gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Grécia distribui 150 000 cd's com o OpenOffice.org
Contribuído por vd em 25-06-03 23:54
do departamento OOo
Europa quantic_oscillation escreve "No site Newsforge vem a seguinte notícia - Dimitris Korbetis writes "Ellak.gr an open-source Greek community supported by the Ebusiness-forum in cooperation with the Greek high circulation newspaper "TA NEA" has taken the initiative to distribute 150.000 CDs on 31/05/2003 containing English and Greek versions of Openoffice.org. The CD was accompanied with a 24 page booklet containing installation instructions and information about Openoffice.org.

Ele são espanhóis cada vez a usarem mais o Software Livre, agora os Gregos, que aliás já fomentavam a sua utilização, Greek goverment decided that all public schools of Greece should be equiped with a 12 clients - 1 server lab at least, with all the machines being dual boot (Linux + win2000)..., eles são os Suiços Geneva Tax Authorities Distribute Mozilla 1.2.1 to Taxpayers já para não falar nos Alemães Munich chooses SuSE Linux over Microsoft e os tristes dos portugueses, ainda se perguntam porque estão no último lugar da UE!!! "

Novell com serviços em Linux | Paul Vixie patenteia o conceito de "proxy".  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Newsforge
  • Ellak.gr
  • Greek goverment decided that all public schools of Greece should be equiped with a 12 clients - 1 server lab at least, with all the machines being dual boot (Linux + win2000)...
  • Geneva Tax Authorities Distribute Mozilla 1.2.1 to Taxpayers
  • Munich chooses SuSE Linux over Microsoft
  • Mais acerca Europa
  • Também por vd
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Noticias de Ultima Hora! (Pontos:4, Gozão)
    por leitao em 26-06-03 0:40 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    e os tristes dos portugueses, ainda se perguntam porque estão no último lugar da UE!!!

    (musica da Sky News no background)

    Portugal considerado o pais mais atrasado da Europa, 26 de Junho 2003 (Lusa, Reuters, France-Press)

    Portugal, foi declarado unanimemente por um influente lobby da industria IT como o pais mais atrasado da europa ocidental.

    Segundo o seu lider, aka, "quantic_oscillation" -- "Portugal nao usa Linux, e ninguem distribui CD's com OpenOffice 'a borla, como tal "Portugal e' o pais mais atrasado da EUROPA! Ninguem anda a dar CD's 'a Borla, a Camara do Porto nao chutou a Microsoft porta fora (aqueles capitalistas nortenhos!) e o governo nao apertou os reais cojones do Steve Balmer quando o caramelo ca' esteve!" -- acrescentando ainda: "Eu ainda fui para a catolica com um cartaz a dizer 'Let the Penguins release you!', mas ninguem apareceu e eu fui comer uma torradita com cafe'...".

    tsk, tsk, tsk...


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por joaoparedes em 26-06-03 1:06 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    "Portugal nao usa Linux, e ninguem distribui CD's" Pois, ve-se bem que ninguem conhece as redes das nossas magnificas (pelo menos no que toca a recursos) faculdades, nem prestam atenção à quantidade de utilizadores e grupos de utilizadores... Mas também a substituição de software comercial por software proprietário não implica necessariamente evolução. Pode levar a diminuição dos custos, mas o facto de ser opensource não significa necessariamente que a qualidade seja melhor. Por vezes os custos podem até aumentar, sendo custos associados a recursos humanos para a substituição do hardware e, também, os cursos de formação necessários para quem, habituado a uma outra plataforma ou produto, se ve de repende obrigado a mudar. Não quero fazer o papel de advogado do diabo, mas por vezes os ânimos exaltam-se e confunde-se as licenças com a qualidade. Conheço bom e mau software opensource, e bom e mau software comercial.
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:2)
    por mazevedo em 26-06-03 7:56 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Sim, é verdade que a formação poderia já de base se orientada para alguns produtos OpenSource (os bons, na tua terminologia). Mas é sempre mais fácil pegar no que já existe comercialmente, ou porque toda a gente usa, ou porque é o grande hype do momento, ou porque a Microsoft tem contrato com o departamento de TI da universidade.
    ----
    //\anuel /|zevedo
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 14:06 GMT (#28)
    (Utilizador Info)

    Não existe um tipo de licenciamento chamado "comercial", todo o software é comercial, o direito de autor não pode limitar tais aspectos. Existe é sim o Software Livre e o software não livre (aka software proprietário).


    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:2)
    por racme em 26-06-03 14:26 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    Não existe um tipo de licenciamento chamado "comercial", todo o software é comercial, o direito de autor não pode limitar tais aspectos. Existe é sim o Software Livre e o software não livre (aka software proprietário).

    mas nem todo o software nao proprietario e' livre no sentido lato da palavra como conhecemos [stallman liberty's]

    dai a inclusao, do software nao proprietario e tambem nao livre, software de codigo aberto aka opensource.



    Make World; Not War;
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 16:20 GMT (#42)
    (Utilizador Info)

    A minha perspectiva é que TODO o software que não tenha qualquer uma das 4 liberdades é proprietário.

    Um dos problemas do Open Source Software é nem todo OSS ser livre (embora a maioria seja). E por exemplo eu não utilizo software proprietário, mesmo que seja OSS, por isso não gosto que por exemplo digam que sou utilizador de OSS, pois não utilizo software proprietario. E nota que OSS não é inerentemente SL sem copyleft.


    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:2)
    por racme em 26-06-03 19:07 GMT (#55)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    A minha perspectiva é que TODO o software que não tenha qualquer uma das 4 liberdades é proprietário.

    pelo proprio diagrama que referenciaste (bem interessante por sinal, embora um pouco erronea na proporçao, que pretende transmitir) nao ter as 4 liberdades nao implica ser proprietario, existe uma separacao clara ente o que e' proprietario e o que nao e' :)




    Make World; Not War;
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por joaoparedes em 26-06-03 1:07 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Peço desculpa, onde se lê "substituição do hardware" leia-se "substituição do software"
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:3, Esclarecedor)
    por spyder em 26-06-03 1:08 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Forma interessante de por as coisas :P
    Tens razao, e ao mesmo tempo nao tens. A adopcao de software livre nao e' nenhuma chave magica, mas a close-mindness das entidades (estatais e privadas) no que toca a escolha de software e' sintomatica do que esta' errado em Portugal: inercia e resistencia `a mudanca.
    Continua-se a:
  • empurrar a seguranca social
  • gastar rios de dinheiro com o futebol
  • ignorar monopolios (estou a falar dos nacionais, nao e' da MS)
  • subsidiar agricultura minifundiaria para no fim enterrar a producao
  • inventar formas obscuras de rendimento para o estado ou entidades estatais (veja-se a nova e revista taxa de radiodifusao)
  • insistir num modelo de ensino "empurrar teoria, encher chouricos, a pratica vem depois da licenciatura"
  • ...
  • Usar o mesmo software que se tem usado nos ultimos anos porque aprender a usar outros da' trabalho

