gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Comentário americano...
Contribuído por pls em 10-09-03 12:25
do departamento Politica-e-software-juntinhos-para-sempre
KDE blacksheep escreve "Há umas semanas atrás, um programador do KDE - Neil Stevens - adicionou a seguinte linha de código às suas aplicações - kaboodle (reprodutor minimalista, que podia ser embebido no konqueror), kit (AOL messenger), hayes (noatun playlist), megami (jogo).

s_aboutData->addCredit("United States Army", I18N_NOOP("Preserving the freedom that made this software possible"));

Foi pedido ao mesmo que removesse esta linha, tendo este recusado. Outro programador removeu a linha, e de imediato, o Neil retirou o seu software do cvs do kde."
"Isto gerou bastante polémica nas mailinglists do kde e no dot.kde.org, como se pode ver por aqui, por exemplo.

O Neil Stevens dizia não perceber o porquê de o KDE ter políticas, tal como ser contra as patentes na Europa, no entanto, ele não poder expressar as suas opiniões.
O mais caricato, é que o próprio nunca teve qualquer experiência nas forças armadas...

Inclusivé foi publicado um artigo bastante interessante no newsforge.

Finalmente, foi decido que, pelo menos, o Kaboodle irá continuar a pertencer ao KDE, tendo um novo responsável pela manutenção. O mesmo talvez se passará com o hayes. Entretanto, o Neil já prometeu que irá fazer um fork das aplicações que o KDE utilizar, continuando a desenvolver as suas versões.

Julgo que o Neil perdeu o acesso ao cvs, no entanto ainda tem a sua caixa de correio do kde.

Segundo sei, o Debian tem bastante cuidado em pôr no papel as suas políticas. Será que o procedimento do KDE foi o mais correcto? "

Ataque GNU,Sega,Java Anonymous Proxy | Real Time Linux  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Debian
  • mailinglists do kde
  • dot.kde.org
  • ver por aqui
  • um artigo
  • KDE
  • Neil Stevens
  • kaboodle
  • kit
  • hayes
  • megami
  • Mais acerca KDE
  • Também por pls
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Patentes de software são uma questão política? (Pontos:3, Interessante)
    por fhc em 10-09-03 12:49 GMT (#1)
    (Utilizador Info)

    Primeiramente, deixem-me esclarecer que estou de acordo com o comentário, mas não com a sua emissão e inclusão no código de uma aplicação KDE.

    Isto dito, que seria do código de uma aplicação se um islamita resolvesse apor ao código da aplicação: Ossama Bin Laden, lutando as lutas de Allah! ou Este programa é dedicado ao Vladimir Ilich Ulianov ou O Fim está próximo, junte-se às testemunhas de Jeová ou Viva o Hitler. Seria imediatamente e bem) posto na ordem. Open source não deve ser usado (na fase de codificação) para expressar ideias políticas e religiosas, pois a ninguém é proibido usar o Open Office para dizer mal ou bem dos Estados Unidos, da Igreja Católica, do governo de Portugal ou do presidente da junta.

    Crendo que estão os Estados Unidos a preservar a liberdade de todo um mundo que se deseja livre (principalmente por a Europa estar de tal modo dividida e anti-americana que recusa a fazê-lo), recuso-me a colocar no mesmo patamar uma opinião (a referida) e uma questão que, a ser aplicada, ´tornará impossível a realização de software open source. É portanto uma questão a que o KDE, o GNOME, o Linux, o FreeBSD, a FSF, todos os intervenientes do processo de realização de programas de computador de fonte aberta (e mesmo até de pequenas empresas de software) não podem voltar as costas, sob pena de as ver apunhaladas cobardemente pelos que dizem defender os pequenos negócios.

    Claro que outros leitores poderão ter opiniões diferentes das minhas. Peço-lhes que compreendam que só as enunciei para saberem que me oponho à inclusão de qualquer opinião deste tipo, mesmo se concordar com ela. E que não é este forum lugar para politizar esta questão, mas para discutir este assunto.

    Francisco Colaço


    Re:Patentes de software são uma questão política? (Pontos:3, Esclarecedor)
    por blacksheep em 10-09-03 18:00 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Na minha opinião, o problema não é o facto de o Neil ter posto este comentário nos seus programas livres. Mas, o facto de estes programas pertencerem ao KDE; um comentário deste tipo é associado a todo o projecto.

    Enquanto, que, no caso das patentes, toda a comunidade do KDE está de acordo que será prejudicial ao mesmo.
    Re:Patentes de software são uma questão política? (Pontos:2)
    por fhc em 10-09-03 18:49 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Ora, aí está o meu ponto. Não podemos obrigar toda uma organização a adoptar as nossas preferências individuais.

    Mais uma vez, as patentes de software fazem perigar a existência do KDE enquanto movimento open source, e por isso a própria organização deve manifestar-se.

    Se o fim do exército americano faria perigar a existência do KDE já não é tão linear. Muito embora eu ache que iria fazer perigar muitas outras liberdades, visto que cada democracia que cai é um passo para os tiranos dominarem, isto não conta em nada para a existência do KDE, a menos que o tirano se prove subsidiário da Microshoot.

    Francisco Colaço


    Acho que sim (Pontos:3, Interessante)
    por Tobias em 10-09-03 12:55 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Um programa (ou programas neste caso) que é desenvolvido por uma comunidade heterógenea e dispersa a nível geográfico/politico e ideológico deve ser, tanto quanto possível, imparcial no que respeita a assuntos como a politica/ideologia do momento de uma determinada pessoa envolvida, mesmo que esta seja o coordenador do projecto.
    Isto é tudo menos simples... (Pontos:3, Interessante)
    por jneves em 10-09-03 13:08 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    A questão é complicada. Pelo que percebi está em causa um autor utilizar o seu "tempo de antena", neste caso a caixa de créditos, para pôr algo em que acredita. Convem ter em atenção que, neste caso ele é o principal autor e "maintainer" do projecto.

    O que aconteceu foi que "o KDE" deixou de aceitar que ele tenha acesso aos recursos do projecto KDE. E ele decidiu ir para outro lado.

    Desde o início que a GPL é meio licença/meio manifesto. Numa apresentação sobre GNOME a que assisti no ano passado, o Michael Meeks acabou com referências ao catolicismo. E, se procurar bem, de certeza que encontro outros exemplos... (não me refiro às ameaças de morte a pessoal da IBM no kernel de linux).

