gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Evento de divulgação Linux no Porto
Contribuído por chbm em 28-11-02 16:18
do departamento em-cima-da-hora
Portugal Anonimo Cobarde escreve "Porto 2002, Cidade Tecnológica é um evento que visa divulgar e promover as vantagens das tecnologias livres e dos sistemas informáticos alternativos como o GNU/Linux. Link : página " [chbm: alguém da organização quer adicionar alguma coisa ?]

AMD sairá da corrida do processador mais rapido | China: Aceder à Internet pode levar à morte  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • página
  • Mais acerca Portugal
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Question! (Pontos:0, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 28-11-02 16:43 GMT (#1)
    Eu curtia que alguém explicasse mais concisamente como vai funcionar o concurso de hacking :o) Thanx
    Re:Hax0r in 'da house! (Pontos:3, Esclarecedor)
    por humpback em 28-11-02 19:03 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Por acaso o hackro até tem razão :)
    Eu estou inscrito como "Administrador" e hoje ao estar a preparar uma maquina para levar fiqeui com algumas duvidas sobre o que se podia fechar e como porque as regras sao pouco claras....
    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism
    Re:Hax0r in 'da house! (Pontos:3, Engraçado)
    por RaTao em 28-11-02 21:05 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Então vais como CEO de uma empresa?

    Que fixe!! Ler umas revistas high-tech a falar do último windows2000 datacenter, mandar umas bacoradas com a garantia que os remadores riem, falar subjectivamente das novas técnicas de protecção e detecção pró e re-activas, pedir relatórios, passear o portatil com o telele gprs, almoçar e pagar com o visa da empresa, chatear mais um bocado os remadores (i.e. os bofh) acerca do outlook2003-extra-pro que passa a vida a pedir para colocar a password, despedir um ou dois desses inuteis que não conseguem configurar a ligação netcaboPRO para ipv6, etc...

    Isso é que vai ser!!! Onde é que me inscrevo????

    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Re:Hax0r in 'da house! (Pontos:2)
    por humpback em 29-11-02 0:37 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.felisberto.net
    Eu não percebi bem se me estavas a atacar se estavas a filosofar sobre algum problema da tua vida.

    Agora, eu sei que seguindo o link talvez conseguisses encontrar aquilo que perguntas, e talvez percebesses o porquê do "Administrador" . :)

    É o que dar ser rato e não sair do esgoto... Vem ca fora apanhar alguma luz :)

    Gustavo Felisberto
    72ef1d7183eb2ea89420b94c0cf3e1f1
    apt-get install anarchism

    Re:Hax0r in 'da house! (Pontos:1)
    por RaTao em 29-11-02 13:50 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Falhaste redondamente em tudo... Volta a tentar :>


    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Pergunta... (Pontos:2)
    por ribeiro em 29-11-02 14:37 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Qual o ponto de anunciar as coisas em cima da hora?

    Se tivessem anunciado mais cedo, até tinha organizado os meus assuntos para ir lá...
    --
    Re:Pergunta... (Pontos:2)
    por jmce em 29-11-02 22:07 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Anunciar antes... como em 5 de Novembro e em 23 de Novembro?

    Enfim, talvez possamos dar mais destaque ao próximo com um pequeno banner ou logo bem visível ou algo parecido. Também eria interessante podermos fazer alteração de visibilidade de notícias com períodos de destaque, como alguém sugeriu sob uma daquelas notícias... A ideia já apareceu várias vezes, agora é "só" implementar...

    Isto está a ser fixe!!!!!!! (Pontos:3, Informativo)
    por jig em 30-11-02 4:22 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Bem tirando a ,.!2$ da discussão que vai para cima tenho a informar que me telefonaram na 6a as 12h30 (o humpback e o slug) a perguntarem se eu queria vir. Como não tenho meios de transporte não costumo dar atenção aos anúncios que são feitos relativamente a LIP´s e afins.Aceitei o desafio e aqui estou sem saber para o que vinha.
    Estou a divertir-me imenso (talvez por não saber muito bem para o que vinha) e o ambiente tem sido óptimo.(Tirando o dj que para além de ter deixado o cd do Manu Chao a tocar _repetidamente_ >4h seguidas também estragou um bocado o ambiente pelo batuque consecutivo em altos berros, pelo que me deixou com a cabeça muito cansada,a latejar e com vontade de vir embora.O pessoal protestou e mesmo assim ele continuou...Comportamento muito grotesco.

