gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Tecnologias Internet "da próxima geração"
Contribuído por jmce em 15-06-03 18:23
do departamento tê-cê-pê-tê-vê
Internet elefedefe escreve "Segundo esta noticia do tek.sapo em breve poderemos fazer o download de um filme em apenas 5 segundos ou aceder a conteúdos vídeo de qualidade televisiva em tempo real. A grande vantagem deste sistema parece ser a não necessidade de substituição dos equipamentos activos da infra-estrutura Internet actual. "

Stallman ao Tek.Sapo | Ainda o .pt Game Coders  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • noticia do tek.sapo
  • Mais acerca Internet
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    :-) (Pontos:1)
    por 4Gr em 15-06-03 18:34 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Isto é o orgasmo dos leechers...!
    Re::-) (Pontos:3, Esclarecedor)
    por [Cliff] em 15-06-03 19:11 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Leechers para aqui, leechers para ali... sempre que se fala em largura de banda ou acessos à internet vem à baila a conversa dos leechers. Já chateia. O vosso pensamento imediato devia ser o proveito que vocês podem tirar deste tipo de tecnologias como, lá está, a videoconferência com uma qualidade brutal e em tempo real.
    Tentem só imaginar até que ponto é que esta tecnologia irá revolucionar as comunicações por (video-)telefone e quiçá até a sua aplicação em dispositivos móveis.
    Mais, a sua aplicação em conteúdos pagos! Se queres fazer o download de um filme (comprar o dito) então não demorará muito para o teres disponível no teu computador. O mesmo se aplica em CD's de música, etc etc etc.
    Por isso é que o país não anda, em vez de pensarem nas possibilidades, a mente vai logo para o mal que os outros fazem...
    Mentes mesquinhas...


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re::-) (Pontos:3, Engraçado)
    por Branc0 em 15-06-03 19:15 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Isso é tudo verdade, mas... pensa nos leechers!!!!

    Kidding :)


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    Re::-) (Pontos:1)
    por 4Gr em 15-06-03 19:25 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Eu... estava... a.. brincar!Um pouco de humor num dia feito nada bom cá para estes lados..

    Tudo o que tu disseste está certo.. mas esqueceste-te de falar dos leechers! ;)
    Re::-) (Pontos:2)
    por [Cliff] em 15-06-03 19:40 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    LOL desisto eh eh eh


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re::-) (Pontos:2)
    por DomusOnline em 15-06-03 19:50 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Brincadeiras à parte:

    A mim parece-me mais revelador de mesquinhês o facto de haver muito mais threads a discutir (falta de) largura de banda que a existência de ou a produção de conteúdos.

    Cumprimentos.
    Re::-) (Pontos:1)
    por Tuaregue em 15-06-03 20:22 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Também podes pensar na ajuda que esta tecnologia pode vir a dar para a tele-medicina.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Re::-) (Pontos:2)
    por BlueNote em 15-06-03 21:24 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    sim, sim... assim em vez de ir às 5 da manhã para a fila nos centros de saúde ou estarem nos hospitais 4 horas para serem vistas por um médico que entretanto está à conversa no bar, as pessoas podem ficar em casa a ver no monitor a versão vídeo, a cores e animada do "out-of-office" dos senhores doutores!!
    Re::-) (Pontos:2, Esclarecedor)
    por HiTek DeVil em 15-06-03 22:07 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Deves ter alguma coisa contra os médicos... se eu te disser que os que pelos hospitais andam, muitas vezes já estão com 8 horas de consultas em cima, com 30 minutos de intervalo para mastigar alguma coisa, e depois mais 8 horas de urgencia em cima (quando não é mais), vou mesmo dizer, com toda a minha hipocrisia de ter o cu sentado e quentinho na cadeira "bah, inves de ir esperar pelo médico às 5 da manhã e ele no café"... eu já disse à minha mãe: deixe de fazer horas extras de consulta (que faz porque os "doentes" são muitos, e os médicos poucos) e que comece a recusar a fazer "banco", porque já tem idade para recusar a fazer urgencias... pena que os médicos não façam todos isso, porque aí pessoas como tu tinham mesmo razão para se queixar, invés de mandar bitaites da boca para fora, quando estão sentadinhos e quietinhos no bem bom da casa, mas que são bem capazes de ter uma dor de cabeça, e pegam logo nos familiares em romaria para as urgencias dos hospitais a atafulhar aquilo ainda mais, e a reclamarem por, depois da triagem, o terem posto durante 5 horas à espera de ser atendido...

