gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Mandrake 10.1 lançado!
Contribuído por BladeRunner em 27-10-04 21:48
do departamento releases
Mandrake blacksheep escreve "O Mandrake 10.1 foi hoje anunciado após um mês do lançamento da versão beta Community, estando por enquanto só disponível para membros do MandrakeClub.

Os melhoramentos são suporte de hardware (inclui suporte para cpus Intel Centrino) e mobilidade (suporte para BlueTooth) melhorados, mais estabilidade e uma carrada de novo software.
Mais detalhes sobre os pacotes comerciais nesta página.

O que gostava de meter na discussão é se os gildoteanos que usam o Mandrake estão satisfeitos com o mesmo.
Aqui há um mês, quando a Mandrake anunciou no MandrakeClub a venda de um peluche do Tux e perguntou que outros goodies gostariam os membros de ver à venda, a resposta ao post foi muito negativa, havendo ataques sobre a distro desde o abandono do suporte da Mandrake de aplicações de configurações essenciais como o acesso à Internet até à falta de empenhamento com o look'n feel, cujo objectivo parece ser o de mimicar o Windows.
Pessoalmente tenho andando descontente com o meu desktop Mandrake, devido a coisas que deixam de funcionar e até bloqueios do computador, que já verifiquei acontecerem com outras pessoas. "

Clix ADSL a 2,4 e 8Mbps, Oni nem por isso | Entrevista a Linus Torvalds  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Intel
  • Mandrake 10.1 foi hoje anunciado
  • MandrakeClub
  • nesta página
  • venda de um peluche do Tux
  • Mais acerca Mandrake
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Confirmo (Pontos:3, Informativo)
    por Gamito em 27-10-04 22:04 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Utilizo exclusivamente Mandrake 10.0 no desktop no trabalho e realmente aquilo é muito lindo, mas de robusto não tem nada.

    Tem um kernel 2.6.0 de tal modo patchado, que é impossível tentar compilar um mais recente, mesmo tentando aplicar os patches essenciais. No caso de se conseguir mesmo compilar, depois do reboot é erros por tudo quanto é lado.

    Outro dia fiz um update, o kopete deixou de funcionar. Tive que o desinstalar e repôr o original. Lançam um kernel novo (2.6.0 à mesma), mas não lançam as respectivas sources. Quem tiver vmwares, etc. está entalado. Esta já é hábito.

    De há duas semanas para cá que tudo o que leia mp3 se começou a engasgar. Estão inutilizáveis os mp3.
    Aliás, o xmms, nunca arrancou com o parâmetro que lhe passam. Tive que ir ao ícone e na aplicação meter um simples "xmms &" para funcionar.

    O ícone do konqueror também nunca funcionou. Como é raro utilizar, quando quero, faço um "Run Command" / Konqueror.

    etc., etc., etc.

    Enfim... se um gajo se fôr habituando às manias dele vai sobrevivendo, e para quem como eu passo 95% do tempo no meu trabalho num terminal X, Thunderbird e Firefox, escapa, mas é uma merda daquelas em termos de robustez.

    A Mandrake está-se pura e simplesmente borrifando para a qualidade. Querem é lançar as versões mais recentes de tudo e que seja muito eye kandy. Mais nada.

    Sinceramente para desktop, já nem sei o que usar.
    Já fui membro do Mandrake Club, mas eles não mereçem nem os míseros 60 euros. Desta vez vou esperar pelo 10.1 na mula. Se fôr bom (pior do que o 10.0 é impossível), volto a inscrever-me no clube. Se for a merda do costume, mudo.

    Às tantas começo a usar RHEL 3. É feio, mas é à prova de bala.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por Gamito em 27-10-04 22:23 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Ah, já me esquecia. Para os membros do clube que estejam atrás de um proxy transparente, bittorrent é treta. É sempre a mesma conversa: lançam o software, a malta faz barulho, eles dizem que vão estudar o problema e passados uns dias, pedem ao ppl que preencha um formulário solicitando acesso por ftp.
    Been there a dozen times...
    O servidor, o login e a password levam uns dias a chegar.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Confirmo (Pontos:1)
    por tuggy em 27-10-04 22:35 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://tuggy.home.sapo.pt
    A Mandrake está-se pura e simplesmente borrifando para a qualidade. Querem é lançar as versões mais recentes de tudo e que seja muito eye kandy. Mais nada.

    Parcialmente verdade. Eu ainda nao percebi a intençao deles... acho que se estao borrifando um bocado para a qualidade, mas nao é pelas versoes recentes nem pelo eye candy. Sao completamente estupidos nisso porque nao ajustam as releases dates para as datas mais importantes do software OSS. Veja-se por exemplo que lançam a versao 10.1 numa altura em que ja nao teem tempo de lhe meter o KDE 3.3 e o Gnome 2.8, para uma distro que se diz de Desktops... enfim...
    Re:Confirmo (Pontos:1)
    por tuggy em 27-10-04 22:36 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://tuggy.home.sapo.pt
    ah, Ubuntu to the power! :P
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por blacksheep em 27-10-04 23:09 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    para uma distro que se diz de Desktops

    Só quero chamar a atenção que a Mandrake é uma distro mainstream (desktop, servidor, etc).
    Mas sim, na minha opinião, valia a pena terem sido fléxiveis e dado mais um tempo.
    Re:Confirmo (Pontos:1)
    por hybriz em 27-10-04 22:41 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    ainda chamam ao mandrake user-friendly...ainda têm a lata de dizer que usam mandrake porque é mais facil e configura logo tudo.

    achas que só existe mandrake e redhat?
    bom, mas se achas que sim, experimenta Fedora, vais sentir-te bem melhor contigo mesmo.


