gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Hotspots WiFi a nível nacional para uma Iniciativa
Contribuído por AsHeS em 24-07-03 9:36
do departamento sem fios para todos
Internet DeepEddy escreve "Até que ponto seria viável cobrir o país com hotspots WiFi, como forma rápida de providenciar uma difusão alargada de acessos à net por banda larga? Bem sei que o hardware nem sempre é barato, as configurações nem sempre são fáceis e a cobertura não seria total. Mas acho que as alternativas são medonhamente caras: estão a ver a TvCabo e afins a passarem cabo em todo o país? ou a PT e afins a cobrirem o país com uma rede suficientemente apertada de centrais telefónicas com capacidade ADSL? Porque não tentar interessar todos os operadores de comunicações que povoam o país de antenas, por forma a fazer surgir mais algumas :o) ? "

Ocre, reconocimiento de textos, v0.010 | 6th IEEE International Conference  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • DeepEddy
  • Mais acerca Internet
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    maybe in a million years (Pontos:1, Redundante)
    por ruben dig em 24-07-03 10:04 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    é tao viavel como portugal vir a ter formula1 outra vez, não é impossivel só altamente improvável, pelo menos wi-fi em cada esquina como em san francisco.
    Re:maybe in a million years (Pontos:1, Despropositado)
    por [Cliff] em 24-07-03 10:11 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    E antes disso acontecer ainda todas as operadoras de ligação à internet vão suportar linux ;)

    ----------
    Este post foi publicado segundo a licensa IDC (I Don't Care).
    Maybe with a million euros (Pontos:3, Informativo)
    por mvalente em 24-07-03 14:49 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    O meu trabalho da cadeira de Empreendedorismo (a apresentar amanhã) foi um plano de negócio para uma empresa de acesso Internet via WiFi.

    Cobrir o país é complicado, mas possível seja com antenas mais avançadas seja com outras tecnologias (LMDS, MMDS, etc)

    Mas cobrir Lisboa, objectivo do plano de negócio, é perfeitamente possível. Quem tiver por aí 1 milhão e 300 mil Euro (mais coisa menos coisa :) pode-se chegar à frente :-)

    Cumprimentos

    Mario Valent

    Re:Maybe with a million euros (Pontos:2)
    por MiguelA em 24-07-03 17:34 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://anetmorreu.blogspot.com
    Mario,

    há aí muita gente com 1.3 milhões...eu não lhes chamaria empreendedores, mas o dinheiro não falta.

    E acredita que há de haver muita gente a pensar se não te hão de pedir o BizPlan.

    Heheheh.

    Miguel Albano
    If Spam was Money...then I'd be filthy Rich... But I'm not, so why try to sell me anything ?!?
    Hotspots -- Devagar, Sustentado, ~BandaLarga (Pontos:1)
    por shadowseeker em 24-07-03 10:35 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://no-web-page.sorry
    http://www.hotspotportugal.com

    APs com ligacao de 512Kbps `a internet... => nao e' banda larga, seguramente.

    Depois tambem convem dizer que pelo menos esta empresa esta' a fazer as coisas de forma correcta:
    nao crescer demasiado depressa por forma a nao tropecar e cair irremediavelmente (teleweb, maxitel, ...)

    Tenham Calma!

    Re:Hotspots -- Devagar, Sustentado, ~BandaLarga (Pontos:2)
    por [WaR] em 24-07-03 10:44 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://war.genhex.org/
    Sim sim, e só custa €25 por minuto.

    -- [WaR]
    CORRECCAO (Pontos:3, Informativo)
    por [WaR] em 24-07-03 10:45 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://war.genhex.org/
    OOPS.. obviamente que não é por minuto, é por hora :) O que nem por isso melhora muito as coisas...

    -- [WaR]
    Todo não, mas era de considerar (Pontos:3, Interessante)
    por DomusOnline em 24-07-03 10:49 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    A minha ignorância sobre wi-fi é quase embaraçosa, mas pelo que tenho visto a cobertura total seria dispendiosa, complexa e até inútil, pois há alternativas melhores para uma percentagem imensa do território (ADSL e Cabo).

    Mas de facto isto poderia ser uma solução para zonas mais isoladas. No UK e mesmo Espanha tem havido projectos bastante envolventes (poder local, empresas, operadores, fornecedores de equipamento).

    Nas bonitas palavras da UMIC na sua iniciativa para a banda larga em Portugal, é dito que todas as tecnologias serão ponderadas. E inclusivamente prevê a criação de redes comunitárias em zonas desfavorecidas (que poderão usar Wi-Fi).

