gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Bill Gates propõe E-Mail pago...
Contribuído por AsHeS em 08-03-04 11:13
do departamento da filatelia
Microsoft Kmos escreve "Segundo o site da SIC » E se para enviar uma mensagem de correio electrónico fosse necessário comprar um "selo electrónico", tal como acontece no correio tradicional? O patrão da gigante da informática Microsoft sugere que o envio de e-mails deixe de ser gratuito, como forma de varrer os megabytes de lixo de mensagens publicitárias. Os pormenores são poucos, as dúvidas imensas (continua aqui). Acho que isto é exagerado, de outro modo voltamos todos a enviar cartas pelos CTT em vez de enviar e-mail's, e porque a melhor solução talvez passe por colocar os SMTP em modo de autenticação. Parece-me a mim que a Microsoft mais uma vez está a tentar ganhar dinheiro de onde nunca se pensaria. "

Já não se podem copiar DVDs... | Observatório Anti-Pirataria  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Kmos
  • SIC
  • aqui
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Destrua, depois *tente* consertar ... (Pontos:4, Interessante)
    por TaQ em 08-03-04 11:26 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://beam.to/taq
    Engraçado como essa solução serve essencialmente para consertar toda a baderna feita por vírus no ambiente Microsoft.
    Ao invés de *tentar* arrumar estufas de vírus de seus produtos, como o "Outloco" Express, tio Bill prefere dar uma de inovador e cobrar por coisas que não precisem ser cobradas.
    No caso dos vírus, era só arrumar coisinhas bem bestas nos produtos deles e estaria resolvido. No caso de spam, mensagens assinadas digitalmente já seriam uma boa vantagem.
    Eu mesmo só envio mensagens assinadas digitalmente, se alguém receber alguma minha sem minha assinatura não fui eu quem mandei! :-)
    De um jeito ou de outro, repito que não seria necessário cobrar por isso, mas o interessante é que a posição do tio Bill nos deixa a visão que a longo prazo os produtos da Microsoft ainda vão ser a maior estufa de porcarias que tem no mundo, para que eles possam tentar cobrar para consertar o estrago depois.

    Abraços ...
    Usuário GNU/Linux 224050
    been there, done that (Pontos:0, Redundante)
    por Gamito em 08-03-04 11:51 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.startux.org/
    Para quem já quis vender acesso a uma "internet" privada (leia-se MSN) em 1994/95 e substimou a legítima, já nada me espanta vinda daqueles lados.

    Deixa-os poisar...

    Mário Gamito
    www.startux.org
    Uma nova busca cientifica , a procura de bugs (Pontos:2, Engraçado)
    por cirne em 08-03-04 11:56 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.cirne.org
    Já estou a ver a Microsoft a abrir um programa de investigação cientifica , para descobrir vulnerabilidades de um pedaço de codigo, com um screen server todo jeitoso.... Mas antes o utilizador tinha de assinar um acordo, em que não podia mexer nem ver o pedaço de código que o programeta estava a analisar...
    Eu é mais bolos....
    Os deuses devem estar loucos (Pontos:2)
    por ^magico^ em 08-03-04 12:00 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Assenta que nem uma luva.

    Este comentário foi publicado ao abrigo de leis internacionais "How to handle a Troll".
    Re:Os deuses devem estar loucos (Pontos:2)
    por fhc em 08-03-04 12:50 GMT (#5)
    (Utilizador Info)

    Por favor, não mistures um filme fabuloso com um assunto desta jaez ;-)

    Francisco Colaço


    Lá estão vocês... (Pontos:3, Interessante)
    por taf-7arte em 08-03-04 12:55 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Parece-me a mim que a Microsoft mais uma vez está a tentar ganhar dinheiro"

    Se a MS estiver a tentar ganhar dinheiro está no papel dela... :-)

    Eu li a notícia a correr, mas não vi que a sugestão fosse pagar à Microsoft. O que já vi algures foi a sugestão de que se pagasse _ao_destinatário_ para que ele receba o mail, o que até nem me parece má ideia. Assim cada um poderia eventualmente estabeler qual o seu preço, desde zero até ao que quisesse.

    Muito mais caro do que os selos que eu teria que pagar é o custo do tempo que eu perco com o enorme monte de lixo que recebo agora por mail :-(
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:1)
    por TaQ em 08-03-04 13:08 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://beam.to/taq
    Sim, mas veja o que acho logo ali no começo: eles tentam fazer um negócio (que pode ser que na primeira instancia não tenha lucros para eles - ainda, deixa a coisa pegar para você ver) em cima de uma coisa que poderia ter outro tipo de solução que não mexesse com nossos bolsos.
    É você disse, é o papel dela ganhar dinheiro (é uma empresa), e é como eu sempre digo, cada vez menos com software de qualidade e sim com coisas estranhas à parte. :-)
    Usuário GNU/Linux 224050
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:2)
    por jmce em 08-03-04 13:58 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    Lá estão eles com as respectivas patentes.
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:1)
    por TaQ em 08-03-04 14:13 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://beam.to/taq
    Tá vendo, nem demorou tanto. :-)
    Usuário GNU/Linux 224050
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:2)
    por taf-7arte em 08-03-04 14:21 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    " Tá vendo, nem demorou tanto. :-)"

    Não percebo em que é que isso impede que se adopte uma solução em que os remetentes paguem aos destinatários, e não à MS...
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:1)
    por TaQ em 08-03-04 14:58 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://beam.to/taq
    Você paga a quem você quiser, mas eles já estão se mexendo para ter alguma vantagem na coisa, ou criar algum "padrão" de programa novo para se mandar esses emails. Já chega os "padrões" de editores de texto, de planilhas de cálculos, de navegadores etc etc ...
    Usuário GNU/Linux 224050
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:5, Interessante)
    por jmce em 08-03-04 14:56 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    E o lixo em papel na outra caixa de correio onde o correio se paga? Os selos resolveram-no?

