gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Paródia a LotR - The Two Towers
Contribuído por BladeRunner em 16-01-03 13:01
do departamento pobre-JRRT
And now for... :-) André Simões escreve "Eis aqui uma paródia delirante ao segundo filme de The Lord of the Rings. Aqui vai um pequeno cheirinho:

HENNETH ANNUN

FARAMIR: So, who are you, exactly?
FRODO: I'm Frodo. This is Sam.
FARAMIR: Your...image consultant?
SAM: His gardener.
FARAMIR: Ohh, like in a 'Lady Chatterley's Lover' kind of way?
SAM: Exactly.
FRODO: Righ—What??"

Novidades em ADSL | Iniciativa privada pressiona governo brasileiro contra SL  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • André Simões
  • aqui
  • Mais acerca And now for... :-)
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 16-01-03 13:54 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Wow, I didn't expect that.
    Para mim aplica-se à quase totalidade do filme.

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por André Simões em 16-01-03 15:36 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Foi também a sensação que tive. Sobretudo agora que estou a reler. Uma coisa é adaptação (o 1º filme estava apenas "adaptado"), outra é aldrabar completamente o original.
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 16-01-03 17:27 GMT (#4)
    (Utilizador Info)

    Também penso isso, o primeiro filme tinha pequenas adaptações para adequar a história ao cinema.
    Essas adaptações eram necessárias e permitiam introduzir diálogos do livro no filme, passando-os para uma ocasião mais propícia, evitando assim que o filme fosse ainda maior e uma autêntica seca.
    Foram retiradas partes da história que não teriam grande importância no geral, e foram ampliadas algumas coisas, como é o caso do papel da Arwen na história, de modo a criar um polo de interesse para outro tipo de público que não o leitor habitual de O Senhor dos Anéis.

    Já no segundo filme a história é completamente alterada, acontecem coisas que nunca aconteceram no livro (a escaramuça com os cavaleiros dos wargs e o desaparecimento do Aragorn, por ex.), morrem personagens que não morrem no livro(o Haldir não só não morre como não aparece elfo nenhum com exepção de Legolas na batalha de Elm's Deep), personagens com personalidades diferentes da descrita e que tomam decisões estranhissimas (Faramir têm uma personalidade oposta aquela que é descrita no livro, duvida de Frodo e leva-o para Osgiliath, a assebleia dos Ents decide não tomar nenhuma iniciativa em relação a Saruman)

    É uma pena porque o primeiro filme estava na minha opinião bastante bom.

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:1)
    por sena em 16-01-03 21:33 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://sena.smux.net/

    [...]como não aparece elfo nenhum com exepção de Legolas na batalha de Elm's Deep[...]

    HELM'S DEEP

    ROHIRRIM GUARD: Sire, there are some really femmy people at the gate. They have bows.

    ARAGORN: Those are Elves. Let them in.

    ROHIRRIM GUARD: Oh! Elves! Wow, I didn't expect that.

    PEOPLE WHO READ THE BOOK: Neither did I...

    [...]a assebleia dos Ents decide não tomar nenhuma iniciativa em relação a Saruman[...]

    TREEBEARD: We have opted, hoom, not to do a damn thing.

    PIPPIN: I didn't expect that.

    PEOPLE WHO HAVE READ THE BOOK: Neither did I...

    MERRY: Don't you even CARE? This is your planet too!


    --
    sena@smux.net
    http://sena.smux.net/
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 17-01-03 11:23 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Essas foram algumas das minhas partes preferidas!

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 16-01-03 18:53 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Acho que o problema continua a ser o facto de as pessoas quererem comparar os filmes com os livros. A mim incomoda-me pouco as alterações que foram feitas desde que a história se mantenha coesa.

    Ou vais dizer que o efeito cinematográfico de ter os elfos em Helm's Deep não é bem conseguido?

