gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
2 and a half!
Contribuído por scorpio em 28-06-04 17:31
do departamento quickies
News 4Gr escreve "Um dois em um muito fresquinho:
- A Comissão Europeia suspende as sanções da Microsoft, após esta interpôr um recurso. Veja-se o poder do dinheiro.. Enfim!
- A mais quente: a SUN publica parte de código fonte escrito em Java, num projecto experimental já conhecido entre nós, Project Looking Glass. A ideia de libertar o código é, segundo a SUN, aproveitar o movimento FLOSS para disseminar a ideia e levar a que mais gente integre o PLG na sua distribuição ou Sistema Operativo. O mundo rende-se às maravilhas do FLOSS ;-)
"

Everything on a Flash Disk | To XML or not to XML...  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • News.com
  • recurso
  • projecto experimental
  • Mais acerca News
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Veja-se.... (Pontos:0, Lança-chamas)
    por tonidosimpostos em 28-06-04 17:44 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    O poder da estupidez de quem escreve a noticia. A maioria das sentenças são suspensas quando é interposto um recurso. O teu comentário revela a tua estupidez e fanatismo cego Anti-MS ! Continua assim...

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:Veja-se.... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Cricket em 28-06-04 17:58 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Apesar de tu teres razão no que dizes, perdes a mesma na maneira como o dizes.

    Já está na altura de subir o filtro para deixar de ler estas parvoíces...

    .:Q:.
    Re:Veja-se.... (Pontos:1)
    por ktorn em 28-06-04 19:05 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.ktorn.com
    Ia dizer o mesmo.
    Eh uma tristeza...
    Re:Veja-se.... (Pontos:1)
    por irmaodotoni em 29-06-04 11:43 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Mano fónix, andas mesmo mal educado, desde que o pai te obrigou a usar Debian 1.1 lá em casa, sob pena de não comeres sobremesa que ficaste meio apanhado. Tem cuidado se não ainda levas com o cinto se ele souberes que usas Windows no VMWare.
    Re:Veja-se.... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 29-06-04 19:08 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    É mais vmware no Windows :P

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:Veja-se.... (Pontos:1)
    por being em 28-06-04 19:27 GMT (#5)
    (Utilizador Info)

    Concordo plenamente.

    Be different, think for yourself.

    Em poucas palavras... (Pontos:1)
    por Valjean em 28-06-04 20:06 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://republico.estv.ipv.pt/~lbruno/
    ... lembra-me do mendz ...

    --
    Este post teve o alto patrocínio de: Aileroes Matias
    Re:Em poucas palavras... (Pontos:2)
    por raxx7 em 29-06-04 1:41 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    ARGHH! Não o menciones, dá azar.
    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Veja-se.... (Pontos:2)
    por Branc0 em 28-06-04 21:00 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.politikas.com
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can't Censor me !

    Actually... we can! :)




    A discussão começa AQUI!

    Re:Veja-se.... (Pontos:2)
    por Xf em 28-06-04 23:45 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Podemos fazer pior ainda...ignorar!! ;)


    Shake dreams from your hair my pretty child, my sweet one...
    Re:Veja-se.... (Pontos:2)
    por fhc em 29-06-04 9:46 GMT (#26)
    (Utilizador Info)

    Estás ignorado por mim. Como vês, não respondi à tua mensagem... doh!

    Francisco Colaço


    Em Portugal nada se conclui acerca da existência de vida inteligente no Planeta Terra.

    lendo o slashdot... (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 28-06-04 19:31 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Já se queixam do gnome e kde, agora imaginem um window manager capaz de renderizar em 3d.
    É impressão minha ou estão a abrir o codigo de muita coisa que não tem muito interesse?

    Até a M$ "partilha" o software.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por 4Gr em 28-06-04 19:51 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Até a M$ "partilha" o software.

    Esse partilha é falacioso. Para mim ter acesso à tal Shared Source, tendo em conta que não a posso usar, divulgar, modificar, publicar, não me diz absolutamente nada. Puro marketing!

    A ideia da Sun, penso eu, é testar a comunidade FLOSS para ver qual o impulso que esta pode dar aos seus produtos, tal como se sucedeu com alguns projectos, como o Netbeans ou o Eclipse (IBM). Talvez, desta forma, baixe o seu capital destinado à I&D, com a vantagem que são os seus clientes quem vão, afinal, delinear o projecto de acordo com as suas necessidades.

    Julgo também que a Sun só não liberta o código Java pois tem medo de perder a mão sobre ele. Mas afinal, que ganha a Sun directamente do Java? Ganha de produtos e serviços third party, portanto não julgo que fosse prejudicial. Por outro lado, dado o estado maduro do Java, também não estou a ver as vantagens imediatas de o tornar FL/OSS

    Dominus vobiscum
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0, Gozão)
    por leitao em 28-06-04 20:42 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Esse partilha é falacioso. Para mim ter acesso à tal Shared Source, tendo em conta que não a posso usar, divulgar, modificar, publicar, não me diz absolutamente nada. Puro marketing!

