gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
EVARISTO: publicada a 1ª beta da versão 1.2
Contribuído por AsHeS em 08-01-04 11:00
do departamento das ferramentas ge- gestão
Notícias m16e escreve " Foi hoje publicada a 1ª beta da versão 1.2 do Evaristo. Para quem ainda não sabe, trata-se do primeiro Sistema de Gestão (ERP) publicado sob Licença GPL (software livre) e feito em Portugal. De entre as principais novidades destacamos: "

"

  • Acertos de Inventário
  • Autenticação automática do utilizador
  • Edição de tabelas mais 'amigável'
  • Suporte para documentos com um número (quase) ilimitado de páginas

Veja os detalhes no nosso site em www.m16e.com
Até breve e um excelente ano de 2004."

Falha de segurança nas passwords do MS Word | Kernel 2.6.1 is out  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • www.m16e.com
  • m16e
  • Mais acerca Notícias
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Boa (Pontos:2)
    por jig em 08-01-04 14:26 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Por acaso este é daquele género de programas que de vez em quando me perguntam se conheço.
    Agora já posso dizer que conheço um que é Português e em GPL.

    Parabéns pelo vosso trabalho e pela coragem de terem usado GPL...
    Re:Boa (Pontos:3, Engraçado)
    por smsp em 09-01-04 14:21 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Pronto, eu esperei e esperei e ninguém o disse... Vou mesmo ter de ser eu:

    Costumam perguntar-te «Ó Evaristo, tens cá disto?»

    Pronto. *respira fundo*

    «You cannot steal a gift, which is what code released under the BSD license is.»

    Engraçado... (Pontos:3, Interessante)
    por Esqueleto em 08-01-04 19:26 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.tusofona.com
    Engraçado que muitas das empresas dizem que não colocam os seus produtos sobre a licença GPL porque vão perder dinheiro, ou vão perder a sua vantagem tecnológica..... infelizmente ainda não ouvi dizer que alguma empresa usou este software pare desenvolver o seu.... certo ???

    Será que as empresas que querem usar este software fazem download ou compram ????

    Gostaria de saber qual o racio de vendas Vs Download.

    (())
    Esqueleto
    Re:Engraçado... (Pontos:3, Interessante)
    por joaobranco em 08-01-04 20:05 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente, um ERP é justamente uma daquelas áreas onde me parece que a vantagem de ser código fechado para os desenvolvedores é menor. Isso porque não se pode em geral usar um ERP "chave-na-mão".

    Não conheço nenhum ERP que possa ser utilizado numa instituição sem adptações (e não são geralmente muito pequenas) ao caso em particular que é aquela empresa.

    Ou seja, alguém vai ter de fazer essa adaptação - e quem melhor para isso que alguém que conheça o código?

    Claro que pode-se pensar que podem existir outras empresas que peguem no código e forneçam eles o serviço de adaptação do ERP às necessidades da empresa... Mas ainda assim não creio que os desenvovedores originais percam com isso, porque estão na posição de maior visibilidade.

    Cumps, JB

    Re:Engraçado... (Pontos:2, Engraçado)
    por m16e em 08-01-04 22:16 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    • Sistemas instalados a pedido do cliente (pagos): 3
    • Downloads efectuados a partir da sourceForge desde Novembro: +/- 150

    Conclusão #1: por cada cópia legal vendida há 50 cópias piratas?

    Conclusão #2: a coisa está tão mal que nem conseguem instalar para testar?

    Conclusão #3: o director de marketing da M.P. deveria ser despedido?

    Conclusão #4: desiste e 'alista-te' na M$?

    Conclusão final: mais 6 meses e arrisca-se a ser um caso sério!

