gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Betos, dinheiro e campus virtuais
Contribuído por AsHeS em 12-05-03 19:54
do departamento mais noticia para o molhe
Verdinhas BlueNote escreve " O suplemento Computadores do Público de 5 de Maio tem um artigo que fala sobre"Estudantes a trabalharem com rede". Resumidamente, o colégio equipou-se com pontos de acesso à rede em todas as divisões, via rede estruturada ou wireless (para os meninos não deixarem de ter acesso à rede nos laptops na cantina, nos corredores e na piscina), datashow (e respectivo PC) em todas as salas de aula, salas multimédia com PCs, vídeo e dvd, etc. "

São 800 pontos de acesso à rede, 130 PCs, 8 servidores, 1 SAN de 1,4 TBytes (!), etc. Enfim, cada um gasta o dinheiro como entende e se acha bem torrá-lo em hardware, tudo bem, é uma entidade privada e se quer sobre-dimensionar as necessidades em TI, be my guest.

A parte final do artigo é a mais relevante:

"O projecto levado a cabo pelo CLIP tem alguns pontos de contacto com o programa Campus Virtual, lançado pela UMIC".
Após um depoimento "para vender o peixe" por parte de quem projectou a solução do CLIP, da 3Com, que inclui coisas como "o Campus Virtual não é comparável com o que se fez no CLIP, pois o primeiro é um projecto de acesso e este envolve uma forte componente multimédia" e "se houver aplicações multimédia a correr uma infra-estrutura wireless já não funciona" (sim, já tínhamos percebido que os meninos do colégio precisam de rede para brincar, sacar gifs e mp3, não era preciso reforçar) aborda-se o projecto de Campus Virtual que o ISEG da Universidade Técnica de Lisboa se está a preparar para apresentar à UMIC.

Segundo o responsável pelo projecto, Luís Nazaré (ex-ICP/Anacom) "a procura de parceiros resultou na escolha de quatro empresas: a Microsoft, a Portugal Telecom, a Vodafone e a Accenture".

"A Vodafone irá instalar uma rede bastante semelhante à que tem na sua própria sede - uma rede wi-fi mas que utiliza o sistema GSM para transportar sinal. A PT colaborará na instalação das antenas e de outros equipamentos. A Microsoft contribuirá com o software aplicacional e a Accenture terá a seu cargo a organização técnica" .

E pronto, lá vamos nós outra vez. Mais um projecto público dependente de software proprietário. Por que será que me cheira a que mais uma vez um investimento público avultado irá constituir apenas uma forma de simplesmente comprar produtos e serviços em vez de uma oportunidade de criar valor acrescentado?

nota surrealista: esta edição do suplemento nunca esteve acessível a partir da página de entrada do Público!) que descreve a infra-estrutura informática de um colégio privado (Colégio Luso Internacional do Porto - CLIP) com 500 alunos."

O Português em 2103 | How One Microsoft User Made The Switch To Open Sou  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Público
  • "Estudantes a trabalharem com rede"
  • Mais acerca Verdinhas
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    grrr (Pontos:5, Interessante)
    por tOkIo em 12-05-03 20:27 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Desde o titulo aos comentarios pelo meio ... aqui esta o exemplo claro d uma noticia que é complementada por comentarios pseudo-comuno-hipies. Se uma escola [colegio neste caso] tem dinheiro para montar uma infraestrutura deste genero nao deviamos ficar contentes, em vez de ficarmos com comentarios de pseudo-comunistra do genero "os meninos ricos vao sacara mp3s".
    Eu acho que e uma boa noticia ...
    Eu acho que as opinioes e provocaçoes deviam vir nos comentarios e naos nos artigos.
    Desculpem qq coizinha
    __tOkIo
    ISEG ? (Pontos:3, Engraçado)
    por chbm em 12-05-03 22:25 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Onde é que o ISEG entra nesta orgia (errm órgia!) de despesismo ? Só 'desenhou' a solução ou daqui a uns meses também vai deitar dinheiro ao rio MS+Accenture ?
    Betos, dinheiro e campus virtuais (Pontos:4, Interessante)
    por MiguelA em 12-05-03 22:29 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://anetmorreu.blogspot.com
    O BlueNote esquece-se que a infra-estrutura foi criada para dar apoio a um conjunto de aplicações e soluções multimédia inéditas no nosso país.

