gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Campanha de marketing de Microsoft
Contribuído por AsHeS em 09-01-04 20:43
do departamento da publicidade enganosa ?
Microsoft 4Gr escreve "Segundo alguns sites como o seguinte a Microsoft iniciou mais uma campanha publicitária (marketing).
Nada disto é novo. O que é efectivamente novo é o alvo publicitário da campanha: Linux. Todos os banners e publicidade da Microsoft apontam para o seguinte site, onde são apresentados comparativos (nada suspeito ser no site da Microsoft...) entre Linux vs Windows em termos económicos e tecnológicos."

"Pelo que eu li de um pdf que constava no site, é mais uma anedota da Microsoft com publicidade baixa, barata e falsa. Mas o que acho curioso é que passou a ser necessário marketing para destronar o Linux? Isto é, dantes as técnicas da Microsoft baseavam-se em medidas de abuso de poder dominante. Agora, é na publicidade enganosa.

Medo? "

Por sua vez, xpete acrescenta que "Segundo esta notícia a m$ vai lançar uma série de uma campanha publicitária em que afirma que segundo fontes "independentes" as soluções baseadas em linux são mais caras do que as baseadas em windows. Podem ver também um pequeno resumo aqui."

IPv6 Taskforce - Chamada para colaboração | PHP Directory Indexer versão 0.1 lançada  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Wired
  • xpete
  • esta
  • aqui
  • sites
  • o seguinte
  • seguinte site
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Divulgação (Pontos:4, Esclarecedor)
    por BlueRibbon em 09-01-04 21:00 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Se por um lado esta campanha pode vir a denegrir o Linux, por outro sempre ajuda à sua divulgação. Mais, o ataque a este SO é um sinal que a MS está preocupada com a perda de quota e que o Linux começa a ter alguma aceitação junto das empresas.
    Em termos práticos não me parece que o Linux saia prejudicado desta história toda pois, como já foi referido, a credibilidade de relatórios e conclusões (mesmo que de terceiros) alojados ou acessíveis a partir do site da MS é muito baixa.

    KISS - Keep It Simple, Stupid!

    Re:Divulgação (Pontos:1)
    por Antonio Manuel Dias em 09-01-04 22:22 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://maracuja.homeip.net
    Pois: má publicidade é melhor que nenhuma publicidade.

    Cumps.
    "mudem de rumo, já lá vem outro carreiro"
    Re:Divulgação (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 23:35 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    "É preciso é que falem de nós, nem que seja para dizer bem..."

    Se é para dizer mal, tanto melhor ;-)


    Re:Divulgação (Pontos:1, Interessante)
    por tonidosimpostos em 10-01-04 2:02 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    A publicidade comparativa é prática normal... Estranhei isso da 1a vez que vi uma Byte ha muitos anos atras, em que aparecia publicidade comparativa. Como em Portugal tal coisa nunca existiu, foi uma surpresa para mim puderem comparar-se aos rivais em publicidade. É apenas isso que a MS está a fazer. A desenvolver uma estratégia. A MS aprendeu bastante com a celebre afirmacao do Bill que a Internet nao tinha grande interesse para eles. Agora toma uma atitude mais predatória. Sao mais pro-activos a reagir. Se reconhecem uma ameaça no Linux, fazem-no muito bem, é porque têm bons gestores. Pior do que uma ameaça, é não saber reconhece-la a tempo e horas...
    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 2:37 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Não foi a melhor forma de combater a ameaça do Linux, muito pelo contrário.

    - Porque usaram publicidade ENGANOSA;
    - Porque fazem publicidade a um produto que não é deles;

    O que eles poderiam fazer: produtos de jeito.

    Se investissem o dinheiro que investem no marketing e publicidade em fazer coisas de jeito, coitado do Linux..


    Dominus vobiscum
    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por joaorf em 10-01-04 17:43 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Porque usaram publicidade ENGANOSA

    Tens andado desde o início a dizer a que a publicidade é enganosa, mas ainda não te vi a apontar um único exemplo.

    Parece-me que aí está a funcionar o mecanismo automático: «É da Microsoft, apresenta argumentos de que o Windows é uma melhor escolha do que Linux, então nem vale a pena analisar, tem que ser falso, tem que ser publicidade enganosa!».

    Como este tipo de autismo o Linux não pode evoluir.

    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 19:10 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Não vou descrever o que achei de enganoso, pois implica analisar cada um dos pdf's pormenorizadamente. É, em traços gerais, enganosa, pois faz uso de factores subjectivos que representam uma minoria tendo em conta o mercado empresarial.

    Para mais detalhes ou um exame exaustivo, consulta tu um dos pdf's e verás até que ponto é enganoso.


    Dominus vobiscum
    Re:Divulgação (Pontos:3, Informativo)
    por joaorf em 10-01-04 22:24 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    Li um dos PDFs, e o comparativo não era exactamente entre Linux e Windows Server, mas sim entre um mainframe da IBM a correr Linux e um servidor duplo Xeon a correr Windows Server 2003. O comparativo incidia sobre desempenho e sobre o custo. Li-o e pareceu-me uma análise séria. O mainframe com Linux é 10 vezes mais caro e para o tipo de finalidade que o documento analisa, não tem melhor desempenho. Como eu não tenho acesso a um mainframe, aguardo pela resposta da IBM...
    Claro que a Microsoft não diz que Linux também corre em servidores Xeon... Mas entende-se, o objectivo era comparar com uma solução completa oferecida por um dos seus maiores concorrentes -- um dos maiores promotores do Linux.

    Ao contrário do que se pensa, em soluções empresariais de uma certa dimensão, e considerando suporte do mesmo nível, não é assim tão óbvio que o Linux fique mais barato do que Windows. Vê aqui quanto custa o Red Hat Enterprise Linux e aqui quanto custa o SuSE Standard Server. E depois há a ausência em Linux de algo com as mesmas funcionalidades do Active Directory. O Samba vai servindo, mas todos sabem que não é a mesma coisa. Enquanto o Linux não conquistar o Desktop, andará sempre um passo atrás da Microsoft em termos de integração de desktops com servidores.

    Não quero que julguem que estou a apoiar a Microsoft. Já escrevo aqui no Gildot há tempo suficiente para não restarem dúvidas para onde tendem as minhas simpatias. Todavia, acho que nós, os entusiastas de Linux, precisamos de evoluir em termos de argumentação. Não podemos manter sempre a cassete dos "blue screen of death" ou das vulnerabilidades de segurança do Windows. Isso já não pega. Um BSOD é que coisa tão rara depois do Windows 2000 que já quase ninguém se lembra da última vez que viu um. E quem já trabalhou com o Windows Server 2003 sabe que a segurança foi muito melhorada, e que é um sistema robusto, com bom desempenho e com boas ferramentas de gestão.