    Sem dúvida, o Two Towers vai ser o pior dos 3 filmes mas tem que se dar um desconto porque em 3 horas é mesmo impossivel resumir tudo o que se passa no segundo livro.
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por André Simões em 16-01-03 19:02 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Eu acho que estás a comfundir um pouco as coisas. Os efeitos cinematográficos das alterações são sem dúvida bem conseguidos. Mas uma coisa é adaptar, como se fez com o primeiro filme, outra é inventar, alterando de forma significativa a história, e traindo a obra. Não é isso que se passa no primeiro filme, nem na generalidade das adaptações cinematográficas de obras literárias. Mas, infelizmente, é o que se passa neste filme, com alterações da história original que chegam a roçar a adulteração completa. Não se trata também de resumir. O primeiro filme resumiu bastante mais, mas manteve-se fiel, no essencial à obra. Este resumiu menos, adulterou mais.
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    errata (Pontos:2)
    por André Simões em 16-01-03 19:03 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Onde se lê "comfundir" leia-se "confundir".
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por CrLf em 16-01-03 19:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://crodrigues.webhop.net
    nem na generalidade das adaptações cinematográficas de obras literárias.

    Ai não?

    -- Carlos Rodrigues
    Re:People o have read the book! (Pontos:3, Informativo)
    por André Simões em 16-01-03 20:11 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Adulterações como inversão total de perfis de personagens (Faramir), inversão absoluta de determinados eventos (decisões da Entmoot, exactamente ao contrário do original), personagens inventados em situações inventadas (Elfos e Haldir na batalha de Helm Deep; Éomer a vir com o Gandalf _de fora_ ; etc), situações inventadas (a hilariante e inexistente no original cena do exorcismo ao Théoden); adulterações deste tipo, repito, nunca vi em lado nenhum não quer dizer que não existam, mas a existuirem são raras. O que há, sim, repito, são adaptações, que não implicam adulterações. Veja-se o caso do primeiro filme, com bastantes adaptações, mas sem adulterações. Não há lá personagens inventados, nem situações inventadas que adulterem o sentido da história. Tive pena que tivessem omitido, no primeiro, o Bombadil, por exemplo, ou a colina das antas (acho que a tradução está assim), mas isso constituiu uma mera adaptação, não adulterou em nada a história.
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 16-01-03 22:38 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Adulterações como inversão total de perfis de personagens (Faramir), inversão absoluta de determinados eventos (decisões da Entmoot, exactamente ao contrário do original), personagens inventados em situações inventadas (Elfos e Haldir na batalha de Helm Deep; Éomer a vir com o Gandalf _de fora_ ; etc), situações inventadas (a hilariante e inexistente no original cena do exorcismo ao Théoden)

    Acho que estás a exagerar. Não encontro nada que possa apelidar de "total" ou "absoluto" na maneira com que os argumentistas decidiram mudar algumas coisas. Da maneira que argumentas, parece que a obra de Tolkien é um livro de História e que os facto e as personagens são veridicios e deve ser tudo seguido à letra. É preciso ter em conta que estamos a falar de fantasia, algo que Tolkien criou e deu significado. Não considero (tal como as rábulas indicadas no artigo) nenhum desrespeito, se alguém pegou naquele mundo, naquelas personagens, naquela história e decide adaptar como acha melhor para transformar o épico literário também num épico cinematográfico. Queres melhor? Faz tu.

    Se espreitares no IMDB ficas logo a perceber que também já se transformou um épico cinematográfico. Ficamos todos a ganhar... logo qual é o problema?
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por André Simões em 16-01-03 22:57 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Na obra os ents decidem entusiasticamente ir fazer a guerra contra Saruman. No filme os ents, após a entmoot, declaram que não têm nada a ver com a guerra, que se estão nas tintas. Queres mais absoluto? Há mais exemplos
    Que se transformou num épico não duvido, nem duvido que visualmente as adptações resultam. Não é isso que está em discussão. Não é obra nenhuma de História, evidentemente, mas quando pegas numa obra para a _adaptar_ não podes alterar a teu bel-prazer só porque ali ficava tão bem meter o Gandalf a fazer um exorcismo.
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 16-01-03 23:36 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Então o que é está em discussão?

