gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Banda larga .au e .pt
Contribuído por scorpio em 13-06-03 0:51
do departamento s/au/pt/
News jazzy escreve "O irmão mais velho tem um artigo em que fala dos problemas relacionados com a banda larga.

O artigo cita um link (não funcional) onde são indicados os principais problemas:
'Telstra controls the local loop, is the largest mobile carrier with two digital networks, is the largest retail ISP, the largest wholesale data and Internet provider, and is a 50% shareholder in the biggest pay TV company.'
Alguém consegue ver semelhanças com PT? "

KowTux | eMula em Portugal  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • gildot
  • irmão mais velho
  • artigo
  • link (não funcional)
  • Mais acerca News
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Portugal.... (Pontos:2, Interessante)
    por tuxe em 13-06-03 1:27 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Que em paises tipo: Australia, USA, Alemanha e afins seja possivel pensar verdadeiramente em mercados livres, cheios de empresas a competirem entre elas, e eventualmente a baixarem os preços dos bens\serviços ao consumidor.

    No entanto reparem no portugal em que vivemos:
    +- 10 milhoes de pessoas. Aposto que uma cidade grande num qq pais acima referido tem quase tanto ou mais...
    montes de desempregados
    montes de analfabetos
    montes dos chamados "info-excluidos"
    montes de pobres

    Enfim, não seria mais lucrativo para o bem cumum investir e desenvolver areas que sejam realmente lucrativas para nos? Sei lá... Educação? Desenvolver o interior? Atrair capital estrangeiro? Fomentar a implementação da industria? Melhorar vias de comunicação? Pleno emprego? etc etc etc

    Ha uns tempos alguem me disse que tinha lido que portugal era o pais desenvolvido que não deveria ser. Explciando melhor: eramos do "2o mundo e meio", investimos em tudo o que era errado, tomamos as decisoes errads ou certas só que demasiado tarde... No entanto tudo fui e vai funcionando e progredindo...

    Isto tudo para dizer que: Não me parece que uns bosn 80% da população achem relevante que a PT tenha ou nao monopolio pois isso implica que os divx e mp3 que sacam lhes saem mais caros. Tão mais preocupados com a renda ao fim do mes, as prestações dos empréstimos contraidos, com a factura do hipermerdaco e com a conta na mercearia....

    Estarei assim tão alheado da realidade?? :\


    Re:Portugal.... (Pontos:2)
    por DomusOnline em 13-06-03 11:56 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Estarei assim tão alheado da realidade?? :\

    Estás... Isto é o Gildot! ;)

    Cumprimentos.
    Re:Portugal.... (Pontos:2)
    por TarHai em 13-06-03 12:32 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Como e custume na cultura Portuguesa (e nao so) por vezes o importante cede lugar ao que parece urgente. Acho que e isto que leva a que nao sejamos de primeiro mundo, mas a que tambem nao estajamos tao mal como isso.

    O que realmente faz falta e um botao de pausa ou 'slow-motion'. Podiamos parar o mundo enquanto tratavamos de todas as urgencias e nos preparavamos para as coisas importantes.

    ## I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.
    Re:Portugal.... (Pontos:1)
    por SirArthur em 17-06-03 23:49 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
     Caro amigo, há bem pouco tempo estive na Austrália e posso-lhe garantir que a Telstra e Telstra Bigpound (A versão Sapo da Telstra) são tão amigos, ou mais, da carteira do consumidor do que a Portugal Telecom. Além disso impõem preços estúpidos e limites irrisórios.
     Antes de falar mal do seu país, pense nisto: VOCÊ É PARTE DELE e como tal responsável pelo seu estado... não se distancie do meio onde vive.
     Por conseguinte falou sem conhecimento de causa e como tal encheu um post de afirmações sem sentido.
    P.S. - Um país desenvolvido não atrai capital estrangeiro, mas antes investe no estrangeiro. Um país 3º Mundista é que procura essa forma de escravatura.
    Portugal a ilha da euroland (Pontos:2)
    por racme em 13-06-03 4:09 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    O irmão mais velho tem um artigo em que fala dos problemas relacionados com a banda larga.

