gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Microsoft a ficar sem trunfos na manga?
Contribuído por scorpio em 31-12-03 15:04
do departamento IT-news
Microsoft dmaster escreve "Neste artigo de opinião do Inquirer é divulgado que a Microsoft apresenta pela primeira vez resultados líquidos praticamente zero no último quadrimestre deste ano e que a já mais que espectável subida de acções do Sr. Bill Gates não se confirmou. Sejam factos ou rumores, existem coisas supreendentes no artigo, tais como o facto da subida de acções constante e determinada ao longo dos últimos anos ser feita à là "Ferreira Leite" e aludirem ao facto de 80% das receitas serem fruto de apenas dois produtos principais e o resto da linha Microsoft ser declarada como que a fundo perdido para ganhar cota de mercado.

O artigo demonstra como o Linux e o fenómeno open-source são os responsáveis por esta descida e com a qual se podem tecer cenários de uma verdadeira crise interna na casa de Redmond. "

What's next ? | Viva 2004  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Inquirer
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    A carreira da Microsoft (Pontos:1, Esclarecedor)
    por gass em 31-12-03 17:10 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://otiliamatos.ath.cx
    É um artigo bastante interessante que aponta a estagnação dos lucros por parte da microsoft devido a descontos e perdas de contratos de milhões provocados pelas soluções opensource ou que têm por base o linux.

    O autor relata o efeito bola-de-neve que este assunto está a atingir e que a microsoft é uma empresa de estratégia falhada, pois os seus lucros acentam em apenas 2 produtos, sendo que os restantes, caso da x-box, dão prejuízos, sendo apenas uma fonte de angariação de mercado.

    Segundo o autor esta mudança deve-se a problemas de segurança e das margens de lucro na ordem dos 80%. Afirma que muitas empresas mudaram de S.O. por terem os servidores constantemente em baixo, sendo os custos de mudança para linux de praticamente 0 e que os custo de uma posterior mudança (de novo para ms) serão elevados.

    a juntar a este facto de que o mercado de servidores já não é o que era, alia-se o facto, segundo o autor, de que o mercado de desktop tb começará a cair e aponta o javadesktop da sun como arma e ponto de viragem.

    Será mesmo assim? Segundo me consta, é verdade que os servidores estão a migrar para linux, mas nunca os servidores de alto rendimento, onde o custo não importa ... casos como a vodafone e a sua gestão de clientes, em que o custo de criação de ferramentas em linux é muito superior ao mesmo em ambiente microsoft ...

    Boas entradas


    Cumps-
    Gass
    Re:A carreira da Microsoft (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 31-12-03 18:11 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Javadesktop da sun ? Nao é a Sun que internamente diz para nao codarem em Java ?
    Re:A carreira da Microsoft (Pontos:2)
    por CrLf em 31-12-03 18:54 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Deves ser o único que não sabe que o Java Desktop não tem nada a ver com Java. No entanto eu nunca ouvi essa da Sun, o que que acontecia é que o pessoal do Java para Solaris se queixava de falta de apoios.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:A carreira da Microsoft (Pontos:2)
    por raxx7 em 31-12-03 19:06 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Creio que ele se refere a um memorando interno da Sun em que alguns aspectos do Java eram comparados desfavoravelmente com Python.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:A carreira da Microsoft (Pontos:2)
    por fhc em 01-01-04 12:58 GMT (#8)
    (Utilizador Info)

    Os problemas de Java para Solaris já foram na sua maioria corrigidos. E agora a máquina é boa, desde que a aplicação seja feita com SWT em vez de SWING. Veja-se o Eclipse, por exemplo, nem dá mossa no processador e os gráficos são excelentes.

    Pena é para eles que eu já esteja mais confortável em Python que em Java.

    Francisco Colaço


    Zero?! (Pontos:3, Informativo)
    por raxx7 em 31-12-03 18:31 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Ok, eu sei que o The Inquirer é tendencioso. Mas isto é ridiculo.
    Lamento ser um desmancha prazeres, mas vão ver os últimos resultados trimestrais. Continuam com a mesma boa forma do costume.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Zero?! (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-01-04 17:40 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Se isto é uma má empresa, quem me dera a mim (e a muitos outros) ter uma igual :)
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-01-04 20:29 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Sim, mas compara lado a lado com os resultados anteriores...... logo no início falam de um aumento de 6% em relação ao ano anterior. Mas no resultado anterior falavam de 11% em relação ao ano anterior. Ou seja, _pioraram_ a performance, que é o que o artigo está a falar. O "Zero" não é no Agora, mas na flutuação do Anterior para o Agora.

    É claro que a Microsoft aparenta ter muito $, mas muito dele vem de valor em bolsa que é artificial e há quem acuse a Microsoft de jogar num esquema em pirâmide
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por raxx7 em 01-01-04 21:11 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Primeiro, esses valores de 6% e 8% são de receitas, não de lucros. Segundo, são valores homológos: comparam os mesmos trimestres em anos diferentes. O seu significado baseia-se no pressuposto que a actividade económica tem ciclos anuais. Comparar valores de dois trimestres diferentes é negar esse pressuposto e o significado desses valores.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-01-04 21:59 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    A actividade económica tem mais ciclos que os anuais, e estes também têm significado. Comparar as evoluções dos valores não nega pressuposto ou significado algum. É uma interpretação que se pode fazer.

