gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Jazztel já fornece o TriplePlay
Contribuído por AsHeS em 19-01-05 9:31
do departamento 3 em 1
Tecnologia Anonimo Cobarde escreve "Depois de ser comprada pelo grupo SGC de João Pereira Coutinho, a Jazztel torna-se o primeiro operador nacional a fornecer o serviço 3P (Televisão, Internet e Telefone) com televisão digital, sob o nome de TMAX.
O Pacote inclui televisão Digital, 5Mbs de Internet e telefone fixo, tudo na mesma factura a um preço de 50 euros + 10 euros de chamadas. O serviço chega ao Cliente através de uma nova tecnologia de WAN (BFWA), que permite usar o RGE do edificio (Cabo coaxial já instalado) como rede de acesso.
Para quem não se lembra, o grupo de Pereira Coutinho era o detentor da licença para a Televisão Digital Terrestre."

Uso de Software OpenSource em Sistemas de Informação | Je suis trés content parce que...  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Jazztel
  • TMAX
  • Mais acerca Tecnologia
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Cobertura (Pontos:1)
    por nifan em 19-01-05 9:41 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Mas como muitas soluções de adsl e cabo o maior problema para o consumidor é a cobertura a nível nacional, primeiro que um produto desta natureza chegue a um consumidor longe dos grandes centros urbanos vira um século novo :).

    "Microsoft gives you Windows, Linux gives you the whole house"
    Re:Cobertura (Pontos:1)
    por Overclocking em 19-01-05 10:51 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.freestarthost.com/
    Precisamente. Na Covilhã, onde estou actualmente, nem daqui a 2 anos isso chega aqui. Omeu maior sonho era mesmo a linha de 8 Mbits da Clix, mas primeiro ainda vai o homem a Plutão e só então isso chega cá :(.
    Re:Cobertura (Pontos:1, Despropositado)
    por Lowgitek em 19-01-05 11:07 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Pá o meu maior sonho neste momento, era mesmo a crise economica ir de vela o mais rápido o possivel.

    Quero bem lá saber dos 8MBits da Novis/Clix/Whatever!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Cobertura (Pontos:0, Despropositado)
    por nifan em 19-01-05 11:12 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Qual crise?
    Muitos portugueses não sentem o peso da crise económica ;)
    Eu pessoalmente não tenho essa sorte.

    "Microsoft gives you Windows, Linux gives you the whole house"
    Re:Cobertura (Pontos:1, Despropositado)
    por Lowgitek em 19-01-05 14:09 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Isto faz me lembrar um certo discurso duma personagem que por sinal já se pos a milhas deste fim de mundo de país. E esperto foi ele...

    Não vou ... não vou.. não vou... tenho um compromisso com os portugueses...

    poucos dias depois...

    Até mais breve... (que espero que seja durante bastante tempo)...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por 4Gr em 20-01-05 2:51 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Ele faz mais lá, do que qualquer ministro cá.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 20-01-05 11:21 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    epah ... sabes ... sofres de incapacidade de raciocinio proprio ... Sem ouvires nada, abstrai-t e pensa ... ponto de vista pessoal, cargo muito melhor, melhor cargo politico do mundo que ele poderia alguma vez atingir... ponto de vista de governo, faz cá falta porque o seu governo estava com punho de ferro e a sua saida causou instabilidade governativa ... do ponto de vista nacional, é sempre bom para o orgulho nacional ter alguém português a comandar a europa.

    Se fosse espanhol ... dizia-se os espanhois é k são fixes, estão em tudo ... mas como é português estão-se a borrifar.

    A isto chamo sintoma de "os que não é nosso é que é bom" ... ao passo que eu tenho "instinto nacionalista de que o que é nosso é que é bom".

    Poderia-t explicar o porquê de um, e o porquê de outro e quando acontecem ... mas acho que não vale perder tempo nisso.

    Ah ... outra coisa ... antes de dizeres seja o que for, pensa 1º só pelo teu pensamento. isto hoje está dominado de politiquices, jornalistas da tvi com opinião e pensamento colectivo minoritário (sim, porque acho que os relatos dos média, por vezes corresponde a um pensamento de minoria).

    ou tu tb és um tvi news addicted (axo que akilo por vezes merecia ser censurado, principalmente com a moura guedes)?


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2, Despropositado)
    por gass em 19-01-05 11:35 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    Existe o medo colectivo da crise.
    Crise é para aqueles que ganham pouco e se contentam com isso, não dinamizando as suas actividades.

    Crise é para aqueles que mês após mês sobrevivem com fundos de desemprego e subsidios estatais afins, trabalham por fora e ainda são contratados paera irem às manifs.

    Trabalho à muito ... felizmente ... emprego ... isso já deixou de existir à muito. O problema é que as pessoas não têm mentalidade aberta e que têm o cu seguro num emprego para toda a vida.

    Vocês podem gostar da rotina ano, após ano. Eu não.

    Crise ... só por má gestão de recursos financeiros (leiam-se investimentos a mais, dinheiro a menos - leia-se antes ... consumo a mais ... pk o investimento tem retorno).

    Aliado a isto, uma grande cobertura dos média, instala-se a crise nacional.

    Portugal ainda vive o pós 25 de abril. Parece que não foi a 1ª geração do pós revolução que melhorou isto ... venha a 2ª.

    ----- tou de mau humor hj ------

    Gostava de ver discutida aqui no gildot as opiniões sobre a crise, politicas à parte, esquerdismos à parte, capitalismos tb ... quem está afectado, como ...


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por bêbado em 19-01-05 12:47 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    "O problema é que as pessoas não têm mentalidade aberta e que têm o cu seguro num emprego para toda a vida"

    Desde quando é que ter um emprego e fazer por o manter é sinónimo de ter uma mentalidade fechada?

    Normalmente, esse tipo de argumentos vem do lado do patronato (ou dos 'empreendedores'), que procuram desregulamentar e desregular os vínculos contratuais.

    Mas é por demais sabido que não poucas vezes as ideias dos mandantes são assimiladas pelos mandados, e por estes repetidas como verdades gerais.

    "Aliado a isto, uma grande cobertura dos média, instala-se a crise nacional. "

    Um conhecido meu vai mais longe: "quem faz a crise são os Media!"

    O que me leva a concluir que se ninguém falar da crise ela não existe. E resolvia-se o problema. Aliás, o problema seria um falso problema.

    A malta fala, fala, fala... mas quando chega a hora de decidir (votando), fica tudo na mesma.
    Há 31 anos que tem sido assim.

    Só deus sabe quanto tempo falta para sairmos deste ram-ram...

    ~~~ O vinho é q'induca e o fado é q'instrói ~~~
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 20-01-05 10:07 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    "Desde quando é que ter um emprego e fazer por o manter é sinónimo de ter uma mentalidade fechada?"

    Desde que as pessoas (tipo trabalhadores do estado) se queixam que ganham muito pouco e tal, estão a perder as consultas dos dentes (que custam um balurdio) de borla e tal e não mudam da puta do emprego, se o detestam tanto.

