gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Uma no cravo, outra na ferradura
Contribuído por vd em 24-03-04 13:15
do departamento do-sol
Sun Madonna escreve "Não sei se já o sabem, porque não tenho vindo cá, mas a informação é recente. O Ministério da Educação assinou dois protocolos para a nova disciplina de TICs que vai dar ao 9º 10º anos. São contratos a cinco anos, um com a Microsoft (duh) e outro com a Sun Microsystems, que vai disponibilizar Linux, Star Office 7 e afins para os petizes. Pelo que eu já percebi, o governo não está com muita coragem para abraçar projectos de open-source, e se não houver formação, tão cedo não temos as contas mais equilibradas. E não me venham dizer que o problema não são as aplicações para Linux. Por mais que a IBM convença os ISVs a meter mãos à obra, sozinha não vai lá. O que vos parece esta iniciativado ME? Positiva, ou para inglês ver? "

[vd: No site a UMIC está o protocolo que se refere. Este protocolo contempla também o uso do OpenOffice.org nas escolas.]

Microsoft multada por abuso de posição na EU | Patentes de Software: a guerra continua  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Madonna
  • site a UMIC
  • OpenOffice.org
  • Mais acerca Sun
  • Também por vd
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Quero vêr para crêr (Pontos:2)
    por 4Gr em 24-03-04 13:25 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    A iniciativa é óptima, mas eu só acredito nisso quando for a uma escola e vir, efectivamente, o OO.org a correr.

    É que hoje em dia não se ensina processador de texto nem folha de cálculo, ensina-se MS Word e MS Excel. Não se ensinam Bases de Dados, ensina-se formulários de Access. Enfim...

    Dominus vobiscum
    OT: Re:Quero vêr para crêr (Pontos:3, Informativo)
    por SUp3rFM em 24-03-04 15:40 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://phalanx-ut.com
    Lá pelo meio ensina-se o Português... o do "ver" e do "crer". ;)

    A minha anterior assinatura era ainda pior que esta.
    Re:Quero vêr para crêr (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 25-03-04 10:41 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    hoje em dia não se ensina processador de texto nem folha de cálculo, ensina-se MS Word e MS Excel Tens toda a razão, eu mesmo fui treinado e avaliado nesses programas, e não foi ha pouco tempo, lembro-me do meu professor esclareçer as diferenças entre win95 e win98... Mas isto foi antes de haver alternativas estáveis e livres para a mesma plataforma. Alguém já reparou que os centros de emprego estão cheios de computadores Dell com o XP? O engraçado é que usam programas criados de raiz, (nem reparei se tinham o office), será que deenvolvem software para windows porque é mais barato? Por outro lado a worten/Fnac do norteshoping tem um computador na caixa com uma distro de linux e um wallpaper do windows...
    O problema começa nos professores (Pontos:2)
    por joaorf em 24-03-04 14:09 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Há uma carência de professores de Informática para o Secundário. E de entre os poucos que existem, menos ainda têm competência para ensinarem Linux.

    A responsabilidade pela falta de preparação em Linux é, em primeiro lugar, das universidades que formaram esses professores. Com efeito, as universidades cada vez mais se parecem com escolas de MSCEs. Este problema, que já foi debatido aqui do Gildot, tem vindo a agravar-se nos últimos anos.

    Re:O problema começa nos professores (Pontos:1)
    por jamaica em 24-03-04 15:52 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://pbandalarga.no.sapo.pt/
    Se houvesse vontade da parte do Ministério da Educação em colocar professores de Informática conhecedores de Linux (nem sequer era necessário serem especialistas), seria esse o primeiro passo para começar a formar e a difundir o espírito Open-Source pela comunidade estudantil e consequentemente, pela mundo corporativo.

    Neste momento de crise económica e espiritual, e com as dificuldades que sabemos que têm ocorrido na colocação de professores pelas escolas do nosso país, esta sugestão nao passa de um oásis no deserto que é o panorama educacional português.
    ---------------------
    The worst moment for the atheist is when he is really thankful and has nobody to thank. Dante Rossetti

    Re:O problema começa nos professores (Pontos:2)
    por PRE em 24-03-04 18:53 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Competência para ensinar Linux? Muitos deles nem têm competência para leccionar as suas cadeiras, quanto mais ainda leccionarem outro sistema operativo que desconhecem. Eu fiz o curso tecnológico de informática no secundário, e só me lembro de um professor que realmente percebia o que fazia e que tinha gosto em ensinar.

    Resumindo: antes de pensar em dar linux nas escolas, há que primeiro pensar em formar bons professores e não pôr a dar aulas desempregados de certos cursos análogos a informática somente por causa do seu nome...
    _____________________
    Pedro Santos :: psantos.net :: blog

    Re: Esperemos que o caso mude de figura ... (Pontos:1)
    por Overclocking em 24-03-04 21:43 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.web.pt
    Esperemos todos que o caso mude de figura, porque finalmente vão começar a sair professores licenciados para ensinar Informática ( como aqui na UBI ), e a realidade é que a malta até anda a curtir o "Linux World", se bem que a pouco e pouco, porque do ponto de vista de muitos ignorantes, mais vale ter uma cópia pirata do Win xp, outra do Office xp e outra do Macromedia Studio Mx que dar-se ao trabalho de experimentar o Linux e tudo o que de bom tem pata nos dar. Tenho dito :) .
    StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1, Redundante)
    por Cyclops em 24-03-04 14:18 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    StarOffice é software não-livre, e por consguinte tão mau quanto o Microsoft Office.

    Espero mesmo que fiquem pelo OpenOffice (e não, não são a mesma coisa).
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por vd em 24-03-04 14:28 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    OpenOffice.org

    //vd
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:0, Despropositado)
    por Cyclops em 24-03-04 14:58 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Não existe trademark em PT tanto quanto sei.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por vd em 24-03-04 15:04 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    "Product

    Product Description

    OpenOffice.org is both an Open Source product and a project. The product is a multi-platform office productivity suite. It includes the key desktop applications, such as a word processor, spreadsheet, presentation manager, and drawing program, with a user interface and feature set similar to other office suites. Sophisticated and flexible, OpenOffice.org also works transparently with a variety of file formats, including those of Microsoft Office.

    Available in 25 languages with more being constantly added by the community. OpenOffice.org runs stably and natively on Solaris, Linux (including PPC Linux), and Windows. Additional ports, such as for FreeBSD, IRIX, and Mac OS X, are in various stages of completion.

    Written in C++ and with documented APIs licensed under the LGPL and SISSL Open Source licenses, OpenOffice.org allows any knowledgeable developer to benefit from the source. And, because the file format for OpenOffice.org is XML, interoperability is easy, making future development and adoption more certain."

    http://www.openoffice.org/about.html

    Onde, neste texto esclarecedor, se encontra referência a OpenOffice ou a Open Office ? O site é OpenOffice.org, o produto chama-se OpenOffice.org e a comunidade é OpenOffice.org. Parece-me simples, mesmo para as mentes mais iluminadas.

    //vd
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 15:24 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Onde, neste texto esclarecedor, se encontra referência a OpenOffice ou a Open Office ? O site é OpenOffice.org, o produto chama-se OpenOffice.org e a comunidade é OpenOffice.org. Parece-me simples, mesmo para as mentes mais iluminadas.
    Ainda bem que já se deixaram da treta dos trademarks (se calhar perderam-no a dada altura ou não o conseguiram realmente obter e acharam melhor não insistir).

