gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Eng. Informática: melhor privada?
Contribuído por BladeRunner em 23-05-03 9:38
do departamento pick-a-choice
Portugal Tosco escreve "Gostaria de pedir à comunidade opiniões sobre os diversos cursos de engenharia informática lecionados nas universidades privadas da zona de Lisboa. Como o mais provavel é que cada um puxe a braza à sua sardinha, gostaria que comentassem o porquê de acharem determinado curso melhor que o do lado. Obrigado."

A influência dos télélés nos hábitos sociais | História do Object Desktop  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Tosco
  • Mais acerca Portugal
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    privado? (Pontos:1, Despropositado)
    por Sodki em 23-05-03 10:51 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.rnl.ist.utl.pt/~hmtr/shining_kingdom
    porquê privado? por que não público?
    Re:privado? (Pontos:0, Lança-chamas)
    por mad em 23-05-03 12:49 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Sem pensar muito diria... média para entrar,nao!?!?

    Cumprimentos
    mad
    Re:privado? (Pontos:0, Despropositado)
    por rsantos em 23-05-03 17:41 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    "média para entrar,nao!?!?"

    Aí está! sem critérios de selecção...

    Is this the meaning of life?....Ah! It's Lear again!
    Re:privado? (Pontos:1)
    por Baía em 24-05-03 16:04 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Granda Engenheiro que vai sair daí!! És daqueles que quer ser Eng. com negativa no exame nacional de Física e Matemática????
    Re:privado? (Pontos:0, Despropositado)
    por Karlus em 24-05-03 19:56 GMT (#34)
    (Utilizador Info) /dev/null
    Pera ai... a seguir vais dizer que actualmente as públicas os tem ? :-)
    Re:privado? (Pontos:1)
    por von em 29-05-03 1:07 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Aí está! sem critérios de selecção...

    Sugestão: investiga o processo de acesso utilizado por muitas (maioria) das universidades americanas.

    Isso sim é um processo de selecção: avalia o candidato na sua globalidade e não apenas nas notas/exames. Não é perfeito, mas melhor é.

    Re:privado? (Pontos:1)
    por Programador em 23-05-03 14:46 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Poderá ser por haver poucas universidades públicas a ter cursos em horário pós-laboral?!
    Re:privado? (Pontos:1)
    por von em 23-05-03 18:44 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Possiveis razões:

    1) Média
    2) Não estão preparados para ter grande nota nas especificas
    3) Trabalham e não têm disponibilidade para horarios diurnos (ou há uma privada perto do trabalho o que pode dar jeito)
    4) Querem gastar dinheiro
    5) A namorada vai para a privada X e querem ir também, não vá ela arranjar outro por lá
    6) Algumas privadas facilitam um pouco a questão

    se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:3, Redundante)
    por ruben dig em 23-05-03 12:09 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Vai à Rumos ou outra empresa de formação especializada e tira os cursos para obter certificados MSCE , CCNA e outro como Oracle DBA.
    É claro que se ainda houver dinheiro, RHCE.
    Depois começa à procura de emprego em IT jobs ou no expressoemprego
    PS. para quem nao percebeu as siglas:
    MSCE especialista microsoft
    CCNA especialista Cisco
    DBA administrador de Base Dados
    RHCE especialista em Redhat Linux
    Se tirares estes cursos em cerca de ano e meio poupas tempo e podes começar a trabalhar se calhar mais bem preparado do que qualquer curso te poderia oferecer.
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:1)
    por mad em 23-05-03 12:52 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Sem querer entrar em conflitos nem divagações puramente demagógicas, gostaria de te perguntar se é essa a tua experiência pessoal?

    Cumprimentos
    mad
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:3, Interessante)
    por ruben dig em 23-05-03 13:56 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Não por acaso é exactamente a oposta daí o subject, mas é muito subjectivo o que é melhor, uma formação académica tradicional ou uma qualificação tecnica especializada, depende dos objectivos pessoais de cada um. Não estou arrependido das opções que tomei mas reparei que muitos colegas meus tinham feito uma melhor decisão se tivessem optado por algo diferente de um curso universitário.
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:2, Informativo)
    por hununu em 23-05-03 13:27 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Se tirares estes cursos em cerca de ano e meio poupas tempo e podes começar a trabalhar se calhar mais bem preparado do que qualquer curso te poderia oferecer.