    Parece frase de anúncio, mas:

    Agora, com o SpamBayes, perco pouquíssimo tempo com o lixo, apesar de me chegarem tipicamente mais de 300 mensagens de spam por dia. Em 3 meses tive apenas 2 falsos positivos (mensagens incorrectamente classificadas como spam), e por dia há muito poucos "incertos" (mais vírus do que spam, mas nem me dei ao trabalho de instalar filtros para vírus de Windows por aqui). Tipicamente deixo a "reclassificação" para um bocadinho ao fim de semana, e dou uma espreitadela rápida ao folder de spam (mais fácil com muitas mensagens ordenando-as pelo "subject") para ver se não terá ido lá parar algo indevidamente. No resto da semana, esse lixo não chega a estar misturado com o correio à chegada e portanto não faz perder tempo.

    Talvez ainda falte aos filtros bayesianos uma boa adaptação generalizada das interfaces dos clientes de email, mas não tenho acompanhado as novidades (pessoalmente estou a usar SpamBayes com reclassificação via browser, usando Evolution (um já antigo) como cliente de email; creio que em Outlook a integração com o cliente já se tem feito).

    Quanto à proposta dos "selos", parece mais uma das "genialidades" tendentes a desvirtuar a Internet para a criação de jardins privados (note-se o precedente que ficaria aberto) com a justificação de (falsa) solução para problemas, quando existem soluções mais sérias e eficazes, estritamente técnicas, quer ao nível dos clientes de email quer na infraestrutura de DNS e MTAs, mas talvez menos ventiladas por apelarem menos a algum pato-bravismo ou desejos de lucro instantâneo. Ainda por cima, tocando num dos sistemas com mais sucesso na Internet: mesmo do estrito ponto de vista de negócio, parece ser mais uma daquelas ideias de matar a galinha dos ovos de ouro.

    Sobre estratégias para lidar com o spam por via económica, ver por exemplo "The economics of spam". Para um panorama mais geral das questões económicas na Internet, veja-se por exemplo, do Andrew Odlyzko: "Pricing and Architecture of the Internet: Historical Perspectives from Telecommunications and Transportation".

    Much of the progress in telecommunications over the last couple of decades was due to innovations by users. The "killer apps" on the Internet, email, Web, browser, search engines, and Napster, were all invented by end users, not by carriers. (Even email was specifically not designed into the ARPANET, the progenitor of the Internet, and its dominance came as a surprise.) Today, in the wireless arena, the most vigorous growth and innovation is coming in the license-free area, unencumbered by high costs and inflexibility.

    Yet the openness of the Internet is also perceived as a major cause of the telecom slump. The end-to-end principle is under assault for many reasons, but one of the major ones is that it is widely seen not to allow for viable business models. Email, Web, browser, search engines, and Napster are all great, but appear not to provide any direct revenues for carriers.


    Re:Lá estão vocês... (Pontos:5, Interessante)
    por taf-7arte em 08-03-04 15:26 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "E o lixo em papel na outra caixa de correio onde o correio se paga? Os selos resolveram-no?"

    Presumo que não estejas a falar a sério. Imagina o que seria se não custasse absolutamente nada fazer mailings em papel...

    Eu acho bom princípio (para tudo) que se pague aquilo que as coisas custam. A mim custa-me tempo (e por isso dinheiro) ler mail. Se um anunciante quer que eu leia, então que me pague. Simples. Não vejo qual o mal disso. Quem não gostar desta política pode estipular preço zero para si.

    Quanto a haver soluções mais "sérias", quais são elas e, principalmente, por que é que são mais sérias? E como resolves de forma simples, por exemplo, questões como poder permitir anonimato do remetente (o que não é uma coisa má só por si)?

    Repara também que só o simples facto de o mail ser pago resolvia parte significativa do problema dos vírus, que não se poderiam propagar com a mesma facilidade sem antes terem "crackado o porta-moedas" do remetente.
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 08-03-04 16:02 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    não venhas com os vírus, sinceramente não é por aí...
    quanto ao resto, uma única palavra: mailing lists.
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:2)
    por taf-7arte em 08-03-04 16:06 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "mailing lists"

    Não percebi o que queres dizer. Quem recebe o mail deve poder obviamente especificar quais os endereços que quer receber gratuitamente, se é a isso que te referes. E esses, claro, teriam que estar autenticados.

    Também não percebi por que é que para ti o efeito nos vírus não seria importante.
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:04 GMT (#62)
    (Utilizador Info)
    simplesmente porque estás à espera que as pessoas se habituem a usar whitelists, o que não deve ser um conceito fácil de explicar ao comum dos mortais.
    hmmm, e não tinha que percorrer o caminho até ao teu servidor na mesma para ser verificado pela whitelist? e quem tem vários mails?
    epah, sim, aqui não fui muito explicito, mas o problema é que isto implica mudar muitos hábitos e muitas infrastuturas. não é fácil...

    quanto aos vírus... não impede os vírus da tua lista de contactos, passam é a ter que passar por algum spyware do kazaa ou por um buraco do IE primeiro. entendes? sozinho, não resolve.

    bem, as minhas desculpas por ter sido tão ríspido. nada pessoal :)
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Lá estão vocês... (Pontos:3, Informativo)
    por jmce em 08-03-04 17:41 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Sobre o papel, estou a falar "meio a sério" por duas razões:

    • Sim, o aumento do custo afecta o volume mas não é garante de eliminação. Sim, os jogadores pequenos podem ser postos fora mas os grandes podem continuar a jogar. E sobre uma infra-estrutura em que o transportador receberia uma comissão nesses custos (a não ser que se acredite no milagre do pagamento apenas ao destinatário final), um spammer disposto a pagar será renomeado pelos "gatekeepers" facturantes como "utilizador legítimo".
    • Os spammers em papel pagam aos destinatários?

    A liberdade de escolha dos destinatários é muito interessante, mas mais interessante será saber como se implementa toda essa infra-estrutura (ainda por cima de preços flexíveis) em que o potencial spammer SABE que com AQUELE destinatário vai ter inevitavelmente de pagar. E a decisão de quanto se paga, é feita a priori ou a posteriori? Quem decide se o meu email é spam ou não? E resolvidos todos os problemas técnicos que permitissem esse billing, o billing continuaria a ser necessário? Já agora... "e como resolves de forma simples, por exemplo, questões como poder permitir anonimato do remetente (o que não é uma coisa má só por si)"? (Como é que se resolve hoje?)