  • e por ai' adiante...
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por joaoparedes em 26-06-03 1:11 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Exacto, concordo. O que tu referiste como "close-mindness" é habitual. Muitas vezes, por exemplo, as empresas, desperdiçam tempo e dinheiro numa determinada plataforma ao início, mesmo sabendo que há outras, e só porque são "casmurras", ficam com uma que pode não ser a melhor. Mais tarde, quando finalmente abrem os olhos, pode ser já demasiado tarde.
    Close-mindness ou talvez não... (Pontos:2)
    por jazzy em 26-06-03 14:28 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Quando toca a escolher software, deve-se pensar em não ficar dependente de uma entidade quanto ao fornecimento dos serviços de suporte (afinal é esse um dos argumentos mais apregoados a favor do sw livre, quando se está a falar de escolher software).

    Quantas empresas, especialmente fora da área de Lx, se podem dar ao luxo de apostar em:
    • Linux como SO
    • OpenOffice.org como Office suite
    garantindo que se quiserem mudar de fornecedor de IT (aka "a loja de computadores que nos vende tudo") o podem fazer com a garantia de que vão encontrar serviços/suporte dignos desse nome quer em Linux, quer em OOo na concorrência?

    Levanto esta questão por uma razão: já propus em várias situações, a diversas entidades, desenvolver aplicações em Linux e tive sempre como resposta: "E quando não quiser/puder dar-nos assistência, quem é que nos dá?"


    Jazzy
    Re:Close-mindness ou talvez não... (Pontos:2)
    por spyder em 26-06-03 19:10 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    Isso e' outra guerra, e bate numa coisa que pessoalmente considero ser uma das maiores falácias da promoção "habitual" de software livre.
    Se não houver experiência in-house para lidar com o software, o custo directo de treinar as pessoas (ou contratar staff novo), e o custo indirecto que vem da perda de eficiência por funcionarem a meio-gás (até aprenderem a lidar com as novas plataformas, o que pode demorar) pode criar um rombo inesperado nas contas que eram todas cor-de-rosa quando a decisão foi tomada.
    Convém lembrar que a maior parte das empresas está-se positivamente a cagar para as "liberdades" que tem com o software. Querem suporte para o software, querem ter a capacidade de fornecer End-User Support aos seus funcionários (ou, de preferência, que os funcionários não tenham problemas com as aplicações que usam), e querem cortar custos. (não necessáriamente por esta ordem). Para uma empresa não-informática, é perfeitamente irrelevante ter ou não a capacidade de ler, alterar, e redistribuir software. O que eles querem é que as coisas funcionem, e que alguém esteja lá para corrigir o que não funcionar. A comunidade FS não _está lá_; Podem patchar o problema em 10 segundos e enviar o patch, mas ainda faz falta alguém para o aplicar e/ou para instalar a nova versão nas máquinas.
    E uma outra coisinha... A minha experiência é que a prioridade de MUITA gente não é "corrigir o problema"; é "atribuir culpas", e enquanto não podes penalizar uma "entidade" dispersa, podes perfeitamente penalizar o teu fornecedor de software. (seja por redução de pagamento, seja por troca de fornecedor)
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1, Engraçado)
    por Gimp em 26-06-03 8:21 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    "I triple guarantee you, that the young men Nuno Leitão IT'S NOT a closed-source cheerleader!", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information


    "No comments"

    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:0, Despropositado)
    por leitao em 26-06-03 12:41 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Correccoes ao teu ingles:

    "I triple guarantee you, that the young man Nuno Leitao IS NOT a closed-source cheerleader!"

    O al-Sahaf ganha-te aos pontos no que conta 'a lingua inglesa.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1, Redundante)
    por Gimp em 26-06-03 13:29 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Claro que tem erros e até é um comentário despropositado, mas achei que assim tinha mais piada e não pude resistir :D.


    "No comments"

    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1, Despropositado)
    por quantic_oscillation em 26-06-03 18:22 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://fs-oss.cjb.net
    Caro colega, se me permites, do Gildot

    Há já algum tempo que acompanho por aqui alguns 'debates', e naqueles onde tens participado tens sempre de levar a melhor, provavelmente Freud explicará melhor que eu essa obssessão.

    Algumas hipóteses serão:
    - Filho único a quem os papás sempre deixaram fazer tudo???
    - O Filho preferido dos papás???
    - Mania que se é mais que os outros???

    Não sei.

    Quanto ao meu post, se eu quisesse ter dado a ideia que tu passate na tua resposta, apenas tinha mencionado o facto que é apresentado no título, mas como tu costumas frisar nos teus posts, serás possuidor de um QI bem acima da média, se é verdade ou não é irrelevante, mas se sim, deverias ter percebido pelo resto do post que não era essa a minha intenção.

    Como o resto do post o confirma, Portugal não é um país atrasado por não andar a distribuir gratuitamente cd's do OpenOffice.org ou de qualquer distribuição de GNU/Linux ou mesmo de um BSD.

    Portugal é um país atrasado por NÃO TER INICIATIVA.

    Por andar sempre atrás dos outros, quase que apostaria que depois dos outros países, quer Europeus quer de outros continentes, começarem a usar massivamente FS/OSS, Portugal também o começará a usar, e depois será indiscriminadamente sem pensarem se é uma boa ideia, se se adequa aos projectos que querem implementar ou não, se não será melhor usar em alguns deles software proprietário de qualidade como é o QNX Heroes of Manufacturing???

    Utilizarão-no simplesmente porque está na berra, mais ou menos como as toneladas de páginas com 'flash' que pululam pela www portuguesa, sem que fosse necessário em 90% das páginas a sua utilização.

    Percebes???

    Aliás, o post do spyder já explicava o que eu realmente queria dizer.

    Cumprimentos,

    quantic_oscillation

    Post Scriptum I: de qualquer maneira, ainda bem que pude contribuir para um dos teus momentos de distracção, é sempre bom poder ajudar os outros.

    Post Scriptum II: (Pontos:5, Informativo)??????? se fosse engraçado, ainda se compreenderia.
    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 18:46 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Há já algum tempo que acompanho por aqui alguns 'debates', e naqueles onde tens participado tens sempre de levar a melhor, provavelmente Freud explicará melhor que eu essa obssessão.

