gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Demasiado software para Linux
Contribuído por BladeRunner em 05-04-03 20:37
do departamento when-too-many-is-not-enough
News Normalmente quando se fala em desktop Linux, vem imediatamente à baila a falta de aplicações que tenham o seu correspondente no Windows.
Aqui está um artigo interessante sobre precisamente o contrário.
Deixo a introdução do artigo para abrir o apetite:
"And you thought people were complaining about a lack of applications which makes them stick with Microsoft Windows. Well, they're right. On Linux, there's no decent movie player and no working sound recorder (like the one in Windows 95) shipped as the default by GNOME, but hey, there are more than 385 text editors!"

Para quando a ligação ADSL? | Nvidia altera sistema de actualização de drivers  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Aqui está
  • Mais acerca News
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Argumentos válidos (Pontos:4, Interessante)
    por henrique em 06-04-03 0:46 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    O artigo tem a coragem de dizer aquilo que muitos dos utilizadores mais sensatos pensam mas que nunca tiveram coragem de dizer em público, com receio das investidas dos zelotas do software livre: mais vale apenas um programa, mas bom, do que 10 maus. Não há vantagem nenhuma na redundância de software. E o Linux, a nível de Desktop, está cheio de software redundante e, pior do que redundante, mau. Mau em funcionalidades, mau em usabilidade, mau em número de bugs.

    É preciso criar nos desenvolvedores de software para Linux a consciência de que é preferível contribuirem para um projecto já existente, do que criarem um de raíz.

    Re:Argumentos válidos (Pontos:1, Esclarecedor)
    por jorgelaranjo em 06-04-03 1:19 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://lesi.host.sk/fueg0/
    Tens uma solução... como é tudo SL e tens acesso aos Sources podes remendar os bugs e ir dar opiniões para outra freguesia. Porque desde aquele post em que chamas ASNO a outro GILDotiano que perdi qqer tipo de consideração por ti. Bah.. estamos a 952 users de distancia..

    Cumprimentos,
    Jorge Laranjo
    01100110 01110101 01100101 01100111 00110000
    http://fueg0.tk
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2, Interessante)
    por z em 06-04-03 2:00 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    mais vale apenas um programa, mas bom, do que 10 maus.

    ok, vamos la' fazer um merge entre netbsd, openbsd, freebsd e linux, basta-nos ter 1 desde que seja bom, e assim sempre quadriplicamos os developers do SO resultante do merge.
    e vamos acabar com estes window managers todos, so' precisamos de um, e termos montes de mais pessoas a trabalhar nele.
    ja' agora podemos juntar os developers todos dos 385 editores de texto para trabalharem todos no mesmo (eu sugiro o vim! ;->), afinal, 385 cabeças pensam melhor do que... menos.
    quem e' que precisa de varias shells? ou de varios browsers, clientes de mail/news, ...
    (qualquer falacia encontrada nao e' pura coincidencia)

    Re:Argumentos válidos (Pontos:3, Interessante)
    por jpgm em 06-04-03 2:22 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Não há vantagem nenhuma na redundância de software.
    Se esquecermos a concorrência, pormenor desprezivel, não há de facto vantagem nenhuma em ter software redundante.
    Cumprimentos! zp
    Re:Argumentos válidos (Pontos:1)
    por Airegin em 06-04-03 3:23 GMT (#7)
    (Utilizador Info)

    Estás à vontade jovem! Pega num compilador e faz o programa bom!

    As pessoas esquecem-se que quem faz software livre fá-lo para satisfazer uma necessidade pessoal ou do seu grupo restrito. Um tipo não se dá ao trabalho de fazer um player todo cromo para que outro tipo do outro lado do mundo pare de refilar porque não há players de jeito. Se alguém fizer um player cromo, o resto do pessoal usa se quiser, não tem que pagar, não tem que fazer vénias, nem sequer tem que agradecer. Porque é que há-de ter o direito de exigir que alguém faça o player para o excelentíssimo usar?