    Que os filmes são diferentes dos livros? Isso já é ponto acente para todos. Que ele talvez tenha alterado coisas a mais no segundo filme? So what?... O filme é dele, ele faz como quiser. Se ele tivesse ligado mais à New Line, então aí é que te passavas....

    Tendo isso em conta, pergunto mais uma vez... Qual é o problema? Alguém te roubou os livros? Não... Alguém te vai impedir de apreciar a história original? Não... Alguém te obriga a ver os filmes? Não...

    Juro que não percebo porque tantos pegam com as diferenças. Inveja? Ódio ao PJ pela a adaptação não ter sido 90% integral? O Legolas a fazer shieldboard incomodou-te assim tanto que já não consegues dormir à noite?
    Re:People o have read the book! (Pontos:0, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 17-01-03 0:04 GMT (#17)
    Mas não é suposto os filmes serem adaptações dos livros?

    É óbvio que os filmes, sendo_adaptações_, não têm que seguir a narrativa dos livros à letra.
    Contudo, sendo adaptações de uma certa história, é suposto respeitarem essa história e os seus personagens.

    O exemplo mais flagrante é o Faramir. Se no livro ele deixa os hobbits seguirem viagem porque é que no filme ele faz o oposto? Nota bem a palavra: oposto!
    O que define uma personagem seja num filme ou livro são as suas acções. O Faramir do livro e o do filme fazem escolhas contrárias. Como é que se pode dizer que este personagem é uma adaptação do personagem do livro?


    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 17-01-03 0:33 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    O exemplo mais flagrante é o Faramir. Se no livro ele deixa os hobbits seguirem viagem porque é que no filme ele faz o oposto? Nota bem a palavra: oposto!

    Mais uma vez estás a exagerar. Então quase no fim do filme, ele não os deixou ir embora? (após o "pseudo-discurso" épico do Sam) De facto, não foi na mesma sequência da narrativa do livro e de facto, o Faramir apresentava-se algo diferente do que se esperava. Mas a verdade é que o resultado final foi exactamente o mesmo! E ambos resultam bem.
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 17-01-03 12:18 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Não é exagero, no livro Faramir é descrito como um bom avaliador de caráter, defensor das ideias de Mithrandir (como chamam ao Gandalf em Gondor), com um carácter mais forte do que o irmão, não mostra a minima intenção de ficar com o Anel e deixa o Frodo seguir viagem.

    No filme ele aprisiona Frodo e Sam, está-se nas tintas para a missão deles e leva-os para Osgiliath e só os deixa ir embora no meio de uma situação de caos onde se tornaria difícil manter os prisioneiros em segurança.

    Se isto não são personalidades opostas então o que é?

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 17-01-03 13:19 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Estavas a dizer que ele tinha feito o oposto só porque não os deixou ir embora "à primeira". Quanto à personalidade diferente, sim concordo... se calhar talvez mais humana?

    O facto de os ter levado para uma situação mais dramática reforça a utilidade do filme. Quem não conhecia a história e o resultado final da captura, relata como sentiu alguma angústia com o desespero do Frodo e a determinação do Faramir em levá-los para Minas Tirith.
    Re:People o have read the book! (Pontos:2, Informativo)
    por HiTek DeVil em 17-01-03 3:16 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Queres um exemplo chocante de uma adaptação que em pouco tem a ver com livro? o Contact, de Carl Sagan, e o filme.... no filme, desde a só irem americanos na maquina, a tudo se centrar nos americanos... Carl Sagan no livro mostrou a união dos povos, no filme mostraram só os americanos, como donos do destino; no livro iam 6 (?) pessoas na maquina de várias nacionalidades, no filme, nas duas tentativas, ia só uma, e em cada tentativa, eram duas pessoas americanas.... e daí? Adaptação, sim, adaptação.... pegar na história do livro, e adaptar como lhes bem convir para o filme.... adaptar, não é pegar nelas, e simplesmente por com a mesma forma, em sitio diferente, neste caso, pegar na escrita do livro, e introduzir em forma visual no ecrã.... é adaptar o que lhe bem der na real gana para fazer... eles estao ali para fazer dinheiro, se acham que fica melhor assim do que assado, fazem...