    Agora a insistência de incluir o ".org" leva-me a pensar que a mentalidade não desapareceu...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:5, Engraçado)
    por racme em 24-03-04 19:09 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.guildsoftware.com/download.html/
    OpenOffice.org

    es tu com o .org e os outros com o gnu/...

    haja paciencia para vos aturar



    We're coming - you're leaving - and don't let the door hit you on your way out! -- jfk
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:5, Interessante)
    por CrLf em 24-03-04 14:35 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Esse radicalismo não é nada saudável. O StarOffice é apenas o OpenOffice com mais umas coisitas proprietárias, logo mantém todas as vantagens importantes deste (formatos abertos, multiplataforma, opensource). Ainda por cima é gratuito para a academência. Não estou a ver como possa ser tão mau quanto o Microsoft Office.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Cyclops em 24-03-04 15:03 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Esse radicalismo não é nada saudável. O StarOffice é apenas o OpenOffice com mais umas coisitas proprietárias
    a) o que é radical é remover liberdade às pessoas
    b) o que não é saudável é perder a liberdade
    c) das 4 liberdades que todos devíamos ter, se calhar só tens: 1. correr o programa para qualquer fim
    d) e das coisas proprietárias, o formato é igualmente documentado/aberto?

    Mas tanto quanto me está a parecer, será utilizado o OpenOffice, e a Sun o que está é a querer tentar capitalizar sobre o nome do StarOffice.

    Contudo, não me parece que se vá ensinar aos miúdos porque é que é importante o software livre, o que me leva a pensar que apenas se está a apresentar uma outra ferramenta, sem grande acréscimo de formação.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:4, Interessante)
    por joaorf em 24-03-04 16:00 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    StarOffice é software não-livre, e por consguinte tão mau quanto o Microsoft Office.

    Essa conclusão é perfeitamente grotesca.
    StarOffice nunca poderia ser considerado tão mau quanto Microsoft Office pelas seguintes razões:

    • Tem versão para Linux. O MS Office não.
    • O formato dos seus ficheiros é aberto e baseado em XML. Os do MS Office são fechados e binários.
    • É largamente baseado no código do OpenOffice, evoluindo paralelamente a este.
    • É 100% interoperável com o OpenOffice.
    • Provém da empresa que criou o projecto OpenOffice e o torna possível através de significativo investimento financeiro.

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 16:13 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Tem versão para Linux. O MS Office não.
    Torcas um "dono" por outro. Não é bom

    O formato dos seus ficheiros é aberto e baseado em XML. Os do MS Office são fechados e binários.
    E as partes não livres?

    É largamente baseado no código do OpenOffice, evoluindo paralelamente a este.
    Como é o apoio a projectos que substituam as partes não livres?

    É 100% interoperável com o OpenOffice.
    100 - X proprietário << 100

    Provém da empresa que criou o projecto OpenOffice e o torna possível através de significativo investimento financeiro.
    E o investimento tem que RoI? O que acontece quando o RoI não compensar? Deixa-se de pagar o salário necessário para convencer core developers a continuar a martelar o OO.o?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por joaorf em 24-03-04 16:47 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Torcas um "dono" por outro. Não é bom

    Uma visão a preto-e-branco do mundo...

    É 100% interoperável com o OpenOffice.

    100 - X proprietário << 100

    Estás a sugerir que há documentos no formato usado pelo StarOffice que não conseguem ser lidos no OpenOffice?
    Apresenta dados concretos, não especulações.

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 17:11 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Trocas um "dono" por outro. Não é bom
    Uma visão a preto-e-branco do mundo...
    Não é preto-e-branco. É a fotografia a cores completas, em vez de estarem esquecidas algumas apenas por alguma conveniência estranha. Em que é que trocar de dono é bom quando se pode ser livre?

    Estás a sugerir que há documentos no formato usado pelo StarOffice que não conseguem ser lidos no OpenOffice?
    Apresenta dados concretos, não especulações.
    Se há coisas no StarOffice que são proprietárias, então desculpa lá mas é impossível por definição serem 100% interoperáveis. É estritamente menor que 100%.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:3, Informativo)
    por joaorf em 24-03-04 22:27 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Se há coisas no StarOffice que são proprietárias, então desculpa lá mas é impossível por definição serem 100% interoperáveis. É estritamente menor que 100%.

    Estás a fazer uma enorme confusão... O que o StarOffice tem a mais do que o OpenOffice é:

    • Templates
    • Clipart
    • Correctores ortográficos de melhor qualidade
    • Filtros melhorados de outros formatos (WordPerfect, por ex.)
    • Adabas
    Nenhuma desta características extra comprometem a interoperabilidade. O StarOffice é, pois, 100% interoperável com o OpenOffice. O caso do Adabas não é falta de interoperabilidade. É uma aplicação satélite que o OpenOffice também pode utilizar (se o utilizador comprar a licença).
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 22:35 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Adabas é estilo Access, não é? O seu formato é livre? Ou também deve contar para os Y=100-X que eu me refiro, hms?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por joaorf em 24-03-04 22:57 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    O Adabas é um extra, uma aplicação independente. Não faz parte do StarOffice, vem com o StarOffice.
    O seu uso é perfeitamente equivalente a fazer um aplicação no OpenOffice (sim, também se programa dentro do OO) que acedesse a Oracle. Neste caso, para que essa aplicação funcionasse era necessário instalar o Oracle.

    O StarOffice é, até prova em contrário, 100% interoperável com o OpenOffice.

    E digo mais. O software livre tem uma dívida para com a Sun pois sem a Sun, não haveria OpenOffice. E a Sun não vive de ar. Tem que vender software e serviços para sobreviver.

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 23:30 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    A Sun vende sobretudo o hardware (a manutenção é caríssima) pois o Solaris para Sparc é gratuíto, e serviços. Não precisaria de software proprietário.

    Por outro lado, não acho que o Open Office seja algo assim tão grande que compense o resto. A participação no projecto GNOME da parte da Sun foi uma contribuição mais importante, IMHO.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por joaorf em 25-03-04 8:01 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    A Sun vende sobretudo o hardware (a manutenção é caríssima) pois o Solaris para Sparc é gratuíto, e serviços. Não precisaria de software proprietário.

    Neste momento, a Sun precisa de ganhar dinheiro em tudo, se quiser sobreviver.

    Por outro lado, não acho que o Open Office seja algo assim tão grande que compense o resto. A participação no projecto GNOME da parte da Sun foi uma contribuição mais importante, IMHO.

    Como?! Importas-te de repetir?... Ter dado ao Linux o primeiro pacote office realmente capaz de poder concorrer com o MS Office, ter dado um software que constitui uma das mais importantes alavancas para a penetração do Linux nos desktops empresariais, é de menor importância do que uns contributos a nível de usabilidade e documentação para o GNOME, contributos que passarão completamente despercebidos para a maioria dos utilizadores Linux (porque o KDE tem mais utilizadores)??
    Tu não vives neste planeta, sinceramente...

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por moonrider em 25-03-04 11:44 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Por outro lado, não acho que o Open Office seja algo assim tão grande que compense o resto

    És insistente, super fundamentalista... até aqui, tudo bem ( ? ), o problema é quando não sabes do que estás a falar.
    Eu uso o StarOffice em Solaris, comprei a versão 6 e provavelmente vou comprar a 7. Não há nada de "errado" com o StarOffice, nada de maldoso ou tentativa de aproximação à MS. Quem quiser a, chamemos-lhe assim, "versão comercial do OO"[.org], compra o StarOffice e vai ter alguns add-ons e suporte... apenas isso ! Os formatos são os mesmos, livres de formatos proprietários, OK ?!
    Vender software não é crime, meu caro !!

    Esse fundamentalismo só tem prejudicado o trabalho de muitas pessoas que tentam divulgar o software livre...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 12:09 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Não há nada de "errado" com o StarOffice, nada de maldoso ou tentativa de aproximação à MS. Quem quiser a, chamemos-lhe assim, "versão comercial do OO"[.org],
    Tudo quanto de tira liberdades importantes é errado, e maldoso. Em vários casos pode não ser intencional e apenas se resumir à ignorância.

    O StarOffice não é a versão comercial do OO.o, mas sim uma versão proprietária.