    Comentário + sério: pela experiência que tenho, se a ideia é verdadeiramente original e válida (pelo menos em aplicações desta dimensão), não vale a pena 'fechar' o código - mesmo estando disponível, ninguém tem a pachorra para o 'descascar' ;-)
    e, se a tiver, melhor... sempre pode dar uma ajuda ;-)


    Re:Engraçado... (Pontos:2)
    por smsp em 09-01-04 8:50 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Há ainda a hipótese dos que fazem o download para "investigar", ou seja, ver o que faz o programa, talvez mesmo ponderar a compra. Penso que essa é uma vantagem--a possível adaptação ao programa antes da eventual compra (e não apenas neste caso.)

    «You cannot steal a gift, which is what code released under the BSD license is.»

    Re:Engraçado... (Pontos:2)
    por mlopes em 09-01-04 10:40 GMT (#25)
    (Utilizador Info)

    Conclusão #2: a coisa está tão mal que nem conseguem instalar para testar?


    Epá eu fiz o download para experimentar (só por curiosidade) mas aquilo começou a queixar-se que faltava uma "class" e que o parametro Xint não é válido, como o meu interesse era apenas por curiosidade para ver a maturidade do projecto, etc (para que o possa vir a aconselhar ou não), não perdi mais tempo com isso!

    Ok, eu admito que sou um bocado alérgico ao Java o que fez com que arrumasse o caso ainda mais depressa!

    Aqui vai o log:

    + java -Xint -classpath /usr/share/pgsql/pg73jdbc3.jar:/usr/local/m16e/lib/m16e-free-tools-v0r7.jar:/usr/local/m16 e/lib/evaristo-v1r2.jar com.m16e.mpbiz.MpBiz '\'
    Error: Unrecognized JVM specific option `-Xint'.
    Couldn't find or load essential class `java/lang/Object' java.lang.NoClassDefFoundError java/lang/Object
    ./evaristo.sh: line 29: 3891 Aborted (core dumped) java -Xint -classpath $MPBIZ_CLASSPATH com.m16e.mpbiz.MpBiz $1 $2 \\

    Só mais uma coisa, na documentação diz que se pode instalar onde quiser, mas quando ele arranca vai procurar ficheiros sempre a "/usr/local/m16e/evaristo

    "Se um dia, a vida te der as costas... apalpa-lhe o cu."

    Re:Engraçado... (Pontos:3, Informativo)
    por [Cliff] em 09-01-04 13:26 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    E podes instalar onde quiseres... não quer dizer que execute na mesma :P

    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:Engraçado... (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 16:32 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    Basta substituir a JVM pela da Sun ou da Blackdown e vais ver que funciona ;-)

    Na documentação tb diz como se pode parametrizar para o correr a partir de outro directório, mas é muito mais fácil instalá-lo no '/usr/local/m16e' -- Read The Fine Manual ;-)


    Re:Engraçado... (Pontos:2)
    por mlopes em 09-01-04 17:44 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Kaffe Virtual Machine
     
    Copyright (c) 1996-2002 Kaffe.org project contributors (please see
        the source code for a full list of contributors). All rights reservced.
    Portions Copyright (c) 1996-2002 Transvirtual Technologies, Inc.
     
    The Kaffe virtual machine is free software, licensed under the terms of
    the GNU General Public License. Kaffe.org is a an independent, free software
    community project, not directly affiliated with Transvirtual Technologies,
    Inc. Kaffe is a Trademark of Transvirtual Technologies, Inc. Kaffe comes
    with ABSOLUTELY NO WARRANTY.
     
    Engine: Just-in-time v3 Version: 1.0.7 Java Version: 1.1
    Configuration/Compilation options:
        Compile date : Fri Sep 6 18:53:01 CEST 2002
        Compile host : hp6.mandrakesoft.com
        Install prefix: /usr
        Thread system : unix-jthreads
        CC : gcc
        CFLAGS : -O3 -pipe -mcpu=pentiumpro -march=i586 -ffast-math -fno-strength-reduce -O2 -Wall -Wstrict-prototypes
        LDFLAGS :
        ChangeLog head: Tue Jul 02 11:01:52 PDT 2002 Jim Pick

    Isto é o que eu tenho, vinha com o Mandrake, como tenho ideia que dá um trabalhão do caraças instalar o JAVA e configurálo para que fique como deve de ser, fico-me por aqui.
    Obrigado pela ajuda, quando tiver um pouco mais de tempo livre tento outra vez ;).

