gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
De "start ux" a "star tux" - 2 anos de estórias
Contribuído por BladeRunner em 03-01-04 10:20
do departamento Crónicas
Gildot Corria o Verão de 2001 e eu estava a colaborar nos meus tempos livres como programador free lancer numa empresa de Aveiro, a Mindjuice, que tinha ficado sem o seu programador, restando os dois sócios que sabiam de HTML e design.
Entretanto e infelizmente, a empresa na altura era nova e padecia das dores de parto de qualquer empresa desta coisa da internet: demasiado tempo livre.
Foi então que eu vi a oportunidade de fazer algo que já trazia em mente há tempos e que pensava ser um "nicho de mercado" por explorar: um site sobre Linux, outros Unixes livres e software livre em geral destinado a newbies.
A ideia era fazer algo ao estilo do PHPBuilder: um site com artigos técnicos que pudessem ser comentados pelos seus utilizadores e visitantes e onde pudessem ser adquiridas ao menor preço possível as várias distribuições Linux e *BSD. Isto para mim era muito importante. Na altura (e hoje ainda) a banda larga era uma miragem para todos os que não tivessem uma Universidade ou instituição similar à mão para poderem sacar ISOs de seiscentos e tal Megabytes.
Assim, registámos o domínio caloirux.org, eu deitei mãos ao PHP e os outros dois carolas ao design.
Contudo, apesar de ter sido criado um layout e de eu ter chegado a conceber a estrutura da base de dados, e de toda a boa vontade e empenho no projecto, depressa chegámos à conclusão que seria uma tarefa hercúlea levar a bom porto aquele barco em tempo útil.
Para mais, e ainda bem, tinham chegado à Mindjuice dois ou três trabalhos aos quais era obviamente necessário dar prioridade.
Ficou o caloirux.org para outras núpcias, mas não esquecido.

Correu o tempo e chegou o mês de Dezembro. Os meus amigos da Mindjuice já não tinham felizmente a disponibilidade de antes e eu queria mesmo fazer algo.
Foi então que resolvi subverter completamente a ideia original (o tal estilo PHPBuilder) e fazer um weblog dirigido ao mesmo público alvo.
Falei com o nosso António Coutinho, aka ajc here, para lhe perguntar se a Eurotux estaria disposta a patrocinar o alojamento do site, ao que ele respondeu prontamente que sim e que podia contar com todo o apoio técnico por parte da sua empresa, não sem que antes me avisasse de que o projecto estaria condenado ao fracasso :-)
[ cito de memória, concerteza que as palavras dele não foram estas, mas a ideia sim :P ]

O software... pois, já tinha administrado dois PHP-Nukes mas não tinha gostado muito, principalmente por causa da sua falta de segurança e de features.
Troquei uns e-mails com o Francisco Burzi que me disse que o PHP-Nuke estava muito melhor, mais seguro, modular (a novidade dos módulos) e me disse até, pedindo segredo, que o PHP-Nuke ia passar a ser patrocinado pela Mandrake e inclusivé já me escrevia a partir de um e-mail com o domínio mandrake.com
Bem, pensei eu, "as coisas devem estar realmente melhores. Talvez algum programador da Mandrake esteja a endireitar aquilo".

Aí fui eu. Saquei a versão 4.3 (salvo erro) e instalei-a no meu portátil: desgraça.
O código continuava a mesma salsaparrilha, os tais módulos ou funcionavam mal ou não funcionavam de todo, a tradução era horrível e incompleta, enfim... um pesadelo.
E foi assim que eu passei os últimos quinze dias de Dezembro desse ano a trabalhar a todo o gás em todos os meus tempos livres, à excepção das noites de 24 e 31, a endireitar o código, a escrever from scratch o módulo de envio de e-mail, e a hackar aquilo de uma ponta a outra.
No final já mais de 50% do código tinha sido escrito por mim.

Entretanto, deixei de gostar do nome "caloirux" e após uma sessão de brain storming na Mindjuice, chegámos ao nome startux.
A ideia do nome era simples uma vez decomposto: start ux - iniciar(-se) em (Lin)ux. Percebem ?
Ok ;-)

No dia 2 de Janeiro de 2002, estava pronto.
Anunciei-o aqui no Gildot e o resultado foi o esperado. O startux.org foi... gildoted :-)
A primeira crítica não se fez esperar e com razão: um site destinado a software livre tinha um look igual ao Windows™ XP.
Em boa verdade vos digo que foi obra do puro acaso. Eu nunca tinha visto um XP à minha frente; só uns screenshots num daqueles booklets que a Microsoft™ gosta de fazer chegar às nossas secretárias :P
Ora na altura tinha visto um qualquer site alemão dedicado a skins para o PHP-Nuke. Cerca de duzentos.
Indo pelo método da eliminação, cheguei à escolha de um cujo nome era XP-Olive. Na altura não fiz a associação ao XP Microsoftiano.
Damn it ! As coisas começavam mal, mas curiosamente até houveram bastantes pessoas que disseram gostar do look e que lá por ser igual ao do XP isso não era importante.