    E quais 8%? Será que estás a olhar para outra coisa ou foi só um typo?
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por raxx7 em 01-01-04 22:48 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Eu nunca disse que a actividade económica não tinha outros ciclos. Mas o significado daqueles valores que usaste baseia-se nos ciclos anuais. Não são, na minha opinião, uma base válida para a comparação que fizeste entre dois trimestres consecutivos.
    Os 8% foram um typo. Se queres mesmo saber, foi o crescimento homólogo das receitas da MS no 3º trimestre de 2003.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Zero?! (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 01-01-04 23:00 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Pior a performance em 5% em ano de crise instalada é mau ? Especialmente quando conseguiram aumentar 6%...Nao me parece que seja assim tao mau...
    Ha quem acuse a Microsoft de muita coisa, afinal são o numero 1, e como diz o outro requelame, a INVEJA é uma coisa muito feia ;)
    Re:Zero?! (Pontos:2, Engraçado)
    por Huxley em 02-01-04 4:10 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Acredito que haja muita gente a invejar o dinheiro e a proliferação que a Microsoft adquiriu...
    Mas duvido que exista uma única pessoa que deseje, para si ou para a sua empresa, o sentimento Anti-Microsoft que está espalhado por este mundo fora...
    Triste sorte a do Bill... ser um dos homens mais ricos do mundo e ao mesmo tempo um dos mais odiados...

    Já agora, esse número 1 é referente a quê? À quantidade de bugs e falhas de segurança no software? É que esse é, sem dúvida, um dos aspectos em que eles são o número 1.


    "I don't think so," said Rene Descartes. Just then, he vanished.
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-01-04 9:44 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Tens impostos no nick e fazes contas como os cobradores de impostos Portugueses. Não aumentaram 6%, diminuíram :)

    Aqui não se trata de inveja, mas de uma análise.
    Até porque não invejo em nada a Microsoft, que enriqueceu com práticas que considero imorais.

    Desde a altura da Enron (tendo lido também alguma coisa da Bill Parrish), que venho a acreditar que a Microsoft pode realmente não estar para durar.
    Re:Zero?! (Pontos:0)
    por tonidosimpostos em 02-01-04 16:55 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    A HP tb enriquece com a pratica imoral de vender tinta de impressora bastante mais cara que o melhor champagne... Tens alguma coisa contra a HP, EPSON, Lexmark e oturas que fazem o mesmo ? Ou o teu sentimento imoralista apenas é contra a MS va-se lá saber pq razao de fanatismo pro-linux e opensource cego e estupido ?
    Re:Zero?! (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-01-04 21:14 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Que eu saiba, o custo de duplicar um cartucho de tinta, ou mesmo da tinta em si, é infinitamente superior ao de cópias no mundo digital, que são vertiginosamente na vizinhança de ZERO.

    Percebes a diferença, ou as tuas palas "amorais" são só contra quem tem uma posição moral em vez de ser um papa hóstias que parece querer agradar a gregos e troianos acima de ter algum carácter ou honra?
    Re:Zero?! (Pontos:1)
    por quantum em 03-01-04 12:42 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Que eu saiba, o custo de duplicar um cartucho de tinta, ou mesmo da tinta em si, é infinitamente superior ao de cópias no mundo digital, que são vertiginosamente na vizinhança de ZERO.

    True. Mas lembra-te que os custos dos produtos não assentam apenas no custo da matéria prima. No caso da MS, consta por aí que foram 5.000 pessoas a trabalhar (?) para por o último SO na rua. Ora bem se considerarmos isso um projecto a 4 anos e que, em média, cada uma dessas pessoas custe 50.000 ¤/ano, significa que, só para o desenvolvimento, foi qualquer coisa como 1000 milhões de ¤, depois ainda tens de juntar custos de campanhas de marketing, distribuição, etc, etc, etc... Mesmo assim ainda fazem uma margem de lucro simpática com o negócio ;-).

    Re:Zero?! (Pontos:1)
    por gass em 03-01-04 10:14 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://otiliamatos.ath.cx
    a hp tem uma coisa melhor que algumas outras ... vende menos caro .... as impressoras são mais baratas, os tinteiros, é ela por ela, isto nas jacto de tinta ... nas laser ... vendem mais caro... mas tb imprimem muito mais. ex:

    laser olivetti -> 150 euros 25 mil paginas laser hp -> 300 euros 50 mil paginas

    claro ... a 5%

    Portanto acho que a hp nem é das piores ... é sem duvida a que vende mais... o design, a funcionalidade, a imagem e o marketing tb vende, ou não?


    Cumps-
    Gass
    só para ser chato ;-) (Pontos:2)
    por BlueNote em 31-12-03 23:01 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    olha que quarter é trimestre (1/4 do ano) e não quadrimestre ;-)
    O artigo e um bocado mau (Pontos:2)
    por TarHai em 01-01-04 10:49 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    A sua argumentação é circular, especulativa e circunstancial, não oferecendo uma explicação substanciada para o facto.


    ## I should be working...

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]