gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
SAPO & M$: um amor para toda a vida!
Contribuído por ajc em 14-10-04 9:15
do departamento crise-dos-9-anos
Microsoft WZ|Dunadan escreve "O SAPO quer valorizar experiência de banda larga com portal XL mas "só está disponível para utilizadores dos sistemas operativos Microsoft Windows nas versões Windows 98, ME, 2000 ou XP, não sendo acessível a computadores Mac ou Linux. Da mesma forma o único browser suportado é o Internet Explorer versão 6.0 ou superior e é exigida a utilização do Windows Media Player (versão 7.0 ou superior) e do Flash Plug In (versão 5 ou superior)."

Ou seja, a PTM arrisca-se a perder um cada vez mais crescente mercado de utilizadores que progressivamente estão a mudar para navegadores como o Opera ou o Firefox. Enfim, violar as normas internacionais em Portugal é mato. Alguém quer comentar? "

Netscape - 10 anos | O algoritmo de colocação de profs da ATX tb está e  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • WZ|Dunadan
  • SAPO quer valorizar experiência de banda larga com portal XL
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por ajc
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Mac (Pontos:2)
    por Karlus em 14-10-04 9:21 GMT (#1)
    (Utilizador Info) /del/null
    ...não sendo acessível a computadores Mac ou Linux.

    Acho que na parte do Mac estás enganado.

    Re:Mac (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 14-10-04 9:36 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    E a parte de Linux também... bem como com o Mozilla. Uso em casa, no desktop, Linux, com o browser sendo o Mozilla, e funciona bem (dentro das possibilidades): flash plugin, e mplug-in (não me recordo do nome, mas é o plugin do mplayer para Netscape/Mozilla). O único inconveniente é mesmo não conseguir por em fullscreen excepto se for ver o url do stream e ver o stream directamente no mplayer.

    HiTek DeVil
    Re:Mac (Pontos:2)
    por Kmos em 14-10-04 10:29 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Aquilo parece que realmente tem muitos problemas. Já tentei em casa, sem bloquear os popups (http://musica.sapo.pt/oops/erro_musica.html), já que o musica.sapo.pt pede isso, e não sei por alma de quem, mas mesmo quando desbloqueio, simplesmente não entra na página. Aquilo parece que foi feito à martelada, apesar do design estar apelativo. É pena...

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:Mac (Pontos:1)
    por blitzman em 14-10-04 9:54 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Pura gestão das expectativas.
    Como por acaso até funciona noutras plataformas, os utilizadores ficam contentes e não se queixam.
    Se por acaso não funcionar numa configuração exótica, não têm de dar o respectivo suporte.
    Re:Mac (Pontos:2)
    por blacksheep em 14-10-04 13:20 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Acho que ele se limitou a ler a notícia no tek.sapo.pt:
    O portal só está disponível para utilizadores dos sistemas operativos Microsoft Windows nas versões Windows 98, ME, 2000 ou XP, não sendo acessível a computadores Mac ou Linux. Da mesma forma o único browser suportado é o Internet Explorer versão 6.0 ou superior e é exigida a utilização do Windows Media Player (versão 7.0 ou superior) e do Flash Plug In (versão 5 ou superior).

    Re:Critérios Editoriais (Pontos:2)
    por xeon em 14-10-04 14:44 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://cat.afraid.org
    Gostei do "Não aceita respostas".
    Whatever, tem resposta.

    Se no proprio site (http://tek.sapo.pt/4M0/518071.html) é dito TEXTUALMENTE que, e passo a citar, "O portal só está disponível para utilizadores dos sistemas operativos Microsoft Windows nas versões Windows 98, ME, 2000 ou XP, não sendo acessível a computadores Mac ou Linux.", como podes afirmar - estando ainda por cima ligado ao site - que a noticia não corresponde à verdade ?

    Será que no Sapo a mão esquerda não sabe o que a direita anda a fazer ?

    Well DOH ..

    --
    Whatever
    Re:Critérios Editoriais (Pontos:2)
    por Karlus em 14-10-04 17:11 GMT (#57)
    (Utilizador Info) /del/null
    wrong ID :)
    SAPO... (Pontos:1)
    por gibberling em 14-10-04 10:00 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Muito friamente o SAPO como ISP nunca foi bom, quem disser o contrário é porque nunca o utilizou (ainda me lembro daquele proxy parvo).

    A oferta de ADSL actual não interessa nem ao menino Jesus, é cara e não serve para muito, basta sondar a competição para encontrar melhores propostas.

    Como portal aquilo está tão atulhado de lixo que é difícil encontrar o que quer que seja, só me lembro de utlizar aquilo no tempo em que andava na faculdade e em que a internet dava os primeiros passos cá.

    Ao implementarem esta medida, que na prática, como utilizador de linux, não me vai afectar em nada (user-agent e mplayer), só prova que realmente Portugal é um paraíso microsoftiano, um lugar de "quero, posso e mando" para PTs e Microsoftes, mas acho bem, what goes around, comes around daqui a uns tempos ainda me vou rir destas palhaçadas típicas da cultura empresarial portuguesa corrente.


    Porreiro... (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 10:27 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Ora, acabei de contactar a Novis para aderir ao ADSL Mega, é desta que vou mudar da PT de vez.

    Não por motivos técnicos, porque não me queixo da minha ligação ADSL.pt 768Kbps que está sempre operacional e a velocidade máxima, mas por atitudes.. justamente como esta do Sapo!

    P.S. - Para quem tinha dúvidas da velocidade de upload do ADSL Mega, numa fase inicial são 400Kbps mas está previsto o upgrade para 800Kbps mais coisa menos coisa.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 11:20 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Manda aí o link disso que eu não consigo encontrar, sff.
    Já agora, quanto custa ?

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 11:30 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Never mind... não há onde moro :(

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 12:12 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    A velocidade de upload foi-me dita pelo operador que me atendeu quando telefonei para a Novis.

    Quanto aos preços, está tudo no site da novis, mas ronda os 62¤ mensais.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por feijao em 14-10-04 23:07 GMT (#98)
    (Utilizador Info)
    É um pouco menos... são 34 pela internet + 10 pela assinatura de telefone analógico ou 20 no caso de rdis.

    De qualquer modo também já assinei. Espero que corra tudo bem.

    Isto no entanto é só para empresas e apenas nas 56 centrais NOVIS. Falam que em cerca de um ano vão passar para 150, o que já não deve ser muito mau.
    Lembro que o cobre continua a ser o actual da PT que passa a ser comprado pela NOVIS.

    OLÉ FEUP :)

    Abraço,
    Paulo Cardoso
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por BlueRibbon em 14-10-04 12:39 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Engraçado, liguei para lá e disseram-me que só o ADSL Mega só estava disponível para empresas... É o teu caso ou fui engrupido?
    De qualquer forma acho que também não há na minha zona.

    KISS - Keep It Simple, Stupid!

    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por Psiwar em 14-10-04 14:03 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Eles dizem que só está disponível para empresas... mas na verdade serve para todos. Assim enganam o povo dado que eles nao querem que todas as ovelhas do pack tvcabo/netcabo/sportv venham a correr entupir o serviço... :)

    Mas sim, o maior problema é nao haver assim tantas zona cobertas...
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 19:51 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    o ADSL Mega só estava disponível para empresas

    É o meu caso..

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Porreiro... (Pontos:1)
    por MrVi em 14-10-04 12:51 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://nuno.eth.pt/
    Não por motivos técnicos, porque não me queixo da minha ligação ADSL.pt 768Kbps que está sempre operacional e a velocidade máxima, mas por atitudes.. justamente como esta do Sapo!
    E que atitude te tas tu a referir? A de funcionar perfeitamente em Mac ou em Linux? Ou à atitude dos users que nao sabem instalar plugins nos seus browsers?


    ---------
    Nuno Loureiro
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 13:06 GMT (#26)
    (Utilizador Info)

    Tás a falar de plug-ins para tecnologias proprietárias que não são standards???

    Se é para isso espero que não saibam, pois são um cancro.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Porreiro... (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 19:51 GMT (#66)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Quando te conheci, algures nos limiares do irc (rico BitchX :-), andavas tu pela ualg colado a Linux, já a Telepac processara um site, a Teleporca.

    E os problemas arrastam-se. Demoraram 3, sim _três_ meses a instalarem-me a ADSL, e o primeiro modem veio avariado. Posto isto, quando jogava on-line, tinham oscilações ridículas de pings.

    Só recentemente, isto é, desde há um anito para cá (já tenho ADSL desde Março 2001), é que isto começou a ficar melhor.

    Mas as minhas queixas não vão directamente para o Sapo/Telepac mas mais para o grupo PT, monopolistas que abusam das linhas telefónicas comparticipadas em mais de 80% pelos contribuintes, e que aliás, as consideram deles. Mas isso são outras histórias..

    Cumprimentos à MrsVi :-)

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Porreiro... (Pontos:1)
    por secameca em 15-10-04 4:03 GMT (#113)
    (Utilizador Info)
    Yep, é o que dá ter um monopólio destes. O que é mais irónico é que há países em que pelo menos o cabo é alternativa, enquanto por cá a Telecome tb é dona da TV Cabo (aka TV Rabo), dos emissores de transmissão de TV por feixes hertzianos, etc. Maravilhoso.

    Na minha opinião, os donos dos fios ñ deviam ser os mesmos que os donos das centrais. É como nos transportes, não são os donos das empresas de camionagem que são também donos das estradas.

    A nossa salvação ainda vai ser o WiFi. Ou talvez não.

    PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:3, Interessante)
    por Lowgitek em 14-10-04 10:50 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Eu peço desculpa, mas segundo me consta a PT é não é uma entidade pública e presta serviços pagos e apenas para quem deseja ser clientes deles!

    Eu não vejo os gajos da PT com arma em punho a obrigar ninguem a assinar contracto com eles, nem muito menos a obrigarem a utilização do portal deles ou de quais serviços prestados pelo mesmo ou através do mesmo.

    Eles tem o direito de decidir sobre o que usarem, quando usarem e como usarem, com quem devem ou ão fazer acordos tecnológicos. Por mim dese que não interfiram no livre direito a concorrência com jogadas escuras e lobbies macacos eu não estou minimamente interessado em que browser os gajos da pt querem dar preferencia, a que software ou rtewcnologia irão utilizar para o streaming ou seja lá que regras ou imposições colocam paraa utilização dos seus serviços.

    E mesmo que fosse verdade a afirmação de dizer que eles apenas suportam Software Microsoft, que não é interiramente verdade, penso que seria perfeitamente compreenssível tendo em conta o panorama nacional, em que, e surpreendam-se, a maioria das pessoas ainda utiliza software Microsoft! E tendo como clientes, como grande maioria, compradores compusilves ou utilizdores por impulso, que confundem o acessoa internet com o serviço do sapo, ou que pensam não existir vida para além, do brejo da PT. Mas a culpa disso não é da PT e isso já é outra conversa.

    My 2 Cents.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 11:58 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Pois mas até os negócios não podem fazer qualquer tipo de descriminação ilegal.

    A utilização exclusiva de tecnologias proprietárias é uma discriminação que me parece ilegal, tendo em conta que existem os standards do W3C e tecnologias livre e que portanto podem ser adoptadas por todos.
    Assim como por exemplo, uma pastelaria não pode escolher os clientes com base no seu aparelho digestivo e ou outros factores, como politicos.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por PRE em 14-10-04 12:47 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Mas pode dizer: «Aqui só come quem for cliente da PT». Se tu não queres, vais à pastelaria ao lado.
    ____________________
    Pedro Santos :: psantos.net
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por HiTek DeVil em 14-10-04 12:55 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Por acaso acho que não podes fazer descriminação (neste caso especifico da "pastelaria")... Mas há sempre formas de contornar isso, por exemplo: "Aqui só come quem apresentar cartão de sócio" e uma das coisas que necessitas fazer para te fazeres sócio, é ser cliente da PT, por exemplo.

    No caso concreto do site, isso sim... se não gostam de windows e ms, e o site estiver todo feito para windows only/ms products only, nesse caso nao há volta a dar a não ser não o visitar, e/ou melgar os gajos que fizeram/implementaram a plataforma (e com melgar não me refiro em atitudes do genero fecharem-se dentro de uma casa de banho e ameaçarem rebentarem-se com uma bomba).

    HiTek DeVil
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 13:09 GMT (#27)
    (Utilizador Info)

    O que não me parece ter nada a ver com o caso, porque não é isso que está a acontecer. Eles estão a discriminar com base em tecnologias e não em serem ou não clientes, e sendo que há standards e tecnologias que permitem o acesso a todos.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por PRE em 14-10-04 13:32 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Foste tu que deste parte da analogia... se eles estão a tentar mirar clientes que usem o IE, então eles é que sabem. O site/serviço é deles, fazem o que quiserem, como já alguém disse, não são uma instituição pública, são uma empresa.

    Ou seja, tou a dizer com isto que não me parece que eles sejam obrigados a fazer seja o que for, por mais que isso chateie muita gente. Agora, é minha opinião que mirar um site só para IE, hoje em dia, é acima de tudo incompetência e desconhecimento do que é a web dos dias de hoje.

    Mas se eles querem perder os tais 20% dos outros utilizadores, é problema deles. :-) Hoje vi no ISEL algo curioso, passei pela sala dos caloiros e a maior parte tava na NET com o FireFox... sacaram e instalaram o Firefox de propósito para ir para a internet e via-se uma sala praticamente só com firefox's.
    ____________________
    Pedro Santos :: psantos.net

    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 13:42 GMT (#32)
    (Utilizador Info)

    Eu não acredito é que eles tenham esse direito porque acho que viola várias leis.

    Fazer isso seria a mesma coisa que abrir uma pastelaria e proibir a entrada a algumas pessoas por terem um sistema digestivo diferente. Porque existe uma diferença entre abrir um site web e criar uma aplicação para window$. Existem standards e tecnologias que fazem com que fazem com que isto seja discriminação injustificada e no meu caso é discriminação com base em opções politicas, pois uso Software Livre com base numa opção politica.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por leitao em 14-10-04 15:09 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Eu não acredito é que eles tenham esse direito porque acho que viola várias leis.

    Ora diz la' os decretos lei que isto viola se faz favor ?

