gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Programadores de device drivers Linux
Contribuído por scorpio em 14-11-03 10:17
do departamento jobs
jobs mvalente escreve "Viva: fui contactado por uma empresa de headhunting que procura um programador (C, C++, assembler) para desenvolvimento de device drivers em Linux. Nao sei muito mais pormenores nem tenho muito mais intervenção na matéria que não seja colocar-me ao dispor para receber por email a disponibilidade de eventuais candidatos e fazer o forward do contacto ou do CV.

Cumprimentos

Mario Valente "

Avoiding SPAM | Linux: Inovação e Desktop  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • mvalente
  • Mais acerca jobs
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por ruben dig em 14-11-03 11:11 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    deixa-me advinhar ...
    para trabalhar na siemens ?
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:3, Interessante)
    por ruben dig em 14-11-03 12:11 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    eu não disse nada de mal acerca da siemens ...
    mas pela resposta parece que tu é que estás lá a trabalhar :)
    acerca do explorar pessoas, ninguém é obrigado a nada e não existe trabalho mal pago, numa sociedade capitalista cada um tem o que merece ...
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por taf-7arte em 14-11-03 14:01 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "acerca do explorar pessoas, ninguém é obrigado a nada e não existe trabalho mal pago, numa sociedade capitalista cada um tem o que merece ..."

    Em que mundo é que vives?
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por ruben dig em 14-11-03 15:42 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Curiosamente muito perto de ti ...
    4150 Porto :)
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por taf-7arte em 14-11-03 15:49 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Curiosamente muito perto de ti ..."

    Então hás-de explicar-me por que razão é que eu, uma pessoa de tanto valor :-) :-) :-) , ainda não sou rico! ;-)

    Não disseste aquilo para ser levado a sério, pois não?
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-11-03 21:46 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    Também vivo aí :-)

    4150 Porto


    Dominus vobiscum
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:1, Despropositado)
    por leitao em 15-11-03 0:08 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    Eu vivo, em RG8 9JW (que e' algo longe :)), mas os meus pais vivem em 4150 :-)


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por Branc0 em 14-11-03 14:05 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    E desde quando é que Portugal é uma sociedade capitalista? :)


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    Re:itjobs.com.pt (Pontos:1)
    por CREMAToRIO em 14-11-03 20:12 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    ya!
    Talvez socio-capitalista (de socialismo com capitalismo) mas nunca capitalista.
    O meu 'boss' é director de informática de uma autarquia à 28 anos e percebe nada de informática (qq que seja a área). Pq é q não tou eu no lugar dele? Nem todos têm o que merecem.
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2, Interessante)
    por Kmos@TNO em 16-11-03 10:50 GMT (#59)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Porque se calhar ele percebe de Administração / Gestão e contracta as pessoas certas para os projectos que tem em mente que faz com que a empresa não "morra", enquanto que se calhar tu ias para lá, e deixavas a empresa "morrer". Tão simples quanto isto :-) É uma boa explicação para "Porque não estou eu no lugar dele!?"

    " I'm a lost soul in this lost world... "
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:1, Despropositado)
    por rsantos em 17-11-03 18:41 GMT (#63)
    (Utilizador Info)

    Provavelmente devias voltar à escola para voltar a aprender a definição de capitalismo.

    Haja paciência...


    Is this the meaning of life?....Ah! It's Lear again!
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:1)
    por moonrider em 14-11-03 14:07 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://127.0.0.1
    ninguém é obrigado a nada e não existe trabalho mal pago, numa sociedade capitalista cada um tem o que merece ...

    Posso emendar isso para "cada um tem aquilo que houver disponível" ? :-)
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por ruben dig em 14-11-03 15:44 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    ok
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por nmarques em 14-11-03 17:47 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    A Siemens adora Portugueses, existe uma cena enorme da Siemens em Almelo na Holanda, dirigida por um tuga ;)
    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:itjobs.com.pt (Pontos:2)
    por taf-7arte em 14-11-03 17:55 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "dirigida por um tuga"

    Esta mania de se dizer "tuga" é das coisas que realmente envergonham um português! :-(

    Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por PRE em 14-11-03 13:40 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Eu tenho alguma experiência em Device Drivers no Linux, porque já tive trabalhos relacionados com isso na escola, contudo para mim trabalhar ao nível do kernel do Linux foi das experiências mais aterrorizantes porque já passei... bem lá o senhor da Red Hat diz que os device drivers no Linux estão pouco maduros... como eu o compreendo... aquilo já é tecnologia arcaica! E falo das ferramentas disponibilizadas aos programadores, não do núcleo em si. Não se passem.

    Bem isto tudo para dizer que tal como eu há várias pessoas na minha escola com experiência nesse campo, e se tás interessado nisso talvez seja boa ideia colocares um tópico no fórum do IPL/ISEL: http://forum.net.ipl.pt.

    Quem sabe haverá lá algum fã do C apostos! ;)
    _____________________
    Pedro Santos «psantos.net»
    "Si minor plus est ergo nihil sunt omnia..."

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por CrLf em 14-11-03 13:47 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    aquilo já é tecnologia arcaica! E falo das ferramentas disponibilizadas aos programadores, não do núcleo em si.

    O quê/em quê é arcaico? Importas-te de elaborar no assunto? Já agora podias também dizer que outro sistema não é arcaico no que respeita ao desenvolvimento de drivers. Já agora algum que tenha um ambiente RAD para drivers, de preferência em VB.

