gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Os erros de milhões da MSFT
Contribuído por vd em 20-08-04 13:24
do departamento ups-we-did-it-again
And now for... :-) Num artigo da ZDNet, explica-se alguns dos erros da MSFT que custaram milhões a resolver e que não são propriamente relacionados com tecnologia, mas sim com diplomacia.

Algumas dessas pérolas são por exemplo, falhar 8 pixels ao pintar o mapa da India, que levou ao governo banir o Windows 95, ou então, colocar uma música de um cantico do Corão num jogo, que ofende a Arábia Saudita, ou ainda, e agora este é especial :) , ofender gravemente as mulheres hispânicas ao traduzir o WindowsXP para Espanhol, o sexo "not specified," "male" e "bitch".

Nem sempre os problemas técnicos ficam á frente dos culturais :)

Linux vai ser fonte de discussao e distribuiçao na | Teclado linux  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • ZDNet
  • Num artigo da ZDNet
  • Mais acerca And now for... :-)
  • Também por vd
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Beach (Pontos:2)
    por ruben dig em 20-08-04 13:51 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    ... mulheres hispânicas ao traduzir o WindowsXP para Espanhol, o sexo "not specified," "male" e "bitch
    1- Qual foi a tradução de mulher em espanhol, já que bitch é a tradução para inglês ... ? hombre/cabra ???? 2- Não será que a Microsoft recrutou o Ali G ?
    Re:Beach (Pontos:2)
    por fhc em 20-08-04 13:53 GMT (#2)
    (Utilizador Info)

    Poderia ser hombre y chica. Se bem que chica não tenha hoje a conotação de cadela, creio que é o feminino de perro.

    Francisco Colaço


    Microsoft Windows, sistema operativo vegetariano:
    Concebido por abróteas, usado por nabos, duro de roer como nozes, agarra-nos logo pelos tomates

    Re:Beach (Pontos:3, Informativo)
    por Manuel em 20-08-04 14:47 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    "chica" é igual a moça / garota / rapariga [sentido português], mulher jovem ou adolescente, não tem qualquer connotação negativa, pelo menos em Espiéinha. e não tem nada a ver com "cadela". não será que estás a pensar em "perras chicas", que era como se chamava alguma moeda antiga? naquele caso era por oposição a "perra gorda", quer dizer, "chica" é o indicativo de pequena e "gorda" de grande. é a única associação que se me ocorre que podes fazer.

    agora, o que diz o artigo é "A Spanish-language version of Windows XP, destined for Latin American markets"; e aí pode ser qualquer coisa parecida ao caso de "rapariga", mas não sei se com a palavra "chica" ou com outras. em princípio, como disse acima, acho que essa palavra em concreto não tem connotações negativas em hispano-américa, mas neste tipo de léxico é muito mais variado o espanhol americano a respeito do "metropolitano" do que o português do Brasil a respeito do de Portugal.

    meus dois céntimos, ou "little bitches" ;)

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..

    Re:Beach (Pontos:1)
    por alvin em 20-08-04 14:55 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Experimenta dizer a um brasileiro "és um puto" :P

    --
    The worst thing about getting old, is remembering when you were young.
    Re:Beach (Pontos:2, Engraçado)
    por Manuel em 20-08-04 15:38 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    experimenta a dizer a um homem em Cuba que gostas "de la papaya de tu mujer" (em princípio é uma fruta), em México "el conductor de autobús cogió a una vieja" ou que o teu primo [que é alfaiate] "trabaja mucho, hace muchas chaquetas".

    e um argentino que diga a um espanhol que "andas con el culo de fuera", "estoy choco con mi nuevo coche", um chileno que lhe chame "capo" a um espanhol ou que diga que "conozco a muchos coños como tu", "quedó la media zorra cuando se supo quién era la verdadera madre del niño", um peruano que busca "una jugadora para salir por ahí", um cubano uma "bicha" [e não significa o mesmo que no Brasil] ou "no me gustan los pájaros"; ou um mexicano "mi primo es un ojete".

    precisas mais? :) eu não disse que não houvesse diferenças, mesmo engraçadas, entre Portugal e o Brasil.. digo que em espanhol há muitas mais variações com esse tipo de expressões entre diferentes zonas do planeta nas que se fala espanhol.

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..

    s/choco/chocho/ (Pontos:1)
    por Manuel em 20-08-04 15:45 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    substituir "estoy choco con mi nuevo coche" por chocho (que, por se não sabem, significa e tem o mesmo uso no Reino de Espiéinha que cona).

