gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Depois dos 30
Contribuído por BladeRunner em 18-02-04 22:54
do departamento dos-resets
perguntas Um gajo que já está farto disto escreve "Viva a todos!
Eu tenho uma dúvida e não sei onde procurar ajuda, por isso venho aqui. Eu tenho 30 anos e trabalhei os últimos 10 como programador/dba/sys admin. No entanto estou cansado. Queria mudar de carreira mas não sei como o fazer.
Pensei em meter-me na faculdade e tirar mais uma licenciatura, o que é que acham? Pensei em contabilidade. Eu sei, não é um curso vistoso, mas ao menos é estável. Se eu sair da faculdade aos 34 acham que arranjo emprego como contabilista? Acham que alguma empresa me abre as portas com aquela idade? Ou é tudo uma perda de tempo?
Digam de vossa justiça, ajudem-me a começar de novo! "

Vodafone lança UMTS | Análise do Código da Microsoft  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Um gajo que já está farto disto
  • Mais acerca perguntas
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Hmm (Pontos:3, Engraçado)
    por 4Gr em 18-02-04 23:26 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Não compreendo bem!

    És formado em algum ramo de informática, por exemplo, Engenharia Informática? Um Engenheiro Informático deverá ter uma posição bem mais aliciante que a tua. Um Engº Informático não programa, manda os outros programar e, se de facto é como tu referes, então caiste um pouco na monotonia.

    Agora, eu não te posso aconselhar sem saber os teus gostos. Pessoalmente, antes de ingressar no meu curso (Engª Informática), eu sempre gostava, e ainda gosto, de quase tudo, desde advocacia, economia, arquitectura, medicina e, felizmente, tinha média para qualquer um destes. No entanto, tinha uma certeza absoluta: da informática eu vou gostar (e gosto).

    Quanto a ti não sei. Procurar um ramo mais aliciante da informática, eventualmente. Se gostas de economia, então força.

    Porque não criares tu um negócio de raíz? Vender hardware tem poucas margens de lucros mas é diferente e distrais-te, para além de que és tu o patrão. Não se fica rico, mas já dá algum prazer.

    Acho que nenhum de nós te pode indicar o que fazer. Deves tu procurar aquilo que gostas de fazer e aquilo que te faz feliz, nem que isso represente ir tirar um curso nos Himalaias.


    Dominus vobiscum

    "I may have invented control-alt-delete, but Bill Gates made it really famous", David Bradley, IBM Engineer
    Re:Hmm (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 18-02-04 23:41 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Porque não criares tu um negócio de raíz? Vender hardware tem poucas margens de lucros mas é diferente e distrais-te, para além de que és tu o patrão. Não se fica rico, mas já dá algum prazer.
    Pelo contrário, ficas bem pobre se nao tens fundo de maneio suficiente para fazer face aos calotes ;)

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Hmm (Pontos:1)
    por nbk em 19-02-04 6:19 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    "Porque não criares tu um negócio de raíz?"

    Só se for de "cobranças difíceis". 40% de qualquer cobrança em cash, tax free, melhor negócio só o import/expor ou as meninas, embora estes dêem mais trabalho.

    Em Portugal o português médio ( aquele que tem as vistas curtas e o tal que se dobra pela espinha até ver apenas o próprio umbigo ) é calão e caloteiro.

    É estupido, mas mesmo tendo um advogado que se mexa bem, demora-se no minimo 1 anito a ver a cor do dinheiro. E isto se o vento ( leia-se contactos e jantares pagos ) estiver de feição. Juntando a isto mais 1 ano de espera-e-desespera, telefona-e-o-sr-dr-está-numa-reunião, levas no minimo 2 anos a cobrar os tais mixurucas 300 contos que alguém te devia.

    Fonix, mais vale lá ir com um pau e trazer qq coisa para casa ( não será à toa que tenho uma sala cheia de monitores, pêcês, uma caixa de cabos ethernet, um televisor a mais e as jantes de um mercedes - custaram a sair mas vieram, ihih )

    @300, Nbk

    Re:Hmm (Pontos:3, Engraçado)
    por Karlus em 19-02-04 16:27 GMT (#18)
    (Utilizador Info) /dev/null
    Um Engº Informático não programa, manda os outros programar

    Já estou a ver uma porrada de Eng. Informáticos a mostrar este pérola aos respectivos chefes. :-)

    Re:Hmm (Pontos:2)
    por Branc0 em 19-02-04 16:54 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Eu até gostava de saber em que empresa é que é aquilo. Normalmente quem faz isso nas empresas por onde passei precisa de mais qualquer coisa do que uma licentiura em Engª Informatica.
    i.e. Conhecimentos de gestão.


