gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Internet Portuguesa na Idade das Trevas
Contribuído por scorpio em 09-12-02 20:25
do departamento por-uma-internet-mais-clara
Web on Fire jorgelaranjo escreve " Estava eu a ler a Sic ONLINE quando dei conta de um artigo com um título, no mínimo, engraçado:
Internet portuguesa na "Idade das Trevas"
Será que assim é? - pensei.
Segundo um responsável do Tumba.pt "o que existe nos sites, principalmente nos portais, é bastante mau".
O artigo pode ser lido aqui.
O que acha a comunidade Gildot desta situação? E como está o nosso e-commerce?
Será que é já este ano que se vai dar o BOOM das compras de Natal pela internet?
E será que as crianças vão começar a enviar email ao Pai Natal em vez das tradicionais cartas? "

UMEET 2002 | Lobbies de hollywood  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • jorgelaranjo
  • Sic ONLINE
  • Tumba.pt
  • aqui
  • Gildot
  • Natal
  • enviar email ao Pai Natal
  • Mais acerca Web on Fire
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    E-Mail ao Pai Natal (Pontos:0, Informativo)
    por Anonimo Cobarde em 09-12-02 21:07 GMT (#1)
    duvido muito que o Pai Natal consiga encontrar pedidos de presentes no meio do SPAM todo que ele vai receber!
    Re:E-Mail ao Pai Natal (Pontos:3, Engraçado)
    por moonrider em 09-12-02 21:43 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    duvido muito que o Pai Natal consiga encontrar pedidos de presentes no meio do SPAM todo que ele vai receber!

    Mas certamente vai encontrar muitas formas de aumentar o pénis e vai ficar milionário várias vezes devido a fundos não reclamados. Ah... já para não falar no viagra a metade do preço... :-)
    Re:E-Mail ao Pai Natal (Pontos:2)
    por TarHai em 10-12-02 9:19 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Da que pensar, imaginar o pai natal todo encharcado de viagra com um 'large penis' a fazer ho-ho-ho a espalhar felicidade pelo mundo inteiro... Faz lembrar uma anedota, que nao digo por ser claramente off-topic.

    O gildot por veze traz o que de pior ha em si :P
    --- Heisengberg might have been here. (seen in /.)
    Welcome... (Pontos:5, Esclarecedor)
    por spyder em 09-12-02 21:23 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    ...to the real world
    Pessoalmente, dá-me nos nervos que alguém avalie a qualidade da "Internet portuguesa" pelo conteúdo dos portais. Para começar, a Internet é bem mais que "conteúdo": é conectividade, é correio electrónico, é partilha de software, é VoIP...
    Admito que não sou utilizador de portais; nunca fui. Passam-me completamente ao lado, e acho-os um desperdício de tempo e de bits. Se quero notícias, vou ao site de um jornal; se quero entrar em contacto com alguém, envio-lhe um mail; se quero fazer compras, vou à Amazon, ou coisa que lhe valha; se quero pesquisar, vou ao Google (what else?)...
    E depois... o conceito de "Internet portuguesa" é, no mínimo, caricato: existe _a_ Internet, ponto. Se os portugueses não metem lá nada de jeito, é uma questão diferente, e da qual eu até discordo. Temos uma série de nichos bem preenchidos, que satisfazem bastante bem o "Internauta lusitano". Temos o Gildot para os gajos que gostam de discutir o estado da coisa. Temos o IOL para dar conteúdo grátis e exclusivo (sic) que apela a grande parte do resto. Temos o Público, a SIC Online, e mais alguns para notícias. Temos rede(s) nacional(is) de IRC. Temos 2 ou 3 redes de Instant Messaging. Temos uma catrefada de providers de mail. Temos vários Access Providers. Pessoalmente, não sinto a falta de nada (excepto talvez preços decentes no acesso :-) ). Alguém sente?
    E-commerce em Portugal? Hah! Os portugueses têm medo de usar o cartão de crédito, e a maior parte deles recusam-se sequer a comprar coisas que não conseguem apalpar antes de pagar, por isso nem o contra-reembolso nos safa. (sim, sou a favor do e-commerce, mas não acredito que cole em .pt nos próximos tempos).

