gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Como construir um escritório OpenSource
Contribuído por mvalente em 01-06-03 15:16
do departamento DIY
Linux vd escreve "Depois do artigo sobre o porquê de não usar o Linux em Casa, a Welfare Law Center através do seu projecto Low Income Networking and Communications (LINC) publica um case study de como montar uma rede opensource no escritorio, apresentado algumas vantagens e mostra o percurso desta "viagem".
Eles pegaram numa empresa do Missouri - GRO; Grass Roots Organizing - e o resultado pode ser encontrado aqui: "Building An Open Source Office: GRO Case Study" "

Richard Stallman em Portugal | Gizmos & Gadgets  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • não usar o Linux em Casa
  • Welfare Law Center
  • Low Income Networking and Communications (LINC)
  • "Building An Open Source Office: GRO Case Study"
  • Mais acerca Linux
  • Também por mvalente
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Frequente.. (Pontos:1)
    por 4Gr em 01-06-03 19:22 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Cada vez mais esta prática de massificação do Software Livre é mais comum! A ideia subjacente é simples: tenha uma rede igual, com tanta ou mais performance, e bastante mais barata!

    Claro que para redes simples, com 10-20 computadores, implementar uma solução destas é fácil, e os estudos feitos em torno disto também. Agora, quando se passa para uma rede com milhares de estações de trabalho, e também mais custos associados, é sempre preciso muita calma neste processo.

    Julgo que o busílis da questão não é passar de uma ambiente MS Windows (supõe-se que seja esta a passagem) para um ambiente *nix, mas sim o acto em si: migração. Da mesma forma, passar de uma rede *nix para MS Windows, a migração em si, para além de extremamente dispendiosa, seria necessário verificar qual as consequências de tais mudanças. Seria o mesmo que uma empresa trabalhar 20 anos com *nix, e de um momento para o outro passar para um ambiente Microsft. É a migração, em si, que é penoso.

    Mas o sector informático e das TI, em constante evolução, exige uma migração cada vez mais frequente. Dantes passava-se dos Windows NT para o 2000, agora, cada vez mais por todo o mundo, já se pondera migrações para *Nix/Linux. Obviamente que mudar de ambiente (Windows->Linux) demora mais tempo, mas está e foi provado que são passíveis de acontecer, e com bastante sucesso. Espero, um dia destes, contar também para as estatísticas ao migrar as empresas do meu pai para *Nix :-)

    Independentemente se é uma questão política, económica ou social, a migração dá-se porque no final, para a empresa, é favorável!
    Re:Frequente.. (Pontos:1, Esclarecedor)
    por Init em 01-06-03 20:47 GMT (#2)
    (Utilizador Info)

    Tu por ventura sabes o que é uma licença de software??
    Uma licença de software não tem nada a haver com o qualidade do codigo de um programa. É apenas um documento legal, que no caso do Software Livre tem caracteristicas que potênciam a qualidade do codigo, mas uma licença não dá qualidade ao codigo.
    A vantagem do Software Livre é em primeiro lugar ser livre. É por isto que este tipo de licenciamento deve ser escolhido. O resto pode ou não ser obtido por ser livre. Não misturem as coisas


    Re:Frequente.. (Pontos:1)
    por foo em 01-06-03 21:02 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    tive a relar o comentário e não encontrei o parágrafo onde ele fala de licenças de software.. podias transcrever a parte do comentário a que respondes?
    Re:Frequente.. (Pontos:1)
    por Init em 01-06-03 21:26 GMT (#5)
    (Utilizador Info)

    Eu não disse que ele falou de licenças. o que ele fez foi designar um tipo de licenciamento, para caracterirzar um software em relação a coisas que apenas podem ser potênciadas pelo tipo de licenciamento:
    Cada vez mais esta prática de massificação do Software Livre é mais comum! A ideia subjacente é simples: tenha uma rede igual, com tanta ou mais performance... Ele diz que esta é a ideia inerente a mudar para Software Livre. E isto que ele menciona não é inerente ao um tipo de licenciamento, apenas pode ser mais ou menos potênciado por ele e pela forma como o software é desenvolvido.


    Re:Frequente.. (Pontos:1)
    por 4Gr em 01-06-03 22:39 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Prática de massificação do Software Livre

    Qual prática? Substituir o software proprietário, mais dispendioso, pelo livre, mais barato!

    Qual foi a parte que não percebeste?

    Re:Frequente.. (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Init em 01-06-03 23:10 GMT (#8)
    (Utilizador Info)

    O Software Livre não é inerentemente mais barato. As licenças de Software Livre permitem que o seja, mas não tem que ser.