    "What? they pay for extra downloads? hahah you must be kidding me roftl"
    isso ja nao e' de agora, quantas vezes no slashdot os australianos foram "gozados" pelos irmaos americanos.

    "Australian Cable Internet users suffered another major drawback yesterday, with simple services such as E-mail and Newsgroups being charged on a per megabyte basis.

    Having Been Here since '94 I've watched the rise of the Internet in australia.
    There's one thing stopping the internet in this country, The Government.


    That 2GB limit you speak never actually came into effect.
      The backlash from it's proposal was so great (I think about a third of the customers responded negatively about it) that it was bumped up to the 10/1 GB limit that is in place now before the 2GB limit was imposed. So, user feedback in this case turned out to have a huge impact on the service. Unfortunatly, some things have changed for the worse. For example, at first, the charges for extra data was much more affordable (something like $5 for an extra 128MB upload or $5 for an extra 512MB download). I guess the moral of the story is that the customer can sometimes win, at least partially in this case. If you make life more difficult for the cable company, chances are they will eventually make life easier for you.


    Para eles ja foi um grande avanço passar dos 2GB para 10/1GB. Mas a moral deles nao difere nada da nossa, pagar e calar.

    O mais aberrante desta historia e' o facto de em portugal tal como na australia nao existir facturacao detalhada, nem me importo que estivese descriminado o endereço ou o destino final da comunicacao, nos telefones passa-se o mesmo e ninguem se preocupa se o correio e' violado ou nao. Interessa saber sim e esclarecer que se "pago adicional" em que e' que efectivamente estou a ser cobrado.
    E no caso da netcabo em que a facturacao e' efectuada ao dia e nao por ligacao, com limites de 1GB internacional o simples acto de "puxar" uma distribuicao de um sistema operativo que nao tenha como opcao um mirror nacional, corresponde logo a partida a 2/3 do trafego para um Mes.

    Realmente com tanta causa perdida, nao percebo como ainda ninguem pegou nisto. Diz a netcabo que tem 400 mil clientes, imagine senhor advogado que por momentos passou pelo gildot e esta a ler este breve comentario. Imagine-se representar 400 mil pessoas?! Interessante pelo menos, nao ? :\




    Make World; Not War;
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:1)
    por zBuffer em 13-06-03 6:51 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    De tempos a tempos (o quê, de mês a mês, talvez menos?), lá vem um desgraçadinho a queixar-se:

    . A Netcabo não presta um serviço de qualidade;
    . A Netcabo não presta um serviço de quantidade;
    . A Netcabo é cara para aquilo que faz;
    . A Netcabo é isto;
    . A Netcabo é aquilo!

    Até parece que não existe mais ISPs de banda larga que não seja a popular Netcabo...

    Conheço pessoas lá na minha terrinha (um montinho de terra no meio do Atlântico), que quase que mata por um acesso de banda larga mesmo que nem tenha as condições desejadas...

    Mas, não fugindo da questão, as pessoas esquecem-se de que não existe um monopólio de broadband em Portugal (não, nem todos os ISPs utilizam a estrutura da PT).

    Mas mesmo entre aqueles que alugam parte da infraestrutura necessária à PT (no caso do DSL) encontram-se serviços até bastante decentes, como é o caso da VIA e da KPNQwest (esta última um tanto ou quanto careira - serviços para empresas), que têm os seus próprios backbones...

    Enfim, quem quiser qualidade, que mude de ISP; quem quiser qualidade barata, mude de país...

    Ruben
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:1)
    por Sodki em 13-06-03 8:56 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.rnl.ist.utl.pt/~hmtr/shining_kingdom
    e quem quiser cabo na zona de lisboa sem ser netcabo? ah pois... exclusividade.
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:2)
    por DomusOnline em 13-06-03 11:44 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Cabovisão em algumas (poucas) zonas...

    Mas "querer cabo" já denota um problema qualquer :P. Eu uso Netcabo, mas daí a querer... escolher ISP pela tecnologia não (me) faz muito sentido, especialmente se a escolha fôr cabo.