    Uaaaa... que sono... pa', nao sou filho unico, nao sou o favorito dos pais, e nao tenho a mania de que sou o maior...

    O que tento e' ter a sobriedade (que muitas vezes me falha) de nao me sair assim com uns statements como: "Portugal e' o pais mais atrasado da europa".

    Estas a ver a diferenca ?

    Tudo o resto que dizes deixou-me com sono, tive um dia de trabalho dificil, e ainda tenho que ir cozinhar (nao vivo com os meus pais, tas a ver ?) por isso nao vou comentar...


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Não sendo mauzinho... (Pontos:1)
    por fhc em 27-06-03 21:13 GMT (#81)
    (Utilizador Info)
    ... mas se és filho único, como é que não és o preferido dos teus pais?

    Francisco Colaço

    Re:Noticias de Ultima Hora! (Pontos:1)
    por lbruno em 26-06-03 18:55 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://republico.estv.ipv.pt/~lbruno/
    Post Scriptum II: (Pontos:5, Informativo)??????? se fosse engraçado, ainda se compreenderia

    Temos moderador novo, que nao leu o manual do moderador.
    Critica dura... (Pontos:4, Esclarecedor)
    por [Cliff] em 26-06-03 1:15 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    NMO software livre a ser distribuido, gratuitamente, deve ser feito por uma de duas entidades nacionais: ou o governo ou a ANSOL.
    Sobre o (des)governo acho que não há muito mais a dizer/fazer porque eles não estão minimamente interessados no assunto.
    Recai portanto a responsabilidade sobre a ANSOL de ter uma atitude semelhante e distibuir milhares de cópias EM CD(!) pelas empresas nacionais com o respectivo folheto de instalação e utilização do OpenOffice.org.
    Confesso que não estou a par dos custos de fabrico de cd's em massa mas imaginando um custo de 10 cêntimos por cd, ora (puxando da costela Guterrista) 10 * 100000, portanto, 1000000 de cêntimos / 100 = 10 000 Euros.
    Alguém tem praí 2 mil contos que possa desembolsar assim de repente? ;)

    Em vez de chorarem e dizerem que lá fora é que é, façam uma colectazinha entre os apologistas do software livre para ver quem é que realmente acredita naquilo que diz e está disposto a fazer alguma coisa a favor disso.
    Vão bater à porta de patrocinadores, associados ou apenas um peditório nacional com conta na CGD.
    Eu darei o meu contributo para 50 cd's a 10 cêntimos.

    Piadinhas financeiras à parte, e com os exemplos dos espanhóis e dos gregos, meter mãos à obra parece que não passa apenas por dizer que é muito bom ou ser-mos o cromo da rua que mexe "naquela coija do Linucje" para mostrar aos amigos, que está na hora de *realmente* meter mãos à obra (e ao bolso!!) e fazer como, e volto a referir este caso porque fiquei realmente espantado com a coesão de um grupo de pessoas tão grande, o MCV fez com as campanhas dos rails!
    De uma vez por todas, ou se MEXEM a sério ou param com o choradinho que já irrita!

    (I'm on a bad hair day...)


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1, Redundante)
    por vd em 26-06-03 10:04 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    A ANSOL não é a associação do software livre, mas sim para o software livre.

    //vd
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por [Cliff] em 26-06-03 10:12 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    É a única entidade que conheço em Portugal do/para o software livre.
    De qualquer das formas, qual a diferença? Se é do software livre ou para o software livre, parece-me tudo uma questão de palavras, mas se percebi bem o objectivo da ANSOL é a divulgação do software livre em Portugal. Estou correcto?
    Se sim, então continuo a achar que a responsabilidade é da ANSOL por não se fazerem acções de divulgação concretas junto do povo (leia-se CDs à borlix).


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Informativo)
    por higuita em 26-06-03 11:12 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    e ja' o fez...

    no evento "Porto Cidade Tecnologica" deste ano a ANSOL distribuiu muitos CDs com o knoppix, openoffice e em menor escala, CDs de outras distros
    fez-se os possiveis para todos os que pretendiam levassem um CD, pelo que a loja poweron quase em frente a fazer o mesmo, ajudou bastante

    agora leia-se que a ANSOL nao tem recursos, como ja' fizeram as contas em cima, para andar ai a atirar CDs ao ar, era bom mas impossivel...

    talvez se existisse algum mecenas?! (ja' que apenas pelas quotas dos socios, seriam precisos muitos socios ou esperar muito tempo para se ter tanto dinheiro)

    Ate' la', a ANSOL vai fazendo o que pode, tenta distribuir CDs pelos interessados

    Higuita
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por [Cliff] em 26-06-03 11:31 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Ora, aí está! É mesmo aqui que eu quero chegar, tem de ser a comunidade a financiar a ANSOL!
    Sinceramente, começo a ficar farto de ver por aí muito boa gente a falar mal do Windows, das aplicações Microsoft etc, e de blue-screens só conhecem mesmo o screen saver que alguém lhes disse que aparece no Windows.
    E então fartam-se de falar mal, que software proprietário (Microsoft entenda-se, porque o resto do mundo faz software livre... só a MS é q é proprietária) não presta e que software livre é que é bom (e é :) ) mas fazer pela comunidade *nicles*!
    Pavoneiam-se por aí a dizer que os alemães, os espanhóis, os gregos... esses é que sabem o que é bom! Cá em Portugal é tudo uma vergonha...
    Esquecem-se é que lá fora a comunidade *investe* para que 150 mil almas possa receber outras tantas cópias em CD do OpenOffice.org.
    Mas aqui não! É tudo muito giro até à altura em que toca no bolso!

    Eu já disse, chego à frente com o que posso no momento em que escrevo estas linhas: 50 cd's a .10 cada são por minha conta :)
    Se melhor que distribuir CD's, quiserem fazer publicidade televisiva, também patrocino com o que puder, porque tenho a certeza que esta publicidade chega a muito mais gente.
    Bom, está na hora do almoço... e perdi o fio à meada porque chegou um colega meu. Mas acho que já percebeste a ideia: não é a ANSOL em si que tem de pagar, é a comunidade que tem de financiar a ANSOL para que esta possa funcionar como todos querem.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por higuita em 27-06-03 0:01 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    Apoiado... muitos falam muito, mas na hora de fazer algo nem sequer fazem o mais facil, contribuir com algum $$

    mas a ansol tambem precisa de gente disposta a fazer coisas, nao e' so' $$ (apesar de ajudar 8)

    os fundadores da ansol investiram $$ e tempo a fundar uma associacao, agora e' preciso mais gente disposta a fazer o mesmo...
    pode ate' nao ser directamente, enviar cartas aos eurodeputados ajuda sempre (sem ser agressivo, e' preciso ser diplomata)
    que diz fazer isto, diz actualizar o site, fazer loby junto das entidades que tem acesso, etc
    se cooperar com a ansol, pode-se reunir esforcos, sozinho pode haver duplicacao de esforcos e logo desperdicio de recursos (o principal geralmente e' tempo)
    Higuita
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 12:51 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    talvez se existisse algum mecenas?! (ja' que apenas pelas quotas dos socios, seriam precisos muitos socios ou esperar muito tempo para se ter tanto dinheiro)

    Se os estatutos da ANSOL fossem menos "pseudo-fascizoides", e fosse uma entidade mais aberta que inclui pessoas em vez de as excluir, se calhar tinha mais socios (e um outro mecenas).