    Em resumo, penso que para todo o País é despropositado, mas é uma alternativa que deve estar sempre presente.

    Cumprimentos
    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:2)
    por mvalente em 24-07-03 14:53 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    cobertura total seria dispendiosa, complexa e até inútil, pois há alternativas melhores para uma percentagem imensa do território (ADSL e Cabo).

    As tecnologias q referes não são alternativas melhores ao WiFi. Por 2 razoes: 1o pq os debitos maximos q suportam sao bem menores do que os 11Mbps (802.11b), 52Mbps (802.11a) e 100Mbps e mais; depois pq nao podes pegar na tua ligacao cabo/adsl e levá-la para o jardim, para o café em frente ou para o terraço; ou para qq outro lado onde haja acesso.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:2)
    por DomusOnline em 24-07-03 15:51 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Ora, já que te chegaste à frente, vamos lá ver se aprendo alguma coisa:

    1- As velocidades que referes são partilhadas pelos utilizadores ou não? Ou seja, não estamos a comparar a velocidade final 512/1Mbit etc. (do ADSL e Cabo) com o "geral" do Wi-Fi? Eu sei que se pode criar links ponto a ponto com antenas mais "direccionais", mas a ideia de criar uma cobertura não será isso.
    2- A mobilidade é uma vantagem óbvia. Mas os problemas de segurança e configuração serão desvantagens. Certo?
    3- Se isto é bem melhor, porque diabo tarda tanto em expandir-se? Por ser uma tecnologia emergente? É que mesmo em notícias sobre o futuro (estudos de analistas que me deixam sempre sérias dúvidas), o ADSL aparece como a tecnologia mais usada (estou a pensar numa noticia do TEK sobre um estudo salvo erro da Forrester Research feito até 2008).

    Obrigado e cumprimentos.


    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:3, Interessante)
    por mvalente em 24-07-03 18:51 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    1- As velocidades que referes são partilhadas pelos utilizadores ou não? Ou seja, não estamos a comparar a velocidade final 512/1Mbit etc. (do ADSL e Cabo) com o "geral" do Wi-Fi? Eu sei que se pode criar links ponto a ponto com antenas mais "direccionais", mas a ideia de criar uma cobertura não será isso.

    Certo. A resposta: depende :-)...

    A explicacao: o WiFi funciona na faixa dos 2.4Ghz aos 2.5Ghz. Cada estacao base divide esta faixa em varios canais (3 nos EUA, 4 na Europa) e cada canal tem um debito maximo de 11Mbps (6Mbps reais, subtraido o overhead do protocolo).

    Isto significa que, se tivesse uma base station (ou hotspot) e tivesse 3/4 utilizadores, podia colocar cada um no seu canal e nao havia partilha de banda.

    Claro q isso nao seria economicamente viavel. O objectivo é que uma base station/hotspot suporte multiplos utilizadores.

    Ao colocar varios utilizadores no mesmo canal, então aí sim há partilha de largura de banda. Imaginemos 20 utilizadores: se tiver 4 canais posso por 5 users por canal e para cada grupo de 5 haverá partilha dos 11Mbps (6...) por todos, ie cerca de 2Mbps raw por utilizador.

    No entanto a capacidade de um hotspot pode ser aumentada de 2 maneiras, por forma a nao haver (ou haver um minimo) de partilha: uma, como referiste, é usar antenas direccionais; basta colocar num mesmo ponto (hotspot) 2 base stations, cada uma com a sua antena e afinar uma antena para um sector de 180 graus e a outra antena para o sector oposto; com o exemplo acima passavamos a poder ter 40 utilizadores no mesmo hotspot (2 na realidade, mas "em cima" um do outro) com a partilha de banda referida; se nao quisesse q existisse partilha podia suportar 2 base stations X 4 canais = 8 utilizadores com 11 Mbps cada um. Uma segunda maneira de aumentar a capacidade de um hotspot (sem o uso de antenas direccionais) é colocar varias base stations num mesmo ponto, cada uma com o seu SSID; existe alguma interferencia, claro, que terá de ser gerida, mas é mais uma forma de aumentar o numero de clientes num hotspot sem sobrecarregar a partilha de banda.

    Há, claro, uma questao adicional: de nada serve ter 100 utilizadores num hotspot, cada um com os seus 11Mbps, e depois ter uma linha de saida do hotspot para o NOC/Internet com 512Kbps ;-). Isso é um outro ponto de partilha de banda... E depois, claro, há a partilha do NOC para o resto da Internet...

    Para responder à tua pergunta: as velocidades podem não ser partilhadas, caso em que cada user terá 11 Mbps; obviamente que normalmente haverá partilha; no entanto não é correcto afirmar ou pensar que são 11 Mbps a dividir por todos os users de um hotspot.