    Vender software não é crime, meu caro !!
    E nunca ninguém disso o contrário, meu caro!!. Tu é que ainda não entendeste que não se trata de $ mas de liberdade.

    Esse fundamentalismo só tem prejudicado o trabalho de muitas pessoas que tentam divulgar o software livre...
    Isto não é fundamentalismo. Agora, se tu achas bem que uma pessoa abdique das liberdades do Software Livre, como é que estás a divulgar o Software Livre? Ao menos podias ser minimamente coerente, ou na tua perspectiva o Softwre Livre só é bom nos dias pares, e nos dias ímpares já não é? irra...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por moonrider em 25-03-04 12:25 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Tudo quanto de tira liberdades importantes é errado, e maldoso

    Agora temos moralismo ?
    Tenta-me explicar onde é que o StarOffice tira as tais "liberdades"...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 13:11 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    1) tens a liberdade de o utilizar para qualquer fim?
    2) tens a liberdade de o estudar e adaptá-lo?
    3) tens a liberdade de distribuir cópias?
    4) tens a liberdade de publicar versões melhoradas?

    Se a resposta a alguma destas perguntas for não, então está a tirar-te liberdades.

    Onde é que as tira? Simples, tu concordaste mesmo com a licença, ou tens uma cópia não autorizada?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por moonrider em 25-03-04 14:48 GMT (#66)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Se a resposta a alguma destas perguntas for não, então está a tirar-te liberdades.

    Não está a tirar qualquer liberdade, pelo contrário, porque serve perfeitamente para o quero. Se quiseres ter essas "liberdades", tens o OO[.org], mas não é pelo facto de não as ter que o software se torna "maldoso" ou "obra do demónio" !
    A meu ver, o maior problema do MSO é o uso de formatos proprietários, que não te permite visualiza-los com alternativas... coisa que não acontece com o StarOffice...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 15:04 GMT (#67)
    (Utilizador Info)
    Se a resposta a alguma destas perguntas for não, então está a tirar-te liberdades.
    Não está a tirar qualquer liberdade, pelo contrário,
    É de propósito que estas a desconversar? É que eu estou a falar de liberdades que é fundamental todos termos, mesmo que algumas calhem de não ser nunca usufruidas.

    Se te listo as 4 liberdades em causa, e algumas não te são dadas, estás a perder liberdades sim.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por moonrider em 25-03-04 16:20 GMT (#68)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    É de propósito que estas a desconversar?

    Não, o teu cego conceito de "liberdade" é que não te permite ver que eu, como utilizador do StarOffice, quero ter a liberdade de ter um suporte ao produto, quero ter a liberdade de ter add-ons que de outra forma não teria, e pouco me importa todo o teu conceito de "liberdade", porque não se aplica ao que eu quero !

    A Sun disponibilizou o código do OO[.org], não está a criar qualquer tipo de problema em ter uma versão comercial, apenas a tentar tirar algum proveito da aquisição do original OO e, muito importante, a tentar cativar o maior número de entidades a utilizar o StarOffice !
    Há algum interesse disso para a comunidade ? Sim, porque quanto mais pessoas utilizarem o StarOffice/OO[.org], mais o mercado fica sujeito a formatos não proprietários !
    É importante haver uma versão comercial com o nome de uma empresa como a Sun por detrás ? Muito ! Há empresas que não compram software se esse requisito não se verificar !
    Queres o código para fazer as alterações que desejas ? Participa no desenvolvimento do OO[.org] !
    Quero distribuir o produto pelos meus queridos amigos, que é o que eu faço todos os dias com o software livre a que tenho acesso ! Ver resposta anterior !
    A tua comparação com o MSO é justificada ? Não, NADA !
    Então porque raio ainda estou eu a perder tempo contigo ? Não sei, mas por mim este post termina esta "discussão" ! Quem chega a ser mesquinho para comparar o StarOffice ao MSOffice, não entende que as coisas não mudam de um dia para o outro e não é com fundamentalismos cegos que lá se vai chegar !
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 17:22 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    É de propósito que estas a desconversar?
    Não, o teu cego conceito de "liberdade" é que não te permite ver que eu, como utilizador do StarOffice, quero ter a liberdade de ter um suporte ao produto, quero ter a liberdade de ter add-ons que de outra forma não teria, e pouco me importa todo o teu conceito de "liberdade", porque não se aplica ao que eu quero !
    Ter a liberdade de ter um suporte ao produto, add-ons e outras coisas não tem nada a ver com ser proprietário, de forma nenhuma lhe é exclusivo, tendo aliás mais suporte e mais potenciais add-ons (quando não efectivos) no mundo das liberdades que queres abdicar em troca de uma suposta "liberdade" que na realidade não passa de uma "conveniência".

    StarOffice -> Suporte exclusivamente da Sun, tudo o resto não é suporte a sério.

    A tua comparação com o MSO é justificada ? Não, NADA !
    É perfeitamente justificada:
    Microsoft Office -> software proprietário -> mau
    StarOffice -> software proprietário -> mau
    OpenOffice -> Software Livre -> bom

    não entende que as coisas não mudam de um dia para o outro
    Mas as coisas mudaram de um dia para o outro, tens o OpenOffice.org! Não precisas do Star Office para nada.

    e não é com fundamentalismos cegos que lá se vai chegar !
    Porque odeias tanto as pessoas que querem que todos sejam livres, tentando deturpá-las com acusações de fundamentalismo, quando se trata de liberdade que algumas empresas não querem que as pessoas tenham (e a Sun é uma delas)?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por karmak em 25-03-04 17:57 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    Queres dar um contributo valioso ao software livre? Se a tua resposta é positiva então cala-te por favor!
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 18:19 GMT (#73)
    (Utilizador Info)
    Queres dar um contributo valioso ao software livre? Se a tua resposta é positiva então cala-te por favor! dot pipe dot
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por smsp em 25-03-04 18:36 GMT (#74)
    (Utilizador Info)
    Parece-me (e a todos os que ainda lêem esta thread) que há aqui vários conceitos de liberdade diferentes -- até aí tudo bem. Mas tu estás a querer IMPINGIR o teu conceito a alguém que não tenciona e, aparentemente, nem quer usufruir das 4 "liberdades" que listaste.

    Sinceramente, também dispenso qualquer coisa que me seja impingida -- de pouco me interessa se é ou não boa; tem a ver com a vontade que alguns de nós apresentam de tomar decisões por si mesmos. Pessoalmente, prefiro tomar eu essas decisões.
    Se concordo ou não com a tua ideia nem sequer vem ao assunto, mas estás a ser extremamente indelicado, hostil e infantil. Talvez devesses rever a forma que empregas durante a advocacia do software livre -- eu jamais te escolheria para ensinar filosofia (fosse ela qual fosse, até mesmo esta que nos interessa) ou os principios básicos do software livre a alunos da secundária. Se calhar devias ler tudo o que já escreveste e pensar um bocadinho...

    «You cannot steal a gift, which is what code released under the BSD license is.»

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 19:04 GMT (#75)
    (Utilizador Info)
    Parece-me (...) que há aqui vários conceitos de liberdade diferentes (...) Mas tu estás a querer IMPINGIR o teu conceito
    Não se trada do "meu" conceito. A definição de Software Livre existe, é aceite pela comunidade em geral e tem mais fundamentos e bases do que qualquer outra que possas trazer com algum enquadramento realístico (tal como a FSF o fez).