    E já agora, "adaptação" in porto editora online: adaptação substantivo feminino 1. acto ou efeito de adaptar ou adaptar-se; 2. BIOLOGIA conjunto das modificações pelas quais um organismo se coloca gradualmente em harmonia com novas condições de existência; acomodação; 3. utilização de um objecto para um fim diferente daquele a que se destinava originalmente; 4. série de transformações realizadas numa obra de forma a adequá-la a um público diferente ou a transpô-la para o cinema, a televisão, o teatro, etc.; 5. MÚSICA arranjo feito numa composição para um fim diferente do original; FISIOLOGIA adaptação do olho processo fisiológico pelo qual o olho ajusta a sua sensibilidade para diferentes níveis de iluminação; presta bem atenção ao ponto 4 e 5 da definição de "adaptação" no dicionário online da porto editora.
    HiTek DeVil
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 17-01-03 12:26 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Tudo isso são alterações minimas, são adaptações feitas ao genero do primeiro filme do Senhor dos Anéis, se as alterações fossem tipo as do segundo filme era mais do género estares a ver um filme do livro "Contact" e de repente o edificio onde se passa a acção ser tomado por terroristas, a máquina com uma pessoa era desviada da rota por conterrâneos do Bin Laden, etc...

    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 19-01-03 6:16 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Um pouco fora do topico da paródia do Two Towers, mas pergunto-te se leste o livro Contact? É que não foi só adaptado para ciname com algumas alterações... foi o moral da história por completo... A mensagem que um passa, dum lado o livro, e o que o filme passa... Um é união entre povos para algo superior à humanidade, seja deus ou sejam seres extraterrestres, mas acima de tudo, união dos povos para um objectivo comum, o outro é a glorificação do povo americano acima de tudo (o caso do filme)... Mas até isso eu não liguei... Vi o filme, e gostei do filme, pelo filme, e li o livro, e gostei do livro pelo livro... É mais ou menos como acontecia à uns anos com as novelas, que no início aparecia "[...]qualquer semelhança com a realidade, é pura coincidência[...]" o mesmo se passou entre os dois, o livro e o filme... mas soube separar um do outro... Parte da história foi usada, parte foi inventada, mas pronto, gosto dos dois pelo que são: um o livro, o outro o filme...
    O mesmo se passa em relação ao LOTR e os filmes... Dum lado estão os filmes, com a magia de efeitos visuais, do outro os livros, que invês de ter um complemento visual, tem um complemento imaginário, que és tu que imaginas todo os cenários, todas as personagens... Gosto dos dois pelo que são, livros, e filmes, se os guionistas se lembraram de alterar, e o director aceitou, ou o contrário, não me importa. :)

    HiTek DeVil

    HiTek DeVil
    HiTek DeVil
    Re:People o have read the book! (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 19-01-03 6:17 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    UI... sem querer meti a signature 3 vezes ao alterar a mensagem... my fault
    HiTek DeVil
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por mlopes em 17-01-03 12:10 GMT (#22)
    (Utilizador Info)

    O Legolas a fazer shieldboard incomodou-te assim tanto que já não consegues dormir à noite?

    Isso é o mínimo, apesar de não gostar desse tipo de cenas e as achar desnecessárias, percebo a sua utilidade de modo a tornar a acção mais holywoodesca,, porque afinal é este tipo de acção que atrai milhões às salas, mas este tipo de coisas não são aquilo que aqui se crítica porque isso não é adulterar a história, quanto mais não fosse pelo facto de o livro não excluir a hipótese do Legolas de facto fazer isso visto que não descreve exaustivamente todos os movimentos dele durante a batalha.
    Se o que se vai contar não é a história "O Senhor dos Anéis - As duas torres" então não dêem esse nome ao filme, o problema é que o(a)s argumentistas ultrapassaram a barreira da adaptação ao cinema e resolveram começar a inventar eventos e situações, a alterar os próprios personagens.
    Como é evidente se o filme se chama "O Senhor dos Anéis - As duas torres", não se trata de um filme de fantasia, mas sim da mesma história que foi escrita por Tolkien.