    [Flames On]

    Se nao fosses uma besta quadrada tao ignorante, saberias que a Sun de que acabaste de descrever com as palavras "aproveitar" e "maravilhas" tem uma licensa que segue precisamente a mesma premissa do "Shared Source" da Microsoft -- chama-se "Sun Community Source Licensing e e' mesmo anterior 'a da Microsoft.

    [Flames Off]


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 28-06-04 21:19 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    E o facto de a Sun ter escolhido dar à opção do utilizador a licença GPL para o seu software é um facto a ignorar em todos os seus 90 graus?

    Claro que a SCSL não é uma licença livre!
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por leitao em 28-06-04 22:06 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Nao, nao e' para ignorar -- mas e' de colocar dentro do contexto historico da Sun. A motivacao nao tem nada a ver com principios ou a GPL -- tem a ver com livrarem-se de custos de R&D.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:3, Engraçado)
    por Cyclops em 29-06-04 0:02 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Descobriste que o Software Livre não é só uma questão de princípios?
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por leitao em 29-06-04 12:04 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Pensava que ja' te tinha explicado que o recente 'hype' do software livre tem a ver mais com a percepcao de custo do que seja la' com o que for.


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 29-06-04 13:30 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Eu acho que tem mais a ver com o crescimento exponencial da sua percepção e utilização, até porque se viu em Munique, eles sabem que vai ter um custo maior em números directos e de curto prazo do que continuar como estavam, mas que os benefícios a médio e longo prazo mais que superam!

    "What were the main reasons for the city's decision to change to Linux?

    "The key aspect was the ability to control the release policy ourselves; in other words to free ourselves from reliance on the product cycles of a small number of software companies.

    "Another important point, of course, was licence costs, and security also plays an important part. We are switching directly from Windows NT to Linux, since NT, which is non-secure, was followed by a number of systems from the same manufacturer, which were also open to attack."

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 29-06-04 19:07 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Sim os ciclos no Linux sao compridos e estaveis. Nao saiem minors de desktops, etc etc etc quase "todos" os dias. Yeah right..... Nem tao dependentes de ninguem, desencantaram uma equipa de programadores la no rol de pagamentos, e que vao estar de piquete se os gajos do Open Source se lembrarem um dia que trabalhar de borla já nao rende e querem começar a cobrar-se bem. Claro que isto é a longo prazo, mas dizia John Maynard Keynes: "No longo prazo, estamos todos mortos!"

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 9:34 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Sim os ciclos no Linux sao compridos e estaveis.
    São tão compridos e estáveis como quiseres que sejam. Não és obrigado a fazer um upgrade porque a licença expirou.

    Nao saiem minors de desktops, etc etc etc quase "todos" os dias. Yeah right...
    Quê, tu não aplicas patches? Ou pensas que os patches não aumentam o número de versão (tipicamente no minor)? Imaginas o inferno de manutenção que isso daria? X não funciona com o ZBR 1.4. Qual 1.4, o de há duas semanas ou de há 2 anos? Tens aí um md5sum para os distinguir...?
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 30-06-04 9:57 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Meu "amigo", as licenças são uma forma de prolongar contratos de manutenção e por ai fora. Se estiveres dentro de um ramo que tenha licenças para tudo, percebes isso. E é dinheiro a entrar, que faz uma empresa funcionar.

    Patches de que ? Segurança ? Ou patches pq uma coisa qualquer no Linux ja nao funciona pq um qq developer open source se lembrou de mudar uma função e agora deixou tudo de funcionar ? Queres um tipico exemplo ? PHP ! É open source nao é ? Cada vez que lançam uma versao, quebram a funcionalidade e compatibilidade com qq coisa. Depois do PHP existem muitos outros. Claro, é open source, inovacao, libertacao de licenças, bla bla bla bla. Claro que nao é um patch hell, é open source, it's all natural ! Bah... arranja argumentos novos...

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 13:11 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Meu "amigo", as licenças são uma forma de prolongar contratos de manutenção e por ai fora. Se estiveres dentro de um ramo que tenha licenças para tudo, percebes isso. E é dinheiro a entrar, que faz uma empresa funcionar.
    No tráfico de droga também é só dinheiro a entrar...

    De qualquer das formas, presumo que consideres que a Best Pratical (que faz o Software Livre de trouble tickets chamado Request Tracker) não ganhe dinheiro algum... e muitas outras.

    Quanto aos patches, seja segurança ou bugfix, isso acontece em qualquer sistema operativo, caso não tenhas reparado, isso acontece até no Windows. Vai ver a informação detalhada sobre a versão de determinado software... vai lá... a sério.

