gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Bush quer monitorizar Internet em tempo real
Contribuído por jmce em 21-12-02 17:12
do departamento arbustivo
Internet BuBbA escreve "A administração George W. Bush está a planear obrigar os fornecedores de serviços de internet (ISPs) a ajudar na construção de um sistema centralizado para a completa monitorização da internet. De acordo com o jornal norte-americano New York Times, um relatório completo sobre estes planos, escrito por membros do CIPB (Critical Infrastructure Protection Board) - grupo de protecção da infra-estrutura crítica - deve ser divulgado no início de 2003. O objectivo principal do programa de segurança será gerar cooperação pública e privada para regulamentar e defender as redes de computadores contra vírus, hackers e ataques terroristas. "Não temos ninguém que consiga cuidar de toda a infra-estrutura. Quando algo acontece, só ficamos a saber quando já é muito tarde", disse Tiffany Olson, chefe do CIPB. Mas alguns críticos temem que o plano possa dar ao governo o poder de monitorizar cada indivíduo também em tempo real. "

O custo «incalculável» da Internet universal | WebSphere Studio Site Developer (5.0) para Linux  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • BuBbA
  • acordo com
  • New York Times
  • Mais acerca Internet
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    absurdo. (Pontos:3, Interessante)
    por moonrider em 21-12-02 18:13 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    As medidas que estão a pensar adoptar são um autentico atentado à privacidade dos cidadãos num país que se diz livre ( yeah, right ), já para não falar nas implicações técnicas de tal infraestrutura... estamos a falar em controlar todo o tráfego internet nos EU... enfim. "Bush" e está tudo dito... :-)
    Bahahah!!! (Pontos:1, Redundante)
    por Endymion em 21-12-02 21:58 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Livre? Um país onde se censura qualquer minima demonstração de nudez nos desenhos animados *realmente as crianças nos USA devem ter ou pais puritanos ou crescem a pensar que nudez=passaporte directo para sexo, logo imoral, logo nao deve ser visto*, onde se banem livros e se pode ser processado simplesmente por abrir a boca? Porra, um país em que aceitam que um fantoche das corporações chamado Bush ascenda ao poder de forma não-democratica *ele não foi eleito como os outros..*, e comece a dar as cartas lambendo as botas dos senhores do dolar, enqto desvia as atenções sobre si utilizando uma tragedia conveniente para seu proveito *twin-towers* e dando como justificação para qualquer tema mais polemico a Santa Jihad contra o terrorismo merece o governo que tem! *assim como um portugal com uma populaçao altamente desresponsabilizada merece os impostos que lhe cobram* Pah, a solução é simples. The Big American Firewall, a la China. Não deve faltar muito, já que devido a leis estupidas ao ultimo grau vemos exemplo como companhias de linux terem de distribuir patchs de segurança através de servers fora dos EUA. Desde que a Europa, e os seus integrantes não tentem ser o espelho dos USA como parecem gostar de fazer, por mim tudo bem. Mas às vezes penso para mim mesmo. Coisas simples como nomes "EU e EUA", valores "dolars e euros", leis "DMCA e EUCD", e coisas como a Grã-Bretanha ocasionalmente a fazer o papel de Sonda Americana na Europa ao impedir resoluçoes comuns... Às vezes penso se realmente haverá esperança para uma Europa Unida..ou se não passará de uma farsa, uma tentativa de nos transformar em EUA II
    Re:Bahahah!!! (Pontos:3, Interessante)
    por joao em 22-12-02 13:17 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    The Council of Europe has adopted a measure that would criminalize Internet hate speech, including hyperlinks to pages that contain offensive content.

    Last year, Finnish police forced the Net's most popular pseudo-anonymous remailer-- anon.penet.fi-- to give up the identity of a user suspected of copyright infringement.

    In a ruling today, a Swedish court holds the editor of thke web edition of Aftonbladet (a major Swedish newspaper) responsible for comments published on their forum, and the forum has subsequently closed.

    A French judge has ruled that the US Internet Service Provider Yahoo! Inc must make it impossible for French users to access sites auctioning race hate memorabilia.

    German law makes it a crime to disseminate Nazi propaganda or deny the Holocaust.

    The US Supreme Court has taken its first bold steps into the world of virtual reality, overturning an attempt by Congress to ban computer-generated images of child pornography. In an important First Amendment decision, the nation's highest court ruled yesterday that digital images of "virtual" children engaged in sexual activity must be afforded a higher level of constitutional protection than pornography involving real children.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura
    US e EU, liberdades e limitações à mesma (Pontos:2)
    por joaobranco em 23-12-02 18:48 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    De facto, a UE tem implementado muito mais fortemente medidas repressivas sobre aquilo que pode ser dito na internet, nomeadamente no respeitante a discurso politico. Os EUA tem advogado muito mais medidas de vigilância sobre a informação que passa na internet (Carnivores e outros que tais).

    Isto é normal, pois na UE não existe o conceito de liberdade de expressão como direito básico inalienável (1ª emenda...). E mesmo na Europa (e em particular no UK, com o beneplácito dos EUA) tem sido advogadas medidas de vigilância brutal sobre o que passa na Internet.

    No entanto, os EUA não tem sido particularmente inocentes... Esqueceste-te de apresentar os links onde os EUA censuraram informação, nomeadamente os casos do DeCSS e outras restrições a discurso "não protegido" pela 1ª emenda. E muitas das limitações sobre a Internet no respeitante à protecção dos códigos de propriedade intelectual tem ocorrido por pressão directa dos EUA.

    O principal problema não é saber se os EUA são "melhores" ou "piores" que a UE, o principal problema é que AMBOS estão a mover-se de forma a tornar a Internet uma área muito menos livre...

    Cumps, JB

    Re:US e EU, liberdades e limitações à mesma (Pontos:2)
    por joao em 23-12-02 19:09 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    A posição dos tribunais americanos em relação ao caso DeCSS são na pior das hipóteses contraditórias:

    A California appeals court ruled yesterday that using the Internet to publish software code used for decrypting and copying DVD movies is protected by the First Amendment as an expression of free speech.

    Tanto quanto sei, o caso ainda não chegou ao supemo pelo que não se pode concluir nada sobre o assunto para já.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura

    Monitorar em tempo real?? (Pontos:4, Interessante)
    por mazevedo em 21-12-02 21:57 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    O mais engraçado vai ser criar toda a estrutura de comunicação de dados que suporte este tipo de monitorização. Parece-me que terão é de duplicar tudo... Ou diminuir as performances!
    ----
    //\anuel /|zevedo
    Uma pequena peça de um grande puzzle (Pontos:4, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 21-12-02 22:51 GMT (#4)
    O procedimento específico de que a notícia fala faz parte de um mais vasto projecto chamado "Total Information Awareness" que está a começar a ser implementado pelo governo norte-americano.

    Quer os EUA, quer a União Europeia, estão a utilizar os convinientes atentados de 11 de Setembro como pretexto para intensificar as suas capacidades de vigilância.

    Por cá na Europa, já coisas semelhantes se começam a vislumbrar: [ 1 | 2 | 3 | 4 | 5 ].

    Se nao fosse o 11 de Setembro, Bush ja era.... (Pontos:3, Interessante)
    por galoman em 22-12-02 11:19 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Se ele quer realmente acabar com o medo do terrorismo, que resolva o problema do Médio Oriente e outros espalhados por esse planeta e não se lembre de andar por ai a inventar solucoes que nao interessam tanto aos Estados Unidos, mas se calhar um ou outro lobby existente. E evidente que isto nao tem nada a ver com a luta contra o terrorismo ...

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]