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..
    Re:Beach (Pontos:2, Informativo)
    por rnbc em 20-08-04 14:43 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    A tradução foi, que eu saiba, Hombre e Hembra.
    Re:Beach (Pontos:2)
    por mazevedo em 20-08-04 16:05 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Exactamente, o que na América do Sul tem "Hembra" tem uma conotação semelhante a "Rapariga" no Brasil.
    ----
    //\anuel /|zevedo
    Re:Beach (Pontos:2, Informativo)
    por daem0n1x em 21-08-04 15:12 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    "Hembra", que significa "fêmea". Não é ofensivo em Espanha, mas na América Latina é usado para designar mulheres de má vida, ou seja, putas.
    Deve ser um pouco como "dama" em português. Para os africanos é elogioso, em Portugal usa-se pouco e no Brasil significa puta. Rapariga também é um insulto no Brasil, creio eu.
    É melhor ter cuidado ao viajar, um gajo pode levar uma pera por causa destas coisas.
    Quanto a mim, os problemas da Microsoft são resultado, principalmente, da arrogância.
    cântico Coreano????? (Pontos:3, Interessante)
    por jpgm em 20-08-04 15:25 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    ...colocar uma música de um cantico Coreano num jogo, que ofende a Arábia Saudita...

    Quando li pela primeira vez não tinha percebido porque é que um canto coreano era ofensivo para a Arábia Saudita, afinal não há nenhuma história de guerras entre eles e a Coreia! Só depois de ler o original é que percebi:
    Another social blunder from Microsoft saw chanting of the Koran used as a soundtrack for a computer game and led to great offence to the Saudi Arabia government.

    Um canto coreano é um canto do Corão! São estes mal entendidos que fazem as guerras entre povos!
    Cumprimentos! zp
    Re:cântico Coreano????? (Pontos:0, Engraçado)
    por quantum em 20-08-04 17:58 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    LOL!!! O vd põe o artigo para demonstrar as gaffes vindas da ms e acaba exactamente por cometer uma gaffe da mesma categoria.

    Pah, ouvi dizer que o teu artigo teve que ser retirado dos gildot coreano e saudita, respectivamente! ;)

    Re:cântico Coreano????? (Pontos:2)
    por henrique em 21-08-04 9:01 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Aliás, o "vd" é o novo BladeRunner...
    Re:cântico Coreano????? (Pontos:2)
    por Kmos em 21-08-04 10:27 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Criticar sem ter nada de interessante e constructivo para dizer sempre foi fácil... caso ainda não reparas-te, nada é perfeito, muito menos tu...

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:cântico Coreano????? (Pontos:2)
    por vd em 21-08-04 12:45 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Tens duas hipoteses a meu ver...

    a) vais mamar na quinta pata do cavalo, ou
    b) mandas artigos para publicação

    //vd
    Informação mais detalhada (Pontos:3, Informativo)
    por pmb em 20-08-04 16:02 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    O Público traz mais detalhes interessantes (aqui).
    Afinal a Coreia sempre dá um ar da sua graça.
    --

    Em Português (Pontos:3, Informativo)
    por Cirruz em 20-08-04 16:20 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Um artigo similar, no Público.

    Já agora, alguns comentários: a maior parte destas "polémicas" não representam erros da Microsoft, mas sim conflitos culturais, o típico orgulho nacional, etc.. A verdade é que, por exemplo, a situação de Kashemira é discutível, mesmo no âmbito da ONU. Além disso, não se pode desenvolver um jogo como o Age Of Empires II pensando em todas as culturas, tendências, sensibilidades e clubismos do Mundo... O jogo ficava uma porcaria politicamente correcta!

    Mas a questão é muito interessante nesta perspectiva: será que eu devo limitar a minha liberdade de expressão por esta ferir a sensibilidade de pessoas num país do outro lado do Mundo, que nem sequer permite liberdade de expressão aos seus cidadãos? Pensem, por exemplo, no caso daquelas sapatilhas da Nike, que tinham um desenho VAGAMENTE parecido com a palavra "Ala" escrita num dialecto árabe: terá isso sido motivo suficiente para os fundamentalistas lançarem uma Fatwa contra os administradores da empresa?!?

    Cirruz

    Re:Em Português (Pontos:2)
    por CrLf em 20-08-04 17:48 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    O problema é que para vender um produto num determinado país é suposto que se analisem as particularidades desse país e não assumir uma posição de "one size fits all". E o que acontece é que normalmente se cometem erros por pura ignorância, porque os programadores/marketroids pensam saber o suficiente para apontar um produto a uma cultura do outro lado do mundo.