    Juro que não percebo porque tantos pegam com as diferenças. Inveja? Ódio ao PJ pela a adaptação não ter sido 90% integral?

    Mas que raio de afirmação! Como já disse antes o primeiro filme é um bom filme, está fiel ao livro apesar de ter algumas coisas que não gosto (tipo a cena do Legolas e do Trol, e as escadas da saida de Khazad Dûm a cair) mas isso não faz dele uma má adaptação, tal como já foi dito também tenho pena que não tenham incluido o Tom Bombadil e a Colina das Antas (sim, é assim a tradução para Português) mas estas não são alterações de fundo à história.
    Ódio? não tenho motivos nenhuns para odiar o homem, não o conheço pessoalmente (mesmo assim seria díficil porque eu não odeio ninguêm que conheça ou desconheça, se calhar tenho melhor feitio do que costumo pensar) e até sou fã do primeiro filme e comprei o DVD da extended version.
    Inveja? De quê? Eu não tenho conhecimento nem capacidade para realizar um filme, nunca estive em concorrência com ele para o fazer, por isso não sei o que haveria de invejar!

    O problema mesmo é ver uma obra sofrer aquilo que o autor sempre tentou evitar enquanto foi vivo.


    No woman ever falls in love with a man unless she has a better opinion of him than he deserves.

    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 17-01-03 13:28 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Eu compreendo a tua indignação. A sério. Se tivessem adaptado a minha obra de fantasia preferida ao cinema e tivessem dado facadas assim nas personagens ou em algumas partes da história, também me iria sentir incomodado. Mas é preciso encaixar esses aspectos menos conseguidos no panorama global. No fim desta longa maratona de cinema, vamos ficar com um excelente filme de 9 horas (10 e meio nos DVDs) e muito mais ricos do que se nada tivesse sido feito. Depois poucos poderão dizer que não conhecem a saga do Senhor dos Aneis e estas alterações serão olhadas, até por puristas, como pormenores menos bons no mar de qualidade que foi conseguida.
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por André Simões em 17-01-03 14:41 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    O que está em discussão é que alguém disse que era comum alterar-se os originais quando se passava para filme, e eu disse que não era, que o que era normal era adaptação. Não entendo a razão de tanta sanha. Eu disse que não gostei do filme? Não. Eu disse que não tinha gostado do efeito cinematográfico das invenções? Não. Apenas disse e mantenho, e tu não desmentiste, que houve excessos na alteração do original. A mim o Legolas a fazer shieldboard (o que quer que isso seja) não me incomoda minimamente, até podia desfilar de peruca ruiva, e o exorcismo do Théoden fez-me rir às lágrimas. Eu é que não entendo tanta zanga por um aspecto pacífico. O que acho é que continua aqui a haver um problema ao nível do Português, entre as noções de adaptação e alteração. Inveja? Ódio? Pelo amor dos deuses...
    --- Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:People o have read the book! (Pontos:1)
    por JohnnyBigodes em 16-01-03 23:11 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    mas tem que se dar um desconto porque em 3 horas é mesmo impossivel resumir tudo o que se passa no segundo livro.

    Pois, só para dizer que dessas 3 horas, perfeitamente mais de meia-hora é desperdiçada em pseudo-discursos épicos à la Pearl Harbor, infinitos takes de paisagens que são bonitos à primeira e à segunda mas à terceira já chegam, etc...