    É claro que existem mais liberdades, mas nem todas têm o mesmo peso. Por exemplo, para mim os seguintes conjuntos de liberdades ordenam-se da maior para a menor importância da seguinte forma:
    liberdade de expressão > liberdade via software livre > liberdade de escolha do software

    A última tem menor importância dado que:
    a) pode acarretar perda de liberdade de terceiros por formas directas e indirectas
    b) existe mesmo que só se considere todo o Software Livre que existe.

    alguém que não tenciona e, aparentemente, nem quer usufruir das 4 "liberdades" que listaste.
    E que não se coíbe de levar os outros a abdicar delas ao apoiar que utilizem software não-livre. Esqueceste-te dessa parte!

    estás a ser extremamente indelicado, hostil e infantil
    Curioso, eu estou a reagir à extrema insensibilidade e indelicadeza de algumas pessoas, que até respondem de forma muito hostil a pessoas que estão a tentar esclarecer porque a liberdade é importante e que tem de ser tida em conta, e ainda demonstram capacidade de raciocínio inferior a miúdos pequenos recusando-se a somar 1+1=2.

    eu jamais te escolheria para ensinar filosofia (...) ou os principios básicos do software livre a alunos da secundária.
    Curioso, pensas que indelicadeza e hostilidade é apenas directa, porventura? Bem, fica sabendo que pouco ou nada afectaste com esse insulto dissimulado, dado que seria ridículo uma cadeira cujo objectivo fosse ensinar os princípios básicos do Software Livre, pois para pessoas tão jovens, no contexto de cadeiras de informática, bastariam 2 ou 3 aulas no início, e depois encaixando sempre uma frase ou duas estratégicamente colocadas no resto do ano onde se ensinaria os alunos a utilizar a informática de forma séria, em vez de meros mouse-monkeys.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por smsp em 25-03-04 21:04 GMT (#77)
    (Utilizador Info)
    Nunca foi minha intenção ofender-te -- caso fosse, o anonimato deixar-me-ia fazê-lo de forma menos dissimulada. Para terminar, acrescento ainda que:

    - Pouco me interessa a mim o que diz a FSF, ou como definem eles o que quer que seja. Por mais respeito que me mereçam, não admito que me digam o que escolher ou como o fazer; esse direito, reservo-o para mim próprio.
    - Não me parece que a opinião do moonrider tenha grande efeito sobre a decisão tomada pelo governo; mais do que isso, é uma _opinião_ -- essa sim, e como disseste, mais do que as outras --, é uma liberdade pela qual devemos lutar, certo? Então deixa-o ter a opinião dele. Já todos percebemos que não vai mudar, porquê tentar?

    Anyway, e mais on-topic porque toda esta thread já cheira mal e está bem próxima dos insultos pessoais, aqui está uma coisa engraçada (?) que acabei de ver no slashdot: OpenOffice.org 1.1 vs Microsoft Office.

    «You cannot steal a gift, which is what code released under the BSD license is.»

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:46 GMT (#98)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    mas eles não te dizem o que escolher, dizem-te que se abdicares de certas liberdades vais parar exactamente ao ponto em que tu estás.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:45 GMT (#97)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    não, estás a ser cego. no dia em que a Sun se armar em engraçadinha com o StarOffice é o dia em que surge alguém para suportar um fork do OpenOffice. é a lei das coisas. tal como a Kompany venda a licença Qt, e espero que não te queixes disso.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por raxx7 em 25-03-04 12:41 GMT (#59)
    (Utilizador Info)
    A SUN vive da verticalidade: vender soluções proprietárias para hardware proprietário e cobrar bem por isso e pelo suporte.
    E o Solaris/SPARC paga-se para máquinas com mais de um CPU (ou dois, não me lembro exactamente). E paga-se bem: uma licença para 128 CPUs pode custar uns 400.000 USD.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por pv em 27-03-04 19:33 GMT (#107)
    (Utilizador Info)
    O Solaris é gratuito, mesmo para sistemas com 128 CPus.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por nectarine em 24-03-04 18:54 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Sim, e depois falta pressionar a AMD e a Intel para que libertem os planos dos seus processadores para que os putos poçam estuda-los e adapta-los as suas necessidades.
    Eu cá ja tentei e não tive muita sorte... Decidi aprender algo sobre electrónica e desenvolver o meu próprio computador. Sinto-me livre assim. Pena que o processador só corra a 50mhz e eu não tenha os 46mb de ram para correr o open office... enfim, não se pode ter tudo na vida :)
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Init em 24-03-04 19:30 GMT (#23)
    (Utilizador Info)

    O problema no teu raciocinio começa no facto de software não ser hardware, têm naturezas diferentes, só facto de um ser fisico e outro logico, provoca uma diferença brutal.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por nectarine em 24-03-04 21:57 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Que eu saiba, a documentação de um processador nao é algo fisico :)
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por leitao em 25-03-04 0:21 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Tunga!


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por CrLf em 25-03-04 17:52 GMT (#70)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Que eu saiba a especificação física dos circuitos do CPU não te servem de nada, não podes extendê-lo ou reparar bugs... Além do mais tanto a AMD como a Intel publicam especificações suficientes para se conseguir produzir um CPU compatível, dada uma quantidade suficiente de dinheiro e conhecimentos.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por fr0z3n em 26-03-04 9:23 GMT (#84)
    (Utilizador Info)
    na verdade acho que isso é possível de forma limitada com o microcode. e coloc enfâse em "acho" :P porque não tenho grandes conhecimentos sobre isso.

    "Ignorance, the root and the stem of every evil." - Plato
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:49 GMT (#99)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    yep, é isso que é o Crusoe... err, agora tem outro nome, não? bem, os processadores da Transmeta.

    Anyway, isto são especificações abertas. No software, as especificações são o código. ok, não são... mas também não te vejo, leitão, a defender a utilização de standards e apis e abis e whatever sem qualquer tipo de restrição.

    TUNGA!
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 2:24 GMT (#81)
    (Utilizador Info)
    a coca-cola é uma bebida proprietária. a fórmula e método de fabrico são secretos.
    serei menos livre em escolher coca-cola em vez de chá?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 26-03-04 8:27 GMT (#83)
    (Utilizador Info)
    Analogia errada. A composicão da bebida Coca Cola é um trade secret.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 15:46 GMT (#87)
    (Utilizador Info)
    podes explicar a diferença entre por exemplo a Coca Cola e o Acrobat Reader?
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 26-03-04 23:09 GMT (#95)
    (Utilizador Info)
    Várias diferenças:
    a) podes (tecnicamente) copiar o Acrobat Reader ad aeternum sem qualquer deterioração do original e isto a um custo marginalmente zero, enquanto que ainda não existem duplicadores de materiais
    b) segredo comercial não tem nada a ver com Direito de Autor
    c) as instalações fabris da Coca Cola e todo o custo de produção é diversas ordens de grandeza superior ao da produção de software onde só precisas de cérebros e computadores
    d) o segredo da Coca Cola é o segredo comercial do ingrediente secreto, enquanto que o Acrobat Reader é apenas um programa que lê um formato de documentos especificado, e que não precisas de o usar para ler (descontando as extensões proprietárias da Adobe)

    etc... etc... etc...
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 23:33 GMT (#96)
    (Utilizador Info)
    a) podes (tecnicamente) copiar o Acrobat Reader ad aeternum sem qualquer deterioração do original e isto a um custo marginalmente zero, enquanto que ainda não existem duplicadores de materiais

    mas isso pode aplicar-se a qualquer produto "imaterial": música distribuída pela Internet, ebooks, fotografias, clipart, etc. será que este tipo de artigos também devia ser de distribuição livre?

    b) segredo comercial não tem nada a ver com Direito de Autor

    sempre entendi o software proprietário como aquele que é distribuído apenas em binários. e o facto de estar em binário é uma forma de proteger um segredo comercial pois é impossível descompilar um binário para o código C++ original (dividido em vários ficheiros)

    c) as instalações fabris da Coca Cola e todo o custo de produção é diversas ordens de grandeza superior ao da produção de software onde só precisas de cérebros e computadores

    o investimento inicial numa fábrica de engarrafamento é elevado. mas também é preciso ver que está tudo muito automatizado e os trabalhadores ganham muito menos do que os programadores.

    d) o segredo da Coca Cola é o segredo comercial do ingrediente secreto, enquanto que o Acrobat Reader é apenas um programa que lê um formato de documentos especificado, e que não precisas de o usar para ler (descontando as extensões proprietárias da Adobe)

    mas a forma como o Acrobat lê os PDFs e as funcionalidades que tem a mais em relação aos outros leitores é única.
    logo o que o torna superior tecnicamente a qualquer concorrente é um segredo da Adobe.