    Já agora, o tipo da Red Hat disse que para um comum mortal talvez ainda não houvesse suporte simplificado o suficiente para determinado hardware e não que os drivers eram assim ou assado. É por causa de tiradas destas fora do contexto que eu discordei com ele ter dado as declarações que deu.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por Gimp em 14-11-03 14:01 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Nota: Recomenda-se a leitura acompanhada de um calmante e chá de cidreira...

    " Eu tenho alguma experiência em Device Drivers no Linux, porque já tive trabalhos relacionados com isso na escola, contudo para mim trabalhar ao nível do kernel do Linux foi das experiências mais aterrorizantes porque já passei..."

    Em windows não deves ter disso e muito menos quando os utilizas, tipo "falta a DLL xpto ou com o novo patch o seu hardware crash comó caral*&%$#$!" ou "o pata de porco (XP prós amigos) não gosta do seu driver mas até pode instalá-lo".

    "bem lá o senhor da Red Hat diz que os device drivers no Linux estão pouco maduros... como eu o compreendo..."

    Err, ele falava no desktop e não especificamente nos device drivers...

    "E falo das ferramentas disponibilizadas aos programadores, não do núcleo em si. Não se passem."

    Podes enumerar os fabricantes de hardware que disponibilizam SDKs com wizards apaneleirados e specs para qq um desenvolver device drivers para linux? Ou a norma não é um magano qq fazer por iniciativa própria o driver e fazê-lo com as mãos e não com o rato?


    "No comments"

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:4, Esclarecedor)
    por PRE em 14-11-03 16:07 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Boa tarde. Antes de vos responder queria só dizer que só tenho alguma experiência de device drivers no Linux, e aliás foi só disso que falei. Eu não disse que os do SO Xpto eram melhores, disse apenas que na minha humilde opinião, a API de desenvolvimento de device drivers para Linux poderia ser muito melhor.

    O quê/em quê é arcaico? Importas-te de elaborar no assunto?
    Para mim que estudo as novas tecnologias ver uma API toda em C, apresentada daquela maneira, é o que considero arcaico. Além de ter feito um device driver para um DAC passei os olhos por vários device drivers (não sei porquê tive curiosidade em ver como é que eles mexiam nas PCI, na RAM, etc) e aquilo é uma salganhada descomunal! Nunca vi tantos ifdefs na minha vida. Para mim, o facto de ser em C já prejudica o desenvolvimento (mas isto são outras guerras...), mas por outro lado também não fiquei muito satisfeito com a API fornecida, principalmente ao nível da API relacionada com interrupções. Eu estou habituado a trabalhar em Linux e a não usar ferramentas RAD. Mas quando disse que era arcaico nunca falei nesse contexto. Agora também trabalho com .NET no Linux, não há ambientes integrados de jeito e ando todo feliz da vida. E eu nunca disse que os drivers eram maus, não coloquem palavras que não disse na minha boca.

    Nota: Recomenda-se a leitura acompanhada de um calmante e chá de cidreira...
    As minhas desculpas. Não foi intenção minha arreliar ninguém, quis somente contribuir com aquela que é a minha opinião, sob o meu ponto de vista.

    Err, ele falava no desktop e não especificamente nos device drivers...
    Ele disse isto: "I would argue that from the device-driver standpoint and perhaps some of the other traditional functionality, for that classic consumer purchaser, it is my view that (Linux) technology needs to mature a little bit more." Ou seja que a tecnologia associada ao desenvolvimento de device drivers precisa de amadurecer (eu diria evoluir). E foi exactamente isto que eu disse.

    Podes enumerar os fabricantes de hardware que disponibilizam SDKs com wizards apaneleirados e specs para qq um desenvolver device drivers para linux? Ou a norma não é um magano qq fazer por iniciativa própria o driver e fazê-lo com as mãos e não com o rato?
    Mas quem falou em Wizards e RADs? Eu nem sequer pensei nisso. Vocês não se aperceberam que eu critiquei a estrutura de desenvolvimento de device drivers, a API disponibilizada, o paradigma de programação utilizado... Se não falamos a mesma língua não nos entendemos.

    Atenção, eu sou utilizador de Linux, e aprecio-o mais que o Windows, mas isso não significa que agora o Linux seja o melhor em tudo! Nada disso! Tal como os outros SOs, o Linux também tem os seus problemas e limitações em certas áreas, estar a discutir sobre este assunto é puro clubismo.

    Cumprimentos.
    _____________________
    Pedro Santos «psantos.net»
    "Si minor plus est ergo nihil sunt omnia..."

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por Gimp em 14-11-03 18:44 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Nota: Recomenda-se a leitura acompanhada de um calmante e chá de cidreira... As minhas desculpas. Não foi intenção minha arreliar ninguém, quis somente contribuir com aquela que é a minha opinião, sob o meu ponto de vista.

    Quando falei da cidreira era para fazer notar que não era flame...

    Err, ele falava no desktop e não especificamente nos device drivers... Ele disse isto: "I would argue that from the device-driver standpoint and perhaps some of the other traditional functionality, for that classic consumer purchaser, it is my view that (Linux) technology needs to mature a little bit more." Ou seja que a tecnologia associada ao desenvolvimento de device drivers precisa de amadurecer (eu diria evoluir). E foi exactamente isto que eu disse.

    Vá lá que é fim-de-semana e vou descansar. É verdade sim senhor que ele disse isso e mencionei-o num post da semana passada. E critiquei esse comentário, pois esse senhor que me diga o que fez a Red Hat em termos de pressão sobre os fabricantes de hardware e quantos drivers a própria Red Hat desenvolveu ou tomou a iniciativa de iniciar o desenvolvimento...

