gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Violação Correspondência Correio Electronico
Contribuído por AsHeS em 07-03-05 14:10
do departamento i read your e-mail
perguntas Anonimo Cobarde escreve "Caros Gildoteanos. Os directores da minha empresa estão a pedir para eu "controlar" os emails de alguns dos meus utilizadores. Antes de partir para o "controlo" gostaria de saber até que ponto é legal monitorizar emails de utilizadores. De momento ainda não temos nada escrito e assinado pelos utilizadores em como a empresa o pode fazer. É uma questão mais do ponto de vista legal do que do ponto de vista informático, mas não deixa de ser uma questão que nos toca a todos."

UE recomenda formato do OpenOffice como standard | Patentes de software avançam...  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Mais acerca perguntas
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Colocando de outra maneira... (Pontos:3, Interessante)
    por [Cliff] em 07-03-05 15:04 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    se receber uma carta no emprego, endereçada à minha pessoa, tem o meu empregador direito a ver o conteúdo dessa carta?

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Colocando de outra maneira... (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-03-05 20:28 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    No caso da generalidade dos emails (plain text) não é bem uma carta; é mais um postal. Se a comunicação for assim tão importante, o melhor é protegê-la dos olhares indiscretos (que os há entre o recipiente e o mail server da empresa).
    Re:Colocando de outra maneira... (Pontos:2)
    por Mind Booster Noori em 07-03-05 23:17 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.mindbooster.cjb.net
    O que não invalida o facto de ler a correspondência de outrem (incluindo e-mails e postais!) ser crime!
    Re:Colocando de outra maneira... (Pontos:1)
    por Othala em 08-03-05 0:01 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    No meu caso, todas as cartas são abertas para lançamento no respectivo livro de correspondencia recebida.

    Sei também que em bancos existe o departamento de recepção de correio que abrem e encaminham toda a correspondência entrada.

    E nem num caso nem noutro não tenho conhecimento de que alguém se tenha oposto.
    Ilegal? (Pontos:2)
    por bêbado em 07-03-05 15:10 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Tanto quanto julgo saber não é permitido à entidade patronal abrir e ler os e-mails dirigidos aos seus funcionários. Isto é diferente de monitorizar o volume de correio dos seus funcionários.

    Também não sei até que ponto é legal 'forçar' os empregados a prescindirem do direito (constitucional) à privacidade para manter o emprego.

    Se existe alguma suspeita de actividade ilegal o caso deve ser imediatamente encaminhado para as autoridades.

    O melhor é falar com os advogados da empresa antes de fazerem o que quer que seja, ou podem arranjar um problema mais grave do que o que pretendem resolver.

    Por outro lado, conheço um sysadmin que foi posto na prateleira no dia em que _inadvertidamente_ abriu um email de um dos patrões.

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:Ilegal? (Pontos:1)
    por b00tanarchy em 08-03-05 13:51 GMT (#58)
    (Utilizador Info)
    Tudo depende das regras da empresa. Bem só posso falar pela minha experiência que tenho aqui na Holanda. Empresas Americanas, podem "vasculhar" os e-mails dos funcionários, devido ao e-mail usado ser da própria empresa, ou seja o funcionário usa algo que pertence a empresa e "não pode" deve de ser usado para uso pessoal. mas... se a empresa nao pode usar nenhuma informação electrónica para despedir nenhum funcionário a não ser que se prove que o funcionário desfraldou ou uso informação confidencial, agora em PT não faço a mínima ideia, como anda tudo na republicadas bananas o normal será o patrão dar a ordem e o funcionário cumprir sem pestanejar pois necessita do trabalhito... aqui teve um colega meu que foi dispensado depois de se negar a dar as passwd pelo telefone ao chefe... cada cabeça sua mania! [/b00t]
    Uma leitura interessante (Pontos:3, Informativo)
    por elcastigador em 07-03-05 15:10 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    aqui
    Outra... (Pontos:2, Interessante)
    por Gothic em 07-03-05 16:48 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Num Hospital, o técnico de informática queria colocar acesso VNC a todos os pc's, com a desculpa de que era para resolver problemas remotamente.. e claro aproveitar para ver o que andavam a fazer nesses mesmos pc's! Isto também não deve ser muito legal...

    Characteristic of life style...
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-03-05 17:04 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    É tão legal como os discos dos camiões... O PC é uma ferramenta de trabalho. Quem usa o posto de trabalho para fins legítimos nada tem que temer. E sim, eu uso VNC para assistência remota em algumas redes, sem problemas nenhuns. Por outro lado não disponibilizo as passwords para fins dúbios, e toda a gente foi informada do facto, bem como verificar se existia alguma conexão VNC. De resto, o parque informático é propriedade da entidade empregadora, e esta pode ter instalada (dentro dos limites legais) o que quiser...
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-03-05 17:53 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Os discos dos camiões não invadem a privacidade de ninguem. Um condutor de camiões sabe que as velocidades estão a ser registadas e mesmo que não soubesse não são informações pessoais. Portanto, como podes ver, as situações tem muito pouco a ver. O melhor é mesmo leres o link no comentário acima.

    Mindstorm
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-03-05 19:02 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Um condutor de camiões sabe que as velocidades estão a ser registadas e mesmo que não soubesse não são informações pessoais.

    E desde quando um utilizador de um posto de trabalho numa qualquer empresa está autorizado a utilizar os dispositivos informáticos para guardar ou processar informações pessoais?

    Portanto, como podes ver, as situações tem muito pouco a ver.

    No link indicado até sugerem parâmetros de monitorização genérica, à semelhança dos discos dos camiões (que,entre outras coisas, servem para controlo de combustível)...

    O melhor é mesmo leres o link no comentário acima.

    Se lesses o conteúdo do link que tu próprio indicaste, terias constatado que se aplica a uso de internet e e-mail, não a funcionamento em LAN. Mesmo as directivas genéricas salvaguardam todos os meios necessários para o bom-funcionamento da entidade, e em caso nenhum é indicado que a administração remota está em violação do que quer que seja, desde que os funcionários sejam informados.
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por iMorpheus em 07-03-05 19:34 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    E desde quando um utilizador de um posto de trabalho numa qualquer empresa está autorizado a utilizar os dispositivos informáticos para guardar ou processar informações pessoais?