    Se apenas quiseres ser um técnico e não quiseres ser um engenheiro. Parece-me que a pessoa em questão queria mesmo tirar um curso de engenharia.. Comparar um curso superior de engenharia (seja ela qual for) a tirar uns certificados parece-me algo superficial.
    http://www.absolutbsd.org/
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:3, Interessante)
    por leitao em 23-05-03 18:09 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Se apenas quiseres ser um técnico e não quiseres ser um engenheiro. Parece-me que a pessoa em questão queria mesmo tirar um curso de engenharia.. Comparar um curso superior de engenharia (seja ela qual for) a tirar uns certificados parece-me algo superficial.

    A mim nao -- mas isto volta 'a velha questao: e' melhor formacao especifica ou geral ? Na minha opiniao e' uma mistura dos dois -- mas certamente que as Universidades (pelo menos as que conheci em portugal) nao a oferecem.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:3, Interessante)
    por m3thos em 23-05-03 21:04 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~mmsf
    A questao tem mais do que uma resposta correcta, depende obviamente da personalidade, capacidade e ate' dos gostos das pessoas.

    Pessoalmente, fico mais contente em ter uma formacao mais generica primeiro, para depois me poder especializar ja' com bases e conhecimentos solidos.
    Alem do mais uma das coisas que se aprende num curso superior 'e "aprender a aprender", potencia a nossa capacidade de adaptacao a novos conceitos/paradigmas/tecnologias.

    Certo e seguro e' tambem o facto de muitas pessoas ficam certamente melhor servidas com cursos tecnicos para comec,arem no mercado de trabalho mais cedo, e nao encontram problemas nenhuns em subir de posicao e de se auto-instruirem e adaptarem.

    Anyway, eu sei que nunca iria para umas injeccoes de cursos tecnicos.
    A necessidade que tenho de _saber_ um pouco de tudo e de ter as bases que duvido muito que sem um curso se adquiram.

    E isto e' mais do que uma decisao profissional, e' uma decisao de rumo de vida, e satisfacao intelectual.

    so' quero acabar dizendo, que acredito _mesmo_ que essa questao tem mais do que uma resposta correcta


    Miguel F. M. de Sousa Filipe
    handle: m3thos
    More Human than Human.
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:3, Interessante)
    por leitao em 23-05-03 23:53 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Alem do mais uma das coisas que se aprende num curso superior 'e "aprender a aprender", potencia a nossa capacidade de adaptacao a novos conceitos/paradigmas/tecnologias.

    Na minha universidade nao "aprendi a aprender" (nota, isto foi o meu caso pessoal -- acredito que para outras pessoas seja diferente) -- aprendi a me "desenrascar" (e mal). Nao sei como o ensino em .pt esta' neste momento, mas duvido que seja diferente -- e acho ser por isso que Portugal nao e' exactamente uma potencia ao nivel da educacao e do ensino.

    A necessidade que tenho de _saber_ um pouco de tudo e de ter as bases que duvido muito que sem um curso se adquiram.

    Compreendo o que dizes, mas nao sei se concordo -- sem duvida que via um curso superior tens geralmente um nivel de instruccao superior, mas nao acredito que e' a unica forma de a adquirir. Em Portugal em particular parece-me ser o caso de que o ensino superior serve mais como uma distincao artificial de classes do que uma forma de ensino (o meu exemplo classico e' a falta completa de ensino continuo para adultos).


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:1, Gozão)
    por hununu em 24-05-03 14:55 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Na minha universidade nao "aprendi a aprender" (nota, isto foi o meu caso pessoal -- acredito que para outras pessoas seja diferente) -- aprendi a me "desenrascar" (e mal). Nao sei como o ensino em .pt esta' neste momento, mas duvido que seja diferente -- e acho ser por isso que Portugal nao e' exactamente uma potencia ao nivel da educacao e do ensino.