    Re:Welcome... (Pontos:1)
    por shadowseeker em 10-12-02 9:00 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://no-web-page.sorry
    Ricardo, eu conheco pessoalmente a pessoa que emitiu essas opinioes e de facto estou tambem capaz de concordar contigo: a expressao "Internet portuguesa" e' uma parolice! Nao faz sentido. Internet e' Internet, meaning pacotes de uma lado para o outro, quer sejam portugueses, chineses, ou ate' americanos!
    De resto, acredito que o discurso miserabilista da pessoa em questao deve ter sobretudo a ver com o facto de ter batido imensas vezes com a cabeca na falta de visao de quem toma decisoes neste pais (empresas et al.)
    Quanto aos pagamentos, o uso do multibanco e' bem capaz de dar um empurraozinho as vendas. Eu pessoalmente tambem nao gosto de numeros de cartoes de credito a circular por ai'... ;-)
    Eles "andem" ai', right?

    Cumps,


    Re:Welcome... (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 10-12-02 9:33 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Em 1997, tive pela primeira vez cartão de crédito, e desde aí tenho-o usado quase todos os meses para fazer compras online. EUA, Inglaterra, Canadá, Alemanha, etc..

    Até hoje, não fui "roubado" em um centavo... oops, cêntimo. Quer dizer, talvez o tenha sido por comprar coisas mais caras do que devia, mas nunca foi sem o meu conhecimento. :)

    Tenho tanto medo de usar o Visa para comprar algo nos EUA, como de usar o Multibanco para fazer compras no Continente.


    "To underestimate one's self is as much a departure from truth as to exaggerate one's own powers"
    - Sherlock Holmes
    Re:Welcome... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 10-12-02 13:56 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.youthinkwedo.com
    Completamente de acordo, também nunca tive esse azar o que não me livre de o ter um dia desses.

    Não compro todos os meses pela internet porque a situação econômica não esta para ai virada ;)

    Se tivermos enconta então o sistema do mbnet então quase já não desculpas para não se fazer compras na internet.

    Acho bastante piadas as pessoas que dizem ter medo de usar o cc deles em compras online e depois vão ao um restaurante qualquer e entregam o cartão a um empregado qualquer e o perdem de vista... enfim...

    Acho que o problema do e-commerce em portugal passa realmente por uma oferta real de serviços, como amazon.com, em que se vende de tudo um pouco e com uma grande variedade naquilo que vende e com um óptimo serviço de pós-venda.

    A realidade é que se vê é que alguns dos nossos comerciantes, pensam que vender online é o mesmo que, por lá a lógica comercial já existente no seu negócio, disponibilizar lá umas tabelinhas de preço, com entrega a domicílio ou se calhar até não e esperarem os clientes, caírem como chuva logo depois.


    Re:Welcome... (Pontos:2)
    por nmarques em 10-12-02 14:09 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    A questao dos cartoes de credito e' um pouco ingenua, se bem que nao convem andarem por ai a circular as informacoes do meu ou do de outrem, no entanto, existe apenas um problema com que me deparei... Antes de serem debitados quaisquer valores, o cliente recebe um extracto do banco com os valores que vao ser debitados e a data de debito. Ate aqui tudo bem... Se existir um valor que nao corresponda podes sempre cancelar, o problema e' que e' cancelado todo o extracto (todas as compras naquele extrato) e nao apenas a conta que nao esta correcta. Em portugal nao sei como funciona o cartao de credito, visto que o que tenho nao pertence a um banco portugues e nao e' VISA, e' Mastercard, nem sei se o provedor e' a Unicre como em PT.