    Desde que o raio dos professores não arranjam outro emprego pk ainda n perceberam (se calhar só eu é que vi) que estamos a deixar de ter uma grande população jovem, e esses jovens continuam a encher cursos de professores ---- lindo serviço.

    Desde que toda a gente se queixa de pobreza e tal coitadinhos e depois quando se tenha colocar essa gente para trabalhar eles dizem "ah e tal ... tamos bem assim " --- já vi, já tive falta deles para trabalhar,já tive essa resposta

    "Normalmente, esse tipo de argumentos vem do lado do patronato (ou dos 'empreendedores'), que procuram desregulamentar e desregular os vínculos contratuais."

    Talvez sim, seja um bom pretexto, para mandar embora akeles gajos que se apanharam efectivos à meia duzia de anos e agora já n mexem uma palha. (se soubesses um exemplo que sei :P)

    "O que me leva a concluir que se ninguém falar da crise ela não existe. E resolvia-se o problema. Aliás, o problema seria um falso problema. "

    Tu já ouviste falar em medo em massa, ou ... reacções em massa?.

    Crise: Abre uma loja no alentejo, numa vila pequena, num ramo em que já há milhentas lojas e essas custam a vender. Passado 3 dias fecha. Pk? por causa da crise. Claro que depois tb n pagam a quem deve, por causa da crise. E depois, como esses tb devem, assim já n podem pagar , and so on, and so on. --- percebeste o exemplo? falta de dinâmica empresarial.

    "A malta fala, fala, fala... mas quando chega a hora de decidir (votando), fica tudo na mesma. "

    Epah ... isto n vai assim. E n quero falar de partidos politicos, pois na realidade, não me revejo em nenhum, nem em ideia, nem com as pessoas. Porém procuro votar naquele que mais tenta apoiar aquilo que penso.

    Agora n voto em partidos que dêm mais dinheiro para os pobres. voto num que lhes dê trabalho e lhes tire um pouco de impostos, mas por amor de deus, já temos gente suficiente a ganhar dinheiro sem fazer nenhum.

    N voto num partido que não faça reformas populistas (aquele que tem mais reacções contra é cá dos meus ... tem k se fazer, faz-se e acabou)

    N voto em partidos que só falam ao desbarato só para ganharem audiencia, só para o espectaculo.

    N voto em partidos cujas doutrinas estão paradas no tempo e se contradiz na mesma frase.

    "Só deus sabe quanto tempo falta para sairmos deste ram-ram... "

    Falemos de ideologias.

    Na minha modesta opinião isso acaba quando:
      - tivermos uma real caça à corrupção (nestes ultimos anos temos-lhe chegado bem)

      - tivermos governos pouco corruptos (tb temos tido avanços)

      - tivermos subsidios estatais para fomentar crescimento economico, que implica aumentos de postos de trabalho, inovação e desenvolvimento.

      - passarmos de país manufacturante (penso que me faço entender) para país que se baseie nas suas capacidades tecnicas e tecnologicas (mas para que raio servem os milhões de licenciados em portugal?)

      - Haver cortes drasticos nas vagas para acesso ao ensino superior, principalmente ao nivel de cursos que n servem para nada, ou então para os quais n há emprego (aqui ninguém é aluno de ensino de biologia e geologia, pois não?) e fomentar o aparecimento de cursos tecnicos de equivalencia ao 12º ano, ou (quiçá) uma especialização de 2 anos depois disso.

    ---- até parece que ando em campanha ----

    --- Ah ... esqueci-me de referir aki uma coisa. Ali no patronato. Quando vês uma data de gajos à porta de uma fabrica a agitar bandeiras e a não deixar que saiam os camiões com as produções para vender, pk n recebem salario à 2 meses, k pensas?

    Ou então quando se forma um sindicato lá na empresa e começam a pedir mais papel higienico ... tá bem ... mais roupa lavada ... tá bem ... mais tempo para almoçar ... tá bem ... menor horario de trabalho ... tá bem ... um salario maior ... tá bem ...

    Eu aí pergunto-me ... será que eles pensam que a fabrica(ou o sitio onde trabalham) consegue suportar isso? Por vezes até é a maneira de fecharem mais depressa.
    Depois fazem as manifs, para "proteger" a fabrica, que incluir n deixar fazer dinheiro para lhes pagar o raio dos salarios em atraso.

    Não sou contra os sindicatos e etc, mas sim contra a falta de etica que estes têm, pois n procuram melhores condições para os trabalhadores, não ... procram o mesmo que toda a gente ... dinheiro por n fazer nenhum.

    -- Conheço uma pessoa (caso veridico) que ganha 90 contos e cada vez que ia comprar peixe, passava por uma cigana, à qual dava dinheiro. Dava-lhe pena que ela fosse assim. O engraçado é que essa dita cigana, além das esmolas, ganhava um subsidio do estado de igual valor que aquela que lhe dava esmola ganhava. Pedia esmola pk n tinha mais nada pa fazer.
    Não é bonito a solidariedade? Ou sou só eu que vejo gente que devia andar de fila de emprego, em fila de emprego à procura de um qualquer trabalho?

    --------- bem fico-me por aqui ------------

    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por fhc em 20-01-05 22:30 GMT (#27)
    (Utilizador Info)

    Estranhamente, meu caro, se eu considero que o teu discurso é correcto, embora um pouco populista, muitos papalvos daqui preferem a pobreza de Cuba à prosperidade dos Estados Unidos, e dirão que o Fidel não é nenhum ditador. Acredita-me, esta é uma guerra que não irás vencer, pois não lutam do outro lado com as armas da razão.

    Principalmente, quantos dos que aqui defendem a dita estabilidade laboral leram O Capital ou os Fundamentos da Doutrina Marxista Leninista, ou os livros deliciosos de Curzio Malaparte? Em jeito de provocação, já os li. E continuo de direita, seja isso contraponto à dita Esquerda, lerda, ignóbil, antropologicamente optimista mas socialmente desgraçada.

    Esta guerra não se vence. Já estou como o Nuno Leitão: faço menos intervenções. Ora, acusem-me de estar errado pelas vossas palavras, provarei estar certo pelos meus actos. Parece arrogante, mas quem me conheça saberá que não é. É assim que sei viver, é assim que me ensinaram, e assim o desejo.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 20-01-05 22:56 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    "E continuo de direita, seja isso contraponto à dita Esquerda, lerda, ignóbil, antropologicamente optimista mas socialmente desgraçada."

    Xipá ... n pensei que encontrasse por aki alguém que tb pensasse assim ... autoavalio-me sendo mais de centro-direita, mas nem de perto fã (leia-se votante) do partido portuês que é suposto representar essa facção :P Sei que muito pessoal daqui é de esquerda, até porque os ideiais de opensource são aclamados como sendo esquerdistas.

    "Esta guerra não se vence." Sou egoista ... quero um melhor futuro para mim e para os meus, mas para isso preciso de fazer mexer mais pessoal. Não tenho remédio e estou cada vez mais furioso com o proximo, cada vez que vejo alguém na tv a EXIGIR uma casa porque vão derrubar a sua barraca miserável, feita em terreno de outros, sem licença ... só me apetece partir a TV :P E pessoas com tão bom lombo pa trabalhar.