    11. O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem considera que não existe qualquer razão de princípio para interpretar a noção de "vida privada" de forma a dela excluir as actividades profissionais ou comerciais e que "as chamadas telefónicas provenientes do local de trabalho, tal como aquelas que são feitas do domicílio, podem encontrar-se compreendidas nas noções de "vida privada" e de "correspondência" previstas no artigo 8.º n.º 1".

    ...

    1. O facto de a entidade empregadora proibir a utilização do e-mail para fins privados não lhe dá o direito de abrir, automaticamente, o e-mail dirigido ao trabalhador.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-03-05 20:14 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    O facto de a entidade empregadora proibir a utilização do e-mail para fins privados não lhe dá o direito de abrir, automaticamente, o e-mail dirigido ao trabalhador.

    Apesar de ser esse o tema principal, não é isso que está em discussão. Além disso, a utilização de emails privados (bem diferente da questão da privacidade dos emails) pode perfeitamente ser banida se a instituição assim o entender. As instituições não têm nada que permitir e/ou suportar emails, telefonemas, etc. pessoais dos trabalhadores. A questão principal incidia sobre privacidade dos emails (assume-se que sejam legítimos no contexto da função desempenhada), e não sobre o direito do trabalhador utilizar o email para fins pessoais. A legislação citada aplica-se a emails (ou telefonemas) realizados no âmbito do trabalho, nunca no âmbito pessoal.

    A questão em discussão nesta thread incidia sobre a legalidade ou falta dela de ferramentas de administração remota em redes locais. Nenhuma das alíneas de legislação apresentada é aplicada neste caso (até porque as ferramentas de administração remota não são ferramentas de monitorização), e agradeço que me provem se acham que eu estou enganado.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Mindstorm em 08-03-05 22:16 GMT (#70)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Apesar de ser esse o tema principal, não é isso que está em discussão. Além disso, a utilização de emails privados (bem diferente da questão da privacidade dos emails) pode perfeitamente ser banida se a instituição assim o entender.

    Banida, certamente. O ponto em discussão é se pode ser fiscalizada. Parece-te razoável que o teu empregador te fizesse uma escuta telefónica?

    Mindstorm
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 09-03-05 4:03 GMT (#73)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    pode banir à vontade, se quiser trabalhadores insatisfeitos e pouco produtivos. além do mais, há sempre maneiras. para quê? desde que façam o trabalho, who cares?
    ai portugal, q assim n andas.
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 10-03-05 20:59 GMT (#80)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Então para ti o indice de produtividade varia de acordo com a liberdade e/ou possibilidade de abuso por parte dos funcionários? Conta-me lá então quantos casos práticos conheces tu em primeira mão de situações em que restrições de acções nos equipamentos informáticos resultaram em quebra de produtividade e utilizadores insatisfeitos...
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 11-03-05 1:02 GMT (#81)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    n preciso, é a principal crítica às teorias do Henry Ford, e actualmente faz-se por os empregados se sentirem bem no trabalho.
    quer dizer, desde que faça o trabalho, porque não? muita gente precisa de se distrair durante um pouco, e entretanto o subconsciente continua a trabalhar. nada de novo...
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 11-03-05 14:28 GMT (#82)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Estás a confundir coisas que não estão directamente relacionadas. O abuso dos meios disponíveis no local de trabalho é comum, e muitas vezes incentivado com políticas da treta. O tecido empresarial português é constituído por PME's, que muitas vezes subsistem com esforço, e não podem estar a ser penalizadas com desperdícios de recursos internos. As "abébias" concedidas nas multinacionais a determinados funcionários estão directamente relacionadas com a desumanização das grandes instituições, e tentam combater o lado mais depressivo do espírito corporate (ser apenas mais uma peça na engrenagem) com uma série de medidas que visam que o funcionário se "sinta em casa". Agora diz-me lá quantas PME's conheces (em portugal ou fora) com menos de 10 funcionários que disponham de sala de lazer nas instalações, por exemplo... Vais ver que te chegam os dedos de uma mão.

    Eu já fiz manutenção de uma rede (na altura eram só umas dezenas de postos) com uma infraestrutura centralizada de email, em que 99% dos emails que circulavam eram pessoais. Provavelmente não acharás tão correcto se te disser que a rede (que entre outras coisas possui um backbone de fibra óptica) foi paga pelos contribuintes, porque era um edifício público.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 11-03-05 14:29 GMT (#83)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Bem, por definição, uma PME tem entre 10 e 50 funcionários... No caso que citei é uma microempresa :P
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 12-03-05 21:44 GMT (#84)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    lol.
    mas ou fazem ou trabalho ou não. e se consomem banda a mais, tira-se no router.
    eu sei o q tás a dizer, mas um gajo n puder ver o slashdot ou o email quando precisa de relaxar pq tá à muito tempo a pensar no mesmo também n adianta mto, vai antes conversar, meter-se com as secretárias, tomar café, etc.
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 12-03-05 22:45 GMT (#85)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Pois mas o meter-se coas secretárias não se traduz directamente em prejuízo para a empresa (com sorte até ficam a fazer horas extraordinárias...), enquanto alguém que sistematicamente abra tudo quanto é porcaria em computadores de trabalho e muitas vezes com informação confidencial, ou pelo menos, que não será para divulgação, e eventualmente implique uma intervenção de um técnico para "o costume" - (passar av, limpeza de spyware, sermão do costume) traz custos à empresa, e em muitos casos não são tão pequenos quanto isso.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-03-05 20:26 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    E desde quando um utilizador de um posto de trabalho numa qualquer empresa está autorizado a utilizar os dispositivos informáticos para guardar ou processar informações pessoais?

    A questão não é essa, como aliás já foi explicado no comentário anterior ao meu. Se estás tão convencido tenta contactar a CNPD e perguntar-lhes se podes ver os emails que circulam na tua rede.

    Mindstorm
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-03-05 20:27 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Ou melhor ainda, dizer aqui que empresa é essa...

    Mindstorm
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por mlopes em 07-03-05 18:26 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://seixopaulo.blogspot.com/

    Quem usa o posto de trabalho para fins legítimos nada tem que temer.