    Sem puxar a brasa à minha sardinha (e sinceramente, nem tenho vontade de o fazer pois quero sair do país (e logo deixar de estar directamente ligado à faculdade) por várias razões), penso que se pode dizer que o IST tem neste aspecto uma filosofia bem diferente de as pessoas se desenrascarem. Não conheço ninguém que ao final de 1 curso do IST tenha ficado apenas com capacidade de se desenrascar.. mas, não quer dizer que não existam pessoas muito mal formadas a sairem do IST. :-)
    http://www.absolutbsd.org/
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:2)
    por hununu em 24-05-03 14:50 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    A mim nao -- mas isto volta 'a velha questao: e' melhor formacao especifica ou geral ? Na minha opiniao e' uma mistura dos dois -- mas certamente que as Universidades (pelo menos as que conheci em portugal) nao a oferecem.

    Correndo o risco de alguém não me ler (n pude vir ao gildot mais cedo), tens razão que a opinião de cada um relação a este tópico está relacionada com o tipo de educação que se valoriza mais. No entanto, no estilo português de licenciaturas de 5 anos, penso que se num curso de engenharia informática se pretender dar muita formação específica e muita geral, o curso seria de 8 anos. :-) Mas enfim, isto dá pano para mangas especialmente porque os cursos em portugal têm tendência a ficarem cada vez mais jurássicos devido ao estilo português de as pessoas "se formarem e morrerem no mesmo sítio".

    Como opinião pessoal, penso que numa faculdade, se deve dar prioridade à formação mais geral pois é esta que normalmente dá às pessoas "ferramentas" para aprenderem o que precisarem mais tarde. O problema é que em Portugal as cargas horárias são tão pesadas que a maior parte das pessoas não pode ir complementando os cursos com part-times a fazer coisas aplicadas e a ganhar experiência do mundo empresarial.. Neste aspecto, penso que o ensino superior americano e normalmente o estilo anglo-saxónico é superior. Não apenas pela carga horária mas por a pessoa poder construir o que quer saber ao longo dos anos... 5 anos é demais como um pacote só.
    http://www.absolutbsd.org/
    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:1)
    por von em 28-05-03 17:20 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    Se apenas quiseres ser um técnico e não quiseres ser um engenheiro. Parece-me que a pessoa em questão queria mesmo tirar um curso de engenharia.. Comparar um curso superior de engenharia (seja ela qual for) a tirar uns certificados parece-me algo superficial.

    E será que as pessoas que vão para Engenharias querem "ser engenheiros"? E será que as pessoas que saem dos cursos de engenharia vão fazer trabalho de engenheiro, ou será que até vão fazer trabalho de "técnico" e ter colegas que se instruiram com cursos profissionais e afins? Será que há informação, será que as pessoas sabem o que é o quê?

    Re:se o tempo voltasse atrás ... (Pontos:2)
    por vd em 25-05-03 9:15 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Cursos bons técnicos, é certo.

    Mas a faculdade / universidade / politécnico dá-te o essencial que os cursos técnicos não te dão. Capacidade de pensamento, raciocínio e algum tipo de "desenrascanço".

    Contudo isto varia de pessoa para pessoa. Conheço bastantes bons técnicos com apenas o 12º ano e uma capacidade de raciocínio incrivel.
    Por sua vez a escola não te ensina muita técnica, mas sim processos.

    Mas isso não impossibilita que não possas adquirir capacidade de raciocínio e estruturação ao longo do tempo.

    Ao meu curso, por exemplo, a componente prática é dada bastante relevância (Eng. Civil), pelo que é bastante bom para depois quando se sair para o mercado de trabalho. Mas em muitas escolas isso não acontece.