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it.../I
    Na Rússia Soviética... (Pontos:0, Engraçado)
    por Anonimo Cobarde em 09-12-02 21:35 GMT (#3)
    a Idade das Trevas está na Internet Portuguesa!
    É claro que está nas trevas (Pontos:3, Engraçado)
    por mar_ori em 09-12-02 21:41 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    **** THE PROOF THAT internet portuguesa IS EVIL ****

          I N T E R N E T P O R T U G U E S A
        73 78 84 69 82 78 69 84 80 79 82 84 85 71 85 69 83 65 - as ASCII values
          1 6 3 6 1 6 6 3 8 7 1 3 4 8 4 6 2 2 - digits added
        \_____________/ \_____________/ \_____________/ \_____________/ \_____/
          7 7 1 4 4 - digits added

    Thus, "internet portuguesa" is 77144.

    Turn the number backwards, and add 1875 - the year first newspaper cartoon strip was published. The number is now 46052.

    Add 1351 to it - this is the year Richard Roose was conveniently boiled to death for trying to poison an archbishop, written backwards - you will get 47403.

    Subtract 8591 from the number - this is the year Nabokov's "Lolita" got published, written backwards. It gives 38812.

    Turn the number backwards, subtract 600 - the symbol of war. The number is now 21283.

    Add 1927, the year Fidel Castro was born - the result is 23210.

    This, when read backwards, gives 01232. This is 666 in octal, the number of the Beast...

    Evil, QED.
    Hamm?!? (Pontos:2)
    por leitao em 09-12-02 21:53 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Concordando com o que o Spyder escreveu acima, nao estou mesmo a ver quais foram os criterios aplicados para classificar os conteudos portugueses como "na idade das trevas". Alias, suspeito que a web de qualquer pais nao anglo-saxonico vai ser uma **rda (comparada com a web ".com/.org/.net") pela simples razao de que a lingua +/- oficial da web e' o Ingles.

    Ao que e' preciso realmente olhar e' aos excelentes sites existentes (IMHO) como o do Publico, Expresso e alguns excelentes sites corporativos como o da Porto Editora ou do Banco de Portugal. Claro que depois ha' alguns sites horrivelmente mal desenhados e sem objectivo como o do Ministerio da Economia.


    "Monogamy is for guys that can't get pussy." --Steve-O.

    Re:Hamm?!? (Pontos:2)
    por TarHai em 10-12-02 9:14 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    A mim o que me aflige é que muitos desses sites oficiais do que quer que seja nao tem informacao realmente util.

    Ja nao e a primeira vez que a informacao mais importante de um desses sites e o numero de telefone das informacoes.
    --- Heisengberg might have been here. (seen in /.)
    Re:Hamm?!? (Pontos:2)
    por leitao em 10-12-02 9:55 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Absolutely -- e' comum em alguns ministerios.


    "Monogamy is for guys that can't get pussy." --Steve-O.

    Re:Hamm?!? (Pontos:2)
    por nmarques em 10-12-02 14:19 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Sim de facto avaliar pela aparencia do site parece ser uma coisa sensata, que na minha opiniao, quem o faz e' e vem com uma dessas, nao e' nada mais que estupido... O que conta e' o conteudo dos sites e acessibilidade, nao propriamente o design, prefiro um site html com texto e com a informacao bem apresentada e estruturada, ao estilo dos howto's em html do que propriamente um site "a la disney" cheio de panasquices em flash... Quanto a linguagem da Web ser o Ingles... sim e' mais comum aparecer sites em ingles que em portugues ou noutra lingua, mas nao sou a favor da expressao "lingua oficial da web e' o ingles"... mas e' so opiniao... Agora o que eu concordo e' que a nivel de conteudos os sites portugueses sao uma desgraca, basta ver por exemplo conteudos sobre portugal, encontras mais em sites brasileiros e internacionais que em portugueses... Pq ? Porque o portuga so curte mesmo as animacoes flash....

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it.../I
    Todos tem uma opiniao... (Pontos:0, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 09-12-02 23:03 GMT (#7)
    Como é que a opinião de um "fulano", la pq tem um site que por acaso indexa outros, dá numa noticia com um titulo "Internet Portuguesa na Idade da Pedra".
    Vai-se a ver é tio do jornalista e precisava de divulgar o Tumba!
    Já agora podia dizer que o Tumba era um bom exemplo de um site inutil que veio inventar a roda.
    Re:Todos tem uma opiniao... (Pontos:2)
    por mvalente em 12-12-02 0:54 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    O google é, hoje em dia, o melhor serviço de pesquisa da web, mas não há maneira de destacar as páginas em português (algo mais que um simples site:.pt).