    Esta frase é muito perigosa (não vou dizer aqui qual a tendência política desta para não ser já aqui crucificado por uma certa ala da direita), este tipo de frase pode ser usado para justificar qualquer tipo de abuso ou atrocidades por parte de uma instituição sob a desculpa de quem não deve não teme: "Qual o problema dos meus registos bancários estarem disponíveis para toda a gente se não fiz nada de mal?", "Qual o problema da brutalidade policial se eu não tiver cometido nenhum crime?", "Qual o problema de me colocarem um chip para saber onde ando se eu não vou a lado nenhum comprometedor?", etc..., etc...

    Big Brother is watching you!

    "The greatest obstacle to discovery is not ignorance -- it is the illusion of knowledge."
    Daniel J. Boorstin

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por jmce em 07-03-05 22:38 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    O "quem não deve não teme" é um belo passaporte para a introdução sorrateira de legislação "para nos proteger", desde as dentadas à liberdade de expressão com excepções "consensuais" sob pretextos de combater "hate speech"/"terrorismo"/"pedofilia"/"racismo"/"anti-semitismo"/"pirataria"/"ciber-crime"/..., dentadas na privacidade através de retenção extensa de dados com acessos cada vez mais liberalizados, passando pelo facilitismo de acesso aos registos bancários...

    Como o Bruce Schneier muito bem assinala, o que assim acaba feito em nome da segurança (e mesmo da democracia), mesmo quando as intenções são as melhores (já que nem sempre a agenda por detrás das intenções é a da *nossa* segurança), acaba frequentemente por trazer MAIS riscos de segurança: riscos no que diz respeito à segurança dos cidadãos face a abusos de poder dos governos, riscos de exploração dos mesmos mecanismos por indivíduos e grupos (desde acessos indevidos de alguém a uma base de dados até à "denúncia" maldosa de um vizinho típica de regimes repressivos), às vezes com consequências negativas directamente no campo que se pretendia defender. Parte do problema é que muito mais difícil perceber como as coisas evoluem estando no meio dos acontecimentos em banho-maria de propaganda politicamente correcta... Outra parte, e novamente por mais bem intencionados que possam ser alguns políticos, é alguma ignorância, desde a tecnologia até (parece-me a mim que também sou basicamente ignorante no assunto) aos fundamentos do Direito.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por jpgm em 07-03-05 22:07 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    A comparação com o disco dos camiões não faz muito sentido. A velocidade a que o camião anda e as horas de paragem que o condutor faz não têm grandes caracteristicas de privacidade e são essenciais para garantir a segurança de todos nós que andamos nas estradas.
    Sempre encarei o administrador de sistemas como uma especie de confessor, que tem uma responsabilidade ética bastante maior do que a que existe na maioria dos empregos, excepto, provavelmente, na profissão de padre! Há muitas situações em que, desde que as pessoas estejam informadas não vejo grande problema em que as workstations tenham o VNC instalado. Eu já fiz isso, mas tinha o serviço desligado e quando precisava de dar assistência à pessoa pedia-lhe para carregar no icone primeiro.
    No caso relatado, no entanto, há diferenças importantes, os computadores não estão num escritório qualquer, estão num hospital, e nesses computadores podem estar fichas médicas de doentes, que, juntamente com dados de processos penais, são dos dados mais sagrados que existem. Um médico antes de aceder a esses dados teve que fazer um juramento, não me parece que seja normal permitir que um administrador de sistemas possa aceder a eles seja por que motivo for....
    Cumprimentos! zp
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-03-05 22:33 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Há muitas situações em que, desde que as pessoas estejam informadas não vejo grande problema em que as workstations tenham o VNC instalado.

    E que foi exactamente o que referi. Desde que o utilizador seja avisado (e até tenha controlo) não há nada que impeça a utilização de tais ferramentas com fins administrativos.

    No caso relatado, no entanto, há diferenças importantes, os computadores não estão num escritório qualquer, estão num hospital, e nesses computadores podem estar fichas médicas de doentes, que, juntamente com dados de processos penais, são dos dados mais sagrados que existem.

    Isso é muito bonito na teoria mas na prática não é bem assim. Em qualquer lado, o acesso a informações de pessoas deve ser condicionado (e penso que tal é exigido por lei), mas dificilmente se pode negar a um administrador acesso aos suportes onde reside tal informação, por motivos óbvios. Existe uma grande responsabilidade ética sobre os administradores de sistemas nestes casos, porque se não faz sentido negar acesso de um administrador a uma base de dados que precisa de ser copiada, é inconsequente permitir que qualquer caramelo aceda inadvertidamente a dados de milhares de pessoas.

    Já agora, normalmente as fichas médicas dos doentes são guardadas em bases de dados e em muitos casos o relatório pode passar por duas ou três pessoas antes de chegar ao paciente, por isso a questão da segurança é muito mais complicada. Eu falo disso com conhecimento de causa, já fiz parte da equipa de administração de um (na altura pequeno) hospital privado e trabalhei em desenvolvimento de software para a área hospitalar.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por bêbado em 07-03-05 18:43 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Só por curiosidade, que tipo de problemas remotos exigem acesso VNC para os resolver?

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 07-03-05 18:53 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Qualquer problema relacionao com azelhisse do utilizador, ou qualquer outro problema que exija a manutenção por pessoal especializado em que o custo da deslocação assim o justifique, ou ainda qualquer outro problema em que não seja necessária a intervenção física, são só algumas das razoes que vejo para tal.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por bêbado em 07-03-05 19:01 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Bom, essa resposta é um bocadinho genérica.

    Em concreto que problemas é que exigem um acesso VNC que não possam ser resolvidos, por exemplo, por ssh?

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por vegeta em 07-03-05 19:44 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://futsal.turquel.com
    Bem, ssh se o pc for Windows... Não é facil...
    PoWeREd bY TuRQueL HaRdCoRe, bJeCa StYLe!!!!
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por kaser em 07-03-05 20:16 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://kaser.nsk.yi.org
    aí é que te enganas :)

    existem servidores ssh para windows e podes fazer muita coisa remotamente.

    Re:Outra... (Pontos:1)
    por kaser em 07-03-05 20:24 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://kaser.nsk.yi.org
    aqui

    ou no openssh.org aqui
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por leitao em 07-03-05 22:49 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Como e' que reinstalas o Office via ssh ?