    Portanto parece-me que a questão é mais de política interna do projecto KDE, de definir o que é aceitável ou não estar no seu projecto, do que se uma pessoa pode usar o seu programa para espalhar aquilo em que acredita.
    Re:Isto é tudo menos simples... (Pontos:2)
    por racme em 10-09-03 16:15 GMT (#19)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    Desde o início que a GPL é meio licença/meio manifesto. Numa apresentação sobre GNOME a que assisti no ano passado, o Michael Meeks acabou com referências ao catolicismo. E, se procurar bem, de certeza que encontro outros exemplos... (não me refiro às ameaças de morte a pessoal da IBM no kernel de linux).

    Ele falou no catolicismo, o Miguel Iscaza na comunidade Gay, o que sinceramente nao vejo qual o interesse de referir esses topicos numa conferencia sobre software.

    Qt ao topico e' tudo uma questao de oportunidade, de certo que a pessoa responsavel pelo software sabia que para usar a sigla "K" e ver incluido no package KDE o seu software nao pode implicar mensagens de cariz politico ou religioso e ou que extravaze o humanente aceitavel.

    referir: "pelo exercito dos estados unidos o pais que permite a liberdade para criar este software" esta claramente a colar-se a "actual" politica americana de ocupacao de outro estado membro da ONU.

    Editorial comment: When I saw this commit, my first reaction was wondering if the US Army was funding free software. On a second reading, no. So the comments have no place in KDE software. People from all over the world are using and contributing to this project. People who, in this divided world, would otherwise have very little in common. This community is precious and fragile, so let's preserve it.

    Como nao bastasse essa razao alegou ainda que e' a favor das nao patentes na Europeias, como a dizer q ate gosta da europa e nao perceber porque tamanha preocupacao etc.. Como o KDE nao e' um projecto europeu mas sim Mundial, mais uma razao para nao ter razao. Procurou a provocacao facil e criar confusao.

    E isso tem um preco.


    Make World; Not War;
    Re:Isto é tudo menos simples... (Pontos:2)
    por racme em 10-09-03 16:20 GMT (#20)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    basta ver a sua pagina Atlantic Democratic Union para ver que o rapaz tem a mente fked up sobre politica mundial. Brainwashed talvez.


    Make World; Not War;
    Senso de comunidade e Bom-Senso (Pontos:1)
    por Shriek7 em 10-09-03 14:18 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Não vou discutir aki o tema político (já k tenho muitas duvidas kt à 'boa fé' nos americanos neste assunto) vou antes dizer k, na minha opiniao, uma autor tem o direito de escrever akilo k kizer numa obra k seja sua. SUA. S-U-A. Eu não estou muito dentro do assunto mas pelo k eu percebi nenhum dos programas eram DELE. Eram mantidos por ele, k representa a KDE k por sua vez representa uma comunidade muito maior e muito acima dessas kestões políticas. Não deve haver neste caso kk tipo de comentario parcial no codigo. Kt a historia da Erva na Sun, axo k se pode entender como uma piada e não uma posição, um ideal. Claro k se a comunidade levar a mal esta deve ser restirada.
    Re:Senso de comunidade e Bom-Senso (Pontos:2)
    por daniel em 10-09-03 14:31 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    > ... Não deve haver neste caso kk tipo de comentario parcial no codigo

    Ninguem sabe distinguir uma linha que comeca com // ou /* de uma linha de codigo?

    Se calhar mais valia uma nota de rodape no post da "historia" porque de facto nem todos tem a obrigacao de saber codigo e o titulo da historia "Comentario Americano" tambem nao ajuda.

    Pode parecer esquisitice, mas ser em comentario ou estar "escarrapachado" na app penso que faca muita diferenca.

    Abracos,
    Daniel Fonseca
    Re:Senso de comunidade e Bom-Senso (Pontos:1)
    por liberdade em 10-09-03 23:09 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://wideopenbsd.org
    Ó meu burro não sabes escrever em português?
    Agradecimentos (Pontos:2, Esclarecedor)
    por von em 10-09-03 14:50 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Porquê na lista de créditos?

    Se fosse um comentário no código, nada de mais.

    Se fosse um easter egg... já estava na border line, mas... talvez os outros aceitassem...

    Imagine-se se ele decide agradecer...

    • à mãe...
    • ao pai...
    • à pessoa que apresentou a mãe ao pai...
    • à professora tal...
    Os créditos da do programa nunca mais acabavam. Neste caso é pior porque tem menções ideológicas/políticas com as quais nem todos concordam. Se fosse uma coisa só dele, tudo bem. Mas é uma coisa de uma comunidade, convém que a comunidade concorde com o que aparece nos créditos.
    Re:Agradecimentos (Pontos:3, Engraçado)
    por ^magico^ em 10-09-03 15:01 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    s_aboutData->addCredit("Gertrudes da Av. Eduardo VII", I18N_NOOP("Nas horas de maior solidão mostrou-me como existem coisa boas em troca de uma módica quantia"));
    Re:Agradecimentos (Pontos:1)
    por being em 10-09-03 16:12 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    lol, tiveste bem! :P ahahah

    Be different, think for yourself.

    Re:Agradecimentos (Pontos:1, Despropositado)
    por racme em 10-09-03 16:26 GMT (#21)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    s_aboutData->addCredit("Gertrudes da Av. Eduardo VII", I18N_NOOP("Nas horas de maior solidão mostrou-me como existem coisa boas em troca de uma módica quantia"));

    tu la sabes se recorres aos rapazinhos dos EVII pra te ajudar a debugar o codigo e tapar os backdoors holes :P


    Make World; Not War;
    Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:1)
    por Raman em 10-09-03 16:00 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Acho que o artigo da NewsForge sintetiza bem a questão. Citando:

    That KDE's action caused Stevens to remove his applications from KDE is unfortunate, but both parties are acting within their rights. However absurd the decision seems, however much you'd rather they didn't act in the way they did, one cannot say that they cannot act as they have.