    Mas os problemas de segurança e configuração serão desvantagens. Certo?

    Mais uma vez.. depende :-)

    Sinceramente não me parece que haja grandes problemas de configuração. E quanto à segurança, já houve mais. Desde q se usem as tecnologias certas, é possivel contornar esse problema. O facto de muita gente montar em casa e nos escritorios base stations WiFi sem qualquer preocupacao de segurança não significa que a tecnologia nao possa ser usada com segurança. Apenas significa que há pessoas q nao estao preocupadas com isso.

    (e antes que apareça alguem a dizer que a rede de wifi da RVTI está aberta: sim, está; é de proposito; está aberta desde 1999, 1o na Av Jose Malhoa e desde 2002 no edificio da Loja do Cidadao; usem, mas não abusem, senão.... snip! :-)

    Se isto é bem melhor, porque diabo tarda tanto em expandir-se? Por ser uma tecnologia emergente?

    Sim, em parte. Há 2 anos e pouco atrás qd a propus a um operador de .pt tive 2 reaccoes: uma "entao pq é que os outros nao estão a usar?" e a outra "isso NUNCA vai funcionar" :-)

    Mas há pelo menos outros 2 factores. Primeiro a canibalização; é chato estar a vender acessos de 2,3 até 11Mbps a 10 réis de mel coado e depois dizer aos clientes de linhas dedicadas q têm de pagar uns milhares de euros por elas; não joga, é chato...

    Depois a questao das barreiras à entrada: o que é bom para os operadores instalados é o $$$ que investiram e que custa a investir em fios, fibras, ATM, OCs n sei quantos, etc; isso cria uma imagem de q é mto dificil ser um operador de telecomunicações e afasta o "novo sangue" ou quem se ponha com ideias :-). Não lhes agrada nada investir em tecnologias novas ("deitando" fora o investimento nas anteriores) e estar a promover tecnologias baratas q depois promovem a entrada de novos concorrentes.

    É por isso q demora a expandir. Mas é inevitável.

    Eu diria q mais do que emergente, o WiFi e outras tecnologias de partilha de espectro são fracturantes ("disruptive" nas palavras do prof. Christensen). E como todas as disruptive technologies, vai demorar por uma serie de razoes; mas qd atingir um certo ponto de inflexao, vai deixar para trás todas as outras tecnologias e tornar obsoletos muitos operadores q andam por ai a "mungir" as vacas das tecnologias anteriores. Qd eles perceberem isso, (momento de futurologia "brough to you by MV" :) preparem-se para ver uma investida dos operadores incumbentes junto dos ICPs/Anacoms europeias a tentar ilegalizar o uso da frequencia para esses fins, a tentar criar e obter licenças de uso do espectro em causa, etc. Nada de novo na frente ocidental ...:)

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:2)
    por Lowgitek em 24-07-03 23:26 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.youthinkwedo.com
    Ou seja pelo que percebi.... lá teremos que gramar com preços inflacionados por mais algum tempo em prol de uma tecnologia ultrapassada em que para muitos ainda é a galinha de ovos de ouro...

    Pergunto-me, não irá a sociedade em si começar a descobrir que existe uma net paralela a que usamos nos dias de hj e ao bom estilo das bbs antigas começarmos todos a partilhar os acessos ?

    Eu pessoalmente ja pensei em comprar uma ap e por aqui disponível ao povo mas encontro várias barreiras:

    - preços dos equipamentos
    - dificuldade na escolha da tecnologia/protocolo a utilizar
    - falta de conhecimento mais aprofundado sobre o mesmo tema.

    Quando ver resolvido esses tres pontos ou pelo menos dois deles (o primeiro terá sempre a prioridade na resoluçao :]) proponho me eu mesmo a lançar a primeira area de cobertura livre na minha área de residência.

    Cheers,

    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:2)
    por DomusOnline em 24-07-03 23:33 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Hmmmm... obrigado pelo post. Esclarecedor.

    Em relação ao último parágrafo já tinha discutido isso com um amigo. É que o Wi-Fi visto "de repente" poderia significar o "fim" dos ISPs. Claro que seria sempre preciso uma ligação a um backbone mais robusto, mas se eu próprio partilho uma mísera ligação netcabo com uns vizinhos, com Wi-Fi os horizontes alargam-se muito e todos já teremos visto os sites das fabulosas MAN (Seattle por exemplo) mais famosas.
    Inclusivamente penso que já há qualquer coisa como telémóveis nos 2.5GHz(???) o que até para os operadores de voz poderia/poderá ser um perigo.