    Quanto ao PHP, o PHP não é exactamente o melhor exemplo... mas não és obrigado a saltar da versão x.y.0 para a versão x.y.1 lançada por eles, podes sempre publicar tu a linguagem PICA que é na prática o PHP x.y.0+ as tuas alterações, que podem ser tão simplesmente um bug fix...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por leitao em 30-06-04 15:15 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    De qualquer das formas, presumo que consideres que a Best Pratical (que faz o Software Livre de trouble tickets chamado Request Tracker) não ganhe dinheiro algum... e muitas outras.

    Nem tu sabes, nem provavelmente ninguem sem ser a Best Practical -- sao uma empresa privada e nao dizem se fazem dinheiro ou nao. Quanto a outras, a RedHat por exemplo so' faz US$3 milhoes no EBITDA, enquanto a Novell (o novo cavaleiro branco do Open-Source) tem uma divida de US$450 milhoes e uma margem de -8%.

    Por isso a resposta 'a tua pergunta e' que de facto muitas empresas que seguem um modelo OSS nao fazem dinheiro nenhum...


    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 20:59 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Nem tu sabes, nem provavelmente ninguem sem ser a Best Practical -- sao uma empresa privada e nao dizem se fazem dinheiro ou nao.
    Qualquer empresa que exista há uns anos e tem negócios internacionais de sucesso certamente estará a fazer bom dinheiro!
    Quanto ao EBITDA não serve para ver o cash flow... E já agora poderias ter juntado ambos os valores de ambas as empresas. A Novel, tem -8% de profit margin e 82.5 M. de EBITDA. Quanto à Red Hat, tem 16.5% de profit margin. Tendo em conta a diferença de tamanho, é natural que o EBITDA seja mais baixo. Já a MSFT tem 20.8% de profit margin, que é pouco maior do que a da Red Hat.

    A Stock Price History também é interessante, e a Novel, tal como a Red Hat, tem valores mais interessantes que a MSFT nesse quadro.

    Pois é, os números dizem verdades, mas é quando são apresentados de forma mais completa, e nunca apenas as partes que se pretende.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 12:03 GMT (#50)
    (Utilizador Info)
    Ora vamos la entreter-nos um bocado com o teu comentario !

    Começando pelo fim, a stock history é para ti que tipo de indicador ? Começaste a ver a stock history em que ano ? No dia da IPO da RedHat e no dia a seguir e pronto ja tens a historia toda ? Se calhar deves esquecer-te do pormenor de quem ficou bilionario à custa das acções da MS compradas nos anos 80, ou entao desconheces por completo essa HISTORY.

    Voltando ao inicio, nao faltam empresas com negocios internacionais de sucesso e estao completamente falidas. Negocios de sucesso nao quer dizer negocios rentaveis ou rentabilidade assegurada. Gostas de contabilidade analitica ? É bom para analisares fluxos de custos e proveitos.

    Agora aproveitava para te pedir que me explicasses o que entendes por EBITDA e por Cash Flow. É que essa do EBITDA nao servir para ver o Cash flow, sinceramente nao consigo atingir, ou entao tens maneiras muito diferentes de calcular o cash flow.

    Para continuar, a RedHat so tem 82,5M USD de EBITDA ? Isso tipo, é NADA ! É que no meu tempo, EBITDA significa Earnings Before Interest and Taxes e bla bla. Tipo, sabes alguma coisa dos custos financeiros da RedHat ? Ora vai la procurar isso e depois ja podemos fazer contas decentes.

    A MS gera ja nao sei quantos milhoes de dolares por mes (dinheiro vivo, que vai parar ao banco), a RedHat ou Novell geram o mesmo ? So se tiveres tomado uma pastilha de LSD e andares a ler o FT ao contrário.

    Para finalizar, os numeros tem a vantagem de dizerem as verdades que TU queres. Sao apresentados como tu queres. O problema é quando alguem percebe mais do que aquilo que tu queres mostrar e destroi a tua numérica toda. É o problema dos numeros.

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 16:36 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Agora aproveitava para te pedir que me explicasses o que entendes por EBITDA e por Cash Flow. É que essa do EBITDA nao servir para ver o Cash flow, sinceramente nao consigo atingir, ou entao tens maneiras muito diferentes de calcular o cash flow.
    *sigh* Como és tu não me admira tanta ignorância, para esclarecimento, Investopedia:

    The Bad
    EBITDA is good metric to evaluate profitability but not cash flow. Unfortunately, however, EBITDA is often used as a measure of cash flow, which is a very dangerous and misleading thing to do because there is a significant difference between the two.