    Erm.... lang:portuguese ?

    Cumprimentos

    Mario Valente

    E-commerce e portais lusos (Pontos:2, Interessante)
    por HiTek DeVil em 10-12-02 1:07 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    e-commerce? que é isso? come-se? verdade seja dita, não sei a opinião dos restantes, mas pelos estudos que li, em termos de e-commerce não será só portugal mal nesse aspecto, o mal será mesmo comparar os restantes paises com os Estados Unidos, que estão anos à nossa frente (e falo a nivel europeu, pelo que o documentario que vi era sobre e-commerce Americano vs Europeu), e o mal será mesmo compararmos com eles. Da mesma maneira que em termos de taxa de adesão somos dos países com maior taxa de adesão ao telemóvel, poderia-mos ser também dos que menos adere ao e-commerce... eu por mim, continuo a preferir ir às lojas, mexer, só quando não existe xpto producto em pt é que consulto um site qualquer de loja online estranjeiro para comprar, mas mesmo isso é super raro.

    Em termos de portais... bem, na minha opinião o mal será que os "mega" portais que há sejam demasiado generalistas, em que as pessoas teem de percorrer milhentos links para encontrar a informação que querem, ou fazer um scroll interminavel só para carregarrem num link para aceder a uma dada informação/canal. E depois claro, há os conteudos exclusivos, que passo a expressão "sucam nas horas", por exemplo, iol. a partir das 20 horas só quem tem acesso à internet atraves do serviço deles pode aceder, pois bem, eu se não tiver modo como aceder atraves do acesso deles (por exemplo, nao tendo linha telefonica em casa) como irei eu aceder ao marabilhastico portal deles e todos os restantes portais lá alojados?
    ok, posso sempre desativar os scr1pts e blablabla e acedo, mas isso sou eu, digam-me que a maioria dos utilizadores de internet consegue fazer isso, que eu irei acreditar tanto como se me dissessem que o santo papa é a favor do aborto, e eu deveria saber, pois trabalho em helpdesk, e muitos dos casos pergunto o sistema operativo, e respondem-me microsoft win outlook... pois... não se pode pedir muito a quem não tem interesse em saber mais, nem lhes interessa, seria o mesmo que dizer a um paciente numa operação "olhe, por favor, tem conhecimentos de medicina? então peço-lhe que me ajude no procedimento, só precisa de...", cada qual terá a sua necessidade (ou falta dela) de ter mais ou menos conhecimentos informáticos, não os censuro por não os terem ou nem tentarem ter... se não os teem, nunca lhes fizeram falta, se os teem, ou lhes fez falta e aprenderam, ou foi por pura curiosidade...

    Mas voltando aos portais, dei o exemplo da iol, pois é o mais absurdo que conheço, daí até para ver a programação da tvi vou sempre ao site da tvcabo e pesquiso a programação (poderia sempre usar o truque de desativar os scr1pts e yada yada yada, mas não tenho paciencia, e assim não apareço nas estatisticas desse portal, menos um)... Há muitos outros casos de portais, por exemplo, portais do sapo, em que em cada link, abre um popup ou de publicidade à tmn, ou ao sapo.adsl, felizmente tenho isso desactivado, mas como disse, utilizadores normais também se cansam disso... Depois é o caso de certos portais que embora tenham a maioria do portal actualizado, há informações vitais no portal que se encontram desactualizadas... que se acede semana atras de semana, manda-se emails a avisar que se encontra desactualizada, seja por onde eu aceda, que seja casa, faculdade ou trabalho, sempre a mesma coisa (logo, proxy a fornecer o site em cache poem-se de lado)... e há-de continuar com aquilo desactualizado até que um superior qualquer lhes pise nos calos...