    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:2)
    por Cyclops em 27-03-04 1:30 GMT (#106)
    (Utilizador Info)
    a) podes (tecnicamente) copiar o Acrobat Reader ad aeternum sem qualquer deterioração do original e isto a um custo marginalmente zero, enquanto que ainda não existem duplicadores de materiais

    mas isso pode aplicar-se a qualquer produto "imaterial": música distribuída pela Internet, ebooks, fotografias, clipart, etc. será que este tipo de artigos também devia ser de distribuição livre?
    Há quem ache que sim: a Baen com livros e a Magna Tune (We're a record label. But we're not evil) com música, por exemplo.

    b) segredo comercial não tem nada a ver com Direito de Autor

    sempre entendi o software proprietário como aquele que é distribuído apenas em binários. e o facto de estar em binário é uma forma de proteger um segredo comercial pois é impossível descompilar um binário para o código C++ original (dividido em vários ficheiros)
    Para além de essa suposta "impossibilidade" ser só para leigos, o Software deve ser tratado como uma obra literária nos termos da Convenção de Berna:
    “Computer programs, whether in source or object code, shall be protected as literary works under the Berne Convention (1971).”
    Article 10 WTO (Trade Related Aspects of Intellectual Property)

    o investimento inicial numa fábrica de engarrafamento é elevado. mas também é preciso ver que está tudo muito automatizado e os trabalhadores ganham muito menos do que os programadores.
    Um robot de montagem avaria. Quantifica o prejuízo. Um PC avaria. Quantifica o prejuízo. Compara.

    mas a forma como o Acrobat lê os PDFs e as funcionalidades que tem a mais em relação aos outros leitores é única. logo o que o torna superior tecnicamente a qualquer concorrente é um segredo da Adobe.
    Mas é um segredo que é mantido pelo Direito de Autor, e não pelo facto de estar num cofre fechado a sete chaves e Non Disclosure Agreements.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:56 GMT (#101)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    a coca-cola não necessita de interagir com um conjunto de sistemas para funcionar num todo. é um bem consumível com um definido prazo de validade, não é sano esperar por suporte eterno.
    por outro lado, um programa de software produz informação, e o utilizador ganha em poder trocar livremente dados entre vários programas, de maneira a filtrar e a obter melhor informação.
    por outro lado, o software é em muitos aspectos como a ciência, em que a sua evolução é beneficial para toda a humanidade.
    ainda por outro lado, o desenvolvimento de software é bastante rápido para aquilo que é utilizável hoje pode não o ser amanhã, e é fundamental garantir que os investimentos feitos não vão facilmente pelo cano abaixo.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:StarOffice é MAU, espero que seja só OpenOffice (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:50 GMT (#100)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    err, errado. já fugiu cá para fora, está algures na net, já a vi no slashdot.
    não, não tenho provas.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Linux Caixa Mágica (Pontos:5, Informativo)
    por Tintim em 24-03-04 14:29 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://paulo.trezentos.gul.pt
    Através de um protocolo com a Sun, será o Linux Caixa Mágica que será instalado nos 15.000 PCs.
    Apesar de qualquer distribuição de Linux ser uma potencial boa candidata, as principais razões que penso que levaram a esta escolha são:

    1 - total e consistente localização das aplicações a utilizar (mozilla, openoffice, kmail, ...)

    2 - ter servido de inspiração ao programa oficial de TIC. Se verificarem o programa, verão que corresponde à estrutura do nosso Manual de Utilização

    3.- ampla documentação de apoio em português disponível: manuais on-line gratuitos, livros editados e disponíveis em livrarias, os principais manuais de TIC foram escritos com a CM como base, ...

    4.- produto com 4 anos desenvolvido por investigadores e programadores portugueses

    5.- experiência na utilização nas escolas, devido ao projecto piloto tido com a FCCN no âmbito da RCTS

    6.- grande divulgação da CM feita nos últimos anos em escolas de todo o país, onde estivemos em inúmeros encontros e seminários

    7.- simples e intuitiva para utilizadores principiantes

    8.- boa capacidade de suporte e assistência, dado que a equipa técnica que a desenvolveu fala a mesma lingua e está geograficamente perto

    9.- alguma massa crítica a nível de utilizadores, o que pode ser visto pela comunidade.caixamagica.pt

    10.- trabalho anterior desenvolvido e contribuições para a questão da utilização de Linux nas escolas: http://www.caixamagica.pt/documentacao/analiseUtilizacaoSL.pdf

    11.- Experiência em Formação. Com uma área especifica e dois planos de formação distintos, deu nos últimos 2 anos formação a mais de 200 alunos. Tem experiência a dar formação a professores do ensino secundário e um protocolo assinado com a Associação Nacional Portuguesa de Professores de Informática (ANPRI)


    O facto do protocolo ter sido assinado pela Sun com o Ministério, e pela ADETTI com a Sun, prende-se com factores não-técnicos.


    Num post anterior, alguém comentava que a CM "andava meio paradinha". Se repararmos:
         - foi escolhida para ser instalada nos 15.000 computadores
          - está a preparar um evento com a Sybase que, a correr como o do ano passado, terá mais de 300 participantes (Linux 2004)
          - lançou há uma semana a versão desktop, tendo já sido feitos 12.000 downloads via web e 27.000 via FTP do nosso site (englobando os parciais e os totais), para além dos que são feitos dos mirrors; foram vendidos 25 pacotes pelo site em 8 dias...
          - assinou um acordo com a Porto Editora e até ao final do mês estará nos escaparates das lojas de informática e grandes superficies

    ... podemos ver que nem está assim tão paradinha.
    A questão é que nem sempre se vê o trabalho que está por trás. E aí, a equipa de programadores tem todo o mérito em manter sempre a competência e a fé no que estava a fazer, não desanimando com o que ia lendo no GilDot.:-))
    Essa é também uma razão pelo qual continuo a fazer estes posts a "torcer a brasa à nossa sardinha". Levantar o moral das hostes. Não interpretem como falta de humildade, já que sabemos que existe um caminho muito grande pela frente e que muitos problemas têm ainda que ser ultrapassados.


    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:3, Interessante)
    por Cyclops em 24-03-04 15:05 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Para tornar as notícias melhores, só faltam duas coisas:

    a) Assegurar que o que se vai ensinar não é o software não livre (Star Office, java, etc...) mas sim o software livre (Open Office, etc...).
    b) Ensinar o que é e porquê o Software Livre, em vez de simplesmente espetar com "o sistema operativo que não corre todos os jogos que o outro corre" (pelo menos é o ponto de vista que prevejo que a maior parte dos alunos note!).

    De resto, eu acho que neste contexto tem mais valor a Caixa Mágica (por ser uma distribuição orientada ao púlico português).
    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:2)
    por jazzy em 24-03-04 17:42 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://jazzy.weblog.com.pt/
    Esquece a b)...

    Tu achas que miúdos com 15 anos querem saber de questões filosóficas? As SMS's é k s kool!

    "free as in beer" vs. "free as in speach"? Prefiro Matemática...

    Já agora, interoperabilidade é eu clicar no ícone da disquete no PC da escola, eventualmente seguido de OK, e conseguir abrir esse documento no MS Word que tenho no PC lá em casa. Será que é este o comportamento por omissão?


    Jazzy

    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Cyclops em 24-03-04 17:56 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    b) é importante, e nem sequer toma muito tempo. Tu achas que os programas são feitos tendo em vista satisfazer o gosto dos miúdos por SMS?