Nesse primeiro dia inscreveram-se cerca de noventa pessoas.
Obviamente que estava consciente de que era o efeito Gildot a funcionar e de que a maioria dessas pessoas que se tinham registado, não mais voltaria ao site passada a novidade, o que se veio a verificar (até hoje).
O ritmo das novas inscrições depressa começou a decrescer, bem assim como o de número de artigos propostos.
Ao fim de um ou dois meses, começava a lembrar-me das palavras do António Coutinho, mas não ia desisitir tão depressa.
Para mim, o problema era o de que a audiência alvo do startux.org ainda não conhecia o site.
Enviei um press release para tudo quanto era jornal, revistas de informática e televisões e resultou: saiu no suplemento de Computadores do Jornal Público, no Tek.Sapo (este "rendeu" cerca de cem novos utilizadores), em várias revistas tradicionalmente ligadas ao Windows™ e passou no programa Curto Circuito da SIC Radical.
Com estas medidas e outras como o convite feito a quatro pessoas para se tornarem editores (já não lembro porque convidei quem, mas a verdade é que têm sido até hoje uma grande mais valia para o site), um concurso muito concorrido e muita perseverância, o startux.org lá se foi "aguentando nas canetas" e o número de utilizadores registados avançando lentamente pela casa das centenas.

Estava a começar a ficar satisfeito. O startux.org começava a ganhar massa crítica e o provavelmente então o passa-palavra ia fazendo crescer as estatísticas.
Foi então que fui atingido pela nostalgia da ideia original e escrevo um módulo para o PHP-Nuke destinado a permitir a inclusão de textos sobre o tema do site.
E assim ia o startux.org andando ao fim de mais ou menos seis meses de vida...

... até que um belo dia e já com a coisa a rolar sobre rodas e sem muitos soluços, pensei que o PHP-Nuke-martelado-por-mim já não dava para outras coisas que queria fazer e começava a ser um espartilho ao crescimento do site.
Começo a procurar alternativas: slashcode, postnuke, ezPublisher, etc., etc., etc.
Nessas buscas incluiu-se um e-mail enviado ao Paulo Laureano Santos a explicar-lhe o que queria para o startux.org, se ele achava que o siteseed servia para o que eu queria e se, em caso afirmativo, ele me ofereçia uma licença. Não me estava a apetecer pagar 200 contos por uma :P
Na volta do correio vem qualquer coisa como: "sim pá, o siteseed dá para isso e desde já me ofereço para a MrNet te fazer isso de borla e te herdar os conteúdos do PHP-Nuke". Eu esfreguei os olhos, li e re-li e não queria acreditar. Como diz o povo, "quando a esmola é muita, o pobre desconfia".
Lembro-me de ter chegado a telefonar ao António Coutinho a dar-lhe conta de tão inusitada oferta.
Bem, aceitei e em boa hora o fiz, porque de facto era uma oferta absolutamente desinteressada.
Entretanto e obviamente, a MrNet (que é a empresa do Paulo Laureano Santos e a proprietária do siteseed) deveria ter mais o que fazer do que o startux.org
Um designer chegou a fazer uma maquete para o novo design, mas logo por azar, a tropa chamou-o.
O tempo (meses) ia passando e, ou porque o Paulo se fartou dos meus e-mails (e eu dos dele :P), ou porque ele tivesse tido de repente um bocado de tempo livre, ele faz o startux.org praticamente num fim de semana, depois de o Fernando Durão da MrNet ter cortado um skin "roubado" ao PHP-Nuke e feito todo o HTML.
Infelizmente, já não me lembro porquê, perderam-se as passwords dos utilizadores do PHP-Nuke.

Finalmente, aquilo que vinha promentendo há algum tempo aos utilizadores do startux.org estava online.
Apesar de algumas críticas como a de não fazer sentido um site sobre software livre correr num software proprietário e de alguns protestarem contra o novo visual :-) a mudança foi bem acolhida.
Entretanto, passou a estar alojado numa máquina da MrNet, já que dava muito mais jeito ao Paulo e assim o startux.org passou de Linux para FreeBSD onde está até hoje.

Obviamente que o core business teria que continuar a ser o de um weblog. Já era tarde demais para mudar, mas com o passar do tempo começaram a surgir coisas novas e muito mais bem arrumadas do que antigamente; o Paulo ouvindo críticas e sugestões dos utilizadores foi melhorando substancialmente o funcionamento do site. As encomendas de Linux e *BSD passaram a ser feitas através de uma lojinha virtual que o Paulo "codou" num instante, os textos de referência deixaram de ser martelanços no PHP-Nuke para objectos do siteseed, etc.
Entretanto, a MrNet comprou novos servidores e o startux.org tem hoje uma máquina só para si. Não exactamante, mas é como se o fosse. Leiam esta crónica do Paulo Laureano Santos. É assim que o o site está.