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:Outra... (Pontos:2)
    por MacLeod em 08-03-05 0:34 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Usas o X11 forwarding ;-) Agora mais a sério, talvez seja possível usando o rundll32.exe e porcarias do género.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 08-03-05 18:55 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Sim tb... e poupo imenso trabalho nisso... acordem...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por vegeta em 08-03-05 10:07 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://futsal.turquel.com
    Pois, exactamente!
    PoWeREd bY TuRQueL HaRdCoRe, bJeCa StYLe!!!!
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por quantum em 08-03-05 13:54 GMT (#59)
    (Utilizador Info)
    No need. Instalas via Group Policies. Remote Deployment.
    Mas num ambiente Windows o ssh não serve de grande coisa. Há pouca coisa que não possas fazer com as tools já existentes ou recorrendo a alguma forma de scripting (perl + WMI, p.ex.).
    Agora se o problema for o utilizador a dizer que não consegue imprimir no scanner, a forma mais simples de o ajudar é via VNC ou Remote Assistence. Poupa muitas horas ao telefone.
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por vegeta em 08-03-05 10:09 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://futsal.turquel.com
    Ok... O que é que podes fazer com ssh em windows? Aliás, sem ambiente gráfico pouco podes fazer se o winddows der problemas


    PoWeREd bY TuRQueL HaRdCoRe, bJeCa StYLe!!!!
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por Gothic em 07-03-05 20:08 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Claro, num hospital tu usas Linux em desktop.. LOL. Nem com o Windows lá vão, quanto mais com Linux, já para não falar dos programas específicos!

    Characteristic of life style...
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por jpgm em 07-03-05 22:13 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Em concreto que problemas é que exigem um acesso VNC que não possam ser resolvidos, por exemplo, por ssh?

    Alem de ser mais facil fazer administração de um windows com o rato, em vez do teclado, o VNC permite que o utilizador do pc veja o que está a ser feito para aprender ou tirar duvidas. É muito bom para tirar duvidas e até pequenas formações, remotas, individuais e acompanhadas de telefone.
    Cumprimentos! zp
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 08-03-05 19:06 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    Não pá é muito melhor fazer por ssh...

    É muito mais obscuro, e o utilizador não tem nada que ficar a percerber. E afinal, claro, sempre que ele tiver aquele problema estupido, que ele mesmo pode resolver, vai me voltar a telefonar seja a hora que for a chatear me ...

    Ok estava a brincar, mas eu acho piada a malta que me da como alternativa instalar um ssh num windows 98,me,xp a um vnc...

    Enfim... E como alguem ja disse em relação a instalar programas editar politicas e afins a meios muito mais práticos e eficientes, quando obviamente existe gestão centralizada de recursos, que é o pão nosso de cada dia de cada empresa ali da esquina. Ok ok... tava a começar a ser irónico, mas de qualquer forma desde que a coisa esteja bem planeada é muito mais simples o fazer doutra forma e não vale a pena reinstalar a roda.

    Regards,


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 08-03-05 19:00 GMT (#67)
    (Utilizador Info)
    E pa realmente vê-se que não deves ter sobre a tua alçada muitos utilizadores do windows...

    Tu já viste o que é resolver problemas num windows, que nao o w2k3 via consola?

    A ideia é poupar trabalho, por exemplo quando alguem te liga a meio de algo importante, a dizer que a impressora simplesmente não imprime e que já tentou de tudo e não sei que mais, e ao inves de andares a tentar explicar por telefone ao rico utilizador, aonde fica o botão xpto, vais la, metes a impressora on-line, porque afinal o problema até era esse, e com 5 ou 4 cliques se não muito, tens o trabalho feito.

    Mas se isso te parece interiramente inútil então não sei o que te diga.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 09-03-05 4:07 GMT (#74)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    e no dia em que todos os problemas sejam facilmente diagnosticado, eu até penso em usar MS.
    se se deixarem de práticas ilegais e concorrem livremente de vez.
    portanto, quando o inferno gelar.
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por Lamego em 07-03-05 19:51 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.ptlink.net
    Todos o tipo de problemas que os utilizadores não são capaze de resolver por si próprios e todos os tipos de problemas que podem ser resolvidos com as várias dezenas de outro software comercial que existe para o efeito.
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por jpgm em 07-03-05 22:10 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Já trabalhei numa empresa que tinha escritórios em diversos pontos do pais, ligados por rede, e o VNC é do melhor para fazer manutenção em workstations, e tambem para prestar assistencia remota à pessoa, que via o rato a mexer enquanto eu lhe explicava, por telefone, o que estava a fazer.
    Cumprimentos! zp
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por CrLf em 07-03-05 22:31 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    O VNC do Windows mostra claramente quando alguém está ligado, portanto não é algo que se consiga fazer à socapa.

    Seja como for, dá para configurar para pedir permissão antes de aceitar uma ligação.

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por Gothic em 08-03-05 9:18 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Acho melhor usarem outro tipo de VNC (ex: TightVNC), pois nem todas as máquinas são WinXP. Pois num Hospital existem máquinas, desde win95 (uma ou duas), win98, winxp, win nt4, win2000, etc..

    Characteristic of life style...
    Re:Outra... (Pontos:2)
    por CrLf em 08-03-05 12:18 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Errm, conheces mais do que um VNC?

    O TightVNC é apenas uma data de patches em cima do RealVNC.

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por Gothic em 08-03-05 14:23 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Conheço :P Pelo que vi o WinVNC (RealVNC) é preciso pagar..

    http://www.realvnc.com/products/enterprise/

    Isto para teres as funções todas.

    Characteristic of life style...
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por Othala em 08-03-05 0:06 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Aqui na minha empresa em que 90% das máquinas corre windows, em todas elas têm o serviço de VNC a correr. Todos os utilizadores sabem disso.
    É uma ferramenta de trabalho para administração de pc's que não dispenso. Updates de software, formação à distância, configurações, etc.