    "provarei estar certo pelos meus actos." O que já reparei é que há certas pessoas que cada vez que comentam são completamente assediadas ... de modo a lhe efectuarem uma completa lavagem cerebral em vez de se debaterem coisas interessantes.

    "o teu discurso é correcto, embora um pouco populista"

    É populista? Eu tento não ser , para isso servem os meus actos como prova.
    E não ... o fidel não é um ditador nem a doutrina marxista é ditatorial.
    (lenine e estaline tb n foram seguidores de karl Marx nem tão pouco ditadores)

    Eu é que vivo na terra e tenho juizo suficiente para não ir em certas lenga lengas.
    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por fhc em 21-01-05 10:07 GMT (#29)
    (Utilizador Info)

    Sou militante do PSD, se isso ajuda, muito embora deteste aquilo que o candidato a PM anda a fazer. Não sei se o percebeste, mas isso não é uma crítica a ti.

    Mais: a minha esposa é, imagina, assistente social. Tudo o que dizes é, por conhecimento próximo, correcto e confirmado: há muitas pessoas que querem viver à conta dos outros. Repara que temos uma constituição de direitos. Estamos bem. Não temos é uma sociedade de deveres. Estamos muito mal.

    Viver à conta dos outros é o desejo de grande parte do povo português. Mitiga-se a culpa vivendo à custa do Estado, que quer dizer à custa de todos, logo à custa de ninguém.

    Se eu fosse primeiro ministro (não sou candidato ;-)) nunca seria reeleito. Defendo uma purga imediada da função pública (despedimentos, se o preferirem), e eu dei o exemplo, há um ano, quando me despedi. Por falar nisso, criei duas empresas, das quais vivo, e numa delas faço real desenvolvimento tecnológico. Se aquii não digo o nome dela, é por não dar azo a que digam que me estou a promover.

    Surge a pergunta, portanto, onde te achei populista? Não foi nos argumentos, basicamente correctos, mas em não inferires que a correcção para esses comportamentos tem de ser feita gradual e faseadamente ou terás gravíssimos problemas sociais (ie, criminalidade e até, em caso extremo, miséria e saúde pública). Por mais que defenda despedimentos da função pública, desejaria fazê-lo gradualmente, via incentivos ao sector privado para contratarem funcionários públicos, e a um ritmo de cinco ou dez por cento por ano.

    Lembra-te, o Hitler era populista. Não deixava de estar correcto em muitas coisas. Deixou de estar correcto nas soluções que preconizava para a correcção. Esta é a diferença entre o populista e o estadista: o primeiro ruge, o segundo faz.

    Não vejas aqui uma crítica a ti. Vê apenas um ligeiríssimo desafio de quem concorda contigo, instando a que doravante moderes um bocadinho a linguagem e te coloques no lugar de quem não sabe fazer outra coisa que não viver do Estado, para não pareceres igual ao Francisco Loucão ou ao José Trocas-te ou, já que estanos nisso, ao Sacana Lopes. De resto, bute lá, que acertas na mouche.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 21-01-05 17:11 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    Tens razão nas tuas observações. Procuro não só ver defeitos, mas também recomendar soluções. Porém ... sim ... estou a ser drastico. ( uma acessora do bagão felix (ainda no ministério do trabalho) foi afastada do cargo. nas mãos dela tinha o dever de analisar quantos empregados do ministério estavam a mais. A conclusão a que ela chegou estava certa, a percentagem era ENORME e o problema é que ela queria cumprir aquilo a que se tinha prestado (em menos de 1 ano despedir centenas), logo, foi o proprio bagão que lhe teve que por os travões, e ela disse que tinha sido contratada pakilo e que se fosse diferente, n valia a pena continuar.)

    O desabafo aqui é que estou farto de sugadores de dinheiro do estado e fazedores de nenhum.
    Já me custou MUITO dinheiro precisar de mão de obra para ontem, ir ao IEFP "requisitar" pessoal e eles responderem uma semana depois, a dizerem que tinham contactado X pessoas, dessas X 50% recusaram e as restantes estavam à espera de resposta.
    Posso dizer que foi na agricultura, numa cultura de verão (tomate) e que na semana seguinte (quando o IEFP respondeu) caiu uma tromba de água (previsivel - daí o contacto ao IEFP) e arruinou cerca de 20% da produção, da qual mesmo com seguros, n tirámos 50% do rendimento que obteriamos se corresse normalmente.

    Isto é só mais um exemplo do estado das coisas.
    Como deixarem de trabalhar (sim ... os patrões têm que pedir por favor) para começarem a ganhar fundo de desemprego e ficarem em casa sem fazer nenhum.

    Assemelho o hitler (na parte que referes) ao salazar.
    Um caso critico é a barragem que alqueva que foi construida com o intuito de fazer regadio para a agricultura (nabos).
    Quando foi projectada por salazar tinha o objectivo de produção energética e em segundo plano de regadio.
    Agora têm o maior lago artificial da europa ... e sem nenhuma função.

    Epah ... vamo-nos candidatar a governo?

    Muita gente que não sabe, salazar entrou no governo numa situação identica a esta, em que era preiso mão de ferro. Foi "convidado" pelo PR. O problema é que se prolongou demasiado e se deu numa ditadura.
    No fundo não defendo ditadura, mas defendo medidas drásticas.


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por fhc em 23-01-05 22:16 GMT (#35)
    (Utilizador Info)

    Ainda bem que não me levaste a mal. Temia não ser bem compreendido, visto que não posso moderar as minhas palavras com expressões não verbais (faciais ou gestuais).

    Em primeiro lugar, digo-te que o IEFP não faz senão criar empregos para eles próprios. Todo o resto está em formação medíocre e inútil. Perfeitamente inócua, nem prepara pessoas para o mercado de trabalho, nem sequer tem a vildade de dar a aparência de valer alguma coisa. O que interessa é que as horas sejam dadas e as folhas assinadas. Recentemente desisti de duas assim, e crê-me que ainda não fui levantar certificados de presença que me foram atribuídos sabe-se lá como, tendo estado eu ausente da dita formação porque sinceramente tinha mais onde perder o tempo.

    Já fiz muita coisa na vida, e sinceramente prefiro o que faço hoje, já que tenho as minhas próprias empresas e crio a minha actividade. Se isso me torna um escroque e um explorador, insto a que falem com quem trabalha comigo--- por falar nisso, uma dessas pessoas é hoje minha sócia, e foi ela que propôs, para que conste.

    Um problema de portugal é que para os canhotosinhos, qualquer empresário é um escroque, porte-se ele como se portar. Eu pago os meus impostos na íntegra. Não sei viver de outra forma, pois assim fui educado. Na minha família paterna, se não podes viver honestamente num determinado sítio, mudas-te para onde podes e não torces as regras.

    De fação esta, posso dizer que nem concordo com quem pensa que um empresário é um ladrão, nem considero que seja um bom serviço dar-se trela aos milhares de jovens que querem ser professores no ensino público. Acho até que deveriam ser as escolas a contratar, e não o ministério, de modo a fixar professores. Acho que as escolas deveriam ser avaliadas, e lá me caíam os sindicatos em cima, classificadas e a gestão responsabilizada. Acho que a gestão das escolas não deve ser assegurada por professores, mas por gestores.