    Airegin
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por Cyclops em 06-04-03 9:38 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    Depende, peguemos num Office, o que e' prefer'ivel? OpenOffice.org? Ja' ouvi o seguinte comenta'rio na GUAD3C: e' C++, e' C++ mal escrito, e' C++ mal escrito e mal documentado, e' C++ mal escrito, mal documentado e em alema~o. Os principais developers da folha de ca'lculo ja' na~o trabalhavam na StarDivision quando a SUN os comprou, etc... etc... Ha' muitos casos onde e' melhor construir algo de raiz do que investir em algo que ja' existe.
    A estrate'gia e' deixar alguns contribuirem para o OO.o (satisfaz as necessidades por agora) mas deixar o resto evoluir. O GNUmeric e o AbiWord sa~o excelentes... pode faltar ainda muita coisa, mas para quem gostar de WYSIWYGs para escrever uma carta, um livro de regras de um RPG (esta' um a ser escrito com o AbiWord), etc... estejam `a vontade. Ha', bug reports. Fac,am-nos :)
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por henrique em 06-04-03 11:25 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Ha' muitos casos onde e' melhor construir algo de raiz do que investir em algo que ja' existe.
    Esse não é seguramente o caso do OpenOffice. Por mais difícil de manter que o código do OO eventualmente seja, é de longe preferível melhorá-lo do que tomar em mãos a ciclópica tarefa de construir um Office de raíz com funcionalidades semelhantes.
    O OpenOffice é colossal. Não há projecto open-source (sem o patrocínio de uma grande empresa) capaz de igualar o OpenOffice em funcionalidades. O Abiword e o Gnumeric só podem ser opções interessantes para quem não se importar com crashes frequentes, com as limitações do GTK, e com uma fracção das funcionalidades do OpenOffice.

    A atitude mais sensata dos developers do KOffice e do Gnome Office era desistirem destes projectos e passarem a contribuir para o OpenOffice. Se pensam que isto é muito radical, digam-me se conhecem alguém que use KWord depois de ter experimentado OpenOffice.

    P.S. Porque não escreves com acentos? Não tens o XkbLayout="pt"? Isso não é particularmente abonatório para um defensor do Linux.

    Re:Argumentos válidos (Pontos:3, Interessante)
    por Cyclops em 06-04-03 15:51 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    Esse não é seguramente o caso do OpenOffice.

    E' a tua opinia~o como programador activo activo de um programa complexo, ou e' apenas crenc,a pessoal?

    Por mais difícil de manter que o código do OO eventualmente seja, é de longe preferível melhorá-lo do que tomar em mãos a ciclópica tarefa de construir um Office de raíz com funcionalidades semelhantes. O OpenOffice é colossal.
    Exactamente. A build faq fala nos requisitos colossais para compilar o OO.o. 300 GB de disco, 20h a compilar num P3 com 256 MB de RAM, mais de 7.5 milho~oes de linhas de co'digo, 20 mil ficheiros de co'digo fonte, etc... etc... para compilar um produto mau. Acredita: a maioria dos developers do OO.o so' o faz por serem pagos. Com estes requisitos para compilar, ningue'm se sente muito motivado para corrigir bugs.

    ( Não há projecto open-source (sem o patrocínio de uma grande empresa) capaz de igualar o OpenOffice em funcionalidades. O Abiword e o Gnumeric só podem ser opções interessantes para quem não se importar com crashes frequentes, com as limitações do GTK, e com uma fracção das funcionalidades do OpenOffice.
    Limitac,o~es do GTK? Tou? Acho que a limitac,a~o que ve^s esta' mais entre a cadeira e o teclado, e para falares de crashar do AbiWord ou do GNUmeric, eu falo-te da quantidade sem conta de vezes que tive de apagar todos os vesti'gios do OO.o para que ele voltasse a arrancar.

    A atitude mais sensata dos developers do KOffice e do Gnome Office era desistirem destes projectos e passarem a contribuir para o OpenOffice. Se pensam que isto é muito radical, digam-me se conhecem alguém que use KWord depois de ter experimentado OpenOffice.
    O pessoal que contribui para tanto o KOffice como o GNOME Office tem mais que fazer do que perder tempo u'til da sua vida para ser escravo da SUN (sim, porque apesar de ser livre, eles so' aceitam contribuic,o~es licenciadas sob a GNU LGPL e a SISSL, bem como entregar o copyright para a SUN, que sa~o condic,o~es que lhes permitem fazer o proprietari'ssimo Star Office.
    Os developers preferem investir tempo a fazer coisas decentes e simples que podem ser partilhadas por todos os developers como a libgsf, que serve para manipular diversos tipos de meta ficheiros (ole, OO.o, etc...), do que perder tempo a fazer o mesmo tirando essa funcionalidade do OO.o para uma biblioteca, que, segundo os developers do OO.o necessitaria de cerca de 2 meses full time com 2 developers que estejam bem familiarizados com o co'digo. Na~o fales do que na~o sabes, caso contra'rio estas a imitar o triste que escreveu o tal artigo :)