    A maior debilidade do Windows Server ainda é a administração por linha de comando. Existem implementações de Bash para Windows, mas a maioria das restantes aplicações não estão concebidas para receberem parâmetros pela linha de comando. Esta é, sem dúvida, uma vantagem muito grande do Linux. Os administradores de sistemas sabem-no. E a Microsoft também sabe-o, por isso tem estado a trabalhar nessa área.

    Re:Divulgação (Pontos:1)
    por taf em 11-01-04 1:31 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    "em termos de integração de desktops com servidores." E isso quere-se para...?
    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por joaorf em 11-01-04 22:04 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    SSO (Single Sign-On), aplicação de políticas detalhadas a desktops, e poder mudar políticas mexendo apenas no servidor. Isto são apenas alguns exemplos.

    Apenas o KDE, em particular o seu Kiosk framework está a dar alguns passos nesta área. Mas está num estado muito mais precoce (ainda não tem qualquer suporte para LDAP, por exemplo).

    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por jmce em 11-01-04 3:27 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Red Hat Enterprise Linux? SuSE Standard Server? Quando não há tanta competência interna e se precisa packaging bonito com suporte externo "tradicional", provavelmente sim. Havendo competência interna a funcionar... também Debian, por exemplo. Irritante, esta onda de "se não tem etiqueta `Enterprise' e não é caro então é versão de brincar para amadores". Como se se estivesse a falar de amostras aleijadas a la shareware...

    BSODs raros? Mudaram de cor? Segurança? Quem eu ouço falar mais mal de software Microsoft não são uns prototípicos jovens utilizadores de Linux mas sim quem ganha a vida a administrar sistemas Windows.

    Quanto a considerar uma comparação entre mainframe IBM e um duplo Xeon uma "análise séria"... Enfim, pelo menos os gráficos coloridos de benchmarks de cada fabricante costumam ser *ligeiramente* mais subtis na estratégia... :-)

    Talvez pior do que presumir "vem da Microsoft, logo é mau" é presumir "fala mal da Microsoft, logo é puro preconceito". A publicidade MS mais ou menos disfarçada de relatórios "imparciais" não é má e enganosa "por ser da Microsoft". É má, ponto. Quanto a preconceitos, são já tantos anos do mesmo que o cepticismo não deve admirar. E relativismo pós-moderno já basta na crítica literária...

    Re:Divulgação (Pontos:3, Esclarecedor)
    por joaorf em 11-01-04 21:34 GMT (#50)
    (Utilizador Info)
    Irritante, esta onda de "se não tem etiqueta `Enterprise' e não é caro então é versão de brincar para amadores".

    Não é uma questão de etiqueta. Há software comercial para Linux (Oracle, GFS, por ex) que está só certificado para as versões "Enterprise" da SuSE e RedHat. Se o cliente instalar noutro Linux, deixa de ter suporte. O mesmo acontece com servidores (hardware) de algumas marcas. Além disso, essas distribuições Linux trazem ferramentas que facilitam imenso a administração de servidores. Essas ferramentas significam uma poupança de algumas horas na configuração. E sabes quanto custa a hora de um administrador de sistemas que tem um salário de US$5000 por mês? E, mais importante do que tudo, tem uma empresa por detrás que assume responsabilidade por as coisas funcionarem. A que entidade se pede responsabilidades no caso da Debian?

    BSODs raros? Mudaram de cor? Segurança? Quem eu ouço falar mais mal de software Microsoft não são uns prototípicos jovens utilizadores de Linux mas sim quem ganha a vida a administrar sistemas Windows.

    Também ganho a vida a administrar sistemas Windows e Linux, e posso dizer-te, por experiência própria, que os BSODs são raros e que, quando surgem são normalmente responsabilidade de drivers. Em Linux é a mesma coisa, já tive freezes de Kernel que foram causados por módulos. Um "segmentation fault" numa aplicação não é grave. O mesmo erro num módulo implica, quase sempre, um reboot. De um modo geral, já tive a minha quota parte de problemas em ambos os sistemas. Mas como o Windows é mais opaco do que o Linux torna-se mais difícil identificar a causa.

    Quanto a considerar uma comparação entre mainframe IBM e um duplo Xeon uma "análise séria"...

    Não é tão disparatada como pode parecer à primeira vista. Lê aqui o documento.

    A publicidade MS mais ou menos disfarçada de relatórios "imparciais" não é má e enganosa "por ser da Microsoft". É má, ponto.

    Essa é uma má atitude. Os argumentos precisam de ser rebatidos.
    Quando há uns anos a Microsoft publicou uns benchmarks em que o Windows batia o Linux em algumas operações, o Linus Torvalds não adoptou a atitude "isso é FUD, isto é tudo manipulação". Não, na verdade ele relata ter andado um mês inteiro muito perturbado com aqueles benchmarks, pois sabia que eles eram credíveis. E não descansou até melhorar o desempenho do kernel. E é assim que se tem que fazer. Negar à partida que a Microsoft possa ter razão é assemelhar-se aos membros do PCP que diziam que o Gulag era "propaganda americana".

    Re:Divulgação (Pontos:1)
    por grilo em 12-01-04 8:30 GMT (#58)
    (Utilizador Info)
    Há software comercial para Linux (Oracle, GFS, por ex) que está só certificado para as versões "Enterprise" da SuSE e RedHat. Se o cliente instalar noutro Linux, deixa de ter suporte.

    Compras uma licença do produto em questão, e estou certo que te darão o suporte, independentemente do Sistema Operativo que utilizes.

    E, mais importante do que tudo, tem uma empresa por detrás que assume responsabilidade por as coisas funcionarem. A que entidade se pede responsabilidades no caso da Debian?

    Aqui, focaste um óptimo ponto. Aliás, essa é mesmo uma das razões pelas quais a Sun ainda consegue ter alguma parcela do mercado com os seus SPARC/Solaris.

    De forma geral, concordo contigo em vários aspectos, mas precisas de ter em conta que a Microsoft visa o lucro directamente, e esse pode ser um indício perigoso e, por isso mesmo, devemos ter em conta a informação que propagam com uma pitada de sal.

    No caso do GNU/Linux, ou outros Sistemas Operativos open-source, apesar de esse desejo ser igualmente patente, é muito mais subtil, e [ainda] não os vi a atropelarem a liberdade dos seus clientes em prol da sua própria vantagem.

    Algo que também não é real, é a sua tentativa de monopólio... muitas das distribuições baseadas em GNU/Linux, procura e desejam a interoperabilidade, entre outras distribuições, e mesmo entre outras plataformas.

    Se bem que isto também pode ser considerado como algo que lhes interesse (e é, tudo o que afaste o povo dos formatos fechados da Microsoft, poupa horas aos seus engenheiros no reverse-engineering), é igualmente bom para todos os programadores, pois a propagação de formatos abertos, facilita a criação de aplicações que os possam ler.