    Fiquei muito entusiasmado com a malta da ANSOL.Foram extremamente simpáticos e ofereceram autocolantes engracadíssimos para a malta colar,a dizer "GNU Linux inside" e afins, que tem a sua piada.Para além disso disponibilizaram um AP o que me permite estar aqui deitado na tenda com o portátil e a l33ch/pr0n,etc =) (mentira....só estou a escrever este artigo e a seguir vou dormir).Até me sinto l33t:D.Ainda não tive muito tempo para falar com eles mas as palestras de amanhã prometem.
    Por falar nisso temos à nossa disposição tendas para dormirmos.Pormenor bem pensado.Deram muito jeito.

    Apesar de não ter participado fiquei com muita pena dos hackarus do concurso que viram frustradas as suas tentativas de ganharem uma gráfica e um livro e sei lá mais o quê, devido a problemas técnicos.Acreditem que deu gosto estar a ver tanta gente entusiasmada e de volta dos pcs a tentar r00tzar a .5 ;)
    Foi pena o que aconteceu.
    Esperemos que na fragzada que se espera e afins para amanhã não aconteça o mesmo!

    Como é natural neste género de eventos com esta dimensão não pude deixar de notar uma certa desorganização e falta de informação para quem chega.Nada de mais e que ao fim de 15/20m não esteja ultrapassado.

    O convívio e a troca de conhecimentos está a ser muito produtiva e interessante para mim.
    Bem ... são 4h19 da manhã e o %%$$$# não desliga o som.Vou tentar ferrar o galho.O pessoal que anda por aí que dê também a sua opinião!

    De qualquer maneira apareçam amanhã!
    P.S.:Agradece-se a quem trouxer um alicate para cortar a alimentação à aparelhagem.Recompensa:falar com os organizadores.Aposto que eles arranjam uma t-shirt toda gira.

    Re:webcasting (Pontos:3, Engraçado)
    por jazzy em 29-11-02 10:32 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Citando este livro: Murphy era um optimista...

    Jazzy


    Jazzy
    Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:3, Interessante)
    por js em 29-11-02 15:23 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    "A esta altura do campeonato (estamos a algumas horas de início do evento) o pessoal da organização deve andar muito ocupado para aqui vir."

    (Ahem!)

    Estão muito ocupados agora para vir aqui, estavam muito ocupados há uma semana para vir aqui e têm todos a vida muito ocupada para vir aqui. Por isso não podem mandar nada para o Gildot. Não faz mal. Para compensar, há editores do Gildot cheios de tempo livre. A gente cá vai escrevendo, aqui, neste pequeno sítio de notícias da comunidade, as notícias que vamos apanhando sobre as iniciativas da ANSOL.

    Confesso que esta situação me causa uma certa revolta. Quen raio, o Gildot não é um orgão de comunicação genérico qualquer, é uma parte (muito!) activa da comunidade! Porque é que há tão pouca comunicação ANSOL[1]->Gildot? Será que estou a ser demasiado presunçoso ao sugerir que devia haver uma relação priveligiada ANSOL[1]->Gildot?

    [1] Aqui não me refiro a comunicações oficiais emitidas pela pessoa colectiva ANSOL, mas a relatos ocasionais, elaborados na primeira pessoa pelos indivíduos envolvidos nas várias acções da ANSOL.

    É claro que deve haver uma relação privilegiada entre a ANSOL e *toda* a comunidade de interessados em software livre. Pode-se levantar a seguinte questão abstracta: A ANSOL não deve privilegiar nenhuma parte da comunidade em prejuizo doutras. Esta questão abstracta faz-nos pensar que a ANSOL não deve enviar notícias para o Gildot sem as mandar também para todos os outros fóruns e afins que pululam por aí. Enviar notícias para todos os sítios implicaria uma trabalheira, que pode ser substituída com sucesso pela publicação duma versão (press release) num sítio centralizado (ansol.org ou outro).