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 13:16 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Como disse um bocado mais abaixo, dos estatutos nada sei mas o que não me agrada nada é a associação imediata que eu faço da ANSOL à Caixa Mágica... Vai na volta sou o único, mas não gosto de tachos.
    E lá está, a ideia em si não é má... se as pessoas que lá estão o são, não faço ideia. Mau é o facto de os que criticam o que (não) se faz em Portugal não fazerem a ponta de um c*rno!


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Init em 26-06-03 14:16 GMT (#30)
    (Utilizador Info)

    A associação imediata está errada. Não existe qualquer tacho, a situação é simples, a quando se precisa de oradores, ou coisas assim do genero, praticamente so a Caixa Magica dá o passo à frente (claro que outros já têm aparecido), se outros também derem esse passo também aparecem.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 27-06-03 0:22 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Pois... como me parece que estás por dentro do assunto, a quem mais é que vocês extendem os convites para apresentações e que não aparecem?
    Especialmente em termos de distribuições de Linux...


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:54 GMT (#76)
    (Utilizador Info)

    Contacta a direcção da ANSOL e dis-lhes que estás interessado em participar em futuros eventos.
    A ANSOL não tem recursos para convidar pessoas vindas do estrangeiro, por isso é normal que pelo menos as distribuições que não tenham representação oficial por cá não sejam convidadas, pessoalmente so sei de um representante oficial de uma distribuição de GNU/Linux, ele sabe que existimos e até participou no Porto Cidade Tecnologica em 2002 (embora não com orador), a ANSOL não conhece (penso eu) a politica dessa empresa em relação ao Software Livre, por isso se ele estivér interessado em colaborar que se chegue à frente que a ANSOL decerto que não vai correr o risco de convidar um orador que distribui GNU/Linux com licenças proprietárias para participar nos eventos organizados por si.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por racme em 26-06-03 13:41 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    Se os estatutos da ANSOL fossem menos "pseudo-fascizoides", e fosse uma entidade mais aberta que inclui pessoas em vez de as excluir, se calhar tinha mais socios (e um outro mecenas).

    Quem sou eu para criticar/apoiar a ansol, os seus constituientes que se prestem a defende-la quando o seu nome e' trazido a praca publico, mas "pseudo-fascizoide"?!

    "pseudo-fascizoide" nem e' considerado um partido de extrema-direita, nesta sociedade democratica em que vivemos.
    Um argumento infeliz, para alguem que tanto apregoa implicitamente a sua cultura Inglesa em todo ou qualqer comentario que faz. Tu e' que tens o dever de ser mais "aberto" em aceitar a presenca de uma instituicao como a Ansol no panorama do software nacional.

    Como referi por diversas vezes, nao sigo a mesma filosofia, mas tratar instituicoes desta maneira e' pouco correcto.




    Make World; Not War;
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 15:24 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Para mim, qualquer entidade (neste caso a ANSOL) que ve o mundo a "preto e branco" (preto e' mau, branco e' bom) e' "pseudo-fascizoide".

    O facto da ANSOL ter uma agenda que visa eliminar o software proprietario em prol do software livre apenas confirma que nao e' pela liberdade, mas contra.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 16:05 GMT (#41)
    (Utilizador Info)

    A ANSOL não ve o mundo a preto e branco, simplesmente não está interessada no que não é branco.

    A ANSOL não visa eleminar o software proprietário. O objectivo da ANSOL é promover o Software Livre, de forma a que as pessoas não queiram desenvolver, suportar e utilizar software proprietário. Se isso ditar o desaparecumento do software proprietário, então também não se perde muito. Escolher entre monopolios (as várias alternativas proprietárias), não é ser livre.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 16:35 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    A ANSOL não visa eleminar o software proprietário. O objectivo da ANSOL é promover o Software Livre, de forma a que as pessoas não queiram desenvolver, suportar e utilizar software proprietário. Se isso ditar o desaparecumento do software proprietário, então também não se perde muito. Escolher entre monopolios (as várias alternativas proprietárias), não é ser livre.

    O objectivo do Klu-Klux-Klan e' o de "promover a Raca Branca, de forma a que as pessoas nao queiram interagir, suportar ou promover as outras racas". O que segundo a tua logica nao faz deles racistas.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 20:08 GMT (#57)
    (Utilizador Info)

    A diferença é que o Software não são pessoas, nem sequer um ser vivo, por isso não deve ser comparado a pessoas (tratar assuntos diferentes de maneiras diferenetes), e as licenças de software proprietário retiram objectivamente liberdade é esse o seu objectivo.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 23:27 GMT (#62)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    De que forma e' que a existencia de software proprietario te tira alguma liberdade ? Os amantes da FSF e do Stallman ainda nao perceberam que faz parte da liberdade de qualquer comprar, vender, promover ou ate' mesmo dar de borla software proprietario. Estou a vender a minha propriedade intelectual -- e' um direito meu, tal e qual como tenho o direito de escrever um artigo, livro ou compor musica e poder resguardar os meus direitos de autor.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 23:58 GMT (#64)
    (Utilizador Info)

