gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Governo financia ensino pré-escolar
Contribuído por chbm em 06-10-04 1:23
do departamento a-banda-larga-vem-ai
Portugal jorgelaranjo escreve "Segundo este artigo o governo prepara-se para equipar 4200 escolas do ensino pré-escolar bem como espaços públicos de acesso à internet em banda larga em Bibliotecas, Ludotecas, Museus e Arquivos Municipais em todo o país.
'Com este programa será possível dotar estes estabelecimentos de ensino com um computador apropriado, uma impressora, software educativo, a necessária assistência técnica e a formação de pessoal habilitado.' Será que vamos finalmente ensinar as crianças, desde pequenas a usar Linux ou vamos deixar que o Lobo Mau as coma?
'Com esta medida, o Governo aposta decisivamente na educação e na aprendizagem das tecnologias de informação e comunicação dotando, pela primeira vez, a rede pública pré-escolar com computadores e software educativo.' Será mesmo ou será que apostam na formação de pessoas que vão sempre usar WINDOWS ? "

E-mail Server com mailboxes encriptadas | Lista Negra de Sites Portugueses  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • artigo
  • Linux
  • Lobo Mau
  • Mais acerca Portugal
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Atenção... (Pontos:1)
    por phlox em 06-10-04 11:41 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Se estivesses mais atento já tinhas visto que o programa da disciplina de novas tecnologias presente no 3º ciclo, já inclui uma análise ao sistema operativo Linux, bem como todas as escolas que foram equipadas trazem windows xp + caixa mágica...
    Re:Atenção... (Pontos:2)
    por Init em 06-10-04 13:28 GMT (#3)
    (Utilizador Info)

    Se estivesse mais atento, verias que isso é um modulo opcional e que é para ser dado no fim do ano, ou seja, é areia atirada para os olhos, para ver se o pessoal deixar de chatear a UMIC e de criticar as politicas governamentais relativas à utilizaçao de Software Livre no ensino público.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Atenção... (Pontos:1)
    por phlox em 06-10-04 17:22 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Mas estamos na Dinamarca ou que ?
    Re:Atenção... (Pontos:2)
    por Init em 07-10-04 2:41 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    E isso vem a propósito de?


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Atenção... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 08-10-04 20:23 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    "algo vai podre no reino da dinamarca"
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Windows pós putos (Pontos:1)
    por CREMAToRIO em 06-10-04 12:55 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    "Será mesmo ou será que apostam na formação de pessoas que vão sempre usar WINDOWS ?"

    Todos os computadores têm Windows e a formação vai ter que ser dada para esse SO.

    objectivamente (Pontos:2)
    por grumpy bulgarian em 06-10-04 15:02 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://10.10.11.2
    E se a comunidade do Gildot, constituída por cidadãos info-incluídos, fosse chamada a construir uma lista de prós e contras para os vários sistemas operativos candidatos a correr nos PCs das escolas, qual seria a vossa posição? Que software seria recomendado além do que vem com o SO? fica o desafio...
    Grumpy B)
    Re:objectivamente (Pontos:2)
    por [Cliff] em 06-10-04 23:43 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Call me stupid but... eu ia maioritariamente por software livre e/ou software free as in beer.

    Por exemplo: OpenOffice.org, Mozilla ou derivados (Firefox, Thunderbird), GIMP, so on and so forth. Como DE, mais uma vez "call me stupid" mas definitivamente pegava no GNOME, porque basicamente, os menus Applications e Actions são self-explanatory, não emperrando muito os first time users.
    Acho que estes menus são muitíssimo mais explícitos que, quer o Start/Iniciar, quer um monte de ícones (seja KDE, XFce ou o Gnome com a configuração típica das distribuições). Além do mais, a estrutura de menus do Gnome tende, mais uma vez, a ser bastante explícita: Desktop Preferences, Accessories, Games, Office, System, Internet, you name it.

    Mas pronto, isto sou eu que não mando em nada e sou buéee preguiçoso (prefiro ler uma palavra a tentar lembrar-me do que é um determinado ícone).