    Mas esta é a resposta à questão abstracta... A questão concreta é de que o Gildot abrange, tanto quanto sei, uma fatia enorme da comunidade que interessa à ANSOL e da qual a ANSOL deve ser (é a sua vocação!) o *centro* aglutinador. Correndo o risco de ser injusto e presunçoso, considero (real politik matters!) que o Gildot não é "um qualquer" e que não deve ser tratado como tal -- sob pena de transparecer para a comunidade a imagem duma ANSOL voltada para o seu próprio umbigo -- exactamente ao contrário do que.devia ser!

    A ANSOL precisa *desesperadamente* de cativar *mão-de-obra* para as *enormes* tarefas que tem pela frente nos próximos anos. Se não cativar mão-de-obra, as tarefas ficarão por fazer e a ANSOL terá falhado em toda a linha. Primeiro, fracassando na sua vocação de ser o centro aglutinador da comunidade; depois, fracassando pelas tarefas importantíssimas que ficam por fazer -- ou que acabam por ser feitas por outros, à revelia da ANSOL (e, quem sabe, contra os seus princípios).

    Uma das coisas de que a comunidade precisa é dum forum. Felizmente, não é preciso fazer tudo de novo: Já existe o Gildot. E já existe há vários anos, com provas dadas da sua utilidade como espaço de liberdade onde a comunidade pode expôr os seus problemas e mesmo ter impacto em orgãos de decisão por esse país fora.

    A ANSOL não é a primeira pedra da comunidade. Quando a ANSOL chega, já muita coisa foi feita pela comunidade. Nem podia ser doutra forma, pois se não existisse uma comunidade não teria emergido dela uma ANSOL.

    A ANSOL é, todavia, uma peça fundamental da comunidade. Primeiro, porque a comunidade precisa duma "voz oficial" -- e a ANSOL, sendo uma entidade com existência jurídica, é essa voz oficial. Depois, porque a comunidade beneficia da existência duma referência, dum centro aglutinador que permita que a comunidade tenha menos de "núvem caótica" e mais de "corpo organizado"[2] -- e a ANSOL é (deve ser) esse centro aglutinador.

    [2] A componente "núvem caótica" é *vital* para uma comunidade saudável. O que digo aqui é que essa componente não basta; é preciso haver também uma componente com alguma solidez.

    Como centro aglutinador, a ANSOL tem uma responsabilidade especial em congregar e mobilizar os elementos da comunidade que já existem. Esta responsabilidade refere-se, muito concretamente, aos elementos que já existem, e não deve ser prejudicada pela questão abstracta acima (de não beneficiar nenhuma parte da comunidade). Para que a missão de 1) congregar e 2) mobilizar os elementos da comunidade seja bem sucedida, a ANSOL tem que se *envolver* com a comunidade. Não pode "flutuar" acima dela na ilusão de que assim se manterá "neutra". Neutros são os cemitérios.

    Em termos práticos: a ANSOL deve privilegiar o Gildot (que felizmente já existe mercê do enorme trabalho de alguns carolas), pois este é uma parte fundamental da comunidade com *provas dadas*. A comunidade (Gildot incluído) deve aclamar a ANSOL (que felizmente já existe mercê do enorme trabalho de alguns carolas) como o seu centro aglutinador finalmente constituído. Seria imbecil da parte da ANSOL não acarinhar os valores que a comunidade já gerou (por exemplo, o Gildot) a pretexto duma visão igualitária desajustada -- acabando por promover outros indirectamente -- como imbecil seria a comunidade (Gildot incluído) voltar as costas à ANSOL -- acabando eventualmente por fazer outra associação "concorrente" quando voltásse a descobrir que precisa duma.

    Mas a responsabilidade de que nenhuma destas imbecilidades se materialize é, primariamente, da ANSOL, pois esta é a única que tem a vocação de centro aglutinador e é a ela que cabe a missão de congregar e mobilizar as partes da comunidade que já existe, da qual a própria ANSOL emanou e que é a única razão de ser da ANSOL. É à ANSOL, a uma ANSOL vocacionada para ser o centro aglutinador da comunidade, que cabe ter este género de preocupações "diplomáticas".