    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por faustino em 27-10-04 22:50 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    fedora é redhat de testes e sem garantias.
    Eu gostava de ter uma assinatura gira.
    Re:Confirmo (Pontos:0, Despropositado)
    por hybriz em 27-10-04 23:35 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    deram-lhe o nome por alguma razão... mas ali para o menino gamito funcionava. tenho medo de lhe recomendar slackware ou debian, ele pode achar pouco user-friendly :|
    redhat(e) é melhor aceite aqui pela gildot, mandrake então ui! distro de eleição...em Portugal é assim, até no linux é a merda que impera.


    Re:Confirmo (Pontos:1, Redundante)
    por Kmos em 28-10-04 12:34 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Sem garantias? Por pagares, já tens as garantias? lol.. já o uso ao tempo em casa e usei num servidor de uma lan house e nunca tive problemas. A diferença talvez está em saber onde se pode mexer e não se pode, etc..

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:Confirmo (Pontos:1, Redundante)
    por Lowgitek em 28-10-04 13:20 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    Engraçado o meu Windows tb é assim... basta saber onde mexo, com a diferença, de que no fim até funciona!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Confirmo (Pontos:3, Informativo)
    por Tuaregue em 27-10-04 23:20 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Depois de experimentar o Ubuntu, posso dizer que essa falta de qualidade nota-se e muito, e desculpem-me os srs kde, sou agnóstico nesse sentido, a theme por defeito do kde é feia a da mandrake também não ajuda muito, e ter de compilar para se ter uma theme ou um look & feel mais aceitável também não é recomendável. O gnome no mandrake só lá está porque sim. Nota-se de longe que o kde é mais hackado do que o gnome por parte da mdk. O que safa o/a Mandrake é que é das poucas distros que tem um suporte para portáteis minimamente decente, quem me dera que o ubuntu tivesse um suporte assim tão bom para portáteis.
    E como já estou a ver que isto vai ser uma distro war, não gosto de suse mas vou testando para ver quando me convence. Fedora é o que se sabe, pode ser muito bonitinha mas sem mp3 por defeito, hum, em comparação com as outras acho-a um pouco lenta de resto nada a apontar.
    Como diz o tuggy "Ubuntu to the power", não percam a proxima versão do Ubuntu porque promete, é debian está tudo dito.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por [Cliff] em 27-10-04 23:51 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Bom, "brinquei" com o Fedora Core 2 durante uns meses num sítio onde trabalhei e olha, continua a ser RedHat, um pesadelo autêntico quando vais buscar RPM's 3rd party... mas já lá vão uns 6 meses, será que mudou?
    SuSE... estou a acabar de instalar uma segunda máquina com o 9.1. Sinceramente, estava à espera de muito, mas mesmo muito mais. Gnome é como diz o outro, está lá só por estar. Detectei alguns problemas com o KDE e as fontes.
    Continuei a bater na tecla e instalei o apt-rpm naquela esperança (o yast para instalar software para mim não serve!) mas é uma bela trampa... um apt-cache show ou search demoram eternidades... eu sei, o problema está na génese (RPM?). E tentar perceber quais os packages instalados?! "Eró descobres"...

    Resumindo, from now on, desktop é Debian... se o hardware não funcionar no Debian, não vai funcionar nas outras mesmo, por isso prefiro de longe não ter um instalador que me deixa 100% do hardware configurado, mas depois ir buscar tempo noutras configurações porque posts sobre como configurar o hardware xpto há ao pontapé.

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por CrLf em 28-10-04 0:32 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    um pesadelo autêntico quando vais buscar RPM's 3rd party... mas já lá vão uns 6 meses, será que mudou?

    Sinceramente ainda gostava que me explicassem que raio de problemas conseguem vocês provocar... Uso RedHat há 7 anos e raramente tive problemas de dependências (nada que pegar nos CDs de instalação ou sacar as dependências sugeridas pelos autores do software em causa não resolvesse). E agora com o yum (com os repositórios standard, mais o DAG e o FreshRPMS), muito menos.

    Gnome é como diz o outro, está lá só por estar.

    Aqui não podem culpar as distribuições, nem no caso das que apoiam o Gnome, nem nas que apoiam o KDE. Culpem os projectos que nunca mais conseguem atinar com umas configurações default que não sejam uma bela de uma trampa.

    E tentar perceber quais os packages instalados?! "Eró descobres"...

    "rpm -qa|sort|less" ou "rpm -qa|grep qqcoisa", qual é a dificuldade? Para que servem as man pages?

    Resumindo, from now on, desktop é Debian... se o hardware não funcionar no Debian, não vai funcionar nas outras mesmo, por isso prefiro de longe não ter um instalador que me deixa 100% do hardware configurado, mas depois ir buscar tempo noutras configurações porque posts sobre como configurar o hardware xpto há ao pontapé.

    Resumindo, foges ao suposto inferno das dependências e corres para o inferno do marranço em mailing-lists para pôr hardware que é trivialmente instalado por todas as outras distribuições... estou a ver...

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por [Cliff] em 28-10-04 21:21 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Sinceramente ainda gostava que me explicassem que raio de problemas conseguem vocês provocar... Uso RedHat há 7 anos e raramente tive problemas de dependências (nada que pegar nos CDs de instalação ou sacar as dependências sugeridas pelos autores do software em causa não resolvesse). E agora com o yum (com os repositórios standard, mais o DAG e o FreshRPMS), muito menos.

    Se bem me lembro, foi o problema do costume: um projecto qualquer disponibilizava um RPM, tentei instalar mas dependia de um segundo; download do segundo que acabava por depender de um terceiro que era uma versão incompatível. Se fizesse o downgrade perdia um monte de coisas. Ah, eu sei, compilar das sources... foi o que fiz.

