gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
PHP vs Python
Contribuído por BladeRunner em 26-09-03 18:10
do departamento python-vs-PHP
Web 4Gr escreve "Saudações!
Fugindo à temática das patentes, que tanto tem monopolizado este espaço, aproveito para relançar um tema que tem vindo a ser discutido - sorrateiramente - de comentário para comentário, mas nunca de forma concisa numa notícia!
O Python já se impõe! Vai sair o php 5 (já não era sem tempo) e com o Zend também é uma plataforma que sempre gostei. No entanto, nunca trabalhei com Python... Agora perguntam-me "mas não estás satisfeito com o php?" Bem, para ser sincero, embora tenha um excelente site com muita ajuda para toda e qualquer função, falta coerência à linguagem! De versão em versão aquilo muda funções, syntax de OO, enfim.. Como ouço cada vez mais falar do Python fiquei bastante curioso e gostava de saber a vossa opinião - e principalmente de quem usava php e passou para Python (porque motivos?) - para que eu possa concluir se vale a pena investir algum tempo no Python (o conhecimento nunca é demais, o tempo é que é de menos)! "

Vodafone processa PT | MSN Chat vai acabar... mas apenas em alguns sítios  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • 4Gr
  • Mais acerca Web
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Já disseste (quase) tudo (Pontos:2)
    por Gamito em 26-09-03 18:18 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.dte.ua.pt/~gamito
    "Bem, para ser sincero, embora tenha um excelente site com muita ajuda para toda e qualquer função, falta coerência à linguagem! De versão em versão aquilo muda funções, syntax de OO, enfim.."
    Estas razões fizeram-me mudar para Python, mais o facto de o PHP ser uma salsalhada no meio do código, ser programação spaghetti (acho que já lhe chamei aqui o ASP do open source) e estar cheio de bugs e código que deixa funcionar de umas sub-versões para outras, sem explicações dadas por ninguém.

    O Python, bem... é um luxo, mas admito que embora exista o mod_python para Apache, para programação web faça mais sentido com o Zope.

    Mário Gamito
    my web shelter
    Re:Já disseste (quase) tudo (Pontos:3, Interessante)
    por Psiwar em 26-09-03 19:41 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    "o PHP ser uma salsalhada no meio do código"
    ?! - Se estás a falar do código no meio do HTML então é porque nunca usaste o PHP como devias. Be Smarty.

    "ser programação spaghetti (acho que já lhe chamei aqui o ASP do open source)"
    Confusa?! Deve ser das linguagens que tem uma sintaxe mais simples... Então nem experimentes o Perl.

    "e estar cheio de bugs"
    Não mais do que os outros... Quanto muito, quer ser tão flexível que acaba por ser demasiado flexível em alguma circunstâncias.

    "e código que deixa funcionar de umas sub-versões para outras, sem explicações dadas por ninguém"
    Este sem dúvida tem sido um dos pontos fracos do PHP. Mudam bastante as coisas e sem ter a devida atenção ao suporte a versões anteriores. Mas está sempre tudo no what's new... é só uma questão de ir ler.
    Re:Já disseste (quase) tudo (Pontos:2)
    por MacLeod em 26-09-03 20:57 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Mas está sempre tudo no what's new... é só uma questão de ir ler.

    Duhh... E voltar a reescrever o código todo.

    Re:Já disseste (quase) tudo (Pontos:2)
    por Gamito em 26-09-03 21:11 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.dte.ua.pt/~gamito
    Isso ele não disse :P
    Por alguma razão continuo com o 4.2.3 no meu servidor web.

    Mário Gamito
    my web shelter
    Re:Já disseste (quase) tudo (Pontos:3, Interessante)
    por Psiwar em 26-09-03 22:13 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    E voltar a reescrever o código todo.