    A matéria é para ser dada... também há questões filosóficas e de civismo nas aulas de línguas, por exemplo. Devem ser descartadas para apenas ser dado o aspecto técnico da linguagem?
    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:2)
    por jazzy em 25-03-04 11:51 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://jazzy.weblog.com.pt/
    Eu não disse que b) não era importante. O que eu queria dizer é que os miúdos do 9º ano ainda não atingiram um desenvolvimento cognitivo e humano para serem sensíveis a este tipo de temáticas.

    Do programa do "meu" 12º ano de matemática constava um capítulo (o primeiro) de estruturas algébricas. Os conhecimentos a que se recorria não eram complexos - ao nível de um 7º/8º ano, mas a necessidade de abstracção é(era) elevada. Por esse motivo é que essa matéria só era abordada no 12º ano. Da mesma forma que só se começa a ter filosofia no 10º ano.

    Espero ter agora transmitido a mensagem de forma clara ;-)


    Jazzy

    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Cyclops em 25-03-04 12:12 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    Da mesma forma que só se começa a ter filosofia no 10º ano.
    A cadeira de filosofia estuda "a fundo" matérias filosóficas. Isso não impede em nada que se explique o que é o Software Livre a miúdos mais novos. Não ligam, ainda (eu só comecei a ligar alguns anos depois de ter entrado para a universidade), mas já sabem o que é, e mais tarde podem vir a ligar mesmo não sendo ligados a informática de forma directa.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Overclocking em 24-03-04 21:47 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.web.pt
    Isso dos jogos darem num SO e nao darem no outro tem muito que se lhe diga, e só teriam de encontrar uma maneira não muito maçativa de mostrar aos putos que em linux também se joga e a um nível superior ao Win . É só pegar no caso do UT2k4 recentemente lançado que já traz de origem dupla instalação ( .exe para win e .bin para linux ).
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 22:04 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Eu pessoalmente não acho isso bom dado serem software não-livre. Contudo não estou a ver a mentalidade dos miúdos a importar-se com muito mais que isso.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por 4Gr em 24-03-04 22:16 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Pois não meu caro, mas Roma e Pavia não se fizeram no mesmo dia.

    Não vai ser aniquilando o software proprietário que o livre ira ganhar terreno e relevo. Penso que o facto das editoras se preocuparem em portar um jogo para Linux é uma forma de difundir este sistema operativo, que é livre. O resto advem do tempo e da paciência...

    Não objecto muito os jogos serem proprietários, até porque são para mero lazer e não interferem com a liberdade dos outros. Isto é, não há nada que eu possa fazer com ele que interfira, por exemplo, na tua liberdade. Enquanto que enviar-te um documento *.doc que presume muita coisa e restringe-te a um certo software proprietário.

    Dominus vobiscum
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Overclocking em 24-03-04 22:28 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.web.pt
    Quanto a mim, não podias estar mais correcto meu caro :).
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 22:33 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    é uma forma de difundir este sistema operativo, que é livre
    Mas isso não faz sentido. Não é o sistema operativo que importa mas a liberdade das pessoas.

    Se o sistema operativo livre for dominante ou até mesmo omnipresente mas as pessoas continuarem a estar na dependência de "donos" das suas aplicações então a luta está muito longe de estar acabada.

    O sistema operativo é um meio, não um fim. As aplicações são outro meio adicional. Mas não o fim. O fim é que todos tenhamos liberdade.

    Não sou totalmente adverso a um modelo similar ao da Id Software, contudo, onde as versões antigas são libertadas sob a GNU GPL, embora seja complicado arranjar bons PAKs livres... :)

    Contudo a Id Software não é a regra mas a excepção.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por 4Gr em 24-03-04 22:46 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    A liberdade é um conceito muito subjectivo.

    Embora eu defenda os mesmos direitos de liberdade que tu, reconheço que há pessoas a quem isso lhes passa rigorosamente ao lado. Por exemplo, que interessa ao padeiro que introduz as facturinhas do pão saber se pode editar ou não o programa, distribuir, etc.? Quer é que funcione..

    Ou seja, o Software Livre não se vai, nem pode, implementar apenas pela ideologia. Pode ser tudo livre, mas se o produto não tiver qualidade, ninguém pega nele. É necessário que também tenha qualidade.

    Ora, o GNU/Linux, por exemplo, é um meio interessante para proliferação do software livre. Mesmo que, numa primeira fase, exista software proprietário em Linux, o que interessa é que as pessoas irão conhecer o sistema operativo e, intrinsecamente, o software livre. Depois, cabe a elas decidirem se a partir de então vão, ou não, prescindir da liberdade.

    Quanto ao modelo da Id, acho-o muito bom e não poderia estar mais de acordo. Lucram na mesma, e contribuem para a comunidade!

    Dominus vobiscum
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 22:57 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Embora eu defenda os mesmos direitos de liberdade que tu, reconheço que há pessoas a quem isso lhes passa rigorosamente ao lado. Por exemplo, que interessa ao padeiro que introduz as facturinhas do pão saber se pode editar ou não o programa, distribuir, etc.? Quer é que funcione..
    Ora, acontece que com um senhor numa loja de discos que conheço já se queixava há uns tempos de bgs no software de POS que ele lá tinha, e como estava insatisfeito com a companhia que lhe vendeu o programa (que é a única que lhe poderia dar assistência).

    Ele não "queria" saber se tinha liberdades ou não, queria era que funcionasse.

    Mas como não tem as liberdades do Software Livre não pode corrigir, não podia pedir ou pagar a outros para corrigir, e custava muito fazer um novo programa e perderia ligação com o historial registado no outro programa.

    Pode ser tudo livre, mas se o produto não tiver qualidade, ninguém pega nele. É necessário que também tenha qualidade.
    Porque é que isto é de repente verdade para o Software Livre mas já não o é no software não-livre? Se as pessoas tiverem liberdade a qualidade obtém-se. Se ficarem dependentes, dependem do fornecedor achar que deve investir mais.

    Depois, cabe a elas decidirem se a partir de então vão, ou não, prescindir da liberdade.
    Se hoje não conhecem a liberdade que não têm no OS e nas aplicações, o que te faz achar que apenas porque utilizam GNU/Linux passam a conhecer? Não faz sentido. É por isso que a técnica pela técnica não leva a lado nenhum.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por 4Gr em 24-03-04 23:00 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Se hoje não conhecem a liberdade que não têm no OS e nas aplicações, o que te faz achar que apenas porque utilizam GNU/Linux passam a conhecer? Não faz sentido. É por isso que a técnica pela técnica não leva a lado nenhum.

    É simples, porque eu primeiro conheci o GNU/Linux e imediatamente a seguir o Software Livre.

    Logo, estou a inferir que é muito mais casual este processo. Aliás, à minha semelhança, muitos outros.

    Isto foi por volta de 1997.

    Dominus vobiscum
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 24-03-04 23:31 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Tens consciência que mesmo ao nível da informática somos uma espécie rara e odiada?
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por 4Gr em 24-03-04 23:42 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Pensa positivo..

    O Martin Luther King também era odiado por muita gente, por exemplo, os KKK, e não era por isso que estava errado, muito pelo contrário!

    Dominus vobiscum
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por abrotea em 24-03-04 23:56 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Nem mais. Além disso é costume odiar o que não se conhece, não se compreende e principalmente controlar... The times they are changing.... já dizia o poeta !
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Init em 25-03-04 11:05 GMT (#52)
    (Utilizador Info)

    A liberdade não é um conceito subjectivo, os seus limites é que podem ser.

    O padeiro não quér saber das liberdades do Software Livre, porque não lhe explicaram quais os problemas inerentes à dependencia de um fornecedor, é bom ter um fornecedor que nos socorre, mas nem sempre os nossos interesses são coincidentes e por isso é sempre bom ter a liberdade de mudar, mudar não de solução, mas sim de prestador de serviços. Também não lhe explicaram que apesár de ele não usufruir directamente dos beneficios do Software Livre ele, mesmo que não saiba nada de informática, pode perfeitamente benefeciar do facto de os outros usufruirem dessas liberdades. E que o facto de ter independencia de fornecedor e de ele benefeciar indirectamente da liberdade dos outros é um facto que contribui para que o software não só funcione, mas que funcione bem e faça tudo o que ele quer.