    A existência em si de software proprietário não me prejudica. A sua utilização por mim e por que inter-age comigo é que prejudica a minha liberdade e outros direitos. Já cheguei a reprovar na escola por não utilizar software proprietário em casa.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por higuita em 27-06-03 1:54 GMT (#78)
    (Utilizador Info)
    ora bem, a tua liberdade acaba onde comeca a minha... podes usar o software que quiseres que o pessoal nao quer saber...
    agora se fazes algo que nos impede de usar os nossos computadore como nos queremos entao ai temos um problema...
    sites feitos para o IE, se eu uso o mozilla eo site nao funciona, claro que sou contra o site e contra o IE por nao respeitar os padroes
    se fazes um documento todo giro em MS word e gravas em .doc, eu se quiser abrir o ficheiro tenho de ter o MS office ou confiar que o openoffice consiga abrir um formato propriatario

    qualquer software que tente fechar formatos ou padroes para ele proprio e' mau, independentemente de ser livre ou fechado
    o maior problema e' que se for livre, alguem acaba por corrigir ou o formato acaba por ser livre na mesma
    no software fechado, se nao usas o programa que "eles" querem, podes nao conseguir abrir

    ou seja, ignora-se o software fechado enquanto nao incomoda, se comeca a incomodar claro que se protesta...
    como a grande maioria das coisas usa software fechado, e' normal que quem queira usar as alternativas acabe por perder a paciencia com as invasoes da nossa liberdade que esses software impoem

    nao me interessa o que o stallman diz, cada um tem a sua opiniao, mas se o software fechado nao o tivesse ja' incomodado tanto, ele provavelmente nao seria tao radical
    ja' agora, nao te vejo a ficar tao revoltado com as tacticas "pseudo-facistas" de muitas grandes empresas de software e hardware para com o software livre... teorias que os outros sao o diabo incarnado aplicam-se a ambos os lados
    Higuita
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 16:43 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    "Escolher entre monopolios (as várias alternativas proprietárias), não é ser livre."

    Discordo desta linha: nem todos os monopólios são proprietários (o Apache tem o monopólio de webservers), nem todas as alternativas proprietárias são monopólios.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 20:12 GMT (#58)
    (Utilizador Info)

    Não confundas liderança de mercado, com um monopolio. A utilização de Apache não te impoem nenhuma outra decisão (outros softwares, plataformas, suporte, etc...).

    Todas as alternativas proprietárias são monopolios, seja de distribuição, de ou de algum nivél de suporte é por isso que se chamam proprietárias.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 22:23 GMT (#60)
    (Utilizador Info)
    Desculpa, mas desenvolvo software proprietário e não tenho o monopólio de absolutamente nada.
    (Livre!=Grátis && Proprietário!=Monopólio)


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:02 GMT (#66)
    (Utilizador Info)

    Tens um monopolio sobre o suporte a esse software ao nivél do codigo, ou a nivél da distribuição de codigo (com ou talvês sem alterações) e talvês de mais coisas. Podes não ter um monopolio em relação a esse tipo de software, mas tens um monopolio em relação a pelo menos alguns serviços relacionados com esse software.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 27-06-03 0:20 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    Então, segundo esse ponto de vista, também posso dizer que tens o monopólio de serviços relacionados com software se te recusares a dar suporte a software não livre, e como tal, obrigas qualquer pessoa que te tenha contratado um serviço de suporte a restringir-se a software livre.
    hmmm isto coloca questões interessantes na mesa.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:38 GMT (#73)
    (Utilizador Info)

    Bem. Um monopolio é em relação a algo e não à sua ausência. Ninguem te deve obrigar a querer prestar um serviço. Esta é uma das razões pela qual não gosto do software proprietário é que ninguem me garante que se o titular dos direitos de autor não me quisér dár suporte, que consigo ter esse suporte de qualquer outra forma.

    Mas não, não considero isso um monopolio, porque um monopolio para mim existe quando tenho que utilizar um prestador de serviços ou um fornecedor de um produto por não poder escolher outro (não tenho alternativa), porque simplesmente em relação a um tipo de produto mais ninguem pode-me prestar um serviço, ou porque mais ninguem distribui determinado tipo de produto.
    A inexistencia de um serviço não me está a impor um monopolio de prestação de serviços, simplesmente porque esse serviço não existe, e também não me está a impor um monopolio de uma venda de um produto, porque a prestação de um serviço não é a venda de um produto.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 23:33 GMT (#63)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Todas as alternativas proprietárias são monopolios, seja de distribuição, de ou de algum nivél de suporte é por isso que se chamam proprietárias.

    Es burro (e a razao e' porque com essas tuas palas pensas em software proprietario como exclusivamente a Microsoft) -- definicao de monopolio:

    Exclusive control by one group of the means of producing or selling a commodity or service: “Monopoly frequently... arises from government support or from collusive agreements among individuals” (Milton Friedman).

    O caso de monopolio ocorre quando a disponibilidade de um bem e' controlada por uma so' entidade. Se eu quiser comprar um compilador para o meu PC tenho diversas entidades dispostas a me o vender, muitas proprietarias, outras livres.

    Estas a ver a diferenca ? Ou a tua cabecinha esta' tao cheia de politiqueces a la ANSOL, FSF, what have you que nao consegues compreender algo tao simples como isto ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:07 GMT (#67)
    (Utilizador Info)

    Eu sou burro e tu um porco, por isso não te chegas ao pé de mim que cheiras mal, ou então aprende boas maneiras, porque senão vais ter sempre respostas destas, pelo menos da minha parte.

    Eu não penso em software proprietário como == m$. Disso podes ter a certeza. Quando digo que o software proprietário é sempre um monopolio, porque tenho uma visão de todos os negocios que se podem fazer em relação ao software. E como disse em outro post, podes não ter um monopolio em relação à distribuição de um tipo de software, mas tens decerteza um monopolio em relação à prestação de alguns serviços a um software especifico.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 27-06-03 0:18 GMT (#68)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Continuas teimosamente a bater na tecla errada -- a tua e a minha liberdade esta' em comprares o software proprietario que quiseres. Se nao gostar do servico prestado por uma empresa, compro software de outro fornecedor.

    Se comprares um portatil da HP, se este avariar vais 'a HP. Isto quer dizer que a HP tem o monopolio dos computadores portateis ?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 27-06-03 0:25 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    A HP tem o monopólio dos portáteis HP ;)
    Daí o mundo revoltar-se contra a HP porque o contacto da garantia devia dizer que o computador HP pode ser reparado em qualquer loja da esquina e ainda assim continuar válida... (a garantia)
    *sigh*


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:46 GMT (#75)
    (Utilizador Info)

    Uma garantia é um serviço que é prestado gratuitamente, desde que o dono respeite as condições. A garantia é um serviço em relação a um produto e não é um produto.


    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:44 GMT (#74)
    (Utilizador Info)

    Tu é que não percebeste o que eu disse.