    Cumprimentos.
    Não é só a Netcabo (Pontos:2)
    por jazzy em 13-06-03 9:30 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    É o grupo PT no seu todo, senão vejamos:
  • controls the local loop
  • is the largest mobile carrier
  • is the largest retail ISP
  • is a 50% shareholder in the biggest pay TV company


    Jazzy
  • Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:2)
    por racme em 13-06-03 23:48 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/

    >Mas, não fugindo da questão, as pessoas esquecem-se de que não existe um monopólio de broadband em Portugal (não, nem todos os ISPs utilizam a estrutura da PT).

    essa e' pra rir


    >De tempos a tempos (o quê, de mês a mês, talvez menos?), lá vem um desgraçadinho a queixar-se:


    nao sei quem e' mais desgraçadinho, se aquele que coloca a sua opiniao num forum publico de tempos a tempos se aquele que aproveita a deixa do desgraçadinho para se desgraçar, ie para reclamar tambem :)


    >Mas mesmo entre aqueles que alugam parte da infraestrutura necessária à PT (no caso do DSL) encontram-se serviços até bastante decentes, como é o caso da VIA e da KPNQwest (esta última um tanto ou quanto careira - serviços para empresas), que têm os seus próprios backbones...



    Make World; Not War;
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:1)
    por faustino em 14-06-03 0:04 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    O montinho fica nos Açores ou na Madeira?
    Eu gostava de ter uma assinatura gira.
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:2)
    por DomusOnline em 13-06-03 11:54 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Histórias de "limitações" são comuns em vários países. Ocorre-me UK, Irlanda, EUA, Austrália...

    A questão é que lá fora se usa muito o conceito de Acceptable Use Policy (AUP) que muitas vezes deixa a porta aberta ao livre arbítrio do ISP. O que a maior parte deles faz é "gerir" o tráfego de forma a que os P2P não atrapalhem o que é mais importante. Cá que eu saiba só a NetMadeira o faz. A BT fá-lo (bonita palavra esta...), a NTL falou em coisas semelhantes (impôr limites) e nos EUA há várias situações destas.

    Por outro lado, ler as condições dos ISPs lá de fora muitas vezes é assustador... são "à lá Clix"... Não se pode isto, não se pode aquilo... Claro que na prática pode-se fazer, mas começa-se logo a violar o contracto...

    Nota final:
    A Netcabo não diz que tem 400.000 clientes. Terá 300 e tal mil utilizadores. Para a ideia expressa é bastante irrelevante, mas fica a nota. De qualquer maneira não me parece que haja margem para advogados... Não estamos nos EUA onde processar é um meio de subsistência, e as condições existem e são (??) conhecidas quando se adere ao serviço.

    Cumprimentos.
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:3, Informativo)
    por racme em 13-06-03 23:37 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    De qualquer maneira na~o me parece que haja margem para advogados... Na~o estamos nos EUA onde processar e' um meio de subsiste^ncia, e as condic,o~es existem e sa~o (??) conhecidas quando se adere ao servic,o.

    No contrato nao consta que tens direito a facturacao detalhada. A questao nao e' saber se esta no contrato ou nao, a questao e' saber que "extra" e' esse que pagas e a que corresponde.
    Trafego adicional, talvez !? Pois bem e trafego a onde e a que? Quando um operador detem o monopolio regional do acesso bandalarga quem es tu para duvidar?
    Tu no restaurante pagas o "vinho", "as entradas", "o bitoque" de forma descriminada e na factura que recebes vem essa indicacao e nao e apenas "Um Almoco por 30EUR".
    E' obrigatorio por lei uma Factura ser descriminada!
    Devo te lembrar que foi esta mesma preocupacao que levou a implementar obrigatoriamente a facturacao detalhada a Portugal Telecom, aqui ha alguns anos
    Facturacao detelhada essa que veio para ficar, sendo um elemento imprescendivel para a gestao dos gastos em telecomunicacoes das familias portuguesas.