    Mas quem falou em Wizards e RADs? Eu nem sequer pensei nisso. Vocês não se aperceberam que eu critiquei a estrutura de desenvolvimento de device drivers, a API disponibilizada, o paradigma de programação utilizado... Se não falamos a mesma língua não nos entendemos.

    O kernel está a ser reestruturado e se bem me lembro essa é uma das àreas com prioridade. Lembremo-nos que muitas das limitações até ao 2.4 vêm do tempo do 386 do Linus :-). E quanto ao que falei dos RADs, o que quis lembrar é as dificuldades que quem toma por sua iniciativa a decisão de desenvolver um driver encontra para obter informação, se é que a consegue, do fabricante.


    "No comments"

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por raxx7 em 14-11-03 20:56 GMT (#38)
    (Utilizador Info)

    Para mim que estudo as novas tecnologias ver uma API toda em C, apresentada daquela maneira, é o que considero arcaico
    Bem vindo à programação em kernel-space. Se encontrares um sistema operativo moderno em que nã seja C ou assembly, gostava de o conhecer.
    Já agora, alguma vez fizeste drivers para outro sistema operativo?


    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por PRE em 14-11-03 21:27 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Agradecia qu ao menos lesses os meus posts com atenção, para não haver discussões onde não há lugar para as mesmas:

    "Boa tarde. Antes de vos responder queria só dizer que só tenho alguma experiência de device drivers no Linux, e aliás foi só disso que falei. Eu não disse que os do SO Xpto eram melhores, disse apenas que na minha humilde opinião, a API de desenvolvimento de device drivers para Linux poderia ser muito melhor."

    Se poderes lê o resto do post. Cumprimentos.
    _____________________
    Pedro Santos «psantos.net»
    "Si minor plus est ergo nihil sunt omnia..."

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por raxx7 em 15-11-03 0:28 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    As minhas desculpas.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por fhc em 15-11-03 21:09 GMT (#56)
    (Utilizador Info)

    Já uma vez disse aqui, já fiz drivers para o sistema operativo de que todos gostamos, para esse com extensões realtime (RTLinux) e para o sistema operativo que todos os cornos longos e patas de porco insistem ser o único.

    Se há salganhada nos API, essa não é no Linux de certeza. Se estamos a falar de uma coisa chamada windriver, então a coisa toca para outro lado. De qualquer modo, posso dizer que os wizards do Windriver, pelo menos há cinco anos atás, não fazem estruturas muito cabais, disso tenho eu a certeza.

    Concordo portanto com o raxx7, e só gostaria de ver elaborada a opinião do autor do ancestral primevo desta mensagem.

    Francisco Colaço


    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por CrLf em 14-11-03 21:39 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Para mim que estudo as novas tecnologias ver uma API toda em C, apresentada daquela maneira, é o que considero arcaico. Além de ter feito um device driver para um DAC passei os olhos por vários device drivers (não sei porquê tive curiosidade em ver como é que eles mexiam nas PCI, na RAM, etc) e aquilo é uma salganhada descomunal! Nunca vi tantos ifdefs na minha vida. Para mim, o facto de ser em C já prejudica o desenvolvimento (mas isto são outras guerras...), mas por outro lado também não fiquei muito satisfeito com a API fornecida, principalmente ao nível da API relacionada com interrupções.

    Ora bem, mas que noção tens tu da programação de sistemas... Qualquer sistema operativo moderno é feito em C, as suas APIs de base são C e as APIs para drivers são C. Usar C++ para isso é estúpido pura e simplesmente, a ABI do C é muito mais simples e essa simplicidade é necessária quando estás no nível mais baixo de um sistema. Por outro lado esses ifdefs que achas tão maus são inevitáveis quando lidas com combinações de hardware estranhas e trabalhas com um sistema que é portável para arquitecturas distintas. Querias o quê, um QT versão drivers? Além do mais esse comentário sobre o C mostra bem a tua visão das coisas. O C é perfeitamente adequado e não dificulta em nada o desenvolvimento. Se pensas assim (e és daqueles que ainda acredita que OO é o martelo para todos os pregos passados e futuros) então a ferrugem não é para ti (e isto não quer dizer nada de mal).

    Ele disse isto: "I would argue that from the device-driver standpoint and perhaps some of the other traditional functionality, for that classic consumer purchaser, it is my view that (Linux) technology needs to mature a little bit more." Ou seja que a tecnologia associada ao desenvolvimento de device drivers precisa de amadurecer (eu diria evoluir). E foi exactamente isto que eu disse.

    Parece-me que tens um caso de dislexia interpretativa, onde é que ele fala da tecnologia associada ao desenvolvimento de drivers? Ele fala do suporte de hardware, da inexistência de drivers para algumas coisas! O homem nem sequer deve fazer puto de ideia de como se desenvolvem drivers, penso que a área dele não é técnica (posso estar enganado, correcções são bem vindas).

    Já agora como último reparo, o software pode ser elegante, o hardware pode ser elegante mas a cola entre os dois raramente é bonita de se ver.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por nectarine em 14-11-03 22:22 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Uau, não consegues descer mais baixo?

    Não consegues aceitar as opniões dos outros?

    Alguém te chamou disléxico?

    O jovem meteu em causa o teu conhecimento sobre o que quer que seja no post que fez?

    Parece-me que não... Mas tu conseguiste fazer isso tudo. Pessoas como tu são dispensaveis em sitios como este onde se quer um ambiente saudável para que as pessoas possam trocar opniões sem serem atacadas.