    Em ultima instância o KDE é uma entidade autónoma que tem toda a legitimidade para decidir em relação ao software que redestribui e que utiliza para o seu desenvolvimento recursos por ele desponibilizados (ex: mailing list e servidos CVS). Assim como o tipo tem toda a legitimidade em distribuir pelos seus meios uma versão com o comentário. O que ele não pode, de acordo com o facto de ter distribuido o software licenciado com a GPL, é impedir que alguém faça um fork do projecto, respeitando a licença, e que opte por remover o comentário, e que o KDE passe a utilizar código desse fork...

    Claro que não estou a dizer que o KDE tem o direito de censurar o que quer que seja, mas tem a decisão relativa a redistribuir ou não um software que leva o seu "carimbo".

    GPL, love it or leave it...
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por racme em 10-09-03 16:39 GMT (#22)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    tem de se ver a questao pratica da situacao.

    Ele agradeceu ao EXERCITO DOS ESTADOS UNIDOS e nao ao ESTADOS UNIDOS DA AMERICA.

    Imaginar o que seria escrever um codigo com um credito a agradecer "As Ge3's das Forcas Armadas da Republica Portuguesa" se um Espanhol tivesse nas tintas para isso tudo bem, mas o mesmo talvez ja nao se pudesse dizer de um Angolano, de um Mocambicano, ou um Portugues que tenha bem presente na memoria a Guerra Colonial.

    FAzer referencia ao Exercito dos Estados Unidos quando bem sabemos que muitos KDE users sao por japoneses, alemaes, sul americanos, arabes, norte americanos, europeus e asiaticos em geral, ja para nao falar dos programadores, que tem uma dispersao acentuada por esse mundo fora, tal software nao pode ter uma recepcao feliz. Estou certo que o projecto KDE agiu bem.

    E nao vejo grande futuro a este rapaz se continua com a mesma mentalidade. Senao temos qualquer dia, os developers do PHP a agradecer a' Forca Aerea Israelita pelo uso de Apaches e F16s no extreminio de terroristas, os responsaveis pelo mandrake a agradecer ao Exercito Frances pelas execucoes sumarias na Algeria, temos a Suse a fazer referencia aos Nazis pelo extreminio dos Judeus e Americanos do gnome a agradecer pelo derrube de Sadamm e um nunca mais parar de situacoes que nao tem nada a ver com software.

    O melhor e' curtar o mal pela raiz e passar a mensagem bem clara logo de inicio. Software e' software ^ politica e' politica


    Make World; Not War;
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:1, Despropositado)
    por [Cliff] em 10-09-03 17:42 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    E nao vejo grande futuro a este rapaz se continua com a mesma mentalidade. Senao temos qualquer dia, os developers do PHP a agradecer a' Forca Aerea Israelita pelo uso de Apaches e F16s no extreminio de terroristas, os responsaveis pelo mandrake a agradecer ao Exercito Frances pelas execucoes sumarias na Algeria, temos a Suse a fazer referencia aos Nazis pelo extreminio dos Judeus e Americanos do gnome a agradecer pelo derrube de Sadamm e um nunca mais parar de situacoes que nao tem nada a ver com software.
    Olha só a barbaridade que acabaste de fazer? Que raio de relação óbvia existe entre o que os israelitas fazem contra os palestinianos e os americanos com o Saddam, com a trampa que os franceses e os nazis fizeram?

    Infelizmente a força só se pára com força e NMO os israelitas só pecam por falta de pontaria... e os americanos por falta de conhecimento porque, mais uma vez NMO, tanto aquele velho do Hamas como o Saddam não fazem cá falta nenhuma. Já agora, metam também neste saco o Bin Laden e sus muchachos...

    ----------
    Este post foi publicado segundo a licensa IDC (I Don't Care).
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por racme em 10-09-03 18:54 GMT (#32)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    Olha só a barbaridade que acabaste de fazer? Que raio de relação óbvia existe entre o que os israelitas fazem contra os palestinianos e os americanos com o Saddam, com a trampa que os franceses e os nazis fizeram?


    da mesma forma que quando um terrorista faz rebentar uma bomba morrem pessoas inocentes.

    Da mesma forma que matar com um F16 uma pessoa "presumivel terrorista do Hamas" faz como que pessoas inocentes 'a sua volta tambem morram.
    e' o mesmo principio de matar uma mosca com uma bazuca, o mesmo principio de bombardear todo o IRAQUE com o objectivo de matar Saddam.

    E como suspeitava, estava certo quanto ao rapazinho ele e' mesmo "tresloucado dos cornos" em bom portugues calao
    basta ver o seu blog http://the-amazing.us/simplyamerican/2172/

    para perceber que e' um Americano ultra-conservador em todo o seu explendor e com vontade de expressar o seu ideal politico no software que nao e' dele, mas sim da comunidade onde se insere, ie Projecto KDE.


    Anti-American KDE Rides again
    by Neil Stevens, Wed August 27, 2003 5:20am PDT
    Make a European political statement in KDE: get on the front page of the project.
    Make an American political statement in KDE: get threatened with being kicked off the project.
    KDE should be renamed OEDE: Old Europe Desktop Environment because, alas, their meeting in New Europe hasn't shaped any thoughts.

    Oh yes, and did you know that it's insane to support America?

    To save Rob the trouble, I'll link to his personal site's post on a related matter.

            * Europe



    Make World; Not War;
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 11-09-03 2:55 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Da mesma forma que matar com um F16 uma pessoa "presumivel terrorista do Hamas" faz como que pessoas inocentes 'a sua volta tambem morram. e' o mesmo principio de matar uma mosca com uma bazuca, o mesmo principio de bombardear todo o IRAQUE com o objectivo de matar Saddam.
    Presumivel terrorista?!?! Tentaram limpar o sebo aos lideres! Não são presumiveis terroristas, são gajos que não têm coragem suficiente para se rebentarem com uma bomba e mandam outros pobres diabos para o fazer por eles. No Canal História do cabo no outro dia estavam a passar uma reportagem sobre os bombistas falhados e respectivas famílias e havia lá uns irmãos de um desses bombistas falhados (a bomba não chegou a rebentar) que diziam e muito bem: "porque é que os lideres não explodem eles a bomba? porque é que têm de convencer jovens inocentes a explodir por eles?"
    Os lideres do Hamas são da pior escória que anda no mundo... não fossem eles há muito que havia paz por aquelas bandas!
    Sobre o Saddam, também estás errado... os americanos, desta vez, *não* bombardearam o Iraque a torto e a direito para limparem o sebo ao Saddam; pode-se até dizer que foi uma guerra relativamente limpa.
    Tivessem eles lançados bombas a torto e a direito não estaria a comunidade internacional a tentar reconstruir o Iraque... estavam a fundar uma nova nação a partir do 0 naquele território porque não ia sobrar grande coisa.
    O pessoal cá da Europa é demasiado anti-americano, inclusivé o povo, quando no fim basta ser contra a politica-externa deles. O povo americano pouco tem a ver com as decisões que se tomam.
    Aliás, os franceses e alemães estavam tanto contra esta guerra porque, sendo que o embargo ao petróleo iraquiano ia acabar, as petroliferas deles já estavam a esfregar as mãos de contentes a pensar que iam ficar com aquilo tudo...
    Só a ponta do iceberg para veres que afinal os políticos europeus afinal são tão maus quanto os outros, apenas são mais manhosos (o que também não é difícil com aquele imbecil na casa branca). Tudo é movido pelo dinheiro e confesso que nunca acreditei naquelas balelas dos franceses e dos alemães; só queriam duas coisas: popularidade e dinheiro.
    Ao fim e ao cabo, é o que todos eles querem... essa corja dos políticos.