    HiTek DeVil
    Re::-) (Pontos:3, Esclarecedor)
    por jazzy em 16-06-03 11:40 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Quer me parecer que a tua mãe está a pagar pelos colegas que tem...
    Estou-me a referir aqueles médicos que chegam ao hospital às 10:00 e às 14:30 já estão no seu consultório/clínica a facturar.

    Como em todas as profissões, também há os bons e os maus médicos. Um outro exemplo: aqui no Gildot, a malta farta-se de "bater" nos funcionários públicos. É verdade que a maior parte deles trabalha em descanso, mas também os há competentes e que suam a camisola.


    Jazzy
    Re::-) (Pontos:2)
    por ^magico^ em 16-06-03 12:09 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    A qui está uma artigo interessante sobre a generalização, que de certa forma explica o porquê de "bater" em determinados grupos.

    Se devemos ser analisados individualmente, a verdade é que a generalização é algo já remoto, e todos nós temos responsabilidade de melhorar o grupo onde estamos inseridos; quer ele seja a nossa família, o nosso grupo de amigos, o nosso grupo de trabalho, a nossa cidade, a nossa sociedade.

    Eu faço parte dessa malta que "farta-se de bater nos funcionários públicos" e não é por acaso.
    A minha namorada é funcionária pública, mais precisamente auxiliar de acção educativa numa escola, e felizmente é uma das que efectivamente trabalha. No entanto não é por isso que eu vou deixar de generalizar algo que efectivamente é... geral.
    Vocês não imaginam a sorte que eu tive, pois existem histórias mirabolantes que se passam num local de trabalho público e que infelizmente não saem para o público.

    Quando tiver um tempito livre, hei-de recolher todas essas histórias (que infelizmente não se passam apenas num local) e escrevo um livro.

    Nunca pretendi atingir as pessoas trabalhadoras, mas quando um funcionário público tem vergonha de dizer que é funcionário público, penso que mais danificado o sector não fica!

    Relativamente à classe médica, só posso dizer que é outra área em que há exemplos regulares de disfunção laboral e justiça social inexistente. Pode-se começar pelas horas de trabalho e cumprimento de obrigações, passar pela qualidade de serviço prestado até chegar às declarações de rendimentos (vulgo IRS).
    Re::-) (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 16-06-03 12:44 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Generaliza, e um dia que necessites de ir a um hospital, pode ser que apanhes um médico super stressado, com horas de trabalho a mais em cima, e tenhas o azar de algo correr mal... Ser médico não é própriamente como ser paquete nos Hoteis, em que se o paquete der com as tuas malas contra uma parede, o máximo que acontece, é estragar um pouco a mala... e em relação à declaração de IRS... muitas bocas oiço a dizer que as pessoas pagam os salários dos médicos.... os médicos quase que pagam os salários a eles próprios, a minha mãe desconta 40% do salário... Tu achas por bem generalizar, não vejo porquê... estando a deitar-se abaixo um grupo de pessoas só porque uma ou duas não cumprem as suas funções, é absurdo... mas muito normal no Português... não sabem fazer melhor (ou nem tentam) então resmunga-se, diz-se mal, mas mexer a "peidola" é que está quieto... é mais fácil criticar, não custa nada.. pode-se fazê-lo no conforto de um sofá ou cadeira, e nem se é preciso conhecer correctamente a situação... e se se leva um processo de difamação em cima, basta pedir desculpa e pronto, ou então dizer que se tem direito à opinião (nem tendo respeito pelo direito ao bom nome, da parte das pessoas visadas).


    HiTek DeVil
    Re::-) (Pontos:2)
    por ^magico^ em 16-06-03 14:46 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Generaliza, e um dia que necessites de ir a um hospital, pode ser que apanhes um médico super stressado, com horas de trabalho a mais em cima, e tenhas o azar de algo correr mal...