    Bem, acho que não tenho mais nada a dizer sobre os portais portugueses, e o e-commerce :)

    P.S.- Como é raro eu fazer replies, só costumo ler, se não fizer reply até ao Natal, um feliz natal a todos :)
    HiTek DeVil
    o recado ficou dado (Pontos:2)
    por racme em 10-12-02 2:51 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    O recado foi dado. O Estado tem uma palavra a dizer. Invistir na "Internet" configura-se como uma obrigação para incentivar o aumento do numero de conteudos e a qualidade global.


    B0rn to frag!
    ph34r da powa of da daemon =)
    Re:o recado ficou dado (Pontos:1)
    por Kha0S em 10-12-02 9:29 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://khaos.uevora.pt
    Ouviste isso no canal Parlamento? :)=
    Re:o recado ficou dado (Pontos:2)
    por ribeiro em 10-12-02 9:47 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    eh, uma pergunta ao pessoal da gildot: não acham que é sintoma de terceiro mundismo está há espera que o estado seja a babá que toma conta de todos e resolve todos os problemas?
    E depois, investimento do Estado só significa tachos para alguns... e fica tudo mais ou menos na mesma.
    Precisa-se é de iniciativa privada...
    --
    Re:o recado ficou dado (Pontos:2)
    por TarHai em 10-12-02 11:15 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Concordo que o estado nao e a melhor solucao, mas da-me a sensacao que os empresarios portugueses, regra geral, tem dificuldade em planear investimentos a longo prazo. Nao sou empresario, pelo qe nao vou especular disparates acerca das razoes de ser dessa situacao.

    Seja como for, num pais como o nosso onde sempre se procurou a orientacao 'deles', porque 'eles' e q sabem, o estado e o candidato mais obvio a resolver todos e quaisquer problemas, quanto mais nao seja porque esta em penultimo lugar na hierarquia da atribuicao de responsabilidades. O ultimo lugar e partilhado pela conjuntura internacional e pelo ultimo governo ;)


    --- Heisengberg might have been here. (seen in /.)
    Re:o recado ficou dado (Pontos:2)
    por racme em 10-12-02 17:33 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Precisa-se é de iniciativa privada...

    nao deves ter lido a mesma entrevista que eu. Acho que o responsavel pelo projecto Tumba explicou bem essa parte da relativa pequena Historia da Internet Portuguesa.


    B0rn to frag!
    ph34r da powa of da daemon =)
    Re:o recado ficou dado (Pontos:2)
    por racme em 10-12-02 17:31 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Eu acho que os cuidados de saude de qualidade, infraestruturas, etc estao em primeiro lugar do que conteudos para a internet... mas isso é a minha opiniao.

    e tens toda a razao. Mas assim estao ha ja 20 anos.

    Mas nao te preocupes que se nao é agora daqui a 10 anos podes acrescentar mais um a tua lista porque a evolucao tecnologica vai nessa altura estar em primeiro lugar nessa lista, mas temo que na altura ja sera tarde demais.


    B0rn to frag!
    ph34r da powa of da daemon =)
    my 2 cents (Pontos:2)
    por vd em 10-12-02 10:48 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    "O motor de pesquisa da web portuguesa tumba! não produz conteúdos, mas nem por isso os responsáveis do projecto deixam de se preocupar com a actual situação da Internet feita em Portugal."

    Quando se está do outro lado (leia-se, do lado que não produz conteúdos) é fácil criticar.
    No entanto talvez fosse boa ideia os responsáveis do Tumba passarem algum tempo do lado de cá (da produção de conteúdos) para depois mandarem "bitaites".

    "Afinal, de que vale um índice de conteúdos se não os há?"

    Entramos aqui numa contradição. Apesar desta parte ter sido do jornalista, vem claramente dizer que; Se o tumba indexa conteudos e se o responsável diz que eles não existem ou são maus, que raio faz ele com este indexador?

    "O nosso objectivo é encontrar informação relevante para satisfazer uma necessidade do utilizador, é assim que medimos a qualidade dos nossos sistemas"

    Que raio de necessidade é esta? Informação relevante? Quem a define ? Eles ?

    Agora e depois de ler o resto da entrevista, retirei a conclusão que "alguêm" está frustado por não ter apoios ou publicidade.