    O facto de os alunos possuirem um SmartCard, que além de determinar o acesso dos alunos aos recursos multimédia, funciona igualmente como porta-moeda electrónico e relógio de ponto.

    De facto, se uma instituição tem capacidade financeira para investir numa infra-estrutura de qualidade para os alunso, qual o problema ?

    E já agora, a infra-estrutura em si não é nada exagerada. Pelo contrário, apresenta uma excelente visão de longo prazo.

    Ao contrário do que acontece na maioria dos estabelecimentos de ensino (muitos deles, superior) onde se vai comprando o equipamento aqui e acolá.

    Cumps,
    Miguel Albano
    If Spam was Money...then I'd be filthy Rich... But I'm not, so why try to sell me anything ?!?
    off-topic, mas pertinente... (Pontos:3, Interessante)
    por pcardoso em 12-05-03 22:29 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://insomni.org
    "datashow (e respectivo PC)"

    Sou apenas eu, ou há aqui mais alguém que sente uma vontade enorme de dar um par de estalos a quem se refere a um projector de video como datashow?

    É que grande parte das vezes em que ouvi alguem falar em datashow teve sempre que se explicar (a alguém que ouvia a conversa) e dizer que é um projector. Até mesmo no artigo no público aparece dentro de um parentesis o que é afinal um datashow.
    I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.

    Re:off-topic, mas pertinente... (Pontos:1, Despropositado)
    por CrLf em 13-05-03 3:03 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    Curiosamente um projector não é um datashow, um datashow era um daqueles LCDs transparentes que se punham em cima de um retroprojector.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:off-topic, mas pertinente... (Pontos:1)
    por Strange em 14-05-03 15:10 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.no-ip.org/
    +1 Informativo...

    hugs
    Strange

    Toca a deitar abaixo. (Pontos:3, Interessante)
    por leitao em 12-05-03 23:07 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Se o colegio tivesse uma rede baseada em 10Base 2 eram uns pobres duns Portugueses e em espanha ha' muito melhor, yada, yada, yada...

    Como teem uma rede como deve ser e ate' se investiu o dinheiro em qualquer coisa que ate' e' capaz de ser util entao sao uns betos que teem dinheiro a mais e a culpa e' dos Americanos da Accenture e do presidente do Boavista...

    Tipico.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:Toca a deitar abaixo. (Pontos:2)
    por pcardoso em 12-05-03 23:36 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://insomni.org

    deixa lá... quando passar a repetição da jogada vai-se ver que a culpa é do árbitro que se enganou. :)

    mas tens razão... é uma escola privada, e se há dinheiro para gastar em alguma coisa de jeito que o façam.

    e já q o tema é educação, na escola onde trabalho ando a desenvolver como projecto de fim de curso uma aplicação para fazer a gestão pedagógica (notas, faltas, $lista_enorme_de_coisas), e vou usar algumas das coisas que foram faladas no artigo... cartões magnéticos para autenticação, uma rede wi-fi, envio automático de SMS para os papás com informação dos filhos... claro que o orçamento não se compara, além de q estou a fazer isto de borla, já que o projecto do curso não é remunerado..

    enfim.. lá vão mais €0.02 meus...
    I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.

    Re:Toca a deitar abaixo. (Pontos:1, Despropositado)
    por nmarques em 13-05-03 0:50 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Pah, eu pergunto-me a mim mesmo quem andará com meias com lusangulos... quem são os perdidinhos do pum pum, e quem serão os ninos da mamã... « evil grin »