    Que exagero. Em 3 anos só me lembro de 2 vezes ter que fazer correções por causa de updates. A primeira por causa da maneira como estava a funcionar o preg_match() e a segunda por causa do parser de XML. Nenhuma demorou mais do que 5 minutos com o search & replace de qualquer editor que se preze...

    Mas ei... Cada um programa como quer. :P
    :)
    Re:Já disseste (quase) tudo (Pontos:2)
    por mvalente em 26-09-03 22:29 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Pois, já disseste quase tudo e o Gamito disse o resto.

    Depois de ter passado 1998 e 1999 a usar o PHP (quando ainda se chamava PHP/FI) passamos a usar (a partir do fim de 1999) o Python. Houve várias razões. Mas, na altura, duas foram de monta: primeiro ter desenvolvido uma aplicação para MySQL e à ultima da hora o SGBD ter sido mudado para Sybase; sim, hoje existem layers de DB abstraction... na altura não... toca de mudar centenas de linhas com chamadas à API do MySQL; em segundo lugar os problemas de dependencia/mistura de conteudo/aspecto/funcionalidades e de trabalho simultaneo por varios elementos de uma equipa na mesma página/modulo/etc. O Python em conjunto com o Zope resolveu-nos o problema.

    Hoje em dia os factores fundamentais são a produtividade e a legibilidade: faz-se muito mais coisas em menos linhas de Python e em menos tempo, acima de tudo porque a linguagem é coerente (menos reference manuals sempre à unha, etc); a obrigatoriedade de indentação como forma de scoping, sendo "estranha" de inicio, depois "entranha-se" e acaba por ajudar à legibilidade do codigo nao só pelo proprio mas por terceiros.

    Finalmente coisas como metaclasses, multiple inheritance ou constructors com N parametros são coisas que facilitam muito a vida.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    PS - Vide discussão e links num artigo anterior no Gildot

    Zend Studio (Pontos:3, Interessante)
    por [Cliff] em 26-09-03 19:28 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Muito sinceramente, depois de buscas e buscas na net, o que falta ao Python é um Zend Studio (PHP)!
    Puxei a demo com bastante curiosidade para ver o que aquilo tinha para oferecer e eis que, voilá, tem aquele auto-complete à lá MS em que temos código tipo var-> e a seguir ao -> ele mostra as funções disponibilizadas pela classe... O IDE para mim é uma das coisas que mais me interessam que funcione e que sejam fáceis de usar.
    Para Python zero,nada, point of a horn! Há uns editores que são tão - desculpem a expressão - ranhosos mas tão ranhosos que mais vale trabalhar no joe!
    Já para não falar que aquilo que me interessava no Python era fazer umas brincadeiras com o GTK/Gnome mas estava a tornar-se tão intratável que preferi mesmo o gtkmm/gnomemm (C++) com o Anjuta.
    Resumindo, em termos de linguagem, depois de ter visto a estrutura do Python (à excepção daquela identação (scoping) demasiado estranha e outras coisas que fazem confusão) prefiro-o ao PHP porque me pareceu um bocado mais limpo. E isso também conta.
    Vão ter de me desculpar a opinião (ou não, IDC ;-)) mas para mim o Python+GTK está para Linux como o VB está para Windows (venha de lá o taco)... quando tiver um IDE à altura, é uma autêntica linguagem RAD.
    Até lá, vou-me ficando pelo duro C++ :(

    ----------
    -1: Redundante!
    Re: talvez o Boa Constructor (Pontos:2, Informativo)
    por ncs em 26-09-03 19:55 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.uol.com.br/cgi-bin/mensagens/mostra_texto.cgi?day=2003-09-11
    Ainda sou um amador nestas coisas do Python. Mas o Boa Constructor parece-me muito bom. O autor diz que o objectivo era ter um IDE indetico ao do Delphi. Para além de que se consegue editar as páginas em dtml e em TAL do Zope (simlesmente maravilhoso).

    A identação faz-te confusão, então e o que dizer das {} ++ -- != etc e tal? E quando há pessoal que identa o código e por acaso a identação não está de acordo com a syntaxe ?