    ----------
    Este post foi publicado segundo a licensa IDC (I Don't Care).
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por ^magico^ em 11-09-03 10:59 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    O pessoal cá da Europa é demasiado anti-americano, inclusivé o povo, quando no fim basta ser contra a politica-externa deles.

    A imagem que um governo transmite é através da sua politica externa. Quando essa politica é abusiva, insultuosa, agressiva e que desrespeita as outras comunidades, o que queres que se pense?! Que eu saiba um governo é a imagem de um povo...

    O povo americano pouco tem a ver com as decisões que se tomam.

    Achas mesmo?! A única razão pela qual houve a possibilidade de haver fraude nas eleições americanas, foi porque quase metade do povo pensa como o Bush, caso contrário não teria votado nele.

    Aliás, os franceses e alemães estavam tanto contra esta guerra porque, sendo que o embargo ao petróleo iraquiano ia acabar, as petroliferas deles já estavam a esfregar as mãos de contentes a pensar que iam ficar com aquilo tudo...

    Obviamente! Estavas à espera de razões humanitárias?! As petroliferias europeias controlavam a maioria do petróleo iraquiano, e como o Iraque já usava o Euro como moeda de referência e estava a fazer influência para que essa também passasse a ser a moeda de referência da OPEP.

    E os EUA o que fizeram? Claro, toca a alterar a situação.

    Ao fim e ao cabo, é o que todos eles querem... essa corja dos políticos.

    Uma nota final, para dizer que isto é mais do que politica. É um movimento económico e de influências externas à politica que faz com que determinadas decisões sejam tomadas.
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 11-09-03 11:09 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://www.yimports.com
    Exactamente!!! O que me preocupa é toda esta ganância e os políticos europeus serem lobos com peles de cordeiro... e para variar o povo fica todo contente porque afinal os lideres é que sabem... é triste.
    Acontece em qualquer parte do mundo como se pode ver - EUA,China, Europa.
    Já agora: o facto de terem votado no Bush não quer dizer nada, aposto que os que votaram no PSD hoje em dia já não votariam certamente mas agora já vai tarde e é bem feito... mas também, já que lá estão, ao menos deixem-nos ficar lá até ao fim do mandato.

    ----------
    Este post foi publicado segundo a licensa IDC (I Don't Care).
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por ^magico^ em 11-09-03 11:28 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    Mas não te esqueças de um pormenor, o negócio que a Europa tinha (tem) no Iraque foi conseguido sem violência, ao contrário dos EUA que usam a força para fazer valer a sua posição.

    Eu não votei nas últimas eleições, e considero-me apartidário. Sou a favor de politicos que têm ideias bem definidas do trabalho a realizar e que, sobretudo, actuam.
    Assim considero que o trabalho do governo até ao momento é razoável; acima de tudo porque o periodo de governação actual é dificil devido à situação económica mundial, e atendendo às dificuldades iniciais com que o governo se deparou (que agora já não são desculpa, mas que no inicio prejudicaram a performance na decisão de determinadas tarefas).

    O anterior PM, António Guterres, é um excelente negociador, conversador e diplomata. Infelizmente o problema das pessoas que falam muito e que tentam agradar a gregos e a troianos é a sua própria arma de auto-destruição. Um governo precisa de uma pessoa que controle as situações evitando conflitos ou que quando estes surgem que os resolva diplomaticamente; mas acima de tudo um governo precisa de alguém que para tomar uma decisão não demore uma eternidade, e quando finalmente decide é tarde demais. Por isso, espero que nunca mais tenhamos um António Guterres à frente de um cargo executivo na politica portuguesa!
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por mvalente em 10-09-03 16:47 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    That KDE's action caused Stevens to remove his applications from KDE is unfortunate, but both parties are acting within their rights.

    Comunistas, socialistas e outros colectivistas anti-americanos básicos: leiam esta frase VÁRIAS VEZES SEGUIDAS. Façam caras inteligentes. Depois voltem ao normal.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:3, Informativo)
    por Dehumanizer em 10-09-03 18:35 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.dehumanizer.com
    Não acho que achar o Bush & cia desprezíveis me faça anti-americano, ou comunista, ou colectivista, ou...

    Mas, pronto, isto sem dúvida não tem nada a ver com o resto da questão.


    "It is every citizen's final duty to go into the tanks and become one with all the people."
    - Chairman Sheng-ji Yang, "Ethics for Tomorrow"
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por plexar em 10-09-03 19:32 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Tu, eu e muitos outros estão em situação difícil.. eu que até me considero um liberal, só o facto de ter criticado Bush & Cia em outros fóruns, colaram-me logo os rótulos de comunista e anti-americano primário! :)

    De facto, a rotulagem é uma forma muito fácil de se terminar uma discussão.. "és comuna.. és fascista.. és não sei o quê.." e pronto, já está uma thread a descambar para níveis mais baixos..