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it...I
    Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por humpback em 12-05-03 23:29 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Não vou criticar mais o artigo pois já muitos o fizeram antes. Mas vou falar de coisas que considero pertinentes.
    O campus Virtual, na sua encarnação em Coimbra, vai amanha ser apresentado com honras de Ministro presente e tudo. Eu não vou puder estar por lá, mas tenho pena pois gostaria de saber porque raio em altura de contenção de despesas se gasta tanto dinheiro em algo tão frivolo como o wireless (o unico beneficio que eu vejo foi o facto de o backbone do polo ii da universidade de coimbra que interliga 5 departamentos com um total de cerca de 5000 alunos ter passado de 10MB para 100).
    A outra coisa que eu gostava de saber é porque raio se vai optar por um sistema de VPN proprietário da Microsoft com um total de 255 utilizadores possiveis em simultaneo ( 255 possieveis do total de 5000 alunos+docentes+funcionários).
    Eu com bato palmas a esse colégio, ao menos a coisa parece ter sido feita com pés e cabeça, e nao como no caso do campus virtual que é notoriamente um esquema para a Cisco despachar uns quantos milhares de ap's de base de gama para as universidades (este modelo é o unico da cisco que trabalha com o 802.11B (11MB nos 2.5Ghz) que não pode ser actualizado para o 802.11G (54MB nos 2.5Ghz).
    Alguem (como sempre) esta a meter muito dinheiro ao bolso, e como sempre o Zé povinho sai tramado.

    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por jig em 12-05-03 23:45 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Pode ser actualizado para 22Mb.
    Eu também acho que esta altura não foi a mais adequada para este projecto mas também acho que é bastante prático poder sacar os trabalhos quando os comps do meu dep. estão ocupados ou quando estou na biblioteca a estudar e preciso de consultar qualquer coisa.
    Justifica-se? Acho que não.Mas prático é! :)

    Em relação a isso da microsoft não sei quem te espetou tamanha tanga mas não está nada previsto para o polo nem vai estar.
    E a possibilidade que existe do uso de uma VPN vai deixar de existir dentro de pouco tempo.
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por slug em 13-05-03 9:15 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    espero bem que não haja rede na biblioteca, não estou para ouvir o matraquear das teclas e o zumbir dos computadores enquanto tento ler um livro. ou existe uma sala próxima e isolada para isso ou parece-me pouco respeitador dos outros.
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por humpback em 13-05-03 11:41 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Respeito? O pessoal não sabe o que é isso.
    Vê o caso de um certo departamento da UC em que depois de ser fechada a sala de portateis por o pessoal so fazer barulho eles atacaram as outras salas e desligam os pc's de lá para ligarem os deles.
    Isto putos têm de ser tratados como putos... Colocar um aviso bem grande a dizer: "Uso proibido de portáteis, estes seram confiscados e revertem para o departamento." . Depois do primeiro espertinho ficar sem maquina nunca mais se repetia.


    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:1)
    por lmpinto em 13-05-03 0:08 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Onde é que ouviste falar em VPN's da Microsoft? Foi uma das (várias) alternativas em análise, que foi posta de parte por falta de suporte para outros sistemas operativos que não microsoft (Linux, *BSD, e principalmente, MacOS X). Também falei mal dos AP's (que pecam pela impossibilidade de levarem uma antena externa, o que faz com que haja zonas com demasiada sobreposição de sinal, e outras onde o sinal mal chega, mas afinal vai haver um update para os 54Mbps, a 2.4Ghz).

    Para quem puder ir, é no Departamento de Engenharia Civil da UC, no Pólo II, às 17 horas.

    E o wireless não é frívolo - finalmente tenho rede na casa de banho!!! HURRAH!!! Agora basta-me ir ao Continente comprar uma extensão de 20 metros e sou um homem feliz :-)

    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por humpback em 13-05-03 1:55 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    1-As VPN's da Microsoft SÃO suportadas em Linux/BSD e MacOS.
    2-Quanto ao firmware já podias ter avisado escusava de fazer má figura aqui no gildot.

    Quanto ao ser frivolo isso continuo a achar que é...
    O dinheiro dos Ap's gasto em actualizar a linha das universidades era bem mais empregue. A linha da UC por exemplo deve estar tão entupidinha que desde a mais de um ano que os graficos de ocupação foram desactivados, e isto usando coisas como o websence a filtrar conteudos "impróprios".

    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por Oldtimer em 13-05-03 9:35 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://mac.against.org

    De facto, por menos que se goste, o PPTP está perto de ser a única solução universal para VPN - é suportado em tudo, desde Palms até Macs e Linuxes, suporta encriptação de 128bits equiparável à do IPSec, e já não sofre de problemas relevantes nos vectores de inicialização desta (embora continue a derivá-los das passwords).