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    Re:Hmm (Pontos:3, Esclarecedor)
    por moonrider em 19-02-04 20:32 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    Um Engº Informático não programa, manda os outros programar

    E pronto... numa frase está explicado o atraso tecnologico de Portugal em relação a muitos outros países, o porquê de não conseguir arranjar bons engenheiros para trabalhar e a frustração de muitos engenheiros que não sabem exactamente o que andam a fazer naquela área ou não perceberem porque não são chefes, se, afinal, já "trabalharam" tanto na engenharia... mesmo sem nada de novo terem desenvolvido...
    Um engenheiro tem uma sede pelo "engenho" ainda antes de terminar o curso... se apenas tem sede de gestão, está no curso errado !!
    Re:Hmm (Pontos:2)
    por 4Gr em 22-02-04 13:41 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    Não compreendeste a razão de ser da afirmação.

    Imagina, é necessária uma equipa para fazer determinado software e, obviamente, esta equipa está estratificada e, também, hierarquirizada. Haverão os programadores, depois os consultores, eventualmente os gestores.. e quem será o chefe de todo o projecto?

    O Engenheiro Informático :-)

    Eu acredito que a tarefa de um Engenheiro Informático é saber programar e muito bem, mas nunca exercer tal função. Para programar temos técnicos, formados em ciências da computação, etc etc.. Hoje em dia qualquer um programa um pedaço de código, desde que haja uma boa fiscalização.


    Dominus vobiscum

    "I may have invented control-alt-delete, but Bill Gates made it really famous", David Bradley, IBM Engineer
    Re:Hmm (Pontos:2)
    por McB em 27-02-04 12:12 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    e quem será o chefe de todo o projecto?

    E porque não um Informático de Gestão?

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Olha que nao é bem assim... (Pontos:2, Interessante)
    por tonidosimpostos em 18-02-04 23:36 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Antes de fazeres a asneira de te meteres em contabilidade, convém acabar com esse mito. Contabilidade é uma profissao de m**** ! Actualmente nao ganham assim tanto (isto dito por meia dúzia de contabilistas que conheco [e que sei quanto levam por cada cliente], e até pela minha irmá, recém licenciada em Contabilidade). Se achas que Informática é monótono, entao contabilidade é muito mais, e dá dores de cabeça ainda piores.
    Vou puxar a brasa à minha sardinha, mas aconselho-te vivamente ECONOMIA :) Sou formado nisso, mas trabalho no ramo da Informática. Se queres um curso diferente, com várias disciplinas, então Economia é um deles. Eu gostei bastante do curso, mudando a maneira de pensar em muitas coisas (claro que tem cadeiras chatas como tudo, mas deves tirar a conclusão é do geral!).
    O problema, é que demoras 4 a 5 anos a fazer isso, e depoiss provavalmente vais ter que ganhar experiencia na área. Tudo depende daquilo que queres fazer e estás disposto. Li um artigo uma vez dum gestor, que aos 40 e tais, fartou-se daquilo, tirou um curso de Medicina, e é actualmente Médico, e todo contente. Tudo é possível !
    Eu de Informática tb ja estou um bocado cansado, e daqui a uns anos mudo provavelmente para a área da Economia, já que é a minha formação e continuo a acompanhar a área.
    Não te metas é em Contabilidade ;)

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Olha que nao é bem assim... (Pontos:3, Interessante)
    por ruben dig em 18-02-04 23:48 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    eu como informatico já trabalhei num hospital do estado e devo dizer que olhando para a base de dados dos salários aconselho qualquer pessoa a ir para medecina. Mas isto não deve ser novidade para ninguém :P Outra area interessante é um bom franchisado, compra a ideias e negocios e escolhe um franchise que gostes ...
    Re:Olha que nao é bem assim... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 19-02-04 0:21 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Olha que a ideias e negocios enterrou muita gente, que pensava que era so desistir do trabalho que tinham, montar qq coisa , e voila, instant money. Pelo meio muitos se enterraram, mas tambem houve quem tivesse sucesso :)