    E esse é que é o problema do .doc... não é por ser gerado pelo Microsoft Word, ou por ser da Microsoft: é por ser um formato fechado, e em constante alteração, dificultando a sua visualização.


    Re:Divulgação (Pontos:3, Esclarecedor)
    por leitao em 12-01-04 10:08 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Compras uma licença do produto em questão, e estou certo que te darão o suporte, independentemente do Sistema Operativo que utilizes.

    Estas completamente enganado -- compras um licensa de Oracle, e apenas es suportado nas distribuicoes *e versoes* de Linux anunciadas no contracto de suporte da Oracle.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Divulgação (Pontos:2)
    por McB em 18-01-04 17:59 GMT (#80)
    (Utilizador Info)
    Red Hat Enterprise Linux? SuSE Standard Server? Quando não há tanta competência interna e se precisa packaging bonito com suporte externo "tradicional", provavelmente sim. Havendo competência interna a funcionar...

    Vives num mundo côr de rosa e ideal, onde é para ti é mais importante por um Oracle 9i a trabalhar num Debian, nem que percas 1 semana a criar soft links até teres as libs como deve ser, ou a recompilar kernels, etc, não?

    Num mundo real, 1 semana a "dar com a cabeça na parede" é mais cara que o dinheiro que se gasta num Red Advanced Server, p.ex., já para não falar da questão do suporte...

    Yours,
    McB!

    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Publicidade Comparativa (Pontos:2)
    por joaobranco em 10-01-04 13:27 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    A publicidade comparativa é prática normal [...] Como em Portugal tal coisa nunca existiu, foi uma surpresa para mim puderem comparar-se aos rivais em publicidade.
    Em Portugal, a menos que tenham mudado a lei recentemente, podes apenas fazer publicidade comparativa sobre caracteristicas objectivas dos produtos. Ou seja (por exemplo) podes dizer que os hamburgers XPTO tem mais carne por ¤ do que os QWERTY (objectivo), mas não que são mais saborosos (subjectivo)...A intenção é evitar a publicidade enganosa que referes.

    Agora, não tenho a certeza que a publicidade da M$ seja necessáriamente enganosa (de acordo com a lei) nesta campanha. Pelo que pude ver, a ideia que eles apresentam é que o TCO do Windows é menor que o do Linux. Obviamente que isto pode ser verdadeiro ou falso de acordo com os critérios que sejam usados para calcular o TCO (e duração do estudo, por exemplo). O problema é que o TCO não é (nem pode ser) uma medida "objectiva".


    Cumps, JB

    Re:Publicidade Comparativa (Pontos:1)
    por grilo em 12-01-04 8:18 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    Sim, que uma mainframe com qualquer Sistema Operativo custa mais do que um Wintel, já todos nós sabíamos. Nem sei como se atrevem a colocar uma coisa daquelas... juro que ainda consegui conter a gargalhada durante uns 7 segundos.
    Medo (Pontos:1)
    por ribjo em 09-01-04 21:35 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.fosip.co.uk/
    Julgo que esta campanha denota a importância que os utilizadores e as empresas dão ao Linux.E isso é que importa.

    Quem não sabe decidir o que é melhor para si, acredita no marketing. Os outros serão de certeza os melhores paladinos do Linux. O mercado está aí. Há lugar para todos. Quem disser o contrário é igual aos palhaços da Microsoft e ferverosos acólitos.

    Nota: eu tenho uma licença legal do Windows XP Home que veio com o meu Acer. Não tenho nenhum problema em usá-lo se me convém (legalmente). Não tenho problema em usar Linux se me convém. Eu gostava era de usar um Powerbook todo artilhado...

    Outra nota: ainda bem que a Microsoft é assim. O Linux tem muito a ganhar agora, mas temos que apostar nas aplicações, nos serviços, na verdadeira alternativa.
    Até à pouco tempo ... (Pontos:2, Interessante)
    por Esqueleto em 09-01-04 23:49 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.tusofona.com
    Até à pouco tempo ninguem conhecia o Linux, hoje em dia pouca gente conhece .. .depois disto.. mais gente irá conhecer o linux.

    Empresa e particulares começam a ver que a M$ está preocupada com qq coisa, e querem saber o que é e quando descobrem que é o LINUX até ficam surpresos.

    Tem praticamente tudo o que necessitam ... a um custo de aquisição e manutenção baixo e resolvem mudar.

    Boa M$.... continua assim que chegas longe.

    (())
    Esqueleto
    Opinião (Pontos:2, Despropositado)
    por 4Gr em 10-01-04 0:01 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Bem, sinceramente eu penso que isto foi a atitude mais BURRA - e literalmente esta palavra - da Microsoft deste sempre.

    Quem tem Linux instalado já sabe o que aquilo vale, não troca por Windows, ou seja, não passa de cavalo para burro. Quem tem Windows fica curioso para saber o que é o Linux.

    Obviamente que isto em termos muito generalistas. Há nichos das TI nas quais, eventualmente, o Windows e os sistemas Microsoft se integram melhor. Por exemplo.. hmm... Copas em rede? :-)


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por quantum em 10-01-04 0:37 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Sempre fizeram isso e, a julgar pelos resultados, não se têm dado tão mal quanto isso. É só relembrar casos como a Novell, OS/2 ou Apple.

    Para além disso, parece-me que a campanha da Microsoft não visa o utilizador de Linux, mas sim os decision makers que definem estratégias de negócio e analisam o custo/benefício de soluções propostas e que são mais sensíveis a este tipo de argumentos.

    E a julgar pelo comparativos apresentados, o alvo desta campanha não será propriamente o Linux mas sim os "grandes barões" por detrás das ofertas comerciais que podem por em causa o feudo da MS. Isto é, IBM e Sun, principalmente.

    Re:Opinião (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 10-01-04 2:00 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Quem tem Linux instalado já sabe o que aquilo vale, não troca por Windows, ou seja, não passa de cavalo para burro. Quem tem Windows fica curioso para saber o que é o Linux.
    Fizeste uma sondagem para afirmar tal coisa ? Especialmente a ultima linha ? É que a % que eu verifico, nao é 100% como afirmas...
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 2:46 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Quanto à última, posso-te dizer com bastante certeza, não com sondagens mas pela minha percepção (que falha, obviamente, mas é um bom instrumento de análise superficial), que a palavra "outro sistema operativo" e "Linux" desperta muita curiosidade. Não serão estes os curiosos que correspondem a uma taxa efectiva de migração porque embora tenham curiosidade, diria que 70% deles acaba por não experimentar Linux e num período considerável de tempo não volta a ouvir falar dele.