    E funciona muito melhor em termos de experiência de utilizador do que a vasta maioria de clientes de IPSec (que, por estas alturas, ainda dedicam mais UI a parâmetros de optimização do que ao botão de "Connect", e usam autenticações proprietárias - ou impostas como standards à força...).


    ^D
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:1)
    por tuxe em 13-05-03 14:47 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Na UC não sei, mas há uns tempo vi na TV o lançamento do porgrma ana Universidade de Aveiro e fui ver mais informaçoes na net e imaginem:

    Para se conseguirem ligar tinham MESMO de usar um programa proprietário da MS, que obviamente era closed source e só havia versão para windows... (corrijam-me se estiver errado!)

    Enfim, aqui na FEUP ja estáo a montar wireless 802.11b, só estou a espera que tenha uma cobertura fixe para comprar a plaquita... hehehehe..-
    já me estou a ver refastelado na esplanada da biblioteca a trabalhar... cof fazer downloads cof cof... ;)
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:2)
    por raxx7 em 13-05-03 17:35 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    WiFi? A rapaziada do GLUA não se queixa :-)

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Tanta parra e pouca uva (Pontos:1)
    por 4Gr em 13-05-03 22:04 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Ora nem mais!

    Também sou da FEUP, e certamente que o meu notebook, unica e exclusivamente com software livre, sendo Linux o SO irá fazer muito uso da wireless!

    Para quem anda na FEUP, com as excelentes instalações que dispomos, não haveria necessidade para WiFi, mas já que está a ser instalado, então que se faça uso! Já vi um ponto de acesso wireless na sala B001, certamente haverá em mais... :-)
    Dor de coto? (Pontos:4, Interessante)
    por mazevedo em 13-05-03 0:29 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Cá para mim, parece-me mais dor do coto do nosso colega Bluenote.

    Para quem não sabe, e passe-se a publicidade, o CLIP é um bom colégio privado, e faz-se pagar bem, muito bem mesmo, onde se tenta ministrar um ensino de qualidade e excelência, pois sei de boas fontes.

    Se os alunos do CLIP têm a possibilidade de ter uma boa rede, bem estruturada e pensada para o futuro, então não vejo qualquer mal, antes sim, como uma coisa a louvar neste país.

    Infelizmente, o comentário do nosso amigo soa mesmo a dor de coto, pois muito provavelmente nunca esteve em nenhum sítio que tivesse estas tecnologias... Ou num sítio onde a Rede fosse apenas uma ligação Dial-Up a uma BBS qualquer!

    Mas enfim, já nos habituamos... Para dizer mal, não há nada melhor que os portugueses!!!
    ----
    //\anuel /|zevedo

    1.4 TB ? So' ? (Pontos:1, Despropositado)
    por fjca em 13-05-03 7:33 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Eu nao vejo a referencia no artigo a' SAN, mas olha que 1.4 TB nao e' nada do outro mundo, pelo menos em termos de capacidade, isso faz-se com uma array com 12 discos de 180 Gb em RAID5, e ja' com um hot-spare...

    E' claro que tb depende da array de discos, mas nao me parece que seja nenhuma EMC ou HDS...

    Eu por mim acho muito bem que eles gastem o dinheiro nas infraestruturas, se o teem para gastar. Nao quer dizer que concorde com todas as opcoes, mas nao se pode agradar a gregos e troianos....

    A unica coisa que eu nao percebi foi isto:

    "óptica, os quais proporcionam débitos de 2 gigabits por segundo seis"

    2 Gbits seis ?
    Re:1.4 TB ? So' ? (Pontos:2)
    por MiguelA em 13-05-03 13:31 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://anetmorreu.blogspot.com
    Só a título de informação, os 1,4 TB são brutos e são escaláveis, visto tratar-se de equipamentos da EMC.

    Cumps,
    Miguel Albano
    If Spam was Money...then I'd be filthy Rich... But I'm not, so why try to sell me anything ?!?
    Re:1.4 TB ? So' ? (Pontos:2)
    por fjca em 13-05-03 22:01 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    EMC ? Que array e', especificamente? Bom, qq que seja, barato nao foi ... sinceramente, parece-me EMC e' overkill ... Posso ser convencido do contrário, mas preciso de ver as facturas :)


    Re:1.4 TB ? So' ? (Pontos:2)
    por MiguelA em 14-05-03 9:07 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://anetmorreu.blogspot.com
    fjca,

    envia-me o teu contacto para miguelsa@esoterica.pt que eu digo.te.