    Gostava de te perguntar que sistemas operativos e device drivers ja programaste e em que é que te baseias para dizer "Qualquer sistema operativo moderno é feito em C, as suas APIs de base são C e as APIs para drivers são C. Usar C++ para isso é estúpido pura e simplesmente". É experiência propria ou é o comentário próprio do troll que leu uns livros teóricos, olhou para o kernel do linux e já se julga um entendedor do assunto?
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por CrLf em 14-11-03 22:49 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Parece-me que não... Mas tu conseguiste fazer isso tudo. Pessoas como tu são dispensaveis em sitios como este onde se quer um ambiente saudável para que as pessoas possam trocar opniões sem serem atacadas.

    Ele emitiu a opinião dele, eu acho que não a fundamentou como deve ser e eu usei o meu direito de opinar tal como o fizeram outros. Se fui rude ou não cabe apenas ao visado decidir (até fui mas é normal eu fazê-lo quando do outro lado encontro argumentos baseados em pouco ou que reiteram e interpretações completamente desfasadas da realidade) mas posts rudes são normais em discussões onde há duas partes que defendem argumentos. Por outro lado não reconheço autoridade em ti para me dar lições de moral. Em vez disso podias argumentar contra mim, se não aceitasse contra-argumentos não estava aqui a perder o meu tempo, mas não, preferiste sair do silêncio para vir fazer de cavaleiro andante.

    É experiência propria ou é o comentário próprio do troll que leu uns livros teóricos, olhou para o kernel do linux e já se julga um entendedor do assunto?

    Todos os unixes incluíndo o Linux, o Windows, o MacOS X são todos C ao nível do sistema. Só mais acima começam a aparecer APIs em C++ ou outras linguagens. Corrige-me se estiver errado ou aponta um SO moderno que não seja feito em C (exemplos académicos não contam).

    PS: esta questão é tão frequente que faz parte da faq da lkml (Why don't we rewrite the Linux kernel in C++?).

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por Huxley em 14-11-03 23:51 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Interessante a resposta a essa FAQ...

    Mas à luz dessa resposta, a tua afirmação
    "Usar C++ para isso é estúpido pura e simplesmente, a ABI do C é muito mais simples e essa simplicidade é necessária quando estás no nível mais baixo de um sistema."
    parece muito duvidosa e acima de tudo arrogante.

    A principal ideia com que eu fiquei depois de ler a FAQ, é de que o kernel está escrito em C porque na altura em que começou o seu desenvolvimento a linguagem mais usada era o C... e também porque durante muito tempo o código compilado com o gcc era mais eficiente do que outro equivalente compilado com o g++. E apesar de hoje em dia isso já não ser preto no branco, continua a não ser razoável portar o código para C++, pela simples razão de que isso daria uma trabalheira Enorme!
    Não vi uma única linha a dizer que é estúpido pensar numa coisa dessas, nem nada que se parecesse.

    PS: Acho que tens razão em muito do que disseste, mas tanta agressividade é desnecessária e só fica mal.

    "To avoid situations in which you might make mistakes may be the biggest mistake of all."
    --Peter McWilliams
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por CrLf em 15-11-03 3:17 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    "My personal view is that C++ has its merits, and makes object-oriented programming easier. However, it is a more complex language and is less mature than C. The greatest danger with C++ is in fact its power. It seduces the programmer, making it much easier to write bloatware. The kernel is a critical piece of code, and must be lean and fast. We cannot afford bloat. I think it is fair to say that it takes more skill to write efficient C++ code than C code. Not every contributer to the linux kernel is an uber-guru, and thus will not know the various tricks and traps for producing efficient C++ code."

    O excerto acima resume um bocado aquilo que eu disse e apesar do "My personal view" parece ser o consenso geral entre quem desenvolve o/para o Linux como não é difícil de constatar se se procurar qualquer uma das threads na lkml em que alguém argumenta que o Linux devia ser em C++.

    Adicionalmente podemos ler no The Art Of Unix Programming algumas coisas (com as quais eu concordo) tais como:

    [...]One good reason to learn C, even if your programming needs are satisfied by a higher-level language, is that it can help you learn to think at hardware-architecture level.[...]

    [...]C's best side is resource efficiency and closeness to the machine.[...]

    [...]The best case study for C is the Unix kernel itself, for which a language that naturally supports hardware-level operations is actually a strong advantage.[...]

    [...]Another part of the fault must be laid to the failure of OO itself to live up to expectations. We examined this problem in Chapter 4, observing the tendency of OO methods to lead to thick glue layers and maintenance problems. Today (2003), inspection of open-source archives (in which choice of language reflects developers' judgments rather than corporate mandates) reveals that C++ usage is still heavily concentrated in GUIs, multimedia toolkits and games (the major success areas for OO design), and little used elsewhere.[...]


    Voltando a repetir o que já disse atrás, é a simplicidade do C que o torna mais indicado para programação de sistema pois quando o objectivo é andar próximo da máquina convém usar uma linguagem que tenha uma lógica próxima da máquina. No que respeita à ABI é importante pensar como se implementaria algo como o suporte de módulos no kernel com a ABI do C++. Já para não falar do estado de fluxo em que a ABI do C++ anda permanentemente. Outra coisa importante também é pensar como o C++ funciona lá por dentro... será que interessa ter coisas como tabelas de métodos virtuais (apenas um exemplo, existem outros), com todas as suas implicações, a aparecer dentro de uma peça tão crítica como o kernel, sem qualquer controlo do programador? (Aqui entra a questão do controlo do programador sobre o código que é gerado.) Se usarmos C++ e depois andarmos a evitar este tipo de coisas acabamos por ficar com C!

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por Huxley em 16-11-03 20:02 GMT (#60)
    (Utilizador Info)
    Também li a parte do "My personal view", mas apesar disso questionei a tua afirmação porque me chateou um pouco vê-la assim, dita daquela maneira, sem grandes fundamentos.