    Sobre soluções sérias, apenas dois pontos:

    • You Might Be An Anti-Spam Kook If... :-)
    • Sem desprestígio para a qualidade de muito trabalho técnico da Microsoft Research e talvez de alguns pormenores técnicos a serem propostos (infelizmente menos falados), as lições históricas sobre a seriedade técnica associada ao comportamento no mercado da Microsoft ficam como exercício para o leitor; claro que pode haver alguma discordância sobre o que se considera seriedade (que não estou a confundir com maior ou menor sucesso no mercado); pessoalmente tendo a achar "menos sérias" soluções que pouco se importem com normas abertas, não respeitem o que há de melhor na estrutura da Internet e sejam formas disfarçadas de favorecer a própria posição, por exemplo tentando transformar em normas metodologias pré-infectadas com patentes.

    Sobre alternativas ou partes/inícios de alternativas... Para além de uma classificação pessoal do email mais bem integrada com o cliente de email do que até agora (para ter um uso realmente disseminado), talvez extensões ao SMTP como o SPF sejam de considerar.

    Repara também que só o simples facto de o mail ser pago resolvia parte significativa do problema dos vírus, que não se poderiam propagar com a mesma facilidade sem antes terem "crackado o porta-moedas" do remetente.

    Tal como agora têm de crackar outras coisas incrackáveis no sistema operativo mantido pelos proponentes da ideia (e que parece, aliás, estar a fornecer uma excelente ferramenta de computação/envio distribuído para spammers através de computadores de utilizadores inocentes). Presumo que não estejas a falar a sério... a não ser que a idéia seja ir ali ao multibanco antes de as mensagens passarem pelo servidor SMTP do destinatário :-). Vírus e outros problemas de segurança parecem ser uma complicação para esta "solução do spam", mais do que esta ser também solução daqueles.


    Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 15:25 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Eu detesto a ideia. Acho que é totalmente absurda.

    Se alguma "taxa" ou "esforço" deve ser implementada sou da opinião que deve ser "técnica". Para contactarem contigo devem ultrapassar X obstáculos como assinar os mails, ou passar por um layer de autenticação de remetentes (tipo TMDA, ou ter servidores de e-mail bem configurados (metendo no teu servidor filtros como o http://www.rfc-ignorant.org/).

    Eu acho que as pessoas podem colocar entre elas e o spam/virus todos os obstáculos que considerem aceitáveis, mas na minha opinião a natureza desses obstáculos deve ser de natureza meramente técnica ou protocolar, não de natureza financeira.

    PLS
    Re:Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por taf-7arte em 08-03-04 15:28 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Eu acho que as pessoas podem colocar entre elas e o spam/virus todos os obstáculos que considerem aceitáveis, mas na minha opinião a natureza desses obstáculos deve ser de natureza meramente técnica ou protocolar, não de natureza financeira."

    E por que não dar às pessoas a liberdade de escolher?
    Re:Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 15:33 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Eu acho que as pessoas podem colocar entre elas e o spam/virus todos os obstáculos que considerem aceitáveis, mas na minha opinião a natureza desses obstáculos deve ser de natureza meramente técnica ou protocolar, não de natureza financeira."

    E por que não dar às pessoas a liberdade de escolher?


    Toda... começo por dizer que "podem fazer o que bem entenderem, depois é que digo que a natureza desses filtros não deve NA MINHA OPINIÂO ser financeira/monetária e sim técnica. Não está em causa terem liberdade de escolha.

    PLS
    Re:Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-04 16:10 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Eu acho que as pessoas podem colocar entre elas e o spam/virus todos os obstáculos que considerem aceitáveis, mas na minha opinião a natureza desses obstáculos deve ser de natureza meramente técnica ou protocolar, não de natureza financeira.

    Hammm... infelizmente a coisa nao e' assim tao simples. Qualquer solucao tecnica pode ser ultrapassada de uma forma ou outra -- neste caso a solucao talvez passe mesmo por fazer com que o modelo que os spammers usem deixe de fazer sentido.

    Enviar um e-mail tem efectivamente custo 0 -- e' precisamente devido a isso que o modelo dos spammers funciona. Se o envio de um e-mail tivesse um custo associado (mesmo que fosse uma fraccao de um centimo) deixava de fazer sentido.

    Na minha opiniao qualquer solucao tecnica vai acabar por ser subvertida de uma forma ou outra.

    Um modelo semelhante e' o trafego de narcoticos -- a melhor forma de o evitar e' destruir o modelo financeiro (o que ainda nao se fez). Por muitos metodos de deteccao ou policiamento que se atirem ao problema este nao desaparece (como se viu nos ultimos 40 anos).


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por jmce em 08-03-04 17:51 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Mas uma solução de facturação do email teria que assentar sobre alguma solução técnica, e talvez mesmo por uma redefinição grande da forma como se lida com a taxação geral de tráfego na Internet (ver o artigo do Odlyzko sobre o aumento da complexidade das tarifas). Se "qualquer solução técnica pode ser ultrapassada"...

    Dada a complexidade que uma estrutura destas pode ter e as vulnerabilidades das plataformas, não me admiraria muito se além dos problemas do costume acabasse por aparecer também facturação "redirigida" e afins. Ou não?


    Re:Detesto o conceito... (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 17:52 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Na minha opiniao qualquer solucao tecnica vai acabar por ser subvertida de uma forma ou outra.

    De acordo nesse ponto, mas é acredito que "a via técnica é a menos lesiva" no que respeita a lutar por um e-mail interessante e menos passível de abusos (spam) e problemas de segurança (vírus e falsificações de identidade).

    PLS
    Re:Detesto o conceito... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:13 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    destruir o modelo financeiro? como? a droga é muito lucrativa e qualquer pessoa a traz no avião...
    a droga é um problema social e deve ser combatida monstrando o perigo que é.
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    uh? (Pontos:1)
    por edsonmedina em 09-03-04 0:30 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Isso é perfeitamente absurdo (além de inviável).