    Por acaso há muitas pessoas que falam sobre isso, mas eu até agora ainda não percebi porque é que ficam tão afectados com essa situação! Tu não identas o código em C? Se sim, então qual é o problema? Se não, como é que te entendes?
    Cumps,
    PS: Nada disto deve ser levado em consideração ;-)
    Re: talvez o Boa Constructor (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-09-03 20:58 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    PS: Nada disto deve ser levado em consideração ;-)
    LOL boa linha ;)
    De qualquer forma a identação só me faz confusão na forma que toma no Python. Serve para definir scopes... só isso :) Estou extremamente habituado a definir scopes com {} o que é q se há-de fazer... mas, ao contrário do que havia dito noutro post sobre python, lá por ser diferente não quer dizer que seja mau. Custa é um bocadinho a habituar :)

    ----------
    -1: Redundante!
    Re: talvez o Boa Constructor (Pontos:3, Informativo)
    por mvalente em 26-09-03 22:35 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Ou ainda ....

    BlackAdder

    Komodo

    WingIDE

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re: talvez o Boa Constructor (Pontos:2)
    por [Cliff] em 27-09-03 0:31 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Já tinha visitado todos esses websites... do que preciso é algo que interaja perfeitamente com o GTK (Glade)... idealmente o Glade despejava logo o código em Python cá para fora :) Mas acho que isso não passa de, como se diz muito por aqui, wishful thinking :(
    No dia em que houver algo deste tipo disponível sou o primeiro a pegar (e pagar) por aquilo.

    ----------
    -1: Redundante!
    Re: talvez o Boa Constructor (Pontos:2, Informativo)
    por Antonio Manuel Dias em 27-09-03 7:44 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://maracuja.homeip.net

    Olá.

    Se para GTK não existe nada, já para Qt isso é possível, com o Qt-Designer/pyuic. Pelo que ouço (nunca usei) o Eric é também um bom IDE para PyQt... e daqui por uns tempos vais ter o KDevelop 3 com suporte também para Python.

    Cumps,


    - hold fast to the one noble thing -
    Glade? Isso é só a primeira parte. (Pontos:2)
    por fhc em 29-09-03 11:24 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Pensa em libglade.

    Nada mais simples do que:

    from gtk import glade

    xml = glade.XML ('file.glade', 'window')
    label = xml.get_widget ('my-label')
    label.set_text ('New text')

    xml.signal_autoconnect (None)

    gtk.main ()

    Et voilà, interface conhecida no runtime. Este código foi feito de memória, uma ou duas coisas podem faltar ou estar erradas.

    Francisco Colaço
    Pelo menos... (Pontos:1)
    por ncs em 26-09-03 20:13 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.uol.com.br/cgi-bin/mensagens/mostra_texto.cgi?day=2003-09-11
    Uma das vantagens que eu vejo em relação ao PHP é que podes ter 3 "tipos" de aplicações distintos com o mesmo tipo de liguagem: Scripts pequenos em vez de executares batchs (windows) e/ou shell scripts (Unixs), aplicações grandes com/sem ambientes gráficos C/S e aplicações web.
    No caso do PHP, pelo menos até há pouco tempo, para executar um script tinha de se chamar o browser.
    Em relação à evolução da linguagem, penso que com o Python tb por vezes existem incompatiblidades com a saída de novas versões.
    Cumps,
    Re:Pelo menos... (Pontos:2)
    por Psiwar em 26-09-03 20:21 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Quem compilava o PHP como CGI sempre pode correr scripts a partir da linha de comando. Mas quando tens Bash/Perl para que precisas de PHP na linha de comando? :)
    Além disso sempre podes fazer lynx script.php e está o assunto arrumado.