    Gostei da resposta!
    Não posso dizer que concordo ou não, porque não sou nenhum especialista em C e C++, nem em sistemas operativos... Mas compreendo que com coisas como polimorfismo sempre à mão de semear, seria mais fácil produzir código pouco eficiente, devido à complexidade inerente à linguagem, e aos problemas menos obvios que essa complexidade cria.

    "To avoid situations in which you might make mistakes may be the biggest mistake of all."
    --Peter McWilliams
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:1)
    por PRE em 15-11-03 10:21 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Lá estás tu a por palavras na minha boa, num tarda estás a fazer os posts por mim! Aonde é que eu disse que os Sistemas Operativos não são escritos em C? Onde é que eu disse que os ifdefs não são necessários? E diz antes, que o desenvolvimento em C não te dificulta as coisas a ti. Eu tenho muita experiência em C e penso o contrário, não posso?

    Ele fala do suporte de hardware, da inexistência de drivers para algumas coisas!
    E se houver uma API fraca e limitada para desenvolvimento de device drivers não levará a isso?

    Não percebo porque ficáste tão arreliado com o meu post, ou porque o acháste tão ofensivo. É assim tão difícil para ti perceber que há pessoas que pensam de outra forma? Que têm outras opiniões? Tal como eu respeito as tuas ideias agradecia que respeitasses as minhas.

    Tive a ver a FAQ (até a achei muito interessante), mas eles lá diziam que não fazem device drivers em C++ porque não há suporte, e depois dizem que não fazem o suporte porque não vale a pena. E dizem também que não vale a pena estar a converter o Linux para C++

    Ora, eu concordo plenamente... Mas aonde é que eu disse que o Linux estava bem era em C++? E que tinha tudo de ser mudado? Ouve, se tu achas que a API para desenvolvimento de device drivers é uma maravilha e que tem tudo o que é preciso, ok... pensa o que quiseres. Mas eu acho o contrário, é a minha opinião. E falo por experiência própria.
    _____________________
    Pedro Santos «psantos.net»
    "Si minor plus est ergo nihil sunt omnia..."

    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por CrLf em 15-11-03 22:30 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    E se houver uma API fraca e limitada para desenvolvimento de device drivers não levará a isso?

    Pois bem, tal como disseste a API ser fraca e limitada é a tua opinião, muitos outros não acham nem uma coisa nem outra (muitos destes aqueles que de facto a usam todos os dias). A falta de drivers é por haver falta de suporte dos fabricantes, não tem nada a ver com a API. O que me arreliou foi repetidamente tirares das declarações do tipo da Red Hat coisas que ele não disse.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por chbm em 15-11-03 18:26 GMT (#55)
    (Utilizador Info) http://ma.ssive.net/
    > Já agora como último reparo, o software pode ser elegante, o hardware pode ser elegante mas a cola entre os dois raramente é bonita de se ver.

    Mas no caso o hardware não é e normalmente quando um tipo de CS se apercebe que alguém tem que falar com o hardware o resultado também não é bonito ;)
    E normalmente os comentários do pessoal de EE também não são.
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por chbm em 15-11-03 17:52 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://ma.ssive.net/
    O medo daquilo que não se compreende é uma das caracteristicas mais aterrorizantes do Homem.
    Re:Linux Device Drivers??? Buu! (Pontos:2)
    por fhc em 15-11-03 21:13 GMT (#57)
    (Utilizador Info)

    E o deslumbramento pelo dinheiro a mais frequente, pode-se acrescentar.

    Francisco Colaço


    Acredeço ... (Pontos:4, Interessante)
    por Esqueleto em 14-11-03 16:32 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.tusofona.com
    Viva

    Mário, infelizmente estas tuas boas acções são por vezes mal vistas pelo membros. Como já li, parece que querem empregos e não trabalhos.

    Desde a MCP que olho par ao lado e do alto dos meus 29 anos vejo que estive tanto tempo a perder tempo.
    Apesar de ter sido dos 1ºs a ter internet quando esta se massificou com o famoso NetPac da Telepac, já estava muito atrasado em relação a outros que já andavam a fazer coisas muito interessantes.

    Depois o a informação era escassa, e por vezes de má qualidade.
    Se hoje eu tivesse 14/15 anos coma força para aprender linguagens de programação como tinha na altura onde aprendi diversas, e com a quantidade de informação disponível e muita dela de boa qualidade, quando eu haveria de chegar aos 18 anos com experiência de participação em equipas internacionais de desenvolvimento, haveria de certeza de ter experiência de gestão de projects de dezenas e talvez centenas de programadores, usando esta experiência clara e evidente como Curriculum para podem me submeter ao mundo do trabalho.

    Não podemos ainda esquecer que poderia ser ainda convidade para desenvolver em regime de Tele-trabalho gratificado drivers, correcções, manutenção de algo...etc..etc.

    Quando vejo as pessoas a negarem bons empregos quando estas estão com maus empregos ou até mesmo desempregadas... apetece-me esganá-los.

    Quando digo que certo dia fiquei em casa a trabalhar ligado à empresa pela NET, as pessoas me dizem, BOM EMPREGO!!!, mas estão errados, deveriam dizer, MUITO TRABALHO??, onde poupo tempo nas distrações com os colegas, idas ao café, transito para o trabalho, leitura do GILDOT para ficar exclusivamente em frente ao computador.