    Quanto à questão da prescisão da liberdade. Realmente cabe a cada um escolher usufruir ou não a cada momento da liberdade que tem, mas é sempre condenável retirar a hipotese de a qualquer momento não ter liberdade, com o software proprietário retira liberdade e não uma escolha de não usufruir da liberdade, essa escolha de não usufruir da liberdade, só a pode fazer quem a tem sempre.

    Quanto à questão dos modelos de negocios para as companhias que desenvolvem jogos. O modelo da ID é menos mau, ainda não o ideal, o propósito dos jogos é diferente do resto do software, mas ainda não estou convencido que se deva retirar a liberdade (mesmo que temporariamente) por isso porque apesár da aparente diferença, não sei até que ponto algumas questões se mantêm.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 1:03 GMT (#103)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    entre isso e os jogos lucrarem com mundos online tipo os mmorpg...
    não há grande escolha, os jogos são tipo filmes, valem muito para o entretenimento. e não são essenciais.
    talvez um outro tipo de licença que garanta o código fonte passado X tempo fosse o ideal.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por joaorf em 25-03-04 8:08 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Essa enfase obsessiva na Liberdade acaba por ser redutora. Esquece que eu ou qualquer outra pessoa pode sentir-se muito mais livre ao usar uma ferramenta que faz aquilo que precisa, bem e rápido.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 9:12 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Isso não é liberdade, é conformismo.

    Coisa diferente, e normalmente não boa.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por joaorf em 25-03-04 9:43 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Se uma ferramenta me permitir fazer o mesmo em metade do tempo, vai deixar-me tempo livre para outras tarefas (ou para o ócio). Isto é liberdade.

    Quando um dia abandonares o ambiente teórico da universidade e fores para uma empresa onde é crucial cumprir objectivos e executar tarefas com a máxima eficiência vais dar-te conta de como é inviável, no estado em que estamos, rejeitar sofware não-livre.

    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 25-03-04 10:09 GMT (#50)
    (Utilizador Info)
    Quando um dia abandonares o ambiente teórico da universidade e fores para uma empresa onde é crucial cumprir objectivos e executar tarefas com a máxima eficiência vais dar-te conta de como é inviável, no estado em que estamos, rejeitar sofware não-livre.
    A sério? Não me tenho apercebido disso nos últimos 3 anos... quem me dera a mim estar na Universidade neste momento, talvez finalmente acabasse o curso e teria certamente mais tempo livre.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por plexar em 27-03-04 21:38 GMT (#108)
    (Utilizador Info)
    Liberdade é possibilidade de escolha. Quer seja de modelo proprietário, quer seja de modelo livre. Eu utilizo ambos os modelos, tanto no meu trabalho como em casa, e gostaria de continuar a ter essa possibilidade. E porquê? Porque da mesma forma que já me deparei com soluções de software livre que me resolveram imensos problemas, também encontrei soluções proprietárias muito boas..
    Plexar.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 28-03-04 1:00 GMT (#109)
    (Utilizador Info)
    Liberdade é possibilidade de escolha
    Estás a desconversar. A liberdade de escolha é que é uma liberdade e não a!
    É uma liberdade importante, mas menos importante do que as liberdades de correr o programa para qualquer fim, estudar e adaptá-lo, distribuir cópias e publicar versões melhoradas.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por plexar em 28-03-04 19:31 GMT (#110)
    (Utilizador Info)
    Não, não estou a desconversar. Somente estou a dizer qual é o meu conceito de liberdade, que para a minha interpretação pessoal e subjectiva, é mais importante do que impedir que exista "software proprietário". Mais importância dou à interoperabilidade do software (e dando um exemplo: formatos públicos dos ficheiros de office) do que estar a correr, estudar, modificar e distribuir todo e qualquer software. Não discuto a importância destas liberdades, e já aqui escrevi que quando fosse necessário, e não existissem alternativas, se forçasse a "abertura" de software proprietário. Prefiro ver os dois modelos a competirem entre si, do que permitir monopólios de ambas as partes.
    Plexar.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por Cyclops em 29-03-04 8:32 GMT (#111)
    (Utilizador Info)
    Prefiro ver os dois modelos a competirem entre si, do que permitir monopólios de ambas as partes.
    Mas um monopólio é impossível em Software Livre a menos que uma da partes concorde na utilização exclusiva dos serviços de uma empresa. Mas isso continua a não ser um monopólio, a menos que uma das partes seja o Estado a decidir sobre todo o mercado.

    Ao invés disso, cada software proprietário é um monopólio exclusivo do detentor dos direitos patrimoniais (de autor) desse programa.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por plexar em 29-03-04 22:10 GMT (#112)
    (Utilizador Info)
    Ao invés disso, cada software proprietário é um monopólio exclusivo do detentor dos direitos patrimoniais (de autor) desse programa.

    A questão que levanto então é, se a existência de software livre implica o fim do software proprietário. A minha opinião é de que, nos vários casos em que exista possibilidades de escolha, ambos os modelos podem coexistir (ou competir). Mas penso isto porque sou um céptico ou um optimista moderado (dependendo do ponto de vista, claro!)

    Seja como for, e em jeito de conclusão, posso afirmar que apenas discordamos na importância que se dá à liberdade (ou às liberdades).

    Plexar.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 25-03-04 2:07 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Para jogos temos a XBOX (ooooops é da Microsoft :() ou entao PS2, mas prefiro a XBOX (pronto pronto é da M$ mas aquilo é mt divertido, especialmente a forma como foi desenhada e todo o hacking à volta dela!).

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Overclocking em 25-03-04 3:10 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.web.pt
    não queiras comparar o poder gráfico de uma radeon 9800 xt que consegues num pc com o desempenho de uma xbox, que fica muito abaixo ...
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 25-03-04 13:38 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Indeed, a Radeon custa (pelo menos) 5x mais que a XBox... e Radeon sem PC não te vale de ponta.
    Ora portanto, XBox = (+ bife - bife) 25 contos.
    PC "xuning" para mostrar aos amigos: Processador AMD, Disco XPTO de 120Gb, 1Gb RAM, Caixa ultra-ventilada para não fazer barulho, Gamepad c/ force-feedback, Radeon 9800 x(p)t(o) e, já que estamos cheios de graveto, um belo de um TFT de 19" para poder concorrer com uma TV em termos de dimensões... Consegues isto tudo abaixo de 500 Euros? (eu sei, estou a ser mauzinho não é? ;)).

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Overclocking em 25-03-04 14:29 GMT (#65)
    (Utilizador Info) http://ruimoura.web.pt
    Mauzinho é favor, mas eu também um pouco, porque se estão a comparar duas coisas que não têm comparação, até porque se adquirires um pc com essas peças todas jogas tudo muito melhor que na xbox e ainda fazes todas as coisas que se podem fazer com um pc de última geração. Não são comparáveis e o erro foi meu ao querer compará-las. Perdão :D .
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por nectarine em 25-03-04 18:06 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    A diferença é que os jogos nas consolas são todos optimizados para o hardware em questão enquanto que no PC tens demasiadas configurações possíveis para optimizares somente para uma placa gráfica... Tb gostava de ter uma, mas não me vale de nada se não tirarem partido dela a 100%.
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2, Interessante)
    por tonidosimpostos em 26-03-04 2:29 GMT (#82)
    (Utilizador Info)
    Bem os jogos na minha XBOX dao-me 10 vezes mais gozo do que davam no Windows. Até passei a jogar jogos de carrinhos, coisa que detestava. Interessa-me lá muito do poder da Radeon e da Nvidia. A XBOX faz a sua função que é de entretenimento, ou seja, gosto do gameplay, e o game play é o que interessa. Divirto-me mais a jogar Sensible Soccer no Amiga do que a ultima geração de FPS num qq PC artilhado ou mesmo na XBOX.