    Envia agora tu uma carta registada para qualquer operador(ISP) e verifica qual a resposta que te dao sobre a facturacao detalhada.
    Vindo de alguem como tu, um defensor da causa banda larga em Portugal, cujo teu site muito aprecio e sendo uma referencia nacional, acho a tua posicao muito contraria a dos utilizadores, mas muito proxima a das operadores.
    Mas nos queremos transparencia ou proteger as practicas comerciais?

    ntl:home Broadband Internet
    ntl:home services are available in ntl cabled streets only, subject to capacity. ntl:home Internet subject to the terms and conditions Residential Customer Service Agreement and User Policy. ntl:home can only accept payment for our Broadband Internet service via Direct Debit. Monthly Internet charge is a flat charge with no additional Internet costs.

    BT Broadband service
    Charged to your BT phone bill+:
    One-off connection charge FREE
    Monthly rental charge ?27.00

    os limites que falas nada tem a ver com a nossa realidade, que eu saiba so mesmo a australia e a belgica impoem limites no conceito que sao praticados em Portugal. Ou seja o conceito NACIONAL e INTERNACIONAL que a mim e' um absurdo autentico. Quero la saber q as ligacoes para o estrangeiro custam muito "dinheirinho" fazendo passar a imagem de que e' um luxo alguem aceder a um site americano. E' tao absurdo que nem tenho palavras pra descrever a imcompetecencia e o despreocupar das entidades reponsaveis que nem as comunicacoes no gigapix conseguem assegurar ligacaoes aceitaveis entres os diversos operadores nacionais.
    Basta alguem ir para a frente de um computador entre as 18h e as 23h, qualquer dia, especialemente aos fins de semana, para ver o martirio que e' alguem fazer alguma coisa que exiga "high bandwith" quer seja cabo quer seja adsl.
    Ao conceito NACIONAL e INTERNACIONAL ha que adicionar tambem o conceiro OPERADOR

    A Netcabo na~o diz que tem 400.000 clientes.
    From: "cliente@netcabo.pt"
    To: cliente@netcabo.pt
    Subject: IMPORTANTE - Upgrade do sistema de mail
    Date: Fri, 31 Jan 2003 17:58:17 -0000
    MIME-Version: 1.0
    Return-Path: cliente@netcabo.pt
    X-OriginalArrivalTime: 31 Jan 2003 17:58:17.0131 (UTC) FILETIME=[550E7FB0:01C2C952]
    Estimado Cliente,
    Gostari'amos, em primeiro lugar, de lhe demonstrar a grande satisfac,a~o de contarmos consigo entre os 400.000 utilizadores do nosso servic,o NetCabo.


    Tera' 300 e tal mil utilizadores. Para a ideia expressa e' bastante irrelevante, mas fica a nota
    1º trimestre 2003
    Quando observado apenas o acesso por cabo, representando cerca de 75% do total de acessos de banda larga, o crescimento verificado face ao trimestre anterior foi de cerca de 12%, traduzindo-se em cerca de 233 mil clientes no final do peri'odo em ana'lise.

    4º trimestre 2002
    Ao ni'vel do acesso por cabo (modem por cabo), representando cerca de 80% do total de acessos de banda larga, verificou-se um crescimento de cerca de 21% face ao trimestre anterior, o que se traduziu em cerca de 208 mil clientes no final do peri'odo em ana'lise.
    3º trimestre 2002
    Os acessos por cabo (cable-modem), que representam cerca de 91% do total de acessos de banda larga, apresentam um crescimento de cerca de 18% face ao trimestre anterior, o que se traduz em cerca de 171 mil clientes no final do peri'odo.

    ou seja, um crescimento de 18%, 21% e agora 12%, como a percentagem de cabo nas ligacoes de banda larga tem vindo a diminuir, nao acredito que o crescimento neste 2º trimestre de 2003 seja de 70.000 utilizadores
    Diria que mantendo a media 10-12% o numero de utilizadores actuais andara na casa 240-250 mil clientes.

    nao que seja relevante mas fica a nota :)

    ja agora algumas referencias pras ofertas de nostros hermanos, e' so comparar
    http://www.wanadoo.es/accesos/adsl/adslstart/caracteristicas.html
    http://www.terra.es/adsl/caracteristicas.htm
    http://acceso.ya.com/adsl/
    http://www.arrakis.com/?adsl_kitautoinstalable/TARIFAS
    http://adsl.tiscali.es/index.php3?produc=pack&despl=1&did=


    Make World; Not War;
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:1)
    por taf em 14-06-03 0:50 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    "Quero la saber q as ligacoes para o estrangeiro custam muito "dinheirinho" fazendo passar a imagem de que e' um luxo alguem aceder a um site americano."