    Não percebi o que é que o facto de generalizar tem a ver com o stress do médico. Se bem me lembro, eu não referi se os médicos trabalham pouco ou muito.
    Posso talvez generalizar que os médicos trabalham demasiadas horas... para compensar aqueles que estão no bar a beber café e a ver televisão.

    Ser médico não é própriamente como ser paquete nos Hoteis, em que se o paquete der com as tuas malas contra uma parede, o máximo que acontece, é estragar um pouco a mala...

    Alguém disse o contrário? Mas que em muitos hospitais os doentes são tratados como malas, são!

    e em relação à declaração de IRS... muitas bocas oiço a dizer que as pessoas pagam os salários dos médicos.... os médicos quase que pagam os salários a eles próprios, a minha mãe desconta 40% do salário...

    Eu também desconto pró IRS e não é tão pouco como isso. E não vou fugir ao IRS só porque acho que ganho pouco, ou que o estado me está a roubar. O Estado até pode estar efectivamente a roubar-me, mas se toda a gente pensar assim... não sei onde vamos parar.

    Tu achas por bem generalizar, não vejo porquê... estando a deitar-se abaixo um grupo de pessoas só porque uma ou duas não cumprem as suas funções, é absurdo...

    Acreditas mesmo que é só uma ou duas?!

    não sabem fazer melhor (ou nem tentam) então resmunga-se, diz-se mal, mas mexer a "peidola" é que está quieto... é mais fácil criticar, não custa nada..

    Pode ser típico, mas não é o meu caso. Como já disse anteriormente, faço tudo aquilo para o qual tenho poder. E olha, que não sou do género de pessoa de criticar, e depois ser hipócrita e usar aquilo que critico.

    Se tiveres interessado posso dar-te vários exemplos daquilo que não concordo e para os quais arranjei alternativas por não concordar.

    pode-se fazê-lo no conforto de um sofá ou cadeira, e nem se é preciso conhecer correctamente a situação...

    Se te parece que tens conhecimento de causa, estás no teu direito de explicar a situação.

    e se se leva um processo de difamação em cima, basta pedir desculpa e pronto

    Não me parece que na lei, um pedido de desculpas retire a culpabilidade do arguido e que este fique impune.

    ou então dizer que se tem direito à opinião (nem tendo respeito pelo direito ao bom nome, da parte das pessoas visadas).

    Só é válido para acusações a pessoas especificas, coisa que não é o caso. Respeito bastante todas as pessoas que são responsáveis, isentas e válidas no seu trabalho. E se existe uma possível percentagem de pessoas que não cumprem com os seus deveres de cidadãos e profissionais de qualidade, só estaria a fechar os olhos para algo que está errado.

    E aí sim, fechando os olhos a este problema, mais probabilidades teria de "fechar os olhos" na cama, ou mais habitualmente na entrada, de um hospital.

    Re::-) (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 17-06-03 2:05 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Eu sei que não são só um ou dois médicos... mas estava a mostrar-te o rídiculo de generalizar as coisas... falar na classe médica como uma corja de pessoas que não fazem nenhum, quando essa mesma corja está a suportar um sistema de saúde com 50% dos médicos que deveria ter, é dose... lá porque uns fazem, não quer dizer que a classe toda seja assim... e generalizar, só mostra ingratidão pelas pessoas que contribuem para o bem estar de uma sociedade... depois admirem-se que sejam cada vez pior tratados, como animais que muitos são, que entram numa urgência de um hospital, com um filho com uma febrezinha pelo dentinho estar a nascer, o médico na sala de triagem ter explicado a situação, a dizer que não era nada, mas que podia mesmo assim marcar uma consulta de urgência com o médico pediatra de serviço, e ao fim de 15 minutos, o fdp do pai dessa criança entra feito cavalo bravo sem rédeas pela sala de urgências pediátricas a dentro, a interrompe um médico que estava com uma criança de 5 anos com um dedo todo trocidado, e o pai do outro ali aos gritos.... acabou por ser arrastado pela polícia dali para fora, depois de ter posto todos com os nervos em franja... e estes são os anormais que temos como conterrâneos...