    Re:Frequente.. (Pontos:2)
    por Pink em 02-06-03 19:44 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.PinksWorld.8m.com
    Liberdade não tem preço. 8-)

    Se o único motivo válido para a empresa migrar do Windows para um Unix (ou equivalente), estamos ferrados.

    Foi justamente esta mentalidade de "economizar à qualquer custo" que botou Uncle Gates onde ele está hoje. Repetindo o procedimento, estaremos apenas trocando um algoz grande por vários pequenos.

    Às vezes eu tenho a impressão de que o principal objetivo de alguns advogados do S.L. é massificar o Software Livre, sem qualquer outra preocupação. É minha opinião que uma migração efetiva e segura só será possível quando o quesito "é Sofwtare Livre?" for o último a ser avaliado.

    O trabalho deve ser feito de forma confiável e econômica. O Software Livre vem ganhando espaço nas empresas não por ser barato, mas por ser tão ou mais confiável por um preço igual ou inferior.

    Um profissional sério estará disposto, inclusive, a pagar mais que por um proprietário se com o Software Livre ele puder atingir suas metas de produção com menor custo geral.

    Cortar custos é importante, mas não à qualquer custo!!!

    []s,
    Pink@Manaus.Amazon.Brazil.America.Earth.SolarSystem.OrionArm.MilkyWay.Universe

    Re:Frequente.. (Pontos:1)
    por 4Gr em 01-06-03 21:03 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Peço desculpa, mas onde no meu comentário eu faço referência ou confusões com licenças?
    Re:Frequente.. (Pontos:2)
    por Pink em 02-06-03 19:33 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.PinksWorld.8m.com
    Se faz confusão ou não é uma discussão que não vou meter o bedelho.

    Mas ao falar as palavrinhas mágicas "Software Livre", vc fez uma referência à uma licença.

    Note : Software Livre é um software que está licençiado de forma a proteger as tais liberdades básicas que a Free Software Foundation prega.

    É impossível falar de Software Livre sem falar de licenças. As licenças do Software Livre é que nos levaram onde estamos hoje.

    []s,
    Pink@Manaus.Amazon.Brazil.America.Earth.SolarSystem.OrionArm.MilkyWay.Universe

    Re:Frequente.. (Pontos:2)
    por TarHai em 01-06-03 23:27 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Lincencas de software sao aquelas coisas que se dao de comer ao computador ou a programas para que se possa, por examplo, criar 5 utilizadores, compilar e fazer debug de programas, ler a documentacao suplementar, etc..

    ## I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.
    Re:Frequente.. (Pontos:2)
    por BlueNote em 01-06-03 22:20 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Esta coisa do *nix incomoda-me. Quando se fala em linux, fala-se em linux. É que os outros unixs não são muito comparáveis, ou seja, é bastante diferente teres uma rede construida em cima de ultrix, por exemplo, de linux... Não se generalize à toa, ok?
    Substituir Exchange + Outlook (Pontos:1)
    por liberdade em 02-06-03 13:27 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Tenho estudado a viabilidade da "conversão" de uma empresa para Linux (pelo menos ao nível dos servidores) e esbarro sempre nas funcionalidades oferecidas pelo Exchange+Oulook, em particular os calendários, contactos e agendas partilhadas.
    Conheço vários projectos open-source nesta área, mas aproveito a deixa para pedir mais umas sugestões aos gildoteanos...:)

    Gracias

    ---------------------------------------
    GILDOT *Sux*
    Re:Substituir Exchange + Outlook (Pontos:2)
    por [Cliff] em 02-06-03 13:28 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Horde! www.horde.org se não me engano.
    Se pensares como eu (webmail rulez) vais adorar.


    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Substituir Exchange + Outlook (Pontos:2)
    por spyder em 03-06-03 0:04 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Opensource, nao tens hipotese. Nao ha nada que fale MAPI. Uma solucao comercial bastante viavel (e perfeitamente compativel com o MAPI dos LookOuts) e' o SamsungContact (ex-HPOpenMail)
    Se quiseres trocar tambem os clientes MAPI nos desktops, mais uma vez nao ha clientes OS que eu conheca. Mas tens o cliente da bynari, e o plugin de exchange da Ximian (para o Evolution)
    Re:Substituir Exchange + Outlook (Pontos:3, Informativo)
    por mvalente em 03-06-03 11:58 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Tenho estudado a viabilidade da "conversão" de uma empresa para Linux (pelo menos ao nível dos servidores) e esbarro sempre nas funcionalidades oferecidas pelo Exchange+Oulook, em particular os calendários, contactos e agendas partilhadas. Conheço vários projectos open-source nesta área, mas aproveito a deixa para pedir mais umas sugestões aos gildoteanos...:)

    Exchange Functionality for Linux

    Cumprimentos

    Mario Valente

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]