    Existem standards e tecnologias que fazem com que fazem com que isto seja discriminação injustificada e no meu caso é discriminação com base em opções politicas, pois uso Software Livre com base numa opção politica.

    Nao e' injustificada porque podes sempre usar o servico do concorrente. Se nao ouver concorrentes, comeca tu a tua empresa que ofereca um servico apenas para utilizadores de software livre. Nao vejo de que forma estejas a ser descriminado.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 15:30 GMT (#47)
    (Utilizador Info)

    A constituição, e leis que garantam que os comerciantes têm de prestar serviços sem discriminação.

    Eles estão de facto a discriminar quem não usa determinado software para funções, para as quais há formatos e protocolos que são standards e que eles não usam porque não querem.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 14-10-04 17:12 GMT (#58)
    (Utilizador Info)
    Pensa lá um bocado, se eu desenvolver uma aplicação para win32, porque não conheço mais nada, ou não tenho condições para a portar para outras plataformas também estou a descriminar, é isso?

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 20:48 GMT (#73)
    (Utilizador Info)

    Desenvolver uma aplicação para win32 não é a mesma coisa que desenvolver um site, destinam-se a meios diferentes, logo aí não há discriminação.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 14-10-04 22:09 GMT (#91)
    (Utilizador Info)
    Mas ja reparaste que nao funciona em todos os pcs do mundo???? isso não te chateia? palavra de honra tens de ser mais coerente...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 22:41 GMT (#95)
    (Utilizador Info)

    Uma aplicação win32 foi feita para window$, é normal que só funcione em window$, uma aplicação para WWW, deveria funcionar em todas as aplicações que cumpram os standards da WWW. Isto é coerência.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 15-10-04 10:18 GMT (#125)
    (Utilizador Info)
    deveria funcionar em todas as aplicações que cumpram os standards da WWW

    Era simpático não obrigatório, isso é pura e simplesmente utópico e até estúpido... quem disponibiliza ou vende é que sabe para que alvo o vai fazer, e é sempre uma decisão sua, até porque fazê-lo algumas vezes pode implicar custos adicionais que quem decide não quer ter, por exemplo...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:32 GMT (#147)
    (Utilizador Info)

    Não estupido, nem utopico. É possível, e na minha perspectiva há pelo menos um artigo da constituição que poderia ser utilizado como argumento para obrigar a fazer isto.

    Utilizar standards não é mais caro, tudo depende de como se realizar o desenvolvimento, se utilizares as tecnologias certas com os metodos correctos, acredito que é mais barato e sobre tudo ao permitir mais acesso, têm um potêncial de retorno de investimento maior.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 18-10-04 18:13 GMT (#183)
    (Utilizador Info)
    Utilizar standards não é mais caro, tudo depende de como se realizar o desenvolvimento, se utilizares as tecnologias certas com os metodos correctos, acredito que é mais barato e sobre tudo ao permitir mais acesso, têm um potêncial de retorno de investimento maior.

    O teu erro é pensares que isto se aplica a 100% de quem desenvolve... ora não poderias estar mais errado, até porque não existe uma única ferramenta, o conhecimento não é um standard ;o) e só por isso pensar em fazê-lo pode incorrer em custos que tu que desenvolves podes não estar disposto a ter...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por HiTek DeVil em 14-10-04 19:57 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    Visto dessa forma, então vou pôr em tribunal tudo quanto é ISP que venda serviço adsl, pois quero que o meu Pentium, com windows 95, tenha adsl, e os modems usb que eles vendem não funciona nesta configuração.

    Claro, tenho sempre alternativas... uma placa de rede com um modem/router adsl... mas não é o que estás a dizer? Que têm de suportar o que eu quero, sem discriminação?

    Por algum motivo existe algo chamado "Requisitos mínimos", ou guide lines sobre que plataformas, e com que configurações funciona correctamente... Se eles seguiram os standards ou não, é com eles... não há lei nenhuma que os obriguem a isso...

    P.S. - Não tenho nenhum Pentium com Windows95, e além disso, o site funciona bem com mozilla em linux... eu deveria saber... ainda há momentos estive a ver um streaming de lá... vê uns posts acima.

    HiTek DeVil
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 20:50 GMT (#74)
    (Utilizador Info)

    Eu não estou a falar de discriminação quanto ao suporte na ADSL, estou só a falar a respeito do site sobre qual se iniciou a discussão.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 14-10-04 22:10 GMT (#92)
    (Utilizador Info)
    Portanto a tua descriminação só se aplica aos teus interesses, percebido, claro.

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 15-10-04 5:48 GMT (#115)
    (Utilizador Info)

    Não! Ao contrário de ti, não quero é desviar a conversa. Estás a querer que eu que eu digo para um caso particular se aplique a todos. A essa falha de lógica que queres que eu cometa chama-se falacia.

    Se nos outros casos há ou não discriminação? Bem, não é esse o assunto da thread, se quíseres discutir esse assunto inicia uma nova, não te ponhas é a inventar.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:1)
    por mrmv em 18-10-04 18:15 GMT (#184)
    (Utilizador Info)
    Eu não desviei a conversa, tu achas é que todos deviamos desenvolver com as mesmas ferramentas, utilizar os mesmos produtos (definidos por um comité que pense como tu) e que isso seria melhor, disso eu não tenho dúvida... a questão é e porque como tu pensas e não outro qualquer?

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por HiTek DeVil em 15-10-04 6:52 GMT (#119)
    (Utilizador Info)
    Mas quem generalizou foste tu:

    "A constituição, e leis que garantam que os comerciantes têm de prestar serviços sem discriminação."

    Por teres generalizado e teres metido dos os casos possiveis e imaginários de comércio (com todos os ramos de comércio à mistura) no mesmo saco, é que eu fiz aquela analogia... Mas acabaste de te responder a ti próprio.


    HiTek DeVil
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 20:32 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Eu chego a conclusão que tu deves andar realmente maluco de todo!

    As olha lá em que parte é que realmente vez os gajos a descriminarem alguem ? O único crime que vejo aqui é um crime cometido por ti de perjúrio!

    Os gajos tem o serviço devidamente identificado, não te obrigam a usar um serviço ao qual não pediste, não te obrigam a pagar por algo que não te deram, tem as devidas instruções de utilização em língua portuguesa, os requisitos minímos queres mais o que ? Que os gajos sejam processados pelos gajos que não tem um pc em casa com capacidade para aquilo, por eles serem descriminados e a PT não levar um pc novinho em folha de graça???

    A cada um realmente...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 20:51 GMT (#75)
    (Utilizador Info)

    Mais uma vez, não estou a falar do serviço ADSL, apenas do site da noticia. Não desviem a conversa.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:09 GMT (#100)
    (Utilizador Info)
    Mas quem é que esta a falar do serviço ADSL? Pa isso aplica-se a qualquer produto que os gajos queiram vender, fazer, dar ofercer... Acorda!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 15-10-04 5:50 GMT (#116)
    (Utilizador Info)

    O site desta discussão, não é um produto é um serviço e eu fiz esta avaliação para o caso particular deste site, não fiz uma avaliação genérica.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 14:54 GMT (#150)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Isso quer dizer que se a minha máquina com OpenBSD brecar e eu for a uma loja da esquina para me repararem a cena eles são obrigados a dar suporte do OpenBSD? Ou se eu resolver desenvolver uma plataforma web-based para os meus clientes sou obrigado a usar standards? Woow esta é nova...
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 16:36 GMT (#155)
    (Utilizador Info)

    Não, não tem que dar suporte para o OpenBSD, essa é uma situação diferente.

    Se a tua aplicação é para acesso público na WWW, então a interpretação que faço da constituição é que sim és obrigado a usár standards e guidelines de uma entidade que seja reconhecida como independente pela industria como por exemplo o W3C.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 20:29 GMT (#165)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Meu caro, o facto de uma dada aplicação ser WWW nada tem que ver com o standard usado. Mais, no caso corrente, trata-se de tecnologia de plugins, e que, pelo menos segundo um tribunal americano, nada tem que ver com o browser ou a própria WWW.
    E o que a constituição te diz nestes casos, é apenas que ninguém te pode obrigar a subscreveres o serviço. Porém, e pelos vistos realmente não tens puto de ideia do que falas quando falas das "leis", tens também inúmeros exemplos de adopção de serviços obrigatória por parte de empresas monopolistas, nomeadamente as diversas empresas de águas (EM), que, segundo legislação camarária em múltiplos municípios, obrigam o habitante a pagar ramal de água e saneamento, independentemente do seu uso ou não. Ora segundo a tua perspectiva, isso também é ilegal. Curiosamente, um batalhão de advogados diz que não.
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 21:34 GMT (#167)
    (Utilizador Info)

    O que interessa é que esses plug-ins são para tecnologias proprietárias, alguns dos plug-ins são proprietários, e estão a ser utilizados para aceder a conteúdos na WWW.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Ancestor em 17-10-04 1:48 GMT (#172)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Não, estão a ser utilizados para aceder a serviços numa rede segmentada. Media streaming não é WWW.
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Tuaregue em 14-10-04 18:22 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    Será que aquelas placas que estão espalhadas pelos cafés do nosso Portugal são ilegais??
    Deves estara a perguntar que placas?? Umas que dizem algo do género: "É reservado o direito de admissão."
    Olha que isto é proibir a entrada a algumas pessoas, e ainda não vi ninguém a queixar-se das ditas placas que geralmente são umas folhas de papel a4 ou a3.

    Quanto a mim a PT/SAPO/NOVIS/meta aqui o seu portal e/ou ISP, podem fazer o que quiserem com o portal deles, é deles, eles é que sabem se querem perder clientes ou não, ou também achas que as páginas que estão protegidas por passwords também são ilegais também é descriminação só podem entrar os que tem a password.

    Agora muito sinceramente se és cliente deles ou gostavas muito do portal, e se te sentes incomodado com a situação protesta, desiste de seres cliente quando te pergutarem porquê dizes o porquê e assim és mais um na estatística de ser um ex-cliente insatisfeito com o serviço, ou de menos um visitante do portal, menos um a "comer" com a públicidade paga ao Sapo.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 20:46 GMT (#72)
    (Utilizador Info)

    Deves estara a perguntar que placas?? Umas que dizem algo do género: "É reservado o direito de admissão."

    Nunca vi nenhuma, e hoje ao visitar os cafés cá da minha terra, tive a tomar atenção a isso.
    O direito de admissão pode ser reservado, mas não por exemplo com base por exemplo em escolhas politicas, isso seria ilegal.

    ou também achas que as páginas que estão protegidas por passwords também são ilegais também é descriminação só podem entrar os que tem a password.

    Isso é algo completamente diferente, pois não é um site de acesso publico, e não tem a intenção de o ser.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 20:28 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    Mas tu és maluco?
    Mas qual descriminação, qual ilegal, qual que rapaz? Eles tem o direito de usar o que bem entenderem, eles não obrigam ninguem a ser clientes deles. E além do que, se me der vontade, de vender, e só apenas vender, um único produto, seja uma camisola vermelha as bolinhas pretas num lugar onde toda gente gosta de camisolas azuis com bolas brancas (é não é nada este o caso), o único crime que irei cometer é um crime de falta de inteligência ou tacto comercial.

    Standards ? Eles usam o standard da Ms, é que não utilizar esse standard não pode usar o produto e ponto final (que tb não é verdade nesse caso). Além do que ainda se dão o trabalho de avisar convinientemente os requisitos minimos!

    Enfim... larga isso rapaz que anda a te fazer mau!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:PT vs. Intuições de Caridade (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 21:21 GMT (#80)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Pois é, de certa forma tens razão, existem standards que permitem a acessibilidade a toda a gente, mas eles não os quiseram implementar e, de certa forma, estão no seu direito.

    Acabaram de perder um cliente pois vou rescindir o contracto para a semana.

    É uma estratégia... política!

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Monopólio PT (Pontos:1)
    por CREMAToRIO em 15-10-04 10:12 GMT (#124)
    (Utilizador Info)
    O problema é que a PT foi criada por mim e por ti, sem que nos pedissem a nossa opinião.
    Depois mudaram-lhe a titularidade e não os obrigaram a devolver-nos o dinheiro, a não ser numa jogada triste de venda da rede.
    E a quem venderam a rede? A quem a conseguia comprar. A própria PT, com o nosso dinheirinho.
    De maneira que contribuimos para que eles tiverrem o monopolio e nos f*d*ssem.
    Conclusão: Nós somos os responsáveis (eu incluido).

    A única solução que vejo é não usar qq serviço da PT, o que me coloca um bocado incontactável, já que não tenho telefone, apenas telemovel, não tenho net (aqui em Olhão as linhas são todas da PT) e vejo TV da antena do prédio, ou seja, a minha qualidade de vida diminui sendo que eu tive a financiar os responsáveis por isso.

    Maior injustiça económica não encontro.

    Já agora, alguem me pode informar de qual governo foi responsável pela venda da rede á PT?
    Obrigado

    Re:Monopólio PT (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 16-10-04 1:27 GMT (#138)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    ms ferreira leite. por 15% do valor, quando se keixavam que 30% era pouco quando o anterior governo ia vender.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 14-10-04 11:04 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    O xl.sapo.pt está a correr, segundo o netcraft, Linux com Apache/1.3.29 (Unix) PHP/4.3.4.
    A tecnologia de streaming é que é Windows Media, que é, possivelmente, a melhor escolha do ponto de vista técnico.
    Não percebo esta tendencia da comunidade linux de atacar tudo o que é golias... O Sapo deve ser o ISP mais pró-Linux que conheço.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 11:16 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Desculpa, mas lá porque o Netcraft diz isso, não quer dizer que a plataforma não seja Windows.
    Já telefonei e já lhes disse o que pensava do assunto.
    o próprio sr. que me atendeu até disse (sic) "que até a própria Micosoft está a abandonar o Internet Explorer".

    Infelizmente na zona onde moro, não tenho grandes alternativas em termos de ADSL, acho. É pena.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Kmos em 14-10-04 12:13 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Há sempre alternativa, pq tens outros ISP's de ADSL em Portugal, agora o da Novis / Oni, vamos ter de esperar uns bons anitos talvez :-) p'ra variar...