    Mas isto é tudo questão de tempo, e o tempo é inexorável :-)


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por Kmos em 10-01-04 16:14 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    E dou-te razão no que dizes, principalmente na última frase =) tonidosimpostos (penso que sei, apesar de andares disfarçado): deixa-te de precisar sempre de provas para o que os outros dizem, ninguém é obrigado a justificar-se, se queres saber a veracidade da questão, preocupa-te em procurar tu.. ninguém é obrigado quando diz algo a justificar cada linha, porque isto não é nenhum teste de Português, em que tens de justificar todas as linhas que dizes.

    I'm a lost soul in this lost world...
    Re:Opinião (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 10-01-04 17:32 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Mas que raio de afirmação é essa a tua ? É muito fácil "cagar" postas de pescada sem justificares as coisas ? Tens um belo ideal tu... Vamos começar todos a dizer o que nos apetece, a lançar documentos a dizer que o Linux domina 100% da quota de mercado, e quem quiser, que faça um estudo a ver se é verdade o que te deu na gana para escrever...
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por Kmos em 11-01-04 12:04 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Não mistures umas coisas com as outras.. há opiniões, há formas de pensar diferentes e há factos, mas nem todos os factos têm de ser justificados, porque podem ser vivências ou opiniões próprias, em que não podes justificar com factos reais, pode ter vindo de um conjunto de coisas que te levou a pensar de determinada maneira.

    Cada pessoa tem o seu ideal e forma de pensar, por isso respeita!

    I'm a lost soul in this lost world...
    Re:Opinião (Pontos:1, Esclarecedor)
    por tonidosimpostos em 11-01-04 22:11 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    E o que é que o facto de dizer que toda a gente tem interesse no Linux tem a ver com uma opiniao ? Tas para ai a misturar as coisas. Ele falou que muita gente se interessava em ver o que era, isso é um facto, nao uma opiniao. Um facto, prova-se, uma opiniao nao...
    Re:Opinião (Pontos:4, Interessante)
    por leitao em 10-01-04 2:15 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Bem, sinceramente eu penso que isto foi a atitude mais BURRA - e literalmente esta palavra - da Microsoft deste sempre.

    "One can never change the past, only the hold it has on you, and while nothing in your life is reversible, you can reverse it nevertheless." --Merle Shain

    Quem tem Linux instalado já sabe o que aquilo vale, não troca por Windows, ou seja, não passa de cavalo para burro. Quem tem Windows fica curioso para saber o que é o Linux.

    Nao sei que idade tens, mas quando andava na universidade os PC's todos (na altura eram basicamente 286 e 386 com 1, 2 ou 4 MB de RAM) corriam IPX (Novell) como protocolo de rede. Tive professores que juravam a pes juntos que a Novell ia acabar por ser maior que a Microsoft, e que aquelas coisas do UNIX a correr um protocol obscuro chamado "IP" era uma coisa para amadores e "geeks".

    Antes disso tinha havido uma coisa chamada OS/2 que supostamente ia acabar com o Windows, e depois da Novell o bicho papao da Microsoft ia ser a Netscape, e um par de anos mais tarde a Sun ia controlar o desktop com uma combinacao de "thin-clients" e aplicacoes Java.

    Entretanto as coisas passaram, a Microsoft ainda ca' anda, a Novell basicamente desapareceu e a Sun nao anda longe disso.

    Obviamente que isto em termos muito generalistas. Há nichos das TI nas quais, eventualmente, o Windows e os sistemas Microsoft se integram melhor. Por exemplo.. hmm... Copas em rede? :-)

    Isso foi o que Netscape e a Novell disseram -- acabaram por engolir as palavras. Nao subestimes a capacidade da Microsoft se reinventar.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 2:42 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    "One can never change the past, only the hold it has on you, and while nothing in your life is reversible, you can reverse it nevertheless." --Merle Shain

    "Whatever" --Mario Lopes

    Nao sei que idade tens, mas quando andava na universidade os PC's (...) Sun nao anda longe disso.

    Que tem isto a ver com eu ter dito que Linux é uma melhor escolha tecnológica que Windows?

    Isso foi o que Netscape e a Novell disseram -- acabaram por engolir as palavras. Nao subestimes a capacidade da Microsoft se reinventar.

    Sim, aqui confesso que fui demasiado agressivo no pensamento e nas palavras. Não duvido da capacidade da Microsoft, mas a visão que eu tenho dela é que só tem vindo a prejudicar a informática e que tem atrasado substancialmente o próspero desenvolvimento da mesma.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:3, Interessante)
    por leitao em 10-01-04 3:15 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Que tem isto a ver com eu ter dito que Linux é uma melhor escolha tecnológica que Windows?

    Tem a ver com dar-te um bocado da historia do que se passou com a Microsoft e a concorrencia nos ultimos 10 ou 15 anos, para teres uma perspectiva do que aconteceu. E' util saber historia para se ter uma ideia melhor do que vai acontecer no futuro.

    Sim, aqui confesso que fui demasiado agressivo no pensamento e nas palavras. Não duvido da capacidade da Microsoft, mas a visão que eu tenho dela é que só tem vindo a prejudicar a informática e que tem atrasado substancialmente o próspero desenvolvimento da mesma.

    Isto vai-te soar a heresia, mas parece-me ser precisamente o contrario. A Microsoft em conjunto com a IBM (e em parte, a Apple) e a Lotus (o criador de um pacote de software chamado Lotus 1-2-3, que foi o precursor dos "Office"'s de hoje) foram precisamente as empresas que massificaram a informatica e a tornaram acessivel a um publico mais vasto.

    Quem pensa que foram quaisquer outras empresas que criaram a industria moderna da informatica anda um bocado na "cucoo land".


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 14:15 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    "A Microsoft em conjunto com..."

    Na minha opinião a Microsoft só atrasou o avanço da informática. Porquê?

    - Matou a concorrência. Ora, sem concorrência, o avanço tecnológico é, à partida, muito menor. A história assim o tem mostrado. Em analogia, uma corrida de bicicletas. Quantos mais ciclistas houverem, mais vais ter de te esforçar. Neste momento a Microsoft corre praticamente sozinha logo pode demorar 6..7.. 15 anos a passar a meta.