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 20:14 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    Ah pronto, eu andei 5 anos a estudar isso, e a investopedia manda tudo abaixo. Ja agora, procura a definicao de ESPECULADOR. Com sorte, define o especulador como alguem muito evil que se aproveita do mal dos outros. Procura la a ver se isso é mesmo bom ;)

    P.S.: Nao respondeste ao resto, o que demonstra a tua ignorancia em relacao ao assunto. Como tu dizes, faz-se dos numeros o que se quer, o que se aplica tb às palavras, tambem conhecido como retorica !

    P.S.2: O EBIT é utilizado para calcular o cash flow. Por acaso nao tenho o livro de finanças à mao, senao chapava-te a formula e calavas a matraca, ja que julgas que és muito inteligente e agora dominas economia.

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 21:04 GMT (#59)
    (Utilizador Info)
    Tu e os teus 20 graus académicos...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 23:19 GMT (#67)
    (Utilizador Info)
    Tenho um. É crime ?

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 21:07 GMT (#60)
    (Utilizador Info)
    Fui à investopedia para buscar a referência mais fácil, numa linguagem que pensava que percebeces... mas percebeste tanto que nem percebeste que os 82.M são da Novell e não da Red Hat...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 23:19 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Pronto, o problema aqui sao os 82M da novell e nao da Redhat.

    E eu a pensar que o problema era tu nao responderes as coisas e andares com rodeios. Silly me !

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-07-04 7:33 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Há limites para a estupidez por hora que consigo aturar...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 02-07-04 11:18 GMT (#73)
    (Utilizador Info)
    Yeah, ja nao te consegues ver ao espelho ne ?

    Continuo á espera da resposta. É tipico da malta, abrem a boca mas depois quando a coisa complica-se, fecham a boca.

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 30-06-04 17:34 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    No PHP sou obrigado a martelar security fixes para versoes mais antigas, sou obrigado a ter que ler o change log a cada mudança para saber se nao vai partir uma aplicacao qualquer. Realmente é muito bom.

    No windows nao vejo muitos patches a mudarem radicalmente (a nao ser o caso do Service Pack 2 do xp =)) as apps, a nao ser os de segurança.

    A Best Pratical dá dinheiro ? É que o processo de instalacao do RT, é uma verdadeira teia de complicacoes !

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 21:01 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    É que o processo de instalacao do RT, é uma verdadeira teia de complicacoes !
    Se calhar é por causa disso. Contudo eu não achei complicado instalar o 3.0.11 que ainda hoje instalei. Fora 2 módulos que surgiram na resolução automática de dependências do CPAN e não tinham instalação standard, foi limpinho.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 0:12 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Que belos argumentos senão repara:

    Os tipos vinham de win98 e office 97, respectivamente lançados em 1998 e 1996 ainda são produtos suportados embora a terminar o seu ciclo de vida de suporte, creio. Por isso produtos que tipicamente viveram por ali 8 e 6 anos respectivamente, hoje sabem que pelo menos do lado MS a politica de suporte aos novos produtos se prolonga por 10 anos, eu gostava de saber onde vão eles ter noutro fabricante qq suporte garantido durante tanto tempo (o que na prática, caso não te tenhas apercebido lhes permite manter o produto licenciado por 10 anos sem o trocar).

    Portanto o primeiro argumento não é bem verdade, ok enganaram-se aqui...

    No segundo, dá a sensação que o problema da segurança é exclusivo da MS, o que
    também não é verdade.

    Em relação aos custos vê lá se não trocam os custos fixos do licenciamento por outros tão ou mais elevados do lado dos serviços com carácter quase tão (ou mesmo) fixo como os do licenciamento...


    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 9:36 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Quanto aos updates, como bem sabes tinham de fazer update pois o suporte está a acabar. Depois, passam a updates forçados periodicamente (novo tipo de licenciamento da Microsoft). Não vês as coisas a mais do que o curto prazo?

    Portanto, o teu rebatimento não é bem verdade...

    Quanto a segurança, eles não atribuem exclusividade, apenas que têm a certeza de não ter segurança, enquanto que com o outro sempre têm menos problemas.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 11:00 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Quanto aos updates, como bem sabes tinham de fazer update pois o suporte está a acabar. Depois, passam a updates forçados periodicamente (novo tipo de licenciamento da Microsoft). Não vês as coisas a mais do que o curto prazo?

    Onde é que leste isso? Quem é que é forçado? não brinques documenta-te primeiro e depois vem ca falar outra vez, eles podem adquirir licenças perpétuas do software, e não são nada obrigados a evoluir, e como sabes se quiserem manter-se dentro das balizas do suporte sabem sempre que esse investimento é a 10 anos...

    Agora compara-o com a situação na qual vão entrar agora, têm ciclos de desenvolvimento muito mais curtos (isso é verdade no final do ano sai oO 2.0) e normalmente a versão anterior deixa de ser suportada pouco tempo depois, achas que a IBM/SUSE vão andá-los a suportar durante 10 anos para equiparar a solução à da MS, sem fazer dinheirinho em novas migrações? ;o) bem vindo ao mundo orientado aos serviços...