    ---
    MS Windows, há 10 anos que a taskbar no topo do ecrã gera um bug.
    Era bom que... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por netcrash em 06-10-04 15:38 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    pagassem os livros e material escolar. :x
    Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Ancestor em 06-10-04 23:23 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    E porquê o linux? Porque não MacOS X, porque não FreeBSD, porque não OpenBSD, porque não NetBSD, porque não AtheOS, porque não outro sistema operativo qualquer? Qual é a diferença entre educar crianças em Windows ou educar crianças em Linux? O Linux torna-as melhores pessoas? Por usarem Linux vão ser cidadãos válidos e se usarem Windows não? Ou ainda há crédulos que acham que por ser Linux não haverá grandes negócios com empresas de nome sonante envolvidas? É tão mau fomentar a utilização de apenas Linux como fomentar a utilização de apenas Windows... Então e o que é feito da liberdade de escolha?
    Re:Variedade != Linux (Pontos:3, Interessante)
    por Init em 07-10-04 2:57 GMT (#10)
    (Utilizador Info)

    Porque não MacOS X

    Porque é proprietário. Quanto a sistemas operativos que sejam licenciados como Software Livre e sejam mais que uma brincadeira de um geek, ou de um grupo deles, acho que servia. Não tenho qualquer objecção a que seja FreeBSD, OpenBSD, NetBSD, ou GNU/Darwin, por exemplo.

    Qual é a diferença entre educar crianças em Windows ou educar crianças em Linux?

    O problema é o risco de viciar as crianças num produto cuja venda benificia uma empresa, o problema é que isso é beneficiar um grupo reduzido de empresas. O risco é que também se vicie as pessoas na utilização de um sistema especifico, um utilizador de GNU/Linux (por exemplo), migra para FreeBSD (por exemplo), ou para uma variedade de sistemas operativos com alguma semelhança, muito mais facilmente que um de window$.

    Ou ainda há crédulos que acham que por ser Linux não haverá grandes negócios com empresas de nome sonante envolvidas?

    Pois claro que vai e isso não é mau, só que com Software Livre não há monopolios porque uma empresa não tem controlo sobre a técnologia e sobre o conhecimento.

    É tão mau fomentar a utilização de apenas Linux como fomentar a utilização de apenas Windows...

    Claro que não. Se o estado utilizar Software Livre, na educação não há uma empresa que é beneficiada em detrimento de outras, como acontece com o software proprietário. E os conhecimentos de GNU/Linux, são uteis para uma quantidade maior de sistemas operativos do que os do window$.

    Então e o que é feito da liberdade de escolha?

    O facto de o estádo utilizar só Software Livre, incluindo na educação não retira liberdade de escolha aos cidadãos. Para além disso com o software proprietário limitas essa liberdade de escolha, a escolha de um software limita-te a escolha de outros, com o Software Livre isso é impossível, porque em ultimo caso podes sempre modificar o código para acabar com incompatilbilidades, e com Software Livre garantes que tens sempre acesso aos dados criados com as aplicações.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Variedade != Linux (Pontos:1)
    por being em 07-10-04 9:46 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    1- Proprietario = mau. ok. E ja agora o freebsd é brincadeira ? Nao conheces sites de renome que o usam pois nao ?? 2- É como o tabaco... oh valha-me eu, a red hat é o que ? Suse ? E beneficiam poucas empresas ? Olha as empresas de antivirus... 3- Que engloba todas. Ser livre é poder escolher... nao é usar software Livre. Dual boot parece-me bem. Possibilidade de escolha. A caixa magica nao vai beneficiar da instalaçao de linux nas escolas ? Eu acho que vai... 4- Alias, so concordei com uma coisa :P. Que os conhecimentos de Linux sao mais uteis porque ha mais diversidade de sistemas unix, e requer um nivel de conhecimento mais profundo. Eh pah, nao vas para politica :P Pelo menos a mim nao me convenceste eheh. ( so se deres frigorificos e tal e o camandro) :)

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Init em 07-10-04 12:40 GMT (#13)
    (Utilizador Info)

    Eu não disse que o FreeBSD é brincadeira, muito pelo contrário... Deves ter percebido mal

    Ser livre é poder escolher... nao é usar software Livre.