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por xeon em 14-10-04 12:13 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://cat.afraid.org
    Se tens cobertura ADSL "PT", tens cobertura de qq outro operador que forneça ADSL baseado no wholesale da PT. ViaNetworks, Interacesso e TvTel sao 3 que vem 'a memoria com valores bem interessantes.

    Os pacotes baseados no unbundling do local-loop (suponho que o Novis Mega e o Oni Duo o sao) e' que dependem de a central onde o teu local-loop termina estar ou nao coberta pela oferta (i.e. ter equipamento terminal desse operador).

    --
    Whatever
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 12:57 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    A ViaNetworks é mais cara 16 euros / mês nas mesmas condições do sapo.adsl (512/128).
    Está bem que não têm limites, mas isso para mim não tem interesse. Fico sempre muito longe dos 4GBD/2GBU internacionais.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 12:05 GMT (#13)
    (Utilizador Info)

    Do ponto de vista técnico é possível porque se usa uma solução para front-end e outra para back-end. E o servidor que faz o streaming não tem que ser o que está em front-end.

    O SAPO é tão pró-GNU/Linux que não dá suporte aos clientes que quíserem utilizar GNU/Linux para os seus acesso ADSL, e deve ser por isso que também fizeram este site dependente de tecnologias proprietárias. Se isso é ser pró-GNU/Linux, que será ser anti...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por Pirlas em 14-10-04 12:12 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.durao.net
    Compras um modem ethernet tens o suporte linux feito para clientes com ADSL. Agora imagina dar suporte a modems usb em linux.... Se já para o utilizador em casa é complicado, imagina para quem estiver do outro lado do telefone.... Sinceramente foi o que fiz... acerca de dois anos com o meu speedtouch usb, o qual nunca consegui por a funcionar... O melhor que consegui foi com o mandrake na altura. Até que me fartei e comprei um ehternet... Simples, rapido, nao muito caro... e acima de tudo EXCELENTE !!! Sinceramente... pondera bem o que disseste e ves rapidamente o quão impossivel tal é.
    Edgar Durao (Pirlas)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 12:18 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Nesse caso, então porque raio o Sapo inclui modems USB e não Ethernet?

    Hoje em dia todos os computadores vêm com placa de rede integrada e se não vier, arranja-se uma por 10¤. E não há diferença de preço entre um modem Ethernet e USB!

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:36 GMT (#102)
    (Utilizador Info)
    Para evitar que venham mais tarde com o pretexto de dizer... quando adquiri o serviço, não me diziam que para o usar teria outro sistema operativo...

    É que vem na embalagem vem bem escarrapachado os requisitos de utilização!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    OFFTOPIC (Pontos:1)
    por ampf em 14-10-04 12:46 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Já agora, que modem é?

    No sig what so ever!
    Re:OFFTOPIC (Pontos:1)
    por Pirlas em 14-10-04 21:04 GMT (#78)
    (Utilizador Info) http://www.durao.net
    Comprei um zoom Adsl X4... na altura n havia muitos mais em "venda livre". Era o que havia na chip7 e prontos. E muito bom e bastante completo, com chip da conexant. Curiosamente mais tarde meti-lhe um firmware da conexant e ficou com uma carrada de funcoes mais disponiveis. Como modem router é muito bom e nunca me deu problemas. Mais tarde passou a ser usado so como modem visto ter um router wireless.... Bem mas isto é muito offtopic...
    Edgar Durao (Pirlas)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 13:12 GMT (#28)
    (Utilizador Info)

    Agora explica-me no que é que isso que disseste está uma atitude pro-GNU/Linux do sapo, quando na verdade nem sequér dá condições iguais por exemplo no suporte e os clientes que usam GNU/Linux têm de adquirir outros equipamentos.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 14-10-04 15:33 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Não conheço o serviço a clientes deles (não pertenço ao lote), mas sei que grande parte do desenvolvimento lá dentro é feito em Linux, que recentemente puseram o antigo mail da telepac em Qmail/Linux, que boa parte do portal corre em Linux, etc.
    Se isso não é ser pró-Ganú/Linux, não sei o que será. Acho que já fizeram mais pelo Ganú/Linux que qualquer outra organização do país.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:39 GMT (#103)
    (Utilizador Info)
    Talves porque o serivço deles esteja orientado a utilizadores dos sistemas da microsoft?

    Talvez, digo eu, que estes mesmos utilizadores são a maioria dos utilizadores de internet em Portugal ? Ou talvez porque a malta que possívelmente é capaz de ter tomates para usar um linux deveriam ter pelo menos capacidades minimas para poder configurar um pc ligado ainternet ? Ou saber que aquilo não gosta muito de hardware sortido como faz o sistema da concorrência.

    Ou que talvez seja apenas uma dor de cabeça a menos a ter que lidar?

    Enfim, o que raio tens tu haver coma opção dos gajos? Ok, quando tiveres faz como algm dos gajos que lá estão... Ainda bem que não dão ouvidos a tudo ao que alguns gajos dizem lá por aqueles lados e não só!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:23 GMT (#146)
    (Utilizador Info)

    Talves porque o serivço deles esteja orientado a utilizadores dos sistemas da microsoft?

    Tendo em conta que até já ca veio um tipo do sapo, dizer que favorecem a diversidade, bla, bla, bla, yada, yada, yada, a verdade é que estão a fazer um site WWW, e um site WWW, deve ser acessivel para todos os que usem ferramentas que cumpram os standards da WWW, caso contrário criem um serviço exclusivo e que não seja um site WWW.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Kmos em 14-10-04 21:51 GMT (#88)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    http://kmos.tondelaonline.com/stuff/speedtouch.htm

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:33 GMT (#101)
    (Utilizador Info)
    Dude, tu andas completamente fora da realidade! Tu já alguma vez deste suporte a sistemas linux/unix/bsd por telefone alguma vez na vida?

    É que sinceramente não me parece! E pa e acho muito bem sim Sr. que os gajos só prometam aquilo que quase conseguem cumprir. De que valia andarem para ai dizer que davam suporte a GNU/Linux se no suporte o windows a maior parte das vezes é o que é? Eu estou mesmo a imaginar um caramelo a ligar para lá a pedir ajuda, quando o desgraçado acabasse de dizer a versão do kernel, da libXPTO, dos drivers, do quem compilou, etc etc... o desgraçado do helpdesk já teria caido num sono profundo!

    Jovem o serviço é deles, eles fazem o que bem entenderem! Qual é a parte que ainda não percebeste? As condiões de utilização são claras e específicas, não vendem banha da cobra, e ainda por cima, a cena funciona! pelo menos em BSD funciona! por enquanto, e se não funcionasse o problema era meu que não tinha lido com atenção os requisitos mínimos.

    Eu não vou por gasoleo no meu carro a gasolina, apenas porque lembrei que até gosto do preço do gasoleo e das condiçoes oferecidas pelo posto de abastecimento para clientes que usem gasoleo e que ponham mais de 30 litros por dia. Vou ter que me aguentar a usar gasolina e nem o argumento do... é injusto era bom que... vai fazer com que o meu carro aceite gasoleo!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:20 GMT (#145)
    (Utilizador Info)

    Jovem o serviço é deles, eles fazem o que bem entenderem!

    Não podem fazer o que bem entenderem, só podem fazer o que a lei permitir.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 15:07 GMT (#151)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Eh pa já é praí o terceiro post teu q leio em que falas das leis... Mostra lá a tão mui cobiçada lei, estou com curiosidade. Desde quando é que alguém é obrigado a seguir standards, ou oferecer serviços para a maior variedade de plataformas, ainda para mais pra linux que nem sequer é uma plataforma "coerente" (cada distro sua mania) em termos de suporte. Mostra-me lá o artigo da Constituição, os items do Código Comercial que obriguem um prestador de serviços a suportar standards e a fornecer suporte para todos os sistemas operativos. É que eu quero já reclamar, porque a minha ligação do Sapo (que está a bulir com OpenBSD, recorrendo a um router), não bule no Mac Os 6 nem no MsDos 3.2, entre outras preciosidades que por cá tenho a funcionar...
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 16:43 GMT (#156)
    (Utilizador Info)

    Eh pa já é praí o terceiro post teu q leio em que falas das leis... Mostra lá a tão mui cobiçada lei, estou com curiosidade.

    Não me refiro a uma lei particular sobre este assunto mais sim à constituição quando fala de não discriminação.

    ou oferecer serviços para a maior variedade de plataformas

    Eu não digo isso, apenas que no caso de existirem standards devem ser cumpridos, quando não existirem tem de se arranjar uma forma de permitir aos outros acederem livremente e implementarem livremente uma solução que permita utilizar esses serviços, como por exemplo facultar especificações e outras informações que sejam necessárias.

    Esta é a interpretação que faço da constituição, não conheço uma lei em especifica para o assunto, mas a constituição também é para cumprir. O artigo em causa é o que fala da não discriminação por motivos, politicos, sociais, etc...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 20:15 GMT (#163)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    A Constituição nada diz sobre código comercial ou modelos de prestação de serviço. A Constituição refere liberdades fundamentais do indivíduo. Entre elas está a liberdade de escolha. Essa liberdade é igual para quem compra como para quem presta o serviço. Toda a gente é livre de oferecer serviços que só abranjam uma dada tecnologia, gostes tu dela ou não. Cada um é livre de escolher o que quiser. Ninguém te obriga a teres o serviço X ou o serviço Y.

    Eu não digo isso, apenas que no caso de existirem standards devem ser cumpridos

    Devem porquê? Até no mundo OSS tens resmas de exemplos de software que não respeita standards. Alguns nem respeitam princípios básicos de boa programação.

    O artigo em causa é o que fala da não discriminação por motivos, politicos, sociais, etc...

    Processa a Ferrari, caso não consigas comprar um veículo deles. É discriminação económica.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 21:43 GMT (#168)
    (Utilizador Info)

    Essa liberdade é igual para quem compra como para quem presta o serviço.

    Ao utilizar tecnologias proprietárias como o SWF, acabou a liberdade de escolha para o cliente.

    Toda a gente é livre de oferecer serviços que só abranjam uma dada tecnologia, gostes tu dela ou não.

    Que não é o caso deste site, até apareceu aqui um tipo do sapo, a dizer que favorace a pluralidade, o que é falso a respeito do site em questão.

    O problema é que em nenhum serviço genérico, não exclusivo e sem restrições o acesso deve ser para todos. Se não querem dár suporte para todos, dêm a informações para que os outros possam arranjar esse suporte da forma que quíserem.

    Devem porquê?

    Para dár igualdade de oportunidades.

    Até no mundo OSS tens resmas de exemplos de software que não respeita standards.

    Bem, eu falo de Software Livre e não de Open Source Software.
    No mundo do Software Livre o não cumprimento dos standards não causa inconvenientes aos outros da mesma forma, porque os outros podem sempre estudar o funcionamento desse software e replicar esse funcionamento.

    Alguns nem respeitam princípios básicos de boa programação.

    Isso não tem nada a ver com o que está a ser discutido.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Ancestor em 17-10-04 1:57 GMT (#173)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Ao utilizar tecnologias proprietárias como o SWF, acabou a liberdade de escolha para o cliente.

    O cliente tem a liberdade de não utilizar o serviço, não tem?

    Que não é o caso deste site, até apareceu aqui um tipo do sapo, a dizer que favorace a pluralidade, o que é falso a respeito do site em questão.

    É inegável que o Sapo implementa grande parte da sua infraestrutura em tecnologias OpenSource. Por outro lado os clientes pagam um acesso à internet e um serviço de email, não propriamente o acesso a conteúdos da treta exclusivos.

    O problema é que em nenhum serviço genérico, não exclusivo e sem restrições o acesso deve ser para todos.

    Dificilmente o Sapo se enquadra em algum dos adjectivos que te referiste. E como já disse, ninguém te obriga a comprar. Não gostas, não compres. Não estás satisfeito com a oferta, cria tu uma oferta melhor. Ninguém te impede.

    Para dár igualdade de oportunidades.

    Igualdade de oportunidades em quê?

    No mundo do Software Livre o não cumprimento dos standards não causa inconvenientes aos outros da mesma forma, porque os outros podem sempre estudar o funcionamento desse software e replicar esse funcionamento.

    Se fosse assim tão simples o MySQL usaria SQL-92 e não aquela treta de pseudo-SQL.

    Isso não tem nada a ver com o que está a ser discutido.

    Claro que tem. O facto de um standard ser um standard não quer dizer que seja bom. É análogo ao software, a qualidade do software nada tem que ver com o modelo de licenciamento.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 17-10-04 11:27 GMT (#175)
    (Utilizador Info)

    O cliente tem a liberdade de não utilizar o serviço, não tem?

    Mas também deve ter a liberdade para utilizar o serviço. A liberdade não deve ser parcial.

    É inegável que o Sapo implementa grande parte da sua infraestrutura em tecnologias OpenSource.

    Isso interessa 0, se eles utilizarem essa infraestrutura, mas dificultarem a vida aos clientes que também o queiram fazer, o mercado só é livre quando o cliente não é forçado a utilizar tecnologias especificas, é razoavél quando se presta um serviço para o público que se diga que tem que utilizar um software qualquer para acerder a um formato que é standard livre, se o formato for controlado por uma empresa e a especificação não tiver um licenciamento livre, deixa de ser razoavél e passa a ser uma forma de controlar o mercado que acho inaceitável, para além de discriminar desnecessáriamente os que cumprem os standards e querem manter a sua liberdade.

    Igualdade de oportunidades em quê?

    Para utilizar qualquer serviço de qualquer prestador de serviços e de aceder a conteúdos.

    Se fosse assim tão simples o MySQL usaria SQL-92 e não aquela treta de pseudo-SQL.

    No dia em que não puderes estudar o funcionamento do MySQL, e implementares algo igual, ou fazeres com que tenha outro comportamente, queixa-te, pois tás a ser limitado, como está ninguém te está a limitar nem tirar qualquer liberdade.

    Claro que tem. O facto de um standard ser um standard não quer dizer que seja bom.

    Aí é que te enganas. O standard livre, tem sempre uma coisa boa, que é todos saberem o que é que têm que fazer para serem razoavélmente compativeis, e isso é muito importante para o mercado. É muito importante o mercado ter uma especificação única para se uma tecnologia ou para um subset de uma tecnologia, é como a necessidade das pessoas ter uma lingua para poderem comunicarem umas com as outras. É claro que não chega para tudo, mas desde que documentes e permitas que todos acedam a essa informação ou a possam adquirir estudando livremente, e se deixares que os outros possam implementar livremente, podes sempre fazer extenções aos standards.