    Miúdos.... sim .. voces que tem 16 anos .. e vontade de desenvolver, tem aqui uma oportunidade de ganhar experiência que mesmo com anos a trabalhar em portugal nunca irão adquirir que é participar numa equipa mundial de desenvolvimento e se voces forem mesmo bons... acreditem que a comunidade Open Source costuma gratificar e bem. Vejam o exemplo do Linus que anda com um grande carro e tem uma bela casa nos EUA... tudo à conta do open source.

    Com ele quando chegarem ao mundo do trabalho já tem a experiência que as empresas tanto procuram.

    PS: Desculpa sair um pouco fora do tema .... mas era algo que eu queri partilhar com vcs.

    (())
    Esqueleto
    Correcção (Pontos:1)
    por elcastigador em 14-11-03 19:10 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://pedroclaro.no.sapo.pt
    "Apesar de ter sido dos 1ºs a ter internet quando esta se massificou com o famoso NetPac da Telepac"

    Só uma pequena correcção se me permites. O facto de falares em Netpac invalida logo o conceito de primeiros. Ainda me recordo dos tempos em que fazia a ligação para Lisboa (sim, porque,supostamente, é o centro de Portugal conforme se discute numas threads lá para cima) com o meu modem 14400 para a CATS, a bbs mas em voga na altura cá em Portugal. O Netpac veio passado uns bons tempos.
    Pedro Claro

    Re:Correcção (Pontos:2)
    por sab em 14-11-03 20:24 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://virtual.inesc.pt/~sab/
    A CATS era como dizes uma BBS e não uma ligação internet. Eu ainda me liguei com um modem 2400 (Hugh). CATS, Visus, Express, enfim, outros tempos. Internet só no Inesc, no IST ainda não havia. E eu na altura achava muito estúpido porque é que alguém não fazia negócio como ISP da internet. Finalmente apareceu a IP que fazia descontos para o pessoal do Inesc (pois eles estavam ligados à "link").
    -Sab
    "Um mundo melhor é deixado como um exercício para o leitor, Paul Graham"
    Re:Correcção (Pontos:1)
    por elcastigador em 14-11-03 20:39 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://pedroclaro.no.sapo.pt
    Estava a falar de um serviço via telepac que a CATS disponibilizou na altura aos seus utilizadores.
    Pedro Claro
    Re:Correcção (Pontos:2)
    por vd em 14-11-03 23:18 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt/~vd
    Duh! Agora entro eu no meio :)
    Pois, a IP, no IST e a dar acessos ao INESC.

    Muita da minha aprendizagem foi na IPCR pop da IP nas Caldas da Rainha, onde um elemento do INESC levou para lá o bixinho. Na altura nunca tinha visto um portmaster e mais de 10 modems da USRobotics a piscar, era belo!

    Isto é engraçado porque na altura a IP estava literalmente nos calabouços do IST, com muita gente do INESC - cheguei a lá ir bastantes vezes.

    Ah sim, isto foi sensivelmente há cerca de 10 anos atrás.

    //vd
    É frustante (Pontos:1)
    por Esqueleto em 15-11-03 17:44 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://www.tusofona.com
    É frustante falar de tantas coisas e simplesmente apontares uma situação que nada tem haver com o tema de conversa.

    Bem quando user o termos "dos 1ºs" quero dizer dentro de um marketing de massificação da internet em portugal.

    O uso do antigo "PUG" (acho que é assim que se escreve, que era um ISP na conta da caparica) ou ainda o acesso a BBS não acho que conte realmente pois não era massificado. Somente um conjunto de iluminados em universidades e com pais que patrocinassem esse vício é que podiam ter.... Eu não podia.

    (())
    Esqueleto
    Se for na siemens......... (Pontos:1)
    por alphacore em 14-11-03 23:33 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Se for para a siemens eles nem sequer querem um gajo que faça desenvolvimento, querem um tipo que faça controlo de versões e ajude a fazer o debug do codigo que é desenvolvido na sede da siemens, alem disso pelo que me foi dito, o lugar é mais de um PTM (pau para toda a Merda) do que outra coisa, já que nas funções descritas, tambem tem que se dar uma de administrador, n me entendam mal, eu gosto de desenvolvimento e até trabalho nessa area, so n gosto é de anuncio que pedem ceus e mundos e no fim querem um puto que n se importe de receber pouco e fazer tudo. Nuno
    Nicholson International (Pontos:2)
    por bgravato em 15-11-03 12:27 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    Há alguns meses (se não estou em erro) que está um papel afixado no meu departamento na universidade com uma oferta de emprego bastante semalhante a essa da Nicholson International.

    Não percebo é o porquê de tanta reclamação...

    As pessoas queixam-se da falta de emprego, mas pelo vistos até há empregos... E a tratar-se do mesmo anuncio, então é uma (ou mais nao sei) vaga que está aberta há algum tempo e ainda ninguem a ocupou.

    Talvez afinal só haja falta de emprego para os mouse engineers...

    Talvez os desempregados não tenham qualificações para o emprego.

    Ou será que eles estão a oferecer o salário mínimo? (mesmo assim para quem está em casa a coçá-los sempre era melhor que nada).


    siemens (Pontos:3, Interessante)
    por BlueNote em 16-11-03 22:28 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Boas, apanhei esta thread atrasado, mas aqui vai uma observação: essa(s?) vaga(as?) na siemens anda(m?) a aparecer anunciada(s?) por todas as empresas de outsourcing do mercado. E pela própria siemens. Várias vezes!

    Eu próprio (que tb sou do Porto - surprise!) apesar de ser para Lx, acho que já respondi de todas as vezes que apareceu... A pergunta é esta: é a sério ou a brincar? É que não há meio de se ver nada e os anúncios continuam a aparecer de 15 em 15 dias...