    Se alguma vez isso pegasse (coisa que duvido), iria concerteza haver um fork dos protocolos de mail. Parte da malta usaria o "pago" e os "defensores da liberdade do costume" usariam algo baseado em challenges.

    Ponto dois (referente à inviabilidade da coisa), como raio é que receberias o dinheiro? no banco? como um desconto no ISP? IVA, não pagas? moedas estrangeiras, fazem câmbio?

    Isso é no minimo estúpido.

    Duh! (Pontos:2)
    por CrLf em 08-03-04 13:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Isto é absolutamente ridículo... Eles acham mesmo que numa altura destas alguém vai adoptar um protocolo diferente do SMTP?

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Duh! (Pontos:2)
    por taf-7arte em 08-03-04 14:12 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Eles acham mesmo que numa altura destas alguém vai adoptar um protocolo diferente do SMTP"

    Eu acho que é absolutamente inevitável que alguma coisa seja feita. E colocar os remetentes a pagar aos destinatários parece-me de longe o mais eficaz, de entre as soluções que vi.
    Bom... eu acho... (Pontos:5, Esclarecedor)
    por pls em 08-03-04 14:52 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Em primeiro lugar deixa-me que te diga que o "fee" (para se comunicar) deve ser técnico e não monetário. Deve ser algo com o ter/utilizar servidores devidamente autenticados e bem configurados, caso contrário resulta na impossibilidade de comunicar. Isto já sucede na Internet hoje. Por exemplo o meu servidor de mail não aceita correio de open relayers, servidores desconfigurados, etc.

    Para teres uma ideia de como filtro os servidores um bom local para começar é o http://www.rfc-ignorant.org/.

    Quanto ao SMTP. Bom, o SMTP precisa de alguns upgrades. Que podem ser feitos ao protocolo propriamente dito ou "à volta". Canais encriptados de transmissão de mail já se fazem hoje, autenticação de servidores pode ser feita pela mesma via, etc. Mas é preciso ir mais longe tecnicamente e a verdade é que o SMTP sofrer uma actualização seria importante (relay feito depois de autenticado o cliente no handshake do smtp, ou apenas para se a conta de remetente existir no servidor que faz o envio, etc). Estabelecer autenticação de remetentes no servidor de origem do mail, bem como dos dos próprios servidores é uma boa ideia.

    Gostava de ver implementadas coisas novas como suporte a mensagens parciais (i.e. por exemplo os attachments ficarem no servidor de envio, em espaço pago pelo remetente) caso o servidor de destino não os queira receber, tendo o destinatário da mensagem que autorizar a sua transmissão para cada endereço para o servidor de destino (i.e. pago pelo destinatário). Estes "pago por" aplicam-se sempre, mesmo que tudo possa parecer "de borla" a toda a gente, na realidade não é.

    Um critério a que acho particular piada é à ideia de, na falta de meios para verificar o servidor do remetente e ou ausência de assinatura digital (i.e. smime/pgp) o servidor de destino recusar a entrega de mensagens com attachments, passando apenas a parte textual. Infelizmente para isto ser possível de implementar é necessário suporte a "mensagens parciais", de forma a que o destinatário possa em ultima analise "aceitar" o que ficou de fora da mensagem inicialmente entregue.

    A compatibilidade com os servidores "antigos" é importante e, como sempre no mail, há problemas complexos a resolver. Mas o SMTP, como todos os outros protocolos, é passível de upgrades.

    Em resumo: acho que há toneladas de coisas em que os serviços de mail podem ser melhorados - algumas passam pelo smtp sofrer uma valente revisão...

    PLS
    Re:Bom... eu acho... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 08-03-04 16:04 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    segundo sei, o SMTP tem autenticação... mas normalmente ninguém a utiliza.
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Bom... eu acho... (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 17:07 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    segundo sei, o SMTP tem autenticação... mas normalmente ninguém a utiliza.

    Para efeitos de relay, sim. Mas não é de autenticação por logins e passwords que estava a falar e sim de reconhecimento de certificados digitais de servidores e remetentes. É diferente.

    PLS
    Re:Bom... eu acho... (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-04 17:16 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Tipo... hammm... S/MIME ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Bom... eu acho... (Pontos:3, Interessante)
    por pls em 08-03-04 17:46 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Sim, "tipo s/mime"... mas com os administradores dos MTA gerarem certificados para os respectivos utilizadores e a serem certificados por terceiros os mta.

    A cadeia de confiança é estabelecida quando os mta com posturas anti-spam gozam de privilégios de entrega total das mensagens dos respectivos utilizadores por eles certificados. Se o mta ou o utilizador não tiverem devidamente certificados a mensagem seria transmitida apenas parcialmente (sem attachments por exemplo), cabendo ao mta de origem guardar o que não tivesse sido transmitido em queue (x dias) até receber a mensagem do destinatário final a aceitar o mail.

    O conceito é simples: se há "credibilidade" em determinado mta+utilizador o mail funciona normalmente, caso contrário os spammers e vírus terão de persuadir o utilizador (através do header das mensagens, ou seja o "subject") a aceitar a mensagem.

    Estou absolutamente convencido que instalar certificados de cada utilizador se tornaria tão usual como configurar o pop3/imap ou passwords de relay. Igualmente convencido que a esmagadora maioria das pessoas rapidamente passaria a ignorar tudo o que não viesse acompanhado de identificação digital válida.

    Até lá "o mais parecido com isto" é "completamente diferente" e é o TMDA e as respectivas "black" e "whitelist" ... de que eu não gosto particularmente mas que é eficiente.

    PLS
    Re:Bom... eu acho... (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-04 17:59 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Hamm... o S/MIME faz tudo o que pedes, o problema e' que uma solucao destas tem custos associados altos, e nao me parece que ninguem va' ter pachorra para implementar isto.