    Indispensável ...
    Re:Outra... (Pontos:1)
    por luisfernandes em 09-03-05 1:22 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    Uma Empresa é uma organização.Esta por sua vez é composta por pessoas. Nas Empresas existem vários tipos de gestores que actuam em áreas conceptuais, técnicas ou humanas, mas cujo o principal objectivo é primeiramente pensar no bem da Empresa. Um administrador de sistemas não deixa de ser um gestor, muito pelo contrário, e o departamento ao qual pertence é tão importante quanto os outros e as medidas tomadas são aprovadas pela direcção, o que não quer dizer que não possam ser consideradas imorais, amorais ou mesmo ilegais, em certo casos. No entanto o caso aqui relatado do uso do VNC não pode ser considerado abusivo porque a ferramenta apenas está a facilitar o trabalho do administrador de redes, ou por outro funcionário qualquer do Help-Desk. O autor do comentário parece também não ter conhecimento de causa suficiente, e deixa transparecer alguma imaturidade. Na verdade o pensamento contigencial diz-nos que não existe uma única solução para resolver um problema, mas podemos encontrar uma que de acordo com o nosso método de trabalho atinga os objectivos e seja eficiente. Basta que cada um tenha os seu objectivos devidamente priorizados, e seja moralmente correcto. Abraços, Luís Fernandes
    "Vale mais saber um pouco de tudo, do que saber tudo de pouco". Blaise Pascal
    Mais leituras interessantes (Pontos:2, Informativo)
    por iMorpheus em 07-03-05 17:06 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    No âmbito de uma cadeira cultural (Ética Geral e Aplicada) do meu quarto ano, desenvolvi um pequeno trabalho (4 pags) sobre um caso de violação de privaciadade em ambiente organizacional.

    A análise foi feita segundo o ponto de vista ético, focando a corrente utilitarista e a deontológica. Foi, também, incluido um enquadramento legal.

    Neste caso, convém ver este artigo muito esclarecedor, citado na bibliografia.

    Nas escolas? (Pontos:1)
    por bk em 07-03-05 17:09 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://preto.pt.vu
    Na minha escola os professores usam um programa  de acesso remoto aos PC's o AB Tutor, a malta tá nas aulas e o prof. chega lá e toma controlo dos nossos PC's  usa rato vê o ambiente de trabalho pen drive's etc.... n é ilegal? Uma coisa é estarmos a fazer mal o professor passar e escondermos o que estamos a fazer, mas outra coisa é o professor poder ver toda a nossa área na rede, bem como outras coisas que estejamos a fazer na rede, na bibilioteca, podem ver conversas online mails etc... n sei se n será ilegal :p


    You wont learn if you don't seek
    Como dizia o outro Bofh (Pontos:1)
    por karamelo em 07-03-05 19:59 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    I read your email, but i don't ever get THAT bored.
    Solucao simples... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 07-03-05 21:22 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Arranjas qq coisa escrita da parte dos teus superiores, em que te autorizam a fazer isso, etc etc etc. A seguir, fazes e pronto. What's the problem ? Quem quer ter privacidade, tem inumeras ferramentas à disposição. A ignorância não é uma fatalidade, é uma opção... E isto vai começar a acontecer mais vezes nas empresas, à medida que saem estudos a "determinar" o nr de horas que os funcionários perdem agarrados a fazer forward de lixo para os amigos e colegas... Trust me...

    O Gildot é um site de notícias, onde se transcreve um conteúdo de uma notícia, quanto muito traduz-se e reporta-se a fonte.
    by 4GR
    Re:Solucao simples... (Pontos:2)
    por jmce em 07-03-05 22:48 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    O problema é que se o acto for ilegal a autorização escrita não vai cancelar a ilegalidade para os subordinados que "só cumpriram ordens". Dependendo do que for pedido, pode-se estar obrigado legalmente a recusar cumprir a ordem. Tenho ideia de a consulta ao email dos empregados ser (explicitamente) ilegal e de isso já ter sido em tempos citado no Gildot, mas não me lembro agora da legislação (talvez alguém já a tenha referido acima, ainda não vi os comentários todos).
    Re:Solucao simples... (Pontos:1)
    por Gothic em 08-03-05 9:23 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    Sim, talvez percam tempo.. mas também é preciso ver que durante as normais 8 horas de trabalho, não podes estar a trabalhar até caír para o lado, esse tempo que dizem "perder", serve para descompressão..

    Não saiu um estudo que dizia que se devia dormir pelo menos uma hora depois de almoço (tipo alentejanos).. mas eu ainda acho que o melhor ainda era fazer uma pausa à quarta-feira de manhã =P

    Characteristic of life style...
    fascismo (Pontos:2)
    por CrLf em 07-03-05 22:40 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Por princípio eu não concordo com este tipo de invasão da privacidade dos trabalhadores. Um empregado não é propriedade da empresa, e tem o direito de receber e enviar email pessoal, desde que isso não interfira com o seu trabalho.
    Além de fascizante, este tipo de atitude não beneficia em nada a moral dos empregados.

    Dito isto, quem quiser manter-se à margem destes regimes, pode arranjar um certificado de email e convencer os seus contactos a usar também.

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:fascismo (Pontos:1)
    por lumacafi em 08-03-05 4:28 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    Concordo que um empregado não é propriedade da empresa. Agora inferir que receber e enviar mails pessoais não interfere com o trabalho é algo ingénuo. No início são os mails com imagens "engraçadas". No caso de ser um homem rapidamente a coisa progride para os clips porno. As mulheres ficam-se pelos pps com paisagens e "Totem"'s da amizade. E isto acaba por acontecer na maioria dos locais. Não me vou pronunciar sobre o cerne da questão. Apenas deixei este apontamento sobre o detalhe relevante de interferir ou não com o trabalho.
    Re:fascismo (Pontos:2)
    por André Simões em 08-03-05 4:39 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Se vamos por aí, tudo interfere, até os contactos pessoais com os colegas de trabalho.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:fascismo (Pontos:2)
    por [Cliff] em 08-03-05 9:38 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Ambos sabemos que há coisas beeeemmmmm piores... interfere mais no meu trabalho o ruído provocado pelos meus colegas de open-space que os emails ou mesmo o Gildot.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:fascismo (Pontos:1)
    por lumacafi em 08-03-05 13:50 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    No teu caso o ideal seria isto.
    Re:fascismo (Pontos:2)
    por CrLf em 08-03-05 12:21 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Tu não consegues ter um empregado concentrado no trabalho e apenas no trabalho durante 100% do tempo. Se tentares, apenas vais conseguir empregados estafados, desmotivados e revoltados, logo menos produtivos.