    //vd
    Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:1)
    por von em 23-05-03 18:38 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Isso de andar a gastar 40/50/60 contos (ou 200, 250 e 300 euros) por mês numa privada durante cinco anos é o que se chama ser xulado. Já para não falar do €€ que se lá deixa para fazer a "inscrição", do €€ que eles cobram por tudo e por nada e afins.
    O melhor mesmo é ir gastar os tais 40 contos/mês numa escola privada que se saiba que é porreira a dar notas e ir lá passar o 12º (ou todo o secundário se o dinheiro abundar), subindo um pouco a média, ao mesmo tempo que se estuda a sério para as especificas. Depois entra-se numa pública e envés de se ser xulado, xula-se. Porque, se uns pagam a mais, outros pagam a menos...
    De qualquer forma, para uma Eng. como Informatica, Electrotecnica ou outras de TI/Comunicações acho que até vale a pena ir para uma privada. Cursos tipo direito, psicologia e afins... parece-me desperdicio de dinheiro tendo em conta as perspectivas de emprego.
    Quem consiga estudar e trabalhar ao mesmo tempo (não é o meu caso, já experimentei e a parte do estudar não pesava tanto na balança como o belo do cheque ao fim do mês) e que tenha de ir para uma privada, é começar a trabalhar assim que conseguir para ir rentabilizando/financiando o curso desde logo.
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2, Interessante)
    por racme em 23-05-03 19:05 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://rmitz.org/freebsd.daemon.html
    Depois entra-se numa pública e envés de se ser xulado, xula-se. Porque, se uns pagam a mais, outros pagam a menos...
    Achas entao que 70 contos por ano e' brincadeira?

    Quem consiga estudar e trabalhar ao mesmo tempo (não é o meu caso, já experimentei e a parte do estudar não pesava tanto na balança como o belo do cheque ao fim do mês)
    Uma pessoa ou estuda ou trabalha. As duas coisas e' que me parece ser dificil conciliar.
    Ao implementar 2 ordenados minimos como querem aprovar para o proximo ano lectivo, o insucesso escolar vai ser muito maior.

    A comparacao com o privado nao se coloca. Porque se o argumento de quem defende propinas de valores incomportaveis e' o argumento de "Quem esta' na uni e' para estudar se nao quer estudar pode optar pelo privado", entao o mesmo se coloca a quem nao conseguiu entrar no publico por nao ter notas.

    Porque razao nao incentivam entao os jovens estudantes no secundario a tirar boas notas, para todos entrarem no publico e evitarem assim o privado?

    Ou se o objectivo e' harmonizar o valor das propinas entre o sector publico e privado, porque razao entao continuar com ensino publico? Porque nao ser so ensino privado, e assim todos pagam por igual e o merito e o esforço nao compensam, compensa sim e' ter uma conta choruda, um pai com alto cargo politico e amigos de interesse e elavado estatuto.

    Subverte-se assim o que e' ensino publico.




    Make World; Not War;
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:1)
    por von em 23-05-03 19:23 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
      Depois entra-se numa pública e envés de se ser xulado, xula-se. Porque, se uns pagam a mais, outros pagam a menos...
      Achas entao que 70 contos por ano e' brincadeira?

    Acho. Obviamente que algumas pessoas têm menos posses e essas pessoas não devem ser excluidas por não poderem pagar 70 contos por ano. Mas, para muitas pessoas, 70 contos por ano é um valor ridiculo. O que tu retiras em termos de formação, e o que tu vais ganhar como sequência dessa formação é largamente superior aos 70 contos que gastas por ano em propinas, mais o dinheiro dos livros (ou das fotocópias) e dos restantes materiais.

      Uma pessoa ou estuda ou trabalha. As duas coisas e' que me parece ser dificil conciliar.
    Dificil é, impossivel não é, há quem o faça. Até no secundário.

      Porque razao nao incentivam entao os jovens estudantes no secundario a tirar boas notas, para todos entrarem no publico e evitarem assim o privado?

    Concordo. Há que motivar os alunos. Mas a questão é: o numerus clausus vai sempre(?) existir. Em 500 estudantes a querer ir para o curso X que tem 150 vagas, podiam ter todos 20 que só entravam 150. Quantos alunos com médias altas não ficam de fora dos seus cursos de preferência por pontinhos do lado direito de uma virgula?

    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por racme em 23-05-03 19:44 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://rmitz.org/freebsd.daemon.html
    O que tu retiras em termos de formação, e o que tu vais ganhar como sequência dessa formação é largamente superior aos 70 contos que gastas por ano em propinas, mais o dinheiro dos livros (ou das fotocópias) e dos restantes materiais.

    Orcamento estado. Sao as proprias unis que referem que o dinheiro das propinas nem para pagar a luz e a agua chega.
    E nao te preocupes que depois e' reposto o que ta em falta quando ficares a pagar impostos o resto da tua vida.