    Continuo a afirmar que a solucao nao e' tecnica mas sim financeira.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Bom... eu acho... (Pontos:2)
    por spyder em 08-03-04 23:36 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    O S/MIME nao faz tudo o que ele pede :-) Se eu percebi bem, parte (IMHO) fundamental da ideia do PLS e' que ,no caso de nao haver "confianca", o storage fique do lado do remetente ate que o destinatario o aceite. Isso seria suficiente para aumentar consideravelmente os custos de envio de SPAM.
    Mas sim, tambem acho que e' lirismo acreditar que uma solucao baseada em TLS ou S/MIME (ou ambos) seja viavel. O custo, apesar de ser uma one-time fee, e' demasiado elevado.
    Por outro lado, era uma boa motivacao para acabar com os enderecos throwaway...
    Re:Bom... eu acho... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:19 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    hmmm, ok, já começo a gostar disso.
    só uma pergunta, porque não consigo perceber a terminologia do email ainda, isso não ia afectar quem tem um servidor de mail em casa?
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Pois (Pontos:3, Informativo)
    por CrLf em 08-03-04 13:20 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    e porque a melhor solução talvez passe por colocar os SMTP em modo de autenticação.

    Isto só resultaria para evitar coisas como os open-relays, mas não impediria os utilizadores válidos de um ISP de enviarem centenas de emails a partir da sua conta e usando o seu próprio SMTP.

    No entanto poderia encontrar-se uma forma, por exemplo aplicando um limite ao número de destinatários ou limitando o tráfego SMTP vindo dos utilizadores e não dirigido a um servidor do próprio ISP. No entanto seria necessário evitar punir os utilizadores que podem ter razões válidas para enviar SMTP sem passar pelo servidor do ISP (eu não gosto da ideia de bloquear portas ou espiolhar o tráfego mas não me incomoda que este bloqueio seja aplicado em contas dialup free -- as mais usadas pelos spammers pois podem rodar por uma data delas) e também acautelar o bom funcionamento das mailing-lists (isto já é mais complicado, aceitam-se sugestões).

    -- Carlos Rodrigues
    De acordo... (Pontos:4, Informativo)
    por pls em 08-03-04 15:15 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    É preciso três alterações para se acabar com virus e spam no mail (uma ao nível dos servidores e do smtp, outra na autenticação de utilizadores, a terceira no suporte às duas primeiras ao nível dos clientes de mail):

    - Que o SMTP suporte layers de credibilidade (i.e autenticar servidores e suportar assinaturas de clientes) e transferências parciais (i.e. não te conheço, pelo que aceito o header da mensagem, guarda tu o resto que, se o destinatário quiser, eu já te peço os attachements, ou os bytes superiores a X... por outro lado). Isto provoca três efeitos; a carga fica do lado dos remetentes (servidores deles) e mail de estranhos, e de servidores não autenticados, deixam de se confundir com os mails "regulares", mas mais importante o destinatário só recebe mails completos de remetentes que o próprio autentique (quando pede o remanescente da mensagem parcialmente transmitida ao servidor que a guarda).

    - Configurar uma conta de mail deve passar por obter um certificado assinado por um servidor de mail ou uma certification authority. O primeiro cenário identifica pares (certo utilizador pertence à comunidade servida por um(ns) determinado(s) servidor(es) de mail), o segundo identifica o utilizador de forma independente de qualquer comunidade.

    - Aos clientes de mail cabe lidar com a credibilidade de remetentes e fornecer aos utilizadores uma interface de gestão relativa ao que querem receber ou não... na realidade os clientes actuais poderiam funcionar sem alterações (recebendo mensagens dos mta a notificar de que chegou parte de uma mensagem mal/não autenticada, para receber o restante "faça reply a esta mensagem", tipo tmda... mas o que seria desejável era uma integração mais completa dos layers de autenticação e gestão de certificados.

    PLS
    Re:De acordo... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 08-03-04 16:07 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    o problema da tua solução é que seria necessária uma grande restruturação e habituação dos utilizadores. ou seja, é um caso perdido... IMHO
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    RBL problemático, DUL má ideia (Pontos:3, Informativo)
    por jmce em 08-03-04 15:22 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Sobre outras técnicas, à primeira vista boas ideias mas já a causar problemas a utilizações legítimas:


    Mais ou menos... (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 15:31 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Eu utilizo várias black lists (e complemento a acção destas com filtros nos meus servidores, como dspam e o spamassassin). São extremamente eficientes a bloquear spam e vírus. É uma malha relativamente pouco apertada, e correr outras defesas nos servidores é importante, mas as RBL fazem a sua parte.

    PLS
    Re:Mais ou menos... (Pontos:2)
    por jmce em 08-03-04 15:46 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Eu estive para utilizar... Também pode ser questão de fazer uma boa escolha das que se usam (e em particular evitar as secções de DUL), mas hoje em dia (ou pelo menos até ter mais dados sobre as várias em funcionamento) prefiro não confiar nas RBLs, em particular não arriscar bloquear a recepção de email legítimo.

    Quanto ao SpamCop... ainda ajudei enviando algumas centenas de mensagens de spam para lá, mas desde a compra pela IronPort decidi abandonar a coisa. Talvez seja paranóia, mas... :-)

    E o software anti-vírus? (Pontos:2)
    por jmce em 08-03-04 15:33 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    E o que fazer aos criadores e instaladores de software anti-vírus que: a) ACREDITA no campo "From:"; b) DEVOLVE as mensagens ao pseudo-remente?

    Mesmo a propósito, já depois de almoço recebi mais de 100 mensagens (pseudo-?)devolvidas pela... ITU a listas de email ligadas ao desenvolvimento do Plone:

    McAfee GroupShieldâ„¢ Alert

    McAfee GroupShield discovered a problem with the following email. See your system administrator for further information.
    [...]

    Será raro receber mais disto do que vírus/worms?


    O anti-virus deve correr no MTA durante o smtp (Pontos:2)
    por pls em 08-03-04 15:39 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    O anti-virus deve correr no MTA durante o smtp, e não "depois"... a transferência da mensagem deve ser interrompida em caso de vírus. Há toneladas de milters para sendmail que o fazem (não conheço os outros mta). Não faz sentido nenhum gerar novos mais para notificar remetentes de virus... um erro no smtp pode informar o servidor que nos está a enviar o vírus que o problema existe e não aceitar o lixo (colecionar doenças????).