    Quanto à segurança estou realmente por fora... há uns tempos li um livrito sobre MANs da O'Reilly (porventura já desactualizado) e o panorama que apresentava era tão excitante pelas capacidades face ao baixo custo, como desesperante pela falta de segurança.

    Obrigado e cumprimentos.
    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 26-07-03 1:43 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Só um reparo, a largura de banda pode não ser partilhada, mas à medida que vais tendo cada vez pior sinal (por meio de obstaculos ao sinal, ou distanciamento do AP), a largura de banda desce exponencialmente (sim, exponencialmente e nao linearmente... pelo menos é o que acontece comigo, e pelo que tenho lido, com todos).

    HiTek DeVil
    Re:Todo não, mas era de considerar (Pontos:2)
    por McB em 28-07-03 13:00 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Qd eles perceberem isso, (momento de futurologia "brough to you by MV" :) preparem-se para ver uma investida dos operadores incumbentes junto dos ICPs/Anacoms europeias a tentar ilegalizar o uso da frequencia para esses fins, a tentar criar e obter licenças de uso do espectro em causa, etc.

    Mário, as frequências onde o 802.11a e 802.11b funcionam são ISM (Industrial, Scientific and Medical) e livres de uso, como deves saber.
    A não ser que te estejas a referir a possíveis protocolos que estão para vir... mas andar a licenciar frequências não está com nada mesmo, é caro e não penso que valha a pena.
    Quanto aos ISP virem reclamar essas frequências para si, elas são definidas pelo ETSI na Europa e pela FCC nos E.U.A., não creio que se consigam torcer as regras impostas, mas nunca se sabe.

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Vodafone (Pontos:1, Lança-chamas)
    por nvieira em 24-07-03 11:08 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    A Vodafone anda a contactar inumeras empresas que gerem locais ditos publicos (hoteis, centros de congressos, centros comerciais, etc), afim de poderem instalar access points nesses locais.

    Penso que o servico se vira' a chamar "WLAN - Servico de Acesso Publico", pelo menos e' assim que o retraram nas propostas que apresentam.

    Ao que parece agarram os access points com :

    - ADSL
    - FWA
    - Circuito Dedicado PT

    Fazem ainda partilha de lucros com os detentores dos espacos em questao, e nao deixam instalar WLANS de outro operador no local por um espaco de 10 Anos.

    Resta saber quando e' que eles agora vao comecar a vender o serviço, e em que bases comerciais.


    Re:Vodafone (Pontos:2)
    por mvalente em 24-07-03 18:54 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Espero q configurem os access points melhor do que os q usavam nas Torres de Lisboa, em frente aqui ao nosso escritorio ;-) Bons tempos...

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Vodafone (Pontos:1)
    por liberdade em 25-07-03 2:01 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Engraçado :) Vi um mapa de AP's internacional do qual constava um AP todo aberto la para os lados d Lisboa com o nome de RVTI e mais qualquer coisa "Ruído-Visual etc". Nice :o)
    Re:Vodafone (Pontos:2)
    por mvalente em 25-07-03 11:45 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    (e antes que apareça alguem a dizer que a rede de wifi da RVTI está aberta: sim, está; é de proposito; está aberta desde 1999, 1o na Av Jose Malhoa e desde 2002 no edificio da Loja do Cidadao; usem, mas não abusem, senão.... snip! :-)

    Lê o meu post mais acima...

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Vodafone (Pontos:1)
    por nvieira em 29-07-03 1:22 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Ora Bolas !!!

    N~ao sabia que pessoas publicamente anunciadas e marcadas em processos como
      incompetentes
    ja' tinham capacidade para darem feedback de lanca chamas, onde nem sequer existe ar para que o fogo possa existir.

    Amigos, a repress~ao faz mal a' pele !
    Mas... Será que ainda ninguém ouviu falar... (Pontos:2)
    por tyFUZZ em 25-07-03 1:26 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    ...será que ainda ninguém ouviu falar do Movimento Wireless Português?!?

    Visitem o site http://wireless.com.pt e leiam o manifesto da missão do Movimento!

    ---Quote-----
    ...É objectivo primário, a interligação de todas as pequenas comunidades locais do país numa única global a nível nacional.
    -------------

    ---
    tyFUZZ
    Re:Mas... Será que ainda ninguém ouviu falar... (Pontos:2)
    por tyFUZZ em 25-07-03 1:29 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Ah! Esqueci-me de dizer que o fórum da comunidade é uma excelente fonde de informação sobre o "mundo" wireless!

    Registem-se e consultem:
    http://wireless.com.pt/forum

    ---
    tyFUZZ

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]