    A escolha de software proprietário beneficia sempre um numero restrito de empresas, se é uma ou duas isso é irrelevante, o que interessa é que só algumas empresas é que podem é que podem fornecer esse software e que são responsáveis por manter esse software (criar patchs, etc...) e que são beneficiadas dos utilizadores aprenderem a utilizar o seu software em detrimento do software dos concorrentes.

    Com Software Livre há realmente competição para fornecer o software e mante-lo, e em todos os outros serviços relacionados com o software, pois todas as empresas têm acesso às condições técnicas e ao conhecimento para poderem competir.

    Não cabe ao estado decidir pelo mercado quais são os softwares em que a população deve ter competências, por isso a formação deve ser genérica e utilizado software multi-plataforma e cujos conhecimentos especificos em relação a esse software sejam uteis ao maior numero possível de sistemas diferentes.

    Ser livre é ter liberdade e só com o Software Livre é que tens essa liberdade, até porque com o software proprietário chegas a perder a liberdade de mudar, por ficares preso a dados em formatos proprietários, hardware que depende desse software, etc... Com software o risco de apenas poder escolher uma vez é alto.

    Dual boot parece-me bem.

    A mim não! Mas é melhor que nada.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Variedade != Linux (Pontos:0, Despropositado)
    por phlox em 07-10-04 10:52 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Cresce.
    Re:Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Init em 07-10-04 12:44 GMT (#14)
    (Utilizador Info)

    Apenas defendo aquilo em que acredito, sou a favor do Software Livre e contra o software proprietário. É uma opinião, se não concordas diz porque, mas cresce tu para aprenderes a conversar e discutir em vez de mandar bocas.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Variedade != Linux (Pontos:1)
    por phlox em 08-10-04 23:50 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Closed minded.
    Re:Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Init em 09-10-04 11:40 GMT (#19)
    (Utilizador Info)

    Não tenho mente fechada, aquilo que não quero é perder a liberdade, e como já fui várias vezes prejudicado por causa de software proprietário, não tenciono ser prejudicado mais vezes.

    Não vou responder a mais bocas, usa argumentos se queres continuar a discussão.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Ancestor em 07-10-04 21:46 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Porque é proprietário.

    Então, se resolverem comprar macs (que além de oferecerem um excelente TCO são tradicionalmente o desktop por excelência, dada a sua facilidade de aprendizagem), toca a formatar aquilo e instalar Darwin ou Linux?

    O problema é o risco de viciar as crianças num produto cuja venda benificia uma empresa

    Viciar é um termo demasiado forte. Por outro lado, é legítimo privar as crianças de experiência com o SO mais usado em desktop, quer a nivel pessoal, quer a nível empresarial? E o Linux, o normal é nestas coisas instalarem distros independentes, ou as tradicionalmente vendidas pelas empresas do costume?

    O risco é que também se vicie as pessoas na utilização de um sistema especifico, um utilizador de GNU/Linux (por exemplo), migra para FreeBSD (por exemplo), ou para uma variedade de sistemas operativos com alguma semelhança, muito mais facilmente que um de window$.

    Sim, é verdade. Mas, além de não teres respondido à questão "porquê o linux", realças um factor importante... Quer se goste quer não, o mercado desktop é Windows e Mac. E quem sabe trabalhar com Linux não quer dizer que saiba trabalhar com Windows. E o argumento de que o Linux irá crescer nos próximos anos é talvez verdadeiro, mas absolutamente falacioso. Falar do futuro é muito arriscado, principalmente no mercado de software. Ora, treinar putos para usar coisas que eventualmente não lhes darão proveitos um dia mais tarde no mercado de trabalho não é arriscado? E quem assume esse risco?

    Pois claro que vai e isso não é mau, só que com Software Livre não há monopolios porque uma empresa não tem controlo sobre a técnologia e sobre o conhecimento.