    Se eles chegaram lá por mérito, não é discutível aqui, embora eu também discorde. O que importa é que esta situação ocorre e só prejudica a evolução da informática. E quem se prejudica somos todos nós, consumidores finais.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 10-01-04 15:48 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    E o linux em que é que contribui para a evolucao da informatica, se muito do que tem feito é imitar o que a MS ja fez ? Exemplos ? Desktop todo bonito (tens KDE e GNOME numa corrida para tornarem o desktop intuitivo e por ai fora, MS ja o fez ha muito tempo ; Openoffice a tentar imitar o office ; etc etc etc ...) .
    Muita da "inovacao" do Linux tem sido correr atras da MS para tentar replicar o que está feito, como forma de conseguir a sua adopção. Isto é inovação ? É claro que podes mencionar a "revolução" open-source e outras coisas, mas eu ainda nao vi uma GRANDE revolucao com o Linux (a nao ser o facto de ser ah borliu e trazer concorrencia à MS). É claro que posso estar errado e a olhar para o campo errado e falhar as inovações do Linux, mas para isso estás aqui para as apontar numa discussao saudável ;).
    Agora é a tua vez de apresentares os teus argumentos :)
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por Lameiro em 10-01-04 17:04 GMT (#27)
    (Utilizador Info) mailto:lameiro[at]fastmail[dot]fm

    Não é só o Linux que copia as coisa da Microsoft. Por exemplo: os conceitos de multi-thread, multi-utilizador e multi-etc já existiam nos Unixes muito antes do Windows ser gente! E o conceito de 'janela'? Achas que é uma ideia inovadora da Microsoft? Não me parece...

    E agora eu pergunto o que é que é mais importante: um ambiemte 120% user-friendly ou um ambiente com suporte para multi-thread? É só uma questão de prioridades...


    -=[ Rui Lameiro ]=-
    Re:Opinião (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 10-01-04 17:37 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    A MS nao criou esses conceitos. Mas inovou na area das GUI's (cria != inovar) ... E inovou noutras áreas, o que deu origem à massificação da informatica como o Leitão afirmou. O eixo Wintel foi bastante importante, e sem ele, não sei se teriamos desktops com o poder computacional que temos hoje. Podes sempre dizer, que nao precisas dum P4 para nada ;)
    Well... Nao sei quantos desktops existem em todo o mundo, mas devem de certeza ser numa proporcao bastante superior a servidores. Agora imagina o caos sem um ambiente 120% user friendly (que mesmo assim ja da problems qb)... Ja deste assistencia tecnica a empresas em que ng percebe puto de computadores ? Se sim, deves saber o pesadelo que é... Imagina sem um ambiente intuitivo...
    So nao percebi essa comparação com ambiente multithread... Nao será antes multitarefa ? Nao estou a ver qual a vantagem de multi threading para um Word ou Excel ;)
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por foo em 10-01-04 18:18 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    A MS nao criou esses conceitos. Mas inovou na area das GUI's

    Aqui estão as inovações MS para todos verem facilmente :)
    http://www.vcnet.com/bms/depa rtments/innovation.shtml

    . O eixo Wintel foi bastante importante, e sem ele, não sei se teriamos desktops com o poder computacional que temos hoje.

    e sem o fourier não teríamos telecomunicações? se não fosse a MS seria outra empresa.

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por Lameiro em 10-01-04 19:12 GMT (#37)
    (Utilizador Info) mailto:lameiro[at]fastmail[dot]fm
    So nao percebi essa comparação com ambiente multithread... Nao será antes multitarefa ? Nao estou a ver qual a vantagem de multi threading para um Word ou Excel ;)

    Pois seja! O ambiente multi-tasca também não é uma inovação da M$!


    -=[ Rui Lameiro ]=-
    Re:Opinião (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 11-01-04 22:11 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Pois nao... Amiga OS 1.0 , 32 bit multitasking :)
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por Lameiro em 10-01-04 19:33 GMT (#41)
    (Utilizador Info) mailto:lameiro[at]fastmail[dot]fm
    Mas numa coisa tenho que admitir que a M$ foi inovadora: na gestão de memória! É incrível como é que os 640KB de memória base ainda aparecem quando digitamos mem na linha de comandos.

    Sim, porque 640KB é memória que nunca mais acaba e nunca teremos necessidade de ultrapassar essa quantia!

    Depois houve alguém que quis ir além das suas vicissitudes e resolveu usar mais memória do que aquela que precisamos (i.e., 640KB). Para isso recorreu a artifícios extremamente simples de utilizar como por exemplo a memória extendida e expandida.

    Foi um sucesso! Toda a gente adorou e começaram todos a utilizar!

    E eu, cidadão mais comum que o próprio comum, que apenas queria jogar Duke Nukem 3D, Doom, entre outros, vi-me obrigado a ter uma dúzia de configurações no autoexec.bat e no config.sys porque, dependendo do jogo que me apetecia jogar, obtia uma das segintes mensagens:
    - Memória base insuficiente.
    - Memória extendida insuficiente.
    - Memória expandida insuficiente.

    Felizmente, hoje as coisas evoluiram muito: conseguiram substituir estes tres problemas apenas por um:
    - Memória insuficiente!

    -=[ Rui Lameiro ]=-
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por McB em 18-01-04 18:06 GMT (#81)
    (Utilizador Info)
    Verdade, verdadinha!

    Mas não indicas as horas que já passaste em frente de um Linux a editar ficheiros de configuração à para para pôr algo a funcionar, pois não? :)

    É que eu não digo, porque já foram tantas... :) Ah, maldito vim!

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:INOVAÇÂO (Pontos:1)
    por pv em 10-01-04 17:56 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    O Windows começou e continua a ser uma tentativa de cópia da Apple. Isto é inovação ? O movimento open source está neste momento na fase de passar à frente da Microsoft em invovação: - já viste tabbed browsing no Internet Explorer? Existe no Opera há anos, e no Mozilla há muitos meses - Anti-spamming: existe agora na MS, existe no Mozilla há quase um ano - ficheiros XML : A MS está a dar os promeiros passos, já existe no openOffice desde o ano 2000
    Re:INOVAÇÂO (Pontos:1)
    por m16e em 12-01-04 3:17 GMT (#56)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    O Windows começou e continua a ser uma tentativa de cópia da Apple

    Falta acrescentar que o sistema da Apple era, por sua vez, uma 'cópia' dum sistema da Xerox, essa, sim, responsável pelo aparecimento de janelas e de ratos nas nossas secretárias ;-)


    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 19:21 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Primeiro, certamente não leste em lado nenhum que eu disse que o Linux inovou. Porque, efectivamente, eu não disse isso. É grosseiro comparar um produto a uma empresa. Agora, afirmo preponderantemente que o Software Livre inovou.

    Tudo o que a Microsoft fez até hoje, salvos raras raras excepções, foram cópias, a ritmo de caracol. Eventualmente, sendo o fio condutor o mesmo, outras empresas o fariam, mas dada a existência de concorrência, a uma velocidade exponencialmente superior.

    Ou seja, se a Microsoft não existisse, posso dizer que estariamos 10 anos à frente do que estamos hoje, na evolução tecnológica das TI's.

    Repara na evolução dos processadores Intel desde que a AMD se tornou um adversário de peso, e compara com a evolução pré-AMD. Pois.. viva a concorrência não é?

    Enquanto a Microsoft existir, com as suas técnicas ilícitas de abuso de poder dominante, é dificil haver concorrência. De um ponto de vista capitalista, sim, o monopólio é excelente. Mas estamos a falar de um ponto de vista tecnológico e vantajoso para o utilizador final e não para o Sr Bill Gates comprar 30 Porsches (e está no seu direito).