    A ANSOL está muito no princípio. Mais do que nunca, nesta fase ela precisa de tomar a iniciativa de se apresentar à comunidade e de ir ter com ela (por exemplo, enviando artigos para o Gildot). As apresentações que eu presenciei, nomeadamente na primeira Assembleia Geral, fazem-me esperar pelo melhor. A comunidade é sensível e reage violentamente a qualquer tentativa de apropriação (de mérito ou doutra), e foi exactamente essa atitude que as pessoas da ANSOL ***não*** tiveram. Magnífico. É isto que me faz dizer que a semente é boa, e é isto que fará toda a comunidade dizer que vale a pena regá-la.

    Mas, para ser regada pela comunidade, a semente tem que se expôr a ela!

    Finalmente, tenho que dizer que talvez eu esteja a fazer uma tempestade num copo de água. Afinal, as notícias das coisas da ANSOL aparecem na sua mailing list, onde são lidas por várias pessoas que usam o Gildot (por exemplo, eu) e que acabam por as transportar da mailing list da ANSOL para fora. Mais ou menos caoticamente, a coisa funciona. A única grande diferença entre esta situação e a, que eu preferia, de as notícias serem mandadas para o Gildot pelos verdadeiros autores, é a atitude que transparece. Na situação actual, a atitude que transparece da ANSOL -- mesmo que não seja a atitude verdadeira -- é de "torre de marfim": "A gente não precisa de ir ter com eles; eles se quiserem que venham ter connosco". Se a ANSOL tomar a iniciativa de mandar notícias para o Gildot, a atitude que transparecerá será totalmente diferente: A ANSOL então dirá à comunidade (e neste caso ao Gildot): "Precisamos da vossa colaboração e estamos a dar passos para ir ter convosco". É um problema estritamente diplomático -- e até pode ser que seja um problema estritamente *meu*, resultante da minha maneira de ver as coisas --, mas acho que faz toda a diferença.

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por leitao em 29-11-02 16:07 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    A ANSOL precisa *desesperadamente* de cativar *mão-de-obra* para as *enormes* tarefas que tem pela frente nos próximos anos. Se não cativar mão-de-obra, as tarefas ficarão por fazer e a ANSOL terá falhado em toda a linha. Primeiro, fracassando na sua vocação de ser o centro aglutinador da comunidade; depois, fracassando pelas tarefas importantíssimas que ficam por fazer -- ou que acabam por ser feitas por outros, à revelia da ANSOL (e, quem sabe, contra os seus princípios).

    Hamm... a ANSOL parece-me ter um objectivo diferente do que o que presumes: fazer lobying a favor do software livre e contra o software proprietario.

    Nao me parece que tenha como objectivo "a vocacao de ser o centro aglutinador da comunidade". Isso parece-me ser mais o Gildot do que a ANSOL. (basta que o Gildot e' *verdadeiramente* democratico, enquanto que na ANSOL a tua candidatura tem que ser "considerada pela direccao" para entrares).


    "Monogamy is for guys that can't get pussy." --Steve-O.

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por js em 29-11-02 21:07 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Na minha opinião, a ANSOL tem *mesmo* a vocação de se tornar no centro aglutinador da comunidade. E tem-na mesmo que nunca ninguém tenha pensado nisso. A comunidade necessita dum centro aglutinador e, conscientemente ou não, procurará um que satisfaça as suas necessidades. Uma das suas necessidades mais importante é a de se fazer ouvir junto de instâncias oficiais, e apenas uma entidade com as características jurídicas da ANSOL tem capacidade para se fazer ouvir. As duas coisas, centro aglutinador e capacidade de se fazer ouvir, fazem todo o sentido em conjunto. Se a capacidade de se fazer ouvir estiver separada do centro aglutinador, a voz não consegue ser representativa da comunidade e portanto não serve (não satisfaz a necessidade da comunidade se fazer ouvir).