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Olha que nao é bem assim... (Pontos:2, Informativo)
    por ctype- em 19-02-04 0:25 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Estou no primeiro ano de gestão, e por agora estou a gostar muito do curso, e trabalho em informática também. Com gestão podes optar por várias coisas, contabilidade, marketing, recursos humanos,auto-emprego,etc.
    Re:Olha que nao é bem assim... (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 20-02-04 4:18 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    isso de seres enconomista explica muita coisa... ;)
    ---

    Que Bush vos abençoe.
    Bioinformática (Pontos:2)
    por hununu em 19-02-04 1:00 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Embora o termo "bioinformática" esteja largamente abusado actualmente, basicamente é algo interessante para quem se interesse _também_ por biologia. (google para veres mil e uma definições do termo)

    Será certamente um desafio de vida começares a aprender umas coisas de biologia e tentares aplicar toda a tua experiência prévia a resolver problemas abordando os dois campos.

    Seria interessante mandares uns e-mails para saberes da possibilidade em fazeres um MSc em Bioinformatics/Computational Biology na Europa (não te recomendo de todo nenhum sítio em Portugal). Depois disso, sky is the limit... bem.. sem um PhD o limite é algo que se vê no horizonte após uns anos na indústria, mas digamos que ias levar bem mais que uns anitos até te fartares de Biotech. Tudo depende se queres sair ou não.. :-)

    http://www.absolutbsd.org/
    Re:Bioinformática (Pontos:2, Informativo)
    por sentriun em 19-02-04 1:49 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    "(não te recomendo de todo nenhum sítio em Portugal)" ...

    Eu recomendo, caso tenham interesse em aprendizagem/datamining e afins.. ha um grupo no INESC-ID (Lisboa) a trabalhar nisso (Knowledge Discovery and BIOinformatics).

    Listinha das publicações para quem diz "nao se faz investigação em portugal":
    http://algos.inesc-id.pt/kdbio/publications.html
    Re:Bioinformática (Pontos:2)
    por hununu em 19-02-04 23:15 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Eu recomendo, caso tenham interesse em aprendizagem/datamining e afins.. ha um grupo no INESC-ID (Lisboa) a trabalhar nisso (Knowledge Discovery and BIOinformatics).

    Listinha das publicações para quem diz "nao se faz investigação em portugal":
    http://algos.inesc-id.pt/kdbio/publications.html


    Não te deve ter ocorrido que até conheço o inesc (e vê lá tu que estou envolvido num projecto com eles...). Conhecer o inesc não me faz recomendar o inesc para um pos-grad lá em qq coisa relacionada com a bioinformática. A parte pior da notícia, é que o inesc é do melhor que se vai fazendo por cá na área (tirando outros 2 sítios onde sabem o que é biologia..)

    Agora, essa lista de papers... Quando eles lá fizerem algo de *interesse* para o mundo avisa-me. A verdade dói mas é assim... Aconselho-te vivamente a pesquisar sítios com know-how e $ a sério. Fazer um MSc e querer entrar na industria sem trabalhar a sério com clusters e máquinas para tratar dados a sérios.. (aposto que ng no inesc tem um DB com alguns genomas e muito menos fizeram algum paper com resultados biológicos interessantes..at the end of day, é isso que importa). Não somos piores que os outros, temos é menos $ e se calhar menos ambiciosos...

    A razão mais simples das simples para entender que um pos-grad como um MSc (que é diferente de um MRes) não vale apena em Portugal é muito simples: Ninguém cá faz bioinformática na área de biotech a nível empresarial. Some blasts don't qualify, I'm sorry...

    Isso tem um impacto tremendo nas pessoas que te vão dar cursos, etc.

    Como diz muita gente que teve nos US na área Biotech a trabalhar em projectos a lidar com genomas: "Em Portugal não se passa nada e na europa ainda se vão fazendo umas coisas giras..".