    Contudo e pegando no comentário do Spyder, a Internet portuguesa não é só portais nem informação. É um conjunto de servidores e serviços.

    Mas a Internet Portuguesa não pode ser comparada à dos outros paises. O português tipico é estranho. Gosta de ver com as mãos e não compra nada antes de "ver". Está-nos no sangue.

    Relativamente aos portais, ou são para nichos ou então generalistas não vão a lado nenhum.

    Lembro-me do Sapo, que quando começou era algo "decente" e era apenas um Serviço de Apontadores Portugueses, hoje tornou-se num portal e a sua qualidade degradou.

    Assim, não considero que a Internet Portuguesa está na idade das Trevas. Talvez seja mais uma afirmação de quem quer fazer negócio com algo que outros produzem...

    vd
    SIC na idade das trevas (Pontos:2)
    por joaorf em 10-12-02 19:56 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Parece que a SIC Online está na idade das trevas em termos de standards e interoperabilidade. Vejam a janela que aparece quando se visita o site em Mozilla...
    Tentem agora aceder à zona dos vídeos...
    E é um site feito pelo Gildoter pls...
    Re:SIC na idade das trevas (Pontos:3, Esclarecedor)
    por pls em 10-12-02 23:07 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Parece que a SIC Online está na idade das trevas em termos de standards e interoperabilidade. Vejam a janela que aparece quando se visita o site em Mozilla... Tentem agora aceder à zona dos vídeos... E é um site feito pelo Gildoter pls...

    Eu administro os sistemas e forneço o sistema de gestão de constúdos... o html, javascr1pt e afins não são da minha autoria.

    PLS
    Internet Portuguesa na Idade das Trevas (Pontos:1)
    por mjs em 10-12-02 23:15 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://xldb.di.fc.ul.pt/mjs
    Como entrevistado venho prestar um esclarecimento, já que esta manchete provocou tantos comentários.
    O texto da notícia que mereceu o título arrasador dizia assim: (transcrevo porque parece que ninguém leu :-)
    Mário Gaspar da Silva compara a evolução da Internet à Revolução Francesa. "Quando aconteceu a revolução, a primeira coisa que fizeram foi o 'liberdade, igualdade, fraternidade', não há direitos de cópia e toda a gente era livre de publicar o que bem entender". Deu-se então "um período de trevas na literatura francesa - o melhor autor francês nesse período de cinquenta anos a seguir à revolução é o Marquês de Sade", refere o professor da FCUL, "vê-se bem o nível dos outros..."
    "Com a Internet, aconteceu praticamente o mesmo: não se perfez um modelo económico e apareceu o lixo todo, só o lixo é que acaba por ter motivação para ser publicado". De acordo com Mário Gaspar da Silva, "em França, cinquenta anos após a Revolução, decidiram instituir o copyright para incentivar os bons - aqueles que sabiam escrever - a poder vir a ser profissionais e receber pela sua actividade". Em paralelo, "na Internet, nos EUA já se começa a ver uma evolução".
    E em Portugal? "Estamos em plena Idade das Trevas", responde o coordenador do tumba!, acreditando que a web nacional "vai demorar muitos anos" até ultrapassar esse período.
    O menu comentário; Se alguém afirmou que a Internet Portuguesa está na Idade das Trevas ou na Idade da Pedra foi o editor que escolheu esta manchete bombástica e todos os que foram atrás nas considerações que fizeram no gildot.
    O que se depreende do que foi dito é apenas que o entrevistado acha que o novo meio está num processo evolutivo comparável ao que se seguiu no mundo da publicação a seguir à revolução francesa e que, em termos evolutivos, estamos em Portugal a passar pelo pior período de acordo com essa analogia...para quem usa a internet diariamente, as dezenas de mensagens de spam porno, as janelas com anuncios de casinos mesmo nos nossos melhores portais são a confirmação de que estamos a passar pelo pior bocado. Só não vê quem não quer...A questão é saber-se quanto tempo vai durar o mau bocado. Na América há sinais positivos. Aqui, ainda nem se vislumbram.
    -mjs

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]