    PLS
    Re:O anti-virus deve correr no MTA durante o smtp (Pontos:3, Esclarecedor)
    por spyder em 08-03-04 23:29 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Hmmm... Nao e' assim tao linear; concordo que nao se devam bouncar mensagens infectadas, mas discordo da filtragem a nivel SMTP.

    1 - Eu nao bounco mensagens infectadas; limpo-as, insiro uma notificacao, mas deixo-as seguir em frente [*]
    2 - Filtragem a nivel SMTP pode-te gerar carga nao-negligenciavel e impactar a qualidade das tuas ligacoes remotas (ou mesmo "colar-te" a concorrencia). Tens que receber todo o ficheiro, guarda-lo (em memoria ou filesystem), processa-lo (recursivamente se for um arquivo), e so' no fim e' que das o resultado do DATA. E' mais facil e mais barato lidar com carga de processador do que com carga de rede, por isso prefiro aceitar toda a mensagem e processa-la antes de a inserir na queue (mas depois de deixar o SMTP cair). Como nunca as devolvo, apenas tenho que as limpar e mete-las em queue
    3 - Excepcao aos 2 pontos anteriores sao mensagens _claramente_ de virus, e que podem ser eliminadas com regras simples: pelo sender (admin@duma.gov.ru, no caso do Dumaru), padrao do base64 (uma regexp da primeira linha do attachment que apanhe, por exemplo, o .ZIP do Beagle.J)

    * - Porque? Porque ha casos em que mensagens infectadas _devem_ passar depois de devidamente limpas. Como exemplo, tenho um cliente que e' uma agencia de recursos humanos e que recebe frequentemente documentos (que suponho serem curriculos ou afins) infectados com virus de Macros. Para esse cliente (e outros) nao e' aceitavel que as mensagens sejam descartadas, e como ja' se disse nesta thread os bounces `as vezes sao piores que os worms.

    Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por dINAMItE em 08-03-04 16:14 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.ferro.eu.org
    Este artigo peca por estar muito mal fundamentado e apesar de ter lido alguns posts que explicam um bocadito melhor a idea do Bill Gaitas deixo-vos um link que explica melhor a ideia: http://arstechnica.com/news/posts/1078688677.html
    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2, Engraçado)
    por leitao em 08-03-04 16:29 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Este artigo peca por estar muito mal fundamentado...

    NO SHIT!?!?!

    Esperavas um artigo que menciona a Microsoft a ser bem fundamentado no Gildot ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por dINAMItE em 08-03-04 16:29 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.ferro.eu.org
    Não quis fundamentar essa parte ;)
    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por Kmos em 08-03-04 20:12 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Reclamações é para o e-mail da SIC =) caso não tenhas reparado, a notícia vem de lá :P

    I'm a lost soul in this lost world...
    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por 4Gr em 08-03-04 20:14 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Eheh, tu deves ganhar à comissão da Microsoft ;-)


    Dominus vobiscum

    "I may have invented control-alt-delete, but Bill Gates made it really famous", David Bradley, IBM Engineer
    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por leitao em 08-03-04 22:55 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    E', estou rico da comissao da Microsoft.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Artigo mal fundamentado (Pontos:2)
    por spyder em 08-03-04 23:12 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    Ah, passaste-te para a SCO! :-)
    Não é nada disso do que pensam... (Pontos:4, Engraçado)
    por JohnnyBigodes em 08-03-04 18:19 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Ó jovens! O Bill Gates tem (e na minha opinião, muito boa) a ideia de o "preço" ser em recursos computacionais, como fazer um hashing ou coisa parecida para enviar um e-mail, com a intenção de atrasar as "metralhadoras" dos spammers.

    Não é sobre preços pecuniários nem coisa que lhe valha...
    Re:Não é nada disso do que pensam... (Pontos:2)
    por dmaster em 09-03-04 0:52 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    Exacto. A ideia do tio Bill é de facto obrigar o remetente a consumir ciclos de relógio num desafio computacional enviado pelo servidor de email.

    A ideia é francamente boa, algo como 10 segundos de intervalo entre envios de mail é algo que pode potencialmente reduzir o tráfego de spam para níveis (quase) aceitáveis. Não evita o problema, mas vendo por outro prisma, ao menos a mula da cooperativa fica com mais banda! :)

    Agora aqui fica outra sugestão, no tal desafio enviado, que tal se em vez de um hash challenge ou seja lá o que for, não for um bloco de computação distríbuida?! Depois do background-task, depois do screen-saver, agora, num PC perto de si, envie mail para a sua avó e aumente as hipóteses de contacto extraterrestre!!... :-)))
    Re:Não é nada disso do que pensam... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:25 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    pensei que tinha lido isso no /. , mas não tinha a certeza...
    o problema continua, listas com muitos mails. muitos mesmo, tipo a LKML...10 seg por destinatário? nunca mais...
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:Não é nada disso do que pensam... (Pontos:2)
    por JohnnyBigodes em 09-03-04 12:57 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    Lá está... mas nesse caso o SMTP da LKML teria um método diferente. Não é obrigatório que todos os "challenges" sejam assim muito complicados :)
    ... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 08-03-04 20:07 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    A SIC anda um bocadinho atrasada. Esta proposta ja tem umas semanas valentes e se nao estou em erro, é uma adaptação de propostas ja feitas neste sentido de tornar o email "pago".

    A proposta tem alguma razao, porque uma das grandes razoes para o spam, é que tem economias de escala brutais (o custo de mandar spam é marginalmente nulo, ao passo que no spam "fisico" o custo é muito superior [papel, selos, etc....]).

    Obviamente que implementar isto, é quase impossivel. Se desconfiam da implementação de IPV6, porque razão se iria mudar o email ? Até porque nao teria muito nexo.

    Uma grande alternativa, parece-me ser o Instant Messaging, dado que chega rapidamente à pessoa, e é muito mais interactivo do que o email (quem ja nao passou pelo desespero de ter suporte por email, e ter que trocar duzias de emails, em vez de ter um chat que era muito mais rápido). Com o disseminar da banda larga, o IM pode mesmo ser a alternativa ao email e ao spam.
    Alternativas do tipo s/mime, pgp, etc, nao me parecem viáveis, porque afinal quantas pessoas conhecem que usam isso ? A malta quer é fazer NEW ou entao pior do que NEW, FORWARD :) Se dá trabalho, a malta nao gosta!