    Isso é um falso problema...
    Não conheço ninguém que gaste 200 MB em tráfego só a aceder a sites... Nem que seja por streaming, por isso não venham com essa conversa de coitadinhos que não pega...

    O objectivo dos limites do tráfego é racionalizar as linhas, em português corrente, ser CIVILIZADO. Para que num grupo de utilizadores , enquanto que um deles suga toda a largura de banda disponível, ( e isto aplica-se tanto em ADSL como em cago, pela própria tecnilogia) os restantes utilizadores não vejam o acesso a conta gotas....
    Claro que se querem um acesso rápido, sem tráfego e sem taxas de contenção, têm de pagar por ele. E nesse caso já vais estar preocupado com os custos das linhas internacionais...

    A hipocrisia é lixada
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:2)
    por DomusOnline em 14-06-03 1:47 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Por pontos (fica mais crú, mas mais legível):

    Facturação detalhada:

    Concordo. Não me parece ser tão fácil como nos telefones. De qualquer forma, pelo menos na TV Cabo, se reclamares eles podem mostrar-te (não falo por experiência própria).
    Quando falei em advogados estava a pensar na ideia de contestar o facto de haver limites.

    Limites na NTL:

    Procura no The Register que encontras polémicas recentes... Claro que é hilariante ver o borburinho que gerou quando olhas para os "limites" impostos.
    Quanto à BT, não digo que imponha limites, mas sim que cria prioridades no tráfego.

    Nacional vs Internacional:

    Somos atrasados, estamos na ponta da Europa. Dir-te-á quem sabe que o custo é muito diferente. Prefiro que me dêem nacional "largo" que não me dêem nada... conversa do "desgraçadinho"? Sim... admito. Também se pode ver como fonte dinamizadora dos conteúdos "nacionais" >:>. Como alguém disse, muitas vezes quem se queixa é pelos w4r3z e D1vX e tal... Mas obviamente os limites são muitas vezes castrantes.

    Utilizadores vs Clientes da Netcabo:

    Como mostras, eles falam em 400000 utilizadores, não clientes. Quanto às estatísticas da Anacom... Em primeiro lugar não são discriminadas por operador. Depois valem o que valem (quase nada) por motivos já bem conhecidos e por último se verificares trimestre após trimestre o crescimento do cabo e do ADSL vês que o ADSL não tem obtido muito mais clientes (se alguns) que o Cabo. O que trouxe e ainda bem foi BL a muita gente.
    Mas continúo a dizer que não é relevante.

    No aspecto mais pessoal, muito obrigado pelo cumprimento. Não sei se o site é uma "referência nacional", mas gosto sempre de o ver mencionado ;). Quanto à minha postura ser de apoio aos operadores, a ideia não é essa. Mas penso que os limites não são o mais importante. E regra geral quem vejo queixar-se é o pessoal "cinéfilo" que já não compra bilhete de cinema há anos :).

    Para mim, mais importante que os limites (que têm melhorado muito lentamente) é a disponibilidade e preço da Banda Larga.

    Cumprimentos.
    Re:Portugal a ilha da euroland (Pontos:3, Esclarecedor)
    por racme em 14-06-03 11:55 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.freebsdtips.com/
    so 2 achegas,

    _____________________________________________
    1- nao discuto a facturacao detalhada, acho que ja ficou bem mostrado as duas posicoes.
    Contudo quanto ao numero de utilizadores/clientes netcabo.

    ---------------
      a) - o numero de utilizadores ADSL tem vindo a aumentar, basta ver pelos valores do numero de utilizadores CABO no contexto bandalarga
    3º trimestre 2002 - 91%
    4º trimestre 2002 - 80%
    1º trimestre 2003 - 75%
    ou seja ADSL ja corresponde a 25% dos acessos banda larga em Portugal.