    Aqui não podem culpar as distribuições, nem no caso das que apoiam o Gnome, nem nas que apoiam o KDE. Culpem os projectos que nunca mais conseguem atinar com umas configurações default que não sejam uma bela de uma trampa.

    concordo plenamente... se não querem andar atrás de dois DE's, compreendo... agora, ter um todo XPTO e ter outro a meio gás, para mim, parece mal.

    "rpm -qa|sort|less" ou "rpm -qa|grep qqcoisa", qual é a dificuldade? Para que servem as man pages?

    pois, sou eu que estou mal habituado "dpkg --get-selections", sorry...

    Resumindo, foges ao suposto inferno das dependências e corres para o inferno do marranço em mailing-lists para pôr hardware que é trivialmente instalado por todas as outras distribuições... estou a ver...

    Isso para mim é mito urbano... as impessoras, se não puderem ser configuradas com o cups não vão ser automagicamente suportadas noutra distribuição; idem para os scanners com o sane.
    Outro hardware interno (placa de rede, som, gráfica, vídeo), se não tiver módulo no kernel que é comum às duas em nenhuma funciona.
    O alsaconf é o mesmo para todas as distribuições que o usam.
    Dispositivos USB idem aspas - apesar de já ter lido que a CM configura os modems que por aqui andam - por isso: estou a perder alguma coisa?

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por raxx7 em 29-10-04 14:53 GMT (#49)
    (Utilizador Info)

    Resumindo, foges ao suposto inferno das dependências e corres para o inferno do marranço em mailing-lists para pôr hardware que é trivialmente instalado por todas as outras distribuições... estou a ver...

    Claro. Instalo aplicações com muito mais frequência do que instalo hardware ou reinstalo o sistema operativo (esta máquina foi instalada quando a Debian 2.2 era recente...)
    Não digo que Debian seja uma distribuição para todos (continuo a recomendar SUSE 9.1 Personal a todos os que não tiverem de configurar um modem ADSL USB) mas para quem tem uma boa noção do que está a fazer, só é mais custoso o tempo que gastas na configuração inicial.


    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por blacksheep em 28-10-04 10:50 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    eu sei, o problema está na génese (RPM?).

    Não percebo como as pessoas podem continuar a confundir dependencias com o sistema de pacotes. Podes muito bem criar um binário estaticamente compilado e integrá-lo num RPM, de forma a não sofrer de problemas.
    O problema está no GNU/Linux e não no sistema de pacotes. Há demasiadas bibliotecas e compilar um binário estático pode ser um pesadelo.

    Para além disso, distros baseadas em RPM também têm um sistema de repositório (ie. Mandrake, Suse, etc). Só é pena não estar uniformizado.
    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por raxx7 em 29-10-04 15:02 GMT (#50)
    (Utilizador Info)

    Não percebo como as pessoas podem continuar a confundir dependencias com o sistema de pacotes. Podes muito bem criar um binário estaticamente compilado e integrá-lo num RPM, de forma a não sofrer de problemas.

    As bibliotecas ligadas dinâmicamente são uma Coisa Boa™ e ninguém vai desistir deles só porque causa problemas de dependências. Os binários estáticos:
    a) ocupam mais espaço em disco
    b) ocupam mais espaço em memória
    c) obrigam a que todos os programas tenham de ser actualizados para beneficiar de actualizações nas bibliotecas.
    O problema está na forma como o formato RPM expressa as dependências (que não se resumem a bibliotecas) e que tenho a impressão não é o mais apropriado para sustentar um sistema como APT ou yum ou etc.


    Re:Confirmo (Pontos:2)
    por blacksheep em 28-10-04 10:55 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    a theme por defeito do kde é feia

    Concordo que a decoração de janelas do Mandrake (o MandrakeGalaxy) é horroso, sendo o theme não muito bonito, mas aceitável.
    A theme por defeito do KDE 3.x é o Keramik. Não é a essa que te referes ou é?

    Já agora, o KDE 4.x vai usar o Plastik.
    Re:Confirmo (Pontos:1)
    por Zarluk em 27-10-04 23:44 GMT (#14)
    (Utilizador Info)

    Experimenta Debian (já te devem ter dito isto...), o som funciona, os updates são manteiga e, mesmo a versão unstable consegue ser mais estável que o Drake e o Fedora juntos :-D

    Ah! E já lá tens o KDE 3.3 ;-)

    Por mim, já tinha desistido do Red Hat na 5.3, usei o drake por 3 ou 4 anos e, se voltar a alguma distro 'comercial' será Suse ou Cx. Mágica, pois, por aquilo que tenho visto do Fedora, só melhoraram os ícones que, aliás, devem ser os mais bonitos de todos. Mas isso para mim não basta.

    Suse 9.1 Personal como workstaion (Pontos:3, Informativo)
    por [ Ent ] em 28-10-04 3:25 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://mysec.blogspot.com
    Sem entrar em qualquer discussão sobre qual é a melhor distribuição deixo aqui a minha experiencia.

    Há cerca de 2 meses comecei a usar num laptop o Suse 9.1 e estou muito contente com a minha opção. Detectou todo o hardware na instalação e nunca me deu qualquer problema nesta area.

    Instalei apenas o basico e depois adicionei mais algum software: Thunderbird, Firefox, Netscape 7.2 (Questões de compatibilidades),Real Palyer,Mplayer, GNUpod, aMule, Skype e pouco mais.

    O que posso dizer da minha utiilização como workstation é que apenas tem um estranho problema nas redes wireless pois não recebe via DHCP os endereços dos servidores de DNS

    O ponto mais forte na minha opinião é a solução de updates que é linear e que também nunca me deu qualquer problema.

    A minha utilização é identica à tua, mail, web e shell, rádio online e mp3, e acho que devias experimentar ou dar outra hipotese a esta distro!