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:fascismo (Pontos:1)
    por lumacafi em 08-03-05 13:47 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    100% de acordo nesse aspecto.
    No entanto na óptica do empregador, está a ser feito um uso abusivido de um recurso da empresa.

    O mesmo seria dizer que fulano usa o carro da empresa para trabalho. Mas aproveita e usa o mesmo veículo para ir as compras ou levar os filhos ao infantário.
    Neste exemplo poderão afirmar que há desgaste do material, bem como consumo de combustível. No caso do e-mail um empregador poderá usar o argumento do consumo de electricidade e internet.

    Como em tudo é preciso que impere o bom senso tanto de parte dos empregados como dos empregadores.

    Re:fascismo (Pontos:1)
    por iMorpheus em 09-03-05 9:14 GMT (#76)
    (Utilizador Info)
    Como em tudo é preciso que impere o bom senso tanto de parte dos empregados como dos empregadores

    Concordo. Mas porque as pessoas não devem estar à mercê do bom senso dos outros existe a lei.

    O facto de um empregado ter carro da empresa não justifica, por exemplo, a instalação de um GPS para ver se o carro está a ser utilizado segundo o que foi acordado.

    Da mesma forma não é aceitável espionar os emais para ver se realmente são de trabalho ou pessoais

    E a lei é muito clara nesse sentido. E o sentido ético também.

    O principal problema reside nos perigos dessas monitorizações.

    Salvaguardas o patrão do comportamento dos empregados mas colocas os empregados dependentes do comportamento do patrão.

    Re:fascismo (Pontos:1)
    por Othala em 08-03-05 16:54 GMT (#62)
    (Utilizador Info)
    O problema não é o envio de um ou outro email pessoal problema e mais "grave", se um utilizador quase só envia mails pessoais todo o dia. Em 200 emais (10 são de trabalho e 190 sao "piadinhas")
    Re:fascismo (Pontos:2)
    por CrLf em 09-03-05 0:49 GMT (#71)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    E isso implica espiolhar o conteúdo das mensagens?

    Basta implementar filtros estúpidos que bloqueiem emails com MPEGs ou WMVs, ou mesmo PPS anexados.
    É claro que isto não impede que estes entrem "zipados", mas quem é que quer ter este trabalho? Se fazer forward custar mais do que um clique, ninguém faz.

    --
    Carlos Rodrigues
    Big brother is watching you (Pontos:1, Despropositado)
    por André Simões em 08-03-05 0:53 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Big brother is watching you

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Big Brother (Pontos:2)
    por Othala em 08-03-05 1:00 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Numa conversa com um administrador de sistemas meu conhecido, foi me comunicado, que na empresa dele a pedido da administração foi-lhe pedido para ser monitorizado as transmissoes do msn.

    Re:Big Brother (Pontos:1)
    por Gothic em 08-03-05 9:26 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://www.ClusterCube.com
    O MSN é algo que ele poderia bloquear fechando apenas a porta no servidor de proxy. Vale mais fazer isso, pois durante o trabalho também é um abuso estar à conversa em chats. E-Mail's é naquela...

    Characteristic of life style...
    Re:Big Brother (Pontos:1)
    por jKosh em 08-03-05 10:16 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Onde trabalho não há acesso a nenhuma dessas "mariquices". IM's ? P2P's ? nah

    Há email interno e quem quer ter externo pede q se crie um alias visivel externamente.

    Também há web/ftp via proxy (squid) fora do horário normal de trabalho de uma forma geral (muitos aproveitam a hora d'almoço para a sua navegação diária da praxe). Claro que esse horário não se aplica nas situações em que claramente há necessidade de acesso durante o horário normal, justificado pelo tipo de serviço desempenhado ou do projecto em que se está envolvido.

    Por haver postos com grande dispersão geográfica, usa(va)-se por cá o VNC mas agora com o W2K acho q se usa o MSM da M$ (remote administration whatever).

    Nos tempos do VNC tinha no startup o "WinVNC.exe -kill" por causa das tosses, pois como sabem, é possivel iniciar o VNC sem o trayicon visivel, e já não me lembro se é até possivel ter o processo invisivel para meros utilizadores normais, q é o q todos somos considerados por cá, mesmo q sejamos IT ou não, ou seja, há as habituais restrições de acesso à administração/utilização do posto, ninguém podendo dizer um "ai" sem ser necessária a intervenção dum operador ou do sysadmin (isto gera situações caricatas em q eu é q tenho q explicar ao operador o q é q ele precisa de fazer na maquina q me está atribuida... o rapaz calhou como operador logo é deus, alias, root-alike).

    Não sei se os emails são rastreados ou não, mas se forem, paciencia... eu trabalho aqui sempre com a consciencia q todo o meu mail pode ser visto, todos os meus GETS/PUTS HTTP são registados (sim, esta rant pode ser vista p'lo sysadmin), e q qq tipo q lhe apeteça pode estar a fazer um snif à rede (OLÁ!!!). ...é paranoico, mas assim terei menos surpresas (embora saiba q as terei sempre).

    Acho isto tudo bem ?
    Nem por isso... mas como n sou eu o sysadmin, só me posso queixar q há certos grupos de utilizadores (nomeadamente os IT) em q algumas restrições são exageradas... mas lá está, esta maquina não é minha, por isso cheguei a um ponto q n me esforço muito em tentar fazer as coisas de forma mais eficiente se as restrições n me permitem... it's their loss. Limito-me a usar as ferramentas q me dão para desempenhar o serviço q me pedem. Se isso implica ter q dar 6 voltas a mais do q é necessário e demorar o triplo do tempo, paciencia. (minto... por acaso esforcei-me qndo precisei de meter o Firefox... já n suportava o IE nem mais um segundo).

    bem... acho q já chega de offtopic em relação à pergunta original :P

    jK

    "Se não sabe ser profundo, seja engraçado" (C) moderation.shtml
    ...pronto, tb já tenho uma tagline :P
    Re:Big Brother (Pontos:1)
    por jKosh em 08-03-05 10:51 GMT (#50)
    (Utilizador Info)
    s/PUTS/POSTs/

    ...bah, vcs perceberam.

    jK

    "Se não sabe ser profundo, seja engraçado" (C) moderation.shtml
    ...pronto, tb já tenho uma tagline :P
    Re:Big Brother (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 09-03-05 4:12 GMT (#75)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    para quê? proxy com ssl via porta 80 em casa e weeee, lá se vão os filtros todos.
    why bother, really?
    -----
    Windows isn't done until Lotus won't run.
    Re:Big Brother (Pontos:1)
    por EFRS em 08-03-05 16:53 GMT (#61)
    (Utilizador Info) http://www.xsecurity.ws
    Onde trabalho o MSN é uma das principais ferramentas de trabalho, para falar com colegas da mesma sala (para não andarmos aos gritos) ou com colegas do mesmo departamento, temos o e-mail que pode ser utilizado á vontade e podemos navegar na web durante a hora de trabalho. Isto tudo é possivel porque a equipa é coesa e sabe medir muito bem o seu tempo.
    Por isso tudo depende do comportamento das pessoas e a sua subsquente prestação no local de trabalho.