    Cumps,
    Miguel Albano
    If Spam was Money...then I'd be filthy Rich... But I'm not, so why try to sell me anything ?!?
    Re:1.4 TB ? So' ? (Pontos:1)
    por NecroMancer em 13-05-03 15:31 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Segundo o que eu percebi, todas as estações de trabalho são diskless. Aqui no D.E.I. da UC temos mais ou menos 150 computadores para os alunos, mais ou menos 15 servidores, para além dos computadores dos laboratórios de investigação. Eu diria que a media de espaço em disco sera à volta de 10-15GB. Se fizerem as contas, isto ultrapassa em muito os 1.5TB. Apesar de nas estações diskless não ser preciso duplicar as aplicações, 1.4TB não dariam para o DEI todo!!!
    barbeque anyone? (Pontos:2)
    por zaroastra em 13-05-03 8:14 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    bom, se pensarmos q por exemplo em espanha proibiram antenas gsm perto de escolas para nao fritar os cerebros as criancinhas, perguntome se:
    uma rede wi-fi mas que utiliza o sistema GSM para transportar sinal. nao servira para fazer um lindo barbeque...
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por Oldtimer em 13-05-03 8:40 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://mac.against.org

    Creio que isso é má interpretação do texto - não tem nada a ver uma coisa com a outra, quer em termos de frequências quer em termos de potência...

    (Eu cá deixava esse tipo de afirmações para quem percebe do assunto, e não mandava bitates dignos de cartomantes e astrólogos...)


    ^D
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por humpback em 13-05-03 11:36 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Eu não percebo do assunto e o zaroastra fez uma pergunta.

    E tu que pareces saber queres explicar de uma forma mais educada?

    (offtopic)Já é boa altura de as pessoas aqui no gildot ganharem um pouco de educação, e explicarem as coisas em vez de se sairem com: "Tá lá calado que nao percebes nada disto."

    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por Oldtimer em 13-05-03 12:03 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://mac.against.org

    O GSM trabalha nos 1800 e 900MHz, enquanto o Wi-Fi trabalha nos 2.4GHz (bastante mais acima).

    No entanto, a parte mais importante é que as potências não têm rigorosamente nada a ver - a potência de um emissor GSM é ordens de magnitude acima da de um access point.

    Mas talvez seja mais significativo pensarem que um telefone tem um emissor de 1,2 ou 4W (dependendo do modelo, fabricante, estar ou não montado num automóvel, etc.) e uma carta wireless ter entre 30-50mW (milliwatts) de potência.

    Por isso, dizerem (ou implicarem) que o wireless LAN serve para fazer barbecues não é correcto - a menos que sejas uma pulga a tentar fazer um barbecue de amebas e gostes do protoplasma cru...


    ^D
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por humpback em 13-05-03 12:50 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Pois, eu isso sei. Mas as soluções faladas da vodafone usam GSM....


    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por Oldtimer em 13-05-03 14:07 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://mac.against.org
    Não vejo isso escrito em lado nenhum (nem vejo o sentido que essa frase terá).
    ^D
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por humpback em 13-05-03 14:48 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    No artigo:
    "A Vodafone irá instalar uma rede bastante semelhante à que tem na sua própria sede - uma rede wi-fi mas que utiliza o sistema GSM para transportar sinal. A PT colaborará na instalação das antenas e de outros equipamentos. A Microsoft contribuirá com o software aplicacional e a Accenture terá a seu cargo a organização técnica" .

    Talvez seja boa altura para tu dares um murro no olho para ver se começas a ver melhor, e pedir desculpa as pessoas que estavam a falar sobre as radiações GSM.


    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:barbeque anyone? (Pontos:1)
    por Sub em 14-05-03 11:42 GMT (#41)
    (Utilizador Info)
    então aí a culpa será de quem escreveu o artigo original. a solução utilizada aqui no edifício da vodafone utiliza a cablagem do sinal GSM para transportar o sinal wi-fi e as antenas GSM para transmitir o sinal.