    "Asking if computers can think is like asking if submarines can swim"
    Xandros (Pontos:3, Informativo)
    por flock em 28-10-04 6:55 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Nunca experimentei, mas no Slashdot tenho visto recentemente stories sobre a Xandros, uma distribuição paga para desktop que pelo menos olhando para o website promete bastante. Mesmo sendo uma distribuição paga, existe uma "Open Circulation" version com menos features e estão a aceitar betatesters. O gildot também publicou uma story sobte a Xandros há cerca de 2 anos.

    Pelo que li em alguns comentários do Slashdot de quem experimentou a distribuição (enumerados em baixo), dá-me a sensação que é uma distribuição pensada ao detalhe para desktops empresariais e para a lenta adopção de Linux por quem está habituado ao Windows e pretende experimentar GNU/Linux de uma forma menos radical.

  • Xandros, your mothers distro (Score:5, Interesting)
  • Re:Xandros, your mothers distro (Score:2)
  • Xandros is very good, just not for us geeks (Score:3, Interesting)
  • Why I use it (Score:2) (este tem screenshot)
  • Re:Um... (Score:2, Interesting)
  • Re:Bah (Score:5, Informative)

    Enquanto escrevia este comment (e provavelmente influenciado por reler os comments no Slashdot) inscrevi-me como betatester. Eu próprio estou curioso com a distribuição e vou pelo menos experimentar a "Open Circulation" version. Se achar interessante sempre fico com algo para recomendar quando me perguntarem da próxima vez "Qual é o melhor Linux?".

    --
    Gildot: Da liberdade de expressão à censura descarada.
  • Re:Xandros (Pontos:2)
    por Gamito em 28-10-04 8:36 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Acho que vou experimentar. As coisas que faltam na open circulation, não me fazem falta para desktop ou posso instalá-las.
    Aquilo é mais KDE ou mais GNOME ?

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Xandros (Pontos:2)
    por flock em 28-10-04 10:32 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    KDE, pelo que tenho lido.

    --
    Gildot: Da liberdade de expressão à censura descarada.
    Re:Confirmo (Pontos:1)
    por compta em 29-10-04 18:44 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://www.compta.pt
    Bem, para compilar um kernel é necessário saber faze-lo, seja ele qual for. Nunca tive qualquer problema em compilar o kernel do mandrake de todas as versões.
    França (Pontos:1)
    por tool em 27-10-04 22:50 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Eu penso que desde o ínicio da versão 10, que a Mandrake começou a pensar mais em França e nos negócios franceses já assinados, de modo a não desiludir as empresas e o governo. Deste modo, correspondem às expectativas, aumentando assim a sua reputação.

    Claro que com isto prejudicam a evolução do mesmo mas, não existiram outras distros mais vocacionadas para a evolução (concretamente o Ubuntu)?

    Falando às cegas, não é assim que o RHE se tem aguentado? Estabilidade e suporte bons e pouca modernidade.

    Re:França (Pontos:2)
    por blacksheep em 27-10-04 23:20 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Que tipo de inovações tem esse tal Ubuntu?
    Sabes se ele usa uma hierarquia de ficheiros mais orientada para o desktop do tipo da do MacOSX?

    Desculpa-me a perguiça... :)
    Re:França (Pontos:3, Informativo)
    por [Cliff] em 27-10-04 23:56 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Sabes se ele usa uma hierarquia de ficheiros mais orientada para o desktop do tipo da do MacOSX?
    Apesar de não ter visto, posso afirmar: não. Usa a mesma hierarquia que o Debian porque utiliza os repositórios do Debian e não me lembro de ver nenhum package a decidir o destino dos ficheiros com base em variáveis do sistema (se bem que seria uma feature altamente).

    ---
    Este espaço pode ser seu...
    Re:França (Pontos:2, Esclarecedor)
    por tool em 28-10-04 9:59 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    As inovações são algumas mas quando me referia à modernidade falava de uma disribuição completamente actualizada. O Ubuntu lança uma nova versão sempre que sair uma nova versão do Gnome.

    De resto é como costumam dizer: aquilo simplesmente funciona. E é bastante limpo ("clean") pois não tem ícones no desktop... De resto lê uma qualquer review .

    E não quero com isto dizer que é a melhor. Isso é muito subjectivo. Para os que usam o modem Speedtouch USB mais vale nem pensar no Ubuntu!

    Re:França (Pontos:2)
    por raxx7 em 29-10-04 15:06 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    Se tiver o pacote "speedtouch" da Debian, é fácil, se souberes como. :)

    Os meus 2 cêntimos... (Pontos:2, Informativo)
    por Zarluk em 27-10-04 23:24 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Precisamente por causa dessas e doutras (nunca consegui fazer um update duma versão de Mandrake p/ a seguinte em que ficasse tudo a funcionar...) é que passei p/ Debian (unstable) -- que, mesmo assim, me dá muito menos dores de cabeça que o Drake.

    Já comprei um pacote, aqui há 2 anos, para ver como era a assistência técnica e... enfim, a da Caixa Mágica é melhor!

    São, no entanto, a distro em se que faz uma instalação mais rapidamente. O que lhe dá uma grande vantagens junto dos utilizadores de Windows que estão habituados a reinstalar o sistema várias vezes ao ano: é que é muito mais rápido de instalar que o Windows.

    KIS: apt-get dist-upgrade


    Diário de guerra. (Pontos:3, Interessante)
    por Castanheiro em 27-10-04 23:56 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://mozilla.shopizzy.com
    Durante muito tempo utilizei o Mandrake, salvo erro desde o 8 até ao 10.0. Não me posso queixar, para quem gosta de ter as últimas novidades em termos de versões de software... Mas durante esse tempo, e apesar de defender o seu uso, houve muitas alturas em que dava comigo a servir de cola a evitar que o sistema não se desmoronasse. Fazer updates a pacotes para versões novas era sinónimo de problemas... o mandrake é para instalar, configurar e não mexer muito para ver se não se parte nada.