    Se gostaria de ser primeiro ministro nesta altura, digo-te que preferia mil vezes pegar no país nesta fase, onde só se pode melhorar, do que em cima, onde todos querem meter a mão. Uma coisa seria certa: não seria reeleito. Uma outra ainda mais: o governo seguinte não iria desfazer nada do que tivesse sido feito, apesar de todas as críticas lançadas durante o meu eventual ministério. Um pouco como o Fócrates Lilás, que afinal já gosta do Código do Trabalho do Bagão Félix, a quem tanto vilipendiou enquanto oposição.

    Com políticos destes só digo o seguinte: o Marocas tinha razão. Pena é que o tal golpe não se tivesse dado enquanto ele era Presidente e o Cavaco Silva em fim de mandato. Tínhamo-nos safado do Dom Guterres, o Indeciso e do Dom Sacana, o Trapalhão e do Dona Socratina, a Pimpinela Cor de Rosa.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 24-01-05 11:41 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    Realmente ... tens criatividade a reportar as opiniões.

    Conheço uma pessoa (daquelas empresárias que não tem um segundo a perder) que frequentou um curso no iefp para "aprender" a navegar na internet e a utilizar um pc em mais algumas funções que apenas iniciar a aplicação de sempre, utilizar essa mesma aplicação e no fim do dia encerrar o pc.
    Escusado será dizer que ... trouxe um maço de folhas para casa (com nada de jeito, alguns sites e respectivas descrições em inglês) e aprendizagem ... nenhuma.
    Como sempre, o meu tlm é o telefone de serviço, qualquer duvida é reportada imediatamente e prontamente respondida. Não é preciso dizer que com o dito curso nada aprendeu (nem digitar um endereço na respectiva barra), e bastaram umas 2 horas a meu lado que ganhou logo outra genica.

    Desde que eu vi uns alunos do IEFP local relatarem para o monitor, num curso de jardinagem, à hora de almoço: "Se agora de tarde formos cavar ... cavas TU (monitor)" - atenção que a observação é real e sentida.

    O mal é ainda por cima serem cursos pagos por ti, visto que também pagas os impostos.

    Concordo contigo quanto aos professores e quanto ao teu "reinado". talvez devesses mesmo te candidatar.
    O ensino está decadente ... a cada história que ouço mais me apetece despachar à pancada os professores nas manif's ... Desde turmas niveladas por baixo (pior que o nosso campeonato de futebol - nem ajudam os alunos com dificuldades nem incentivam os alunos com mais "avontade" - apenas facilitam), a faltas por tudo e por nada, atrasos na matéria (não, não foi por causa do atraso do calendário escolar - mas será essa a desculpa) .

    É assim que vai o nosso país: sem responsabilização nem consciência e sem pessoas competentes nos lugares devidos.

    Tal como falas nos gestores das escolas, gosto da ideia dos hospitais SA como tentativa de racionalização dos gastos e diminuição da factura de medicamentos (toda a gente sabe que o estado é uma bandalheira).
    Gostava também de ver mais familias com seguros de saude e mais poupanças.

    Epah ... tanto desejo ...


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por fhc em 24-01-05 21:40 GMT (#37)
    (Utilizador Info)

    Espero que a tal criatividade a reportar opiniões não seja um insulto encapotado ;-)

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 25-01-05 10:52 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    nop. descansa.
    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por edsonmedina em 21-01-05 20:28 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    miudo, não sejas tão radical

    sim, portugal é um país feito de ciganos, faz parte da cultura

    sim, muita gente anda a mamar do estado e não faz nenhum

    sim, muita gente tem empregos efectivos e como tal acham-se no direito de não bulir

    mas não, nem todos são assim

    sabes quando custa a vida? casa, comida, água, luz, gáz? tens noção de quanto ganha um empregado de fábrica? não dá para viver

    sabes quanto caíram os valores na mão de obra "braçal"? já ouvi falar de empreiteiros a pagarem 60cts por mês... sabes o que é bulir na obra? sabes o que é viver com 60cts?

    e essa coisa de o trabalhador ter de render 5 ou 6 vezes o que ganha senão vai passear... se o modelo de negócio for uma merda (como no teu caso da lojinha no alentejo, e como na grande maioria das empresas portuguesas), como é que o trabalhador vai poder render 5 ou 6 vezes mais?

    já reparaste no numero de empresas de outsourcing que tem surgido? são intermediários entre o trabalhador e o patrão... e como tal tiram uma fatia... e claro que as empresas preferem contratar outsourcing, não as obriga a vinculos

    é tão bonito falar quando se está na universidade e se tem uns trocos para gastar... um dia vais ter casa, mulher, filhos, contas para pagar, etc e vais mudar de idéias

    e essa actitude pro-activa de falar com o teu politico de eleição... ui... oh meu amigo... nem a esquerda nem a direita valem nada... estão lá todos por um motivo apenas: ganhar o deles para comprar barcos e casas de férias.

    vai ao site do instituto de emprego e formação profissional e repara no "counter" de pessoas inscritas e no counter de empregos/trabalhos disponíveis...

    mas não, tu tens razão, ninguem quer bulir... vamos já abolir a lei do trabalho e instituir o "trabalho" (em vez de emprego)... quando chegares ao fim do mês e não te pagarem chora.
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 21-01-05 22:50 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    " miudo, não sejas tão radical "

    Não sou radical. Aponto os pontos. Apenas relato aquilo que vejo e acho que está mal.

    "sabes quando custa a vida? casa, comida, água, luz, gáz? tens noção de quanto ganha um empregado de fábrica? não dá para viver "

    Sei quanto custa a vida. Viste-me aki dizer que se ganha bem? O meu problema é porque é que as pessoas se ganham mal, não procuram um trabalho em que ganhem melhor? - foi isto que disse.

    Acho que em portugal se ganha mal, isso começou a surgir quando surgiu a politica do pleno emprego, em que se reduziu o periodo de trabalho, ou outras restrições e em vez de 1 empregado, certas empresas tiveram que contratar 2.
    Claro que 1 bom ordenado para 1 pessoa é fixe, mas nenhuma empresa sustenta 2 ordenados bons.
    Atenção ... não começou, piorou.

    Agora tens que ver que esse operário compra casa (ok) carro, etc, etc, etc ... fora das suas posses. (o etc, etc é que estou a criticar)
    Eu conheço pessoas que escolhem passar fome e andar a fazer figura (roupa nova todas as semanas, carro de gama acima das suas posses, etc). Conheço n.