    Parece-me quem não está a ter uma visão de longo prazo és tu...

    ...Apenas que têm a certeza de não ter segurança, enquanto que com o outro sempre têm menos problemas.

    Sabes bem que o problema da segurança hoje não é tecnológico, quero com isto dizer que qualquer das plataformas não sendo capaz de garantir segurança absoluta, com boas implementações, processos e administradores competentes garantem bons níveis de segurança, portanto a motivação também não foi essa ;o)

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 13:14 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    O "novo" plano de licenciamento da Microsoft são licenças alugadas, onde se ao fim de X anos não renovares perdes o direito a trabalhar. Isso é-me inaceitável (pelos vistos à Câmara de Munique também).

    A independência de fornecedor advém do facto de não teres de depender dos updates feitos pelo pessoal do OO.o, podes sempre obter um outro fornecedor que queira fazer a manutenção à versão que tens.

    Mas que coisa, tu pensas que o Software Livre tem de ser só de graça? E como é que a malta se alimenta? Agora trata-se é de uma questão de obter o dinheiro de uma forma eticamente aceitável, em ve de simplesmente andar a explorar os utilizadores.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 13:39 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    O "novo" plano de licenciamento da Microsoft são licenças alugadas, onde se ao fim de X anos não renovares perdes o direito a trabalhar. Isso é-me inaceitável (pelos vistos à Câmara de Munique também).

    Mentira!!! Essa é uma opção, para clientes que gostam de andar na crista da onda, com produtos de ultima geração, e no plano económico para esse tipo de perfil o aluguer fará mais sentido.

    Mas a aquisição das licenças continua a existir.

    A independência de fornecedor advém do facto de não teres de depender dos updates feitos pelo pessoal do OO.o, podes sempre obter um outro fornecedor que queira fazer a manutenção à versão que tens.

    Pois nem pareces um tipo com gosto pela tecnologia, sabes bem que suportar ou desenvolver em peças desactualizadas é algo dificil de garantir a não ser num modelo em que o cliente paga para tu manteres esse know-how e capacidade (para ti como empresa vais ter de convencer os developers e quem vai suportar, nalguns casos verdadeiras peças de museu e sabes que este tipo de pessoas considera pouco sexy e cool e eu diria até algo desmotivante, esse tipo de tarefa, mas passemos essa parte) o que no final se vai revelar ainda mais caro do que a opção anterior...

    Mas que coisa, tu pensas que o Software Livre tem de ser só de graça? E como é que a malta se alimenta? Agora trata-se é de uma questão de obter o dinheiro de uma forma eticamente aceitável, em ve de simplesmente andar a explorar os utilizadores.

    Não tu é que esgrimes os argumentos de uma forma falaciosa, para convencer, a conversa é o software é gratuito existem serviços mas isso existe de qq forma com qq solução, por isso será sempre uma opção melhor... esta é a lenga lenga, mas depois qd começamos a pensar melhor vemos que no fundo o buraco para o qual todos poderemos ter de nos atirar é para o dos serviços que cria na mesma dependência e com resultados que até poderão ser piores do ponto de vista enconómico, mas pelos vistos é por uma boa causa.

    O que queria que me dissesses é se faz algum sentido deixar de gastar no software para o trocar pelos serviços, só se for mesmo para resolver um problema de emprego, mas então não venhas para aqui contar-nos histórias...

    E gostava ainda de pensar um pouco se este modelo baseado nos serviços, não nos vai trazer atrasos em relação à inovação no software, continuando a alargar o que é considerado comodity para a situação em que andaremos todos a desenvolver quase soluções especificas para rentabilizar os nossos recursos...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 13:41 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    E gostava ainda de pensar um pouco se este modelo baseado nos serviços, não nos vai trazer atrasos em relação à inovação no software, continuando a alargar o que é considerado comodity para a situação em que andaremos todos a desenvolver quase soluções especificas para rentabilizar os nossos recursos...

    No fundo onde for possível e nos deixarem andaremos a reinventar a roda... ;o)

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 30-06-04 21:04 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    O que queria que me dissesses é se faz algum sentido deixar de gastar no software para o trocar pelos serviços, só se for mesmo para resolver um problema de emprego, mas então não venhas para aqui contar-nos histórias...
    Sim faz. Com Software Livre há uma economia de escala que permite que o suporte seja repartido pelos interessados. Porque pensas que continuam a surgir updates ao Linux 2.0.x? Essa peça de museu...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 22:52 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Sim faz. Com Software Livre há uma economia de escala que permite que o suporte seja repartido pelos interessados. Porque pensas que continuam a surgir updates ao Linux 2.0.x? Essa peça de museu...