Convidaram-se novos editores e consultores para mandarem ideias e bitaites, reunindo-se todos numa mailing list:

Editores:

- Bruno Barão
- Daniel Jana
- João Silva
- Márcio Dias
- Marco Lopes
- Mário Gamito
- Nuno Donato
- Paulo Jorge
- Pedro Cavaco
- Pedro Esteves
- Pedro Venda
- Rúben Oliveira
- Rúben Silva
- Tiago Pereira


Consultores:

- António Coutinho
- António Pinto
- Manuel Lemos
- Mário Valente
- Paulo Laureano Santos
- Ricardo Oliveira

Espero não me estar a esqueçer de ninguém, o que provavelmente estará a acontecer :-\

Há pouco tempo o site começou a ter publicidade do Google AdSense, o que gerou polémica na mailing list de editores e consultores, em parte por o processo ter sido mal conduzido por mim, confesso. O site está a começar a dar muito trabalho e a gerar despesas e eu sempre disse que não queria ganhar dinheiro com o site, mas que também não queria meter nele um centavo, o que tem sido até hoje possível. Os lucros residuais têm dado para o pagamento do domínio, da compra de livros para os concursos, etc.
De qualquer modo, pelo visto até agora, esta iniciativa não vai render nada que valha a pena.
Vai ficar mais algum tempo à experiência, mas eventualmente será abandonada.

Entretanto, o siteseed passou a estar sob licença FreeBSD e eu, o Paulo Laureano Santos e mais quatro ou cinco carolas, resolvemos fazer do código do startux.org um fork do siteseed orientado para weblog para se debater na arena dos weblogs da galera :-)
E assim nasceu o startuxcode sob licença GPL, mas que é um projecto comercial.
A equipa de desenvolvimento do startuxcode concordou em que todos os melhoramentos adicionados ao código original, revertam gratuitamente para o startux.org

Ah, é verdade, o startux.org fez ontem dois anos and i'm not getting any younger.

Passados 1500 utilizadores registados, mais de 2000 artigos e quase 9000 comentários, o startux.org já levou muitos utilizadores a conseguirem resolver aquela $&%#$%& daquele problema que tinham na sua máquina através da entreajuda de todos. Muitos vêm do outro lado do mar.
O Paulo Laureano Santos gosta de referir o startux.org como uma "FAQ viva" (sic) do software livre.
Se calhar tem razão.
A decomposição do nome startux faz hoje muito mais sentido como star tux e não start ux, porque são cada vez mais os utilizadores já experimentados que recorrem também ao site quer pedindo ajuda, quer ofereçendo-a.
Assim, o startux.org é agora a estrela do Linux ;-)

Não é fácil manter um site como o startux.org ou o Gildot. São muitas horas roubadas a coisas bem mais importantes como a família, os amigos e no fundo, à nossa própria vida, quantas das vezes a troco de insultos e palavras com pedras na mão, mas estas são as que nos fazem persistir mais ainda.
O site está a dar muito trabalho, mas não vai parar por aqui; só mails respondidos são entre cinco a dez por dia. Infelizmente muitas pessoas preferem perguntar por e-mail aquilo que deviam perguntar no fórum e tem que se redireccioná-las. 99% destes e-mails não são portugueses, contudo.

Outras novidades estão na calha, mas tudo a seu tempo que o startux.org não dá de comer a ninguém.
[ É pena eu não ter pachorra para ir aos meus dossiers de facturas e ver quantas centenas de contos já gastei em telefone para o Paulo e para o Ricardo. Sim, o gasto é da ordem de grandeza das centenas ao fim de dois anos. ]
No entanto, o essencial vai manter-se: o espírito de entreajuda que leve cada vez mais pessoas a utilizar software livre. A que não deixem de o fazer porque o seu computador "não tem som" ou porque não consigam "ligar à internet", ou porque o "teclado português não funciona", ou... whatever.
Ah sim, muito importante, desde o início que eu disse que o startux.org nunca invadiria o espaço do Gildot e do PTNix. Assim vai continuar.

Tenho aqui que deixar um agradeçimento a duas pessoas muito especiais sem as quais o startux.org nunca seria o que é hoje, ou mais provavelmente... nem seria: o Ricardo Oliveira e o Paulo Laureano Santos, pelas suas excelências técnicas, disponibilidade (quantas vezes a desoras), paciência, empenho e carinho que devotam ao startux.org

E também a todos os elementos da mailing list e obviamente a todos os utilizadores e leitores que diariamente visitam o site.

startux.org : dúvidas sobre Linux e software livre.