    Com tantos minutos desperdiçados, como é que é possível queixarem-se que "num filme não dava pra meter o livro"?
    Re:People o have read the book! (Pontos:2)
    por Psiwar em 16-01-03 23:22 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Para além do "pseudo-discurso" do Sam (que gostei, achei adequado e estava intercalado com outra narrativa), não estou a ver onde anda o "Pearl Harbor". Mas então diz-me lá... o que fazias tu com essas 3 horas? (ajuda: "Her" pode ficar de fora)

    Deixa-me adivinhar! Fundo preto como no Branca de Neve e o texto integral do livro a passar 3x mais rápido do que alguem consegue ler. E pronto! Está feita a adaptação integral e correcta do Lord of The Rings ao cinema! Santa paciência...
    Re:People o have read the book! (Pontos:1)
    por McB em 25-01-03 21:51 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Pois, só para dizer que dessas 3 horas, perfeitamente mais de meia-hora é desperdiçada em pseudo-discursos épicos à la Pearl Harbor, infinitos takes de paisagens que são bonitos à primeira e à segunda mas à terceira já chegam, etc...

    Porque se calhar esses momentos parados equivalem às descrições das paisagens no livro, não?
    Acho que é a única maneira de descrever a Terra Média no livro... se calhar, se não fossem esses momentos, ainda menos parecido com o livro seria o filme!

    Yours,
    McB!

    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    ehehe (Pontos:2)
    por Psiwar em 16-01-03 16:39 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Eu gosto mais desta...

    RIVENDELL

    ARAGORN finds himself in RIVENDELL with ARWEN lying on top of him.
    ARAGORN: Hmm. This must be a dream.
    ARWEN: Why do you say that?
    ARAGORN: Because you're not even supposed to be IN this book.
    ARWEN: Don't be mean. I'll tell Daddy.
    ARAGORN: Whatever. Wake me up, would you? Since it's not really you licking my face, I have the awful suspicion it's a horse. Or maybe Gimli.
    Absolutamente genial! (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 16-01-03 23:11 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.dehumanizer.com
    Nuff said.

    "It is every citizen's final duty to go into the tanks and become one with all the people."
    - Chairman Sheng-ji Yang, "Ethics for Tomorrow"
    So' uma achegazita (Pontos:0, Informativo)
    por Anonimo Cobarde em 17-01-03 13:35 GMT (#27)
    Isto e' so' uma achegazita porque, sinceramente, ja' irrita tanta baboseira que para ai' tenho lido.

    Antes de mais, "The Two Towers" _NAO_ e' o segundo livro. O segundo livro chama-se tao somento "Book Two" e faz parte do primeiro volume, "The Fellowship of the Ring". Antes de mandarem postas de pescada, por favor LEIAM a obra, esta' bem?

    O "The Lord of the Rings" e' uma UNICA obra e nao tres (ou pior, uma trilogia, como por vezes leio e ate' me faz arrepiar), dividida em 3 volumes, cada um dos quais dividido em 2 livros. Por conveniencia editorial, e porque e' manifestamente dificil ler um livro com mais de 1150 paginas (tenho aqui 'a minha frente a edicao de bolso da Harper Collins que engloba todos os 6 livros mais apendices e indices, e tem mais de 1136 paginas), foi decidido publicar os tres volumes _separadamente_. Mas claro, se alguem se tivesse dado ao trabalho de ler o prefacio ou mesmo as "liner-notes" (perdao, nao sei a traducao disto para Portugues), sabia isto, evidentemente.

    Posto isto, por favor nao insistam no "segundo livro" a menos que se estejam a referir ao primeiro volume, "The Fellowship of the Ring" -- da' mau aspecto e demonstra ignorancia. Falem do terceiro e quarto livros, falem do segundo volume, falem do que quiserem, mas com correccao.

    So' uma ultima provocacaozinha, para a pessoa que anda ai' a defender acerrimamente que uma adaptacao pode deturpar e distorcer a obra a partir da qual nasce, aconselho-lhe vivamente a leitura da obra original e em seguida o visionamento do filme. Se nao ficar frustrado e ate' levemente revoltado, das duas uma -- ou nao percebeu nada do que se passou, ou tem algum interesse nos dividendos do filme (money money, makes the world go round and around). Sinceramente, sinto-me tentado a acreditar mais na primeira premissa. Concordo inteiramente com a opiniao de alguem que disse que, se a intencao _nao_ era contar a historia do "The Two Towers", entao que nao lhe tivessem dado esse titulo, e que nao o tivessem promovido massivamente como sendo isso mesmo.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]