    Concordo. Há que motivar os alunos. Mas a questão é: o numerus clausus vai sempre(?) existir. Em 500 estudantes a querer ir para o curso X que tem 150 vagas, podiam ter todos 20 que só entravam 150. Quantos alunos com médias altas não ficam de fora dos seus cursos de preferência por pontinhos do lado direito de uma virgula?

    e' engraçado como as universidades privadas conseguem prever estas carências, e o ensino publico nao.
    alguem nao anda a fazer o seu trabalho.


    Make World; Not War;
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:1, Despropositado)
    por von em 23-05-03 20:11 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    E nao te preocupes que depois e' reposto o que ta em falta quando ficares a pagar impostos o resto da tua vida.

    Obviamente. Mas continuo a considerar os 70 contos um preço barato se a formação que se recebe em troca for de qualidade. Sem essa formação seria mais dificil encontrar um trabalho que desse bom rendimento. Claro que se paga impostos, mas então vai tudo trabalhar para um café, ganhar mal, pagar menos impostos e acima de tudo... não ter de andar a pagar propinas.

    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por chbm em 23-05-03 22:36 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Acho que não tas a perceber, se fizeres o 6o ano mal feito e fores para as obras declara*rias* menos que um engenheiro licenciado paga de impostos.
    Isto chama-se criar valor para o país. É o investimento do Estado no capital humano pelo qual é responsável para a longo prazo recolher dividendos.

    É tão obrigação do Estado como pôr alcatrão no chão que pelo caminho que isto leva só vai servir para transportar sapatos cosidos por crianças em fábricas que abrem 6 meses por ano.
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por leitao em 24-05-03 21:00 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    É tão obrigação do Estado como pôr alcatrão no chão que pelo caminho que isto leva só vai servir para transportar sapatos cosidos por crianças em fábricas que abrem 6 meses por ano.

    A obrigacao do estado e' estabelecer as "regras do jogo" (leis) e servir de arbitro. Mais nada.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por jorgelaranjo em 25-05-03 1:07 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/fueg0/
    Leitao.... mais uma vez falta de bom senso.
    O papel do estado é estabelecer leis, arbitrar já não é da sua competência.
    Num estado de direito não é o estado que faz cumprir as leis.
    Mas voltando ao problema, o estado tem também a orbrigação de colocar em pé de igualdade pessoas com muitos rendimentos com pessoas sem rendimentos, ie, possibilitar o estudo a pessoas humildes.
    Mas para que tal aconteça temos de acabar com (palhacos) SLKs e BMW que devem estar a ser pagos com a BOLSA POR INTEIRO que os seus donos recebem.
    Como é possivel? Não pagam os impostos, claro!
    Mas a vontade e dar-lhes duas chapadas por andarem a gozar com o resto do povo que paga e não bufa.

    Sem mais...

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://fueg0.tk
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por hununu em 24-05-03 14:58 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Uma pessoa ou estuda ou trabalha. As duas coisas e' que me parece ser dificil conciliar.

    O meu pai trabalhou desde os 13 anos e pagou quase totalmente os seus estudios, inclusivé o curso superior. É possível, é preciso é força de vontade..

    http://www.absolutbsd.org/
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:2)
    por Karlus em 24-05-03 20:08 GMT (#35)
    (Utilizador Info) /dev/null
    Achas entao que 70 contos por ano e' brincadeira?
    Completamente... a maioria dos que reclamam precisamente isto gastam mais de 70 contos/ano em cervejas, cigarros e noitadas. Só metade vai na semana da queima.

    Ao implementar 2 ordenados minimos como querem aprovar para o proximo ano lectivo, o insucesso escolar vai ser muito maior.
    Pq ? Que eu saiba quem é bom aluno(ie. entrou no público) e não tem possibilidades tem direito a bolsa. Se não a tiver é pq das duas uma... ou o agregado tem $$$ ou é mau aluno e não devia ter entrado, já que como "os do ensino público" gostam de dizer... "para as privadas vão os maus alunos".