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 10:29 GMT (#62)
    (Utilizador Info)
    Ou seja, se a Microsoft não existisse, posso dizer que estariamos 10 anos à frente do que estamos hoje, na evolução tecnológica das TI's."

    Eu gostava de poder concordar contigo, mas onde é que andavam os interessados? Têm sido a Microsoft e a Intel com a contibuição de muitos outros a inovar, e a colocar nas mãos dos consumidor produtos cada vez mais simples de utilizar e de configurar... hoje ligas praticamente tudo com uma simplicidade significativa a um sistema windows e sem saberes absolutamente nada sobre a tecnologia que utiliza...


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 12-01-04 13:37 GMT (#67)
    (Utilizador Info)
    "hoje ligas praticamente tudo com uma simplicidade significativa a um sistema windows e sem saberes absolutamente nada sobre a tecnologia que utiliza..."

    Na minha opinião isso não é bom nem preponderante. Mas se a Microsoft não existisse - correcção, se a Microsoft não usasse tácticas ilegais anti-concorrência, certamente que estariamos muito mais avançados do que esses sistemas Windows que pouco se precisa de saber sobre tecnologia.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 14:46 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    Mas interessa-te saber o que as pessoas pensam ou é irrelevante?


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 18:19 GMT (#75)
    (Utilizador Info)
    "Na minha opinião isso não é bom nem preponderante."

    Eu não digo tu falas por todos, já existiram imensas personagens na nossa história que também o faziam...

    Em relação a inovação, estaremos todos cá para ver o quê e de quem esta virá.


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 12-01-04 20:49 GMT (#77)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Na minha opinião isso não é bom nem preponderante. Mas se a Microsoft não existisse - correcção, se a Microsoft não usasse tácticas ilegais anti-concorrência, certamente que estariamos muito mais avançados do que esses sistemas Windows que pouco se precisa de saber sobre tecnologia.

    Essa conversa e' muito interessante -- e' pena e' ser treta. Consegues apoiar essa tua conversa com um minimo de factos ? De que forma e' a Microsoft "atrasou" a evolucao do open-source ?

    E' que eu nao estou mesmo a ver de que forma e' que o software livre inovou assim tanto -- que digas que os sistemas abertos e a Internet inovou, ai ja' poderia concordar. Ora vejamos -- o software aberto mais comunmente utilizado:

    • Linux -- uma variacao de conceitos criados nos anos 70/80, e das quais existem dezenas,
    • GNU -- uma copia das ferramentas UNIX tradicionais,
    • Apache -- uma implementacao de um protocolo aberto, que nao foi a primeira, e das quais ha' dezenas,
    • Samba -- implementacao de um protocolo da Microsoft,
    • MySQL -- nem e' preciso dizer mais nada, nao passa da implementacao de funcionalidade criada por outros ha' anos (triggers ? no Oracle desde 1994 ?),
    • Mozilla -- a continuacao de um projecto que se iniciou como proprietario, e que gamou muitos conceitos de coisas como o Opera e o IE (ambos proprietarios),
    • GAIM -- uma implementacao de protocolos proprietarios: AIM, ICQ, Yahoo!, MSN, etc.

    Queres que continue ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 14-01-04 9:58 GMT (#79)
    (Utilizador Info)
    Será que esta resposta chega para demonstrar a fragilidade e fraca sustentação das tuas convicções 4gr? E porque considero de FUD praticamente tudo aquilo que tens dito?


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por JohnnyBigodes em 10-01-04 19:51 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    Independentemente de quem desenvolveu primeiro o quê, a situação corrente exige exactamente que a única maneira de derrotar a MS, com o seu domínio prevalente nos desktops "Zé da esquina", é fazer os mesmos programas, mas livres e melhorados.

    Eu próprio também digo que idealmente não seria assim, mas é a única opção que resta. Em qualquer casa ou qualquer empresa, e nas escolas, só se usa MS (salvo excepções ocasionais), e as pessoas estão habituadas aos programas deles. Ponto final, parágrafo. Já é mau o suficiente mudar o sítio da taskbar e o formato dos ícones para um utilizador normal, quanto mais mudar radicalmene a forma de trabalhar.

    Portanto, não há maneira de os destronar de momento que não seja fazer o mesmo mas melhor, e então talvez depois possamos pensar em sermos nós (a comunidade OSS) a dar a nova direcção ao barco. Neste momento temos que seguir e ultrapassar o barco da frente.
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 10:36 GMT (#63)
    (Utilizador Info)
    Sabes entendo o que dizes mas não acredito, ie, sei que o mais simples neste momento é copiar, mas não acredito que em seguida vá haver muito mais inovação se deixarmos de ter a ms... eu diria que a inovação cabe em todo o lado e é desejada pelas pessoas, e então se for para nos facilitar a vida, achas que as pessoas se manteriam a utilizar um so menos capaz só porque o conhecem melhor? humm, é no entanto uma boa desculpa, para o não aparecimento de verdadeira inovação.


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 11:43 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Mas olha que ainda há muito trabalhinho (mesmo copiando) a fazer, olha para este artigo da eweek que coloca as coisas um pouco em perspectiva.


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 10-01-04 16:38 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    - Matou a concorrência.

    A concorrencia da Microsoft parece estar "alive and kicking" -- tu e' que se calhar ainda nao percebeste quem ela e' (nao penses que era a Netscape, essa foi irrelevante): Oracle, SAP, IBM, CA, Adobe, PeopleSoft, Siebel, BEA, TrendMicro, TIBCO, Macromedia, THQ, etc, etc, etc.

    A Microsoft nao tem, nem nunca tera' "um" concorrente, tera' sempre muitos e sera' isso que vai acabar com ela -- nao o Linux.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 19:15 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Vou pegar num dos teus exemplos e mostrar que é redundante dizer que é concorrência:

    Adobe! Neste momento a Adobe lança os seus produtos maioritariamente para Mac e Windows, com excepções. Logo, quem quer fazer uso do Photoshop, por exemplo, tem de ter (exceptuando Wine...) Windows ou Mac. Eu acho que isto não é concorrência nenhuma, mas uma boa parceria.

    O mesmo se aplica à Macromedia. Concorrência directa MESMO, só vejo 4: Oracle, IBM, GNU/Linux e OpenOffice.org.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 10:13 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Tu és mesmo muito novo, a Adobe é uma empresa e como tal não investe noutras plataformas enquanto não tiver garantias do seu retorno. Eu recordo-me de me sentir exactamente como tu quando à uns anos atrás eu me questionava, mas porque será que não lançam o Photoshop para windows, depois foi, e porque chega com tanto atraso, e porque não tem toda a funcionalidade, e por aí fora...