    Sim e eu mudo do modelo de suporte responsável de quem me vendeu a solução, e sou "atirado" para o modelo das boas vontades onde terei de convencer pessoas com interesses semelhantes ao meu... Sim porque a massa critica deve ser imensa... aliás se tiveres dados para partilhar sobre esse teu exemplo deve ser brilhante...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 10:40 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    aliás se tiveres dados para partilhar sobre esse teu exemplo deve ser brilhante...
    Serve o ChangeLog do Linux 2.0.40?

    Mudaste o modelo do suporte irresponsável (sim, eles nunca se responsabilizam por nada a menos que faças um contracto, e contractos são independentes do licenciamento, como certamente sabes) e feito _apenas_ por uma e única companhia (pois, porque ter mais que um representante apenas te dá a hipótese de teres algum tipo que tenha mais experiência que tu a usar o software proprietário que representa), para um modelo onde o suporte é feito não só por uma comunidade, mas também porque o utilizador quiser (pode depender de quanto esteja disposto a pagar, se não conseguir convencer).

    O que tu estás a tentar denegrir, é muito mais do que o que normalmente tens com o software proprietário.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 01-07-04 14:32 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    Serve o ChangeLog do Linux 2.0.40?

    Cerca de 8 anos salvo erro, parece-me bom e significativo, mas... Isto é apenas um projecto, o do kernel, Linux não é só o kernel, tal como windows não é só o kernel.

    Suportar uma solução em cima de linux não é apenas suportar o kernel!!!

    Segundo parágrafo
    Nem percebo a tua chamada de atenção, claro que existe contrato, é o teu contrato de serviços para garantir suporte ao que eles vão implementar.

    Agora pensa um pouco naquilo que te disse acima, que o Linux não é apenas o Kernel tal como o Windows, quem se responsabilizar pelo suporte vai ter que suportar tudo em cima daquela plataforma e se no caso do kernel mostraste que até manténs o suporte ao 2.0 hoje, o mesmo não acontece com todo o software que lá colocares em cima, que vão naturalmente ter periodos de suporte diferentes (são projectos diferentes é muito natural), e a gestão desta cascata de diferentes responsabilidades e períodos de suporte em cima desta plataforma não é nada simples de garantir de uma forma consistente aos clientes.

    No caso do Windows ou de forma mais alargada com software ms é simples 10 anos...

    O que tu estás a tentar denegrir, é muito mais do que o que normalmente tens com o software proprietário.

    Não é denegrir, é apenas mostrar que essa aparente flexibilidade toda as empresas não a querem (deve ter parecido uma boa ideia apresentá-la assim mas não pensaram muito no que isso representa), por ser altamente complexo de gerir do ponto de vista da responsabilidade, para além de que a comunidade não se responsabiliza por absolutamente nada...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 16:45 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Não é denegrir, é apenas mostrar que essa aparente flexibilidade toda as empresas não a querem
    Se trocares de todas para muitas, concordo. É por isso que há hipótese de sucesso para um modelo de negócio parecido com o do RHEL onde vendem o suporte .

    CONTUDO o que ainda não pareces ter entido, é a liberdade de poderem optar por esse tipo de suporte, ou outro qualquer, ou nenhum. No caso do software proprietário, o típico é _apenas_ terem suporte do fornecedor do software... ou nenhum!

    Os representantes locais não são suporte, pois apenas se limitam a ser utilizadores "peritos" (com o que tenho visto, hahahahaha para a maioria dos casos cá em PT) que vendem a sua experiência com o nome de "suporte", mas que não é suporte real.

    Na melhor das hipóteses servem de "buffer" com o fornecedor, e já assisti a vários casos na empresa onde o próprio fornecedor (representado por estúpidos em termos de negócio) admitiu que o fornecedor não lhes dá grande apoio :)
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 01-07-04 18:52 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    CONTUDO o que ainda não pareces ter entido, é a liberdade de poderem optar por esse tipo de suporte, ou outro qualquer, ou nenhum. No caso do software proprietário, o típico é _apenas_ terem suporte do fornecedor do software... ou nenhum!

    Que eu saiba a MS não suporta todos os clientes com software seu, o que significa que existem parceiros a suportar esses clientes e se não estiverem satisfeitos mudam para outro e outro e outro (enfim percebes a ideia) ou para a própria ms, mas têm alternativas sim sr.

    Os representantes locais não são suporte, pois apenas se limitam a ser utilizadores "peritos" (com o que tenho visto, hahahahaha para a maioria dos casos cá em PT) que vendem a sua experiência com o nome de "suporte", mas que não é suporte real.

    São suporte sim senhor, eles próprios deverão ter contrato de suporte com o fabricante, que os suportará naquilo que eles nao coseguirem resolver (falta de know-how puro, bug fixing, root cause analisys, etc.).