    "já reparaste no numero de empresas de outsourcing que tem surgido? são intermediários entre o trabalhador e o patrão... e como tal tiram uma fatia... e claro que as empresas preferem contratar outsourcing, não as obriga a vinculos "

    Claro. Falo-te de um exemplo critico. Há tecnicos de contas a pontapés, e o que se pretende é que as emopresas passem a ter os seus proprios tecnicos de contas (LDA). Só que ... um tecnico de contas (mesmo que faça outros serviços) ganha acima de 120 contos/mes , muito acima. enquanto que uma emopresa de contabilidade n cobra 80 contos pelo serviço. E digo mais, se o gajo t prejudicar, metes logo o fulano em tribunal.
    É por isto, n só financeiramente, mas também qualitativamente vantajoso ter outsourcing (n digo em todo o lado).

    "é tão bonito falar quando se está na universidade e se tem uns trocos para gastar... um dia vais ter casa, mulher, filhos, contas para pagar, etc e vais mudar de idéias "

    É verdade ... estou na universidade, é verdade, não tenho mulher e filhos.
    Tenho ordenado - 280 euros/mês - pago as minhas contas, os meus vicios. Raramente peço dinheiro extra, até porque tento fazer alguns biscates. E vou-me aguentando. Agora pergunto-me como é que pode existir gente que prefere viver com o fundo de desemprego (60 contos?) do que ir trabalhar.

    "e essa actitude pro-activa de falar com o teu politico de eleição... ui... oh meu amigo... nem a esquerda nem a direita valem nada... estão lá todos por um motivo apenas: ganhar o deles para comprar barcos e casas de férias. "

    Já referi aki que não me revejo em qualquer partido politico, apenas voto naquele que penso seja o melhor para o momento. E sim, tens razão.

    "vai ao site do instituto de emprego e formação profissional e repara no "counter" de pessoas inscritas e no counter de empregos/trabalhos disponíveis... "

    Lê a minha resposta ao fhc ... e depois vem cá falar. Been there, done that.

    "mas não, tu tens razão, ninguem quer bulir... vamos já abolir a lei do trabalho e instituir o "trabalho" (em vez de emprego)... quando chegares ao fim do mês e não te pagarem chora."

    HEI ... ACORDA Pah ... nunca disse trabalha de borla. Até porque eu GOSTO de ser pago, é um reconhecimento. Agora que há pessoal que quer receber e fazer algum nem pensar .... isso sim.
    E é esse pessoal que prejudica o proximo.

    Agora acerca dos negocios ... há pessoal que n tem pés nem cabeça. ( conheço um caso de um jardim de infancia em que compraram uma casa de habitação para adaptarem a jardim escola ... os tipos nem consultaram a legislação, enfiaram montes de marmore na casa ... do genero: caia um puto no chão, nas escadas, etc, partia-se todo ... fazes ideia quanto custa fazer isto? E nem t falo de outras copisas que fizeram, totalmente sem cabeça).

    Queres mais exemplo destes? Por que não contratar um raio de um eng civil e uma empresa de obras como deve ser para fazer o serviço? Tinham poupado dinheiro.

    "e essa coisa de o trabalhador ter de render 5 ou 6 vezes o que ganha senão vai passear... se o modelo de negócio for uma merda (como no teu caso da lojinha no alentejo, e como na grande maioria das empresas portuguesas), como é que o trabalhador vai poder render 5 ou 6 vezes mais? "

    Aí está ... se n rende, a loja fecha, pois claro !
    Imagina tu que montas um negocio. Partes a cabeça a tratar de tudo. Tens lá um gajo a trabalhar, a quem pagas atempadamente e ele n faz nenhum. Tu tens dores de cabeça porque n ganhas 100 euros com akilo por mês, chegas ao fim do ano e calhou a teres 1200 euros para ti, desse negocio ... achas que rende? E o investimento feito? E ...

    Há uns quantos PDF's no IAPMEI que devem ser lidos. por exemplo ... lê estese quiseres criar uma empresa ... muito pouca gente passa do ponto 1. Logo aí ... teriamos muito menos fracassos. (atenção ... tal como tudo as coisas são flexiveis, há pessoas que não encaixam nesses parametros, mas não deixam de ser bons empreendedores).


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por edsonmedina em 22-01-05 0:44 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Sei quanto custa a vida. Viste-me aki dizer que se ganha bem? O meu problema é porque é que as pessoas se ganham mal, não procuram um trabalho em que ganhem melhor? - foi isto que disse.

    Meu amigo, neste momento NÃO HÁ trabalhos onde ganhem melhor.

    Acho que em portugal se ganha mal, isso começou a surgir quando surgiu a politica do pleno emprego, em que se reduziu o periodo de trabalho, ou outras restrições e em vez de 1 empregado, certas empresas tiveram que contratar 2.
    Claro que 1 bom ordenado para 1 pessoa é fixe, mas nenhuma empresa sustenta 2 ordenados bons.


    Pior é que agora não se passou de 2 para 1 empregado bem pago, mas sim para 1 mal pago e a trabalhar horas extra. As empresas andam a explorar o desespero de muita gente.

    Agora tens que ver que esse operário compra casa (ok) carro, etc, etc, etc ... fora das suas posses. (o etc, etc é que estou a criticar)

    Acontece, mas não generalizes.

    É por isto, n só financeiramente, mas também qualitativamente vantajoso ter outsourcing (n digo em todo o lado).

    Claro que é... para as empresas.

    E vou-me aguentando. Agora pergunto-me como é que pode existir gente que prefere viver com o fundo de desemprego (60 contos?) do que ir trabalhar.

    Simples, eu também preferia ganhar os 60 do fundo de desemprego a andar a trabalhar que nem um cão por 80. Faz-se um biscate ou outro por fora e ganhas mais.

    O sistema é que não funciona. Fomenta o parasitismo.

    Agora que há pessoal que quer receber e fazer algum nem pensar .... isso sim.
    E é esse pessoal que prejudica o proximo.


    Certo, mas a crise não é toda culpa dos trabalhadores, mas sim da má gestão (tanto das empresas como do estado)

    Imagina tu que montas um negocio. Partes a cabeça a tratar de tudo. Tens lá um gajo a trabalhar, a quem pagas atempadamente e ele n faz nenhum. Tu tens dores de cabeça porque n ganhas 100 euros com akilo por mês, chegas ao fim do ano e calhou a teres 1200 euros para ti, desse negocio ... achas que rende? E o investimento feito? E ...

    Nesse caso acho que a culpa é do gerente, por não ter planeado o negócio em condições, por não perceber nada disto, ou talvez da má sorte... não do trabalhador, que apesar de não fazer nenhum, não tem culpa da má gestão do patrão. Fechem a empresa e da próxima vez planeiem as coisas bem.

    O que estou a dizer é que a grande maioria das empresas portuguesas não tem um plano de negócio decente, e colocam-se a si próprias nessa situação.

    É aquele típico negócio feito à portuguesa. Abre-se uma empresa duma actividade qualquer, começa a facturar-se alguns milhares de contos e começa-se a viver à larga (esquecendo os impostos, salários, reservas para os dias cinzentos, etc).

    Solução quando as coisas correm mal? dispensar os trabalhadores (que estão a recibos verdes) e contratar metade das pessoas (com salários ainda mais baixos, porque estão atolados em dividas e desesperados) e "forçá-las" a trabalhar a dobrar para compensar "a crise".

    Isto gera uma certa inércia nos trabalhadores.