    A comparacao com o privado nao se coloca. Porque se o argumento de quem defende propinas de valores incomportaveis e' o argumento de "Quem esta' na uni e' para estudar se nao quer estudar pode optar pelo privado", entao o mesmo se coloca a quem nao conseguiu entrar no publico por nao ter notas.
    Não deves fazer a minima ideia de quanto custa um estudante universitario ao estado pois nao ?
    Se calhar comecavas por reclamar a diferenca de propinas pagas no publico por um estudante de medicina e um de psicologia. Se o de medicina custa 10x mais nao devia pagar mais propinas ?

    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:1)
    por buarp em 23-05-03 20:56 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Frequentei o curso de Psicologia numa Universidade privada, acabando por me especializer em Psicologia Organizacional (relativo a empresas, para quem não souber àrea na qual actualmente trabalho. Falam que é um desperdicio de de dinheiro tirar este curso numa privada, pois eu penso exactamente o contrário.
    Tenho vário colegas de profissão/curso que tiraram os respectivos em Univ. Públicas e que ou estão em outras àreas ou se vêm às aranhas no que toca ao desempenhar das funções. Só por isto vejo o dinheiro que foi investido pelos meus pais, muito bem empregue.
    Por falar em dinheiro, a mensalidade. Bom, de facto comparando as propinas das Univ.Públicas às Univ.Priv existe uma desproporção algo apreciável. Mas não serão as propinas públicas um pouco baixas para o nível de ensino em que um aluno se encontra? Não só para pagar aos professores, que muitas vezes deixam os assistentes na pública e vão eles para as privadas, mas também para infraestruturas e afins. E em jeito de finalização,e voltando à mensalidade, basta fazer uns trabalhos para a Universidade que a mensalidade é reduzida para 50% ou menos.

    Cumps.
    Re:Privada? Em duas palavras: Ser xulado (Pontos:1)
    por buarp em 23-05-03 20:57 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Frequentei o curso de Psicologia numa Universidade privada, acabando por me especializer em Psicologia Organizacional (relativo a empresas, para quem não souber) àrea na qual actualmente trabalho. Falam que é um desperdicio de de dinheiro tirar este curso numa privada, pois eu penso exactamente o contrário.
    Tenho vário colegas de profissão/curso que tiraram os respectivos em Univ. Públicas e que ou estão em outras àreas ou se vêm às aranhas no que toca ao desempenhar das funções. Só por isto vejo o dinheiro que foi investido pelos meus pais, muito bem empregue.
    Por falar em dinheiro, a mensalidade. Bom, de facto comparando as propinas das Univ.Públicas às Univ.Priv existe uma desproporção algo apreciável. Mas não serão as propinas públicas um pouco baixas para o nível de ensino em que um aluno se encontra? Não só para pagar aos professores, que muitas vezes deixam os assistentes na pública e vão eles para as privadas, mas também para infraestruturas e afins. E em jeito de finalização,e voltando à mensalidade, basta fazer uns trabalhos para a Universidade que a mensalidade é reduzida para 50% ou menos.

    Cumps.
    E respostas? Há? (Pontos:2)
    por DomusOnline em 23-05-03 18:57 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://bandalarga.domus.online.pt/
    Pelo que li até agora pouco se adiantou no sentido de dar resposta.

    Honestamente também pouco farei nesse sentido, mas aqui vai:
    De uma forma geral tenho má imagem dos cursos das faculdades privadas, por serem pouco exigentes.

    Pessoalmente frequentei o ISLA e o que vi foi o seguinte:
    - má organização
    - professores pouco exigentes
    - professores mais exigentes são impopulares
    - os professores são todos oriundos do meio empresarial e não académico. A vantagem é que falam de casos reais, a desvantagem é que podem ser pouco rigorosos
    - tens contacto com o que é mais importante. Se aproveitas ou não depende do aluno
    - praticamente toda a gente no 3º/4º ano (regime nocturno) tinha o seu emprego na área.

    O pouco contacto que tive com outros cursos não me pareceram significativamente melhores.

    Nota: O curso não era engenharia mas sim informática de gestão.

    P.S.: não façam muito alarido que da forma que estou aqui a dizer mal do curso ainda me prejudicam na finalização do mesmo :)
    Isto é uma brincadeira obviamente.

    Cumprimentos
    Re:E respostas? Há? (Pontos:1)
    por president em 24-05-03 10:06 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Saiu um artigo no Publico 'a 2 ou 3 meses que tinha comparações entre universidades publicas e privadas em Engenharia Informatica, eles consideraram a melhor publica a FEUP e a melhor privada a UAL.