    É análogo ao software, a qualidade do software nada tem que ver com o modelo de licenciamento.

    A unica coisa que o licenciamento pode fazer pela qualidade é dar liberdade para que sejam adoptados os metodos que sejam mais adequados ao desenvolvimento, à manutenção, etc... Um regime de licenciamento com menos liberdade pode fazer com que não se possa escolher o melhor método para aquela situação, por exemplo.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 12:19 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    A tecnologia de streaming é que é Windows Media, que é, possivelmente, a melhor escolha do ponto de vista técnico.

    Com base em quê que suportas isto?

    Prefiro o streaming da RealPlayer, pela interacção que tenho com os dois, não por ter inspeccionado aspectos técnicos.

    Mas gostava de saber em que te fundamentas para afirmar que é melhor tecnicamente.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por CrLf em 14-10-04 15:08 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Provavelmente suporta isso no facto de ser da Microsoft. Eu sempre tive menos problemas com streams real, e além do mais existe para um grande número de plataformas. De resto o RealVideo e o Windows Media não são assim tão diferentes, tudo quanto é codecs de video hoje em dia são apenas MPEG com massagens...

    -- Carlos Rodrigues
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2, Esclarecedor)
    por quantum em 14-10-04 15:23 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Atenção que não me refiro a players. O Windows Media Player é sofrível, quando comparado com o RealPlayer, embora a nova versão tenha melhorado substancialmente, ainda considero o RealPlayer melhor.

    Do lado do servidor, porque é que gosto?
    Porque faz o encoding em Variable Bit Rate
    Porque configuras um evento media em menos tempos do que leva a dizer RealMediaServerSucksBigTime
    Porque tens codecs de audio lossless
    Porque tem o Hi-Definition Video, com resoluções de 1920x1080, i.e. cerca de 6x um DVD normal. E funciona em hardware normal.
    Porque no audio o multicanal da WMA ocupa só cerca de 20kbps. Ou seja, fazes 5.1 em 128kbps na boa.
    Porque tem um SDK que te permite manipular programaticamente os WMS. Entre outras.

    Mas é a minha opinião.

    Voltando à questão do xl.sapo.pt, acho inteligente que o portal seja um "mix" de tecnologias e plataformas. Essa era a base do meu post, não discutir Real vs Windows, porque de resto, já se sabe que aqui, tudo o que tenho Microsoft pelo meio é de imediato má tecnologia.

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 15:45 GMT (#50)
    (Utilizador Info)

    O problema para mim n é ser m$, teria o mesmo problema se fosse real, o problema é ser proprietário.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2, Interessante)
    por GugaK em 14-10-04 17:43 GMT (#62)
    (Utilizador Info)
    Nos primórdios da Web, não havia standards de streaming. A Real Networks viu a oportunidade e inovou, lançando no mercado o seu produto.
    Muitos anos depois, é capaz de haver os tais standards (não conheço) que aproveitam a experiência dos pioneiros no mercado.
    O que você quer então, PROIBIR que as entidades privadas ESCOLHAM um produto proprietário para utilizar no seu site, levando a empresa que o concebeu à falência tão logo haja um standard que faça algo minimamente parecido?
    Nessa tua concepção das coisas, para que as empresas vão investir em inovação se depois são proibidas de obter o retorno do seu investimento.
    Quando há inovação, não há standards no mercado. O processo de obtenção de um standard é lento e muitas vezes quando ele fica pronto já está obsoleto.
    Os standards são propostos por organizações que não representam o mundo todo. Há standards de diferentes organizações que concorrem entre si. Neste caso, qual standard as pessoas devem ser OBRIGADAS a usar? Um stardard definido por um conjunto de empresas é válido ou tem que ter o governo de um país por detrás? Se sim, no mínimo quantas empresas? Se não, de qual país?
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 21:01 GMT (#76)
    (Utilizador Info)

    O que você quer então, PROIBIR que as entidades privadas ESCOLHAM um produto proprietário para utilizar no seu site, levando a empresa que o concebeu à falência tão logo haja um standard que faça algo minimamente parecido?

    Estou-me a cagar para as empresas de software proprietário.

    Não foi isso que eu disse.

    Claro que não há standards para tudo, nesses casos deve-se utilizar software cujo seu funcionamento possa ser legalmente estudado, e livremente implementado por todos, para hajam ou se possam criar alternativas, paraque todos possam escolher o software que querem utilizar e não utilizar algo que lhe foi imposto. Isto aplica-se quer a protocolos de comunicações quer a formatos de dados.

    Não digo que proiba a utilização de software proprietário, apenas que ninguém me possa obrigar a utilizar software proprietário e/ou formatos de dados proprietários, se quisérem ter mais opções que algo 100% livre, tudo bem, se quisérem dentro dos seus ambientes e redes privadas utilizar software, protocolos e formatos de dados proprietários, tudo bem, mas que num ambiente publico como a Internet, façam com que seja necessário utilizar esses softwares, protocolos e formatos proprietários, é um absurdo e um atentado à liberdade de escolha.

    Quanto aos standards, só os que forem licenciados de uma forma livre e geridos por entidades independentes (quer haja ou não participação da industria e da sociedade em geral), é que são standards, o resto é treta.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por GugaK em 15-10-04 14:30 GMT (#130)
    (Utilizador Info)
    Não foi isso que eu disse.

    Disseste noutro lado:

    "Eu não acredito é que eles (sapo) tenham esse direito (de usar software proprietário) porque acho que viola várias leis."

    Não ter direito de usar significa que é proibido usar!

    Não digo que proiba a utilização de software proprietário, apenas que ninguém me possa obrigar a utilizar software proprietário e/ou formatos de dados proprietários

    Você não é obrigado a usar o site do sapo, pelo que não pode obrigar o sapo a usar o software da sua preferência.

    Quanto aos standards, só os que forem licenciados de uma forma livre e geridos por entidades independentes (quer haja ou não participação da industria e da sociedade em geral), é que são standards, o resto é treta.

    Você está a cagar-se para os standards (que até são uma coisa boa, proprietários ou não). O que quer é que as pessoas sejam obrigadas a usar software livre, independentemente de ser ou não standard.

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:43 GMT (#148)
    (Utilizador Info)

    Não ter direito de usar significa que é proibido usar!

    Estavas fora de contexto, isso era apenas referente ao site em causa. E para os efeitos em causa, provávelmente não fui suficientemente claro nisso.

    Você não é obrigado a usar o site do sapo, pelo que não pode obrigar o sapo a usar o software da sua preferência.

    Na vida há muitas coisas que não são obrigatórias, mas utilizar tecnologias que excluem os outros propósitadamente, é sempre discriminação. A sociedade não deve promover exclusão, mas deve promover e proteger a inclusão.

    Você está a cagar-se para os standards (que até são uma coisa boa, proprietários ou não). O que quer é que as pessoas sejam obrigadas a usar software livre, independentemente de ser ou não standard.

    Isso é mentira!
    Standards proprietários, não são standards que possam ser livremente adoptados, e que são controlados pelos seus proprietários, logo existirem ou não é de pouca relevância, só os standards livres de entidades inpendentes como o W3C, é que são standards a sério, e não uma tentativa de lock-in encapotada.
    Não quero obrigar ninguém a usár Software Livre, quero conservar o direito de qualquer pessoa a usár só Software Livre nos seus equipamentos.
    O Software Livre, como qualquer software deve cumprir os standards, excetpto quando serve para propósitos de investigação de novas formas de fazer o mesmo para o qual serve o standard (por exemplo), e o impacto negativo de o Software Livre não cumprir standards não pode ser comparado ao do proprietário, pois qualquer pessoa tem a liberdade de estudar e imitar o funcionamento desse software para criar algo compativel.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:4, Interessante)
    por joaorf em 14-10-04 22:20 GMT (#93)
    (Utilizador Info)
    Porque faz o encoding em Variable Bit Rate

    O encoder da Real também faz isso há muitos anos.

    Porque configuras um evento media em menos tempos do que leva a dizer RealMediaServerSucksBigTime
    Isso deve ser a mesma lógica daqueles que dizem que configuram um servidor Windows em menos tempo do que um Linux... Na verdade, um evento de streaming em Real é tão fácil de configurar que em Windows Media.

    Porque tens codecs de audio lossless

    E a Real também.

    Porque tem o Hi-Definition Video, com resoluções de 1920x1080, i.e. cerca de 6x um DVD normal. E funciona em hardware normal.

    E a Real também. Aliás, o RealVideo 10 tem melhor qualidade do que o WMV 9 à mesma bitrate.

    Porque no audio o multicanal da WMA ocupa só cerca de 20kbps. Ou seja, fazes 5.1 em 128kbps na boa.

    Consegues a mesmíssima coisa com o RealAudio Multichannel codec.

    Porque tem um SDK que te permite manipular programaticamente os WMS. Entre outras.

    Há anos que a Real tem um SDK...

    E agora digo-te coisas que o Real está muito à frente do Windows Media:

    • Players para vários sistemas da família Unix (Linux-x86, Linux-PPC, Linux-Alpha, Solaris-Sparc, Solaris-x86, Irix, ) e para Symbian, PalmOS e Pocket PC. E, claro, para Windows e MacOS.
    • Encoders para Windows e Linux, assim como versões anteriores do encoder para MacOS e Solaris.
    • Servidores de streaming para FreeBSD, Linux, Solaris, Tru64, AIX, HP-UX, Windows... Os servidores da Real correm em 11 sistemas operativos, o Windows Media corre em 1!
    • Capacidade dos servidores de streaming da Real servirem Real, Windows Media, Quicktime e Ogg Vorbis. Isto a partir de uma única máquina Linux! O servidor da Microsoft só serve streams WM...
    • O servidor serve bit streams ISMA/3GPP-compliant.
    • Os players da Real suportam SMIL, RealPix e RealText. Não conheço nada com potencialidades equivalente em Windows Media.
    • Para fazer um upgrade ao servidor de Windows Media é preciso fazer um upgrade ao Windows! Para fazer um upgrade ao servidor Real não (obviamente).
    Vais ter que esforçar-te mais para justificar o Espírito de Manada que assola os sites portugueses e que os faz escolher WMV mesmo existindo uma plataforma alternativa que faz mais e melhor...
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por joaorf em 14-10-04 23:08 GMT (#99)
    (Utilizador Info)
    Uma pequena correcção: o encoder da Real faz VBR em video, não em Real Audio. Porém, se isso for importante há o Ogg Vorbis, que é suportado pelo encoder da Real.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 14-10-04 23:42 GMT (#104)
    (Utilizador Info)
    Eu sabia que não devia ter mencionado a minha preferencia por um produto MS... :-P

    Eu prefiro o WMS ao Real e aceito que prefiras o Real sem problema algum. No entanto lembra-te que ao comparares Real 10 com WMS 9 estás a comparar um produto de 2004 com um de 2002. Neste momento são produtos equivalentes (Provavelmente com alguma vantagem para o Real 10). A minha escolha foi feita há dois anos... Penso que a do XL terá sido em 2003, nessa altura a melhor opção tecnologica era o WMS 9. E certamente acho que o sucessor o voltará a por na frente.

    Por falar em manada, tipicamente o efeito de manada faz justamente dizer que se prefere o Real ao WMS, mais que não seja porque esse anda cá há mais tempo... Pelo menos são poucos os que eu conheço que assumem preferir o WMS.

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por CrLf em 15-10-04 0:38 GMT (#110)
    (Utilizador Info) http://tudo-sobre-nada.blogspot.com
    Mas o cerne da questão é simples: o Windows Media é um instrumento de lock-in da Microsoft e o RealVideo é interoperável num grande número de plataformas. End of story.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por joaorf em 15-10-04 1:04 GMT (#111)
    (Utilizador Info)
    No entanto lembra-te que ao comparares Real 10 com WMS 9 estás a comparar um produto de 2004 com um de 2002. Neste momento são produtos equivalentes (Provavelmente com alguma vantagem para o Real 10). A minha escolha foi feita há dois anos... Penso que a do XL terá sido em 2003, nessa altura a melhor opção tecnologica era o WMS 9.

    A não ser que um codec áudio lossless e 5.1 channel audio fosse crucial (o que duvido), WMS 9 não era uma melhor opção do que Real 9 já que todas as outras vantagens deste que enumerei já existiam em 2002.

    E certamente acho que o sucessor o voltará a por na frente.

    Pensa a Microsoft fazer servidores e encoders para outros sistemas para além de Windows? Pensa a Microsoft fazer players para algum *nix ou para Symbian? Pensa a Microsoft suportar algo tão poderoso quanto o SMIL? Pensa a Microsoft permitir o upgrade do WMS sem fazer upgrade do Windows?
    Não me parece. Sendo assim, como é que o Windows Media poderá passar à frente?

    Pelo que escreves depreendo que fizeste uma opção por Windows Media para uso profissional, provavelmente para um site web. Se assim foi, espanta-me o despudor com que desprezaste os utilizadores de todos os sistemas operativos para os quais a Microsoft não disponibiliza um WM player. Interoperabilidade é um conceito com pouco valor para ti...

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 15-10-04 12:09 GMT (#127)
    (Utilizador Info)
    Tenho a certeza que a MS não vai fazer servidores e encoders para outras plataformas. Não é lógico. A Real faz multiplataforma, mas pagas pelo servidor. A MS só faz para Windows mas não pagas o servidor (embora pagues o sistema operativo).

    São ambas opções que respeito.

    A MS suporta SMIL no IE 6. Aliás, a MS participou na especificação do SMIL 2.0, juntamente com a Real e outras companhias. Consultar o W3C para o efeito.
    Para além do mais, a MS sempre teve algo "tão poderoso" como o SMIL, o HTTP+Time.
    O SMIL 2.0 é justamente a tentativa de convergir SMIL 1.0 com HTTP+Time.