    Cumprimentos

    Plexar.
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 11-09-03 1:25 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Nunca me ri tanto com a (falta) de capacidades racionais de uma pessoa como me ri do teu comentário... Mas só para te esclarecer: não sou anti-americano, sou anti-estupidez, e muitos dos americanos que conheço, infelizmente o são, não devido a serem por vontade própria, mas por força de falta de informação (ie. um primo meu veio de visita há um ano cá a Portugal, ficava espantado por Portugal ter tantos gadgets de alta "tecnologia" que ele pensava que só existia nos states.... sim, porque fiquei a pensar se ele achava que nós cá ainda andavamos de carroças com rodas quadradas... só podia)... Em relação ao Bush, simplesmente acho que um simplório como ele nunca deveria ter chegado ao poder... mas parafraseando Stephen King (e a bela frase do livro "dreamcatcher"): "fuck, how could they elect that president? don't they know how to count down there?"

    Em relação às caras de inteligentes, geralmente não preciso disso, mostro-me inteligente pelo que faço e pelas capacidades mostradas nos meus actos, não na minha aparência... se achas que por se defender uma ideia, é ser-se comuna, porreiro, sou comuna (embora todos os comunas na festa do avante, da única vez que eu fui, queriam expulsar-me só porque disse que não acreditava em ideologias partidárias, pois vivo para a realidade, e não ideologias mortas à nascença)

    HiTek DeVil
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por racme em 11-09-03 15:05 GMT (#45)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    That KDE's action caused Stevens to remove his applications from KDE is unfortunate, but both parties are acting within their rights.

    Comunistas, socialistas e outros colectivistas anti-americanos básicos: leiam esta frase VÁRIAS VEZES SEGUIDAS. Façam caras inteligentes. Depois voltem ao normal.


    big lmao@ mario valente
    o rapazinho e' que e' urso, como postei ai atras basta ver o blog do gajo. Tao burro tao burro que os mails que la colocou como prova que pudesse prejudicar a posicao dos KDE developers so o culpabilizam ainda mais por esta situacao. O pessoal do KDE agiu muito bem.


    List: kde-cvs
    Subject: Re: kdemultimedia/kaboodle
    From: David Faure
    Date: 2003-08-27 11:34:15

    On Wednesday 27 August 2003 12:50, Neil Stevens wrote:
    > CVS commit by neil:
    >
    > Open season on political statements, is it?
    No it's not.
    What's political in defending KDE against software patents?
    There is nothing political in that, it affects all open source projects
    and all countries.
    Oh well, don't feel the trolls they say.
    I will have to disable your account if you keep messing up the CVS though.
    Please revert asap. Your objections are noted, but let's keep it at that.



    List: kde-cvs
    Subject: Re: kdenetwork/kit
    From: Dirk Mueller
    Date: 2003-08-27 11:35:27

    On Mit, 27 Aug 2003, Neil Stevens wrote:
    > Life, liberty, and the pursuit of happiness are necessary for free software
    > development to happen, too.
    are you looking for ways to permanent loose your priviledge of maintaining
    applications in KDE CVS or is this just temporary loss of mind?


    1- ELE e' que devia ter cara inteligente e depois voltar ao normal.
    O rapazinho ja tinha sido avisado, ja tinha criado muita confusao anteriormente, inclusive era tido como o nosso "botaabaixo" portugues, a maioria dizia uma coisa e havia sempre um pintelho na engrenagem, uma mosca na sopa que discordava de tudo e de todos.

    --- kdemultimedia/kaboodle/kaboodle_factory.cpp #1.24:1.25
    @@ -77,5 +77,4 @@ const KAboutData *Kaboodle::KaboodleFact
                                      s_aboutData->addCredit("Charles Samuels", I18N_NOOP("Original Noatun \
                                    Developer"), "charles@kde.org");
                                      s_aboutData->addCredit("Nikolas Zimmermann", I18N_NOOP("Konqueror \
    Embedding"), "wildfox@kde.org"); - s_aboutData->addCredit("United \
    States Army", I18N_NOOP("Preserving the freedom that made this software possible")); \
    } return s_aboutData;


    Perguntaram ao rapazinho, depois do George Staikos ter retirado os comentarios do kaboodle, se ele queria continuar a frente do projecto como mantainer e ter acesso a cvs tree. Ao qual ele respondeu, "Nao!" e foi ele proprio que retirou todo o codigo da CVS Tree. Nao foi o projecto foi ELE!


    List: kde-cvs
    Subject: Re: /
    From: Neil Stevens
    Date: 2003-08-28 13:20:09

    -----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
    Hash: SHA1
    On Thursday August 28, 2003 6:15 am, Michael Matz wrote:
    > Neil: Do you want to retain the general CVS access?
    Don't need it.
    - --
    Neil Stevens - neil@hakubi.us


    2- O blog do rapazinho ja era do conhecimento de muitos o blog dele e as posicoes de Rob kaper, e tinha ja sido tema de debate. Uma vez que muitos se sentiam desconfortaveis. Mas mesmo assim nao fizeram nada porque e muito bem o site era privado, era pessoal e nada tinha a ver com o projecto.

    Qt aos comentarios dos comunistas facistas etc. Eu nao sou anti-americano. Sou anti-americano.GOV
    DA mesma forma que os americanos dizem que nao sao anti-iraquianos mas sim anti-saddam.

    o que faz de mim anti-bush e depois, porque raio tenho de abrir os olhos e parecer esperto como tu?

    Eu sei que referias aos anti-americanos basicos mas foi esse mesmo principio que o neil stevens usou, senao sao pro-americanos porque nao me deixam usar a frase to glorify the us army entao estes tipos do KDE sao todos anti-americanos.
    Ao qual tambem se veio juntar o tipo do Quanta, sem qualquer razao, fazendo-se de vitima e que tinha sido agredido nas suas liberdades como cidadao americano um Service Man exemplar da US Navy Force e as bulshits do topgun, e que iria retirar o seu codigo, pq nao se sentia bem a desenvolver software para anti-americanos.

    Claro que foi precisso entrarem americanos sensatos no jogo para mostrar a estes imbecis que o KDE NAO e' politica e que ninguem no KDE e' anti-americano, quer basico, quer de 2 linha, 3 linha etc.


    Make World; Not War;
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-09-03 17:01 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    ...parties are acting within their rights.

    Lê. Absorve. Faz caras inteligentes. Volta ao normal.