Mário Gamito
Fundador do startux.org

P. S.: A ideia de me ter estreado nas crónicas dos editores do Gildot com um artigo sobre o startux.org foi incentivar quem estiver disposto a isso a dar o primeiro passo em iniciativas semelhantes. Sei lá, sobre filatelia ou jardinagem, por exemplo :-)
Façam algo na internet, mas sempre pelo gozo de fazer, nada mais.
Sempre com aquela atitude de se não der, rm -rf * no gajo e siga para bingo.
O caminho não é fácil, mas com dedicação e amigos tudo se consegue :-)

Novo portal Slackware | UMTS-Contagem decrescennte  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • PHPBuilder
  • Eurotux
  • PHP-Nukes
  • Mandrake
  • Tek.Sapo
  • siteseed
  • MrNet
  • esta crónica
  • Google AdSense
  • startuxcode
  • startux.org : dúvidas sobre Linux e software livre
  • Mário Gamito
  • Mindjuice
  • Mais acerca Gildot
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    ... (Pontos:2)
    por nmarques em 03-01-04 10:57 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Startux -> Se tens despesas e problemas com servidores, fica já aqui a minha garantia, que se o problema for o hosting, quer queiras nacional ou internacional, por esse motivo o startux nao deve morrer...

    Sabes quem sou, por onde ando, diz-me apenas o que queres ;)

    nelson marques
    --
    With the lights out, it's less dangerous
    Re:... (Pontos:2)
    por Gamito em 03-01-04 13:30 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.startuxcode.com/
    Nélson, obrigado pela tua oferta.

    Mário Gamito
    www.startuxcode.com
    some sense, at last (Pontos:2)
    por vd em 03-01-04 11:56 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Há pouco tempo o site começou a ter publicidado do Google AdSense, o que gerou polémica na mailing list de editores e consultores, em parte por o processo ter sido mal conduzido por mim, confesso.
    [...]
    Vai ficar mais algum tempo à experiência, mas eventualmente será abandonada.

    :-)

    //vd
    Re:some sense, at last (Pontos:2)
    por Gamito em 03-01-04 13:34 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.startuxcode.com/
    Vai ficar mais algum tempo à experiência, mas eventualmente será abandonada.
    :-)


    Ao início, como estava o layout, estava a render mais de 2 dólares / dia.
    Agora está a render na casa dos 0.0x dólares / dia.
    Prefiro como está, obviamente.
    Quase nem se dá pela publicidade e daqui a uns anos dá para pagar um almoço no Tavares Rico ao pessoal da mailing list :-)

    Mário Gamito
    www.startuxcode.com
    Re:some sense, at last (Pontos:1, Engraçado)
    por Pensador em 03-01-04 15:26 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Vou me já inscrever na mail list
    Re:some sense, at last (Pontos:2)
    por Arrepiadd em 04-01-04 19:36 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Não te quero desiludir mas ele deve estar a referir-se à mailing list dos editores...
    IMHO (Pontos:3, Interessante)
    por vd em 03-01-04 23:04 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    O software... pois, já tinha administrado dois PHP-Nukes mas não tinha gostado muito, principalmente por causa da sua falta de segurança e de features.

    Tal como a segurança do Solaris é feita à posteriori, no Linux vem by default.
    O PHPNuke não é acerca de segurança, mas sim sobre essas mesmas features, existentes ou fáceis de programar.
    Never the less, prefiro martelar a segurança que não vem "builtin" do que programar as pintelhices. Cada um com os seus gostos.

    s textos de referência deixaram de ser martelanços no PHP-Nuke para objectos do siteseed

    Que ainda não foram bem conseguidos. Tem pouca visibilidade. Devia haver uma listagem lateral.

    Entretanto, a MrNet comprou novos servidores e o startux.org tem hoje uma máquina só para si. Não exactamante, mas é como se o fosse.

    O que não seria de muitos bons projectos, (Gildot, Startux, PTnix) sem o apoio de individuos ou empresa ? Por outro lado, muitos outros não chegam a ver a luz do dia, pela falta de apoios. Ainda falta algo em Portugal que possa "alojar" projectos opensource.

    Again...

    o site está a começar a dar muito trabalho e a gerar despesas e eu sempre disse que não queria ganhar dinheiro com o site, mas que também não queria meter nele um centavo, o que tem sido até hoje possível. Os lucros residuais têm dado para o pagamento do domínio, da compra de livros para os concursos, etc.

    A FAQ do Startux revela claramente:
    "O startux.org tem fins lucrativos ?

    Não.
    Absolutamente.
    De modo nenhum.
    O startux.org é um serviço de e para a comunidade e não tem quaisquer tipo de fins lucrativos nem se perspectiva no horizonte essa hipótese."