    --

    The MS Information Minister Says: We are secure! There are no security issues in our code. Truly. We shall beat Linux with our shoes and call it a donkey

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por Arrepiadd em 15-05-03 8:45 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    O GSM trabalha nos 1800 e 900MHz, enquanto o Wi-Fi trabalha nos 2.4GHz (bastante mais acima).

    Não é por nada, mas este argumento não ajuda nada na tua tentativa de fazer o problema diminuto. Na verdade até o torna mais grave.

    De acordo com as fórmulas que tratam a energia de uma feixe de luz: E = h * frequência. Ou seja, um aumento de frequência aumenta também a energia já que elas são directamente proporcionais. Tu pareces querer refutar (em parte), com o argumento do que trabalhando mais acima em termos de frequência o problema é menor. É exactamente o contrário. O parâmetro a avaliar tem de ser ou a potência, isso sim (que tu avaliaste) pode dar uma indicação do perigo real de um sistema ou, em conjunto com a frequência, da intensidade do sinal, que acaba por ser a sua potência :)

    Re:barbeque anyone? (Pontos:3, Engraçado)
    por grumpy bulgarian em 13-05-03 9:07 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://10.10.11.2
    Eu trabalhei na Voda durante estes 2 ultimos anos. Na nova sede, fiquei com um "repetidor" a 3 metros do sitio onde eu abancava e posso garantir que hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
    Grumpy B)
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por Oldtimer em 13-05-03 9:37 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://mac.against.org

    Sim, nós sabemos onde tu estás. ;) Eventuais aumentos de potência quando não está mais ninguém no teu sector são meras coincidências. :)


    ^D
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por leitao em 13-05-03 13:03 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Uma antena GSM pode fritar ovos porque o seu alcance e' muito longo. Uma antena Wi-Fi apenas cobre uma fraccao da area e como tal nao precisa de tanta potencia.

    O que frita as celulas e' o output em Watts, nao a frequencia.


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por slug em 13-05-03 13:38 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    errado. o que frita as células é a energia, que está directamente relacionada com a frequência da radiação. A potência é a energia por unidade de tempo.

    Nestes casos, wi-fi vs antenas base de gsm, a potência interessa pq a energia do campo electromagnético está directamente relacionada com a potência. Enquanto nas bases GSM é da ordem das dezenas/centenas de Watt, as wi-fi é na ordem das dezenas de milésimos de Watt (equip.legal). É claro que também se podia entrar com o factor de se usar antenas direcionais, energia de ionização, etc.

    Mas se entrássemos com a mesma potência nas duas frequências, ias ver que a energia da radiação com freq. mais alta era muito maior: Fotão

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por MacLeod em 13-05-03 22:57 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    o que frita as células é a energia, que está directamente relacionada com a frequência da radiação. A potência é a energia por unidade de tempo.

    Wrong! O que frita as células é a potência. Numa analogia semelhante, podias dizer que o que frita os átomos é a energia. De que te serviria teres um fotão muito energético se só durasse 1 fentosegundo? Enquanto que num átomo para extraires electrões o que importa é a energia da radiação incidente (porque ao nível microscópico não é cumulativa com o número de fotões), numa célula o que importa é a energia por tempo pois importa também quanto tempo é que a célula vai demorar a dissipar a energia absorvida. Essa relação termodinâmica é que vai ditar se a célula frita ou não.

    Mas se entrássemos com a mesma potência nas duas frequências, ias ver que a energia da radiação com freq. mais alta era muito maior

    Mais uma vez, errado. Se tens dois feixes com a mesma potência, quer dizer que transportam a mesma energia por segundo. Logo, a "energia" dos feixes é igual. A energia dos fotões de cada feixe é que é diferente. Simples, não?