    O acesso à Internet oferecido através de acessos ADSL apresentou um crescimento de cerca de 47% face ao último trimestre do ano anterior, contando com cerca de 76 mil clientes.
    No final do 1º trimestre de 2003 este tipo de acesso representava cerca de 25% do total de acessos de banda larga.


    e analisando bem os valores o numero de utilizadores NETCABO e nao CABO sera bem menor que os 250mil, ha que contar com outros operadores que nao fazem parte do Universo TVCABO/NETCABO

    ---------------
      b) - estes valores sao da ANACOM, embora todos sabem que muitos interesses corporativos correm ali por tras. Algum credito tem de lhes ser concedido, nao tao simples facto de serem estudos/relatorios efectuados tambem com a parceria do INE.

    ---------------
      c) - os 400mil utilizadores no post inical, sao numeros da propria netcabo, como mostra o extracto do mail que aqui coloquei bem pelas diversas referencias no SITE da netcabo. Mas acho que nem eles proprios sabem bem o numero de utilizadores/clientes que tem
    (*)R. É natural que o serviço fique um pouco mais lento neste período se todos os 160.000 clientes da TV Cabo resolverem efectuar downloads a estas horas, mas... é GRÁTIS
    (*)
    Mais de 300 mil internautas já são utilizadores regulares do serviço NetCabo, a internet de banda larga da TV Cabo.


    Dependendo da situacao dase um numero, se tem interesse dizer que sao muitos para efeitos de marketing e posicao dominante de mercado dao-se valores por cima. Se tem interesse em demonstrar a qualidade da ligacao, daose valores por baixo.
    Sendo que estes valores sao numeros inventados e nao precissos, com o objectico de lancar a confusao no utilizador final. Politica tipica de uma empressa monopolista que nao olha a meios para antigir os fins.
    Pratica essa que ja mereceu um puxao de orelhas da propria ANACOM
    Relativamente a este indicador importa esclarecer que o número de clientes divulgado no 2º trimestre contemplava a informação disponibilizada à ANACOM pelas empresas do grupo TV Cabo Portugal, correspondente ao número de utilizadores do serviço e não ao número de clientes, facto este devidamente rectificado por parte da TV Cabo.

    _____________________________________________
    2 -

    a) - ntl,
      a ntl queria, mas a contestacao foi tanta que voltaram atras. e diga-se de passagem que o limite de 1 giga byte por dia que queriam implementar nada tem a ver com o limite de 1 giga byte por mes que e' praticado em Portugal
    Bem podem dizer que existem operadores que nao tem limites sob pena de pagares mais. Mas esse principio e' que esta mal, os limites nao devem ser opcao, mas sim a qualidade da ligacao, ie largura de banda. E claro estas os limites existem ha anos, no meu caso vai fazer 2, e a tao afamada qualidade ? onde esta? basta seguir o exemplo que dei no post anterior.

    Quanto à minha postura ser de apoio aos operadores, a ideia não é essa. Mas penso que os limites não são o mais importante. E regra geral quem vejo queixar-se é o pessoal "cinéfilo" que já não compra bilhete de cinema há anos :).

    b) - Quanto à minha postura ser de apoio aos operadores, a ideia não é essa. Mas penso que os limites não são o mais importante. E regra geral quem vejo queixar-se é o pessoal "cinéfilo" que já não compra bilhete de cinema há anos :).
    por acaso nao compro um bilhete de cinema ha anos, mas isso nao tem qualquer relacao, pro desgracadinho aqui tar-se a queixar :)
    maio
    MBytes Nacionais MBytes Internacionais
    Total 2325 1996

    junho
    MBytes Nacionais MBytes Internacionais
    Total 1522 794


    c) - Para mim, mais importante que os limites (que têm melhorado muito lentamente) é a disponibilidade e preço da Banda Larga.
    Se tivesse opcao de mudar ja o teria feito ha muito.


    Make World; Not War;
    INFO: Link funcional (Pontos:2)
    por jazzy em 13-06-03 10:27 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    O link que estava indicado no artigo como não funcional, já está a funcionar.
    Podem assim ler o artigo que deu início à discussão.


    Jazzy

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]