    A razão pelo que digo que é mau generalizar, pode ser traduzido pelo dito popular: "o justo paga pelo pecador"... e depois admiram-se de serem tratados cada vez mais como "carne" no talho... admiram-se disso depois de tratarem uma classe trabalhadora como a dos médicos como muitas vezes tratam... Tive possibilidade de seguir medicina, e não segui... um dia na conversa com a minha mãe, ela acabou por me perguntar porque raio eu tinha tanta curiosidade sobre a classe, mas não tinha seguido medicina, respondi: "para tratar pessoas ingratas e hipócritas, não obrigado... acabava por me saltar a tampa rápido demais, e iria arrepender-me um dia de alguma coisa que acabaria por dizer, ou teria um esgotamento nervoso por não o dizer"...

    HiTek DeVil
    Re::-) (Pontos:2)
    por Lowgitek em 16-06-03 19:42 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://www.youthinkwedo.com

    Essa agora é boa a culpa do stress dos médicos é pagar o IRS!
    Eu ainda moro em portugal e sou tambem extramamente "chulado" pelo o estado e adivinha.... não sou médico.

    Em relação a duas ou três pessoas... bem devo andar a contar mau de certeza, com um pouco mais desse discurso começava a ficar também com pena dos gajos do futebol.... e já agora dos políticos já que esta em moda agora tb.

    Em realação ao direito de opnião, devo apenas te dizer que uma coisa é abusar da liberdade que é dada de opniar e outra e de expressar as suas livres ideias sobree qualquer assunto. Quando alguns dizem a classe dos médicos assim como muitas outras classes neste pais, são uma classe priveligiada em muitos motivos e ja não estamos a falar so da remuneração, em relação aquilo que fazem, estamos certamente a generalizar.
    A mesma ideia tem muitos "patrões" que dizem de a culpa de a empresa não estar a ser produtiva e dos empregados , esquece-se e de dizer que o apoio a formação e ao incentivo ao trabalhador é zero ou nulo na maior parte das vezes e que o indice salarial do português médio pode se chamar mediocre com muita facilidade.

    E sim tenho um problema com a classe dos médicos, dos advogados e porque não dos políticos.

    Re::-) (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 17-06-03 1:43 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Primeiro, a ti, nem respondo, se leres o que o ^Magico^ escreveu, e que me levou a responder, ele escreveu: "Relativamente à classe médica, só posso dizer que é outra área em que há exemplos regulares de disfunção laboral e justiça social inexistente. Pode-se começar pelas horas de trabalho e cumprimento de obrigações, passar pela qualidade de serviço prestado até chegar às declarações de rendimentos (vulgo IRS)."
    Lá que só leias os meus posts sem ler o que está acima escrito (que foi o que motivou a responder), é contigo, flame por flame ao menos escrevias algo de jeito, e lias tudo e não mandavas bitaites para o ar.
    HiTek DeVil
    Re::-) (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 16-06-03 12:35 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Mas esses médicos são médicos não estão vinculados exclusivamente à função pública, mas que são obrigados a fazer x horas para a função pública... porque um dia em que os médicos comecem a recusar fazer mais horas para além das normais horas do horário laboral deles, vai ser o bom e o bonito... Para te dar um exemplo, não se pode fazer mais que x horas seguidas de urgências (aka "banco"), e para "contornar" essa (i)legalidade, puseram a minha mãe a fazer x horas de "consultas" de urgência, e depois mais y horas de "banco"... que muda o nome, mas faz exactamente o mesmo... (e digo a minha mãe, mas nesta situação estão quase todos os colegas dela).

    HiTek DeVil
    Re::-) (Pontos:2)
    por Lowgitek em 16-06-03 19:32 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.youthinkwedo.com
    E se eu te disser que um gajo que ganha 2000 cts limpos (pelo menos os que são apresentados ao fisco) e que lá vai aparecendo de vez enquandoi para dar consultas de medicina do trabalho, que as suas consultas são uma miséria e que o mesmo Sr. doutor não é caso único e ainda por cima dá se no direito de entrar em greve.... e sem contar com os presentes dados por companias que "andam metidas nos químicos" e que lhes oferecem grandes e boas prendes ao custo daquilo que nôs já sabemos ou que suspeitamos....