    Na melhor das hipóteses servem de "buffer" com o fornecedor, e já assisti a vários casos na empresa onde o próprio fornecedor (representado por estúpidos em termos de negócio) admitiu que o fornecedor não lhes dá grande apoio :)

    Isso acontece, mas eu diria que é igual para os dois lados, e o número de pessoas com bom nível ainda deve ser maior do lado que suporta o software proprietário.

    Não me parece que vás de repente ter uma oferta muito superior do lado do suporte ao software não proprietário porque o mercado é o mesmo e as pessoas quando muito são "reconvertidas" mas não deixam de ser as mesmas, se eram profissionais assim assim ou maus não é por passarem a suportar outros produtos que vão tornar-se bons profissionais... se isso acontecesse toda a gente experimentava a mudança para levar com um upgrade :o)

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 21:16 GMT (#62)
    (Utilizador Info)
    Que eu saiba a MS não suporta todos os clientes com software seu, o que significa que existem parceiros a suportar esses clientes e se não estiverem satisfeitos mudam para outro e outro e outro (enfim percebes a ideia) ou para a própria ms, mas têm alternativas sim sr.
    Gostava de saber quantas dessas companhias têm acesso total ao código da Microsoft para suporte personalizado a casos particulares?

    Com Software Livre quantas companhias se podem colocar nessa posição? Todas.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 01-07-04 23:04 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    Gostava de saber quantas dessas companhias têm acesso total ao código da Microsoft para suporte personalizado a casos particulares?

    Provavelmente não têm mas podem ter... A quantidade de problemas nos quais tu eventualmente necessitarias de acesso ao source code é mínimo, temos vivido dessa forma estes anos todos e temos sobrevivido...

    Por isso eu digo que as vantagens com que nos acenas são condições apenas interessantes, porque na prática te-las não mostra trazer melhorias realmente significativas. Os clientes querem que as soluções funcionem, e que caso falhem alguém o resolva de forma eficiente e rápida, por isso é que esses argumentos com vantagens teóricas vão continuar sem convencer ninguém porque na prática será dificil demonstra-lo...

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 21:19 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    Não me parece que vás de repente ter uma oferta muito superior do lado do suporte ao software não proprietário porque o mercado é o mesmo e as pessoas quando muito são "reconvertidas" mas não deixam de ser as mesmas, se eram profissionais assim assim ou maus não é por passarem a suportar outros produtos que vão tornar-se bons profissionais... se isso acontecesse toda a gente experimentava a mudança para levar com um upgrade :o)
    A minha experiência é de que quando há necessidades há sempre alguém predisposto a satisfazê-las, nem que cobre por isso. Se aumentar a necessidade de suporte directo em Software Livre, estou precisamente a ver as consultoras (sérias) a passar a dá-lo também. Já agora, sérias prque há por aí muitas consultoras que não são sérias, independentemente de se lidam com Software Livre ou não.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 01-07-04 23:06 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    A minha experiência é de que quando há necessidades há sempre alguém predisposto a satisfazê-las, nem que cobre por isso.

    Só te faço uma pergunta qual é o processo e quais as garantias, e como é que colocas isto em forma de proposta?

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-07-04 7:31 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    É assim que o mercado tem funcionado. Não tens essa experiência?
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 04-07-04 23:09 GMT (#74)
    (Utilizador Info)
    Estamos a falar de coisas que nunca viste man... não digas asneiras.
    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 12:08 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    Desculpa la, onde é que está a economia de escala do Software livre ? Quais sao os teus inputs, e como é que medes o teu output ? Ou entao, define o que entendes por economia de escala, ou ouviste e achas que percebes o que é ?

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 16:39 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    Ao fazer uma personalização que pode servir a mais gente, e especialmente se for integrada no software original, os custos de desenvolvimento e manutenção acabam por ser distribuídos.

    Isto advém das liberdades de estudar e adaptar, e de publicar versões melhoradas.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 20:15 GMT (#58)
    (Utilizador Info)
    Isso sao economias de escala !?!?!? BHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHA

    É pah, desculpa la ! Vai la procurar à tua querida investopedia e procura a definicao de economias de escala. Certamente que por muito mal que aquilo seja, deve-te dar umas luzes sobre o verdadeiro significado de economias de escala!

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-07-04 21:14 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Novamente, da Investopedia...:
    Internal And External Economies Of Scale
    Alfred Marshall made a distinction between internal and external economies of scale. When a company reduces costs and increases production, internal economies of scale have been achieved.
    Reduzindo os custos de desenvolvimento e manutenção ao distribuí-los pela comunidade em coopetição, vão aumentando a produção. Numa economia de serviços a produção mede-se de forma diferente do que contando as peças fabricadas e vendidas, claro.