    Há uns meses atrás, por mera curiosidade, instalei o suse. Abençoado dia. Tem as suas manias (o yast insiste em pensar que é mais inteligente que o utilizador), mas é de uma estabilidade e tem um nivel de polimento muito acima do que eu estava habituado. Uso o apt-get intensivamente, faço update a tudo o que é pacote, sempre sem problemas. Actualizar o kde, que no mandrake levava uma tarde para meter tudo no sitio, no suse demora 1 hora no máximo (é o tempo que demora o download).

    O mandrake tem muita potencialidade, mas enquanto os seus developers perderem tempo a mudar o drakconf só porque acordaram do lado esquerdo da cama, ou a fazer o desktop manager novo pq achavam que o kdm/gdm não era bom o suficiente para eles, em vez de aperfeiçoarem as (úteis) ferramentas que já têm... vai continuar a ser uma distribuição com potencialidade, mas onde falta qq coisa.
    I'm cool dudes! (Pontos:3, Informativo)
    por CrLf em 28-10-04 0:41 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Já que eu estou rezinga hoje... quantos de vocês que agora apregoam o Ubuntu andaram a apregoar o Gentoo?

    É que não me parece que o Ubuntu traga algo de novo que mereça "yet another disto" para confundir o pessoal. E o pior é que é tudo simplesmente o Debian com uma pintura diferente...

    --
    Carlos Rodrigues
    Re:I'm cool dudes! (Pontos:2)
    por mlopes em 28-10-04 9:51 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Eu uso gentoo e só não o venho para aqui apregoar para não apanhar com aqueles "velhos do restelo" a dizerem que não têm tempo para andar a compilar o software que usam.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:I'm cool dudes! (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 28-10-04 11:37 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    gentoo 4ever! 1ee7!
    he, para ter tudo bleeding edge, não há melhor :D mas um yast dava jeito ;)
    -----
    I felt a great disturbance in Democracy. It's as if 150 million americans cried out in terror, afraid of being silenced.
    Re:I'm cool dudes! (Pontos:2)
    por mlopes em 29-10-04 16:26 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    O gentoo até nem é dos mais "bleeding edge" porque até as e-builds serem marcadas como estáveis muitas vezes andam alguns meses atrás das últimas versões. Quem era bem conhecido por andar sempre na "bleeding edge" era a RedHat, lembro-me de há uns anos ter lido num sítio qualquer uma frase que dizia algo do género: "RedHat keeps you on the bleeding edge, and let you do the bleeding".

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:I'm cool dudes! (Pontos:1)
    por pixolex em 28-10-04 20:28 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    isso tb vai acabar li no site deles q o proximo update é disponibilizarem pacotes precompilados na portage tree ou seja um emergezito com um parametro para uma coisa ja compilada...e ai acaba-se as discuçoes q ter q compilar tudo. So tenho a apontar ao gentoo o stress q é instalar o sistema operativo a primeira vez...é q tem q ser TUUUUUUUUUUUUUDO configurado a UNHA...uma porra de uns menus em modo de texto ajudavam muito e que kisesse fazia a mao!
    Re:I'm cool dudes! (Pontos:2)
    por Ancestor em 28-10-04 23:46 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Se bem me lembro o gentoo disponibiliza pacotes pré-compilados há já algum tempo. Poderão não ser a bleeding edge, mas também andam para aì uma série de distros binárias gentoo-based.
    Talvez sim! Talvez não! (Pontos:1)
    por ZéSousa em 28-10-04 1:49 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Em breve irei experimentar!

    Se não for esta será a seguinte ou a seguinte!

    Tenho tempo, e de momento não posso destabilizar mais o meu PC, pois há hardaware a tratar antes de experimentar à maluca e à força toda espécies diferentes desse bichinho.

    Além de que suspeito que para configurar o modem speedtouch deve ser uma ressaca monstra e excessiva para a minha camioneta.

    Também se não funcionar é só formatar a partição. Mai nada!

    Assinatura: "I like it! Wouldn´t you?"
    mais 2 cêntimos... (Pontos:5, Esclarecedor)
    por bgravato em 28-10-04 6:34 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Ah!! Mais uma bela de uma guerra santa de distros :-)

    Normalmente evito meter-me nestas guerras, mas desta vez vou abrir uma excepção, com a intenção de acrescentar algo construtivo.

    - O problema / Introdução -

    Muitas vezes sou abordado com a questão "Quero instalar linux, qual a melhor distribuição?"

    A minha resposta é sempre a mesma: "Depende dos gostos de cada um!"

    Toda a gente gosta de defender afincadamente a sua distribuição preferida, dizendo que é a melhor do mundo e que as outras são todas uma caca, mesmo que não tenham real conhecimento das outras. Isto é a pior política que podem seguir se querem convencer alguém a experimentar aquilo que defendem. Dá a ideia que estão a tentar impingir algo e as pessoas não gostam disso. Devem sim, mostrar as características daquilo que defendem (de forma imparcial e sem fazer referências depreciativas às outras) e deixar que as pessoas escolham por elas próprias.

    Caso contrário, para um novo utilizador, correm o risco de causar grande confusão... "o Manel diz que mandrake é que é bom e debian é muito complicado, o Jaquim diz que gentoo é que é e que a mandrake é uma bosta... afinal qual é que instalo?"

    Eu sugiro sempre que experimentei 2 ou 3 pelo menos, antes de começarem a fazer comentários negativos pelas suas más experiências à primeira tentativa, o que sucede com frequência, e a desilusão é tal que querem "mandar o linux às urtigas".
    Muitas das vezes isto acontece porque tiveram "azar" com a distribuição que escolheram. Não porque escolheram uma que fosse "má", mas talvez não se adequasse muito ao seu caso.