    Não deixa de haver monopólios... Ou achas que vão deixar a assistência na mão da loja da esquina (que também a dá de Windows, e provavelmente com mais competência), em vez de assinar contratos de muitos euros com grandes empresas que sobretaxam o serviço, porque é desktop, mas é "unix"?

    Claro que não. Se o estado utilizar Software Livre, na educação não há uma empresa que é beneficiada em detrimento de outras, como acontece com o software proprietário.

    Claro que há. Os concursos públicos já existem agora, independentemente da licença do software, e não é por isso que deixa de haver as "negociatas". Mais, arranja-me um sítio em que levem de assistência Linux ou BSD o mesmo que normalmente se leva à hora para formatar e reinstalar o Windows...

    E os conhecimentos de GNU/Linux, são uteis para uma quantidade maior de sistemas operativos do que os do window$.

    Sim, isso é verdade. Mas para a generalidade dos empregos, o que é mais útil saber?

    O facto de o estádo utilizar só Software Livre, incluindo na educação não retira liberdade de escolha aos cidadãos.

    Falou-se de Linux, não de Software Livre. O Linux é apenas um caso, mas falou-se como se fosse "a alternativa". Por outro lado, um pc só com Linux é tão limitativo como um pc só com Windows, no que toca a escolha.

    Para além disso com o software proprietário limitas essa liberdade de escolha, a escolha de um software limita-te a escolha de outros, com o Software Livre isso é impossível, porque em ultimo caso podes sempre modificar o código para acabar com incompatilbilidades, e com Software Livre garantes que tens sempre acesso aos dados criados com as aplicações.

    Mas isso não impede que o sistema operativo seja proprietário. Por exemplo, o Mozilla e o OpenOffice são dois belos exemplos de aplicações quase agnósticas na plataforma. O facto de possuires um SO proprietário não te impede de usar Software Livre. Por outro lado, não é de todo invulgar encontrar Software Livre que não funcione sem ajustes em nada que não seja Linux. Isso é positivo?

    Eu estou bem ciente das vantagens de proporcionar aos putos a aprendizagem de um sistema operativo alternativo, e de preferência Software Livre. O que me irrita é que reduzem sempre as opções a Linux, como se fosse a única opção viável....

    Re:Variedade != Linux (Pontos:2)
    por Init em 07-10-04 22:49 GMT (#16)
    (Utilizador Info)

    Então, se resolverem comprar macs (que além de oferecerem um excelente TCO são tradicionalmente o desktop por excelência, dada a sua facilidade de aprendizagem), toca a formatar aquilo e instalar Darwin ou Linux?

    Darwin é só um kernel... querias talvez dizer um sistema que use o kernel Darwin (existem vários sistemas a utilizar este kernel)... Sim um desses que disseste ou outro, e o mesmo poderia dizer em relação a outras arquitecturas.
    Interessa que seja Software Livre, que seja util do ponto de vista pedagogico, que a experiência seja util para o maior numero de escolhas possiveis feitas pelo aluno e que não favoreça um conjunto de fabricantes, por terem controlo sobre essas técnologias.

    Viciar é um termo demasiado forte.

    Não é não! É assim que a maioria das pessoas estão!

    Por outro lado, é legítimo privar as crianças de experiência com o SO mais usado em desktop, quer a nivel pessoal, quer a nível empresarial?

    Isto não privaria, apenas não dava essa experiência. De qualquer forma a ideia não é fazer a formação para que tenha experiência de utilização no mais usado, é dar experiência que pode ser aproveitada genéricamente e como é inevitável utilizar algo para prática então que se utilize algo que seja válido para mais sistemas diferentes em mais opções. Não cabe ao estado decidir pelo mercado, apenas decidir o que interessa a si próprio como cliente e ao fornecer educação não favorecer quaisquer fabricantes especificos.

    E o Linux, o normal é nestas coisas instalarem distros independentes, ou as tradicionalmente vendidas pelas empresas do costume?