    P.S. Porque não escreves com acentos? Não tens o XkbLayout="pt"? Isso não é particularmente abonatório para um defensor do Linux.
    Na~o sou um defenso do Linux. O kernel tem ja' montes de defensores. Sou uma pessoa que, tal como muitas outras, rejeitam o modelo proprieta'rio que alguns tentam impor de forma a enriquecerem rapidamente e de forma injusta.
    Na~o tenho que me justificar, ate' porque ter o XkbLayout="pt" na~o e' muito abonato'rio para quem queira mais eficie^ncia de programac,a~o, mas provavelmente pode dar em conseguir a informac,a~o que me falta:
    Eu normalmente utilizo us_intl (e' brutalmente melhor para programar e tenho acesso aos acentos quando preciso), so' que com o XFree86 4.3 que vem no RedHat 9 algumas coisas mudaram. Estou sem Euro, isto esta' tudo passado, e nem o XkbLayout="pt" faz as coisas direito (por exemplo, na~o vejo os acentos nos widgets do mozilla).

    Algue'm tem uma sugesta~o inteligente a dar? E' que vir com o argumento idiota de mudar da distribuic,a~o na~o conta dado que este problema parece-me ser do XFree86, pois um amigo que usa Debian unstable e us_intl tambe'm esta' com o mesmo problema...
    Re:Argumentos válidos (Pontos:3, Engraçado)
    por Branc0 em 06-04-03 15:55 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Se ainda houvesse AC's agora dizia-te "muda de distribuição"... :)


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por ^S^ em 06-04-03 16:28 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.zbit.pt/~luis
    Sugestao:

    /etc/sysconfig/i18n

    Try pt_PT@euro

    Cheers.
    ^S^
    Re:Argumentos válidos (Pontos:3, Interessante)
    por Cyclops em 06-04-03 17:43 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    Obrigado, mas arrepia-me um bocado ver o sistema traduzido, especialmente porque nem tudo está traduzido.
    Como devem ter reparado, descobri um pequeno workaround:
    Option "XkbRules" "xfree86"
    Option "XkbModel" "pc105euro"
    Option "XkbLayout" "en_US,pt"
    Option "XkbOptions" "grp:rshift_toggle"

    Depois quando quiser trocar entre ter ou não acentos (para relatórios, texto português, etc...) só tenho de carregar em: altgr+rightShift
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por henrique em 06-04-03 20:37 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    ... para compilar um produto mau
    Se para ti OpenOffice é um produto mau, estou curiosíssimo em conhecer a tua noção de "produto de qualidade"...
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por vd em 06-04-03 21:06 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Caro Rui Seabra,

    E' a tua opinia~o como programador activo activo de um programa complexo, ou e' apenas crenc,a pessoal?

    Eu posso-te garantir, enquanto participante e membro do projecto OOo.

    A build faq fala nos requisitos colossais para compilar o OO.o. 300 GB de disco, 20h a compilar num P3 com 256 MB de RAM, mais de 7.5 milho~oes de linhas de co'digo, 20 mil ficheiros de co'digo fonte, etc... etc... para compilar um produto mau. Acredita: a maioria dos developers do OO.o so' o faz por serem pagos. Com estes requisitos para compilar, ningue'm se sente muito motivado para corrigir bugs.

    A build faq data de Janeiro 2001, 2 anos passaram e muito do que foi escrito não se aplica.
    Caro não tenhas reparado na minha apresentação no ano passado nas Caldas da Rainha, onde referi que as horas de compilação eram cerca de 15 horas e um espectador atento alertou para que seriam menos num pc semelhante (cerca de 8 a 9h).

    E sim, são muitas linhas de código, bastantes programadoes, muitos projectos, bastantes localizações e um grupo de pessoas bastante entusiasmadas em trabalhar para que o OOo seja efectivamente uma alternativa ao Microsoft Office.
    De facto é um projecto Colossal!

    Relativamente 'a parte do produto mau, bem... eu não comento comentários da Guadec ou da Cbit ou da LWE.
    Engraçado, como as milhares de pessoas que foram 'a Conferência de utilizadores em Hamburgo, não possuam a mesma opinião que tu.

    eu falo-te da quantidade sem conta de vezes que tive de apagar todos os vesti'gios do OO.o para que ele voltasse a arrancar.

    Das duas, três:
    Ou andaste a mexer onde nao devias, ou instalaste mal, ou efectivamente o problema esta' entre a cadeira e o teclado.
    De qualquer das formas, existe o issuezilla que podes preencher, reportando esse bug.

    vd
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por Cyclops em 07-04-03 9:01 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    Nos dois anos que passaram não deve ter mudado não só a maneira de compilar como o tempo, dado que também se acrescentou muita coisa. E alguém vai dizer que 8 horas de compilação para corrigir um problema pontual que nos afecta é motivante?