    Problemas com configuração de hardware já toda a gente teve e sabe-se existem (até no windows), mudar de distro pode resolver o problema, não por causa da distro em si, ou por esta ser melhor que aquela, mas apenas por uma questão de sorte (porque esta trazia esta versão X daquele driver, que até era mais recente mas que não funcionava, ao contrário da outra que trazia a versão Y).

    A filosofia da distribuição também tem influência, algumas pessoas dão-se melhor com um determinado "modo de funcionamento" das coisas, outras nem por isso.
    Exemplo disto... há aquelas pessoas que gostam de compilar todo o software que usam (seja por que motivo for), é normal que tenham uma afinidade maior por distribuições como a Gentoo.
    Outras preferem coisas que exijam pouca intervenção humana no processo de configuração.
    Outras há que gostam de configurar todos os pormenores na instalação.

    Como todos somos diferentes, é bom que existam alternativas distintas, e quando surge "mais uma distro", talvez seja porque quem a criou achou que não existia nenhuma outra que fosse do modo que gostava que fosse. Claro que depois há projectos mais bem sucedidos que outros, mas que se perde em tentar? Tempo? Mas ganha-se experiência que se pode partilhar com outros para que não caiam nos mesmos erros.

    Eu geralmente sou bastante céptico em relação a novas distros que se auto-proclamam de ser a melhor maravilha do mundo a seguir ao chocolate quente, mas não começo logo a dizer mal sem nunca ter experimentado.
    Mesmo depois de ter experimentado, evito dizer que "a distribuição X é uma porcaria", prefiro dizer "não gostei" ou "não me adaptei bem à sua filosofia".
    O mesmo pensamento se aplica a distribuições que gosto.

    Eu já ando nestas coisas do linux há uns anitos (talvez uns 7) e já experimentei várias distribuições - redhat, suse, mandrake, debian e algumas derivadas destas - umas gostei mais que outras. Nos últimos anos, a Debian ganhou, claramente, a minha preferência, mesmo assim sinto-me sempre relutante em recomendar Debian aos novos utilizadores, porque reconheço que a Debian é capaz de ser mais actrativa para os "power users" e necessita de um periodo inicial de adaptação à filosofia Debian.

    Quando falo de "filosofia Debian", refiro-me a um leque vasto de características, como por exemplo, o esquema de directórios usado, os scripts de inicialização dos serviços, o espectacular (na minha opinião) sistema de gestão de pacotes, etc...

    Claro que esta filosofia, apesar de me agradar a mim, pode não agradar aos outros, por isso não tento impingir a Debian a ninguem.

    Não vou dizer que nunca tive problemas com a Debian, porque tive e continuo a ter ocasionalmente, no entanto, isso não é razão para me fazer mudar de distribuição. Há demasiadas coisas na Debian que gosto, e cada vez estou mais familiarizado com o modo de funcionamento da Debian, e cada vez tenho mais facilidade em resolver os problemas quando eles surgem.

    - Ubuntu -

    Há dias, depois de ter ouvido aqui falar sobre Ubuntu e depois de ter visto uma máquina do GLUA com Ubuntu instalado em Mira, e claro devido ao facto de ser baseada na Debian, resolvi experimentar.
    O principal motivo que me levou a experimentar foi o facto de toda a gente dizer que o processo de instalação estava muito simples para os novos utilizadores.

    Assim resolvi instalar no meu moribundo portátil, que era a máquina mais à mão. De facto, para novos utilizadores acho que não podia ser mais simples, praticamente não faz perguntas e instala tudo (mais ou menos o que se espera de uma instalação windows-like).
    Pontos positivos: fácil de instalar; fiquei com um sistema a funcionar sem grande intervenção humana; tudo o que há de bom na Debian disponível (este ponto apenas tem interesse para quem gosta da debian)
    Pontos negativos: demorou algumas horas a instalar num celeron 600 (se bem que é possível que estivesse a funcionar a 300 por causa do powersave) com cd-rom 8x; o APM não ficou a funcionar depois da instalação; não permite uma selecção mais detalhada do que se quer ou não instalar, simplesmente instala tudo (este aqui tb considero que seja negativo mais para os "power users" do que para os "newbies").

    Existem outros pormenores interessantes no Ubuntu, tal como a inexistência de um login de root (ou melhor existe mas está desactivado por omissão).
    Surge aqui a questão... então como faço quando preciso de acesso de root? Maneira mais simples: "sudo -s" e eis uma shell de root (é pedida uma pass no sudo, que é a pass do utilizador). Esta utilização do sudo apenas está disponível para o primeiro utilizador que é criado na instalação... (faz sentido... se o administrador do sistema é quem o instala, então o seu login é o que tem acesso a estes mecanismos)

    Quando ouvi falar de Ubuntu lembrei-me logo da Progeny (para quem não sabe é uma distro baseada na Debian que surgiu há alguns anos), mas que entretanto nunca mais ouvi falar e não sei qual o seu estado actual. Espero que o futuro do Ubuntu seja mais risonho.

    E o post já vai longo e eu detesto posts longos (não tenho pachorra para os ler geralmente e, como tal, não desejo aos outros o que não gosto que me façam a mim... mas admito que às vezes é difícil dizer tudo em poucas palavras).