    Quando digo que a ANSOL tem vocação para ser o centro aglutinador da comunidade, não escolho a palavra "vocação" por acaso. Trata-se duma tendência que inclusivamente encontra a sua fonte principal na comunidade. Os membros da comunidade têm tendência a se dirigir à ANSOL na expectativa de ser bem recebidos. É toda esta "dinâmica" que gera o que eu chamei de "vocação". E esta dinâmida deve ser intuída pela ANSOL, que deve receber de braços abertos a comunidade de que emana (isto se ela quiser de facto emanar da comunidade!). São indesejáveis todos os tratamentos da ANSOL que indicíem desconfiança (reservas quanto aos objectivos dos membros da comunidade que se lhe dirigem) ou altivez (distanciamento "arrogante" perante membros "menores" da comunidade).

    A ANSOL é indiscutivelmente um membro maior da comunidade, e deve usar esta sua "dimensão" de forma positiva e não negativa. Afinal, a grandeza da ANSOL é a grandeza da comunidade. O facto de a ANSOL (dever) ser o centro da comunidade apenas aumenta a sua responsabilidade para com esta. É como num Império em que se diz que o Império está acima do Imperador, ou como quando o Papa diz que é o mais humilde dos servos da Igreja. A ANSOL é o Imperador, ou o Papa, da comunidade. É o seu porta-voz e porta-bandeira, mas é o mais humilde dos seus servos e apenas tem razão de existir porque existe uma comunidade. Se fosse doutra forma, a ANSOL não merecia o nome que tem, e merece-o.

    Quando falo de a ANSOL ser o (queira ou não!) o centro aglutinador da comunidade, não falo de ser toda a gente sócia da ANSOL. Os sócios sim, como em qualquer associação têm que ver a sua proposta de adesão ser apadrinhada por algum mebmro da associação. Isso é normal, decorre da natureza jurídica da ANSOL e não interfere com a vocação centrípeta da ANSOL. Esta manifesta-se apenas por ser natural aos membros da comunidade, sejam sócios da ANSOL ou não, ir ter com a ANSOL para falar dos seus projectos e problemas. A comunidade é muito maior que a ANSOL e os seus sócios, e sê-lo-á sempre. Os sócios da ANSOL serão aqueles que, por alguma razão, consideraram ser importante contribuir directamente para a força e vitalidade deste centro de gravidade. Mas as contribuições indirectas não são contribuições de segunda categoria, e a ANSOL é também o centro gravitacional destas, desde que venham da mesma comunidade.

    O Gildot é uma coisa completamente diferente. É um ponto de encontro e de conversa. Não é o centro (político) de nada. Se a comunidade fosse uma cidade, o gildot seria a praça onde todos discutem em liberdade, e a ANSOL seria a câmara municipal, que lida com as questões oficiais que transcendem a mera conversa e fazem com que as discussões se transformem em acções com uma voz forte junto doutras entidades oficiais. Ambos são cruciais para uma comunidade saudável, ambos são democráticos e ambos têm o seu papel próprio.

    O que não pode haver é uma "câmara municipal" de costas voltadas para a praça e que nem sequer se dá à maçada de publicar editais na praça, onde toda a gente passa para os ler. Claro que as coisas não são secretas, pois são publicadas nos documentos internos da ANSOL. Mas é importante que sejam *também* publicadas, com toda a dignidade que devem ter, na praça pública, para que não fiquem fechados em sítios onde apenas os membros mais "escarafunchas" da comunidade vão procurar coisas... Senão era como se na cidade, em vez de haver editais e cartazes na rua para informar a malta, tivessem todos que ir à biblioteca da câmara!

    Nada disso. A "câmara" é que deve trazer os documentos para a rua, para a "praça", e não ficar à espera que alguém da praça faça por ela o trabalho de os sacar da biblioteca. Até podia ser pedido pela ANSOL um tópico no Gildot (tópico "ANSOL") para discussões de coisas que por vezes passam apenas na lista de email da ANSOL mas que têm interesse para toda a praça (ou seja, toda a comunidade). Mas aqui já estou a meter a foice em seara alheia...

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por js em 29-11-02 21:21 GMT (#13)
    (Utilizador Info)

    Eu não digo que a ANSOL tem o objectivo de ter a vocação de [...].