    Se por um lado não tem fim lucrativos, como raio aparece na frase "lucros residuais"?

    O Startux está a prestar um bom serviço à comunidade, tal qual está o Gildot ou PTnix ou tantos outros que andam por ai. Projectos destes deviam-se afastar o mais possivel de publicidade, contudo não me choca haver "apoios". Apoios como os recebeste da MRNet, da Eurotux, etc.

    resolvemos fazer do código do startux.org um fork do siteseed orientado para weblog para se debater na arena dos weblogs da galera

    Existem inumeros weblogs bons naquilo que fazem, que nasceram weblogs (onde muitos já vão em CMS). Andar às voltas com um CMS para webloging é puro desperdicio, mas uma mais valia para o produto.

    Ah, é verdade, o startux.org fez ontem dois anos and i'm not getting any younger.

    Mais uma frase enigmática. Ninguem está a ficar mais novo. Ninguem gosta de rever o que fez e pensar que perdeu muito bom tempo de volta de coisas inuteis. Não percebo a associação de ficares mais velho com os dois anos de startux.

    O Paulo Laureano Santos gosta de referir o startux.org como uma "FAQ viva" (sic) do software livre.

    Concordo. Talvez o futuro do Startux passe por ser uma FAQ e não um CMS transformado weblog.

    Façam algo na internet, mas sempre pelo gozo de fazer, nada mais.

    Oh Mário, nunca li ninguem mais incoerente que tu. "Fodasse"!
    Mas que raio, fartas-te de dizer que é caro, complicado, rouba tempo à familia, aos amigos, que és insultado, que isto e aqueloutro e no fim apresentas uma boa "esperança" de "façam algo, só pelo gozo".
    "duh"! Onde está o teu gozo em fazeres estas coisas que tens feito?

    um abraço.

    //vd
    Re:IMHO (Pontos:2)
    por Gamito em 04-01-04 0:18 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.startuxcode.com/
    Se por um lado não tem fim lucrativos, como raio aparece na frase "lucros residuais"?

    Não tinha intenção de te responder nem agora nem nunca, nem aqui nem noutro lado qualquer, mas mais uma vez tentas beliscar a minha honra e dignidade pessoais publicamente.

    A pergunta 1 leva à 2:

    1. Estás a tentar fazer passar-nos por parvos ?
    2. Não ter fins lucrativos significa não ter lucros ?

    P. S.: não te incomodes a responder, porque não vais ter troco. Ou se quiseres... incomoda-te :P

    Mário Gamito
    www.startuxcode.com
    Re:IMHO (Pontos:2, Engraçado)
    por vd em 04-01-04 0:41 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Não tinha intenção de te responder nem agora nem nunca, nem aqui nem noutro lado qualquer, mas mais uma vez tentas beliscar a minha honra e dignidade pessoais publicamente.

    Sendo o que escrevi, meramente a minha opinião - tal qual o teu artigo de opinão -, aberta a respostas ou não, obviamente que não estou à espera que sequer respondas ao quer que seja.

    Se por um lado para mim existe uma clara incoerencia semantica no que escreves sobre o projecto e seus lucros, por outro considera-la uma afronta à tua honra. É deveras estranho.

    1. Estás a tentar fazer passar-nos por parvos ?
    Certamente! O meu lugar neste mundo é manter toda a gente parva e não honrar o teu nome e dignidade.

    2. Não ter fins lucrativos significa não ter lucros ?
    Claro que não! Que coisa! Só quero manter toda a gente parva. É claro!

    P. S.: não te incomodes a responder, porque não vais ter troco. Ou se quiseres... incomoda-te :P
    Isso é bom, mas dar a minha opinião não é incomodo nenhum.

    //vd
    Re:IMHO (Pontos:2)
    por nmarques em 04-01-04 13:58 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Oh Mário, nunca li ninguem mais incoerente que tu. "Fodasse"!
    Mas que raio, fartas-te de dizer que é caro, complicado, rouba tempo à familia, aos amigos, que és insultado, que isto e aqueloutro e no fim apresentas uma boa "esperança" de "façam algo, só pelo gozo".
    "duh"! Onde está o teu gozo em fazeres estas coisas que tens feito?


    - Sinceramente... Tudo na vida e' baseado em opções cada uma com aspectos positivos e outros negativos, se queres que te diga, PELO MENOS FEZ ALGUMA COISA, e nao se limitou a mandar postas de pescada...
    --
    With the lights out, it's less dangerous
    Re:IMHO (Pontos:2)
    por vd em 04-01-04 21:52 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Deste teu comentário deduzo quatro coisas;

    1) Que falas contra ti. O que não é bom, porque acaba-se por magoar seriamente o pé em que se dá o tiro.