    Sim depois de pensar nisso tudo ... ACHO que tenho um certo problema com a classe dos médicos.
    Re::-) (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 20-06-03 1:29 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Pois.... está provada a minha teoria que não se deve generalizar.... o médica que estás a falar, de certeza que não trabalha exclusiva para a função pública... de certeza que tem um "consultóriozito" onde ganha esses 2000 contos limpos... porque na função pública não ganhas isso de certeza... e começou-se a falar nas filas de espera das 5 da manhã... e acabou-se a falar em médicos que fazem consultas no privado...

    HiTek DeVil
    Nao é bem assim pah! (Pontos:0)
    por Pensador em 16-06-03 22:47 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Falas assim como se um banco fosse grande sacrificio...
    Os bancos são muito bem pagos num fim de semana chegas a ganhar 200 contos por um banco (claro que descontas e bem) e durante a semana 100 contos.. (anda por esta ordem..)
    Se a tua mãe não quer fazer bancos não os faça.. o que não faltam são médicos a quererem fazer bancos.. agora se a tua mãe faz umas noites por fora.. isso ai é outra história.. secalhar até ganha mais! lol
    :P kidding
    Re:Nao é bem assim pah! (Pontos:1)
    por Tuaregue em 17-06-03 16:13 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Tu nao sabes o que estas a dizer pois não????
    Pelo menos fiquei com essa impressão, dizes que os bancos são bem pagos pois são mas por acaso sabes qual é o desgate fisico e mental, de quem faz um banco??
    Sabes quais são as condiçoes de quem faz um banco??
    Sabes quantas pessoas atendem em média os médicos que fazem banco, e muitas delas sem necessidade de irem á urgencia (não estou a falar de hospitais de lisboa e porto)??
    Quando souberes manda a resposta aqui para o forum.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    Por acaso sei. (Pontos:0)
    por Pensador em 17-06-03 16:51 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Na minha familia a 8 médicos (familia directa, primeiros direitos, mãe irmãs, primas\primos e tias) Sei muito bem do que falo.. e nem sempre é assim tão desgastante..

    Alias é menos desgastante do que sair a noite para uma discoteca.. e as discotecas estão sempre cheias..
    Re:Por acaso sei. (Pontos:1)
    por Tuaregue em 17-06-03 21:10 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Entao os teus familiares estão com sorte. Porque também pessoal na familia são médicos e enfermeiros, e bem vejo como eles muitas vezes chegam a casa depois de fazer o banco.

    ------------------------------------------------------------
    Todas as coisas mudam, e nós mudamos com elas.

    mal prosso esperar por .... (Pontos:2)
    por m3thos em 15-06-03 19:29 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~mmsf
    ..Por ter suporte para FTCP em IPv4 e IPv6 em:

    o Linux (e outros UNIX flavours)
    o ftp servers/clients
    o web servers/clients
    o aplicacoes p2p

    ahh... e sim!.. tambem quero mail servers com ftcp, afinal de contas.. com tanto spam.. sao bem capazes de consumir muita largura de banda por essa internet fora!
    :D


    Miguel F. M. de Sousa Filipe
    handle: m3thos
    More Human than Human.

    DUH! (Pontos:2)
    por CrLf em 15-06-03 20:37 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Excelente, com este Fast TCP vou conseguir sacar a 50Mbps pela minha linha ADSL de 512Kbps... ou melhor ainda, vamos todos poder transformar o dialup de 56Kbps em banda-larga...
    Esta notícia já era idiota quando saíu no slashdot e ainda é idiota, o que os tipos fizeram foi retirar alguma da robustez ao TCP assumindo linhas com poucos erros e perda de pacotes nada mais. Isto não vai multiplicar a velocidade das linhas... uma linha de 1Mbps vai continuar a ser de 1Mbps...

