gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
367 bytes geram 2.500 millhoes de USD
Contribuído por joao em 01-02-03 13:03
do departamento de-análise-de-risco
perguntas wZ escreve "Viva,
podendo dar seguimento á thread do emprego ou á do SQL SLammer Worm, lanço aqui a tentativa de debate.
Depois de ter lido na XSecurity um artigo que explica como a Network Risk Insurance espera passar a valer 2.500 milhoes de USD já em 2005 por fazerem "seguros contra hackers", pergunto :
Existem em Portugal empresas deste tipo, ou seja, que garantem seguros contra worms e afins?
Se sim, quais e como estão a aguentar-se?
Se não, será que em Portugal seriam bem sucedidas? "

Linux no Espaço: A small step for Tux, a giant lea | Space Shuttle Columbia explode  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • wZ
  • emprego
  • SQL SLammer Worm
  • XSecurity
  • artigo
  • Mais acerca perguntas
  • Também por joao
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    seguros contra hackers ? (Pontos:2, Esclarecedor)
    por moonrider em 01-02-03 14:28 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Existem em Portugal empresas deste tipo, ou seja, que garantem seguros contra worms e afins?

    Não de que eu tenha conhecimento.
    A companhia de seguros que se envolver em "garantir" segurança "informática", está, à partida, a vender a torre eiffel.

    Até há uns tempos atrás não existiam companhias de seguros com produtos como "segurança informática", e as poucas que existem hoje em dia, a única coisa que fazem é indeminizar em caso de falha de segurança sobre o valor que é inicialmente contratado pelo segurado ( tal como um seguro automóvel, por exemplo )... isto SE o segurado cumpriu todas as cláusulas do contrato ( como qualquer outro seguro ). Uma cláusula tão simples e óbvia como "o segurado mostra-se responsável pela instalação de todos os patches fornecidos pelo fabricante", anularia qualquer tipo de indeminização sobre o SQL SLammer, por exemplo.

    Há ( muitas ) empresas em Portugal que vendem produtos de segurança, mas nenhuma pode vender segurança, simplesmente porque não existe... existe mais ou menos seguro, apenas.
    Re:seguros contra hackers ? (Pontos:2)
    por mvalente em 02-02-03 16:58 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    mas nenhuma pode vender segurança, simplesmente porque não existe... existe mais ou menos seguro, apenas.

    Logo, existe mais ou menos risco. Logo um mercado onde as seguradoras entrarão, mais cedo ou mais tarde, porque é isso que fazem: calcular e fazer apostas sobre niveis de risco

    Tb nao existe imortalidade, existe é mais ou menos tempo de vida. É por isso que as seguradoras têm seguros de vida: apostam que lhes vais pagar mais do que eles probabilisticamente teriam de pagar caso a morte se verificasse nas condições do seguro.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Open Source Security: Better Protection at a Lower (Pontos:2)
    por quantic_oscillation em 02-02-03 18:29 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://fs-oss.cjb.net
    Open Source Security: Better Protection at a Lower Cost (16Jan2003) - "At first glance, the idea of using open source software for a firewall or other security application seems counterintuitive, even absurd. Why would a corporation use code that's available to anyone - hackers, cyber-terrorists, disgruntled employees - to protect their most vital information assets? Yet that's what's happening at places like Stanford University, EDS, and Los Alamos National Labs, to name but a few of the many organizations using open source security software.
    What do these people know that the Wintel world doesn't? That, when properly implemented, open source products are more affordable and more secure than closed proprietary systems. In other words, an open source security suite can keep data safer while saving companies money. Open source software could save a medium-sized business more than 34 percent over three years. According to a study by Forrester Research in August 2000, IT managers cited security concerns as their number one reason for switching to open source software. (...)in May 2001, Lansing, Michigan-based insurance firm J.S.Wurzler Underwriting announced it would raise its premiums up to 15 percent for companies that relied on Windows NT on their Internet servers. The reason? The underwriters found that clients using NT were more susceptible to hacking and other attacks than those who employed open source security products."

    quantic_oscillation

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]