    2) Que não entendeste minimamente o que escrevi. Ofuscado provávelmente pelo desejo recôndito de "ahá! apanhei-o". O que leva depois ao ponto 1.

    3) As opções de vida de cada um, compete ao mesmo julgar e delas tirar partido. Aos outros compete entender essas opções, imediatamente antes de com elas se tentar tornar exemplo. Nesse momento passam a ser julgadas publicamente como um todo, não porque os que as julgam assim o entendem, mas porque o autor assim o entendeu ao publica-las.

    4) Quando um site, segundo uma vez mais a sua FAQ é de e para a comunidade, os seus lideres (chamemos-lhes assim) devem ser abertos a essa mesma comunidade e aceitar criticas, sugestões e sobretudo não se sentirem ofendidos quando alguem discorda do metodo usado ou da forma exercida.
    Sejamos sinceros, sejamos honestos, mas sobretudo sejamos abertos à mesma comunidade que tanto se apregoa e com a qual se depende.

    A incoerência é horrivel quando usada por pessoas que se refugiam nos esquemas das cabalas (hoje em voga).

    Ah sim, provávelmente a partir da minha segunda linha deixaste de entender e sobretudo começaste a pensar "que raio estará ele para ai a referir-se". Não é contigo, é certo. Tu apenas acabaste de levar com o mau humor em cima.

    //vd
    no melhor pano... (Pontos:0, Redundante)
    por BlueNote em 03-01-04 23:11 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    oh pá eu gosto do startux, mas bolas, é preciso mesmo escrever "houveram"??? Fogo, pá... ao menos passa o ispell antes de fazeres o past!!!
    Re:no melhor pano... (Pontos:2, Engraçado)
    por The CodeMaker em 04-01-04 0:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Err... a palavra "houveram" está bem aplicada.
    Melhor que "oh pá", "é preciso mesmo escrever", "Fogo, pá" e "past!!!"



    --
    CodeMaker
    Re:no melhor pano...cai a nódoa! (Pontos:3, Esclarecedor)
    por jorgelaranjo em 04-01-04 1:46 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/
    Por acaso até está errado.
    A razão porque está errado:
    No sentido de existir, o verbo haver é, pois, sempre impessoal: não tem sujeito e, por isso, apenas se emprega na 3ª pessoa do singular. «Houve deputados que votaram em branco» e não: «"houveram" deputados...»

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://pocketBlog
    Re:no melhor pano...cai a nódoa! (Pontos:1)
    por The CodeMaker em 04-01-04 9:54 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Parece-me uma boa explicação. Obrigado.



    --
    CodeMaker
    Re:no melhor pano... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Ricardo Dias Marques em 04-01-04 19:07 GMT (#18)
    (Utilizador Info)

    Boas,

    Antes de mais, quero dar os meus Parabéns ao Mário Gamito pela iniciativa muito louvável de criar e manter o Startux.org, orientado para ajudar os utilizadores, e agradecer pelo interessante relato que aqui fez.

    Já que se referiram aqui questões de Ortografia, reparei que, no artigo do Mário Gamito, existem várias palavras com cê cedilhado antes de um "e" ou de um "i" ("ofereçia", "esqueçer", "ofereçendo-a", "agradeçimento"). Ora, o "cê cedilhado" só se usa antes de "a", "o" ou "u":

    Citando http://ciberduvidas.sapo.pt/ph p/resposta.php?id=2748 :

    [O ç é] um c cedilhado; cedilha é o sinal gráfico que tem por baixo para lhe conferir o valor de [s] antes de a, o ou u.

    Como vejo o "c cedilhado" usado erradamente com alguma frequência, achei oportuno apresentar aqui esta correcção.


    Um abraço a todos, Ricardo
    Re:no melhor pano... (Pontos:2)
    por Gamito em 04-01-04 20:48 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.startuxcode.com/
    Boas,
    Acredita que esta coisa dos computadores me tem levado lenta mas paulatinamente a escrever cada vez pior.
    Às vezes dou comigo a pôr dúvidas sobre palavras que antes nunca tinha tido.
    Já para não falar da caligrafia que se assemelha cada vez mais a arame farpado :P

    Mário Gamito
    www.startuxcode.com
    Re:no melhor pano... (Pontos:3, Interessante)
    por cgd em 05-01-04 11:55 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://cgd.sdf-eu.org/
    oh pá eu gosto do startux, mas bolas, é preciso mesmo escrever "houveram"??? Fogo, pá... ao menos passa o ispell antes de fazeres o past!!!

    O ISPELL (ou ASPELL) nestes casos não serve para nada porque a palavra "houveram" de facto existe. Neste caso está é mal aplicada. Este é um dos erros comuns que menciono no meu texto, ver pag6, 2.8.