    "Se um dia, a vida te der as costas... apalpa-lhe o cu."

    Re:Engraçado... (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 20:00 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    Kaffe Virtual Machine
    ...
    Isto é o que eu tenho, vinha com o Mandrake, como tenho ideia que dá um trabalhão do caraças instalar o JAVA e configurálo para que fique como deve de ser, fico-me por aqui.

    Instalar o Java em linux é facílimo. Vê em http://java.sun.com/j2se/1.4.2/jre/install-linux.html, estão lá as instruções detalhadas. Nota: recomendo a instalação binária versus o '.rpm'!

    Depois é só acrescentar o directório onde foi instalado o Java ao início da PATH. Eu costumo acrescentar este script no directório /etc/profile.d/:

    # JVM defenitions
    # Author: carlos __ at __ m16e.com

    JDK_HOME=/usr/local/j2sdk1.4.2
    export JDK_HOME

    JAVA_HOME=$JDK_HOME
    export JAVA_HOME

    PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH
    export PATH

    P.S.: se precisares de ajuda, diz ;-)


    Re:Engraçado... (Pontos:2)
    por ruben em 10-01-04 17:24 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://www.nocturno.org/ruben
    Basta substituir a JVM pela da Sun ou da Blackdown e vais ver que funciona ;-)

    Tanto o JVM da Sun como a da Blackdown são (tanto quanto sei e se as coisas não mudaram recentemente) não-livres.

    Não sou entendido em Java e daí a pergunta: É possível correr o Evaristo sem recorrer a software não-livre?

    P.S. Parabens pela iniciativa!

    Ruben
    Re:Engraçado... (Pontos:1)
    por m16e em 10-01-04 22:46 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    Tanto o JVM da Sun como a da Blackdown são (tanto quanto sei e se as coisas não mudaram recentemente) não-livres.

    Continuam não-livres :-(

    Não sou entendido em Java e daí a pergunta: É possível correr o Evaristo sem recorrer a software não-livre?

    Não. Há dependências da versão 1.4 e, que eu saiba, essas são as únicas JVM que suportam essa versão. Um dia...


    Algumas sugestões.. (Pontos:3, Interessante)
    por 4Gr em 08-01-04 23:33 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Aqui seguem algumas sugestões que me parece importantes, mais uma opiniõe pessoais:

    - Sigam o modelo de exemplo do PHC. É, actualmente, a melhor aplicação do género e, se tiverem pelo menos 3/4 das features deste, já têm um excelente programa;

    - Não disponibilizem o manual a versões não pagas. Os clientes que pagam têm de sentir que valeu a pena pagar, houve vantagem nisso. Não só o suporte, mas o manual também seria importante.

    - Integração com bases de dados é fulcral. Embora seja ainda uma aplicação pequena, este é um pormenor fundamental.

    - Os botões que usam na aplicação não são suficientemente explícitos. Que tal botões mais agradáveis ah vista :-) ?

    Obviamente que a lista de críticas (construtivas ;-) e sugestões seria interminável. Não obstante, os meus sinceros parabéns pela coragem, pelo esforço e pelo resultado!


    Dominus vobiscum
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2, Interessante)
    por gggm em 08-01-04 23:50 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    3/4 da funcinonalidades do phc é, numa fase inicial exigir demais, se não mesmo o impossível! o PHC é um software extremamente vasto, com n+1 funcionalidades!