    - Conclusão -

    Em jeito de conclusão... Qual a melhor distribuição para desktop? Depende dos gostos de cada um. Para mim a melhor é a Debian (na perspectiva do "power user"), ou talvez Ubuntu (na perspectiva do "newbie"). Claro que muitos discordarão, o que aceito de bom grado pois nem todos têm os mesmos gostos. E para se gostar da Debian é preciso entender a sua filosofia e ler uns quantos manuais para "entrar no esquema". Coisa que muitas pessoas têm preguiça de o fazer e preferem arriscar e prosseguir na base da experimentação (e acabam por perder mais tempo). Ler documentação é sempre útil, e acho que a documentação da Debian é bastante razoável.
    Este conselho serve para todos os casos. Ler documentação é útil e não custa assim tanto e vão ver que facilita muito as coisas (se a documentação for boa claro, e é por isso que é importante produzir boa documentação).

    Mas o que queria salientar mais aqui (e que penso ser os pontos fundamentais nestas guerras de distros) é, primeiro, que a melhor distribuição para uma pessoa pode não o ser para outra, e segundo, que (derivado do primeiro ponto) é má política tentar impingir a nossa distro preferida aos outros e muito menos usar argumentos depreciativos em relação às outras (quando geralmente, nem se tem fundamentos baseados na experiência própria para tal).

    - Mais sobre a Debian -

    Isto já está mesmo longo, mas não posso deixar de dizer, que o Debian New Mantainer's Guide (DNMG) está bastante claro e sucinto e permite criar pacotes .deb a partir das sources originais de forma simples e rápida (as ferramentas de desenvolvimento da debian também facilitam bastante).

    A actualização de pacotes com novas versões "upstream" das aplicações é ainda mais simples.
    Muitas pessoas queixam-se que as versões do software existente na Debian são muito antigas...
    Confesso que às vezes é verdade, quando assim é saco a source da nova versão do software e crio um novo deb.
    O processo é tão simples como (depois de instalar as ferramentas de desenvolvimento da debian que são referidas no DNMG) fazer:

    wget http://url.to/foo-upstream-version.tar.gz
    apt-get source foo
    apt-get build-dep foo
    cd foo-version-da-debian
    uupdate -u foo-upstream-version.tar.gz
    cd ../foo-upstream-version
    dpkg-buildpackage

    et voilá... um novo deb com a versão que queremos. O upgrade pode, então, ser feito com dpkg -i file.deb (e caso se crie um repositório local ou remoto, também é fácil de fazer o upload do pacote para o repositório e é só adicionar a source do repositório ao apt). Este processo está descrito no DNMG.

    Claro que isto pode falhar se houver diferenças muito significativas (a nível de opções de compilação por exemplo) na nova versão da aplicação.

    Não sei qual é o estado actual deste tipo de ferramentas e procedimentos com os RPMs, se calhar até está melhor, no entanto, o que posso dizer é que na Debian funciona e bem.

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


    _______________
    "When the only tool you have is a hammer, every problem starts to look like a nail."
    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:2)
    por cao_negro em 28-10-04 8:06 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Apoiado!
    Mandrake é que nunca mais!

    cumps.
    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:1)
    por tool em 28-10-04 10:10 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Bom post! Mas já agora tiro uma dúvida contigo. Eu instalei a versão PR do Ubuntu e demorou cerca de 30 minutos a instalar. Na versão 1.0 o instalador pergunta se quero tirar pacotes da internet e ao responder "sim" ele vê que não tem ligação (ora, nem me perguntou pelos dados... suponho que aquilo seja para quem está numa LAN, fui parvo aí) e começa a instalar tudo a torto e direito durante mais de 1h!

    Sendo o meu computador mais ou menos parecido com o teu, não terás feito o mesmo? Se sim, hás-de tentar responder "Não" na tal pergunta... Eu vou fazer o mesmo assim que puder porque não é normal demorar tanto.

    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:2)
    por grumpy bulgarian em 28-10-04 10:27 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://10.10.11.2
    eu ja me desgracei nessa fase também. No meu caso tinha ligação a net, mas o raio do instalador começou a puxar tanta coisa que me fartei. quando voltei a olhar para o computador, o sacana constatou que afinal nao havia espaço em disco para enfiar todos os pacotes que queria (ops, nao reparei que era preciso 2Gb) e apresenta-me um fantastico programa de selecção de pacotes, que ja desisti de tentar compreender X-(

    Hoje tou a puxar o live CD do Ubuntu (via Universidade de Aveiro) para experimentar... a ver vamos, como dizia o cego.
    Grumpy B)

    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:2)
    por bgravato em 28-10-04 13:12 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    > apresenta-me um fantastico programa de selecção de pacotes, que ja desisti de tentar compreender X-(

    Era em modo de texto? Se sim, provavelmente seria o aptitude... não é assim tão complicado... nada que uma breve leitura do manual não resolva :P

    Mas tens o synaptic que é gráfico e muito mais agradável (e também é instalado por omissão no Ubuntu).
    _______________
    "When the only tool you have is a hammer, every problem starts to look like a nail."
    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:2)
    por bgravato em 28-10-04 13:08 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    Eu também instalei uma pre-release.

    Para configurar a rede ele deve tentar usar DHCP (à semelhança do que acontece com o knoppix).

    Já tinha sido avisado do problema de dizer que sim nessa fase, por isso respondi não, só depois de o sistema estar instalado é que fiz os updates e acrescentei as sources do "universal".

    Quando falei em "algumas horas" também não quis dizer "muitas horas", a expressão mais correcta talvez tivesse sido "um par de horas", porque deve ter sido sensivelmente isso que demorou.
    No primeiro "boot" quando o gdm arrancou estava extremamente lento, depois, já não me lembro muito bem o que fiz, mas acho que reconfigurei o X e instalei um novo kernel e a coisa ficou melhor.

    O ter demorado tanto na instalação... a minha suspeita vai para o facto de o cd-rom ser apenas 8x e tenho quase a certeza que o portatil devia estar em powersave mode (ou seja com o cpu a funcionar a meio gás).