    Com PHP+GTK também podes fazer aplicações grandes em ambientes gráficos. Se bem que não recomendo a ninguém! O Glade torna mais fácil a qualquer linguagem pegar no GTK mas é só se o pessoal quiser, dado que para os lados do PHP, desde Novembro 2002 que ninguém pega no PHP-GTK.
    Re:Pelo menos... (Pontos:2, Informativo)
    por netcrash em 26-09-03 21:25 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Se precisares de php na linha de comandos basta,
    ires ao Manual de PHP

    Re:Mas isso não é -, é + (Pontos:1)
    por ncs em 27-09-03 0:36 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.uol.com.br/cgi-bin/mensagens/mostra_texto.cgi?day=2003-09-11
    Mas quando tens Bash/Perl para que precisas de PHP na linha de comando? :) Além disso sempre podes fazer lynx script.php e está o assunto arrumado.

    A questão é que se utilizares PHP e Perl tens de conhecer 2 linguagens diferentes, para além de teres de ter instalados os vários interpretadores. Ao passo que com o Python tens a vantagem de te poderes especializar numa só.
    Por outro lado, utilizando o Python, podes ter os mesmos scripts a correr em diferentes SO's, em vez de ter scripts com os comandos de uma shell especifica.
    E ainda, pelo menos no IE, com a utilização de uma(s) dll('s) podes ter Python a correr em vez de JavaScript ou VBScript. E tb, pelo que li do manual, podes ter funções em PostgreSQL feitas em Python

    No meu caso, só ao fim de algum tempo é que eu consigo ser produtivo numa determinada linguagem e por isso, quanto menos linguagens (novas) em simultaneo eu utilizar para trabalhar, menos eu me baralho e mais depressa desenvolvo.
    Cumps,
    é como tudo... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Psiwar em 26-09-03 20:13 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    " - para que eu possa concluir se vale a pena investir algum tempo no Python (o conhecimento nunca é demais, o tempo é que é de menos)!"

    A necessidade faz o engenho. Não percas tempo a pensar "se devias aprender porque podes vir a precisar". Quando sentires a necessidade aprendes e pronto. Afinal as linguagens de programação não são assim tão diferentes e quem sabe programar em alto nível e tem um bom raciocínio lógico/matemático safa-se em qualquer linguagem.

    Antes do PHP, eu andava contentinho da vida com Perl/CGI. Nunca liguei ao hype de PHP e na altura certa quando foi preciso evoluir, o pessoal adapta-se.

    Se não gostas de PHP, então experimenta o Python mas as comparações entre linguagens começam a ser um pouco infantis. Há pessoal a programar aplicações web em C e nem sentem a diferença para outras mais "evoluídas" que se calhar até lhes facilitavam a vida. O importante é fazer um bom trabalho e trabalhar com o que se gosta.
    Re:é como tudo... (Pontos:1)
    por faustino em 26-09-03 22:04 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Afinal as linguagens de programação não são assim tão diferentes e quem sabe programar em alto nível e tem um bom raciocínio lógico/matemático safa-se em qualquer linguagem.

    Estás a ter em conta apenas as linguagens do tipo imperativas, não te esqueças das outras mais específicas como as declarativas, já vi algumas que tudo o que sei,( que é muito pouco), praticamente era para esquecer e aí é necessário criares um raciocínio lógico completamente diferente.
    Eu gostava de ter uma assinatura gira.

    Re:é como tudo... (Pontos:2)
    por Psiwar em 26-09-03 22:28 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Sim, claro. Lembro-me da dificuldade que muitos programadores tem com linguagens declarativas como Prolog ou Haskell. Ou como achava piada como o pessoal de C/C++/Java se espantava quando viam que em Perl não era preciso definir os tipos de variáveis, declarar referências ou formatar o print. :)

    De facto, diferentes grupos de linguagens requerem formas de pensar diferente mas o básico da lógica e da matemática está lá. :P
    Re:é como tudo... (Pontos:2)
    por jorgelaranjo em 26-09-03 23:06 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/
    é pá, eu não quero parecer chato mas Haskell parece-me FUNCIONAL e Prolog parece-me que é mais do tipo LOGICO

    PP1 na Univ Minho e PPIII também no mesmo local.
    :D
    Espero nao estar a cometer nenhuma gaffe :D

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://pocketBlog
    Re:é como tudo... (Pontos:2)
    por Psiwar em 26-09-03 23:34 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    As linguagens lógicas e funcionais, isto é, aquelas que estão mais perto da forma como falamos e pensamos, pertencem ao grupo das linguagens declarativas.