    Quando trabalhas num sítio e vês que te matas a bulir e ninguem te recompensa, não vais dar ao litro... Fazes o teu 9 às 6 e vais para casa.

    Quando vês que todos os patrões te estão a tentar comer, a vontade de trabalhar não cresce.

    Então o pessoal finge que trabalha, e só mexe o cú quando o patrão começa a berrar.

    E a luz ao fundo do túnel é sempre: o contracto efectivo (em que fica caríssimo/complicadíssimo ao patrão te despedir) ou o desemprego (essas magníficas férias pagas)

    Não te sei dar uma solução porque não percebo nada de economia nem de política. Mas o cenário é negro. Não é uma questão de arregaçar as mangas e bulir, porque quando fazes isso o patrão começa a exigir mais e o salário não cresce. Eliminado o amor à camisola, é complicado fazer as coisas funcionar.

    Há uns quantos PDF's no IAPMEI que devem ser lidos. por exemplo ... lê estese quiseres criar uma empresa ...

    O link mostra uma lista vazia, mas não te dês ao trabalho porque já conheço isso de trás para a frente.

    Os incentivos do IAPMEI são muito bonitos, excepto num pequeno "pormenor".

    Financiam-te tudo e mais alguma coisa, menos um salário para sobreviveres até a empresa vingar... Ou seja, para poderes usufruir disso precisas ter uns papás que te sustentem até te safares. Gente adulta com família e vida estabelecida fica excluída. Os grandes profissionais de qualquer área vão estar quase todos incluídos nessa categoria.

    Para um puto de 18 anos que viva com os pais, é óptimo. Para um senior qualquer que tenha perdido o emprego, não serve de nada (been there, tried that).

    E como capital de investimento é algo que desapareceu logo a seguir aos dinossauros, só quem já é rico é que pode dar ao luxo de abrir um negócio que custe mais de meia duzia de milhares de euros. Mesmo que inventes a roda, ninguem te ajuda a implementá-la (pelo menos não sem te canibalizar o negócio).


    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 22-01-05 1:19 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    "Meu amigo, neste momento NÃO HÁ trabalhos onde ganhem melhor. "

    Talvez lhes falte ... uma certa formação .. por vezes. Quem nada sabe fazer ...
    Mas ok, admito que há uma certa dificuldade, mas quem quer sempre alcança.

    "O sistema é que não funciona. Fomenta o parasitismo. "
    Concordo PLENAMENTE.

    "Nesse caso acho que a culpa é do gerente, por não ter planeado o negócio em condições, por não perceber nada disto, ou talvez da má sorte... não do trabalhador, que apesar de não fazer nenhum, não tem culpa da má gestão do patrão. Fechem a empresa e da próxima vez planeiem as coisas bem."

    Foi o quis dizer ... há pessoal a abrir a porta sem o minimo de cabeça.

    "E a luz ao fundo do túnel é sempre: o contracto efectivo (em que fica caríssimo/complicadíssimo ao patrão te despedir) ou o desemprego (essas magníficas férias pagas) "

    Sei de um escritorio em que as empregadas têm lanche de manhã e lanche à tarde, pelo que perdem sempre pelo menos 1 hora por dia. Não é por isso que elas trabalham mais :P
    são todas efectivas e que tentam sempre explorar a patroa, até ela dizer basta. Param por um tempo e voltam a começar a abusar. Não era meter com este ppl na rua? Ainda para mais quando algumas começam a ser demasiado bem pagas para o trabalho que fazem e a inteligência possuida para o assunto.

    "Não te sei dar uma solução porque não percebo nada de economia nem de política. Mas o cenário é negro. Não é uma questão de arregaçar as mangas e bulir, porque quando fazes isso o patrão começa a exigir mais e o salário não cresce. Eliminado o amor à camisola, é complicado fazer as coisas funcionar. "

    Quanto a mim, vou continuar a fazer o meu melhor. Espero que o proximo governo analise a situação e tome medidas drásticas (quero ver aí a cgtp e os sindicatos todos a fazer barulho - ah ... e tb o pcp). Espero que seja um governo com transparência e intocável (sempre com resposta pronta).
    E mais t digo ... a historia do fazer mais ... quem mais trabalha recebe sempre compensações. Eu tenho essa politica, quem trabalha comigo tem essa politica. Agora quem trabalha e não recebe ... só tem uma coisa a fazer ... pirar-se. ( volto a insistir que há pessoas muito mal habituadas e patrões com falta de gente competente)

    "O link mostra uma lista vazia, mas não te dês ao trabalho porque já conheço isso de trás para a frente. " não é http, mas sim ftp, sorry.

    Esse de certeza que não leste. Não está no site deles.
    Trata-se de 10 passos para criares uma empresa e começa na tua auto-avaliação até a avalização do teu negocio (no fundo a criação de um plano de negocios) que TODA a minha gente deveria fazer. Quanto a financiamento .. prefiro sempre fazer as contas sem ele e depois contar com ele.

    "E como capital de investimento é algo que desapareceu logo a seguir aos dinossauros, só quem já é rico é que pode dar ao luxo de abrir um negócio que custe mais de meia duzia de milhares de euros."

    Normalmente à passos a cumprir. Sim, relamente o apoio de 3º's é sempre bom.
    Se fizeres uma analise e apresentares um plano de negocios como deve ser, n tens problema em arranjar financiamento (em bancos, por exemplo) mas tu tens que saber ler esse plano e dizeres se consegues ou não pagar ao banco.
    O que acontece é tu trabalhares uns anitos e depois abrires uma empresa, quando já posuis capital para investimento (e não ficares dependente do banco).

    Posso-t dar o exemplo dos meus pais, que em 20 anos criaram bastante patrimonio, partindo do ZERO. Hoje vivem bem. Mas claro, esforçaram-se e trabalharam.


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por Lowgitek em 19-01-05 14:06 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    E pa curti o teu comentário por momentos pensei que morasse num paíss diferente, e haveria realmente crise...

    Claro que depois dar uma olhada lá para fora, ver o extracto bancário voltei a realidade...

    Claro que emprego ainda existem, as é ó para alguns de preferência da mesma cor e indole política, social, parentesco, ou sabe-se la qual tacho seja...

    Os média.. bem os médias são o retrato do páis na bancarrota, sem dinheiro, resta esticar ao máximo todas as desgraças socias ou falar de futebol, claro que com isso se desvia realmente a atenção para os problemas graves que o país vive.

    Em relação a rotina, a única rotina que vejo é os pozinhos mágicos que tem que ser usados todos os meses para que o mês não acabe 2 meses antes é que ninguem fique mau conosco é que o ciclo não se alastre mais enfim... É o país que temos. Não cruzar os braços é muito bonito quando se tem realmente alguem a frente, que tenha ouvidos e que faça a sua voz a voz daqueles que os lá puseram, se não for assim, a muito pouco a fazer para além do sentar e ver a paisagem moribunda do calvário deste país.

    Repara não sou a favor de cruzar os braços, sou é contra os discursos empolados e com grandes virtudes quando é tudo muito bonito quando não se tem a pele a arder, como é o caso de quem esta a frente deste país neste momento.