    É óbvio que os WMS fazem parte de uma estratégia generalizada da MS para acrescentar valor ao Windows, disso não tenho dúvidas, mas não é por isso que deixa de ser um bom produto.
    Para além do mais sai bem mais barato que o Real 10 (2000 USD pela versão limitada do Helix 10 vs 1000 USD pelo Windows Server 2003 Standard, sem limites.

    Ao contrário que afirmas, não há desprezo nenhum pelos utilizadores das outras plataformas, mais que não seja porque eu próprio sou um utilizador de Linux, mas não compartilho de visões David vs Golias, nem de fundamentalismos.
    Embora a MS só faça players para Windows, isso é inegável, não é isso que impede que o conteúdo possa ser visualizado em qualquer plataforma, como podes ver pelos comentários a este artigo.

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:3, Interessante)
    por joaorf em 15-10-04 16:40 GMT (#134)
    (Utilizador Info)
    A MS suporta SMIL no IE 6. Aliás, a MS participou na especificação do SMIL 2.0, juntamente com a Real e outras companhias. Consultar o W3C para o efeito. Para além do mais, a MS sempre teve algo "tão poderoso" como o SMIL, o HTTP+Time.

    O HTML+Time da MS depende do IE e, portanto, só pode ser implementado nas plataformas onde existir IE. Quanto à implementação de SMIL 2.0 da Microsoft, eu pergunto: aonde está o IE 6 para Macintosh?...

    Para além do mais sai bem mais barato que o Real 10 (2000 USD pela versão limitada do Helix 10 vs 1000 USD pelo Windows Server 2003 Standard, sem limites.

    Se uma empresa apenas tiver servidores Linux (ou outro Unix), ao optar pelo WMS vai forçamente ter que comprar uma máquina para instalá-lo. Logo aí se vai a diferença de 1000 Euros...
    E enquanto um servidor Real serve streams em outros formatos, o WMS apenas server Windows Media.
    Mas se o argumento do custo ainda for relevante, vais à Helix Community, fazes download da source do servidor (que é idêntica à versão comercial com a excepção de alguns plugins), compilas e tens um servidor de Real a custo zero...

    Ao contrário que afirmas, não há desprezo nenhum pelos utilizadores das outras plataformas, mais que não seja porque eu próprio sou um utilizador de Linux, mas não compartilho de visões David vs Golias, nem de fundamentalismos.

    Fundamentalismos?! Não estamos aqui a discutir questões políticas. Não estamos a discutir se um software é open-source ou não é open-source, ou se a empresa A é mais simpática do que a B. Estamos a discutir uma coisa muito simples e essencial: i n t e r o p e r a b i l i d a d e. Ou seja, a possibilidade de eu com um telemóvel Nokia, ou em Linux (x86, PPC, Alpha, Sparc, etc.) ou em FreeBSD ou em Irix ter um player que consiga tocar um formato suportando todas as suas funcionalidades. E com formatos Real isso é possível, com Windows Media não é!

    Embora a MS só faça players para Windows, isso é inegável, não é isso que impede que o conteúdo possa ser visualizado em qualquer plataforma, como podes ver pelos comentários a este artigo.

    Qualquer plataforma?! Porventura estarás a referir-te ao "hack" do MPlayer e Xine de usarem DLLs do Windows (o que é de legalidade duvidosa) para conseguirem tocar Windows Media com o sacrifício de algumas funcionalidades?...
    É lamentável que um autointitulado "utilizador de Linux" se satisfaça com tão pouco. Sobretudo quando sabe que os plugins para browser que suportam WM em Linux são primitivos, e que o "hack" não pode ser aplicado em Linux-Alpha, Linux-Sparc, Linux-MIPS e em outros Unix para o qual Real Player (ou Helix Player) está disponível.

    Toda a plataforma Windows Media representa um lock-in ao Windows. Desde o servidor aos players, passando pelo encoder. A única excepção que a Microsoft abre é a existência do WMP para MacOS. Mas se não existe IE 6 para MacOS, como é que se poderá usar SMIL 2.0?...

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 15-10-04 19:29 GMT (#137)
    (Utilizador Info)
    Está bem, toma lá a bicicleta. Foi por causa disto que no meu post tinha posto fim à discussão... Se quiseres continuar, propõe um artigo sobre o assunto, caso contrário passamos a thread a argumentar e contra-argumentar as preferências de cada um.
    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por joaorf em 16-10-04 11:48 GMT (#143)
    (Utilizador Info)
    Não vale a pena debater, trocar argumentos, pois não?
    Ficamos todos pelas "preferências de cada um", assim estilo: eu gosto de verde e tu de azul, não é?

    Mas o mais triste nem é isso. É saber que, devido à opção técnica feita por um autointitulado "utilizador de Linux", muitos utilizadores de Linux não vão poder aceder aos streams servidos pelo servidor que ele configurou...
    O que, afinal, nem admira. Num país de azeiteiros que fazem sites só para IE, interoperabilidade deve mesmo ser um conceito alieanígena...

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 16-10-04 18:38 GMT (#159)
    (Utilizador Info)
    Não é isso. O artigo inicial tinha a ver com o facto de o site do Sapo ser pró-windows.
    O meu comentário foi que até achava piada ser em apache e usar WMS (que prefiro ao Real).
    Pah, daí fazeres descambar a discussão numa batalha pró-Real, anti-MS vai uma grande diferença.

    Simplesmente neste forum cada vez que alguém diz que um produto da MS é razoável, vem logo a seca da conversa do costume. Se te limitasses à discussão dos pormenores técnicos ainda alguém tinha algo a ganhar com a troca de argumentos. Assim não me apetece a cada post entrar na mesma discussão que é feita vezes sem conta. Começo a ficar farto de participar do Gildot por causa disso.

    Eu não faço sites de streaming públicos, mas sim implementações em grandes empresas para eventos internos em media. Se sei que 100% dos acessos vão ser feitos a partir de um Windows porque carga de água me hei-de preocupar se aquilo é compatível com linux ou com a torradeira da minha avó? Há que ser pragmático, porra!

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:1)
    por quantum em 16-10-04 18:52 GMT (#160)
    (Utilizador Info)
    Se sei que 100% dos acessos vão ser feitos a partir de um Windows porque carga de água me hei-de preocupar se aquilo é compatível com linux ou com a torradeira da minha avó?

    Posso ser mal interpretado aqui. Não me importo de usar WMA/WMV porque sei que são acessíveis a partir de qualquer plataforma.

    Re:xl.sapo.pt dá para os dois lados :) (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 16-10-04 1:42 GMT (#139)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    eu não queria intervir neste flamefest, mas...

    São ambas opções que respeito.
    respeitas a opção da MS? quando uma identica sobre o IE foi considerada ilegal quer na América quer na Europa? quando a MS quer convencer que o Windows n funciona sem o Media Player?
    desculpa, mas respeitas posições ilegais de abuso de monopólio para tentar controlar outros mercados é estupidez.

    e é precisamente isto com que as empresas coadonam quando usam servidores deles. dizem que sim, que não os afecta e não é nada com eles. portanto, se eu comprar um casaco de peles tb n é nada comigo, é com quem o matou e com o animal que morreu.
    sim senhora. viva o federalismo do século XXI.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por Specimen em 14-10-04 13:42 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Em Windows o xl.sapo.pt funciona perfeitamente no Mozilla FireFox e Opera.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por foxconn em 14-10-04 13:49 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Que versão do Opera estas a usar??
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por Specimen em 14-10-04 15:14 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    7.52
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por foxconn em 14-10-04 14:33 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    O sapo é feito para as "massas" e por isso, é feito a pensar em utilizadores IE e Windows...É a coisa mais normal do mundo.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 15:54 GMT (#51)
    (Utilizador Info)

    Se é feito para as massas, então deveria ter sido feito com tecnologias que permitissem acesso ao máximo de pessoas possível, ou seja utilizar standards, e não utilizar tecnologias especificas...
    Porque é utilizando tecnologias a que todos podem aceder que garantimos o acesso a mais pessoas. E as tecnologias a que todos podem aceder são as que respeitam standards ou então que são Software Livre.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por PRE em 14-10-04 16:58 GMT (#56)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Não leves isto a mal, mas... não te cansas de estar sempre a repetir as mesmas coisas? :-)
    ____________________
    Pedro Santos :: psantos.net
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 21:02 GMT (#77)
    (Utilizador Info)

    Não quando acho que tenho razão e que é importante.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:45 GMT (#105)
    (Utilizador Info)
    Tu es teimoso!

    Pá já sei abres um portal, fazes concorrência ao sapo e boa sorte!

    E quando perceberes que as empresas existem para dar lucro e não fazer favores a minórias voltas cá para dizer qualquer coisa!

    Se entretanto nesse meio tempo a PT ou a Saber e Lazer for a falência por causa disso eu dou-te a razão...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:19 GMT (#144)
    (Utilizador Info)

    As empresas são para dar lucro, mas devem operar dentro do limite das leis, e as tecnologias devem ser utilizadas para quebrar barreiras e não para criar mais e isto deve ser protegido contra outros interesses, daqui a nada tens uma WWW, tão fracturada a nível de acessibilidade que cria um caos tecnológico, para além de deixarem de fora cidadãos com necessidades especiais, nem a cidadãos com limitações económicas, ou cidadãos que queiram exercer o seu direito de escolha de software para uma determinada funcionalidade para a qual há standards. Isso não favorece a competição, nem a liberdade, nem a facilidade de acesso a conteúdos.

    Quanto mais pessoas acederem ao site, mais possíveis clientes vão existir, por isso existem bons motivos comerciais para fazer sites acessiveis e não discriminatórios.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por Lowgitek em 16-10-04 15:10 GMT (#152)
    (Utilizador Info)
    Tu vives num sonho....

    "As empresas são para dar lucro, mas devem operar dentro do limite das leis"

    Mas lá estas tu! Pa quem anda a cometer um crime es tu, desde a difamação a falta de senso comum.

    "... as tecnologias devem ser utilizadas para quebrar barreiras e não para criar mais e isto deve ser protegido contra outros interesses..."

    Tu é que tens uma grande barreira na percepção da realidade! Se as empresas vivem para os lucros, não se podem dar ao luxo de perder dinheiro em troca de agradar meia dúzia de gatosa pingados, principalmente quando essa mesma empresa, se destaca justamente a oferecer produtos e serviços para os mais carenciados e com menos recurso a tecnologia, apoiando uma inúmeras campanhas de ajuda a essa mesma parte da população esquecidas.

    Sim ainda não são santos, mas fazem muito mais que muitos por ai que andam a pregar a "libertinagem" tecnologica entroca de uma caneca de superbock!

    Em relação ao direito natural de escolha, e de liberdades individuais de expressão ou até mesmo aos standards, nada te impede ou outra compania qualquer de ter os mesmos serviços mas a suportar todos os teus queridos standards, e outros mais que possas ir te lembrando entretanto.

    E tá despreucupado porque se a PT tem posição dominante no mercado é porque sabe gerir bem o seu negócio, mas quando estiverem nas portas da armagura podes te canditar a ser mais um lá a mandar postas free para o ar.

    E sinceramente essa é a última resposta que te dou respeitante a este assunto.

    My 2 cemts

    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 15:21 GMT (#153)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    tão fracturada a nível de acessibilidade que cria um caos tecnológico

    Ainda não está? Tem piada, os browsers com 5 anos são praticamente inúteis, graças aos standards.

    para além de deixarem de fora cidadãos com necessidades especiais, nem a cidadãos com limitações económicas, ou cidadãos que queiram exercer o seu direito de escolha de software para uma determinada funcionalidade para a qual há standards. Isso não favorece a competição, nem a liberdade, nem a facilidade de acesso a conteúdos.

    E desde quando a internet tem responsabilidades sociais? Cabe aos diversos organismos de cada país garantirem o livre acesso ás tecnologias de informação, não a quem presta serviços web aos seus clientes.

    Quanto mais pessoas acederem ao site, mais possíveis clientes vão existir, por isso existem bons motivos comerciais para fazer sites acessiveis e não discriminatórios.

    Regra geral clientes Linux são um pesadelo em suporte. O custo do suporte linux provavelmente não compensa. E cada um é livre de fazer as escolhas comerciais que considerar mais acertadas.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 16:51 GMT (#157)
    (Utilizador Info)

    Tem piada, os browsers com 5 anos são praticamente inúteis, graças aos standards.

    Em termos de informática, 5 anos é muito tempo, essa tecnologia está obsoleta, os standards resolvem o problema de uma forma melhor, e geralmente até garantem uma retro-compatibilidade razoavél. Não me digas que queres usár um abaco para aceder à web, ou queres? Os standards não servem para impedir a evolução tecnológica, apenas para a fazer de uma forma inclusiva.

    A responsabilidade social cabe a TODOS! Caso contrário corrompe-se a sociedade e faz-se com que fique como está, cheia de corrupção e com pessoas a espezinhar as outras por puro egoismo.

    Regra geral clientes Linux são um pesadelo em suporte. O custo do suporte linux provavelmente não compensa.

    Acho isso discutível, mas não é esse o assunto, se não querem suportar e acho que nesse aspecto estão no seu direito, ao menos penso que seja sua obrigação nem que seja moral, não dificultar a vida a quem usa outros sistemas, bem como devem publicar a informação para que os outros se suportem a si próprios ou para que possam recorrer a outros para os suportar e não é isso que acontece.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 20:07 GMT (#162)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Em termos de informática, 5 anos é muito tempo, essa tecnologia está obsoleta, os standards resolvem o problema de uma forma melhor, e geralmente até garantem uma retro-compatibilidade razoavél.

    Tens imensos exemplos de soluções proprietárias baseadas em especificações proprietárias com mais de 5 anos que estão perfeitamente actuais e em uso, e tens imensos exemplos de soluções que respeitam os standards que, pronto, estão velhas. Experimenta navegar com o Netscape 4.5 ou com o IE 5, por exemplo.

    (..)ao menos penso que seja sua obrigação nem que seja moral, não dificultar a vida a quem usa outros sistemas

    É obrigação prestar bem o serviço dentro dos parâmetros do serviço. Eu (e muitos clientes) preferem ter um serviço que não pretende ser algo que não é, mas com suporte decente nas plataformas anunciadas. Pelo mesmo motivo eu não dou suporte a Linux nem a alguns SO's da Microsoft.

    bem como devem publicar a informação para que os outros se suportem a si próprios ou para que possam recorrer a outros para os suportar e não é isso que acontece.