    Sim eu sei... terminologias suckz...
    Re:é como tudo... (Pontos:2)
    por jorgelaranjo em 26-09-03 23:39 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/
    Obrigado pela correcção.
    Deixo um link

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://pocketBlog
    outra vantagem do php (Pontos:2, Interessante)
    por liberdade em 27-09-03 12:13 GMT (#23)
    (Utilizador Info)

    O PHP tem vantagens em termos de documentação (web + livros) e bibliotecas já desenvolvidas (phpclasses, etc). Como se costuma dizer "tem uma base de utilizadores instalada" superior

    Por outro lado (esta é para o mvalente), para substituir o Zope, há o Drupal.


    Re:outra vantagem do php (Pontos:3, Informativo)
    por mvalente em 27-09-03 21:32 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Por outro lado (esta é para o mvalente), para substituir o Zope, há o Drupal

    No shit...

    Então e acesso *simultaneo* a multiplos SGBDs, tem ? E fiabilidade e escalabilidade, como com o ZEO, como é ? E acessibilidade por WebDAV, pode ser ou tá dificil ? Podia continuar.... mas sim, finalmente o PHP tem um CMS decente com features semelhantes às que identifiquei no Zope em 1999. Falta saber quanto tempo demora a recuperar 4 anos de avanço...

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:outra vantagem do php (Pontos:2)
    por ^magico^ em 29-09-03 10:58 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Falta saber quanto tempo demora a recuperar 4 anos de avanço...

    Isso depende praticamente do feedback da comunidade.
    Já por diversas vezes procurei um CMS para ser a base da minha página pessoal, e por várias vezes dei de caras com CMS "a la Slashdot", mas sobretudo complicados, complexos e com código muito confuso.

    Nesta última tentativa que fiz, preferi fazer a pesquisa de uma maneira diferente. Em vez de ir procurar um CMS e ver o que tinha, optei por fazer as especificações do que precisava e uma pré-análise como se fosse programar um sistema.

    Entretanto fiz uma selecção com cerca de 10 CMS, e validei cada um de acordo com essas especificações. No fim, apenas um as atingiu... o Drupal. Apesar de ter detectado que este pode ser muito melhorado (pretendo fazer uma pequena lista de tópicos que devem ser implementados ou alterados, e quem sabe até programar), apenas depende da comunidade dar mais ideias para que este seja melhorado.

    Para mim, a grande vantagem do Drupal é a simplicidade da estrutura e do código, que se traduz numa inubitável simplicidade no uso e na extensibilidade.
    Re:outra vantagem do php (Pontos:2)
    por mlopes em 29-09-03 10:30 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Olha que a documentação do python também é muito boa. E como o python é muito mais orientado para funcionar em pequenos módulos do que o PHP, também se encontra uma grande quantidade de módulos que costumam dar jeito.
    Lista de modulos na documentação
    Site com módulos

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Na minha opinião... (Pontos:2)
    por mlopes em 29-09-03 10:16 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    ... se há uma linguagen na qual vale a pena investir é o Python.

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Esta vai sem imposto :P (Pontos:1)
    por gcarreno em 30-09-03 4:17 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.gcarreno.org
    Ok, temos em mãos mais uma mini flamewar.
    Engraçado, pensei que iria se bem mais grave.