    Re:barbeque anyone? (Pontos:1)
    por NecroMancer em 14-05-03 9:37 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    ERRADO!!! Correndo o risco de repetir o que o slug disse, a energia de um fotão é proporcional à frequência e à potência de emissão. Os dois factores são importantes. Para as pessoas ignorantes (ignorância não é defeito nenhum...) digo que consultem um qualquer livro de Física e verão que é assim... As pessoas confundem muito pontêum;ncia com energia. Mais uma vez, como o slug disse, a potência é energia por unidade de tempo (isto aprende-se no 10o ano de escolaridade!!!). Não se ponham a mandar postas de pescada sem saber o que estão a dizer... Se estiveres exposto a uma frequência de 1.8GHz com 100mW de potência recebes 10 vezes menos energia que à mesma frequência com 1W de potência; um sinal com frequência de 2.4GHz com 50mW de pontência não tem a mesma energia que um sinal de 1.8GHz com 50mW... tem mais... Mas um sinal de 1.8GHz com 2W tem muito mais energia que um sinal de 2.4GHz com 50mW... Aprendam Física e Matemática...
    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por MacLeod em 14-05-03 13:03 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    Começo a ficar um bocado farto de aturar gente como tu. Para além de não terem razão, começam com os argumentos de mandar postas de pescada quando na realidade são eles que as mandam. Não tenho culpa que sejas burro, mas ao menos faz um esforço para aprenderes. Se não quiseres aprender, fica calado. Fazes melhor figura.

    Eu não confundo potência com energia. Tu é que pareces não saber o que é potência. Vamos lá aos básicos, devagarinho para ver se percebes. Se tiveres exposto a um feixe com uma potência de 100 mW, recebes 100 mJ por segundo. Qualquer que seja a frequência! Recebes uma dada energia por segundo. Como é que se quantifica a energia de um feixe? Pela potência. Como é que se quantifica a energia de um fotão? Pela frequência.

    Isto quer dizer (e vê lá se percebes de uma vez por todas) que para teres um feixe de 1.8 GHz com 10 mW, tens de ter MAIS fotões (com 1.8 GHz) do que num feixe de 10 mW mas a 2.4 GHz (onde para teres a mesma potência não precisas de tantos fotões). E o que importa para fritar células, é a potência.

    Correndo o risco de repetir o que o slug disse, a energia de um fotão é proporcional à frequência e à potência de emissão.

    Mais um comentário burro. E energia de um fotão não tem nada a ver com a potência. A potência é que tem que ver com a energia do fotão!

    Agora, espero que pegues no teu livrinho de física e comeces a aprender alguma coisa antes de vires tentar ensinar alguma coisa de Física a um físico.

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por slug em 14-05-03 15:11 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    "De que te serviria teres um fotão muito energético se só durasse 1 fentosegundo"
    exacto. sendo E = P.t , não serviria de nada, realmente, mesmo que tivesse 1000TWatt de potência, só teria 10^15(W) * 10^-15(s) = 1 (J) de Energia, ou seja, de trabalho executado.

    "numa célula o que importa é a energia por tempo"
    energia por tempo ou potência VEZES tempo (trabalho) ?

    "quanto tempo é que a célula vai demorar a dissipar a energia absorvida"
    ou seja, a transferência de energia da célula para o meio exterior (mais uma vez, trabalho).

    podemos pensar por exemplo na chaleira eléctrica de 1000W (potencia) que tens lá em casa. se a tiveres ligada 1 segundo, nao consegues transferir energia suficiente para aqueceres a água. se tiveres uma chaleira de 1W e deixares 1 semana a aquecer a água, supondo que não há dissipação de energia para o exterior (sistema isolado), e pensando hipoteticamente (sem fazer contas), podemos imaginar que teremos a agua a ferver (a fritar células) ao fim desse tempo e apenas com 1W de potencia!

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por MacLeod em 14-05-03 20:07 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    energia por tempo ou potência VEZES tempo (trabalho) ?

    Trabalho = Energia (se duvidas vai ver as unidades do trabalho).

    podemos pensar por exemplo na chaleira eléctrica de 1000W (potencia) que tens lá em casa. se a tiveres ligada 1 segundo, nao consegues transferir energia suficiente para aqueceres a água. se tiveres uma chaleira de 1W e deixares 1 semana a aquecer a água, supondo que não há dissipação de energia para o exterior (sistema isolado), e pensando hipoteticamente (sem fazer contas), podemos imaginar que teremos a agua a ferver (a fritar células) ao fim desse tempo e apenas com 1W de potencia!