    As eleições estão a portas, este ano finalmente vou poder votar, só estou para ver quantos é que haverão por este país a fora com vontade de fazer valer a sua voz, é que para alguns o direito de voto é algo precioso para outros simplesmente é um gesto sem sentido.

    Regards,


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por [Cliff] em 19-01-05 14:17 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Vais escrever essa composição 100 vezes no caderno até acertares na gramática,acentuação e pontuação.
    dass...

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por Lowgitek em 19-01-05 15:18 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Infelizmente estava no trabalho e não no meu emprego quando a fiz...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por [Cliff] em 19-01-05 15:38 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com/~cpinto
    Exacto, a desculpa laboral serve sempre para a falta de correcção. Por isso é que o país está o que está: há sempre uma desculpa qualquer.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por Lowgitek em 20-01-05 13:54 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Ou por outro lado, haverá sempre um gajo a espreita para por defeitos naquilo que alguém já fez, e nada faz para ajudar a resolver o problema... que não é obviamente o teu caso visto que "castigaste-me" com as tais cópias...

    É por isso que o país está como está, muita gente a falar, e alguns a fazer, outros poucos a mandar fazer, e toda a outra parte a viver daquilo que todos os outros fizeram...

    Mas sim é verdade tenho o péssimo habito de submeter sem antever, é como não há possibilidade de edição daquilo que já foi escrito... fica o que fica. As minhas sinceras desculpas se isso te afectou tanto.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por gass em 20-01-05 16:00 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.otiliamatos.ath.cx/~gass
    "Claro que depois dar uma olhada lá para fora, ver o extracto bancário voltei a realidade... "

    epah ... se visses o meu !!! Mas o meu problema é gastá-lo mal gasto:P não me queixo da minha situação ... só me queixo de não ter dinheiro :P Não culpo ninguém por isso .

    "Claro que emprego ainda existem, as é ó para alguns de preferência da mesma cor e indole política, social, parentesco, ou sabe-se la qual tacho seja..."

    axo mal que penses assim ... embora seja verdade ... temos é que fazer com que assim não seja. Há pessoas que têm valor independentemente da cor politica.

    Existe emprego, os necessitados é que não procura. Deparamo-nos varias vezes com profissionais (as TI são exemplo) que não dão mãos a medir mas não têm ninguém a 'ajudar' porque simplesmente no dia seguinte a empresa parece ser mais do que veio 'gamar dnheiro' (sim pk trabalhar é o caraças - um gajo dá-lhe trabalho até parece que lhe está a pedir um favor) do que do verdadeiro dono. Outra ponta é os trabalhadores pensarem que as empresas existem para lhes dar emprego. ERRADO. As empresas existem para fazer dinheiro, pelo que cada empregado tem que vender 4 ou 5 vezes akilo k ganha, no minimo, senão, vai pa rua pk n dá dinheiro, pk os donos da empresa têm investimentos e tal como o empregado, querem ver o seu salario.

    No ramo agricola, e falando mais no baixo alentejo, existe MUITO trabalho, e também muito desemprego. Agora pergunta lá a um qualquer agricultor quando precisa de alguém, o k é que acontece? Não encontra ninguém ! E se encontra é MUITO bem pago e normalmente nada de jeito. pelo que esses lugares que ninguém quer, os imigrantes querem, porque até se ganha bem. Ou por exemplo 120 contos/mês n é ordenado suficiente? (extra: ao contrario do que se diz, a maioria dos emigrantes n são explorados e conseguem ganhar muito mais que o comum portuga ... porquê? porque eles trabalham e querem trabalhar e muitas vezes o patrão ainda lhe dá um tusto a mais)

    "resta esticar ao máximo todas as desgraças socias ou falar de futebol, claro que com isso se desvia realmente a atenção para os problemas graves que o país vive. "

    Devo-t dizer que se existisse um baixo assinado para acabar com a secção de informação da tvi, eu assinava logo de imediato. É critico que estas desgraças tenham mais leitura (e mais cobertura) que os problemas do país (n quero dizer politica ... porque são as desgraças ou são as politicas), do que se faz e do que faz falta fazer.

    Um gajo abre o correio da manhã, aquilo é "este matou", aquele "esfaqueou" mas que raio é isto, até parece que vivemos num país do 3º mundo.

    Mais ainda ... o policia matou um gajo qq que lhe apontou outra arma ... ui ... prendam o policia dêm-lhe prisão perpétua e ainda põem as mães dos putos que só sabem é roubar e estropiar na TV a dizer que o miudo era um santo ... nem sabiam o k tinham em casa.

    "Não cruzar os braços é muito bonito quando se tem realmente alguem a frente, que tenha ouvidos e que faça a sua voz a voz daqueles que os lá puseram, se não for assim, a muito pouco a fazer para além do sentar e ver a paisagem moribunda do calvário deste país."

    Tu conheces o gajo que elegeste para representar aí a tua terra? Sabes a sua morada, nº de telefone? Se não sabes, descruza os braços e vai lá perguntar ATÃO PAH ANDAS LÁ A BRINCAR?

    "Repara não sou a favor de cruzar os braços, sou é contra os discursos empolados e com grandes virtudes quando é tudo muito bonito quando não se tem a pele a arder, como é o caso de quem esta a frente deste país neste momento."

    Eu até nem sou contra estes que lá estão, pelo menos akele que bazou fez alguma coisa, estes foi mais os média que os derrubaram que outra coisa.
    Eu TOU FODIDO é com os que estiveram lá antes, que com o país a crescer economicamente quase duplicaram os quadros do estado e não fizeram qualquer reforma. Ah ... sim ... vivia-se melhor ... pois vivia ... o 1º ministro de então (sim akele que nem contas sabia fazer) tinha dinheiro para esbanjar ... coisa que estes ultimos já n tiveram e fizeram reformas e tiveram algumas iniciativas (uma critica foi a falta de iniciativa em relação à ciência ... faltou aí pulso).
    Para mim, e já disse à algum tempo, por exemplo a ter haver com o e-governo, foi o site das declarações electronicas e o das compras do governo, pk o chefe de uma repartição de finanças ter uma papelaria propria para satisfazer lá a repartição tinha que acabar.

    Agora os discursos ... epah ... tem k ser, senão, n tinham ninguém do lado deles, porque se reparares há lá gajos que só barafustam contra tudo e contra todos, quando abrem a boca na assembleia é pa mandar vir ... é para isso que EU os pago? ou é para apresentarem propostas concretas e criticas construtivas?????????
    Eu tou fdd com o governo ... mas ainda mais estou com a oposição ... que em vez de ser um elevador para ajudar o país, é o muro de betão para o barrar. E isto porquê? porque se n fizerem barulho n têm votos, e para tal têm que gritar contra. Por isso, quando o ppl grita muito, eu desconfio.

    Um exemplo, são as manifestações que houveram durante 2003 e 2004 ... um exagero, n acham?

    "As eleições estão a portas, este ano finalmente vou poder votar, só estou para ver quantos é que haverão por este país a fora com vontade de fazer valer a sua voz, é que para alguns o direito de voto é algo precioso para outros simplesmente é um gesto sem sentido."