    Na minha opinião o melhor é mesmo começarem por ter uma boa base (que acaba por ser o que secalhar a maior parte das pequenas empresas utilizam...), mas principalemente uma base que seja escalável, para poderem desenvolver novas funcionalidades apartir dali, de preferência a pedido de empresas!
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 0:22 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    Na mouche!!!
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 0:20 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    1. Há uma regra que presidiu (e preside) à elaboração da estrutura de dados do MP-Biz, do qual o Evaristo é o primeiro componente:
    Não há duplicação de informação, a fim de eliminar grande parte dos erros mais chatos, mesmo que isso obrigue a algumas queries um pouco mais complexas (mas é para isso que inventaram o SQL). Isto significa que não iremos colocar o nome dos clientes nas linhas das facturas, por muito que isso nos simplifique as listagens ;-)

    2. Mas porquê? 99% dos utilizadores não lê o manual...

    3. ??? (não percebi)

    4. Aceitamos (e agradecemos) propostas para novos botões ;-)


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2)
    por DomusOnline em 09-01-04 0:27 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Nomes de clientes nas linhas de facturas?!

    Alguém faz isso?!

    Se sim, por favor digam-me quem!

    Cumprimentos
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 0:32 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    Não aponto que é feio. mas basta olhar para as estruturas de dados (e grande parte ainda são dBase -- é fácil de encontrar essas coisas).


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-01-04 3:40 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    toda a gente que se apercebe que é muito mais importante as facturas serem mais rápidas do que integridades desses dados estáticos com a base de dados...
    isto para bds grandes. acho que vi a efacec a falar nisto...
    ---

    Que Bush vos abençoe.
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:3, Informativo)
    por ^magico^ em 09-01-04 7:56 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Para esclarecer algumas dúvidas relativamente à colocação ou não do nome do cliente na factura aquando a sua emissão, convém considerar que uma factura é um "objecto" totalmente autonómo. Após a sua criação, deve possuir todos os valores para que possa ser impresso hoje ou daqui um ano sem adulteração ou falta dos dados iniciais.

    Assim é importante que no documento fique referido o nome que o cliente usou naquela factura.

    No entanto, e por uma questão de normalização de base de dados, nós optamos por não colocar o nome da tabela mas sim, fazer referência à tabela de entidades (clientes) a uma versão especifica. Assim, no documento temos ClienteID que aponta para a tabela de Entidades que aí contem todos os clientes (e todas as suas alterações).

    A vantagem de ter o histórico activo de alterações de clientes é que permite facilmente saber quais as alterações já realizadas, e como a versão mais actual do cliente está marcada, sabemos exactamente qual a que deve ser usada em novos documentos.

    Este é o método que nós (eu) uso, é óbvio que existem várias outras maneiras.

    Este comentário foi publicado ao abrigo dos conselhos "How to handle a Troll".
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 16:50 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    Sem dúvida que essa é uma boa solução, mas o problema só ocorre quando é necessário emitir 2ªs vias de um documento, cuja entidade entretanto alterou a morada (se fôr o nome a ser alterado, deverá ser criada uma nova Entidade).

    Por enquanto, ainda não está implementada nenhuma solução para essa questão -- que tb não é frequente, mas será assim que fôr possível, à custa de um histórico de alterações ou doutra maneira qualquer...


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2)
    por ^magico^ em 10-01-04 10:21 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    se fôr o nome a ser alterado, deverá ser criada uma nova Entidade

    Não propriamente. Vêm-me agora à ideia uma empresa aqui da zona que alterou o nome mas *manteve* o NIF, assim sendo no nosso sistema bastou apenas actualizar o nome e também assim manter o NIF bem como o número de cliente por nós atribuido!

    O resultado é que tudo que está para trás se mantém como antigamente, e o todos os documentos novos assumem o novo nome.

    Cumprimentos,


    Este comentário foi publicado ao abrigo dos conselhos "How to handle a Troll".
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 10-01-04 16:18 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    Sim, OK! Faz sentido, desde que mantenha o NIF. Mas isso é uma questão que depende mais das conveniências do utilizador (continuar a usar a mesma entidade ou não), do que do desenho da aplicação e aí já se fala em costumização.

    Tudo menos colocar dados do cliente na tabela das linhas dos documentos para facilitar listagens ;-)


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2)
    por ^magico^ em 09-01-04 7:49 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Nomes de clientes nas linhas de facturas?!

    Sim.

    Alguém faz isso?!