    A maior parte dos portugueses a trabalhar em bioinfo a sério estão todos fora do país mas isso deve ser pura coincidência...

    http://www.absolutbsd.org/
    Re:Bioinformática (Pontos:1)
    por sentriun em 20-02-04 14:15 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Por acaso ocorreu-me que conhecesses o inesc ;)

    Só queria mesmo a confirmação que nao somos pior que os outros. :)
    Re:Bioinformática (Pontos:1)
    por sofia em 19-02-04 12:29 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    eu recomendo http://bioinformatics.fc.ul.pt, para quem quer fazer uma pósgraduação/mestrado de qualidade em bioinformática, e em pt.
    Depende... (Pontos:2)
    por mvalente em 19-02-04 1:06 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Se não tens um curso superior, então o melhor q tens a fazer é alavancar a experiencia e o know how que já tens e meteres-te num. Uma licenciatura ou bacharelato (menos tempo) ou até uma via profissionalizante vai dar-te outra bagagem e outra credibilidade. Para além de te dar mto gozo e outra perspectiva sobre as coisas.

    Se já tens um curso na área de Informática então uma boa ideia é complementar com uma pós graduação em gestão (generalista ou em áreas especificas; a UCP por exemplo tem uma na área de telecomunicações e tecnologias de informação assim como uma na gestão de projectos). É um bom ponto de partida para deixar as operações e saltar para o management ou então para arrancar para um negócio proprio.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    true, true (Pontos:2, Interessante)
    por nbk em 19-02-04 6:39 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    "Se eu sair da faculdade aos 34 acham que arranjo emprego como contabilista?"

    Se conseguires sair da cama aos 84 anos arranjas trabalho na boa. Emprego é que é mais dificil, cada vez mais dificil. :-)

    Esse "medo" de não conseguir arranjar que fazer (e simplificando, ganhar para pagar as contas, dar de comer aos putos e ir de férias) cada vez mais me parece uma estupidêz. Claro, querer trabalhar na construção de transatlanticos num país sem mar é meio complicado.

    Por defeito ou por feitio ando bastante de transportes públicos ou mesmo a pé. Como será evidente farto-me de apanhar o "moedinhas", "o ceguinho", o "tens um cigarro", e a malta que dorme na rua, ou que anda a fazer uns biscates como taxista para a dose. Sempre que meto conversa (ou quando eles não se calam) pergunto pelas habilitações, o que sabem fazer, etc.

    Tu acreditas que nunca apanhei um que saiba fazer alguma coisa de útil? Nunca nenhum me respondeu que tinha um curso superior.

    Portanto, para qualquer lado que te movas ( ir tirar + um curso, moveres-te para uma outra área que gostes ) dificilmente vais ficar desempregado ad-eternun, ou não vais ter trabalho.

    Trabalho à muito, com fartura. Empregos é que não.

    O meu conselho ( que é de chavalo novito ) é não perderes muito tempo e decidires por aquilo que gostas de fazer, e não pelo que dá mais dinheiro.

    @311, Nbk

    Re:true, true (Pontos:1)
    por Kmos em 19-02-04 15:18 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    " Tu acreditas que nunca apanhei um que saiba fazer alguma coisa de útil? Nunca nenhum me respondeu que tinha um curso superior. "

    Para ti só os que têm curso superior é que sabem alguma coisa? não me parece. O Einstein não gostava da escola e se não fosse ele, se calhar ainda hoje não sabias o que eram radiações (raios-x,gama,etc..). Não vás por esse tipo de pensamento que sai-te o tiro pela colatra :-)

    I'm a lost soul in this lost world...
    Re:true, true (Pontos:2)
    por fhc em 19-02-04 19:35 GMT (#22)
    (Utilizador Info)

    Radiações com Einstein? O Planck deve estar a dar voltas na tumba!

    Francisco Colaço


    Re:true, true (Pontos:1)
    por nbk em 20-02-04 7:44 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    "Para ti só os que têm curso superior é que sabem alguma coisa?"

    Não foi isso que quis dizer. Lê de novo. Ou então lê assim:

    ponto 1) Tu acreditas que nunca apanhei um que saiba fazer alguma coisa de útil?

    ponto 2) Nunca nenhum me respondeu que tinha um curso superior.

    O ponto 1 não implica o ponto 2 e vice-versa.