    Por exemplo, um caso muito comum são os espanhóis que têm a mania que sabem escrever português. Depois aparecem coisas com "Pressione o butón." (parque do El Corte Inglês), "nãoseiquê para lavar o vehiculo" (lavagem de carros perto da minha casa). Exemplos destes são demasiado frequentes.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Em Português (Pontos:2)
    por André Simões em 21-08-04 15:42 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Deves pelo menos ter o cuidado de verificar se não ofendes a cultura de um país, quando produzes software para esse país. É o caso de muitos dos exemplos do artigo.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Windows 95 e o mapa para escolha de fuso horário (Pontos:2, Informativo)
    por schneider em 20-08-04 18:00 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Vocês se lembram da primeira versão do windows 95, quando na tela de escolha de fuso horário tinha um destaque que mostrava as fronteiras por onde passava o fuso selecionado?

    Notaram que as versões seguintes (OSR2) já não tinha mais? Pois é, aquilo foi removido graças a uma disputa de fronteiras entre o Equador e o Peru!
    Re:Windows 95 e o mapa para escolha de fuso horári (Pontos:2)
    por CrLf em 20-08-04 19:54 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Nesse aspecto o mapa no instalador do Fedora é mais politicamente correcto. Dá para seleccionar o fuso directamente no mapa, mas por cidade e não por zona (à medida que se anda com o ponteiro do rato no mapa existe sempre uma seta que vai do ponteiro até à cidade mais próxima, e essa define a zona).

    -- Carlos Rodrigues
    grande novidade... (Pontos:1)
    por bêbado em 20-08-04 23:22 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    ""Some of our employees, however bright they may be, have only a hazy idea about the rest of the world," he said." - Microsoft's top man in its geopolitical strategy team, Tom Edwards


    ~~~ sou bêbado mas não sou parvo ~~~
    Que calhau.. (Pontos:2)
    por seven em 21-08-04 10:13 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Nao foi um cantico Coreano mas sim um cantico islamico.
    Re:Que calhau.. (Pontos:2)
    por seven em 21-08-04 10:16 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Ahhhhh... alem do mais só o tipico americano inculto q nem uma porta pensa q os islamicos convertiam à força. Os cristãos convertiam ah força... os muçulmanos sempre foram mais chiques... isenção de impostos.
    Re:Que calhau.. (Pontos:2)
    por vd em 21-08-04 13:12 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Alteração efectuada. Obrigado.

    //vd
    não é só lá (Pontos:4, Interessante)
    por André Simões em 21-08-04 15:52 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Eu não costumo vir aqui defender os americanos, nem sequer vou fazê-lo agora. Venho apenas chamar a atenção para o facto de eles não terem o monopólio da asneira e da ignorância no que respeita a símbolos nacionais. Nós cometemos a proeza de ignorar os nossos próprios símbolos nacionais. Na recente e duradoura moda das bandeiras na janela e nos carros viu-se a tremenda falta de cultura e conhecimento de uma parte significativa dos portugueses, que ostentavam orgulhosamente bandeiras com cores invertidas, cores desproporcionadas, escudos de pernas para o ar (!!!!), pagodes chineses ou assadores de castanhas no lugar de castelos (a esmagadora maioria), etc. Uma vizinha mantém há meses a sua bandeira, já encardida, com o escudo invertido. Está-se mesmo a ver, a parte plana tinha de ficar para baixo, se não aquilo tombava... Até acharia graça, se ele não fosse apenas uma de entre as muitas pessoas que vi de bandeira defeituosa na janela. Também precisariam de umas aulinhas de história. E já agora que lhes explicassem que o verdadeiro patriotismo não passa por desfraldar uma bandeira "made in China" na varanda, mas por outros actos verdadeiramente patrióticos, como pagar os impostos, agir com civilidade, respeitar a sua própria língua, votar em eleições, etc.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:não é só lá (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 21-08-04 20:11 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    amigo, começa-te a rir senão ainda apanhas uma depressão. daí é q n te safas.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Re:não é só lá (Pontos:2)
    por André Simões em 22-08-04 3:24 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    E quem te diz que eu não me rio imenso com tudo isto? Aliás quando vi a primeira bandeira com assadores de castanhas em vez de castelos (as mais frequentes) no café aqui do prédio tive de fingir que me assoava e sair rapidamente do dito cujo para não dar barraca.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:não é só lá (Pontos:1)
    por EFRS em 23-08-04 12:27 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://emanuel.xsecurity.ws
    clap clap clap
    agora é que disseste a toda!

    "Acta simulato substantiam veritatis mutare non possunt"

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]