    Vocações e objectivos são coisas muito diferentes. As vocacções existem mesmo que não tenham sido designados objectivos associados a elas. Um gajo pode ter vocação para ser pianista e não ter o objectivo de ser pianista. Mas se tem a vocação, o mais sábio é aproveitá-la para ser um bom pianista. É por isso que é importante detectar correctamente as vocações: Elas são cruciais para orientar melhor os objectivos.

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por jmce em 29-11-02 21:58 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Depende da "comunidade" de que estás a falar. Se não for uma comunidade a que sintas pertencer pelo facto de a ANSOL fazer lobbying a favor de software livre... azar que não seja aglutinador para ti. Mas pode ser aglutinadora para quem o quiser promover (e se alguém acha mal a forma da promoção, pode sempre propor novas soluções, dentro ou fora; mas seria pena desperdiçar o esforço já feito e a forte motivação que existe na ANSOL). Uma associação que tente aglutinar e agradar a toda a gente pode bem acabar a esvaziar-se de objectivos...

    Podes, claro, argumentar que haveria interesse em haver associações abrangendo comunidades mais alargadas e que focassem também outros assuntos. Certamente seria bom que existissem. É pena não termos, por exemplo, uma associação que abrangesse alguns dos assuntos a que a Associação da Fronteira Electrónica (a portuguesa) parecia querer dedicar-se, mas que ao contrário daquela... funcionasse. Provavelmente acabarei por me inscrever na EFF americana. They get things moving, e o contexto legislativo dos EUA acaba frequentemente por influenciar o nosso também, por isso a EFF acaba também a defender interesses nossos.

    Tendo em conta o que parece ser uma tradição portuguesa de dificuldade de (mais do que criar) manter vivas e activas (depois do entusiasmo inicial) as associações, mesmo algumas que poderiam melhor defender interesses dos associados, não achei nada mal que a ANSOL nascesse bem delimitada em volta de um tópico, que nem sequer é assim tão "estreito". Antes isso do que ter objectivos mais grandiosos e no fim não sair nada.

    Quanto a comparações sobre democracia, passa-se precisamente o contrário do que dizes. A ANSOL tem, por exemplo, regras que em particular envolvem votaçaões para decidir sobre os cargos de direcção. É democrática dentro do seu âmbito como associação, claro... Não é suposto ser convertível em associação de lobby a favor dos produtores de melancia, por exemplo.

    Quanto ao Gildot, não é "democrático" (e talvez nem seja suposto ser, e até acho que estou a citar o ajc), apesar de favorecer a participação livre nas discussões, dentro de alguns limites. No fim do dia o pessoal de topo pode tomar as decisões que bem entender. E quando digo "pessoal de topo" nem sequer me refiro aos editores na sua totalidade. Fui convidado para ser um, mas não sinto quaisquer direitos especiais por essa razão. Nem sequer ajudei a pagar o alojamento da máquina, nem sequer ajudei com o código do fórum, nem fiz muitas das outras coisas que os carolas do núcleo duro do Gildot se têm desde sempre esforçado a fazer. Se um dia decidissem desligar o fórum e mandar-nos a todos dar uma curva, estariam no seu perfeito direito e não seria eu a reclamar, mesmo que tivesse pena. Pelo contrário, merecem é big thanks por o manterem vivo até agora e pela sensatez com que o têm gerido.

    Isto não é uma crítica ao Gildot: ele é "não-democrático" nesta forma e para mim isso não faz mal enquanto alguns outros pontos que considero mais importantes num fórum destes forem, como têm sido, respeitados (apesar de todos os nossos defeitos e faltas de tempo).

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por vd em 30-11-02 2:06 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    "na ANSOL a tua candidatura tem que ser "considerada pela direccao" para entrares"

    Qual é a associação legalmente oficializada em Portugal que conheces que não possua nos seus estatutos essa cláusula ?

    vd
    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por leitao em 30-11-02 12:46 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Qual é a associação legalmente oficializada em Portugal que conheces que não possua nos seus estatutos essa cláusula ?

    Nao sei -- se calhar nao existe nenhuma. O que quero dizer e' que desde o 1o dia da sua criacao a ANSOL pareceu-me mais tecer-se por motivos politicos do que outros. Nao estou a dizer que isso e' bom ou mau, a mim e' que me parece ser uma forma estranha de promover o software livre... alas.


