gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Setubal Na Rede - 1º jornal digital Português em m
Contribuído por BladeRunner em 14-04-03 21:39
do departamento prince-sign-o'-the-times
Web drainbamage escreve "O Setúbal na rede foi o primeiro jornal nacional exclusivamente editado na net.
Cinco anos volvidos desde o seu lançamento, o futuro deste projecto é mais do que incerto... sinal dos tempos?"

Compras de cpu online, experiências | SANS/SAGE/BigAdmin Salary Survey  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Setúbal na rede
  • incerto
  • Mais acerca Web
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    correcção! (Pontos:2, Informativo)
    por DrainBamage em 14-04-03 22:28 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Ooops!
    O link correcto é este!

    ==============================
    "Se vi mais longe foi porque comprei a porra duns binóculos." - Zé da Esquina
    obrigado (Pontos:1)
    por Mosh1021 em 14-04-03 22:55 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Viva, como estas ? Venho por este meio agradecer o facto de teres colocado este post sobre o setubalnarede. Eu tenho muita pena que projectos como este, cheguem a este estado de degradação. Bolas, esqueci-me que estamos em Pt. Cumprimentos Marco Oliveira
    Re:obrigado (Pontos:1)
    por liberdade em 15-04-03 9:15 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    E que tem ser pt a ver com o assunto? Ou és um daqueles para quem só o que vem de fora é que é bom?
    Re:obrigado (Pontos:1)
    por Mosh1021 em 15-04-03 11:28 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Viva, bom dia, como estas ? Não era esse aspecto que está a mencionar, mas o facto de os dinheiros provenientes do estado virem tarde e a má horas, ou não virem. Que este e quase todos os outros governos anteriores teem sido uma grande mer... para o desabrochar de projectos como este. O que vem de fora ás vezes é bom, outras nem sequer vale a pena falar, uma verdadeira tristesa. Cumprimentos Marco Oliveira
    Re:obrigado (Pontos:2)
    por jig em 16-04-03 8:42 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Não leves a mal a pergunta mas trabalhas para a VodaFone?
    Re:obrigado (Pontos:1)
    por 4Gr em 15-04-03 13:32 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Sim, na minha opinião, pouco do que é feito em Portugal tem qualidade, tirando algumas empresas (Sonae, Grupo Amorim, etc) cuja hierarquia, organização e estruturação económico-partidária se assemelha de países evoluídos e civilizados como Alemanha, França, etc.

    Este meu comentário não tem como objectivo denegrir a imagem de Portugal, apenas denunciar factos. É tudo questão de mentalidades e a da população de Portugal não prima pela visão racional. Quanto ao jornal, fico muito triste que assim seja, visto que uma iniciativa de bastante interesse, agora em voga em vários países distantes do mundo, vá cair redondamente por terra, adivinhe-se onde... em Portugal! Isto justifica-se porque certos projectos têm de ser devidamente enquadrados, mesmo tendo potencial e qualidade. Ora, assim sendo, um projecto destes num país cuja taxa de analfabetismo é três vezes superior à taxa de pessoas que NÃO são licenciadas no Japão, quer dizer alguma coisa!

    Tem-se dito...
    Re:obrigado (Pontos:1)
    por DrainBamage em 15-04-03 16:54 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Penso que a taxa de analfabetismo nada tem a haver com o sucesso,ou falta dele, de um projecto deste tipo.
    Tenho acompanhado com algum interesse o projecto do Pedro Brinca desde o dia 1...

    O fórum de discussão do saite era - ou é - frequentado pela "nata" de Setúbal (sabe-se lá o que isso quer dizer).
    Penso que o jornal não era dirigido às "massas".

    Talvez tenha sido esse o problema...

    ==============================
    "Se vi mais longe foi porque comprei a porra duns binóculos." - Zé da Esquina
    cest la vie (Pontos:2)
    por ruben dig em 14-04-03 23:28 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Com tantos banners era de pensar que tivessem bem financeiramente, mas quando se depende de subsídios ou do Estado, o melhor é fazer disso um hobby porque dinheiro desses lados é sempre tarde e a más horas.
    "15 mil visitas reais por mês" (Pontos:1)
    por rsantos em 15-04-03 18:52 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Podemos ler no artigo do Público que o valor em dívidas é semalhante ao valor devido pelas câmaras ao site, e que as dívidas foram contraídas na esperança de que as câmaras pagassem.
    Será que isto é boa gestão?

    Podemos também ler no artigo que o site "Actualmente recebe, segundo o próprio "site", "15 mil visitas reais por mês"".

    Se este número é verdadeiro, não posso aceitar que se culpe apenas o estado, pelo facto de faltar com os pagamentos.

    Um site com 15 mil visitas por mês, parace-me ter bastante potencial para publicidade, para além da institucional, que não foi paga.

    No entanto, é bom lembrar, estamos em recessão. O mercado publicitário está em quebra, e falo por experiência própria. Por isso é normal que mais projectos destes venham a estar em risco.


    Is this the meaning of life?....Ah! It's Lear again!

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]