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!

    Re:... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 08-03-04 21:12 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    O mail do IM é que o receptor *tem* de estar ligado.
    É como o telefone, se ninguém atender do lado de lá, não transmites a mensagem.
    Podes argumentar que as mensagens poderiam ficar armazenadas no servidor mas isso é voltar ao mesmo.
    O IM é bom, mas não acho que seja para estas coisas.

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 09-03-04 0:58 GMT (#59)
    (Utilizador Info)
    E ? Cada vez mais as pessoas tem ligações de banda larga e deixam o computador ligado. E depois nas empresas os computadores estao ligados durante o dia, para que usar o email, se podemos comunicar directamente com o destinatario ? As mensagens ficam armazenadas, no ICQ pelo menos...

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:... (Pontos:2)
    por jmce em 08-03-04 21:31 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    Não percebi bem como é isso de substituir email por IM e com isso ficar livre do spam, mas... o email ser MENOS interactivo que IM é uma das virtudes do email. A não ser talvez para quem tem demasiado tempo livre e menos de meia dúzia de interlocutores...
    Re:... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 09-03-04 0:59 GMT (#60)
    (Utilizador Info)
    Depende do destinatario. Para resolução de problemas e dúvidas, prefiro de longe o IM, porque é directo e interactivo.

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:... (Pontos:2)
    por CrLf em 08-03-04 22:25 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    o IM pode mesmo ser a alternativa ao email e ao spam.

    Ainda não deves ter recebido spam por email... No icq é algo que até há uns tempos atrás se via com alguma frequência. No MSN o único spam que recebia era do próprio serviço, mas como tenho esse remetente bloqueado não sei se continua.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:... (Pontos:2)
    por CrLf em 08-03-04 22:26 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Ainda não deves ter recebido spam por email...

    sed s/email/IM

    -- Carlos Rodrigues
    Re:... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 09-03-04 1:00 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Devo ter recebido meia duzia em vários anos via icq, comparado com a tonelada que recebo diariamente via email, é de longe bem melhor...

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:... (Pontos:2)
    por CrLf em 09-03-04 15:11 GMT (#70)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    É verdade, mas isso é porque é muito mais fácil o spam por email. No caso de este se tornar complicado os spammers não vão simplesmente trabalhar para as obras, vão arranjar outros meios de envio de spam. O IM não tem nada que intrínsecamente o torne mais seguro em relação ao spam, por isso seria apenas uma questão de tempo.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:... (Pontos:2)
    por spyder em 08-03-04 23:10 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    A SIC anda um bocadinho atrasada. Esta proposta ja tem umas semanas valentes e se nao estou em erro, é uma adaptação de propostas ja feitas neste sentido de tornar o email "pago".
    Esta "proposta" tem vindo a evoluir, e tem vindo a ser discutida em circulos tecnicos. Agora chegou ao mainstream

    A proposta tem alguma razao, porque uma das grandes razoes para o spam, é que tem economias de escala brutais
    A proposta e' UMA tentativa de quebrar o modelo de negocio dos spammers. Ha outras, e nenhuma delas e' perfeita. A do "selo", seja ele pago com dinheiro ou ciclos de CPU, e' das piores.

    Obviamente que implementar isto, é quase impossivel. Se desconfiam da implementação de IPV6, porque razão se iria mudar o email ? Até porque nao teria muito nexo.
    Estas a misturar alhos com bugalhos. Nao se muda para IPv6 porque ainda ninguem conseguiu mostrar a necessidade disso; como muita gente diz, e' uma solucao `a espera do problema.
    O sistema de mail e' um problema HOJE, os impactos na infraestrutura sao mais que dolorosos, o incomodo para os utilizadores e' cada vez maior, e os custos (financeiros) reais de lidar com o SPAM sao consideravelmente elevados.

    Uma grande alternativa, parece-me ser o Instant Messaging...
    Tanto quanto o telefone e' uma alternativa `a carta ou ao fax. Cada macaco no seu galho, sff

    Alternativas do tipo s/mime, pgp, etc, nao me parecem viáveis, porque afinal quantas pessoas conhecem que usam isso ? A malta quer é fazer NEW ou entao pior do que NEW, FORWARD :) Se dá trabalho, a malta nao gosta!
    Publico em geral? Conheco poucos. Profissionalmente, varios. Quanto `a facilidade de uso... Admite la', nunca tentaste sequer usar, pois nao? E' que, curiosamente, e' so' carregar no "New", "Forward", "Reply", e merdas afins. A unica diferenca e' que quando arrancas o MUA tens que escrever uma passphrase para validar a tua chave ou certificado.
    Re:... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 09-03-04 0:57 GMT (#58)
    (Utilizador Info)
    A proposta já anda no mainstream ha bastante tempo. Já foi anunciada nos sites da praxe ha muito tempo...

    A única maneira efectiva de quebrar o spam vai ser reduzindo drasticamente as economias de escala e custos. Enquanto forem enormes e com custos ínfimos, o spam nao vai acabar, por muitas blacklists e afins que existam (até porque os spammers cada vez estao a ficar mais avançados, isto é, os spammers mais avançados, nao os rookies).

    Se existisse uma grande necessidade de acabar com o spam, ja existia legislação e fiscalização efectiva, coisa que NAO existe, pois todas as leis anti-spam tem todas loopholes enormes e nao sao minimamente eficazes.

    O IM tem vindo a substituir o email em muitas empresas como forma de comunicação. Ha por ai bastantes artigos a relatar isso... É uma questao de se procurar.

    Se queres meter cada macaco no seu galho, metes publico em geral e profissionais no seu galho. Nao tem nada a ver uma coisa com a outra. Por acaso ainda ha dias vi belo atrofio em relação aos certificados no email, o que nao é la muito conveniente para o teu sistema tao simples. Até porque depois, é preciso que toda a gente o use, o que nao me parece, porque primeiro é preciso implementar e depois tem custos.