    De resto, quanto a deixar de arrancar... todas as vezes, instalação fresca. :) Gostava que me explicasses como é que sem mexer numa única configuração do OO.o, sem usar previlégios de root, aquilo deixou de arrancar? É que não foi uma, nem duas vezes que isso aconteceu. Cá para mim cheira-me a problemas em lidar com o lixo que enfia para dentro da directoria pessoal de cada utilizador...
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por Cyclops em 07-04-03 9:26 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    Caro não tenhas reparado na minha apresentação no ano passado nas Caldas da Rainha, onde referi que as horas de compilação eram cerca de 15 horas e um espectador atento alertou para que seriam menos num pc semelhante (cerca de 8 a 9h).

    Não tinha reparado bem nisto, mas aqui há sumo para retirar... 1) admites não estar assim tão por dentro do tempo de compilação como isso, 2) apresentas como bons tempos uma demora que alguém te corrige que num PC da altura demoraria 8 a 9 horas? Demoraria ou demorava? Mas isto é tão somente um aspecto técnico... não foi apenas para o OO.o que o tempo diminuiu com o avançar dos processadores... Em média a memória disponível em cada PC também é muito maior hoje, mas até hoje o OO.o continua a partilhar muito pouco com o resto do sistema, o que significa um desperdício brutal de memória:
    [rms@roque rms]$ ldd /usr/lib/openoffice/program/soffice.bin | grep -v openoffice
    libXext.so.6 => /usr/X11R6/lib/libXext.so.6 (0x408ca000)
    libSM.so.6 => /usr/X11R6/lib/libSM.so.6 (0x408d8000)
    libICE.so.6 => /usr/X11R6/lib/libICE.so.6 (0x408e1000)
    libX11.so.6 => /usr/X11R6/lib/libX11.so.6 (0x408f8000)
    libdl.so.2 => /lib/libdl.so.2 (0x409d7000)
    libpthread.so.0 => /lib/tls/libpthread.so.0 (0x409da000)
    libm.so.6 => /lib/tls/libm.so.6 (0x409e8000)
    libstdc++.so.5 => /usr/lib/libstdc++.so.5 (0x40ac4000)
    libc.so.6 => /lib/tls/libc.so.6 (0x42000000)
    libfreetype.so.6 => /usr/lib/libfreetype.so.6 (0x40c33000)
    /lib/ld-linux.so.2 => /lib/ld-linux.so.2 (0x40000000)
    libgcc_s.so.1 => /lib/libgcc_s.so.1 (0x40cd0000)

    Por outro lado,
    [rms@roque rms]$ ldd /usr/lib/openoffice/program/soffice.bin | grep openoffice | wc -l
    14

    Quanto aos milhares de pessoas que não partilham a mesma opinião que eu, bem, os alegadamente 90% de Workstations em Microsoft Windows também não partilham maioritariamente o mesmo que eu: que deveriam formatar o disco e mudar para um sistema operativo Livre, e as companhias se quisessem continuar a lucrar que se adaptassem.
    São opiniões que qualquer um tem direito a ter, mas com quem estive a falar foi numa reunião de developers. Certamente não é a maioria de quem vai à GUADEC (a que eu fui foi há cerca de um ano).
    Re:Argumentos válidos (Pontos:1)
    por deathontwolegs em 08-04-03 1:24 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    Das duas, três: Ou andaste a mexer onde nao devias, ou instalaste mal, ou efectivamente o problema esta' entre a cadeira e o teclado. De qualquer das formas, existe o issuezilla que podes preencher, reportando esse bug.

    My 2 cents:
    ponto1 - o meu OO é instalado pela minha distro;
    ponto2 - root nunca correu OO ou alterou qq ficheiro relativo a mesmo;
    ponto3 - o meu OO de vez em quando estoura por todo o lado, tanto que me habituei salvar os meus trabalhos de minuto a minuto. Nunca precisei de apagar os ficheiros de config, mas que ele estoura é facto inegavel!!

    Pergunta: pq é que o problema hade estar entre a cadeira e o teclado, pq é que não é da aplicação que ainda não estou tão boa qto os developers (e os users mais ainda) gostariam??? Pq é não se tem um pouquinho mais de humildade e se reconhece que ainda não está tudo a 100%??