    No comparativo as universidades as privadas ainda estavam uns furos abaixo das publicas.

    Privadas... (Pontos:0, Lança-chamas)
    por tonidosimpostos em 23-05-03 19:12 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Privadas = Lixo...
    Se nao tens inteligencia para entrar numa pública, dedica-te a arrumar carros. Dá mais dinheiro, menos trabalho e ainda tens a vantagem de nao precisares de fazer a barba !

    Re:Privadas... (Pontos:2)
    por ruben dig em 23-05-03 19:34 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Não é bem assim nem as privadas são lixo nem ser arrumador é fácil, já vi alguns à porrada para delimitar a àrea de trabalho, outros à chuva e ao sol e outros que num dia inteiro de trabalho não angariam mais de 5 ou 6 euros ...
    Re:Privadas... (Pontos:1, Despropositado)
    por leitao em 23-05-03 19:37 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Considerando que nao fazem nada -- 5 ou 6 Euros por dia e' muito. Arrumadores sao a praga do seculo -- cada vez que vou a Portugal ainda fico surpreendido que eles ainda la' estao.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Privadas... (Pontos:1)
    por being em 23-05-03 20:59 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Oh meu arrogante e aberrante ser, se pensas que la por teres uma media alta faz de ti uma boa pessoa, e digo mesmo mais um bom aluno -- vai a um medico. Conheço pessoas que eram "burras" e depois atinaram e agora toda a gente os idolatra. Espero que tenhas inteligencia para perceber o que te disse, caso contrario vai procurar comida ao caixote do lixo. Quanto aos arrumadores de carros, basta ver o exemplo do Porto em que o Rui Rio quer acabar com eles, mas ha complicaçoes... algumas delas vindas mesmo de pessoas que nao tem nada a ver com o assunto.( pinto da costa ) E sou do fcp. Sem mais.
    Re:Privadas... (Pontos:2)
    por mlopes em 27-05-03 12:06 GMT (#40)
    (Utilizador Info)

    Conheço pessoas que eram "burras" e depois atinaram e agora toda a gente os idolatra.

    Existem diferenças entre ser inteligente e ter boas notas, a inteligência não é uma questão de "atinar", ou se é ou não se é. Se calhar algumas das pessoas que são chamadas de burras até são inteligentes mas não estão interessadas naquilo que lhes estão a ensinar, prejudicando assim a sua atenção e dedicação, como consequência - notas baixas, e alguns melhores alunos são mesmo pouco inteligentes e pouco mais fazem do que "marrar". Aliás o sistema de ensino português é o ideal para promover os "marrões" e os "chicos espertos" e a desintressar os "inteligentes"
    Mas se confundes "inteligência" com "tempo gasto a estudar" eu não me vou esforçar mais por explicar as diferenças.


    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:Privadas... (Pontos:1)
    por von em 28-05-03 15:22 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Aliás o sistema de ensino português é o ideal para promover os "marrões" e os "chicos espertos" e a desintressar os "inteligentes"

    "Marrar" é trabalhar; O que é pedido aos alunos em muitas disciplinas é que "dominem" conceitos. Como avaliar se o aluno os domina? Teste. Quem sabe o conceito (nem que seja decorado com cuspo no dia anterior) e o expõe correctamente no teste, tem a pontuação.

    Claro que os testes apenas avaliam o que está nos testes, mas que outra forma poderia ser usada para avaliar os alunos? E que estamos a avaliar, os "conhecimentos" ou as "capacidades"?

    Re:Privadas... (Pontos:2)
    por mlopes em 28-05-03 15:33 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    E depois tens como resultado trabalhadores que não sabem boi porque no dia a seguir aos exames esqueceram tudo o que aprenderam, e como não aprenderam a pensar só conseguem executar actividades amorfas, e depois ainda se queixam que cada vez à menos saidas para os cursos.

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:Privadas... (Pontos:1)
    por von em 29-05-03 0:19 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Qual é a solução, meter toda a gente a desenvolver projectos e fazer trabalhos (a trabalhar como burros) pelas notas?
    Re:Privadas... (Pontos:1)
    por von em 23-05-03 21:37 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Acho que o teu comentário era para levar na descontra...