    • o "rapazinho" tem o direito de por no codigo de uma aplicação que ele desenvolve os statements que bem quiser e lhe apetecer;
    • o KDE tem o direito de nao incluir a aplicação no KDE; e de fazer o fork para uma versao alternativa
    • tu tens o direito de usar a aplicação ou não; de usar o KDE ou não; de usar o KDE com a versão forked do KDE; de usar o KDE com a versão forked do "rapazinho"; ou de alterares o source, recompilares a versao do "rapazinho" e usares a teu bel prazer

    Vamos lá, outra vez: ...parties are acting within their rights. . Lê. Absorve. Percebe a diferença entre cada parte fazer aquilo a que individualmente tem direito vs. ser obrigada a fazer aquilo que a manada colectivista "exige"... Caras inteligentes. Voltar ao normal...

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-09-03 17:09 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    PS - Post livre de "politiquices" (ex. Saddam, Bush, USA, terrorismo, anti-isto, anti-aquilo, Iraque, Afeganistão, etc)
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por racme em 11-09-03 17:26 GMT (#48)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    Vamos lá, outra vez: ...parties are acting within their rights. . Lê. Absorve. Percebe a diferença entre cada parte fazer aquilo a que individualmente tem direito vs. ser obrigada a fazer aquilo que a manada colectivista "exige"... Caras inteligentes. Voltar ao normal...

    se querias pautar pela imparcialidade e objectividade da questao, com um "both are right" que nem aquece nem arrefece a dicussao, entao porque isto?

    Comunistas, socialistas e outros colectivistas anti-americanos básicos: leiam esta frase VÁRIAS VEZES SEGUIDAS. Façam caras inteligentes. Depois voltem ao normal.

    Nao percebo qual a dificuldade em enteder esta questao, foi dada a opurtunidade para rectificar a situacao, o mesmo continuou a insistir nas suas conviccoes. Esta excluido do projecto.
    Alias ele ja so era apenas mantainer do kaboodle, muitos depois dele ja mexeram no codigo, basta ver os cvs checkouts. Por essa razao enquanto projecto parte do package KDE, a KDE team tem o direito de o excluir do seu trabalho o que bem entender, sem qualquer contrapartida. Ponto final.

    agora a tua vez,
    Lê. Absorve. Faz cara inteligente. Volta ao normal.
    Tu achas que os kde developers sao um grupo de doidinhos malucos da cabeca?



    Make World; Not War;
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-09-03 18:19 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    --------

    se querias pautar pela imparcialidade e objectividade da questao, entao porque isto?

    Comunistas, socialistas e outros colectivistas anti-americanos básicos: leiam esta frase VÁRIAS VEZES SEGUIDAS.

    Nao percebo qual a dificuldade em enteder esta questao, foi dada a opurtunidade para rectificar a situacao, o mesmo continuou a insistir nas suas conviccoes. Esta excluido do projecto.

    ----------

    Leia-se: "foi dada a oportunidade/obrigatoriedade de fazer parte da manada colectivista; o mesmo continuou a insistir na sua individualidade e direitos individuais; foi eliminado da manada".

    É a beleza da democracia americana: "both parties are acting within their rights"; o contrario do que muitos colectivistas participantes do Gildot querem fazer parecer: que o "rapazinho" nao tem direito nenhum de exprimir a sua opinião no código; só e apenas porque é pro-americana.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 11-09-03 18:52 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://taf.net

    "o contrario do que muitos colectivistas participantes do Gildot querem fazer parecer: que o "rapazinho" nao tem direito nenhum de exprimir a sua opinião no código;"

    O que me parece é que há muita gente aqui a dizer a mesma coisa de forma diferente...

    O que eu digo é: "o "rapazinho" nao tem direito nenhum de exprimir a sua opinião no código _e_ ao mesmo tempo querer que o código faça parte de um projecto colectivo que não tem nada a ver com política".

    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-09-03 19:14 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    _e_ ao mesmo tempo querer que o código faça parte de um projecto colectivo

    On Thursday August 28, 2003 6:15 am, Michael Matz wrote:
    > Neil: Do you want to retain the general CVS access?
    Don't need it.

    Foi ele que exprimiu a sua opiniao e mesmo assim queria que o codigo fizesse parte de um projecto colectivo ou foi o contrario, ie um projecto colectivo queria que ele fosse parte e nao pudesse exprimir a sua opiniao ?

    Basta ler o que está acima para perceber que foi a segunda; ie colectivismo absurdo com anti-americanismo basico como fonte. Gostava de ver a mesma atitude relativa a outro tipo de comentarios que existem no source code do KDE... Não os há porque nesse caso os comentários são politicamente (ie colectivistacamente) correctos.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 11-09-03 19:44 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://taf.net

    " Foi ele que exprimiu a sua opiniao e mesmo assim queria que o codigo fizesse parte de um projecto colectivo ou foi o contrario, ie um projecto colectivo queria que ele fosse parte e nao pudesse exprimir a sua opiniao ?"
    (...)


    Parece-me irrelevante para o ponto que eu estava a focar: é errado exprimir opiniões políticas num projecto colectivo que nada tem a ver com política e onde há naturalmente pessoas com opiniões diferentes. Independentemente de quem foi a iniciativa. Mais: se me pedissem para incluir um software meu que tivesse comentários desses, eu próprio tomaria a iniciativa de os retirar por respeito para com o projecto.

    "Gostava de ver a mesma atitude relativa a outro tipo de comentarios que existem no source code do KDE... Não os há porque nesse caso os comentários são politicamente (ie colectivistacamente) correctos."

    Quanto a isso nunca andei a ver as sources do KDE, mas o princípio mantem-se: estes comentários são completamente desapropriados sejam em que sentido forem.
    É provável que tenhas razão quanto aos motivos de não haver atitudes semelhantes relativamente a outros comentários, mas isso não modifica o princípio que, a meu ver, se deve seguir.
    Re:Eu vou por a minha versão a agradecer ao FCP... (Pontos:2)
    por racme em 11-09-03 19:01 GMT (#51)
    (Utilizador Info) vendetta.guildsoftware.com/
    É a beleza da democracia americana: "both parties are acting within their rights"; o contrario do que muitos colectivistas participantes do Gildot querem fazer parecer: que o "rapazinho" nao tem direito nenhum de exprimir a sua opinião no código; só e apenas porque é pro-americana.

    ia julgar que tinhas acabado de escrever isto?
    PS - Post livre de "politiquices" (ex. Saddam, Bush, USA, terrorismo, anti-isto, anti-aquilo, Iraque, Afeganistão, etc)

    para acabar a discussao que ja vai longa le a seguinte serie de posts, independentemente se tinha ou nao razao, chamaram-no a' atencao, porque tem esse direito, ele teve a opurtunidade de corrigir, nao o fez fez, alguem por ele removeu a linha que a KDE team achou nao ser o mais correcto. Auto desvinculou-se do projecto, ponto final.