    Desculpem o desabafo, mas até parece que andam a coleccionar CVs...

    Re:Dúvida (Pontos:4, Interessante)
    por brandon em 14-11-03 12:04 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Ou seja vamos voltar outra vez à mesma discussão que aconteceu num artigo anterior onde se oferecia trabalho.

    Toda a gente torce o nariz a qq oferta de trabalho aqui apresentada?

    Porra, há montes de pessoal desempregado, aposto que esses não se queixam!

    Se respondem apenas por responder, ou para 'picar' alguém acho de uma completa falta de civismo para com a pessoa que está a tentar ajudar alguém que se encontra nesta comunidade.

    a minha .sig já aceita euros:
    just my 0.1€'s.
    Re:Dúvida (Pontos:4, Interessante)
    por Psiwar em 14-11-03 12:51 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Sem dúvida que há muito pessoal desempregado mas de certeza que essas pessoas não vem para o Gildot à procura de emprego. É quase certo que visitam diáriamente os sites de emprego ou jornais relevantes e é desnecessário transformar o Gildot num local de oferta de emprego.

    No entanto, existem muitos assuntos relacionados com o emprego de TI em Portugal que poderia ser discutido no Gildot. Como por exemplo...

    Porque é que numa área como as TI só há empregos para Lisboa? Computadores, Informática todo o país precisa. Internet, Software pode ser feito em qualquer sítio. Logo porque se concentra tudo em Lx? Falta de visão? Efeitos secundários do Fascismo onde Lx era Portugal e o resto paisagem?
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por jig em 14-11-03 12:58 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    "Efeitos secundários do Fascismo onde Lx era Portugal e o resto paisagem?"
    era? :-)
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por CrLf em 14-11-03 13:50 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Pois, eu também pensava que a outra senhora era toda pró ruralidade.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por CrLf em 14-11-03 13:56 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Sem dúvida que há muito pessoal desempregado mas de certeza que essas pessoas não vem para o Gildot à procura de emprego. É quase certo que visitam diáriamente os sites de emprego ou jornais relevantes e é desnecessário transformar o Gildot num local de oferta de emprego.

    Sabes que como utilizador registado que és podes escolher não ver os artigos da secção "jobs"...

    Porque é que numa área como as TI só há empregos para Lisboa? Computadores, Informática todo o país precisa. Internet, Software pode ser feito em qualquer sítio. Logo porque se concentra tudo em Lx? Falta de visão? Efeitos secundários do Fascismo onde Lx era Portugal e o resto paisagem?

    Realmente a maioria dos empregos para TI estão nas áreas de Lisboa e do Porto mas não sei se já reparaste que estas zonas representam 35% da população do país. O problema é que não procuram pois também há empresas de informática (e com ela relacionadas) noutras zonas, só que (também mas não só) devido à maior presença deste tipo de empresas nas grandes áreas metropolitanas os anúncios públicos de emprego são mais frequentes.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:Dúvida (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Psiwar em 14-11-03 14:02 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Eu não disse Lisboa e Porto. Eu só disse Lisboa. Era bom era que os empregos TI fosse representativos dos aglomerados populacionais em Portugal. Se assim fosse havia muito mais proporção no Grande Porto, Sado e Centro/Coimbra.

    Sabes que como utilizador registado que és podes escolher não ver os artigos da secção "jobs"...

    E depois perdia eventuais artigos interessantes sobre "jobs"?
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por taf-7arte em 14-11-03 14:17 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "O problema é que não procuram"

    Não, não é.
    Lisboa tem uma economia neste e noutros aspectos muitíssimo mais desenvolvida que o resto do país, Porto incluido. Os gestores em Lisboa também são em média mais competentes por saberem que o investimento nas TI e respectivos recursos humanos é importante.

    Em Lisboa há muito mais (mas MUITO MAIS) capital para investir em iniciativas empresariais. Não se trata apenas de ter mais população e portanto mais massa crítica. Trata-se de ter um investimento por cabeça bastante maior. E de o nível de vida ser melhor, proporcionando também melhores salários e mais oportunidades.

    Arranjem-me uma boa oportunidade de trabalho em Trás-os-Montes, remunerada ao nível de Lisboa, e eu mudo-me do Porto para lá! Nem precisa de ser "emprego" normal, pode ser consultoria independente. Mas não há nada.

    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por 4Gr em 14-11-03 14:50 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Não brinques comigo..

    Lisboa tem uma economia neste e noutros aspectos muitíssimo mais desenvolvida que o resto do país, Porto incluido. Os gestores em Lisboa também são em média mais competentes por saberem que o investimento nas TI e respectivos recursos humanos é importante.

    Corrige-me lá isso sff para o mercado financeiro centraliza-se em Lisboa e não, "a economia é mais desenvolvida"

    Para te elucidar, os maiores gestores empresariais e industriais estão no norte. Inúmeras empresas como Grupo Amorim, Sonae, Salvador Caetano, SAD FCP :-) e tantas tantas outras têm a sua sede no Norte, mas, obviamente, que a economia vaza por Lisboa porque hoje em dia não há outra possibilidade. A bolsa mais significativa está em Lisboa e agora com a ruptura da bolsa de valores do Porto, ainda mais!

    Em Lisboa há muito mais (mas MUITO MAIS) capital para investir em iniciativas empresariais

    Concordo.. mas é capital que vem do norte. 40% dos impostos dos contribuintes vêm do Norte, e 55% do IRC vem das empresas do Norte.

    Os gestores em Lisboa também são em média mais competentes por saberem que o investimento nas TI e respectivos recursos humanos é importante.

    lol...