    "Acta simulato substantiam veritatis mutare non possunt"
    Re:Big Brother (Pontos:1)
    por jKosh em 08-03-05 18:07 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    Sim, há q usar os recursos q geram a melhor rentabilidade. Se fosse eu a criar um espaço de trabalho, uma das ferramentas de q colocaria à disposição seria precisamente um IM ou um irc-server interno, bem como um WebForum interno para suportar "reuniões" impossiveis de ter em tempo real.

    Infelizmente, onde estou, teria q explicar à chefia e a 80% dos meus colegas quais as vantagens dum IM/ChatSystem. Por acaso tentei, há uns anos atrás, tendo como resultado apontarem o dedo para o telefone em cima da secretária. É q o telefone tb serve para comunicar com os utilizadores internos e externos... :/ utilizadores esses q 90% nem fazem ideia q raio será um IM ou IRC...

    Uma grande (des)vantagem da comunicação escrita (email, IMs, webforums) é precisamente a documentação automática, ou seja, "fica escrito" ;)
    ...isto dito por alguém q gostava de ter um a_minha_vida.log mas encriptado, claro :P

    jK

    "Se não sabe ser profundo, seja engraçado" (C) moderation.shtml
    ...pronto, tb já tenho uma tagline :P
    Point of view (Pontos:2, Interessante)
    por Hardcoder em 08-03-05 12:53 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Acho que é por este tipo de situações que a área de TI está ficar enfadonha de mais em Portugal e não só (mas nao falo do que nao sei).

    Normalmente quem trabalha em TI são técnicos,programadores,admins,etc.. e diga-se que de uma maneira geral somos pessoas muito criativas e não gostamos de estar a "martelar" na mesma coisa durante muito tempo.

    Penso que a filosofia de trabalho em Portugal nesta área deveria ser um pouco mais "wide open", e não tão restricta, quase apontando uma arma a cabeça de quem trabalha e afinal de contas está a fazer enriquecer a empresa.

    Eu por exemplo, isto claro é uma visão um pouco utopica mas aqui vai, se eu tivesse uma empresa eu nao me importava nada que os meus funcionarios tivessem uma area de playground dentro do edificio onde pudessem relaxar,ver tv, jogar consola, ler um livro, ouvir uma musica, falar, tocar viola piano whatever e podiam ir para la sempre que tivessem necessidade.

    Em troca apenas pedia que cumprissem os prazos estabelecidos, iria haver reunioes semanais, e talvez um pouco de "vestir a camisola". Isto tudo porque acho que a melhor maneira de trabalhar por exemplo como programador, seja estarmos rodeados de coisas que mexem com os neuronios e não ficar a olhar para um monitor 8 horas por dia a "martelar código".

    ja agora aconselho esta leitura: http://jonathanscorner.com/writings/hacker/printer.html BTW, olá a todos este é o meu primeiro post :D

    Outra maneira de ver as coisas (Pontos:1)
    por Hardcoder em 08-03-05 12:57 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    Acho que é por este tipo de situações que a área de TI está ficar enfadonha de mais em Portugal e não só (mas nao falo do que nao sei).

    Normalmente quem trabalha em TI são técnicos,programadores,admins,etc.. e diga-se que de uma maneira geral somos pessoas muito criativas e não gostamos de estar a "martelar" na mesma coisa durante muito tempo.

    Penso que a filosofia de trabalho em Portugal nesta área deveria ser um pouco mais "wide open", e não tão restricta, quase apontando uma arma a cabeça de quem trabalha e afinal de contas está a fazer enriquecer a empresa.

    Eu por exemplo, isto claro é uma visão um pouco utopica mas aqui vai, se eu tivesse uma empresa eu nao me importava nada que os meus funcionarios tivessem uma area de playground dentro do edificio onde pudessem relaxar,ver tv, jogar consola, ler um livro, ouvir uma musica, falar, tocar viola piano whatever e podiam ir para la sempre que tivessem necessidade.

    Em troca apenas pedia que cumprissem os prazos estabelecidos, iria haver reunioes semanais, e talvez um pouco de "vestir a camisola". Isto tudo porque acho que a melhor maneira de trabalhar por exemplo como programador, seja estarmos rodeados de coisas que mexem com os neuronios e não ficar a olhar para um monitor 8 horas por dia a "martelar código".

    ja agora aconselho esta leitura: http://jonathanscorner.com/writings/hacker/printer.html BTW, olá a todos este é o meu primeiro post :D

    E-mail *da empresa* monitorizado *pela empresa* (Pontos:2)
    por JohnnyBigodes em 08-03-05 13:31 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    E qual a legalidade de um empregado usar a conta de e-mail da empresa para uso pessoal? Ou seja, imaginemos o seguinte:

    Sou uma entidade patronal, e tenho domínio e contas qqcoisa@empresa.pt. Aviso os meus empregados que a conta é para uso da empresa e está sujeita a monitorização (tal e qual como é qualquer correio que venha endereçado *à empresa*). Os empregados podem usar as suas contas pessoais se quiserem, mas se usarem a conta empregado@empresa.pt, serão guardadas cópias do e-mail. Isto será ilegal? Alguém faz ideia?
    Re:E-mail *da empresa* monitorizado *pela empresa* (Pontos:1)
    por jKosh em 08-03-05 17:45 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    E eu responder-te-ia da seguinta forma:

    _ ok chefe... e q é q faço aos mails com assuntos pessoais enviados pelas pessoas q tive contacto profissional ? Posso fazer um reply a dizer "pá, para estas cenas tens q usar o mail er... ah pera, n quero q a minha entidade patronal saiba o meu mail pessoal, para n começar a receber mail profissional em casa... hmmm... eu telefono-te! ah... pera lá q só tenho o teu contacto profissional... tens q me enviar o teu pessoal mas... hmm... n envies por aqui q.... OLHA ESQUECE!" ?