    My soul is painted like the wings of butterflies
    Fairy tales of yesterday will grow but never die
    I can fly - my friends

    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por McB em 17-04-03 19:07 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Viva!
    Uso versoes de development do OpenOffice.org ha cerca de 2 anos, e claro, pago o preço disso. :)
    E uma coisa posso garantir:
    Nao tenho notado "random crashes" (e acreditem, ja escrevi bastantes paginas de texto e algumas folhas de calculo com o OO.org), mas sim features que se encontram mal implementadas (pudera, e uma versao de desenvolvimento!). Mas por norma, sao bugs que acontecem quando se faz determinada acçao. Nao me lembro de ter problemas aleatorios, e volto a salientar, uso versoes de desenvolvimento.

    Claro que se se querem queixar do "peso" do bicho, como eu costumo dizer, "isso ja sao outros 500"...

    Peço desculpa, mas o meu mozilla 1.4a decidiu deixar de dar acentos, nao sei porque ainda...

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:Argumentos válidos (Pontos:4, Engraçado)
    por Branc0 em 06-04-03 15:53 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Olha... já agora porque é que não deixamos todos o Linux e os projectos OpenSource e vamos desenvolver para windows? Talvez assim o Windows deixe de ter bugs e ficamos todos contentes certo?

    P.S. so escréve cóm açentos quem lhe àpètécé :P
    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    Re:Argumentos válidos (Pontos:2)
    por higuita em 07-04-03 21:41 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    P.S. Porque não escreves com acentos? Não tens o XkbLayout="pt"? Isso não é particularmente abonatório para um defensor do Linux.

    eu pessoalmente estou muito mais habituado a escrever sem acentos(muito tempo a usar terminais alfanumericos e terminais X) que mesmo com um teclado normal PT quase nunca uso os acentos (alem de que hoje em dia ja' quase nao acertos nos acentos)
    mas existem outras razoes, tipo esta:

    Section "InputDevice"
        Identifier "Keyboard[0]"
        Driver "keyboard"
        Option "Protocol" "Standard"
        Option "XkbKeycodes" "sun(type5)"
        Option "XkbModel" "type5"
        Option "XkbRules" "sun"
        Option "XkbLayout" "us"
        Option "XkbGeometry" "sun(type5)"
        Option "XkbSymbols" "sun/us(sun5)"
    EndSection

    nao existe xkblayout para PT para este teclado...
    e', no entanto, possivel escrever os acentos com o compose e as combinacoes de teclas para fazer os acentos, mas da' mais trabalho do que compensa

    no dia que um defensor de windows mandar vir que o linux e' mau porque nem sequer tem acentos, eu digo-lhe que quando instalar um windows recente numa maquina nao x86 (alphas? eu disse recente 8) ou num 486 que venha falar comigo outra vez...

    Higuita
    Re:Argumentos válidos (Pontos:2, Informativo)
    por ruben dig em 06-04-03 11:51 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.floppy.com.pt
    Acabado de ser publicado
    http://www.openoffice.org/ dev_docs/source/sdk/index.html
    Re:Argumentos válidos (Pontos:1)
    por shadowseeker em 07-04-03 8:23 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://no-web-page.sorry

    o abiword ja suporta tabelas???

    Re:Argumentos válidos (Pontos:2, Esclarecedor)
    por foo em 06-04-03 14:47 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    mais vale apenas um programa, mas bom, do que 10 maus.

    mas como é que chegamos a ele? eu olho para os milhões de software livre que andam por aí como um processo de selecção natural, o melhor sobreviverá.

    no decent movie player? (Pontos:3, Informativo)
    por André Simões em 06-04-03 0:57 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Eu francamente acho que o mplayer bate aos pontos o windows merdia player. Lê todos os formatos que o da M$ lê, lê outros que o da M$ não lê e ainda permite inserir legendas.

    ---
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    "Tudo nos é alheio: apenas o Tempo é nosso."

    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por z em 06-04-03 2:13 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    e ainda suporta video output em ascii (long live aalib!) ;-) que para quem nunca experimentou, ate' posso dizer que se percebe razoavelmente bem se se estiver a uns 2 ou 3 metros do monitor
    Re:no decent movie player? (Pontos:2)
    por leitao em 07-04-03 9:45 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    e ainda suporta video output em ascii

    Bahp... e em Unicode ?!? Suporta ?!?