    Parabéns (Pontos:1)
    por Perky_Goth em 04-01-04 5:06 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Se bem que não estou a ver que o sucesso seja assim tão grande. Mas fazer algo em Portugal, e pelo Software Livre é sem dúvida um esforço louvável.
    Eu gosto do site, mas é manifestamente insuficiente. Nomeadamente, as perguntas colocadas à alguns dias podiam ir para o /dev/null que era o mesmo... é necessário alguma classificação e procura, podendo enventualmente ser criados uns mini-howtos portugueses.

    --- Insert lame .sig
    Re:Parabéns (Pontos:2)
    por The CodeMaker em 04-01-04 9:52 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Eu não gosto do formato weblog que à partida limita a utilização do site. Os artigos ficam "longe da vista" rapidamente reduzindo a probabilidade de perguntas ainda não respondidas, alguma vez virem a ser respondidas.

    Acho que seria mais interessante um site com um forum do género LinuxQuestions. É claro que o site assim não traria nada de novo à Internet a não ser o facto de ser um site em Português, feito por Portugueses, mantido e frequentado maioritariamente por Portugueses.

    E agora podem dizer: "Mas tem uma lista do lado direito com os ultimos artigos".
    Ok! Mas acho que isso não chega. A verdade é que quando me iniciei no Linux fui à procura de sites onde pudesse encontrar ajuda e o startux.org rapidamente foi posto de parte face à descoberta do LinuxQuestions e eu basiei esta análise na minha reacção nessa altura.

    De qualquer das formas, parabéns! Espero que continuem embora gostasse que mudassem para o "modo forum" :D

    --
    CodeMaker
    Re:Parabéns .... (Pontos:1)
    por gass em 04-01-04 11:09 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://otiliamatos.ath.cx
    Admiro o startux ... sempre me utilizei dele e satesfiz a minha curiosidade, resolvi as minhas questões e ficou lá tudinho registado.
    Continuo a achar um local brilhante ... talvez igual a muitos outros, mas a facilidade do Português é muito melhor.

    Quanto ao site em si, sempre foi um tanto ao quanto lento e algo complicado.

    desde os primordios do XP look ... axo que tenho uma página desse look guardada por aqui, pois estava a aprender html e queria ver a source offline ... que o interface nunca foi muito linear ( como o linuxquestions ou o gildot). Na minha opinião, sempre pecou pelos efeitos ... e foi bastante notorio na mudança de look ... o look antigo era mais rapido que o actual.

    Como foi grande a discussão na altura sobre a adopção do siteseed, não vale a pena refazê-la e lembro-me de o Mario Gamito chegar a responder, para acalmar os animos, que o projecto era dele e ele queria experimentar e desenvolver o siteseed e ponto final!

    No fundo, trata-se do desenvolvimento de um projecto comercial e fazem muito bem em basear-se no startux !

    É verdade, no entanto, que há posts que são repetição de posts e posts que poderiam ter sido mais criticados ( não teriam sido aprovados ) pois é sabido à partida que não vão ter resposta, pela má colocação da questão, quer pela questão em si.

    quanto a publicidade ... axo muito bem ... algo que dê lucro em vez de prejuízo ém bom ... no entanto isso tornou a página ainda mais lenta, o k a meu ver prejudicou muito a utilização.

    Portanto, os meus desejos para o startux ( start ux e star tux ) é a sua continuação por muitos anos, mas também a sua suavização de look e também um pouco de melhor organização de conteúdos (partilho da opinião do Code Maker, no entanto não vou tão a fundo - é sempre melhor um gildot e um startux com um publico de x mil pessoas, do que um slashdot e um linuxquestions com x milhões - sendo que no linuxquestions podemos lá perguntar de tudo, que devemos obter resposta).

    Bem ... com isto tudo ... fiquei com um nó na garganta, pois só agora comecei a escrever sobre isto e o que devia ter feito era copiar isto pro thunderbir e enviar ao mario gamito à um mês ou 2, pois ele tá sp a pedir opiniões construtivas para "aquilo" ( aka startux.org ).

    Uma mensagem especial para o nosso amigo vd, que axo que exagerou nos comentários e os fez sem qq razão .... uma qq coisa sem fins lucrativos não tem como objectivo dar prejuízo ( termos que ser nós a lá pr dinheiro) mas sim ter os tais lucros reziduais ( lucro 0 é impossível, então um lucrozito é bem melhor que o prejuízo ... sp dá para gastar noutra oportunidade ).

    Um cumprimento especial ao Mário Gamito.

    Um cumprimento Geral para os leitores e participantes do gildot.org e do startux.org.


    Cumps-
    Gass
    Re:Parabéns .... (Pontos:2)
    por vd em 04-01-04 22:04 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Viva.