    Mas, de qualquer forma, a questão é a seguinte:
    1) Acho que muitos dos adolescentes não têm maturidade suficiente aos 15 anos para saberem o que querem. Isto leva a chumbos, a médias baixas, a mudanças de agrupamento, a desistências...
    2) Muitos dos alunos também não querem saber. E quem não quer saber, quem se está a borrifar para o assunto, não vai aprender as coisas. Não tem motivação... Alguns, quando começam a querer saber, já têm uma média fraca.
    3) É fácil ter boas notas. É só estudar e trabalhar para isso. Algumas pessoas é que ainda não o perceberam, e muitas outras ainda não encontraram a motivação para estudar. São burros? Isso é redutor.

    Re:Privadas... (Pontos:1)
    por tonidosimpostos em 24-05-03 2:16 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Claro que o post era para levar na brincadeira, excepto a parte em que Privadas = Lixo :)
    É que sao mesmo... digam o que disserem :)
    Ate pq pagam 10 ou 15 vezes mais, logo é uma burrice ;)

    Re:Privadas... (Pontos:2)
    por Karlus em 25-05-03 21:53 GMT (#39)
    (Utilizador Info) /dev/null
    Claro que o post era para levar na brincadeira, excepto a parte em que Privadas = Lixo :)
    É que sao mesmo... digam o que disserem :)

    Com um argumento destes deduso que nem numa privada deves ter entrado.

    Ate pq pagam 10 ou 15 vezes mais, logo é uma burrice ;)
    Burro és tu por não saberes quanto custas ao estado numa pública. O preço é justo, o que não é justo são uns andaram 13 anos no sistema público a passear os livros e os das privadas pagarem a dobrar.

    Conversa interessante (Pontos:1, Interessante)
    por great_ghost em 24-05-03 13:38 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    No outro dia estava a falar com uma antiga colega minha (secundário) q anda numa univ privada.

    Ela dizia-me que qualquer dia o normal era todas as pessoas serem licenciadas. :)
    (No meu curso entram 40 saiem 4)

    Como estavamos na semana académica (em Faro), e ao lado estava um professor a falar com uma amiga dela, toda boa; eu perguntava-lhe como é que era possivel existir assim uma boa relação entre profs e alunos (mm antendendo ao aspecto da aluna).
    Ela dizia que aquilo era normal, lá os professores era muito simpáticos e havia uma excelente relação.
    (Na minha univ os profs só têm relacões profissionais c os alunos, e qd as têm)

    Como esta minha amiga era burra como as portas, e agora fazia-me acreditar na sua inteligencia comecei a fazer uma perguntas.

    -Qts profs são doutorados? 2 ou 3
    -Então se os profs não vos passarem, como é q eles ganham o ordenado ? não é bem assim
    -Então é se não forem muito simpaticos, como é q vos motivam para continuar a pagar? Não quero falar mais sobre isso
    - Então e se voces não acabarem o curso, qtos ursos é q lá se vão increver? Acabou

    Acredito que nem todas as univ privadas sejam assim, mas de certo o espirito foi, e será o mesmo.

    A verdade é q só estava a falar c a tipa para me apresentar a amiga.
    Mas depois desta dose de verdades absolutas o ambiente ficou pesado.

    Conclusão: quem tem dinheiro pode ter um papel com um carimbo e com uma dada média a dizer que acabou um curso dos seu sonhos.

    Quanto a informatica penso q mais importante q um curso é o meu curriculo.
    Eu sou licenciado, e trocava o meu diploma por ter estado envolvido em 2 projectos top mundo. O que talvez seja possivel em 5 anos.

    Re:Conversa interessante (Pontos:2)
    por mlopes em 27-05-03 12:15 GMT (#41)
    (Utilizador Info)

    A verdade é q só estava a falar c a tipa para me apresentar a amiga

    Então devias ter feito com diz o Zéze Camarinha o grande mestre do engate em Portugal e dizer:

    -putassiquezenótedeuane! (ler -put the 6 not the 1 e acrescentar iórsquineisvériuáite a gosto).

    Em vez dessa converssa de úniverssidades! :D


    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]