    Exacto, já estamos a caminhar na direcção certa. Dou-te toda a razão. Julguei que quando falaste dos telemóveis vs. wifi estavas a partir do pressuposto que as pessoas ficavam expostas às duas radiações o mesmo tempo. Em termos práticos, e voltando à célula, não há sistemas isolados. A célula vai trocar energia com o meio envolvente, logo a energia que absorve da radiação vai ser eventualmente dissipada (na gama dos infravermelhos, geralmente). Por isso, se queres fritar a célula, o que tu precisas é de a aquecer num tempo suficientemente curto para que ela não possa arrefecer. Logo, o que precisas é de uma certa quantidade de energia por tempo (potência), para a fritar.

    Já agora, depois de todas estas discussões sobre potência, energia e frequência acho curioso ainda ninguém ter falado que o que importa na perigosidade das microondas é a sua proximidade (em termos de frequência) com a frequência de ressonância da molécula da água -- o que realmente faz mal!

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por leitao em 13-05-03 23:50 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Duh! Da proxima em vez de comprar um micro-ondas com maior output em watts vou comprar um com frequencias mais altas... damn!


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:barbeque anyone? (Pontos:2)
    por slug em 14-05-03 11:52 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    Mas nos micro-ondas, existe uma razão para se usar aquela faixa de frequências:
    How microwave ovens work
    uau -- sou famoso... (Pontos:2)
    por BlueNote em 13-05-03 21:33 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    ...toda a gente me bate ;-)

    Agora a sério:

    O pessoal que frequenta/conhece/é fan/gosta/etc/ do CLIP não precisa de ficar tão abespinhado. Eu limitei-me a ler o artigo do Público e a submeter o artigo aqui ao gildot para discussão. E acho que pelo menos tive o mérito de provocar a discussão... :-)

    Não vem escrito no artigo que a SAN é "escalável" (nem o modelo) e que os clientes são diskless, nem que os alunos têm smartcards que podem usar para serviços e também à lá PMB, etc. E eu não sou bruxo. Se o artigo falasse disso tudo a minha forma de apresentar o assunto seria diferente.

    Assim como está apresentado só dava para concluir pelo sobre-dimensionamento das necessidades. Estamos a falar de 500 alunos dos quais só os alunos do 9 ao 12 ano terão acesso à rede e não de uma faculdade!

    Claro que, como também escrevi, se há dinheiro e vontade, fine by me. Mas, e para responder ao suposto "comunismo" (isto só visto, chamarem-me comunista, a mim! LOL!), a minha análise foi pelo lado capitalista, isto é, assim como está descrito no Público, o sistema não gera suficientes ganhos de produtividade para o investimento feito. É que nem sequer é mencionado um CMS que permita colocar em web material de apoio às aulas de forma expedita, sem obrigar os professores a aprenderem html ou a trabalhar com frontpage...

    Mas de facto, aquilo que achei mais interessante foi a menção dos Campus Virtuais e a referência ao projecto do ISEG.

    Isso é o que de facto é relevante, porque aí trata-se de dinheiro público.

    Já há algum tempo que acabei a faculdade e por isso não conheço directamene o que se passa. Mais uma vez só posso ajuizar pelo artigo do jornal. Mas que não cheira bem, não.

    Mas a discussão serve é para se trocar pontos de vista de modo a que toda a gente aprenda mais... os artigos não são nenhuma "bíblia", são "sementes" de discussão...

    Re:uau -- sou famoso... (Pontos:1)
    por xpto em 14-05-03 1:44 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente, os artigos têm o seu interesse, mas os comentários são de muito baixo nível, tanto técnico como linguistíco. Infelizmente continuamos, como portugueses, no terceiro mundo, mas não tanto por culpa de quem, por direito, foi elegido para governar, mas pela medíocridade para a qual se destina cada indivíduo, incapaz de reconher em sí, e exigir, excelência.
    Piscina (Pontos:1)
    por azevedo em 14-05-03 19:20 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Em vez do SAN de 1,4 TB, podíamos começar mais umas threads sobre o facto de terem piscina :)


    Será viável ? Custos ? Corre Unix ?


    Cumprimentos.

    Re:Piscina (Pontos:1)
    por tOkIo em 14-05-03 20:13 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Se teem recursos e nao usam, toda a gente pergunta p onde vai o dinheiro ... as tantas o director comprou um barco e anda a desviar dinheiro, e as pessoas pagam e nao teem retorno. Se teem recursos e usam, e porque estao a esbanjar dinheiro ...

    __tOkIo

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]