    Uma mensagem especial para o nosso amigo vd, que axo que exagerou nos comentários e os fez sem qq razão .... uma qq coisa sem fins lucrativos não tem como objectivo dar prejuízo ( termos que ser nós a lá pr dinheiro) mas sim ter os tais lucros reziduais ( lucro 0 é impossível, então um lucrozito é bem melhor que o prejuízo ... sp dá para gastar noutra oportunidade ).

    Ao vender um CD pelo preço igual ao que compro, não é ter fim lucrativo. Ao vender um CD com uma margem que me permite adquirir equipamento para melhorar a produção do mesmo, não é ter fim lucrativo. Ao vender um CD com uma margem que me permitirá pagar (vide artigo original do Mário Gamito) almoços aos seus membros, é ter fim lucrativo.

    Ainda mais, sem fins lucrativos não significa objectivamente não ter "lucros", mas sim ter receitas que se possam equivaler as despesas. Se a despesa é calculada em tempo perdido, passa-se à parte de se cobrar por esse tempo. Para se cobrar significa que alguem está a prestar um serviço pago.

    Numa comunidade não existem serviços pagos. É uma comunidade! As coisas são feitas em conjunto, sem ter em vista dai obter qualquer serviço pago. Existem milhares de pessoas que todos os dias dão o seu tempo, sem dai querer obter dividendos.

    Principalmente quando se "vive" das perguntas e respostas dessa mesma comunidade. Se houvesse "almoço" que seja pelos que respondem e não pelos que editam.

    A isto chama-se de comunidade? Não! É a hipocrisia ao seu melhor nivel.

    Lamento que não vá ao encontro da tua opinião, mas foi exactamente este ponto que me levou a abandonar o cargo oficioso de consultor do Startux.

    //vd
    Força a projectos como este... (Pontos:2, Informativo)
    por Kmos em 04-01-04 14:57 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Eu também comecei da mesma maneira, e também tive de batalhar para arranjar apoio “psicológico” da Câmara Municipal, digo psciológico, porque limitaram-se a dizer que era uma boa iniciativa e mais nada, patrocínio para o alojamento do Portal (Obrigado à OliverTEK.net), que comecei sozinho, como programador e moderador de conteúdos, e actualmente já conto com duas pessoas e brevemente três. Falo então do Portal Tondela Online www.TondelaOnline.com, que bateu há dias o record de 220 visitas num só dia (desde o dia 1 deste ano, em que apareceu com muitas novidades que andei a programar nas férias de Natal, antes tinha ainda menos visitas), e espero conseguir bater muitas outras vezes este record, fornecendo notícias de qualidade e não só.

    Este portal começou com o nome "Portal da Cidade de Tondela", e era um Portal sem fins lucractivos para o Concelho de Tondela, uma Cidade a 20 Km de Viseu (grande centro), agora chama-se “Portal Tondela Online” e tem como objectivo aumentar nacionalmente, não se limitando a um conselho apenas. Os banners e as T-Shirts servem apenas para pagar o domínio anualmente, e futuramente o alojamento quando precisar de mais espaço em disco e caso o patrocínio possa vir a acabar. Actualmente limito-me a arranjar poucas imagens para as notícias e a usar as que já tenho no servidor como se fossem tópicos, devido a não ter muito espaço na conta, senão o site era actualizado mais vezes e com mais notícias de qualidade, aumentando também o número de serviços e podendo angariar um maior número de visitantes, serviços, como mensagens SMS/logotipos/toques/cinema(7arte.net recusou-se é pena)/etc.. o que faz muitas pessoas visitarem um site e torná-lo muito visitado.

    Foi com o meu próprio suor, sem ajuda de ninguém que já vai com quase 11 mil visitas em menos de 6 meses, com pessoas a visitar desde holanda, frança ao brasil, e é gratificante quando se recebe um e-mail a agradecer a iniciativa e para se continuar a trabalhar no projecto. Tenho muito em conta pessoas como o Mário Gamito, que teve a ideia de apostar em algo e conseguir projectá-lo mais além, sem desistir (aposto que pensou muitas vezes nisso, eu também), mas não consegui fechar o site, porque tinha dado o seu próprio suor e dedicação (sem dar a atenção que devia à família, as pessoas que gosta e até ter uma vida normal, sem ter de ficar fechado em casa a programar ou a inventar novas ideias para o portal, porque eu sei bem o que isso é).

    Fica aqui apenas o meu testemunho, talvez não interesse a ninguém, mas fica apenas a intenção de mostrar mais um projecto que se tudo correr bem daqui a uns tempos virá a dar mais frutos, e conto com vocês também para isso. Talvez daqui a uns meses, faça uns foruns para programação (php, etc..), linux, entre outras coisas mais (haja espaço no servidor por enquanto).

    I'm a lost soul in this lost world...

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]