para o parlamento.
    inclui congratulações aos membros que a escreveram.
    sim, vou lê-la, ou anotações, comentários, etc.
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Argumentos ecológicos... (Pontos:2)
    por taf-7arte em 09-03-05 22:01 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://taf.net/opiniao/
    ... no sentido de que são reutilizáveis após a primeira utilização há algum tempo atrás:
    As Patentes de Software
    :-)

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]