    "I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad.", Mohammed Saeed al-Sahaf, Iraqi Minister of Information

    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por lucipher em 06-04-03 5:58 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.google.com
    E para além disso reconstroi as frames e indíces dos AVIs que tenham os indices corrompidos (i.e unfinished downloads). Algo que me espantou enormemente foi ele ter suporte pra real movie, embora o suporte fosse nojento, dos ~20 .RM's que tentei ver, so uns 2 deram imagem +- visivel, o resto parecia os canais da TVCabo que estão codificados, quando vistos sem a settopbox.

    --
    He that seeketh findeth; and to him that knocketh it shall be opened.
    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por henrique em 06-04-03 10:50 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Não há vantagem nenhuma em utilizares o MPlayer para ler RealAudio e RealVideo, quando existe o RealPlayer para Linux.
    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por z em 07-04-03 0:25 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    No há vantagem nenhuma em utilizares o MPlayer para ler RealAudio e RealVideo, quando existe o RealPlayer para Linux.

    esse realplayer para linux nao e' software livre pois nao?

    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por z em 07-04-03 0:31 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    sou mais um com a opiniao de que o botao "antever" e o "submeter" deviam estar (bastante) mais distanciados

    ja' agora, eles disponibilizam apenas os binarios para esse programa, certo? e nem um md5 para comparar? call me paranoid, but...

    Re:no decent movie player? (Pontos:1)
    por lucipher em 07-04-03 0:37 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://www.google.com
    Não conheço, mas tenho o suave pressentimento de que não corre em consola. Já para não falar nos argumentos postos pelo 'Z' :)

    --
    He that seeketh findeth; and to him that knocketh it shall be opened.
    its all in the taste... (Pontos:2)
    por vd em 06-04-03 12:07 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Eu aplicaria uma frase de um comentário sobre o artigo

    "Moral of the Story: People are very picky about their tastes."

    Tudo se resume a uma questão de gosto.
    Existem pessoas que não gostam do OOo por inumeras razões e gostam do Abiword por inumeras outras e vice versa.

    Ai esta' a beleza da "coisa", haver tanta variedade, tantos gostos, tanta multiplicidade de programas, que torna a comunidade de software livre um "mundo".

    Cada um é livre de usar aquele que gostar mais.

    Contudo quer-me parecer que só alguns projectos, no futuro vão vingar, mas não impede ninguem de pegar no SDK do OpenOffice e desenvolver o seu _ponha_aqui_o_seu_nome modulo.

    vd
    Diversidade e bom! (Pontos:3, Interessante)
    por TarHai em 06-04-03 12:57 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    A curto prazo, pode ser que concentrar os esforcos em 2-3 projectos por categoria melhoraria dramaticamente as aplicacoes existentes. Por outro lado, perdendo a diversidade, perde-se a longo prazo muito mais. Diversidade é a chave para a rapida evolucao do software livre. Mesmo que 99 % dos projectos esteja inacabado e nao funcione, 10 % desses projectos 'falhados' pode fazer algo que mais nenhum faz.

    Alem disso, como ja se disse a proposito do KDE e do cliente IRC do mozilla, quem programa os projectos pequenos pode nao se interessar pelos projectos grandes. Os programadores de software livre nao sao (regra geral) pagos e nao podem ser obrigados a abandonar os seus projectos-mascote para ir trabalhar em partes pouco divertidas dos projectos grandes.


    ## I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.
    Re:Diversidade e bom! (Pontos:1)
    por blacksheep em 07-04-03 15:39 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    Tás a chamar ao KDE um projecto pequeno?!
    Re:Diversidade e bom! (Pontos:2)
    por TarHai em 07-04-03 16:58 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Nao, ambos o kde e o mozilla ja foram criticados pelos seus programadores estarem a concentrarem-se em eye candy (KDE) ou num cliente IRC praticamente inutil (mozila). Creio que ambos os projectos responderam que niguem dos 'lead developers' tem poder para impor nada a quem trabalha por gosto.
    ## I live the way I type; fast, with a lot of mistakes.
    Re:Diversidade e bom! (Pontos:1)
    por blacksheep em 09-04-03 16:35 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Desculpa, mas pareceu-me q estavas a comparar o IRC do Mozilla ao KDE.
    O cvs do KDE tem mais linhas de código do que o kernel do Linux e há mais de 200 programadores a trabalharem directamente para este.
    Desenvolvimento evolucionário (Pontos:3, Interessante)
    por mpinho em 06-04-03 14:18 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    É preciso parar de tentar analisar o desenvolvimento do linux e dos outros freesoftwares com a ótica do desenvolvimento proprietário comercial.