    Desiste Toni... Earth is full. Go home.
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-07-04 23:23 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    Agora que ja leste um bocadinho sobre economias de escala, começas a ficar na direccao certa. So é uma economia de escala quando aumentas os inputs e os outputs aumentam numa proporcao superior ao aumento dos inputs. Isso é a definicao de uma economia de escala. Aplicar aos serviços nao difere muito disso. Agora, como é que provas as economias de escala do OSS ? DE BOCA ? Como toda a gente aqui parece fazer ? É que goela, tem voces todos, mas numeros concretos que provem essas economias de escala, ainda nao os mostraste. Como agora gostas de numeros, procura la e vamos fazer contas.

    P.S.: Desistir é para dois tipos de pessoas: os fracos e os ignorantes. Podes escolher qual delas ser, mas olha que nao sao mutuamente exclusivos os tipos.

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-07-04 8:02 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    Não estúpido. Também é uma economia de escala quando diminuis os custos e aumentas a produtividade. Irra...
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 02-07-04 11:17 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    Bem tu és mesmo completamente estúpido e nao queres admitir. Já te expliquei o que é uma economia de escala e tu continuas a nao querer perceber. A economia de escala está relacionada com as proporções da variação. Se diminuires os custos em 50% e aumentares a produtividade na mesma produção, ISSO NAO É UMA ECONOMIA DE ESCALA.

    Agora deixa-te de armar em economista e volta lá para a Inginharia....

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'

    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0)
    por mrmv em 30-06-04 0:54 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Ora cá está uma actualização just for you ;o)

    Microsoft to allow changes to Windows CE source

    "There is no reason for any individual to have a computer in his home." - Kenneth H. Olson , President of DEC, Convention of the World Future Society, 1977
    Re:lendo o slashdot... (Pontos:0, Despropositado)
    por CrLf em 29-06-04 1:59 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Já se queixam do gnome e kde, agora imaginem um window manager capaz de renderizar em 3d.

    Só se fosse da Microsoft é que era uma boa ideia não? Já começa a chatear estes parasitas que andam por aqui.

    -- Carlos Rodrigues
    Seguindo o Toni... (Pontos:4, Esclarecedor)
    por leitao em 28-06-04 20:35 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    ...e como o comentario dele em breve vai estar com -2, vale mesmo a pena dizer que esta tua noticia e' tudo menos medida nas palavras.

    Vejamos, se um tribunal nao suspendesse a sentenca apos um recurso, qual seria a logica do recurso ? Sigh...

    Mas ok, ja' nos habituaste a estas coisas de puto.

    I can live with doubt and uncertainty and not knowing. I think it is much more interesting to live not knowing than to have answers that might be wrong.
    Re:Seguindo o Toni... (Pontos:2)
    por SlickFox em 28-06-04 23:08 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://mozilla.shopizzy.com
    "se um tribunal nao suspendesse a sentenca apos um recurso, qual seria a logica do recurso ? Sigh... "

    mas então como é que explicar que existam recursos que não tenham efeitos suspensivos nas penas? não tem lógica? e em casos muito mais graves (envolvem prisões), este se a pena era apenas uma multa o dinheiro poderia ser devolvido + tarde.

    Cumps
    Re:Seguindo o Toni... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Gimp em 29-06-04 8:47 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Tu e o Toni leram o 1º parágrafo da notícia? Vale mesmo a pena dizer que o teu comentário e o do fedelho lá de cima são tudo menos comedidos...A Comissão é que suspendeu a sanção para que o tribunal não se sentisse pressionado (yeah, right), o que eu estranho, visto que a comissão impôs uma multa recorde e está convicta da sua decisão. O próprio advogado da Micosofre, pelo nome deve ser spanishg, achou bem a suspensão (havia de ser o contrário não?), já que caso ganhem o recurso (quem duvida?) a obrigação de abrir os seus marabilhosos protocolos seria uma perda irreversível.


    "No comments"

    Re:Seguindo o Toni... (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 29-06-04 9:36 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    A partir do momento em que querem colocar o Durao como presidente da Comissao, acho que conviccao é coisa que falta na Comissao =)

    Fighting Ignorance @ Gildot.org since 2004 !
    Gildot Negative Karma Champion !
    And more to come...
    Beat me, Kill Me, Moderate Me, but you can'
    Re:Seguindo o Toni... (Pontos:2)
    por Gimp em 29-06-04 9:41 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Era muita teoria da conspiração dizer que o Durão tinha posto como condição, entre outras, para aceitar o cargo, que a condenação fosse suspensa :D


    "No comments"

    Re:Seguindo o Toni... (Pontos:0, Despropositado)
    por jorgelaranjo em 29-06-04 10:22 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/fueg0/
    Todos sabem que o nosso Durão na verdade é um "Fofo" e além disso foi escolhido por ser um Banana fácilmente manipulável.

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://mynews.yournews
    Comissão Europeia (Pontos:1)
    por seven em 28-06-04 22:18 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Mas vcs ainda acreditam em coincidências?

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]