    A minha liberdade só existe se puder escolher sem restrições o software que quisér, qualquer prestador de qualquer serviço em relação a esse software, pois só assim tenho a solução que me aptece

    Hardware não é software, não gosto de comparar batatas com azeitonas, porque batatas não são azeitonas.
    Nesse caso a HP não tem um monopolio de PC's portateis mas pode ter o monopolio de alguns serviços, ou mesmo à venda de alguns produtos em relação ao hardware desses computadores portateis.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por higuita em 27-06-03 2:44 GMT (#79)
    (Utilizador Info)
    nunca ha' um teimoso so'... 8)


    tens liberdade para escolher um producto e mudar se nao te agrada do servico...
    ora se por acaso ate' gostas do producto tens 2 hipoteses:
    ou continuas a usar o producto e perdes a liberdade de escolha no servico
    ou perdes a liberdade de usar o producto que gostas, tens de usar outro e nesse caso ganhas a liberdade de escolher outro servico (que mais uma vez no caso do software fechado, nao podes dissociar do producto)


    com software livre as duas coisas (producto e servico) nao estao ligadas obrigatoriamente
    podes ter um producto e andar a saltar de servico em servico ou ter um servico que gostas e andares sempre a mudar de producto


    o facto de ja' estares habituado a abrir mao de uma liberdade faz com que seja mais dificil perceberes esta historia, pois para ti, a liberdade total e' aparentemente algo absurdo e inutil
    isso nao quer dizer que o seja para todos...


    lembra-te tambem que na filosofia do software livre o ponto do vista do fabricante e' o que menos importa, o factor principal e' dar o maximo de liberdade ao cliente


    Higuita

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por fhc em 27-06-03 21:22 GMT (#82)
    (Utilizador Info)
    Ouve lá, mas tu desenvolves mesmo software comercial, ou passas o tempo no Gildot a defendê-lo?

    Eu desenvolvo software livre e não me aborreço com a existência de software proprietário, que uso. Mas os utilizadores do anti-vírus RAV (compredo pela nossa querida MS) têm as pernas cortadas, pois o anti-vírus foi descontinuado. Acho que é para isso, o pior mal do software proprietário, que a ANSOL nos vem advertir.

    Francisco Colaço

    Acabem com essa discussão, não vale a pena cindir mais a comunidade. Aprendam isto: quem quiser dominar, deixa os inimogos dividirem-se. Estamos entendidos?

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 28-06-03 0:03 GMT (#83)
    (Utilizador Info)

    Enganaste-te a colocar o post, ou isso é para mim?

    Se for para mim, não, não desenvolvo software proprietário (comercial todo ele é).

    A existência de software proprietário em si não me aborrece, o facto de eu ser prejudicado constantemente por outros o utilizarem é que me aborrece.

    A ANSOL adverte-nos contra os beneficios da utilização de licenças de Software Livre e dos maleficios da licenças de software proprietário em geral. O pior maleficio do software proprietário é tirar a liberdade seja ela qual for.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por racme em 27-06-03 3:15 GMT (#80)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    Discordo desta linha: nem todos os monopólios são proprietários (o Apache tem o monopólio de webservers), nem todas as alternativas proprietárias são monopólios.

    nao mistures conceitos, ou palavras que nao foram ditas.

    e se queres saber o que e' monopolio? monopolio sao os cerca de 20 posts do 70 que ja fizeste neste topico :)


    Make World; Not War;
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por MacLeod em 26-06-03 16:41 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Um exemplo: a constituição portuguesa também não permite que sejam criados partidos de extrema direita. Também podes usar o mesmo argumento e dizer que a constituição não é pela liberdade, pelo facto de que não te deixa tomar todas as escolhas possíveis.

    Não sou um defensor (e muito menos sócio) da ANSOL, mas o que está patente nos estatutos deles é coerente (e não fascisóide) com a visão DELES de que a existência de software proprietário é uma ameaça à liberdade dos utilizadores de software.

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por Gimp em 26-06-03 17:25 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Começo a pensar que o "cheerleader do closed-source" não é assim tão descabido...


    "No comments"

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por leitao em 26-06-03 18:03 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Comeco a pensar que "pseudo-fascizoide" tambem nao...


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por Gimp em 26-06-03 18:54 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Sei, qualquer dia ainda apareço encapuçado com um pinguim ou um gnu a arder na mão ihihihihi.


    "No comments"

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 14:23 GMT (#31)
    (Utilizador Info)

    Antes ser pseu-do-fascizoide do que ser como tu.

    A ANSOL destina-se a promover só o Software Livre e a informática livre, não se destina a ser algo que dá estatuto social a alguem, nem a promover a ser uma entidade a ser utilizada pelos departamentos de markting de empresas. Se as pessoas querem fazer parte da ANSOL tem que ser apenas por apoiarem o Software Livre e o mesmo se pode dizer em relação aos pretendentes a mecenas.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por Gimp em 26-06-03 17:22 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Em que te baseias para dizer que são os estatuos excluem as pessoas? Eu diria que são as pessoas que se auto-excluem sob qualquer form. É fixe ir a um MinhoCampusParty, mas dar ao pedal por aquilo em que se acredita é outra história, tipo: eu acredito, mas deixem os outros acreditar mais. Em vezs de ter mandado a piada ao quantic_oscilation, deverias ter dito que é uma questão de números e mentalidade. Os que cá ainda se esforçam são meia-dúzia de gatos-pingados. Nos países citados basta essa meia-dúzia multiplicados por 2,3,4...e fez a onda que provoca.


    "No comments"

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por higuita em 27-06-03 1:31 GMT (#77)
    (Utilizador Info)
    1º onde nos achas os estatutos sao "pseudo-fascizoides"?
    2º foram adicionados metodos de recusar socios para evitar "take overs" de empresas... quando foi fundada tinha cerca de 12 socios, uma MS arranjava facilmente 15 passava a controlar a associacao...
    parece-me bastante logico e ate' agora nao foi recusado ninguem, pelo contrario...
    a medida que os socios forem aumentando as opinioes de cada um vao ficando cada vez mais diluidas nos votos de todos, pelo que tambem nao ha' muito perigo de alguem um pequeno grupo controlar a ansol

    apesar de gostares de provocar ;) , muito provavelmente serias bem vindo na ANSOL tambem
    Higuita
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por racme em 26-06-03 11:43 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    Se sim, então continuo a achar que a responsabilidade é da ANSOL por não se fazerem acções de divulgação concretas junto do povo (leia-se CDs à borlix).

    ...agora e' a parte em que alguem espeta os estatutos da referida instituicao

    ANSOL é a "Associação Nacional para o Software Livre". É uma associação portuguesa sem fins lucrativos que tem como fim a divulgação, promoção, desenvolvimento, investigação e estudo da Informática Livre e das suas repercussões sociais, políticas, filosóficas, culturais, técnicas e científicas.