    Acho o voto um elemento precioso e vou utilizá-lo conforme as propostas que forem aprentadas, escolherei a melhor. Embora já tenha em ideia em quem vou votar, tal como tu. Eu vou votar para que uns não subam ao poder pk n fazem lá nd, e outros pk já vi a historia 1 vez e n a quero ver outravez. ... e outras demais razões.

    Agora ... Tu, depois de leres este post, abres o word, ooo, ou whatever e começas a escrever uma carta ao teu representante em k vais votar, para o informares dos problemas da tua zona. Se quiseres até mandas a carta para o jornal.
    Mandas ... aguardas a resposta... se ela n vier publicas a carta (se n fizeste logo) ... quando vier julgas a resposta.
    Depois do tipo ser eleito mandas uma carta de "recordação" ... again .... publicada ! ... e vais assim durante o mandato dele recordando das coisas.
    Não é pedir, nem exigir, é dar conta dakilo que realmente faz falta e meter-lhe na cabecinha que "Te" representa.

    Eu estou a pensar fazer isso ao "MEUª" representante ... a ver como é.


    Cumps-
    Gass
    Re:Cobertura (Pontos:1)
    por softly em 26-01-05 12:33 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Epá, tu consegues escrever pior que o Lowgitek.
    Será que és informático? Para andares por aqui...
    É mesmo por isto que o país está de cuecas, o pessoal não perde muito tempo a pensar e organizar os pensamentos. No teu caso isso reflecte-se no que escreves e como escreves.
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por fhc em 20-01-05 22:20 GMT (#26)
    (Utilizador Info)

    Imagina então no Barco, a vinte quilómetros a Sul da Covilhã.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Cobertura (Pontos:1)
    por Overclocking em 19-01-05 10:52 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.freestarthost.com/
    Precisamente. Na Covilhã, onde estou actualmente, nem daqui a 2 anos isso chega aqui. O meu maior sonho era mesmo a linha de 8 Mbits da Clix, mas primeiro ainda vai o homem a Plutão e só então isso chega cá :(.
    Re:Cobertura (Pontos:2)
    por CrLf em 19-01-05 16:45 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Mesmo assim era preciso viveres mesmo colado à central, senão não há cá 8Mbit.

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:Cobertura (Pontos:1)
    por Trolha em 19-01-05 11:48 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Portugal é Lisboa. O resto é paisagem.
    --
    O Trolha do Gildot
    "There's a difference between a pretentious musical wank and a funky bassline" - Jaco Pastorius
    Vantagens e Desvantagens (Pontos:3, Esclarecedor)
    por vd em 19-01-05 10:57 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://paradigma.pt/~vd
    O BFWA - Broadband Fixed Wireless Access - é de facto uma "pequena maravilha". Lembro-me de algumas experiências em Lisboa - anel norte e anel sul - quando estava na Jazztel, onde os maiores problemas eram a cobertura - entre 2 a 20 km - e a necessidade de linha de vista entre a base e o operador, o que significa que é um investimento do "caraças!", para o operador que fornece esta tecnologia.

    Portugal é um pais com terreno irregular e montar uma antena destas custa bastante, pelo que será necessário montar várias para que se possa ter linha de vista, dentro do alcance das mesmas.

    Lembro-me ainda um dos problemas pelo qual o grupo SGC - Pereira Coutinho, SIC e outra qualquer - tinha aquando da TV Digital e quando lhes foi atribuida licenca (agora revogada, salvo erro), que estava directamente relacionado com o mau tempo, ou seja, este sistema degrada-se com as condições atmosféricas. Nada que não seja resolvido, mas implementar BFWA em Portugal envolve bastantes custos e não sei se será suficientemente rentável e viável.

    Poderá ser, certamente, um meio termo para o Pereira Coutinho, de forma a mostrar que consegue vender a sua TVDigital aos portugueses.

    Pessoalmente isto agrada-me por causa da possibilidade de velocidade simétrica na internet

    //vd
    Re:Vantagens e Desvantagens (Pontos:3, Esclarecedor)
    por vd em 19-01-05 14:29 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://paradigma.pt/~vd
    Para me tentar complementar e com mais algum tempo para olhar melhor para a oferta...

    Esta tecnologia, que é basicamente FWA, usado normalmente para acessos "dedicados" de internet, mas com sinal digital de tv - televisao digital terreste ?!? - e com VoIP.

    Na página da Jazztel afirmam que é uma solução "edificio-a-edificio", o que torna as coisas diferentes do que tinha pensado. De facto, quando estava na Jazztel era necessário uma antena por prédio, o que pressuponha a instalação de antenas em prédios isolados, ou seja, o nosso prédio tinha FWA, mas o vizinho que está a 500m afastado do nosso prédio, sem continuidade fisica, teria de levar com outra antena.

    Obviamente que isso agora é resolvido com a passagem de cabo entre prédios - e a taxa da lei de passagem de cabos, como fica neste caso? - mas mesmo assim ainda vamos bater nos condominios dos prédios só para um único cliente ter acesso.

    //vd
    Primeiros? (Pontos:3, Informativo)
    por ^S^ em 19-01-05 22:00 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.zbytes.org/~luis
    "torna-se o primeiro operador nacional a fornecer o serviço 3P (Televisão, Internet e Telefone)"

    Sem querer passar qualquer publicidade, estes gajos ja' te^m Televisão, Internet e Telefone há uns anos...

    Nao discuto a qualidade dos servicos mas tambem acho que nao sao para aqui chamados.

    Cheers.
    ^S^
    Tens de ler o resto (Pontos:1)
    por karamelo em 19-01-05 22:12 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    primeiro operador nacional a fornecer o serviço 3P (Televisão, Internet e Telefone) com televisão digital
    Re:Tens de ler o resto (Pontos:3, Esclarecedor)
    por fjca em 20-01-05 0:35 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Ahhhh, digamos assim, primeiro operador bla bla bla com emissoes normalissimas de televisao, entregue sobre um sinal digital, que e' visto sobre um suporte analogico de baixa-definicao. O sinal pode ser digital, mas (ainda) nao e' DVB-T... nem as emissoes, nem as TV's...
    Re:Tens de ler o resto (Pontos:2)
    por ^S^ em 20-01-05 1:59 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.zbytes.org/~luis
    exacto
    ^S^
    Soa bem... mas qual a cólidade da TV? (Pontos:1)
    por mvitorino em 26-01-05 15:02 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    É sempre bom ver operadores alternativos a concorrer com o autoritarismo e quase monopólio do "incumbente".
    Estava curioso em ver quais os detalhes técnicos da oferta de TV Digital e não os encontrei no site da Jazz. Será que também tem a "excelente cólidade digital" da oferta da TV Cabo com feeds de 2MBps, resolução 480x576 e som rasca?

    De resto, é pena a minha zona não estar coberta senão tentaria obter mais informações pois parece-me um bom serviço a um preço razoável. E só posso dizer bem da malta da Jazz (não, não trabalho nem nunca trabalhei para eles :)

    um abraço,

    m i g u e l   v i t o r i n o

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]