    -- Carlos Rodrigues
    Re:DUH! (Pontos:3, Engraçado)
    por humpback em 15-06-03 20:43 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Mas vai ser um 1Mbps mais bem esprimidinho... :)


    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:DUH! (Pontos:2)
    por CrLf em 15-06-03 20:57 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Depende. Na minha linha de 512Kbps os downloads andam quase sempre nos 52/53KBps o que é bastante próximo do limite teórico da linha (~54KBps*) se somarmos a isto o overhead do protocolo IP vemos uma eficiência de quase 100%. Em linhas de grande velocidade um pequeno aumento de desempenho do protocolo pode significar um grande aumento de velocidade mas não esquecer que o comportamento do TCP faz com que este seja um protocolo sociável em caso de congestionamento (mais na prevenção de saturação). Se o protocolo Fast TCP se comportar mais como o UDP então as probabilidades de haver congestionamento vão aumentar e aí perdem todos porque uma linha saturada != uma linha com 100% de utilização. A moral da história é que por este artigo fica-se a pensar que o TCP tem demasiado overhead, quando tal não é verdade, em condições ideiais é eficiente. Os outros mecanismos estão lá para quando for necessário e não pesam, deixem mas é estar o TCP que está bem.

    * Para os que estejam a pensar que me enganei e que são 64Kbps, não, não me enganei, o ADSL funciona sobre ATM que implica um overhead de ~15%

    -- Carlos Rodrigues
    Re:DUH! (Pontos:1)
    por cmfrm em 15-06-03 22:00 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Não sei como é na tua linha, ou quanto ao limite teórico. Eu tenho Netcabo, e nas horas a que quero puxar coisas grandes dá-me 80/82K/s de média (em files grandes), geralmente entre as 6 e 9 da manhã. Pelas minhas contas, pensei que esse fosse o meu limite teorico. Netcabo: 640*1024=655360bits/segundo a dividir por 8bits= 81,290bytes/segundo = 80Kbytes/s.
    br> Se fosse ADSL seriam 64K/s, ou seja, se o que dizes é verdade, e como tb me parece a avaliar pelo que tenho lá na empresa, temos uma velocidade na ADSL forçada para baixo, muito, pelas taxas de contenção. Já agora, alguem me consegue explicar os pormenores de como estas taxas são implementadas ?
    Re:DUH! (Pontos:2)
    por CrLf em 16-06-03 0:10 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Netcabo: 640*1024=655360bits/segundo a dividir por 8bits= 81,290bytes/segundo = 80Kbytes/s.

    Por acaso é 640*1000 porque os múltiplos de bits são potências de 10. Isto dá um limite de 80KBps, é curioso que consigas 82... será que esses 82 não acontecem durante intervalos curtos? É que o que interessa é o valor amortizado porque não sei bem como o tráfego é limitado na netcabo, talvez admita busts não sei. Eu sei que de vez em quando também me aparecem valores acima dos 54 mas associo isso a tráfego acumulado por momentos na minha firewall e depois atirado de uma vez.

    Já agora, alguem me consegue explicar os pormenores de como estas taxas são implementadas ?

    Bem, eu não faço a mínima ideia mas acredito que as taxas reais sejam actualmente várias vezes superiores (para o lado que favorece o cliente) porque as taxas anunciadas são perfeitamente obscenas e caso fossem levadas à letra raramente se conseguiriam taxas de transferência superiores a metade do máximo (e isto sendo optimista). O que me parece é que a PT aloca mais banda para o serviço ADSL do que aquela a que se compromete pelas taxas de contenção. Acredito que as taxas anunciadas sejam mais uma espécie de precaução para alturas em que haja problemas e uma forma de desmotivar os operadores de implementarem "serviços" tipo voz sobre IP como fez o clix. IMHO.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:DUH! (Pontos:1)
    por deathontwolegs em 16-06-03 11:02 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.ilumination.web.pt/
    Por acaso é 640*1000 porque os múltiplos de bits são potências de 10.

    vamos fazer contas:
    um byte são 8 bits, certo?
    ou seja 2^3 bits ??
    então se tens algo em bits e queres passar para bytes usas potencia de base 2, certo???
    ora, 1000 não é obtivel por nenhuma potencia de base 2 (excepto: 2^x , x not integer), certo???
    como é de fácil verificação a potencia de base 2 mais próxima de 1000 é: 2^10 = 1024..