    Sim, por exemplo a PHC!

    Cumprimentos,
        Fernando Silva

    Este comentário foi publicado ao abrigo dos conselhos "How to handle a Troll".
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2)
    por 4Gr em 09-01-04 1:28 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Quanto ao manual, discordo dessa taxa dos 99%. Pelo menos os manuais que acompanham o PHC e que eu já vi (e tenho) são extremamente importantes para a correcta utilização avançada do programa. Claro que para adicionar uma factura não é preciso consultar o manual, mas quando o projecto se tornar grande, é apenas mais uma sugestão para valorizar o vosso investimento :-)

    Relativamente ao ponto 3, refiro-me a integração personalizada com qualquer base de dados. Pelo que percebi esse ainda não era um campo muito explorado, mas posso estar redondamente enganado!


    Dominus vobiscum
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 1:54 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    3. Iremos procurar mantermo-nos agnósticos em relação às Bases de Dados, pelo que optámos por usar o princípio do máximo denominador comum e, tanto os tipos de campos das tabelas como as procedures e constraints utilizadas se resumem àquelas que são comuns à maior parte das BD.

    (do Manual do Utilizador)

      Antes de instalar a aplicação deverá assegurar as seguintes condições:
    • Instalação da Máquina Virtual Java (Java Runtime Environment 1.4, ou superior)
    • Base de Dados que suporte transacções e stored procedures
    • Driver JDBC Tipo II (ou superior)

    É claro que, se alguma instalação o aconselhar poderemos optar por fazer optimizações em função da BD a usar, mas aí o cliente corre o risco de ficar 'preso' a essa BD, situação que só será justificável em projectos de grande envergadura.


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-01-04 3:43 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    é uma boa solução.
    já agora, que bds testaram?
    e uma dúvida, alguém... a linguagem dos stored procedures não depende da bd? se não, algum linkizinho interessante era bom ;)
    ---

    Que Bush vos abençoe.
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2, Informativo)
    por m16e em 09-01-04 4:51 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    A infraestrutura de ligação às BD's já foi testada com DB2, Oracle, Pointbase, PostgreSQL, SQL Server e SyBase, com o Gaudí, que foi a aplicação utilizada para desenhar a estrutura de dados.

    As stored procedures do MP-Biz são tão básicas que todas as BD's as devem suportar, eventualmente com algumas alterações, como é habitual no SQL :-(


    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:3, Esclarecedor)
    por mlemos em 09-01-04 6:18 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/
    Não há duplicação de informação, a fim de eliminar grande parte dos erros mais chatos, mesmo que isso obrigue a algumas queries um pouco mais complexas (mas é para isso que inventaram o SQL). Isto significa que não iremos colocar o nome dos clientes nas linhas das facturas, por muito que isso nos simplifique as listagens ;-)
    Não sei se te ocorreu isto quando pensaste em evitar a duplicação de informação, mas nota que muitas vezes a duplicação de informação se faz para manter a consistência dos documentos com o momento em que foram emitidos. Por exemplo, se um cliente mudar de nome ou de endereço, vais mudar nos documentos do passado sabendo que na altura o nome ou endereço antigo é que era o certo? Não me parece que seja boa ideia e nem sei se legalmente seria aceitável.
    Re:Algumas sugestões.. (Pontos:2)
    por ^magico^ em 09-01-04 7:57 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Tens toda a razão, num outro comentário expliquei o método que uso (pró caso de ser util para alguém) :)

    Este comentário foi publicado ao abrigo dos conselhos "How to handle a Troll".
    Parabéns + Dúvida (Pontos:3, Interessante)
    por gggm em 08-01-04 23:54 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    em primeiro lugar parabéns pela iniciativa, e desejo felicidades para o vosso projecto!

    Em segundo, tenho uma dúvida, pelo que vi o osso software permite emitir facturas, guias de remessa... que são documentos que já têm validade fiscal, o software para fazer isto tem que estar licensiado de alguma forma pelo ministério das finanças?
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 0:09 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    Tanto quanto sei, e a menos que a legislação tenha sido alterada, não está previsto qualquer tipo de homologação da parte do Ministério das Finanças ou qualquer outro.