    "Monogamy is for guys that can't get pussy." --Steve-O.

    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por jig em 30-11-02 4:34 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    "Hamm... a ANSOL parece-me ter um objectivo diferente do que o que presumes: fazer lobying a favor do software livre e contra o software proprietario."

    Realmente tenho que concordar com o Leitão neste ponto pois estive a ouvir em stream uma das conferências em que esta ideia ficou muito frisada o que do meu ponto de vista é algo bastante desagradável e um caminho a não seguir...Fiquei com a dúvida:"É este mesmo o objectivo da ANSOL?"
    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por vd em 30-11-02 2:02 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Sem querer alargar-me muito, gostaria de tecer alguns comentários enquanto utilizador do Gildot que sou.

    "Estão muito ocupados agora para vir aqui, estavam muito ocupados há uma semana para vir aqui e têm todos a vida muito ocupada para vir aqui. Por isso não podem mandar nada para o Gildot"

    Acho que vida de cada um, em nada interessa para aqui.

    "Não faz mal. Para compensar, há editores do Gildot cheios de tempo livre."

    Isso é bom! Desconhecia essa faceta aos editores do Gildot.

    "A gente cá vai escrevendo, aqui, neste pequeno sítio de notícias da comunidade, as notícias que vamos apanhando sobre as iniciativas da ANSOL. "

    O que é bom sinal! É sinal que estão atentos ao que se passa e que se alguêm, por alguma razão, não colocar aqui uma noticia, voçês - editores do gildot - fazem esse trabalho de a colocarem.

    "Será que estou a ser demasiado presunçoso ao sugerir que devia haver uma relação priveligiada ANSOL[1]->Gildot?"

    De forma alguma. Espero que o Gildot não priveligie ninguem em particular, mas sim o acesso à informação.
    Desta forma, nem mesmo o Tek.Sapo.pt que colocou uma noticia sem press-release do evento, priveligiou quem quer que seja.

    "Esta questão abstracta faz-nos pensar que a ANSOL não deve enviar notícias para o Gildot sem as mandar também para todos os outros fóruns e afins que pululam por aí. Enviar notícias para todos os sítios implicaria uma trabalheira, que pode ser substituída com sucesso pela publicação duma versão (press release) num sítio centralizado (ansol.org ou outro). "

    A ANSOL enviará, como sempre enviou, artigos para o Gildot sujeitos a aprovação dos editores.

    Considero também a ANSOL, uma comunidade.
    E por comunidade que é, possui elementos.
    Uns com tempo, outros sem tempo.
    Membros, ou elementos, esses que estão inscritos na Mailing List.
    Que por sua vez, alguns são editores do Gildot.

    Assim, entendo que a colocação de artigo ou noticia poderia ter vindo de algum desse elemento.

    Quero deixar claro que a ANSOL, já organizou mais do que um evento. Alguns bem "noticiados" outros menos.
    Caso, muitos não se lembram, na Jornada Linux @ Caldas da Rainha, foi enviado um press-release para o Gildot (apenas 1) e depois foi colocado um outro artigo com o resultado da mesma.

    Tenho também dois olhos na cara e sei ver que a cidade do Porto acolhe bem mais participantes que Caldas da Rainha.
    Mas o processo de divulgação no Gildot foi basicamente o mesmo.

    Relativamente ao resto do comentário, julgo que o melhor meio para o discutir será em sitio próprio e não no Gildot.

    vd
    Re:Apetece-me mandar uma FLAME (Pontos:2)
    por chbm em 30-11-02 21:47 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Sobre as relações priveligiadas acho que o JS se referia ao facto de ambos servirem comunidades que teem uma grande sobreposição não em relação a outros grupos constituidos à volta de software livre. Sempre que uma organização submete uma história sobre um evento deste tipo é aprovada sem previlégios.

    Nada de mal entendidos! :)

    Re:webcasting (Pontos:2)
    por vd em 30-11-02 15:55 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Está com uma optima qualidade.

    Parabéns.

    ps: A média de utilizadores a ouvirem é de ?...

    vd

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]