    Tenho alguma experiencia de programação, cerca de 12 anos dela. Nao posso dizer que tenha sido meticulosa pq nunca me dediquei a 100% a uma só linguagem, mas ultimamente tenho estado a fazer um projecto e tenho-me apegado muito a duas: PHP e Delphi.

    Ora vejemos o que aqui se fala: IDE's e coerencia das linguagens.

    IDE's: peço desculpa a quem se odender, mas deixem-se de tretas, NAO EXISTEM IDE's melhores do que os produzidos pela Borland, bugs à parte, falemos de facilidade de utilização e de integração entre codigo(PALIN TEXT) e interligação a toolbars e janelas de props e events, etc...
    Uma coisa que me espantou foi ninguem mencionar o PHPEdit, um IDE de PHP feito em Delphi, estranho!

    Coerencia da Linguagem: PHP herda do C/C++(pramim a mãe de todas as lingos), do PERL(nao so alguma sintaxe mas a melhores regexps do sitio) e de outra ke me falha a memoria. Ora com uma combinação destas a linguagem como conceito so podia ter a melhor classificação, mas prontos, la vem o humano a querer que a "coisa" tn sirva cafés. É verdade, o PHP sofre de um excesso de coisas boas que nem sempre sao feitas da melhor maneira. Com o Zend 2.0 e FINALMENTE o OOP como deve de ser esta disponivel no PHP pode ser que a coisa entre nos eixos.

    Agora se me querem atirar à cara que o mal do PHP é ser uma spaguetada, bem aí só posso dizer uma coisa: quem faz a "pasta" é o cozinheiro, não a panela e com o Smarty no estado em que está, so é parvo quem não o usa!!

    Tenho tb de falar da minha experiencia de Python: É MUITO pouca... fiz o download, instalei, programei uns exemplozitos e gostei da syntaxe e da identação como meio de agroupamento. Não fiz nada com Base de Dados nem com output pra Browser portanto não posso deliberar muito sobre a questão, mas pareceu-me extremamente "pain in the arse" a maneira tao limitada (nao no sentido de ser pouco, mas no sentido de mandatorio) como o Python lida com strings e isso fez-me logo nao proseguir na exploração do Python. Pelo que um colega meu me diz, este mais afoito à lides do reptil, a nivel de OOP esta bem "mais melhor bom" que o PHP, mas como disse anteriormente, esperemos pela estabilização do PHP 5.0 !!

    No final resume-se tudo a uma questao de produtividade, e como alguem disse, ainda se fazem projectos de web em C. Portanto cada um que escolha o seu veneno, aquele a que esta mais habituado a "regurgitar" codigo e prontos !!

    Saudações Zorbianas
    Gustavo Carreno

    -=[ "When you know Slackware you know Linux. When you know Red Hat, all you know is Red Hat" ]=-
    Re:Esta vai sem imposto :P (Pontos:1)
    por Antonio Manuel Dias em 30-09-03 9:15 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://maracuja.homeip.net

    Olá.

    """
    mas pareceu-me extremamente "pain in the arse" a maneira tao limitada (nao no sentido de ser pouco, mas no sentido de mandatorio) como o Python lida com strings
    """

    Não estou bem a ver o que queres dizer com "limitada", na maneira como o Python lida com strings: tens, aliás, duas formas completamente diferentes de o fazer: usando o módulo string (practicamente todo integrado no próprio tipo string) ou usando o módulo de expressões regulares (re).

    Cumps.


    - hold fast to the one noble thing -
    Re:Esta vai sem imposto :P (Pontos:1)
    por gcarreno em 30-09-03 18:42 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://www.gcarreno.org
    ja nao me lembra bem, mas era uma syntaxe bem complexa com indices e etc.. Acho que era a questao de uma string nao poder ser considerada um array de chars, pra partir uma string tinha de se usar um sistema de indexes e qtd de chars... Como disse, eu nao aprofundei a questao.
    -=[ "When you know Slackware you know Linux. When you know Red Hat, all you know is Red Hat" ]=-

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]