    A razão do rápido desenvolvimento do linux e alguns dos principais softwares livres é justamente o desenvolvimento evolutivo e aparentemente caótico. Tal como os seres vivos, somente os melhores softwares conseguem mais adeptos e desenvolvedores e tendem a eliminar os outros.

    No desenvolvimento proprietário, certos mercados encontram-se monopolizados e simplesmente isso evita novos desenvolvimentos. Um exemplo é o mercado de suites Office e de browsers para Windows. Quem é que em sã consciência vai criar um programa comercial para tentar competir com o M$ Office ? Ou quem vai tentar vender um sistema operacional proprietário para PCs e concorrer com o M$ Windows ?

    Como citaram, existe também muito software no mundo Windows fazendo a mesma coisa. É só ver http://www.tucows.com. Só que a maioria é shareware, adware ou proprietário. Que programas úteis acompanham o M$ Windows ? Notepad, calculadora, paint ?

    No mundo Windows quase tudo é pago, até certos programas básicos como descompactadores, utilitários de diagnóstico, antivírus, etc.

    E o pior é que a pirataria desenfreada dos usuários Windows faz com que não haja muito espaço para concorrentes. Quem é que vai perder tempo usando um programa alternativo ao M$ Office ou ao M$ Visio, quando todo mundo os utiliza, mesmo que sejam muito mais caros ? Quem usa um outro programa gráfico quando o Adobe Photoshop pode ser comprado de um pirata por uma bagatela ?

    Eu acho que estamos indo bem com o freesoftware. O que falta em alguma áreas é uma maior oferta dos tradicionais programas comerciais, portados para linux. Por exemplo, seria muito bom a oferta de CADs como AutoCAD, SolidEdge, etc. São programas muito especializados e dificilmente haverá um freesoftware equivalente. Quem já usou, por exemplo, o Matlab para linux sabe o que estou falando. A operação do programa é exatamente igual e não há nenhuma perda ao migrar para linux.

    Infelizmente a M$ tem muita força nos EUA e acho que ele pressiona muito as empresas de software a não portarem seus aplicativos. Lembram da Corel ? Bastou ela começar a portar alguns aplicativos para linux (e usando o Wine !!) que a M$ foi lá e comprou ações para impedi-la. Junta-se a isso os contratos excusos com os fabricantes de hardware, que fazem a venda casada do sistema Windows com seus computadores e laptops.

    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:2)
    por raxx7 em 06-04-03 19:15 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Concordo. Uma coisa importante que não referiste: a maioria do software Livre é desenvolvido por voluntários. Antes de se porem a criticar a variedade de software que existe, lembrem-se que só existe porque há pessoas que acham que vale a pena o enésimo editor de texto ao ponto de investirem tempo a fazê-lo. Respeitem a liberdade dessas pessoas. Afinal, o software Livre é sobre Liberdade não é?

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:3, Esclarecedor)
    por henrique em 06-04-03 22:07 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Eu respeito a liberdade deles. Da mesma forma que espero que respeitem a minha liberdade de considerar que o esforço deles é mal empregue.

    Se, em vez de haver umas dezenas de pessoas a contribuirem para o kernel do Linux, houvesse dez tipos a fazerem kerneis diferentes e incompatíveis seria melhor? A avaliar pelos comentários surgidos neste thread, seria muito positivo. Era um sinal de variedade...

    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:2)
    por raxx7 em 07-04-03 0:10 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    E há.. Há o Linux, o MACH, o L4, o FreeBSD, o NetBSD, o OpenBSD, milhentos de pequenos OS...
    É claro que do ponto de vista de recursos, seria muito melhor se as pessoas se concentrassem nalguns projectos realmente bons.
    Mas quando as pessoas (e não me estou a referir a ninguém em particular, nem sequer aos comentários desta thread) começam a dizer que os voluntários DEVEM é contribuir para o esforço de "world domination" em vez de se dedicar a fazer o enésimo editor de texto, algo está mal.
    O software Livre é assim... bem vindos!

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:1)
    por [Cliff] em 06-04-03 23:23 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Visio e Project são duas ferramentas que uso frequentemente. Sabes de alguma alternativa free (as in beer TM) que me possas indicar para mandar aqueles à fava o mais rápido possível?
    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:3, Informativo)
    por henrique em 07-04-03 0:05 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Não sei se devo responder-te, já que afirmas que nada do que foi escrito deve ser levado em consideração... :-/

    Como alternativa ao Visio existe o Kivio. A versão que vem com o KOffice traz apenas um stencil. Podes comprar mais aqui. E não venhas com a conversa que não pagas software. As empresas que fabricam software comercial para Linux merecem respeito e apoio pois são são um componente fundamental para a adopção do Linux no meio empresarial. Porém, se elas não venderem então fecham as portas, ou passam a desenvolver software para Windows como já aconteceu com diversas outras. Por isso, em vez de darem dinheiro apenas às empresas de hardware, dêem às empresas de software que realmente interessam.