    Mesmo que comprem distribuições a empresas, a verdade é que com o Software Livre não é possivel a essas empresas controlarem essa tecnologia e pode aparecer qualquer outra empresa a vender produtos ou prestar serviços em relação a esses mesmo softwares sem qualquer tipo de restrição competitiva, o que faz com que não haja uma empresa a ser beneficiada por deter controlo sobre técnologia, mas sim a ser premiada, por fazer melhor, e no caso de começar a fazer pior pode ser substituida por outra que faça melhor e com exactamente a mesma técnologia.

    Falou-se de Linux, não de Software Livre.

    Então que se exclareça que EU falo só de Software Livre. Os outros são os outros e falam do que quíserem, mas esta é a minha opinião que é indendente da opinião dos outros.
    E já agora o kernel Linux é sempre Software Livre.

    Por outro lado, um pc só com Linux é tão limitativo como um pc só com Windows, no que toca a escolha.

    Não é! Não para o estado como clinte, porque não existe monopolio, e para o estado e para o aluno como envolvidos no processo educativo, porque o GNU/Linux como sistema operativo é um sistema multi-plataforma, porque o software que corre nele é na maioria dos casos multi-plataforma, porque o Software Livre ao poder ser livremente modificado, acaba por não ter práticamente limitações. E porque é uma experiência muito semelhante à de outros sistemas, incluindo sistemas proprietários.

    Mas, além de não teres respondido à questão "porquê o linux",

    Não tenho uma exigência particular que seja GNU/Linux, no entanto acredito que por haver mais suporte e know-how no meio a respeito deste sistema do que em relação a outros sistemas que são Software Livre, é um factor que me levaria a escolher este sistema em muitos casos (embora não seja uma escolha irredutível, nem que tenha de ser única para todas as situações).

    Quer se goste quer não, o mercado desktop é Windows e Mac.

    Já vi estatisticas que dão vantagem ao GNU/Linux e pessoalmente penso que o numero de utilizadores de GNU/Linux já é maior que os de Mac, para além disso o Mac só tem um percentagem considerável no mercado do desktop, e penso que não temos interesse em ensinar apenas desktop, pois pelo menos os alunos que obtarem por formação na àrea ciêntifica certamente que terão contacto com outras tipos de sistemas para os quais também têm que ter conhecimentos.
    O estado tem que forma os alunos com conhecimentos para o maior numero de plataformas possível e não nas mais utilizadas apenas por serem mais utilizadas, a tarefa da formação profissional em técnologias especificas cabe ao sector privado e não ao estado.

    Não deixa de haver monopólios...

    Então diz-me lá como é que crias um monopólio com um software licenciado como Software Livre.

    Sim, isso é verdade. Mas para a generalidade dos empregos, o que é mais útil saber?

    Isso é irrelevante para o estado como formador, é apenas para o mercado privado e por isso deve caber apenas a esse mercado resolver esse problema, o estado deve ser genérico (ensinar informática e com plataformas cuja a experiência seja util em muitas outras plataformas) e não favorecer interesses de empresas.

    O facto de possuires um SO proprietário não te impede de usar Software Livre.

    O software que corre em sima de um sistema é sempre dependente desse sistema, o que me cria imediatamente dependências, e se as bibliotecas de sistema, forem proprietárias e exigirem que todo o software que as use sejam proprietárias tenho mais limitações ao software que posso utilizar, a existência de protocolos e formatos de dados proprietários que as aplicações necessitem de utilizar também limita a escolha de aplicações. Ou seja, só tens mesmo liberdade se estiveres numa plataforma totalmente livre.

    O que me irrita é que reduzem sempre as opções a Linux, como se fosse a única opção viável...

    Essa não é a minha visão, sempre que houver hipotese, deve-se proporcionar formação na maior variedade de sistemas possível, desde que não se favoreça interesses privados especificos, se num caso houver melhores condições para se dar formação utilizando como plataforma para práticas um outro sistema que seja Software Livre, como por exemplo FreeBSD, e que seja tal como o GNU/Linux uma experiência em grande parte válida em outros sistemas, até mesmo em outras plataformas de hardware, concordo que o façam, no entanto deve haver alguma coerência curricular a nível nacional, por isso tem que se ter isso em conta, até por uma questão de justiça.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]