    Tu pagas por um serviço, não por um curso de formação.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 21:50 GMT (#169)
    (Utilizador Info)

    O ie respeitar standards??? Não me faças rir...

    É obrigação prestar bem o serviço dentro dos parâmetros do serviço.

    Isso é a tua opinião eu não a partilho. Na minha opinião a obrigação vai para além disso, vai até garantir que ninguém é impedido de utilizar o serviço por motivos técnicos, dando-lhes liberdade e conhecimento, não acho necessário que se dê mais que isso. Não tem que suportar outras tecnologias, apenas não impedir, que esse suporte exista e que se obtenha outras formas de aceder a esse conteúdo. Penso até que isto é bastante razoavél.

    Tu pagas por um serviço, não por um curso de formação.

    Mas quem é que falou em formação??? Sabes o que é uma especificação? Sabes o que é documentação?


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Ancestor em 17-10-04 2:07 GMT (#174)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    O ie respeitar standards??? Não me faças rir...

    Por acaso o IE 5.0 é mais "fiel" à especificação HTML 4.0 e CSS do que o Netscape 4.5, mas também é um pouco mais recente.

    Não tem que suportar outras tecnologias, apenas não impedir, que esse suporte exista e que se obtenha outras formas de aceder a esse conteúdo. Penso até que isto é bastante razoavél.

    Quem é que assume os eventuais custos desse não impedimento?

    Mas quem é que falou em formação??? Sabes o que é uma especificação? Sabes o que é documentação?

    Perfeitamente. Em que é que isso altera o que afirmei? Ou vais inventar mais uma lei à pressão em que obriga a que os serviços e dispositivos sejam acompanhado do respectivo diagrama esquemático (incluindo o manual dos componentes programáveis) e do código fonte do software/firmware fornecido? Até, porque ninguém te obriga sequer a aceitares o serviço ou dispositivo. E se não gostas da oferta, como já afirmei, podes sempre criar tu a oferta.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 17-10-04 11:38 GMT (#176)
    (Utilizador Info)

    A questão é que nem o ie, nem o netscape estam nessas versões e neste momento o gecko suporta melhor os standards que o motor do ie

    Quem é que assume os eventuais custos desse não impedimento?

    As tecnologias estão documentadas, ou pelo menos deviam, a única coisa que têm que fazer é ou utilizar tecnologias que cumpram standards livres (ou seja de acesso irrestrito, de liberdade de estudo e implementação sem pagamento de royalties ou qualquer outra restrição), ou utilizar tecnologias livres, assim existem liberdade, e acabaram-se os impedimentos.

    Perfeitamente. Em que é que isso altera o que afirmei?

    Altera em muito, fornecer documentação de um standard e/ou o código fonte de um software, é completamente diferente de dar formação, e garante que todos têm a liberdade para aceder ao serviço.

    A sociedade de informação deve ser inclusiva, e socialmente responsável e isto não impede o lucro, muito pelo contrário, quanto mais gente ficar incluida mais gente vai poder utilizar os serviços e pagar por eles.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Ancestor em 17-10-04 19:35 GMT (#178)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    As tecnologias estão documentadas, ou pelo menos deviam, a única coisa que têm que fazer é ou utilizar tecnologias que cumpram standards livres

    A investigação tecnológica é, na esmagadora maioria dos casos, financiada por privados. És capaz de me explicar como mantém a competitividade tecnológica abrindo as especificações? Eu até aposto que tu quando compras um telemóvel, um televisor ou até um monitor, não te preocupas minimamente com o esquema, os service codes, o layout do circuito impresso e as especificações dos diversos ASIC's bem como a tabela de resultados dos testes JTAG. Quando entras no autocarro ou no metro não te preocupa quem fabricou o motor ou os travões, muito menos o diagrama e as especificações técnicas dos mesmos. Quando bebes um refrigerante não pedes uma descrição pormenorizada do processo de fabrico. Quando fazes inúmeras coisas ou consomes inúmeros produtos essa preocupação não existe. Porquê essa obcessão com os computadores, quando estes são uma pequena parte do que é a tecnologia?

    Altera em muito, fornecer documentação de um standard e/ou o código fonte de um software, é completamente diferente de dar formação, e garante que todos têm a liberdade para aceder ao serviço.

    Num caso ou noutro, há transmissão de informação do provedor para o cliente. Existem sempre custos adicionais associados a essa transmissão. Se essa informação é papel ou aula técnica é absolutamente irrelevante.

    A sociedade de informação deve ser inclusiva, e socialmente responsável e isto não impede o lucro, muito pelo contrário, quanto mais gente ficar incluida mais gente vai poder utilizar os serviços e pagar por eles.

    Eu realmente começo a ficar preocupado com o facto de vocês não saberem fazer contas... Olha no caso dos cpu's da intel a vantagem tecnológica das novas linhas de processadores normalmente permitem que eles vendam os cpu's inicialmente a 5x o preço final de mercado. Considerando o tempo médio de vida de um cpu cerca de 6 meses em termos comerciais, mantendo a vantagem tecnológica, em 2 meses de vendas consegues mais lucro que nos 6 meses de venda a preço final (1/5 do preço inicial). Percebeste?
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 21:23 GMT (#81)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Normal é tu em Portugal chegares a uma Faculdade e não teres acessos para deficientes motores (para citar um tipo de deficiência...).

    Isso é perfeitamente _normal_, porque corresponde, citando o teu exemplo de toda a gente usar IE e Windows, a edifícios e edifícios que não respeitam os deficientes. Agora, é justo ou sequer lógico?

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:49 GMT (#107)
    (Utilizador Info)
    Gostei dessa, comparar os utilizadores do linux a deficientes. Nunca tinha visto isso por esse ponto de vista...

    Até porque há legislação a OBRIGAR os ditos acessos, mas não vejo lá nada a OBRIGAR um PRIVADO a ser obrigado a vender um produto, ou deixar de o fazer, somente porque parte dos utilizadores não gostam da embalagem, não que haja nada de errado com essa legalemnte, mas porque o carro em que iriam levar a embalagem não aguenta com o peso...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 15-10-04 6:14 GMT (#118)
    (Utilizador Info)

    Na informática as barreiras de acessibilidade também existem e não se limitam às pessoas com deficiência.

    O site do sapo, é um serviço não é um produto.

    Há no entanto legislação que obriga os construtores cívis a construir prédios com acessibilidade quandos vão vender ao público. Como o sapo também está a presta o serviço sem qualquer exlusividade, também é justo (penso que um requesito legal, nem que seja só por causa da constituição) que tenha de cumprir os standards e regras de acessibilidade


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Lowgitek em 15-10-04 9:23 GMT (#120)
    (Utilizador Info)
    Antes de mais, ao inves de andares aí proferir baboseiras acho que seja mais digno ires consultar a legislação portuguesa.

    E depois quando vires que não ha nada a dizer que que os gajos são obrigados a o fazer o que tu dizes, agradeço que peças desculpas em público.

    E que isso de partir de pressupostos é muito engraçado, partes do pressuposto que o site não funciona em mais nada, depois do pressuposto seguinte de que aquilo não segue a standart nenhum, depois partes do pressuposto que sendo um produto não poderá ser considerado um serviço e vice e versa, e para completar o enrredo, e ao estilo de facada final, parte do pressuposto qur há uma lei qualquer, com a qual tu sonhaste, que os gajos não estão a seguir, enfim... Eu já vi gajos dificies mas nunca vi uma parede tão cega e surda!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 16-10-04 2:58 GMT (#140)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    a questão é que devia haver, até certo ponto. a infoexclusão é um flagelo actualmente. até que ponto se deve legislar é uma discussão muito importante.
    quanto ao excesso de zelo de ambas as partes, lamenta-se e impede-me de entrar com opiniões mais conciliadoras aqui :|
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 13:49 GMT (#149)
    (Utilizador Info)

    E depois quando vires que não ha nada a dizer que que os gajos são obrigados a o fazer o que tu dizes, agradeço que peças desculpas em público.

    A respeito da construção cívil, foi o que ouvi na TV, se está errado, não é culpa minha. A respeito dos sites, é essa a interpretação que faço da constituição e por isso não peço desculpas por dizer algo em que acredito.

    E que isso de partir de pressupostos é muito engraçado, partes do pressuposto que o site não funciona em mais nada,

    É preciso utilizar o plug-in para a tecnologia proprietário SWF, não é?
    É preciso ter um programa que leia os formatos proprietários da m$, não é?

    depois do pressuposto seguinte de que aquilo não segue a standart nenhum

    SWF, não é um standard da web. E não disse que não cumpre standards nenhum, acho é que cumpre de uma forma insuficiente, o que tem na mesma um impacto negativo.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 21:25 GMT (#83)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Queres com isso dizer que o tek.sapo.pt se divorciou da família :-) ?

    É a fonte da notícia...

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por Specimen em 14-10-04 21:29 GMT (#84)
    (Utilizador Info)
    Quero dizer que exprimentei nesses 2 'browsers' e funcionou bem.
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 21:48 GMT (#86)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Sorry, este reply não era para responder ao teu post.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Browsers alternativos. (Pontos:1)
    por alguem em 15-10-04 10:22 GMT (#126)
    (Utilizador Info) http://www.ladonegro.net/
    Digamos que é só uma peça de mau jornalismo que foi motivada por um mau press release...

    "The interest in encouraging freedom of expression in a democratic society outweighs any theoretical but unproven benefit of censorship."
    Critérios Editoriais (Pontos:2, Esclarecedor)
    por juggler em 14-10-04 14:06 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Como fundador do SAPO desde a Universidade de Aveiro entristece-me que o Gildot tenha tanto potêncial mas não consiga manter o mínimo de qualidade nem tenha critérios editoriais nas matérias e nos artigos de divulga e que teime em fazer fama a fortuna à custa da polémica e da discussão popular. Trabalho há um década neste projecto, tenho a meu cargo a tecnologia da plataformas de serviço do Portal e recentemente também a do ISP sempre defendi e promovi o acesso universal e a utilização de tecnologias abertas e Opensource e tenho consciência de que sempre conseguimos fazer uma boa balança entre o ideal académico e as imposições do mercado. A imagem que o Gildot traça do SAPO, como também de outros projectos Portugueses igualmente com muito mérito, não podia traduzir pior não só a oferta que tentamos construir com a cultura que se vive na nossa empresa e que mesmo tendo um grupo como a PT associado ainda consegue ser quase uma família. A notícia não corresponde à verdade obviamente.
    Re:Critérios Editoriais (Pontos:1)
    por foo em 14-10-04 15:05 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    O Gildot? então mas.. é exactamente o que está lá escrito no site tek.sapo.pt!
    Re:Critérios Editoriais (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 15:10 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    he, he, deixa-me adivinhar! Sacaste o ID do comentário e fizeste um form para responderes a comentários que supostamente não podem ser respondidos?

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Critérios Editoriais (Pontos:1)
    por foo em 14-10-04 15:23 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    ah e tal... :D
    não é preciso fazer um form, basta usar o url da forma:

    http://www.gildot.org/comments.pl?sid=04/10/14/0915241&op=Responder&threshold=-2&commentso rt=0&mode=thread&pid=<pid>

    peço desculpas, mas acho um bocado idiota essa coisa do não aceitar respostas...

    Re:Critérios Editoriais (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 16:36 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    O form era para um gajo ter uma caixinha para escrever ;)

    Concordo, acho que essa opção não só não traz vantagens como não faz sentido nenhum.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Critérios Editoriais (Pontos:3, Interessante)
    por ajc em 14-10-04 17:24 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Houve quem descobrisse mais cedo... aqui
    Querem mesmo que eu vá lá meter mais um if ?

    Esta, como muitas das outras medidas, não se destinam as ser barreiras intransponíveis, mas apenas a desencentivar um pouco... Mas se quiserem eu torno-a mais hard..

    Já agora, neste caso até a mim apetecia usar a técnica. Há uma pergunta que não se pode deixar de fazer ao fundador do Sapo... afinal são 9 ou 10 anos?

    Re:Critérios Editoriais (Pontos:1)
    por NeVErMinD em 15-10-04 16:00 GMT (#132)
    (Utilizador Info)
    Já agora, neste caso até a mim apetecia usar a técnica. Há uma pergunta que não se pode deixar de fazer ao fundador do Sapo... afinal são 9 ou 10 anos?

    O Gamito tinha feito a mesma pergunta, mas subitamente a Post desapareceu. Secalhar deve-se ao facto de nao ser muito ético um editor responder a Posts que não permitem resposta ;)
    Re:Critérios Editoriais (Pontos:2, Esclarecedor)
    por NeVErMinD em 14-10-04 15:37 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Bom, a fonte da notícia é do Grupo PT, se dizes que não é verdade, acho que a familia PT anda um bocado divorciada nao?

    De qualquer forma, acho que muitos do que param no gildot têm consciencia que dentro da PT existem muitos apoiantes do OpenSource e afins, no entanto parece evidente que o ppl do Markting gosta de se distanciar destas posiçoes, é pena. Não acredito que nao tivesse havido um esforço por parte da equipa que desenhou o site para correr tambem em Mozilla, no entanto fazem questao de dizer que so corre no IE porquê? Nao achas que o lobby da M$ está por detras disto?
    ps: Porquê fazer um post sem direito a respostas? a opiniao dos outros é-te indeferente?
    TekSapo (Pontos:3, Esclarecedor)
    por higuita em 14-10-04 14:36 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Pois, o problema aqui foi da teksapo:

    O portal só está disponível para utilizadores dos sistemas operativos Microsoft Windows nas versões Windows 98, ME, 2000 ou XP, não sendo acessível a computadores Mac ou Linux. Da mesma forma o único browser suportado é o Internet Explorer versão 6.0 ou superior e é exigida a utilização do Windows Media Player (versão 7.0 ou superior) e do Flash Plug In (versão 5 ou superior).

    ora a tek sapo escreveu isto, o gildot copiou a noticia, mas o problema e' que isto nao e' verdade, tal como a propria ajuda o sapoXL tem o que e' necessario para funcionar em linux

    agora claro que se pode falar de outro problema de fundo, o uso e abuso de tecnologias MS na PT, mas pelo menos neste caso parece ter havido alguma preocupacao com o minimo de compatibilidade

    e claro, tambem nada disto invalida que na minha opiniao o Sapo como isp seja foleiro, mas ambos sao offtopic neste caso

    Higuita
    Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 15:08 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Pois é, tinha que acontecer mais tarde ou mais cedo! Já alguém tinha dito que a opção de não aceitar respostar era negativa porque cria respostas em top-levels e aqui estou eu a contribuir para isso.