    ...seria este reply considerado pessoal ? Se sim, como é q ia avisar a pessoa para parar de me enviar mails pessoais para o contacto profissional ? ;) (esta parte tou meio no gozo, mas a seguir é à séria:)

    A empresa, a partir do momento q tem *PESSOAS* como seus colaboradores, só se for governada por fascistas e/ou lunáticos é q poderá sonhar com a total despersonalização dos assuntos e dos recursos disponiveis.

    Já agora, tb sabe bem à entidade patronal pedir uns minutitos (horas) extras e uns sacrificios de vez enquando ao colaborador n é ?

    E quantas vezes os primeiros a usar os recursos das empresas para beneficio pessoal n são precisamente os gestores ? Pois.

    Nem sei se do ponto de vista legal/fiscal esse uso é correcto, nos casos em q o gestor é o patrão e vice-versa (PMEs).

    A questão toda não está na monitorização mas sim no controlo de abusos. Se um sysadmin comunica à sua chefia q o causador de excesso de trafego anomalo é determinado serviço, por exemplo o mail, estando a pesar demasiado nos recursos disponiveis, n custa nada comunicar aos utilizadores para q façam um uso correcto e tenham algum cuidado com o q enviam, tamanhos, quantidades etc, sob pena de futuras restrições.

    Penso q a questão deveria ser vista pelo lado do abuso flagrante dos recursos disponibilizados pela empresa para o bom desempenho do serviço esperado.

    A questão de "espreitar" o conteudo do mail coloca-se quando ? Se há suspeitas de actividade ilegal ou espionagem industrial ? ...n é necessário avisar as autoridades competentes nessas situações ? O:)

    Agora, se me dizes "ah, mas os empregados podem usar as suas contas pessoais para essas coisas!" ...achas q um empregado q sabe q monitorizas o trafego de rede ia cair nessa ? Mail pessoal uso-o em casa, obrigado. "ah mas é SSL e tal..." tábem... mas por azar onde trabalho n posso aceder a POP3 externos, e WebMail é uma real seca, se bem q para desenrascar o Gmail dê jeito sim senhor, com a vantagem de ter o acesso POP3 de casa.

    jK

    "Se não sabe ser profundo, seja engraçado" (C) moderation.shtml
    ...pronto, tb já tenho uma tagline :P
    Re:E-mail *da empresa* monitorizado *pela empresa* (Pontos:2)
    por JohnnyBigodes em 08-03-05 20:10 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    Pá, eu acho que tu "missed the point" um bocado :)

    A questão seria que poderias como empregado usar o e-mail da empresa à vontade para conversas pessoais, simplesment que ESSA CONTA iria ser monitorizada porque supostamente é para assuntos da empresa. Será que este procedimento seria legal, desde que os empregados fossem avisados previamente?
    Re:E-mail *da empresa* monitorizado *pela empresa* (Pontos:1)
    por iMorpheus em 09-03-05 9:22 GMT (#77)
    (Utilizador Info)
    Segundo entendi só se pode monitorizar genericamente ou estatisticamente.... mesmo com aviso.

    A questão seria que poderias como empregado usar o e-mail da empresa à vontade para conversas pessoais, simplesment que ESSA CONTA iria ser monitorizada

    Pois.... assim o patrão fica salvaguardado.... e o empregado?

    ILEGAL SEM CONHECIMENTO DOS UTILIZADORES!!! (Pontos:3, Informativo)
    por tyFUZZ em 08-03-05 17:48 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    A revista ExameInformática, no seu passado número de Fevereiro de 2005 foca o seguinte em relação ao acesso à internet por parte dos funcionários de uma empresa:
    "INTERNET - O controlo da utilização da Internet deve ser sujeito a um regulamento interno do conhecimento de todos os utilizadores, que terá de ser notificado junto da Comissão Nacional de Protecção de Dados. Segundo deliberação da CNPD, o controlo efectuado pelo empregador deve privilegiar a globalidade dos acessos, em vez da utilização individual. No caso de se proceder ao controlo individual, a CNPD recomenda que este incida apenas na contabilização do tempo de conexão médio, independentemente dos sites consultados. A contabilização do tempo de acesso diário e a identificação dos sites consultados só deverão efectuar-se para comprovar junto do trabalhador determinado tipo de utilização." Deixo aqui também links para a visualização do artigo da Exame Informática que referi:

    Página 01 (de 06)
    http://img187.exs.cx/img187/3003/eifev2005pag018003yf.jpg

    Página 02 (de 06)
    http://img196.exs.cx/img196/7509/eifev2005pag028005ra.jpg

    Página 03 (de 06)
    http://img176.exs.cx/img176/4165/eifev2005pag038005vw.jpg

    Página 04 (de 06)
    http://img79.exs.cx/img79/2881/eifev2005pag048005kc.jpg

    Página 05 (de 06) - Destaquei a vermelho a caixa sobre navegação internet nas empresas.
    http://img176.exs.cx/img176/3466/eifev2005pag058002eu.jpg

    Página 06 (de 06)
    http://img175.exs.cx/img175/4180/eifev2005pag068006rp.jpg



    ---
    tyFUZZ
    Mais um ponto de vista (Pontos:1)
    por marx em 10-03-05 1:30 GMT (#78)
    (Utilizador Info)
    Este assunto também é discutido em http://sindicatodosinformaticos.blogspot.com/
    Responsabilidade Criminal (Pontos:2)
    por chbm em 10-03-05 14:33 GMT (#79)
    (Utilizador Info) http://chbm.net/
    Não te esqueças que em qualquer caso a responsabilidade criminal é tua. A resposta correcta para estes casos é
    "Vou preparar os meios necessários. Fico à espera de um despacho da Administração e de um parecer do Gabinete Juridico para pôr o sistema em funcionamento".

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]