    Qualquer dia faço nova instalação (agora com a final release) para tirar as dúvidas...


    _______________
    "When the only tool you have is a hammer, every problem starts to look like a nail."
    Re:mais 2 cêntimos... (Pontos:3, Informativo)
    por Init em 28-10-04 12:07 GMT (#37)
    (Utilizador Info)

    Para mim Debian também a distribuição que me satisfez mais, não só para desktop, como para todas as outras funções.
    Já usei Red Hat Linux (desde a 6.?, até à 8, embora já tivesse saido a 9 à algum tempo quando a deixei), Suse 7.?, 9.0 Professional, Mandrake (já não me recordo de qual a versão mas de tempos a tempos vejo a distribuição a ser instalada em outras máquinas que não as minhas e dou uma olhadela), Slackware (pontualmente), Caixa Magica, vários live-cd's baseados em knoppix, incluindo os vários morphix e experimentei uma vez o gentoo (embora não tenha tido tempo para fazer uma boa avaliação). Por isso acho que tenho uma boa ideia de qual a oferta, pelo menos a principal.

    Não experimentei a ubuntu nem conheço suficientemente para me pronunciar sobre ela, mas do que já experimentei até agora acho knoppix a forma mais facil de um newbie instalar Debian, mas mesmo o knoppix precisa de ser ajustado por cada utilizador após a instalação, pois tem demasiada tralha para alguém que faça uma utilização mais especifica, por exemplo, e se tivesse algumas das ferramentas de configuração da Debian por omissão, também não se perdia nada e também não gosto muito do KDE, bem como a maioria dos newbies a quem tenho mostrado esta distruibuição, eles preferem claramente GNOME, por ser mais simples e mais bonito (a ultima é claramente uma opinião pessoal das pessoas).

    Quanto à Progeny a distrbuição está de volta, é uma distribuição baseada em Debian, é modular, certeficada para LSB (e por isso usa RPM como o gestor de pacotes), e com suporte comercial. Podem saber mais no site da empresa.

    .
    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Sugestões (Pontos:3, Informativo)
    por |Polaris| em 28-10-04 9:14 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.google.pt
    Quanto ás distribuições, aconselho uma distribuição recente, mas que já me cativou, o Ubuntulinux . É uma distro baseada em Debian, com o

    Gnome, mas com o “eye-candy” suficiente para ser um posto de trabalho “amigável”. É bastante estável, e o apt, funciona bem!

    Em relação á opção do RHEL, aconselho usares Whiteboxlinux, ou CentOS, ou o TaoLinux . São todas distros feitas a partir dos SRPMS da RedHat, e o whiteboxlinux é provavelmente a opção com

    Menos updates, mas a mais estável a meu ver.

    Ou seja, quem quiser algo só desktop a meu ver deveria ir para o Ubuntulinux, quem quiser um ambiente de desktops profissionais tanto o CentOS, como o TaoLinux, são boas opções, e para desktop/server o Whiteboxlinux, é para mim a melhor a que tem o melhor compromisso entre estabilidade e “state of the art features”.

    Não esquecer é claro o Fedora como rival da Mandrake .


    It Must Be Hard Being So Good...
    Re:Sugestões (Pontos:2)
    por Gamito em 28-10-04 10:31 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Yap, é WBEL que uso.
    Tenho até um mirror interno na empresa para o yum se despachar a fazer os updates :)

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Sugestões (Pontos:1)
    por |Polaris| em 28-10-04 11:23 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.google.pt
    WHEL respin 1, certo?

    O port deste para amd_64 é que me desiludiu..Aliás ainda não tive uma distro que funcionasse *BEM* em amd_64.
    Bug da AMD,linux,ou meu? ;)

    Cheers.
    It Must Be Hard Being So Good...
    Re:Sugestões (Pontos:2)
    por Gamito em 28-10-04 12:31 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Certo (nunca mais sai o respin 2, grunf...)
    Não faço ideia, só cá temos CPUs de 32 bits.
    Pelo menos nessas corre lindamente.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Sugestões (Pontos:1)
    por Noviço em 28-10-04 17:42 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    O port deste para amd_64 é que me desiludiu..Aliás ainda não tive uma distro que funcionasse *BEM* em amd_64. Bug da AMD,linux,ou meu? ;)

    Já experimentaste Gentoo?

    All the best, Noviço

    SuSE 9.2 (Pontos:4, Informativo)
    por 4Gr em 28-10-04 12:37 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Na minha opinião, a Mandrake lançou isto à pressa porque a Novell/SuSE vai lançar no dia 1 de Novembro a versão 9.2 da sua distribuição GNU/Linux.

    Diferenças? Claro.. a 9.2 já vem com tudo, nomeadamente kde 3.3.1, Gnome 2.8, OO.org 1.1.3, etc.. e claro, todas as customizações fantásticas da SuSE.

    Já disse aqui e volto a repetir. Já usei muitas distribuições (Mandrake 7/8/9/10, Redhat 5.2/6.0/6.1/8.0, Fedora Core 1 e 2, Slackware 9/10, Debian, etc..), mas desde que instalei o SuSE 8.2 no portátil nunca mais mudei de distribuição. Este YaST é uma maravilha, poupa um tempo imesurável!

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:SuSE 9.2 (Pontos:2, Esclarecedor)
    por andyrock em 28-10-04 18:02 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://paginas.fe.up.pt/~ec99090
    suse 9.2 vem com gnome 2.6, o 2.8 quando chegou, ja o suse 9.2 estava em beta.
    uso suse desde o 9.0, tirando o bug da selecção do teclado pt durante a instalação (ja foi reportado varias vezes e por varias pessoas), aquilo é do melhor.

    agora tenho o 9.1 no desktop e espero q chegue o 9.2 para o meter no laptop.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]