    Primeiro, Sr. Juggler, acho de uma enorme cobardia ter colocado o seu comentário sem possibilidade de respostas, demonstra realmente a "abertura" do sapo, já que é como um representate do sapo que aqui se apresenta. Isto logo após ter insultado o site que lhe deu a liberdade de comentar a notícia (ainda ando à procura do link "responder" no tek.sapo.pt para poder comentar lá, que um "insider" do sapo diz que o que lá está escrito é mentira).
    Ao cortar a hipótese de ter respostas, só está a demonstrar como funciona essa família, onde o Sr. trata de falar, diz o que lhe apetece fundamentado pela sua (pelos vists fraca) imaginação, e os outros calam, pois é, mas isto aqui no gildot não é assim, aqui ninguém come e cala, isto não é a feliz família sapo.

    Segundo, se a notícia "não corresponde à verdade, obviamente"(perdoe-me por lhe alterar o texto na citação, mas tinha que colocar a virgula no sítio onde esta merecia estar), que é o mesmo que dizer que é mentira, então essa mentira deveu-se a uma falta de comunicação nessa família, já que é este elemento da família que o diz com todas as letras, se calhar isto deve-se ao facto de não ser só o gildot que não tem "o mínimo de qualidade nem tenha critérios editoriais nas matérias e nos artigos de divulga e que teime em fazer fama a fortuna à custa da polémica e da discussão popular".
    Ainda bem que o gildot não é um site políticamente correcto e que nós cá podemos apontar e revelar estas demagogias com links

    sempre defendi e promovi o acesso universal e a utilização de tecnologias abertas e Opensource

    E ainda bem que assim é, evidentemente que todos nós sabemos que decisões como distríbuir os Speedtouch com os Kits ADSL, não dar suporte a sistemas não MS, etc..., são muitas vezes decisões de engravatadinhos ignorantes, mas isso não altera o facto de, apesar de haver lá dentro quem defenda o contrário (como afirma ser o seu caso), a política do sapo seja a de exclusão de utilizadores com sistemas alternativos, eu pessoalmente deixei de considerar o sapo como alternativa (não fosse o facto de ser grupo PT já o suficiente) quando houve aquela famosa decisão da família de resolver o nome search.msn.com para o ip do pesquisa.sapo.pt (e olhe que eu não uso nem um nem o outro).

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:1)
    por tool em 14-10-04 17:49 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    Não percebi uma coisa no teu post: qual é o mal do Speedtouch USB? Se alguém tem culpa de ele não funcionar bem em linux, não é culpa nem do sapo, nem da alcatel/thompson que disponibiliza os drivers gratuitamente. Provavelmente vais dizer que devia ser um modem ethernet (e aí teriam de dar também uma placa de rede, pois, devem existir mais pessoas que como eu não têm duas - uso uma para a rede interna) mas isso tem alguma vantagem? E estou mesmo a perguntar porque não sei.

    De qualquer modo, nunca tive nenhum problema com este modem, sempre funcionou lindamente.

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 21:07 GMT (#79)
    (Utilizador Info)
    A culpa de o modem não funcionar bem, não é do sapo, mas a culpa de escolher um modem que não funciona bem, é.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:1)
    por tool em 14-10-04 21:24 GMT (#82)
    (Utilizador Info)
    Não percebi esta tua resposta. O modem não funciona bem? Em quê? Dúvido até que tenhas lido o meu post... E teres moderação de 2... Enfim.
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 23:07 GMT (#97)
    (Utilizador Info)
    Bom, estou a ver que percebes tanto de moderação como de modems, por isso vou-te explicar que, quando se tem acima de um certo karma, os artigos aparecem de origem com 2 pontos, o que significa que o meu post não foi moderado, está com os pontos originais.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:1)
    por tool em 14-10-04 23:48 GMT (#106)
    (Utilizador Info)
    Esclareceste-me numa coisa. Já não foi mau. Porque é que o modem é mau?
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 15-10-04 9:47 GMT (#122)
    (Utilizador Info)
    Pergunta ao 80 utilizadores que colocaram questões aqui porque não conseguem ou não conseguiam pôr os speedtouch a funcionar.
    E olha que esta pesquisa é só por speedtouch, se pesquisares por ADSL, a maioria dos artigos que vais encontrar são de pessoal que não conseguiu pôr o speedtouch a funcionar.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:1)
    por tool em 15-10-04 17:53 GMT (#135)
    (Utilizador Info)
    Pensei que depois de dois posts já tivesses lido o meu primeiro post. Há drivers fornecidas pela empresa que faz o modem tanto para Win como para Linux! Se ele não funciona no Linux não culpes nem o modem, nem a empresa! Com o kernel 2.4.x havia um módulo que facilitava bastante as coisas... Agora já não há. Culpa de quem? Com o CM Desktop 8.1 não precisas clicar mais que uma vez para ter net com esse modem sempre activa. O mesmo se passa com o Mandrake 9.1. Culpa do modem?

    Com esse teu exemplo das dúvidas, então deixem de tentar instalar programas em Linux porque é de certeza a maior dúvida que encontras nesse site como noutros do género.

    E eu não sei se tens esse modem. Eu tenho-o à três anos e nunca tive qualquer problema com ele. Simplesmente perfeito a funcionar.

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 18-10-04 10:26 GMT (#179)
    (Utilizador Info)

    Com o CM Desktop 8.1 não precisas clicar mais que uma vez para ter net com esse modem sempre activa. O mesmo se passa com o Mandrake 9.1. Culpa do modem?

    Deve ser, eu não tenho o speedtouch (como já se deve ter tornado evidente, eu não recorro aos serviços do grupo PT se puder evitar) mas um amigo meu, exactamente com o Mandrake 9.1 não o conseguia pôr a funcionar, eu ainda andei uns dias de volta daquilo a tentar ajudar, mas apesar da tua afirmação que o modem funciona perfeitamente, o que é certo é que a ligação nunca ficou a funcionar.

    Com esse teu exemplo das dúvidas, então deixem de tentar instalar programas em Linux porque é de certeza a maior dúvida que encontras nesse site como noutros do género.

    Aí está outro erro, o problema com os modems ADSL é tão frequente que já havia no site quem achasse que os editores (dos quais faço parte, mas que nos últimos dois meses tenho estado um pouco inativo, em parte também porque estive de férias e porque tenho tido pouco tempo desde que voltei de férias) não deviam aprovar mais artigos sobre esse modem já que todas as sugestões possíveis já se encontravam no site bastando fazer uma pesquisa para as encontrar, este é sem dúvida uma das mais frequentes, se não mesmo a mais frequente dúvida dos utilizadores portugueses.
    A verdade, é que apesar das instruções detalhadas e dos vários tutoriais (um deles no próprio startux.org), não raramente, o modem não fica a funcionar.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:1)
    por tool em 18-10-04 17:23 GMT (#182)
    (Utilizador Info)
    Deve ser, eu não tenho o speedtouch (como já se deve ter tornado evidente, eu não recorro aos serviços do grupo PT se puder evitar) mas um amigo meu, exactamente com o Mandrake 9.1 não o conseguia pôr a funcionar, eu ainda andei uns dias de volta daquilo a tentar ajudar, mas apesar da tua afirmação que o modem funciona perfeitamente, o que é certo é que a ligação nunca ficou a funcionar.

    Não usas e insistes em falar do que não usas (e pelos visto conheces mal). Eu também não recorro aos serviços da PT: o modem é "oferecido" no pacote OniNet Speed bem como por muitos IPS na França (que penso que será a maior consumidora do modem). Tu andaste uns dias: eu já andei meses a tentar distro's que suportassem o modem a ver os resultados: com o CM 8.1 é imediato; com o Mandrake 9.1 também é imediato. Com o Fedora usam-se os tutoriais do Kmos (não funcionou com o ST USB - o da raia verde - mas funciona bem com os outros modelos). Não o consegui por a funcionar em mais nenhuma distro. E deste a volta ao meu último raciocinio muito mal dada... A maior dúvida é sempre sobre a instalação de programas. Tu que és editor, podias no mínimo fazer uma procura no site... Talvez os resultados te mostrem a luz.

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Lowgitek em 14-10-04 23:56 GMT (#108)
    (Utilizador Info)
    Ok deixa ver se percebo... queres que os gajos façam omeletes sem ovos!

    Simplesmente aponta um único device usb de instalação simples e imediata, que é o que se pressupõem num kit daqueless que se vende em qualquer buraco. Aponta um modem que funcione perfeitamente bem em todas as distribuiçoes linux logo a primeira...


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 15-10-04 9:50 GMT (#123)
    (Utilizador Info)
    Se não têem alternatias USB, têem duas boas soluções:
    • deixam de se apresentar como os grandes defensores do Linux, ou...
    • ...arranjam um kit ADSL ethernet.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Lowgitek em 15-10-04 13:19 GMT (#129)
    (Utilizador Info)
    E desde quando eles são grandes defensores de alguma coisa? Nem sequer tem obrigação disso. Até porque podes ter o serviço perfeitamente em linux, bsd, macs you name it!

    Basta que para isso, saibas o que faças, se não sabes pagas alguem que te faça. (e não estoua dizer que saibas ou não saibas instalar um modem usb num linux) E que a montes de malta a tentar reinventar a roda, quando ela já existe a muito, mas apenas por desleixo, acham que tudo e todos são obrigados a suportar os custos duma decisão que é únicamente tua e pessoal, ou seja, escolheste um sistema em que a oferta de hardware não é a mesma a nível de compatibilidade e transferes o custo dessa decisão a quem nada tem haver com isso.

    E já agora kits ethernet existem, tens é que desenbolsar mais papel!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 16-10-04 3:04 GMT (#141)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    oh paladino, era uma resposta a isto:

    "sempre defendi e promovi o acesso universal e a utilização de tecnologias abertas e Opensource" por parte do juggler

    acalma-te tu também, vá :)
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por mlopes em 18-10-04 10:31 GMT (#180)
    (Utilizador Info)

    E desde quando eles são grandes defensores de alguma coisa?

    Desde que um suposto representante do sapo veio para o gildot dizer que o sapo é um dos grandes defensores do Linux em portugal.

    Basta que para isso, saibas o que faças, se não sabes pagas alguem que te faça.

    Se é assim tão simples ficam duas questões: "Porquê que o sapo não dá suporte?" e "Porquê que utilizadores de Linux com provas dadas de conhecimento do sistema, conseguem instalar umas vezes e outras não?"

    E já agora kits ethernet existem, tens é que desenbolsar mais papel!

    Não sabia, tal é a divulgação, eu optei por comprar um router ADSL e subscrever uma ligação da ONI sem kit de espécie nenhum.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Lowgitek em 19-10-04 22:31 GMT (#185)
    (Utilizador Info)
    "Se é assim tão simples ficam duas questões: "Porquê que o sapo não dá suporte?" e "Porquê que utilizadores de Linux com provas dadas de conhecimento do sistema, conseguem instalar umas vezes e outras não?""

    Queres saber porque eu respondo-te... porque são uns génios do caraças compram hardware do mais barato que há, sem qualquer suporte oficial por parte do fabricante ao sistema operativo e dpeois disso tudo espera que haja milagre e funcione tudo como o (d)esperado.

    Sim se fossem espertos o suficientes compravam modems ethernets e escusavam de andar feitas baratas tontas a pensar do porque não funcionar ou porque a minha distro preferida, que é linda como tudo não funciona com essa bodega hj depois do 20º update ao kernel, as libs, as ... enfim tens ai a resposta de tb porque o operador não andar a querer fazer um trabalho que ninguem quer ter, nem sequer quem trabalha na área, aturar malucos!

    Em relação ao suporte posso te garantir que se o modem for ethernet teras suporte,seja o os que seja.

    Em relação a divulgação ninguem tem culpa do pessoal seja preguiçoso e simplesmente não procure por kit multipostos!

    Tanto a telepac como a Oni que referes possui desses kits, que poderão ou não valer apena caso não tenhas nenhum fornecedor ao pé (tipo menos de 100km) de ti. CLaro, lá esta, devido ao preço incial base ser maior a malta tem uma certa tendência a saltar... para as opções mais baratas...

    Enfim.. o operador tb tem de levar o user no colo, lavar lhe o cuzinho com água de rosas e ainda por cima ouvir bocas desnecessárias.

    Eu por exemplo, já fui cliente residencial da Oni, nunca usei modems usb, e sempre tive modems ethernet. Claro lá esta paguei uns miseros 60 euros pelo meu Alcatel na altura que até hoje ainda funciona!


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-10-04 21:32 GMT (#85)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    não é culpa nem do sapo, nem da alcatel/thompson que disponibiliza os drivers gratuitamente

    Obviamente que a culpa é da Alcatel ou da Thomson ou de quem raio for o responsável pelo produto. Eles _não_ incluem drivers para outros Sistemas Operativos que não Windows, logo, são responsáveis pelo produto deles não funcionar.

    Pior, é que nem dão acesso às especificações, como se aquilo fosse a receita da Coca-Cola! Felizmente, há muito tempo livre e reverse engineering e os Alcatel, a muito custo, lá funcionam nos *nix, mas não foi graças a eles.

    Quanto à tua pergunta do Ethernet vs USB: sim, Ethernet tem vantagem porque primeiro é mais rápido a comunicar com o PC e segundo porque USB gasta ciclos de processador e Ethernet não.

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Kmos em 14-10-04 21:58 GMT (#89)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Por acaso a Alcatel/Thompson disponibiliza, mas não funcionam exactamente como eles dão, não tem instalação e muito menos configuração. Algo que fiz num Tutorial, de uma maneira muito simples.

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Lowgitek em 15-10-04 0:00 GMT (#109)
    (Utilizador Info)
    Sim essa agora... mais um.