    Se a Ansol nao faz mais que o ACP e' tao simplesmente por culpa e pelo numero dos seus socios.
    Agora se queres que aconteca fazte socio, porque criticar e' facil.

    Eu nao sou socio. Sou contra a filosofia central que rege esta associaçao, e por essa mesma razao nunca iria, nem vou exigir nada. Mas quem tem de responder perante o seu POVO nao sao associacoes mas sim o Estado. O estado tem de ser o reponsavel o suficiente para mostrar que alternativas existem e que grandes reduçoes no encargo familiar e vantagens praticas podem ser obtidos se todos optarmos por uma solucao mais "open". Mentalizar por baixo para se atingir o topo, e' muito mais dificil, se as decissoes partirem do cimo da piramide ate atigirem a base, o POVO. E a sensibilização do Estado, nao tem de partir das "ruas" ie da divulgacao em revistas e que demais, qual o interesse em ter um Outdoor, espalhado pelos quatros cantos de uma carruagem da CP uma foto de um penguim e a inscricao "TUX is Alive!"

    A sensibilizacao do Estado tem de partir das escolas!


    Make World; Not War;
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Interessante)
    por [Cliff] em 26-06-03 13:06 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Acho que não fiz passar a mensagem que queria: se reclamam que as coisas cá em Portugal não são como lá fora, a culpa não é de quem manda (mande muito como o governo ou mande pouco ou nada como a ANSOL) mas sim da comunidade que é uma grande trampa!
    Não vou repetir o que já disse mas enquanto aqueles que criticam o que se passa em Portugal não ganharem tomates para passar à acção, não têm o minímo direito de criticar!
    Eu pessoalmente pouco conheço da ANSOL e também confesso que pouco me interesso pelas actividades ou os estatutos da dita.
    Entrei no mundo do software livre recentemente e o pouco tempo que tenho disponível ao fim do dia já o estou a tentar ocupar com algumas tarefas que sei que posso realizar.
    Não quero com isto dizer que sou melhor que o "fellow man" mas acho um bocado idiota que haja por aí gente que critica o pouco trabalho que se faz cá em Portugal quando há gente que disponibiliza o tempo livre para fazer qualquer coisa em prol dos outros e esses outros reclamam a dizer que não está bem.
    Sempre ouvi dizer que não se deve cuspir na sopa que nos dão a comer, mas cá em Portugal é muito "talk the talk" mas "walk the walk" tenho visto muito poucos.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 13:12 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Ia continuar mas esqueci-me de comentar este teu ponto de vista:

    "Mas quem tem de responder perante o seu POVO nao sao associacoes mas sim o Estado. O estado tem de ser o reponsavel o suficiente para mostrar que alternativas existem e que grandes reduçoes no encargo familiar e vantagens praticas podem ser obtidos se todos optarmos por uma solucao mais "open"."

    Que o estado deva dar o exemplo ainda compreendo já que no fim de contas eles estão a usar o dinheiro que desconto em licenças de software proprietário quando eu próprio não o uso em casa, agora não acho que o estado deva ter a atitude paternalista de publicitar/recomendar isto ou aquilo.

    A meu ver o estado tem de funcionar +/- como uma empresa privada da qual todos nós somos accionistas isto é, nós é que devemos dar uma opinião e apresentar caminhos alternativos e não ficarmos nós, accionistas, à espera que a empresa se desenvencilhe por si só para depois dizer que "olha, afinal aquele caminho era mau ò borrego!".


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por ncs em 26-06-03 14:10 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Partilho das mesmas opiniões: falamos muito mas fazemos pouco, não devemos ficar à espera que o pai nos faça o que nós podemos fazer, o estado só é bom quando é preciso fazer o que nós achamos que ele deve fazer, as empresas criticam os serviços do estado mas estão sempre a querer vender-lhe coisas, etc - só que não sei se "são para serem levadas em consideração"! ;-).

    No entanto, para que é que queres gastar dinheiro do teu bolso nesse projecto de divulgação.
    O que pretendias "ganhar" com isso? Ou seja convém que esse investimento tenha um um objectivo claro de retorno (pelo que eu li não me apercebi de qual era)
    Cumps,
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 14:51 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    "No entanto, para que é que queres gastar dinheiro do teu bolso nesse projecto de divulgação. O que pretendias "ganhar" com isso? Ou seja convém que esse investimento tenha um um objectivo claro de retorno (pelo que eu li não me apercebi de qual era)"

    Tal como se calhar dás 1000 paus ao gajo da Abraço que te está a vender um pin na rua, eu tb dou 1000 paus para distribuirem software (neste caso o OpenOffice.org) que eu sei que é bom, sem esperar absolutamente nada em troca.
    Apenas estou a apoiar monetáriamente a causa de uma associação.
    Mas atenção, é para distribuir GRATUITAMENTE o cdzinho c/ o OpenOffice.org e a papelada acompanhante.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re: Compreendo mas... (Pontos:1)
    por ncs em 26-06-03 15:15 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Lá vamos nós deliberar... mas não seria melhor dar essa contribuição para os projectos de Software Livre, nomeadamente o OpenOffice para que estes continuem a funcionar e a melhorar, do que estar a dar dinheiro para um esforço de promoção que pode não dar resultados ?
    Cumps,
    Re: Compreendo mas... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 15:29 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    O OpenOffice.org lá há-de ter os seus patrocínios.
    Neste caso concreto - desde o post do artigo - que estamos a falar daquilo que não se faz em portugal!
    Se as aplicações de Software Livre não são implementadas em Portugal, é porque não há promoção visível das mesmas, e se não há promoção visível é porque não há verbas para a promoção, então uma coisa leva a outra e é só abrir os cordões à bolsa.



    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por [Cliff] em 26-06-03 14:59 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Lembrei-me agora de um episódio que talvez ilustre aquilo que eu sinto pela comunidade Linux em Portugal, e acho uma boa analogia :) :

    há muitos muitos anos atrás, os Monty Python fizeram um filme que se chama "A vida de Brian" em Português ("The life of Brian").
    Nesse filme, a ocupação romana (MS) é representada no auge da ocupação da Palestina. Existem N facções para a Libertação da Palestina (que podem representar os que preferem o software livre, o meio livre, o pouco livre, distros de linux etc etc etc).
    Aquando da crucifixão de Brian, aparece uma moça a pedir que urgentemente eles façam alguma coisa, e umas dessas facções em vez de agir diz algo como: "bom, vamos deliberar sobre o assunto!" (tal como qualquer assunto importante representado no filme foi deliberado :) ).

    Analogia imediata: chega de deliberações (e muito falatório) e passem às acções.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por nbk em 26-06-03 10:56 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.mrnbk.com/
    Boas.