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!

    Re:... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:30 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Nao se muda para IPv6 porque ainda ninguem conseguiu mostrar a necessidade disso; como muita gente diz, e' uma solucao `a espera do problema.
    Diz isso à china...
    existem problemas que seriam melhor resolvidos, mas muda a infrastutura custa muito... por isso, deixa-se andar. até porque na nação mãe da net não há falta de ips. (sim, eu sei que não é só ips.)
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Re:... (Pontos:2)
    por nbk em 10-03-04 1:28 GMT (#73)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    "O sistema de mail e' um problema HOJE, os impactos na infraestrutura sao mais que dolorosos, o incomodo para os utilizadores e' cada vez maior, e os custos (financeiros) reais de lidar com o SPAM sao consideravelmente elevados."

    O mesmo se poderia dizer da usenet, do p2p, etc, etc.

    @105, Nbk

    Re:... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:36 GMT (#67)
    (Utilizador Info)
    IM é secante, ser distraído por alguém e ter que se explicar que se está a trabalhar e não nos largarem na mesma... ugh.
    tem os seus usos... mas achas que está livre de spam? quando (em linux) se consegue mandar mensagens para qualquer pessoa com uma linha de comandos? pronto, o msn bloqueia toda a gente que não se conhece (que também não é 100% positivo).
    e que tem isso a ver com a banda larga? ;) só se for com tar sempre ligado...
    bem, e é mais complicado gravar as conversas anteriores. quer dizer, não é, mas ser agradável... o email é um bom compromisso.

    quanto ao smime e pgp, pode ser tudo integrado de forma transparente e fácil, o problema não é por aí...
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    velhote (Pontos:2)
    por André Simões em 09-03-04 0:34 GMT (#56)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    Uma vez mais o Bill Gates descobriu a pólvora... Independentemente de se concordar ou não com a ideia, ela já não é nova. Já li várias pessoas de diversos quadrantes defendê-la, desde há anos. Uma delas foi talvez há uns 2 anos (pelo menos) a Esther Dyson, que vi defender no suplemento de computadores do Público uma ideia semelhante, ressalvando no entanto que a ideia nem era dela, que se limitava a comentar "uma tese antiga".

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:velhote (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-03-04 3:37 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    tenho a certeza que não é o bill gates que faz invetigação na m$... ;)
    ---
    Trolls, nem respondam porque não vos ouço.
    Que Bush vos abençoe.
    Usem a cabecinha, hum, hum. (Pontos:1)
    por secameca em 09-03-04 16:07 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    A ideia é ridícula devido aos seguintes factos:

    a) Nós pagamos pelo correio tradicional e mesmo assim recebemos cartas que são efectivavemente spam. Chain letters e tudo. Nunca receberam cartas de esquemas ponzi e cadeias espirituais em casa? Eu já. Nem vou falar dos inúmeros esquemas publicitários para comprar lixo que não quero.

    b) Nós pagamos pelas chamadas telefónicas (ao segundo!) e recebemos chamadas irritantes de telemarketing na mesma. Horas e horas de seca ao telefone.

    c) Os spammers habitualmente crackam máquinas de outros utilizadores com worms e utilizam-nas como relays para transmitir o spam. A diferença com o esquema do Tio Bill, é que para além de estes utizadores ficarem com as máquinas saturadas com a worm, ficam com as máquinas saturadas a pagar a despesa de enviar o e-mail. Entretanto os spammers vão alegremente a sorrir até ao banco.

    d) Eu agora uso o Eudora 6. Para aqueles de vocês que não sabem, esta versão do Eudora tem filtragem bayesiana incluída. Agora bastam-me meia dúzia de clicks do rato por *semana* para filtrar todo o lixo: spams *e* vírus. Centenas de e-mails por semana.

    No máximo dos máximos o esquema do Tio Bill, se implementado, reduziria o volume de spam. Não o eliminaria nunca, porque existem sempre esquemas fabulosos, legais e ilegais, que permitem sacar mais massa que a despesa do envio. Os famosos leasings do telemarketing são um. Mas à medida que o poder computacional aumenta com a lei de Moore, vocês começavam a ter um problema: para mandar um e-mail a um tipo a pagantes o poder computacional agora seria irrisório. Spam outra vez. Solução Tio Bill? Aumenta-se o preço. Resultado? Se querem mandar um e-mail com o vosso velho Pentium 4, PDA, Telemóvel, podem esqueçer. Toca a comprar um Pentium 9. E se são uns tagarelas, toca a comprar um sistema com 4 CPUs. Mas suponho que o Tio Bill pode sempre ofereçer-vos um serviço de aluguer de tempo computacional a pagantes para enviar email, para os computacionalmente mais fracos.

    Re:Usem a cabecinha, hum, hum. (Pontos:2)
    por joaorf em 09-03-04 19:55 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    d) Eu agora uso o Eudora 6. Para aqueles de vocês que não sabem, esta versão do Eudora tem filtragem bayesiana incluída. Agora bastam-me meia dúzia de clicks do rato por *semana* para filtrar todo o lixo: spams *e* vírus. Centenas de e-mails por semana.

    O Mozilla já trazia isso 1 ano antes do Eudora.
    Além disso o Mozilla é um cliente de Email muito mais user-friendly do que o Eudora. Busca/filtragem rápida num folder é brilhante. Configurar várias contas e todos os Emails irem para à mesma pasta "In" é um anacronismo do Eudora.
    Isto para não falar no facto do Eudora não suportar News, nem existir para Linux!

    Re:Usem a cabecinha, hum, hum. (Pontos:2)
    por André Simões em 10-03-04 17:11 GMT (#74)
    (Utilizador Info) http://andre.catus.net
    b) Nós pagamos pelas chamadas telefónicas (ao segundo!) e recebemos chamadas irritantes de telemarketing na mesma. Horas e horas de seca ao telefone.

    Só se fores tu, eu desde há anos que adoptei o sistema do "Lamento não estou interessado com licença *clik*" assim que percebo que do outro lado está um(a) operador(a) de telemarketing ;) Então se for de manhã...

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]