    Agora a culpa é da Alcatel, essa não deixa de ser cómica. Culpada porque? Porque tu ou outro gajo qualquer quer um modem que faça tostas mistas, sirva como telemovel, para saltar a corda e sabe-se lá mais o que?

    Que eu saiba a mesma compania possui modems que funcionam perfeitamente em qualquer sistema. E admirem-se até dão suporte a plataformar não windows.

    A Culpa é únicamente de quem quer por toda força recriar a roda.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por 4Gr em 15-10-04 9:42 GMT (#121)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Eu até nem tenho nenhum problema com o meu router Alcatel.

    Agora, condeno veemente o facto de eles não disponibilizarem drivers para outros sistemas operativos. O mundo não é só preto e branco.. (ou azul, verde, amarelo e vermelho!)

    Paradoxo do ano: Microsoft Works!
    Dominus vobiscum
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Lowgitek em 15-10-04 13:15 GMT (#128)
    (Utilizador Info)
    Eles não são obrigados a fornecer todos os seus produtos compatíveis com tudo e mais alguma coisa, para isso é que eles possuem um vasto de opções e de gamas de produtos.

    Se não limitavam-se a fazer um único produto com tudo... mas acho que o target deles não tem nada haver com isso.


    Ao Orgulho segue-se a ruína, e a arrogância vem antes da queda (Prov. 16:18)
    Re:Resposta ao Juggler (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 16-10-04 3:06 GMT (#142)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    ou disponibilizar informação suficiente para fazer drivers.
    até parece que é uma ciência oculta, às vezes... dax.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    ? (Pontos:2)
    por André Simões em 14-10-04 15:54 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Se calhar escapou-me alguma coisa no meio da discussão e isto já foi esclarecido, mas eu não percebo: eu uso linux em exclusivo (cá em casa não há nada da MS), e com o meu firefox acedo sem quaisquer problemas ao xl.sapo.pt e consigo ver os conteudos multimédia, como as emissões em directo. O que é que me escapou aqui?

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:? (Pontos:2)
    por André Simões em 14-10-04 15:56 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Onde se lê "conteudos" leia-se "conteúdos".

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    O que eu "vi" (Pontos:3, Interessante)
    por Gamito em 14-10-04 16:35 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Bem, há cerca de um ano, ano e meio, estive no SAPO no edíficio da Telepac.
    Do que me mostraram, usam Debian, MySQL distribuído e paletes de PERL e Mason.
    Portanto, parece-me legítimo afirmar que a infraestrutura tecnológica do SAPO assenta em software livre.
    O que não invalida que debitem para o cliente tralha em formato proprietário, obviamente.

    Acho que temos que fazer um contraditório entre a família do SAPO e do tek.sapo (aparentemente provêm de árvores genealógicas distintas), para ver quem tem razão :)

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:O que eu "vi" (Pontos:2, Informativo)
    por alguem em 14-10-04 17:17 GMT (#59)
    (Utilizador Info) http://www.ladonegro.net/
    O tek é (ou era) de autoria da casa dos bits, um fornecedor de conteúdos ao portal Sapo e portanto à PT Multimédia e como tal sem grande filtro aos press releases desta última.
    Toda esta questão parece-me que se centra à volta de algum tipo de exagero de markting menos conseguido, do que de uma questão técnica. BTW o meu Firefox [Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; en-US; rv:1.7.3) Gecko/20041014 Firefox/0.10.1 (MOOX M3)] desbasta o XL todinho sem complicações.

    "The interest in encouraging freedom of expression in a democratic society outweighs any theoretical but unproven benefit of censorship."
    Re:O que eu "vi" (Pontos:2)
    por mlopes em 14-10-04 17:22 GMT (#60)
    (Utilizador Info)
    O meu firefox também (Mozilla/5.0 (X11; U; Linux i686; rv:1.7.3) Gecko/20041006 Firefox/0.10.1), só não consigo ver os streamings por não ter uma ligação da PT.
    Aliás, o site nem sequer me aparece com aspecto de estar estragado ou com coisas fora do sítio, por isso não vejo qual o motivo para a notícia, mas parece-me que independentemente de quem fornece os conteúdos um serviço que é prestado com o nome sapo não deveria dar informações discordates com este.

    "Para mim a tecnologia é como as tangerinas, na medida em que não consigo fazer uma analogia decente sobre nenhuma das duas neste momento" Scott Adams

    Re:O que eu "vi" (Pontos:1)
    por tool em 14-10-04 17:53 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    É uma clara incompetência do tek.sapo.pt MAS também da pessoas que divulgou a notícia e possivelmente também do editor que a aceitou. Convém ser confirmar a veracidade das coisas que aparecem escritas...

    Podiam ter pegado na divergência entre o tek.sapo.pt e o serviço de adsl do sapo, por exemplo.

    ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 20:38 GMT (#71)
    (Utilizador Info)

    O que está marcado a bold e itálico foi escrito pelo Quantum.

    mas sei que grande parte do desenvolvimento lá dentro é feito em Linux, que recentemente puseram o antigo mail da telepac em Qmail/Linux, que boa parte do portal corre em Linux, etc.

    O Qmail é proprietário, para mim é tão mau quanto qualquer outro software proprietário.

    Se isso não é ser pró-Ganú/Linux, não sei o que será.

    Isto não é ser pró-GNU/Linux, é ser egoista. Porque consideram-se no direito de utilizar o que quíserem, mas colocam obstaculos aos outros que quérem utilizar Software Livre. Eles seriam neutrais se dessem as mesma condições aos utilizadores de GNU/Linux que dão aos outros seriam pró se dessem condições melhores, ou condições ideais.

    Não sabes é o que é ser pró-alguma coisa

    Acho que já fizeram mais pelo Ganú/Linux que qualquer outra organização do país.

    Em nada estimularam a sua utilização e que eu saiba como organização houve 0 contribuições de código ou o que for para projectos de Software Livre, por isso fizeram 0 pero GNU/Linux e dificultam a vida aos clientes deles que querem utilizar GNU/Linux e Software Livre em geral.
    No máximo fizeram alguma coisa por eles próprios.

    Quero saber como é que o sapo fez mais pelo GNU/Linux que a Caixa Magica, que a ANSOL, que várias faculdades nas quais se estimula a utilização de GNU/Linux e Software Livre, etc...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 21:48 GMT (#87)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    "O Qmail é proprietário".

    Mais, menos ou no mesmo grau do que o MS Exchange ?

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 14-10-04 22:05 GMT (#90)
    (Utilizador Info)

    Para mim chega-me não ter as 4 liberdades do Software Livre, se é mais ou menos restritivo, não me interessa, porque as 4 liberdades são para mim o mínimo aceitável.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 23:04 GMT (#96)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Ah, bom, já percebi.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por secameca em 15-10-04 4:10 GMT (#114)
    (Utilizador Info)
    Ou seja, se te perguntassem se querias levar um tiro no pé ou na cabeça, para ti era igual?
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 15-10-04 6:08 GMT (#117)
    (Utilizador Info)

    Eu só uso software proprietário em situações muito especiais. Tão especiais, que em quantidade são tão pequenas e a probabilidade de acontecerem mais que uma vez em vários anos é tão pouca, que se pode desprezar o facto de eu alguma vez utilizar software proprietário.

    No caso de acontecer um desses acontecimentos fora do normal, alias acontecimento esse extremamente anormal. Então eu pondero várias coisas a respeito da decisão, de qual vou utilizar, incluindo o cumprimento de standards e os termos da licença serem mais ou menos restritivos, e quais as consequências legais que podem acontecer de por exemplo eu olhar para o código para o meu futuro.
    No caso de um servidor de smtp não se pode verificar uma dessas situações tão invulgares que me levem a utilizar software proprietário.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por quantum em 15-10-04 14:50 GMT (#131)
    (Utilizador Info)
    O Qmail é proprietário, para mim é tão mau quanto qualquer outro software proprietário.

    Bem, tendo em conta que o qmail é o único software suficientemente escalável e testado em Linux (não me vão de sendmail, pois não?) não vejo que alternativa teriam para que a plataforma fosse linux.

    A julgar pelo apoio que a comunidade linux dá ao sapo, estou a ver que o melhor é virarem-se definitivamente para o proprietário... assim já não ouvem bocas por ter/não ter cão.

    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por NeVErMinD em 15-10-04 18:18 GMT (#136)
    (Utilizador Info)
    Bem, tendo em conta que o qmail é o único software suficientemente escalável e testado em Linux (não me vão de sendmail, pois não?) não vejo que alternativa teriam para que a plataforma fosse linux

    Chama-se Postfix, não é GPL mas tem uma licença da IBM reconhecida pela OSI.
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por quantum em 16-10-04 18:16 GMT (#158)
    (Utilizador Info)
    huhhh... IBM? Scary...
    Bem, ok, não conheço o postfix suficientemente bem. Há referencias de ISPs que o estejam a usar para mais de 2 milhões de mailboxes?
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 20:04 GMT (#161)
    (Utilizador Info)

    O postfix é um servidor que escala muito bem (para além de ser seguro e robusto), não sei se há algum ISP nessas condições a usár Postfix, mas mesmo que não haja isso não prova a falta de capacidade do postfix para isso.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por quantum em 16-10-04 20:26 GMT (#164)
    (Utilizador Info)
    Essa tua afirmação é um pouco descabida. Se não prova a falta de capacidade, mas tambem não prova que tem capacidade para tal. Se não tiver sido em posto em prática como sabes que aguenta? É um feeling? ;)
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 16-10-04 21:53 GMT (#170)
    (Utilizador Info)

    Não saber, não prova absolutamente nada, nem para um lado nem para o outro e não disse nada que contrarie isso. Eu não disse que aguenta, apenas que não prova incapcidade. Tem lá mais cuidado a ler...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)

    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Ancestor em 16-10-04 15:33 GMT (#154)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Bem, tendo em conta que o qmail é o único software suficientemente escalável e testado em Linux (não me vão de sendmail, pois não?) não vejo que alternativa teriam para que a plataforma fosse linux.

    Qual é o mal do Sendmail? A segurança? Se a segurança realmente é importante, provavelmente nem deverias usar Linux...
    E sim, o Postfix dá tareia no Qmail quer em features, quer em performance. Vá-se lá saber porquê.
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:1)
    por japc em 17-10-04 0:43 GMT (#171)
    (Utilizador Info) http://xpto.org/~japc
    "O Qmail é proprietário, para mim é tão mau quanto qualquer software proprietário."

    Não e' uma questao de propriedade. E' uma questao de licenciamento.

    "Eles seriam neutrais se dessem as mesma condições aos utilizadores de GNU/Linux que dão aos outros seriam pró se dessem condições melhores, ou condições ideais."

    Essas condicoes foram dadas. O portal (xl.sapo.pt) que originou esta discussao funciona em linux. Funcionava antes da polemica. Funciona porque foi posto algum esforco nisso.

    "Em nada estimularam a sua utilização e que eu saiba como organização houve 0 contribuições de código ou o que for para projectos de Software Livre,"

    Bullshit.


    japc.
    Re:ser pró-GNU/Linux (direito de resposta) (Pontos:2)
    por Init em 17-10-04 11:43 GMT (#177)
    (Utilizador Info)

    Não e' uma questao de propriedade. E' uma questao de licenciamento.

    O licenciamento de software que não seja Software Livre ou Open Source Software, chama-se software proprietário.

    Essas condicoes foram dadas. O portal (xl.sapo.pt) que originou esta discussao funciona em linux. Funcionava antes da polemica. Funciona porque foi posto algum esforco nisso.

    O problema não é funcionar em GNU/Linux, a questão é que depende de o cliente ter que usar software proprietário, quando eu acho que ninguém em alguma situação deveria ter que utilizar software proprietário.

    Então diz lá como é que o sapo estimulou a adopção de Software Livre e diz-me aí quais as contribuições que fez para projectos de Software Livre, é que isso passou-me completamente ao lado.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    My 2 cents... (Pontos:2)
    por Gamito em 14-10-04 22:23 GMT (#94)
    (Utilizador Info) http://gamito.startux.org
    Bem, pelo menos em Windows com o Firefox 0.10.1 funciona tudo lindamente, o que deita a teoria do IE only por terra.
    O trailer do Kill Bill 2 tem um som fantástico, mesmo com aquele toque de quem está numa sala de cinema.
    Quanto ao Linux, não me vou pronunciar porque em casa só tenho Mandrake e os progs de vídeo do dito cujo têm o estranho hábito de crashar com muita frequência e poderia afectar a minha análise.
    Na empresa tenho uma linha dedicada PTPrime e não uso Mandrake. Pode ser que dê para aceder ao xl.sapo.pt e já vejo melhor. Se der, amanhã já faço o teste do algodão :P

    Mas parece-me que quem produz os conteúdos do tek.sapo.pt meteu as patas.

    Mário Gamito
    gamito.startux.org
    Re:My 2 cents... (Pontos:2)
    por André Simões em 15-10-04 1:39 GMT (#112)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Em Linux (Fedora 2) com Firefox e Mozilla funciona lindamente, usando o plugin do mplayer.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:My 2 cents... (Pontos:1)
    por suskind em 15-10-04 16:17 GMT (#133)
    (Utilizador Info)
    nao sei porquê mas aqui tanto mozilla como mozilla-firefox em debian funciona tudo lindamente.
    Vamos por partes. (Pontos:1)
    por ZéSousa em 16-10-04 21:14 GMT (#166)
    (Utilizador Info)
    1 - Ajuda
    2 - Ajuda/requisitos
    3 - 1º erro e vai de ceder a ordens e exigências
    4 - erro não previsto :
          a) o 2º ponto não é requisito necessário, portanto nem deveria surgir na lista;
          b) o 3º ponto está mais do que satisfeito;
          c) não percebo o porquê desta mensagem em inglês!?.

    Se sou cliente, cumpro os requisitos e a PT recusa-me acesso a conteúdos que apregoam serem exclusivos aos seus clientes então contacto-os a expôr a injustiça, falsidade, mentira, desonestidade, imcumprimento, arrogância e demais.

    Espero que corrigem as falhas, e deixem de exigir tanto por tão pouco?

    Assinatura: "Persuadir, mudar e influenciar."
    Como cliente do sapo... (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 18-10-04 17:05 GMT (#181)
    (Utilizador Info)
    Acreditem e mim quando digo que; não perdem nada.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]