    Dominus vobiscum
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por taf-7arte em 14-11-03 14:57 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Para te elucidar, os maiores gestores empresariais e industriais estão no norte. Inúmeras empresas como Grupo Amorim, Sonae, Salvador Caetano, SAD FCP :-)"

    Vai ver onde é que essas empresas investem o seu capital nesta área de que estamos a falar...
    Vai ver onde é que se localizam as consultoras que elas contratam...
    O problema é precisamente esse: as empresas de fora de Lisboa vão a Lisboa procurar os serviços de que precisam.

    Queres melhor exemplo do que o BCP, que nasceu do Porto e comprou o BPA, que era do Porto, tendo depois passado quase tudo para Lisboa. Não estou a falar da área financeira, note-se!
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por jazzy em 17-11-03 17:54 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://jazzy.weblog.com.pt/
    Vai ver onde é que essas empresas investem o seu capital nesta área de que estamos a falar...

    A título de exemplo: a WeDo tem instalações em Lx e em Braga.


    Jazzy

    Re:Dúvida (Pontos:3, Interessante)
    por taf-7arte em 14-11-03 14:38 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "Logo porque se concentra tudo em Lx?"

    Uma razão importante, por estranho que inicialmente possa parecer, é a existência de universidades na "província".

    Como o mercado é pequeno, as universidades resolvem meter-se em áreas nas quais não era suporto terem intervenção, e começam a oferecer serviços que deveriam ser assegurados por empresas. Como os salários já estão pagos pelo Estado, podem dar-se ao luxo de fazer concorrência desleal com preços absolutamente imbatíveis.

    Pior: muitas vezes _oferecem_ gratuitamente serviços que são integrados em "projectos de desenvolvimento" financiados pelo Estado ou pela Comissão Europeia. E depois, claro, não há mercado que sobre para as empresas sobreviverem.

    Eu tenho experiência pessoal deste tipo de situações, não estou a falar por ouvir dizer. Eu _tentei_ há alguns anos fazer negócio em Trás-os-Montes, no Minho e no Alentejo. Tempo perdido. Talvez também por falta de capital suficiente para investir, mas o facto é que houve "sabotagem" (inconsciente e involuntária, é evidente) por parte das universidades.

    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por Psiwar em 14-11-03 16:12 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Ponto de vista interessante. Talvez de facto seja um factor predominante (e preocupante) em locais como Braga/Guimarães, Aveiro e Coimbra mas não acredito que seja esse o caso no Grande Porto. Se bem que existem muitos protocolos de cooperação entre as faculdades e institutos associados para dotar as instituições e serviços do Porto com soluções informáticas.
    Re:Dúvida (Pontos:1)
    por ribjo em 14-11-03 13:24 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.fosip.co.uk/
    Que servilismo pá! És empregado dele?

    Acho que o Mário devia ter um blog, assim nós teríamos oportunidade de ler o que ele quizer partilhar. Eu sou cliente, ok?

    Mas como alguém diz aqui já há sites de empregos que chegue cá no burgo. Ou não?

    Era picar sim, não era para ofender!

    Cumprimentos
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por Gimp em 14-11-03 14:14 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    "Toda a gente torce o nariz a qq oferta de trabalho aqui apresentada?"

    Dá a sensação que o Gildot é o último recurso, a última escolha. Eu pelo menos penso assim. E fico a pensar que o porquê.

    "Porra, há montes de pessoal desempregado, aposto que esses não se queixam!"

    Ai, ai, esta treta de que há muito desempregado, que passam fome, que o pessoal não quer fazer cheta (umm, esta última éum bocado verdade :-D), sabe logo a discurso popularucho e demagógico e sinceramente, enjôa. E assim talvez responda a um dos porquês, se não arranjam niguém para o lugar talvez seja porque os "desempregados" são o producto do dote.come e não sabem fazer mais nada para além disso. É que quem sabe quer-me parecer que está muito bem onde está.


    "No comments"

    Re:Dúvida (Pontos:3, Interessante)
    por brandon em 14-11-03 15:42 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Não penso como tu, presumo que o mais correcto seria pensar que se usa o gildot para fazer ofertas do tipo visto ser um dos locais onde mais técnicos relacionados com a oferta em questão tem.

    Penso sempre, se alguém colocou aqui uma oferta de emprego é porque dá valor à qualidade de membros desta comunidade e que de facto a comunidade gildot engloba várias pessoas com qualidade.

    Sobre o não fazer nada em relação aos desempregados, concordo plenamente, mas existem excepções (alguns conheço-os) e que trabalham mto bem. Eu pessoalmente penso que a maior parte do português é tipo o comum monhê, morre para não fazer nada e tem um objectivo na vida, enriquecer com o menor esforço possível, mas isso são outras discussões que não têm nada a haver com o artigo.

    a minha .sig já aceita euros:
    just my 0.1€'s.
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por mvalente em 14-11-03 13:50 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Querias anunciar que foste contactado por um HH?

    "Anunciar" ter sido contactado por um HH para passar o contacto a outros ? Bela merda... nem me dava ao trabalho.

    Se ainda fosse anunciar ter sido contactado por um HH para "posições importantes".... been there, done that... e didnt get the tshirt (aka didnt drink the koolade, didnt give a shit)...

    Vê lá tu q nem sei para q empresa é nem tenho o email do dito cujo HH, senão era o q colocaria aqui; o post q fiz por favor a um amigo, de outra forma nao disponibilizava o meu email pessoal.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por leitao em 15-11-03 0:14 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/blog/
    MV e' contactado por um head-hunter para "posicao importante", diz que nao, doesn't get the T-shirt... it's a Mini Adventure!.

    :-)


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]