    Re: A huge week for KDE cvs...
    by Neil Stevens on Sunday 31/Aug/2003, @21:03
    I'm not quitting software development, or even KDE software development. I quit cvs.kde.org development because of inconsistent policy enforcement.


    Re: That's good to hear!
    by Aaron J. Seigo on Sunday 31/Aug/2003, @22:07
    not at all... there was a pro-Europe msg committed to CVS at one point in the past and it was met with the same response and was reverted.




    Make World; Not War;
    Título (Pontos:2)
    por blacksheep em 10-09-03 18:49 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Peço aos editores que mudem o título, pois parece já ter havido algumas confusões quanto a o Neil ter adicionado um comentário no código ou um comentário vísivel ao utilizador.

    Já agoro, julgo que mérito é uma tradução melhor do que crédito para credits.
    Liberdade? (Pontos:2)
    por CrLf em 10-09-03 22:13 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Existe muita gente que pensa que liberdade significa autorização para fazer o que lhes dá na telha, daí que muita gente venha aqui reclamar a atitude do KDE como hipócrita face à sua natureza de projecto opensource. Esquecem-se das diferenças culturais entre os utilizadores do KDE, desde americanos a muçulmanos e chineses. Acho que deveria ser trigo limpo que não cabem em projectos internacionais referências (ainda por cima bem à vista) que possam chocar outros. É que há muita gente que considera o exército dos EUA como invasores e executores de políticas económicas e geoestratégicas de moralidade duvidosa e não como suportos arautos de liberdade à americana e que fica indignada ao ler semelhante comentário, da mesma forma que outros ficariam se o comentário fosse qualquer coisa como "Israelitas, os nazis do século XXI". Se o projecto KDE fizesse vista grossa a este caso estaria a tomar como suas as opiniões pessoais as opiniões de um elemento. E é óbvio que o software livre é apolítico.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por daniel em 10-09-03 14:24 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Nao sei se percebeste que nao era em "comment", era no ecra dos creditos, logo com visibilidade no run-time do(s) programa(s), o que e' "a whole lot different".

    Se fosse comment, e dada a pessoa em causa, ja iria ser diferente e nao gerava tanto "hoopla", IMHO, por exemplo:

    // This code I learnt from the US Army :) - go Marines - fight for our freedom
    if ( them > me_alone)
        exit;

    (com perl dava para fazer umas giras com die unless, mas e' preciso mostrar respeito pelo codigo do KDE, que tambem nao e' o meu fav :-)

    A "hipocrisia" esta' la na mesma, digo eu, mas e' muito complicado, vivemos num mundo hipocrita por forca de muitas circunstancias.

    Abracos,
    Daniel Fonseca
    Re:pois... como sempre... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 10-09-03 14:25 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://taf.net
    "eu acho que no codigo produzido por um coder, este tem o direito de por o que quiser pelo meio como comentarios..."

    Acho isso um completo disparate se se está a falar de software que é integrado num projecto colectivo, como é o caso.

    Há formas, locais e ocasiões para tudo. "Mandar bocas" no meio do software é tudo menos debater seriamente um assunto. Para isso há outros meios que são adequados. Já imaginaste se agora vinha algum outro programador responder ao primeiro também no seu próprio código? ;-) E se depois isto se propagava?...

    Quando participamos num projecto comum há regras de convivência. Quem participa num projecto assim tem o direito de ver respeitados os fins para os quais se estabeleceu essa colaboração e não a ver ser usada para propagandear ideias que nada têm a ver com ela.

    Liberdade não é o mesmo que "cada um faz o que quer"!
    Além disso não percebo qual a utilidade. Achará esse "manifestante" que vai conseguir converter alguém assim?

    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por nmarques em 10-09-03 14:56 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Em primeiro lugar é um coche radical demais a decisao do KDE, por outro lado, sendo no codigo ou nos credits, penso que o Neil tem o direito de fazer o que quiser... quem e' o KDE para autorizar ou desautorizar um maintainer um package ? Será que tal comentário inviabiliza o KDE ? Por amor de Deus trolls finlandeses no comando ? jamais!... No fundo, FUBAR... Esse manifestante tem direitos, e caso nao saibas, em Portugal o artigo 37 da constituiçao protege esse tipo de comentarios... assim como na Europa... Assim como nos EUA ;) Eu processava o KDE por violarem um direito constitucional meu, que me e' garantido em qualquer parte do mundo livre... nao que concorde com a frase, mas respeito a ideia da pessoa em questao... Pessoalmente penso que nao havia motivos para tal... agora pode ser que o neil se converta ao GNOME ou ao E17 e traga algo de util a' comunidade, porque o povo do KDE ja por mais que uma vez provou que alem de serem um bando de putos arrogantes, teem uma serie de manias esquisitas... Pa, sinceramente... acima de qualquer lei de qualquer projecto, tens os teus direitos contitucionais, e ele nao violou em nada que exista escrito no KDE que o proiba de por tais comentarios... Por outro lado... Isto so mostra o que o KDE e'... boa sorte para a world domination ;) Kampfhund
    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:pois... como sempre... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 10-09-03 15:03 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://taf.net

    "Esse manifestante tem direitos, e caso nao saibas, em Portugal o artigo 37 da constituiçao protege esse tipo de comentarios... assim como na Europa... Assim como nos EUA ;) Eu processava o KDE por violarem um direito constitucional meu, que me e' garantido em qualquer parte do mundo livre..."

    Mais um completo disparate...
    Sem querer ser chato, desculpa, que idade tens? ;-)

    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por nmarques em 10-09-03 15:40 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    O artigo 37 da constituiçao defende os direitos dele, assim como na europa comunitaria esta protegido por leis identicas, assim comos nos EUA...

    12º/2 (“Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica ou condição social”)

    37º/1 (“Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.)