    @366, Nbk

    Vai para um paraíso perdido (Pontos:2, Engraçado)
    por Ollie em 19-02-04 11:24 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Tirei uma licenciatura em biologia marinha, e depois de trabalhar alguns anos neste ramo, aos 28 anos ingressei num curso de eng. informática. Fiz isto porque gosto mesmo de informática, de outra maneira não seria capaz de suportar outra licenciatura. Aviso-te que não é facil voltar à universidade, acho que apenas se consegue isso com uma boa grande dose de motivação e vontade de aprender.
    A minha sugestão é que tires um curso de monitor de mergulho com escafandro autónomo, e vás para um arquipélago perdido no pacífico ou no índico dar aulas a turistas :P
    Boa sorte com a nova vida.
    Vai-te embora (Pontos:3, Informativo)
    por grumpy bulgarian em 19-02-04 11:24 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://10.10.11.2
    ha sitios onde os teus conhecimentos actuais podem ser extremamente valiosos, muito mais do que em Portugal. Há muita coisa básica por fazer em África e pôr as mãos na massa e ver as coisas a desenvolverem-se deve dar uma sensação de realização tremenda.

    naturalmente é preciso tomates (ou ovários) rijos como bolas de bilhar, mas é uma hipotese. alem de resolver a historia da monotonia, se e quando regressares é uma experiencia altamente valorizada por outros empregadores.


    Grumpy B)

    Uma palavra... (Pontos:1)
    por vluz em 19-02-04 13:47 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Aeroespacial.
    Se gostas da area, a ESA (e alguns dos seus 'contractors') estão a pedir pessoal.
    Eu já passei por essa fase... doi um bocado.
    Mais info em:
    ESA - Emprego
    Menos radical... (Pontos:1)
    por gEoTa em 19-02-04 14:05 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    E que tal informática de gestão? Sempre seria de mais fácil adaptação... :) O curso está muito bem cotado na universidade do Minho.. :)
    Ou então que tal tentares procurar uma empresa de informática (mais pequena) que tenha projectos muito diferentes no dia-a-dia, ao invés duma grande onde tens uma função específica e rotineira?
    Olha, eu faço de tudo um pouco, redes, programação, análise de sistemas, hardware, web, etc e posso dizer que isso é das coisas que mais me mantém todo contente a trabalhar... é nunca ter uma coisa igual e estar sempre à espera duma coisa totalmente diferente no dia a seguir. :)
    Talvez fosse bom realmente tentares primeiro uma mudança para uma empresa pequena onde aparecem coisas diferentes todos os dias... senão.. a faculdade aguarda-te ansiosa por ter o dinheirito (por inteiro) das tuas proprinas! ;)
    Re:Menos radical... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 19-02-04 17:37 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Está bem cotado ? O curso de IG na UM é uma balburdia completa. Parece viver à sombra de LESI !

    Mister ToniDosImpostos
    "O software é como as mulheres, se não sabes, não MEXAS !"
    (c) ME, 2004!
    Re:Menos radical... (Pontos:1)
    por bigs em 22-02-04 14:55 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
      O curso de IG na UM é uma balburdia completa. Parece viver à sombra de LESI !
    De facto, conheço alguns colegaas meus que não conseguiam fazer nada em LESI e mudar para IG e agora andam bem.
    Talvez tenha sido por terem mais vontade, mas segundo me disse um deles, em IG nas aulas dá-se mais prática, ensina-se mais as ferramentas (editores, ambientes de programação e afins) do que em LESI.

    Conslusão: Se gostas de contabilidade, gestão, economia e afins, talvez IG seja uma escolha, se ainda estives com vontade de ainda dar uma perna em informática.

    ==========
    Nuno Pereira
    Estudante de Engenharia de Sistemas e Informática
    Universidade do Minho
    Re:Menos radical... (Pontos:2)
    por McB em 27-02-04 13:59 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Está bem cotado ? O curso de IG na UM é uma balburdia completa. Parece viver à sombra de LESI !

    Diz-me de onde tiras essa conclusão...

    Sou aluno de IG da UMe pelo que vejo, os destinos a nível de empregos acabam por ser ligeiramente diferentes, mas também não tenho uma amostra altamente significativa...

    ...mas que há imensas críticas a fazer ao curso, há! :(

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    v (Pontos:1)
    por sergiol em 19-02-04 18:56 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Vai cavar batatas
    Sérgio
    Re:v (Pontos:1)
    por nbk em 20-02-04 7:46 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    Apoiado.

    @367, Nbk

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]