    A responsabilidade cai, assim, sobre a entidade que emite esse(s) documento(s) e não sobre a aplicação que o(s) emitiu.

    Por favor, corrijam-me se estiver enganado ;-)


    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 09-01-04 3:45 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    penso que sim... mas se não garantirem aos clientes o correcto funcionamento estou a ver aí potênciais bloqueios à utilização...

    e ainda não disse, boa sorte.
    ---

    Que Bush vos abençoe.
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:2)
    por ^magico^ em 09-01-04 7:58 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Sim, confirmo o que disseste!

    Este comentário foi publicado ao abrigo dos conselhos "How to handle a Troll".
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:3, Interessante)
    por [ Ent ] em 09-01-04 12:10 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    A responsabilidade cai sobre a entidade que emite a factura mas repara que qualquer software que se encontra à venda no Continente tem algo do genero "Compativel com a legislação portuguesa".
    Seria um ponto interessante de melhoria e que não me parece demasiado complicado.
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:1)
    por m16e em 09-01-04 22:07 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com
    qualquer software que se encontra à venda no Continente tem algo do genero "Compativel com a legislação portuguesa"

    A M.P. não dispõe de recursos finenceiros que lhe permitam contratar um consultor jurídico a fim de assegurar a veracidade de uma informação desse género e com um grau de responsabilidade tão abrangente :-(

    No entanto, espero que, se alguém detectar alguma falha legal no MP-Biz nos informe (para que a possamos corrijir) em vez de nos denunciar às autoridades ;-)


    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:2)
    por [Cliff] em 10-01-04 0:07 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Isto é o que eu acho:
    O compatível com a legislação portuguesa, quase certamente se refere a taxas, impedimento que se façam algumas ilegalidades (como apagar facturas sem deixar rasto), etc;
    Nas finanças, o que me foi dito, é que para se poder usar um programa de gestão, esse programa deve obrigatóriamente imprimir o texto "Processado por computador" nos documentos emitidos;
    O que ouvi dizer mas nunca cheguei a saber se sim ou não: o programa tem de ser registado nas finanças para poder ser usado.
    Agora, isto é tudo muito bonito, e ainda hoje pode ser facilmente aplicável, mas daqui por uns anos, quando talvez o open-source for rei cof cof, não faz sentido nenhum.
    De qualquer das formas, sugiro que quanto tiveres disponibilidade faças uma deslocação à repartição de finanças mais próxima :)


    ---
    Conformity is the jailer of freedom and the enemy of growth.
    --John F. Kennedy
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:1)
    por gggm em 10-01-04 2:48 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    O compatível com a legislação portuguesa, quase certamente se refere a taxas, impedimento que se façam algumas ilegalidades (como apagar facturas sem deixar rasto), etc;


    Qualquer programa de gestão/facturação é suficiente flexível para permitir, om mais ou menos esforço, apagar ou anular facturas (ou outros documentos), alterar datas/numerações etc, etc... enfim coisas do dia a dia das empresas :-)

    O que ouvi dizer mas nunca cheguei a saber se sim ou não: o programa tem de ser registado nas finanças para poder ser usado.

    Era realmente a ideia que eu tinha, e acho que até tem que se pagar para o software ser certeficado ou homologado (ou o que é que quer que eles chamem...) pelo ministério das finanças. O que realmente no caso do software ser gratuito não faz grande sentido, uma empresa estar a pagar só para poder destribur o software dela...
    Re:Parabéns + Dúvida (Pontos:1)
    por m16e em 10-01-04 3:15 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.m16e.com

    F.U.D. ;-)

    Isso (a homologação) só é necessário para transacções financeiras on-line, e não é feita junto do Ministério das Finanças, mas sim junto das entidades que garantem a transacção: SIBS, Unicre, etc. e, sim! custa uma pipa de ma$$a.


     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]