gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
O casamento estraga o génio criativo que há em nós
Contribuído por vd em 12-07-03 19:02
do departamento que-azar-mento
Ciência CREMAToRIO escreve "Neste artigo o Dr. Satoshi Kanazawa da Universidade de Canterbury na Nova Zelandia propõe que o génio criativo perde-se com o casamento e chegada dos filhos.
Ele chegou a esta conclusão através da análise das biografias de 280 grandes (não em altura) cientistas.
A análise e discussão já vai longa no grande irmão.
Era interessante saber o que pensam os portugueses disto (mandem as vossas experiências). "

Functional programming in Python becomes lazy on L | PlayStation 2 : Online - Beta Testers em Portugal  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • gildot
  • Neste artigo
  • grande irmão
  • Mais acerca Ciência
  • Também por vd
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Ponto Importante (Pontos:2)
    por Arrepiadd em 12-07-03 19:42 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Alguém referiu no Slashdot um ponto que acho importante. Trata-se de escolhas.

    Normalmente com o casamento e a chegada dos filhos tende-se a ficar mais disponível para a família. Ao contrário alguém solteiro e a viver sozinho pode ficar uma noite inteira a matutar sobre uma equação. Quando se tem filhos que entram na escola às 9 da manhã tem de se estar levantado para os levar lá, o que impede que se dedique a referida noite a pensar na equação. Quando os filhos são bebés tem-se também o problema (será um problema?) de ter que cuidar deles, nos vários pontos que isso implica. E bebés não se coadunam muito com horários. Quando se está a pensar numa equação, altamente concentrado, o bebé pode chorar por isto ou aquilo.

    A maioria dos génios provavelmente não era muito sociável na altura dos seus sucessos. O estereótipo de génio não é de alguém meio alheado da realidade, com um aspecto pouco cuidado, e concentrado apenas e só na sua área. Por alguma razão será...

    Re:Ponto Importante (Pontos:1)
    por faustino em 12-07-03 21:56 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Somos forçados a aprender uma língua, com um conjunto de sons um pouco limitado e algo confuso para os não iniciados na matéria, assim como a aceitar ordens de um tipo que pesa menos de um décimo do nosso peso e mede menos de metade da nossa altura.
    Eu gostava de ter uma assinatura gira.
    O contrário também é válido. (Pontos:1)
    por Getúlio Brasil em 12-07-03 22:09 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Também consta que Marx e Einstein foram péssimos exemplos de paternidade. Sou físico e pai. Não vou dizer jamais que deixarei de ganhar o Nobel por causa de minha filha ou da dedicação que tenho dado a ela. Mas, pessoalmenet ficarei mais chateado se não for um bom pai.
    E eu proponho... (Pontos:2)
    por BlueNote em 12-07-03 22:35 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    ...o seguinte "teorema":

    A ausência de capacidade de auto-crítica e senso do ridículo não impede que se tire um doutoramento.

    Esse Phd da Nova Zelândia parece-me uma boa prova deste meu "teorema".

    Mas também pode ser que ele queira ser distinguido com o Ig Nobel

    divertido (Pontos:2)
    por André Simões em 12-07-03 22:52 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Acho sempre graça a estes estudos. Lembra-me um que li em tempos na revista dominical do Público, que provava por a+b que as grandes concentrações hi-tech dos Estados Unidos coincidiam com as grandes comunidades gay. Eu acho que vou elaborar uma teoria segundo a qual as elevadas concentrações de caca de pombo levam ao crescimento explosivo das concentrações urbanas. Lisboa, a maior cidade do país, não é também uma das maiores (talvez a maior) concentrações de pombos de Portugal?
    Um pouco mais a sério, o que parece óbvio (e já foi dito nesta discussão por várias pessoas) é que o casamento e os filhos retiram bastante tempo à actividade de investigação, por haver um natural deslocamento de prioridades. Não sei se o estudo refere isso, mas se refere então parece-me vazio de conteúdo. É como fazer um estudo a provar que o sexo heterossexual tem grandes possibilidades de terminar em gravidez. Se não refere, então parece que o senhor não tem grande coisa na cabeça.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:divertido (Pontos:2)
    por racme em 13-07-03 4:02 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    Eu acho que vou elaborar uma teoria segundo a qual as elevadas concentrações de caca de pombo levam ao crescimento explosivo das concentrações urbanas. Lisboa, a maior cidade do país, não é também uma das maiores (talvez a maior) concentrações de pombos de Portugal?

    tanta ira contra os pombos, mas foste "tocado" por algum pombo cientista que teve uma caganeira mental enquanto passeavas pelas ruas de Lisboa?

    taditos dos pombos..