    Merry X-Mas Admin

    Kampfhund
    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:pois... como sempre... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 10-09-03 15:54 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://taf.net

    " O artigo 37 da constituiçao defende os direitos dele, assim como na europa comunitaria esta protegido por leis identicas, assim comos nos EUA... 12º/2 (“Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica ou condição social”) 37º/1 (“Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.)"

    Sem querer transformar isto numa flame, porque não é esse o objectivo, isto mostra perfeitamente como está mal o sistema de ensino, e parece que não é só em Portugal. De facto as pessoas não compreendem as leis que os regem, nem pelos vistos lhes foram transmitidas algumas das regras básicas de cidadania.

    Não vale a pena discutir isto mais, já foi respondido por mais do que uma pessoa aqui no Gildot, os argumentos estão à vista.

    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por nmarques em 10-09-03 17:40 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Cidadania ? ;) Muitos reclamam em vão cidadania, a cidadania vai muito longe e nao e' só um bocado de papel... passa também por um monte enorme de obrigaçoes... e muitos dos Portugueses nem as cumprem ;) Deviam era ter ensinado nas escolas coisas basicas sobre a cidadania e sobre os deveres das pessoas para com o estado, por exemplo, todos os homens do sexo masculino teem que cumprir serviço militar quando aptos... mas todos nos vemos a quantidade de betos e queques que vao munidos de dossiers de papeis para fugirem aos deveres que teem para com a naçao, esse e' so um exemplo existem mais... ;) Nao me venhas com cidadania e afins... Porque muitos dos utilizadores deste forum nem sequer respeitaram o que o país lhe exige, logo... quem sois vos para reclamar alguma coisa ? E quem nunca pecou que atire a primeira pedra! Kampfhund! Blut und Ehre!
    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:pois... como sempre... (Pontos:1)
    por Anonimus Cobardis em 10-09-03 19:51 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Mais nacionalismo parolo... Por nao cumprir servico militar sou menos português que tu? Essa é muito boa, realmente. Então tu também deves ser menos português que eu, porque eu vivo em Portugal e pago os meus impostos em Portugal todos os anos, enquanto que tu preferiste ir dar riqueza a outra país do que à tua própria nação.

    Armchair nationalist zealots, anyone?


    --
    (c) Anónimo Cobarde, 1999-2002
    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por nmarques em 11-09-03 11:05 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Assim como tu, eu tb pago os meus impostos a Portugal :) Obviamente estás mais que enganado... para a proxima para evitar fazer figuras de urso... Tento na lingua.
    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:pois... como sempre... (Pontos:1)
    por taf-7arte em 10-09-03 23:05 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://taf.net

    Pelos vistos a alfabetização também anda mal...

    "Cidadania" tem a vez com a vida em sociedade, na comunidade onde se está inserido, com os direitos e deveres na relação com as outras pessoas.
    Não tem a ver especificamente com o facto de ser português ou de se estar em Portugal. Não tem que estar necessariamente ligada a uma nacionalidade ou a um território.

    Neste contexto, referia-me às regras de convivência dentro da nossa "comunidade virtual". Essas regras básicas são as mesmas que se deviam ter aprendido desde a escola primária relativamente à sociedade em geral, passando depois pelas utopias e rebeldias da adolescência, para mais tarde se solidificarem na serenidade da idade mental adulta, que muitos nunca chegam a perceber o que é. ;-)
    Re:pois... como sempre... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Dehumanizer em 10-09-03 15:23 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.dehumanizer.com
    Quantas vezes é preciso dizer...

    1- ele não meteu isso no código, mas nos CRÉDITOS.

    2- o software não é DELE. Por essa lógica, exijo que ponhas na parede da TUA casa uma mensagem que te vou dar, e se recusares, estás a atentar contra a minha liberdade de expressão. Que tal?


    "It is every citizen's final duty to go into the tanks and become one with all the people."
    - Chairman Sheng-ji Yang, "Ethics for Tomorrow"
    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por nmarques em 10-09-03 15:34 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    O software nao e' dele ? ;)
    O software nao esta sobre GPL ? Conheces a licença, o termo 'dele' e' um pouco lato, mas penso que no contexto em que o pois, e' tanto dele como do KDE... ;)


    -------------------------------------------------------
    Seja sangue e suor o caminho para a vitoria,
    lutaremos lado a lado pela pátri
    Re:pois... como sempre... (Pontos:2)
    por blacksheep em 10-09-03 18:07 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    A licença GPL tem bastante copyleft, mas também tem copyright. Qualquer contribuinte para um código GPL tem que ser reconhecido, caso outra pessoa o mude.
    O software do Neil já foi alterado por umas contas pessoas, por isso, todas elas tem uma parte de copyright sobre o código.
    Re:pois... como sempre... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por raxx7 em 10-09-03 18:10 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Independentemente de se o software é dele ou não, o repositorio é do KDE. Ninguém o impede de manter o comentário noutra cópia -- que acho que é o que ele vai fazer.
    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:pois... como sempre... (Pontos:2, Engraçado)
    por HiTek DeVil em 11-09-03 1:00 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Só uma frase: "A liberdade de um, termina onde a de outro começa".

    E não, em Portugal ele nunca ganharia coisa nenhuma em nenhum processo que metesse em cima da kde... só se fosse nos estados unidos, em que se processa até por partir unhas a abrir envelopes e por não ter dois dedos de testa e meter gatos em micro-ondas e acusar o fabricante por não por essa contra-indicação no manual... E sabes porque nunca ganharia?

    1º kde não é direito de antena... sim, tenho o direito à liberdade de opinião, e tenho direito e expressa-la, desde que não ofenda susceptibilidades;

    2º o KDE não é bem o pátio ali da esquina em que posso brincar... é um projecto, e como projecto tem regras... é o mesmo que aconteceu por exemplo com aquela brincadeira com o site do sporting com o mantorras e a gritar golo: ninguêm lhe pediu aquilo, ninguêm dentro do projecto aprovou, e se não gosta, sai do projecto e acabou... falta de profissionalismo...

    Se gostas tanto de dumpar as leis, ao menos aprende a interpreta-las correctamente, sabendo ler a lei dum, e do outro lado... o que disseste que se aplicava ao Neil, aplica-se também ao outro lado da história...

    P.S.- Podia continuar aqui a postar postas de pescada o resto da vida que acho que nada te iria entrar nessa cabeça na mesma, por isso basta estes dois pontos...

    HiTek DeVil

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]