    "NMO software livre a ser distribuido, gratuitamente, deve ser feito por uma de duas entidades nacionais: ou o governo ou a ANSOL."

    Imagina que tens um negócio de fruta. Vendes e ganhas dinheiro. Existe um grupo de pessoas que acha que a fruta deve ser distribuida gratuitamente. Ora, o governo dar a essas pessoas dinheiro para distribuir fruta gratuitamente não me parece que seja *interessante*.... para ti!

    @499, Nbk

    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 11:35 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Se conseguires garantir que a tua fruta vendida é melhor que a fruta livre, estás safo :)
    Eu ficaria bastante preocupado se as aplicações que desenvolvo aqui na empresa tivessem concorrência no software livre.
    Mais ainda fico quando dizem que software proprietário (independentemente da real qualidade do software) é todo mau, porque sei que as coisas não são bem assim. Não é branco ou preto, há muitos tons de cinzento.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:2, Interessante)
    por 4Gr em 26-06-03 12:46 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Não podemos ser extremistas e dizer que todo o software proprietário é mau! Muito errado. Por exemplo, o Adobe Photoshop é provavelmente o melhor software de edição de imagem e é closed-source. Na verdade, é-me indiferente se vejo o source code do Photoshop ou não: ele é bom, não crasha, tem muitas potencialidades.. o limite é mesmo a nossa imaginação!

    Alternativas open source existem (Gimp), mas comparar o Gimp (para além das tarefas rudimentares, que pressupõe layers, camadas, sampling, filtros, etc) ao Photoshop é quase crime!

    Também existe outro software proprietário que é bom.. ou então software proprietário que ainda não existe como livre!

    Quando eu aconselho software livre em detrimento do proprietário é no caso muito específico da Microsoft. Recomendo Linux como uma boa escolha, da mesma forma que o recomendaria se ele fosse closed-source.

    Fundamentalismos? Nãa, gosto do equilíbrio :-)
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por [ Ent ] em 26-06-03 13:13 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Depreendo então que achas que tudo na M$ é mau ?
    Diria só para te rebater que tem o melhor "Office Suite" do mercado.
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 13:19 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    E as melhores ideias para a usabilidade de aplicações que deve estar predefinidas numa aplicação.
    Peca pelo facto de não ser trivial alterar essas configurações da GUI. Deixo o exemplo de que o menú para lançar aplicações tem o texto "Start" ou "Iniciar" em português... O Gnome e o KDE têm um icone.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por racme em 26-06-03 13:50 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    E as melhores ideias para a usabilidade de aplicações que deve estar predefinidas numa aplicação.

    meu amigo fica entao a saber que o diverso material que existe por ai para proceder a essa mesma simples alteracao esta a infrigir a EULA da Microsoft.




    Make World; Not War;
    Re:Critica dura... (Pontos:3, Interessante)
    por jazzy em 26-06-03 15:15 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Concerteza que não incluis no conjunto das melhores ideias para a usabilidade de aplicações os clips, cãezinhos, einsteins, etc. (aka office assistents) do Office. Já agora, a ideia dos menus que se escondem também são outra enormidade.

    Como é lógico, isto é apenas a minha preferência pessoal. Agora, parece-me um facto que o Office pouco evoluiu desde os tempos do Word 6 (ainda se lembram dele?), principalmente em termos de funcionalidades. Agora, as novas versões levam cada vez mais com jardinagem em cima e pouco (ou nenhum) added value real.


    Jazzy
    Re:Critica dura... (Pontos:0, Redundante)
    por being em 26-06-03 13:20 GMT (#24)
    (Utilizador Info)

    Eu também sou da opiniao que nem tudo que "closed source" é mau.

    E sinceramente, aqueles extremistas que so veem gnu/linux a frente irritam-me. Temos de ser racionais, nem oito nem oitenta. Nao me digam que tudo na microsoft é mau nem que tudo no gnu/linux é "amazing".

    Sem mais.

    Be different, think for yourself
    Be different, think for yourself.

    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por 4Gr em 26-06-03 14:59 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Não, nem tudo o que é microsoft é mau. Mas o Windows é um bom exemplo disso. O .NET é um bom exemplo de algo bem feito, assim como o Office ou mesmo os jogos!

    P.S. - ao fim da décima versão, mau era se o office não fosse bom..
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 16:24 GMT (#43)
    (Utilizador Info)

    Se conseguires garantir que a tua fruta vendida é melhor que a fruta livre, estás safo :).
    GRATUITO != LIVRE

    O problema do software proprietário não é a qualidade do seu codigo é o seu licenciamento.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 16:41 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    A fruta é GPL, podes fazer o que quiseres dela mas nunca deixa de ser fruta.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 26-06-03 20:25 GMT (#59)
    (Utilizador Info)

    Distribuis licenças de software??? Eu diria que isso não é muito inteligente. Distribuir software deve ser mais lucrativo.


    Re:Critica dura... (Pontos:2)
    por [Cliff] em 26-06-03 22:28 GMT (#61)
    (Utilizador Info)
    Corrige-me se estiver errado: a RedHat por ex. vende suporte que a meu ver não é mais que uma licença de software. Ok, é muito software e o código está todo disponível para eu fazer o que quiser dele quando tiver insónias :), mas se eu não comprar uma Licença do RedHat não tenho suporte.
    Não é assim que eles fazem dinheiro?


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Critica dura... (Pontos:1)
    por Init em 27-06-03 0:27 GMT (#72)
    (Utilizador Info)

    Uma licença de software não é um contracto de prestação de serviços. Não confundas.
    Nota bem que o que em relação à RH existem vários modelos diferentes. Existem os pacotes que são distribuidos com licenças proprietárias, e que não são gratuitos e não faço ideia se o seu suporte é ou não gratuito, mas suspeito que não. E existe o serviço de suporte da Red Hat Network, que é prestado qualificado em relação ao numero de maquinas a que se destina, ou seja, as pessoas estão a fazer é pagar pelo serviço e não pelo software também não pela licença, pois eles podem obter esse software e uma licença gratuitamente, eles estão objectivamente a pagar por um serviço e é normal que o preço de um serviço escale de acordo com o valor que serviço traz, quer em quantidade quer em qualidade.


    huh k engraçado (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 30-06-03 9:11 GMT (#84)
    (Utilizador Info)
    Se o parlamento europeu votar nas novas regras de patentes. Este software também poderá tornar-se ilegal.
    Para mais noticias sobre o assunto -> slashdot.org
    porque é que este assunto não foi dicutido quando a votação foi hoje.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]