    Um pouco mais a sério, o que parece óbvio (e já foi dito nesta discussão por várias pessoas) é que o casamento e os filhos retiram bastante tempo à actividade de investigação, por haver um natural deslocamento de prioridades.

    precissamente... e

    É como fazer um estudo a provar que o sexo heterossexual tem grandes possibilidades de terminar em gravidez.

    E quando se pensava que esse problema seria colmatado com a idade, ie, cabe aos cientistas mais velhos ter mais tempo para a investigacao, pois filhos ja sao maiores, etc, eis que alguem, inventa as pilulas azuis...

    TV e viagra, efectivamente os males do SEC. XX



    Make World; Not War;
    Claro que estraga (Pontos:1)
    por von em 13-07-03 12:39 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Está um "Manuel" a exercitar a sua actividade criativa durante toda a noite de Sexta para Sábado e às 9h da manhã do dia seguinte lá está a "Maria" a aspirar a casa. Assim é obvio que o "Manuel" não vai recuperar das suas noitadas criativas... e vai ser menos produtivo.
    uii (Pontos:1)
    por edsonmedina em 13-07-03 20:27 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    nem é preciso culpabilizar os filhos, basta experimentar programar ao som da telenovela, com a interrupção para jantar (a horas certas!) e com uma discussão porque já passa da 1 da manhã e "ainda estás na merda do computador"
    Re:uii (Pontos:1)
    por tag em 14-07-03 8:56 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://taggat.no.sapo.pt
    muahahahaha... o filhote ja' gatinha??. ;) (p.s. tenho andado atras duma fw da m$ a trabalhar para um cliente da siemens, no chance to sim, YET!!!! ja' consegui yim! com o httport e o icq tb com aquilo do java).
    Re:uii (Pontos:2)
    por racme em 14-07-03 9:51 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    nem é preciso culpabilizar os filhos, basta experimentar programar ao som da telenovela, com a interrupção para jantar (a horas certas!) e com uma discussão porque já passa da 1 da manhã e "ainda estás na merda do computador"

    hehe gostei dessa "ao som da novela" realmente tar a frente de um pc a tentar ser "produtivo" so mesmo com a TV desligada.


    Make World; Not War;
    E a Mulheres (Pontos:1)
    por dduarte em 13-07-03 22:00 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Depois de algumas desculpas do proquê dos Homens perderm o génio criativo quais são as desculpas das Mulheres? (afinal o casamento faz, entre ambos os sexos) (não há mulheres no gildot??)
    Não ha razão para alarme. (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 14-07-03 8:45 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    o génio criativo perde-se com o casamento e chegada dos filhos.

    Da minha experiência com namoradas, e longas conversas sobre p2p, RIAA, open source, Microsoft e afins... Acho k ninguém aki corre o risco de perder a criatividade.
    O gildot já é um contraceptivo natural.
    Criatividade, não! (Pontos:1)
    por Programador em 14-07-03 10:56 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    > génio criativo perde-se com o casamento e chegada dos filhos.
    Acho que o génio criativo não se perde. O que se perde com o casamento é a disponibilidade para mostrá-lo!

    Pressupostos do estudo. (Pontos:1)
    por xyz em 14-07-03 11:43 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Já li o artigo e pareceu-me o suficientemente vago para se poder afirmar tudo.

        Começa por uma lista de 280 grandes cientistas. Qual o critério para essa escolha?

        É possível mostrar causalidade com esses resultados? Em estatística podemos mostrar que duas séries estão relacionadas, mas isso não implica causalidade.

        Depois de que modo é que se define génio criativo?

        Sãos muitos ses para tantas afirmações.
    O genio nasce com a chegada dos filhos e casamento (Pontos:2, Engraçado)
    por SkyNet em 15-07-03 16:52 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Não estou de acordo com nenhum desses comentarios, alias pessoalmente eu ate penso que é ao contrario.

    A criatividade de genio nasce com o Casamento e com a chegada dos filhos, e quantos mais forem os putos maior sera o genio.

    Se não veja-se

    As mil e umas desculpas que se inventam para dar a mulher, so para passar mais umas horas com os amigos a beber cerveja.

    As coisas que se inventam para se conseguir ganhar dinheiro mais depressa do que a mulher o gasta.

    O aproveitamento e optimização de recursos para alimentar os filhos sem que estes nos "estorvem" muito.
    Kata Ton Daimona Eaytoy

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]