    Quanto ao Project, tenta o Mr Project.

    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:1)
    por [Cliff] em 07-04-03 0:54 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Confesso que estava realmente interessado em software opensource que também suportasse a plataforma Windows, porque é a que uso profissionalmente (antes que comecem as vozes discordantes a dizer que devia instalar lá o Linux ou que devia programar a sério em vez de mouse-engineering, a Symbian apenas suporta Windows... e por ridículo que seja, apenas o NT4), tipo o OpenOffice ou o Staroffice que trabalham em ambas as plataformas.
    BTW, a tag está lá para afastar respostas menos educativas que muitas vezes li pelo Gildot.
    Ainda assim agradeço a tua dica e mais ainda, acho que 5$ por um stencil (UML) não é nada caro!
    Nada do que foi escrito deve ser levado em consideração...
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:1)
    por blacksheep em 07-04-03 15:50 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Há versões do Kivio para Linux, Windows e MacOSX. Embora pense q a melhor é a do Linux, visto para além de Qt usar as bibliotecas KDE.
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:1)
    por lucipher em 07-04-03 0:59 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.google.com
    Alternativa ao Visio, so conheço o DIA e ao que me pareceu do pouco uso que lhe dei, era bem melhor que o ms. visio (ou pelo menos mais intuitivo) mas na altura (foi quando lançaram o red hat 7.1) o programa crashava muito.


    --
    He that seeketh findeth; and to him that knocketh it shall be opened.
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:2)
    por henrique em 08-04-03 1:06 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    O DIA melhor do que o MS Visio??! Andaste a tomar ácidos?
    Defender o Linux sim, mas com bom senso!
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:2)
    por McB em 17-04-03 19:18 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Nao me leves a mal, mas so podes estar a brincar.
    Quando tiveres que fazer um relatorio de centenas de paginas com modelos SSADM, com formataçoes mesmo mesmo miudinhas, ves o que e "intuitivo" :)

    O unico defeito do visio e mesmo nao ser software livre! Porque de resto, e das melhores coisinhas que eu ja vi a esse nivel!

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:Desenvolvimento evolucionário (Pontos:1)
    por fhc em 07-04-03 11:48 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Tenho por vezes a impressão de que olhamos muito aquém do marco.

    Concebo que dois ou três quintos dos utilizadores de Linux têm um ódio visceral à companhia chamada Microsoft. Posso perceber esse asco, mas tenho que acrescentar que o que esta faz não me imteressa a mínima desde que isso não me afecte na utilização do meu computador (sem software Microsoft, se isso deve ser mencionado).

    Dize alguna que devemos concentrar os nossos esforços em apenas alguns pacotes de software, para os tornarmos bons, logo ubíquos. Aceito isso. Dizem outros que a diversidade é boa. Também o aceito.

    Onde falhamos, pois? Penso que na infraestrutura. O nosso mal é não darmos muita atenção a coisas como documentação, exemplos de código, bibliotecas comuns para os diversos projectos, tipos de ficheiro, etc. É aqui que penso não atingirmos os nossos objectivos.

    Porque é que existem cem editors de texto para a mesma coisa? Não sei, não querop saber. Mas porque é que existem dez bibliotecas gráficas para a mesma coisa? Isso jé é problemático. Porque é que existem duzentos e noventa milhões de tipos de ficheiros de configuração? Basta ver a directoria /etc para ver como esta Torre de Babel invalida a interoperação ou mesmo a partilha de informações entre as aplicações.

    Porque é que o projecto Gnome utiliza Bonobo e o KDE KParts? Aliás, porquê utilizar Corba em vez de XML-RPC, surpreendentemente mais leve em termos de banda de rede e de processamento? Lembro que o número de componentes bonobo (que eu tenho experiência em realizar) nunca foi muito grande. Bonobo é um erro que, na minha opinião, temos de corrigir antes que se torne demasiado tarde para recuar. (Gustavo Carneiro, comenta isto, por favor.)

    Porque é que as aplicações não partilham uma linguagem de extensão (decidam qual, eu aceito a maioria), ou pelo menos um scripting engine comum?)

    Uma vez isto feito, façamos lá o quinquagésimo editor, que isso deixa de ser importante.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]