    Agora explica lá essa dos multiplos de bits serem de base 10 que eu não percebi!!!

    My soul is painted like the wings of butterflies
    Fairy tales of yesterday will grow but never die
    I can fly - my friends

    Re:DUH! (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Eraser em 16-06-03 13:47 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Boas.

    Este assunto não começou comigo mas vou tentar explicar:

    "O múltiplos de bit são potências de base 10"
    Na verdade isso significa que 1 Kbit equivale a 10³ bits = 1000 bits e que 1Mbit = 10³ Kbits = 1000 Kbits = 1000000 bits. Os saltos quantitativos da unidade base para o kilo e do kilo para o mega são feitos em potência de base 10 (10³). Este é o signifacado atribuido a este prefixos: kilo significa mil vezes a unidade e mega significa um milhão de vezes a unidade. Esta é a utilização normal desse prefixos quando utilizados com unidades mais antigas: metro, grama, etc.

    No caso do byte é diferente. As referências são de base 2 ou seja o kilo (que normalmente significa 1000 vezes a unidade ou seja 10³) foi aproximada a um valor de base 2 mais próximo do seu significado que é 1024 (2 ^ 10). Por isso 1 Kbyte equivale a 1024 bytes e 1 Mbyte equivale a 1024 Kbytes.

    Espero ter esclarecido este assunto que é muito vezes abordado em telecomunicações.

    Fica bem! :)
    JP


    Re:DUH! (Pontos:2)
    por bgravato em 16-06-03 1:38 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Ora nem mais, foi precisamente o que pensei ao ler este artigo e o artigo no tek.sapo.

    Parece mais uma daquelas noticias sensionalistas que transmite uma ideia que pouco tem a ver com a realidade.

    Sinceramente não conheço como funciona o FTCP, nem nunca tinha ouvido falar dele, mas se a ideia é acelerar o processo eliminando (ou reduzindo/piorando) o controlo de fluxo, para isso já existe o UDP há muito tempo...

    Aliás quando o que se pretende é velocidade e não é importante garantir que todos os pacotes cheguem ao destino o que se usa é UDP. É assim que funcionam a maior parte das aplicações de streaming/broadcast/whatever.


    FastTCP (Pontos:3, Esclarecedor)
    por raxx7 em 15-06-03 21:42 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Este assunto esteve no Slashdot a uns tempos!
    O FastTCP nao e um milagre...
    A questao apenas tem a ver com o algoritmo de controlo de fluxo normalmente utilizado no TCP.
    Este algoritmo tenta limitar o envio de pacotes de modo a que nao se enviem mais pacotes do que aqueles que o destino pode receber.
    Contudo, se estiveremos a falar de poucas ligaçoes TCP de alto debito e com tempos de ida e volta relativamente longos, o algoritmo tende a manter o debito de pacotes consideravelmente abaixo ideal.
    O FastTCP utiliza um algoritmo diferente, que se comporta melhor.
    Contudo, a nao ser que estejam interessados em manter ligacoes TCP na ordem dos Gbit/s isto nao interessa a maior parte das pessoas.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:FastTCP (Pontos:2)
    por raxx7 em 15-06-03 21:45 GMT (#14)
    (Utilizador Info)

    Continuaçao..

    O FastTCP utiliza um algoritmo diferente, que se comporta melhor.

    Melhor, ponto e virgula. Ficam algumas questoes sobre se este algoritmo nao tende exceder-se no envio de pacotes.

    PS: Nao, nao tenho acentos :-/


    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:FastTCP (Pontos:2)
    por CrLf em 16-06-03 0:13 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Ficam algumas questoes sobre se este algoritmo nao tende exceder-se no envio de pacotes.

    Pois, era disto que eu falava noutro post. Se a simplificação do TCP der azo a que o algoritmo não abrande o ritmo em situações de tráfego intenso vai acabar por provocar saturação e aí é pior a emenda que o soneto.

    -- Carlos Rodrigues

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]