    As empresas não portam os produtos porque te dá jeito a ti... provavelmente esta noticia será um balde de água fria, porque te achavas mais influente neste industria não é?


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 12-01-04 13:40 GMT (#68)
    (Utilizador Info)
    ? Dislexia passiva?

    Lê o meu comentário novamente e vê se de alguma forma o teu se contextualiza no meu. Pois, bem me parecia.

    Anyway, até podia ter 10 anos, bastava-me saber ler e escrever para não estar limitado pela idade. Talvez a experiência, mas nada que um pouco de imaginação e boa percepção não substitua.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 14:57 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Não percebeste ou não quiseste perceber, mas não vou perder tempo a explicar-te, se calhar tens de fazer uso dessa propalada percepção e imaginação.

    "anyway..."

    Tu gostas de simplificar mas infelizmente não chega (ler e escrever) e pelos vistos as tuas doses de imaginação e percepção também não são suficientes... mas deve ser apenas uma questão de dosagem, só pode ser! keep growing...


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 12-01-04 15:44 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    Não considero de forma alguma produtivo ou vantajoso responder a tais comentários, mas vou abrir excepção.

    "Adobe! Neste momento a Adobe lança os seus produtos maioritariamente para Mac e Windows, com excepções. Logo, quem quer fazer uso do Photoshop, por exemplo, tem de ter (exceptuando Wine...) Windows ou Mac. Eu acho que isto não é concorrência nenhuma, mas uma boa parceria."

    A tua má interpretação levou-te a afirmar que eu tinha dito que a Adobe só lança produtos para Windows e Mac porque está associada à Microsoft. É verdade. Não obstante, não deixa de ser uma empresa que busca o lucro. Obviamente que se o Linux for uma plataforma com futuro e lucrativa, a Adobe lançará os produtos para ela. Mas neste preciso momento lança os produtos maioritariamente para Windows e como tal é, indirectamente, um colaborador e não um inimigo da Microsoft.

    Adoro a forma como me tentas atingir porque é esse, afinal, o teu propósito. Consultei alguns comentários meus e vê-se claramente que tu tens algo contra mim, que eu definitivamente não sei de onde surgiu, nem pouco me interessa.

    Se a tua tentativa de cada vez que respondes a um comentário meu é atingir-me de alguma forma, deixa-me desiludir-te desde já: mal me levanto da cadeira, és tão vago e impreciso como o sitio onde aterraram as cinzas do meu último cigarro. Portanto, desiste.

    P.S. - Caso ainda esteja com esperanças, eventualmente para alimentares fantasias para depois te auto-satisfazere com o que eu disse, não, não foi no cinzeiro que as cinzas aterraram.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 16:15 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    Não tenho nada contra ti acredita (tens-te em muito boa conta), apenas te respondo muitas vezes porque neste momento neste fórum és a maior fonte de fud que por aqui anda... só isso, mas se reparares respondo a outras pessoas sempre com o objectivo de não deixar que inverdades ou meias verdades permaneçam como verdades absolutas.

     
    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 12-01-04 17:09 GMT (#73)
    (Utilizador Info)
    Eu FUD? Perdão, FUD é Microsoft, eu sou anti-FUD e como tal procedo de forma inversa, mas usando o mesmo esquema, que eles.

    E ninguém faz uso do que eu digo para teses científicas nem para relatórios empresariais. Assim sendo, o que eu digo tem um grau de precisão bastante satisfatório e mantenho o que digo: a Microsoft tem de ser combatida. Ponto final


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 18:11 GMT (#74)
    (Utilizador Info)
    Não vou alimentar esta discussão, mas não percebes que esse teu espirito anti-microsoft tira-te imensa lucidez e razão em inumeras posições que tomas... achas que de alguma forma isso ajuda o movimento pelo qual nutres simpatia?
    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por 4Gr em 12-01-04 18:34 GMT (#76)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente, não sei em quê que o facto de eu não gostar da Microsoft me tira lucidez e razão, mas tudo bem.

    Repara nisto: eu já percorri a história da Microsoft quase toda, já li sites pró e anti Microsoft, já ouvi opiniões, casos e case studies, muita e muita coisa à cerca desta empresa, razão pela qual eu não consigo ficar imparcial, razão pela qual eu a detesto.

    E isso não ajuda nem deixa de ajudar o Software Livre.

    Há outras empresas que eu também não gosto, Portugal Telecom por exemplo, e não estou a prejudicar o movimento "XPTO" nem estou a ser menos lúcido quando discuto alguma coisa relacionada com isso.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por drdude em 10-01-04 10:14 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Entretanto as coisas passaram, a Microsoft ainda ca' anda, a Novell basicamente desapareceu e a Sun nao anda longe disso.


    Esse teu constante Sun trashing tem piada; especialmente por ser ridiculo... estava na altura de te actualizares.
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por CrLf em 10-01-04 15:20 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Pois é, especialmente vindo de alguém que há uns tempos só elogiava a Sun. Mas o dark side é muito apelativo... :)

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 10-01-04 16:14 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Pois é, especialmente vindo de alguém que há uns tempos só elogiava a Sun. Mas o dark side é muito apelativo... :)

    Enganaste-te em relacao 'as minhas preferencias pessoais -- mas ja' o fazes ha' uns tempos.

    A Sun esteve varias vezes em posicao de se reinventar e relancar no mercado -- falhou de o fazer em todas essas ocasioes. Na minha opiniao esta' a ser destruida pelos executivos que tem -- so' isso. Consegues perceber isto ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por CrLf em 10-01-04 16:18 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Relaxa, estava só no gozo. Na verdade a Sun é hoje uma empresa sem uma verdadeira estratégia a longo prazo (hoje é java, amanhã linux, depois o linux já não presta, depois são uma empresa de hardware...) e é isso que vai acabar por acabar com eles, logo no que respeita à Sun eu até concordo contigo.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por drdude em 12-01-04 1:10 GMT (#55)
    (Utilizador Info)
    Le isto :

    The year ahead.

    For Sun Microsystems, 2004 is the year of innovation.

    By Scott McNealy


    Nao me parece que andem 'a driva...

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 10-01-04 16:10 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Esse teu constante Sun trashing tem piada; especialmente por ser ridiculo... estava na altura de te actualizares.

    O meu "Sun trashing" tem uma razao -- a Sun perdeu completamente o comboio entre 2000 e 2003, e nao estou a ver o que a possa vir a salvar. Posso estar enganado, mas ha' muita gente que concorda comigo (nomeadamente, o mercado).


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por drdude em 12-01-04 1:07 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    A proposito do mercado, a Merill e Banc of America fizeram um upgrade para buy, e em 3 semanas a SUNW subiu cerca de 25%...
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por BlueRibbon em 10-01-04 16:06 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Infelizmente tenho andado um pouco alheio ao que se tem passado com a Sun, mas será que podes partilhar comigo as razões pelas quais destinas a Sun ao desaparecimento?
    Não estou a ser irónico sem gozão, nem digo que sim nem que não, mas não sei mesmo, gostaria de saber. Thanx

    KISS - Keep It Simple, Stupid!