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-03-04 20:13 GMT (#92)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    e mai nada! :D

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:Quanto a essa dos jogos ..... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 1:06 GMT (#104)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    isso és tu, meu kerido... aliás, o mercado escolheu, e não foi a xbox.
    besides, não há BGs, NWN, UT, Civ...

    :PPP
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 0:59 GMT (#102)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    a) não, o que interessa é ensinar a melhor plataforma para o que é necessário. ops, falácia... o que interessa é ensinar a matéria usando a ferramenta mais adequada, e não ensinar a ferramenta.
    isto sem esquecer a focagem em b, alguém há-de ouvir e é assim que se muda o mundo.
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Linux Caixa Mágica (Pontos:1, Lança-chamas)
    por nmarques em 26-03-04 1:05 GMT (#79)
    (Utilizador Info) http://www.the-kult.net/kampfhund/
    Como nos sabemos, grande coisa que foi essa decisão, quando e' tomada por uma maioria de pobres infelizes que a unica coisa que querem e' uns votos extra e querer que o povo vote neles... Penso que ninguém é estupido o suficiente para nunca ter percebido que as coisas nunca funcionaram de forma justa e honesta no sistema... Não é um grande vitoria, e' uma grande derrota... no mercado empresarial, nao me lembro de ter visto nenhum CM, nem no mercado domestico... Podes andar armado em Paladino, mas a quantidade que cai a procurar ajuda, sao facilmente convertidos noutra distro mainstream e ainda ficam com uma pessima imagem... De qualquer forma, re-packagers há muitos... falta-vos e' objectividade e confiança no projecto, nao e' andar por aí a mendigar links de software updatado pela suse para alterar o spec, recompilar e siga... As traduções nunca foram problema, até porque a piada de fazer algo pelo comunidade. Por mim preferia o Portas a comprar mais um submarino que gastos completamente absurdos como este... 'Estrangeiro, vós que por aqui passais, ide e dizei aos espartanos que aqui jazemos segundo as nossas leis' nmarques
    --
    With the lights out, it's less dangerous
    o OO ainda está muito verde.. (Pontos:1)
    por linooks em 25-03-04 9:34 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu

    Comecei a usar o OO à uns meses e a minha opinião é que ainda está verde. Ou seja, ainda é muito recente (versão 1.1) logo precisa de bastantes melhoramentos, especialmente a nivel da usabilidade !!

    Ainda temos de esperar mais um pouco para termos um real susbtituto (totalmente livre) do MS Office


    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:o OO ainda está muito verde.. (Pontos:2)
    por joaorf em 25-03-04 9:48 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Explica lá isso melhor...
    Eu acho o OpenOffice bastante usável e, salvo muito pontuais excepções, capaz de executar as mesmas tarefas que o MS Office, com a mesma facilidade e rapidez. Em determinados casos, tem até características mais sofisticadas que o MS Office (como, por exemplo, o Draw).
    E o que dizes então do Microsoft Office? (Pontos:3, Esclarecedor)
    por fhc em 25-03-04 12:11 GMT (#56)
    (Utilizador Info)

    Se queres um software que não seja muito verde, logo maduro, e que nunca vá abaixo e te leve um documento de 80 páginas, instala LaTeX.

    Agora, que o Open Office não se acanha na maior parte dos documentos do Palavrinhas e pode até excedê-lo em muito (exceptuando folha de cálculo). Por exemplo, abre um documento PCL no Excel.

    Francisco Colaço


    Eu não disse que o MS Office não tinha defeitos . (Pontos:1)
    por linooks em 25-03-04 12:48 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu

    mas em temos de usabilidade ainda está à frente do OO. Se eu gostasse do MS office não tentava utilizar o OO né !!!

    Ex: façam um print preview no OO Writer e tentem utilizar o zoom


    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:Eu não disse que o MS Office não tinha defeitos (Pontos:2)
    por [Cliff] em 25-03-04 13:41 GMT (#63)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    You have a point: http://qa.openoffice.or g/issue_handling/project_issues.html. Não te sintas acanhado em usar o IssueZilla :) e meter coisas na Wishlist

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:Eu não disse que o MS Office não tinha defeitos (Pontos:1, Redundante)
    por joaorf em 25-03-04 14:19 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    Acabei de usar o Print Preview no StarOffice 7 e fazer zoom com várias percentagens.... O que é que o MS Office faz mais?
    Star Office ??? (Pontos:1)
    por linooks em 25-03-04 19:14 GMT (#76)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu
    Mas quem é que esta a falar do $tar Office ??!!!

    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:Star Office ??? (Pontos:2)
    por joaorf em 25-03-04 22:56 GMT (#78)
    (Utilizador Info)
    Olhem, chegou um extra-terrestre ao Gildot!...
    Re:Star Office ??? (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 2:20 GMT (#80)
    (Utilizador Info)
    não leste os threads acima, anormal? StarOffice 7 = OpenOffice 1.1
    Anormal só se fores TU !! (Pontos:1)
    por linooks em 26-03-04 9:35 GMT (#85)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu

    StarOffice 7 Office Suite is the world's leading office productivity suite on Linux and the Solaris OS, and the leading alternative office suite on Windows.
    [http://wwws.sun.com/software/star/staroffice/]


    Small Office/Home Office Retail MSRP $79.95


    O Star office não é OO, o OO foi feita através do código do Star (da mesma forma que o mozzila foi feito com o código do Metscape)


    Capisce

    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    um mentecapto chamado linooks (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 15:59 GMT (#88)
    (Utilizador Info)
    se não fosses mentecapto eras capaz de ir um pouco mais além do pensamento reptiliano das "borlas" e terias lido com atenção os threads acima onde perceberias que o StarOffice 7 é, em termos de funcionamento, idêntico ao OpenOffice 1.1.
    por isso, se o outro utilizador disse que conseguia fazer zoom à vontade no print preview, isso significa que o exemplo é válido também para o OpenOffice 1.1. estamos a falar de funcionalidade, por isso tanto faz apresentar um exemplo no SO ou no OO.
    percebeste agora ou queres que te façam um desenho??
    Ex. Sr Atrasado Mental (aka coder) (Pontos:1)
    por linooks em 26-03-04 17:20 GMT (#89)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu
    pronto, então quer no OO quer no Star Office o print preview é uma treta :)).

    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    um mentecapto chamado linooks (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 17:37 GMT (#90)
    (Utilizador Info)
    só te faltou dizer em que é o print preview do MS Office é melhor...

    Re:um mentecapto chamado linooks (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-03-04 20:15 GMT (#93)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Boa, era o argumento que me faltava para ir já gastar 150 contos numa trampa de software... ah, ou és apologista do GNU/Pirata? ;)

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:um mentecapto chamado linooks (Pontos:1)
    por coder em 26-03-04 20:33 GMT (#94)
    (Utilizador Info)
    eh pá, não percebi patavina do que quiseste dizer...
    Re:um mentecapto chamado linooks (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 27-03-04 1:08 GMT (#105)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    onde é que se faz download disso?
    -----
    Como isto não notifica, se necessário notifiquem-me email.
    Que Bush vos abençoe.
    e ainda ... (Pontos:1)
    por linooks em 26-03-04 9:42 GMT (#86)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu
    http://www.asiaosc.org/enwiki/page/Open_Office_vs_Star_Office.html

    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:Eu não disse que o MS Office não tinha defeitos (Pontos:2)
    por joaorf em 26-03-04 18:36 GMT (#91)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente gostava de saber que substância se aloja no interior do crânio do mamífero que moderou o meu post como "redundante".

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]