    Re:Opinião (Pontos:3, Interessante)
    por leitao em 10-01-04 16:28 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Infelizmente tenho andado um pouco alheio ao que se tem passado com a Sun, mas será que podes partilhar comigo as razões pelas quais destinas a Sun ao desaparecimento?

    Simples -- a Sun era uma empresa que vendia servidores UNIX ha' 10 anos atraz, e hoje continua a ser a mesma coisa.

    O que vai fazer desaparecer a Sun e' precisamente o que muitos aqui acham que vai fazer desaparecer a Microsoft: o Linux em conjunto com servidores Intel muito baratos.

    A HP, IBM, Apple e outros fabricantes de hardware perceberam em 2000/2001 que o futuro nao estava nos servidores mas sim no consumidor final -- repara onde e' que a HP hoje em dia se esta' a expandir: iPAQ's e produtos para consumidores, a Apple nos iPod's.

    A Sun nao tem nada que possa atrair consumidores individuais, e nao tem uma base tecnologica que tenha algo de revolucionario.

    A minha conclusao -- a Sun vai-se tornar a proxima SGI, uma empresa no limbo que nem aquece nem arrefece.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por joaorf em 10-01-04 17:24 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    O segmento de mercado mais lucrativo da Microsoft, diz-se, é o Office.
    Se a Sun conseguir colmatar as lacunas ainda existentes no StarOffice, e tiver capacidade de influenciar o mercado a aderir a este software, não ganhará muito em termos financeiros (já que o StarOffice é barato, e tem a concorrência do OpenOffice). Mas a Microsoft, sem dúvida, que sofrerá com isso.
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por BlueRibbon em 10-01-04 19:12 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Obrigado pela resposta.
    Mas achas mesmo que o famoso Sun Java Desktop System não tem pernas para andar?

    KISS - Keep It Simple, Stupid!

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 10-01-04 19:23 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Acho que nao -- nao estou a ver o que traz de novo ao mundo Linux (que ja' tem dezenas de distribuicoes, e que nao precisa de mais uma).


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 10-01-04 19:50 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Não acho que o JDS traga nada de novo ao Linux, mas traz o Linux à SUN.

    Não me parece que tenha sido uma aposta assim tão disparatada.


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por leitao em 11-01-04 0:52 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Foi a resposta que restou 'a Sun, porque esta nao se mexeu a tempo. Por isso e' que e' uma ma' resposta.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Opinião (Pontos:2)
    por 4Gr em 11-01-04 2:25 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Não sei até que ponto será uma má resposta. Como tu sabes, as TI são, provavelmente, o sector com uma variação muito grande, ou seja, está em constante alteração. O que é hoje bom e próspero é amanhã uma alternativa disparatada. Portanto, não creio que o tempo seja o factor decisivo.

    Vendo bem, eles não tinham muito mais por onde pegar. Neste momento não há nenhuma pérola como foi a internet, as dot com, etc.. Ou talvez haja.. o Linux! Se assim for, então foi uma boa aposta.

    Se virmos bem, que está a fazer a Microsoft de especial? Já saíu a sua nova office suite e ninguém prestou atenção a isso. O aparecimento da Microsoft nos telemóveis e PDA's é temporário, pois a Nokia tem o domínio absoluto. Que resta à Microsoft? Sustentar o Windows e o Office. O Office é por pouco tempo e o Windows? Se o Longhorn correr mal.. é o desfeche imho.

    Eu acredito que se a SUN ultrapassar esta crise brutal, então a longo prazo será uma das maiore concorrentes da Microsoft. Pessoalmente, desejo as maiores felicidades a todos aqueles que sejam concorrentes da Microsoft :-)


    Dominus vobiscum
    Re:Opinião (Pontos:1)
    por mrmv em 12-01-04 10:43 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    Existem uns dominios totais e absolutos mais legitimos que outros... :-)


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Re:Opinião (Pontos:2)
    por raxx7 em 13-01-04 6:20 GMT (#78)
    (Utilizador Info)
    Até o futuro da SGI parece melhor que o da SUN.
    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Opinião (Pontos:2, Interessante)
    por grilo em 12-01-04 8:42 GMT (#59)
    (Utilizador Info)
    Entretanto as coisas passaram, a Microsoft ainda ca' anda, a Novell basicamente desapareceu e a Sun nao anda longe disso.

    A Novell, basicamente, não desapareceu. Está viva, e bem viva, e adquiriu há pouco a Ximian e a SuSE... para quem tinha desaparecido, ainda têm muito dinheiro nos cofres, não concordas? Ah, vamos lá ver... a IBM injectou também uns 50 milhões na Novell.

    Não acredito que a IBM fosse mandar essa quantidade de dinheiro à rua, se não achasse um Bom Investimento(TM).

    Por seu lado, a Sun Microsystems, também optou por adoptar uma estratégia de GNU/Linux na desktop (JDS - Java Desktop System, nome de código Mad Hatter), e após ter conseguido uns acordos fulminantes com a China (500.000?) e Grã-Bretanha (800.000?), continua a fazer acordos pelo mundo fora, e não te admires se conseguirem muitas mais Desktops.

    Isto é um modelo de negócio extremamente interessante que, embora eu não acredite que [a Sun] vá lucrar alguma coisa com a venda das licenças para as tais JDS, o suporte vale ouro, meu amigo.

    Nao subestimes a capacidade da Microsoft se reinventar.

    Ninguém subestimou a capacidade da Microsoft se reinventar. Por outro lado, tu sobrestima-la.

    Sabias que nem aquele difamado Clip do Microsoft Office foi criação deles? A Microsoft tem um grande historial de "copiar". Não que isso seja errado em termos de negócios, mas não vamos dar-lhes louros por aquilo que eles não criaram.

    À semalhança, o lindo protocolo MSN, também não é criação deles... eles puseram algumas macacadas no mesmo, e arranjaram um cliente que alguns afirmam como "bonito".

    O Jabber está anos de luz à frente do MSN, mas não tem uma empresa que detém algo muito próximo de um monopólio a empurrar a sua integração em todos os computadores pessoais...


    Será que ???? (Pontos:1)
    por Esqueleto em 10-01-04 19:01 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.tusofona.com
    Será que não à estudos sérios nesta área ????

    Será que todos os estudos são parciais !??!?!
    Acho que somente desta forma podemos parar esta onda de relatórios falsificados e parciais.

    (())
    Esqueleto
    Re:Será que ???? (Pontos:2, Informativo)
    por mrmv em 12-01-04 11:19 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    Os relatórios não são falsos, são é especificos...


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]