gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Jogos caros!
Contribuído por BladeRunner em 31-10-02 12:46
do departamento trabalhem-em-vez-de-jogar
Jogos André Simões escreve "Segundo o Jornal da SIC de hoje, a Comissão Europeia vai multar a Nintendo e uma série de distribuidores dos seus jogos, por violarem as regras de concorrência. Aparentemente a Nintendo fez acordos com distribuidoras europeias para manterem os preços bastante acima do normal. Portugal não escapa ao "ralhete": a Concentra - Produtos para crianças, SA, vai ter de pagar 825 mil euros de multa.
Não sendo adepto de jogos nem de consolas, a história não me diz muito, mas se calhar se se começasse a pegar por outros lados, como distribuidoras de livros de de música, os escândalos deste género começavam a suceder-se. Como se explica que livros estrangeiros, por exemplo, custem em média metade do que custam cá? Lembro-me de há uns anos ver uma tradução de um autor português para inglês numa livraria de Lisboa que custava menos de metade do original português (só para não se vir com o argumento do "pagar aos tradutores"). Alguma coisa está mal... "

MS Office só para Win2K SP3 e WinXP !! | Proxys ILEGAIS ?  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • André Simões
  • o Jornal da SIC de hoje
  • Mais acerca Jogos
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Caros ? (Pontos:5, Informativo)
    por nmarques em 31-10-02 13:36 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    Sera' que sao os jogos realmente caros, ou sera' que os Portugueses e' que nao recebem peva a nivel de salarios ? Desde que me mudei para a holanda nunca tive um jogo pirata, Neverwinter Nights, UT2003, Coaster Tycoon 2, MOHAA, etc etc... os jogos aqui ainda sao mais caros que em Portugal, nao muito mas uns 5/10 Euros na altura do lancamento... A unica diferenca e' que um jogo em portugal so passado uns anos e' que o preco de lancamento desce, aqui passado 1 mes, existe n outras novidades e o preco cai catastroficamente para baixo, titulos de 50/60€ passam para 8/16€... O mesmo se passa com CD's e DVD's... Paguei 8€ pelo U571, 11€ pelo LotR (V. Cinema), 7€ Dune e mais alguns a precos que raramente passam os 15€. Por exemplo o LotR teve um preco de lancamento de 36/39€, passado 3 semanas tava a 11/17€ dependendo de onde o compras... Portugal e' que e' um pais com o mercado a xular o consumidor que e' um consumidor pobre e que mal ganha para comer e pagar a renda na maior parte dos casos... O problema nao me parece que esteja nas distribuidoras, mas sim nos retalhistas [dealers/resellers/distributors]...

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it.../I
    Re:Caros ? (Pontos:2)
    por André Simões em 31-10-02 14:41 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Bom, a notícia não fala exclusivamente de Portugal. Pelo contrário, pode-se ler lá que:

    A verba que a Concentra terá de pagar é relativamente baixa porque a Comissão Europeia (CE) considerou "o seu papel passivo no âmbito do acordo ilícito"..

    Foram também multadas empresas alemãs, inglesas, suecas, italianas e gregas. E o problema, segundo a CE (e a Nintendo não contestou) é mesmo com as empresas distribuidoras:

    CE condena também distribuidoras na Europa, incluindo a de Portugal.
    Violação das regras de concorrência valeu a multa a esta multinacional de jogos de vídeo A coima total é de 167,8 milhões de euros pela violação de regras da concorrência: a Nintendo terá feito uma combinação com as sete distribuidoras na Europa para impedir que os produtos fossem comercializados a preço mais baixo. A distribuidora portuguesa, Concentra -Produtos para crianças, SA, vai ter de pagar 825 mil euros. Este é um forte golpe para o fabricante japonês destes jogos.(...)
    A Nintendo não contestou esta condenação mas a empresa japonesa pretende apelar por causa do valor elevado da coima aplicada.

    Numa coisa estamos no entanto de acordo: os portugueses não recebem mesmo "peva" de salários. Basta atravessar a fronteira para ver a diferença. Mas parece que não é para já a actualização, bem pelo contrário...
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)

    Re:Caros ? (Pontos:1)
    por SlickFox em 31-10-02 22:34 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Penso que aqui o "caro" depende do nível de vida (num sitio onde ganhas 50, 5 pode ser caro mas num sitio onde ganhas 200, 10 fica menos "caro") e não pode ser comparado como valor absoluto..

    mas mesmo assim (pelo que dizes) se fizeres a média o jogo em Portugal fica mesmo mais caro!

    Cumps
    Campanha (Pontos:2, Informativo)
    por plexar em 31-10-02 13:47 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Acerca deste assunto existe esta campanha no uk sobre o que consideram preços exagerados para os jogos. Interessante tambem é a opiniao de Peter Molyneux (o do "B&W", passo a pub) sobre esta mesma situação.
    Plexar.
    Esclarecimento (Pontos:4, Esclarecedor)
    por Strange em 31-10-02 14:38 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.no-ip.org/
    O mal que a Nintendo fez não foram os preços altos em si, ou venderem por preços diferentes em países diferentes da UE. (Preços diferentes em países diferentes é natural pelos custos de transporte, distribuição, diferenças salarias, etc.) O problema é que impediram distribuidores de venderem a clientes em outros países, o que vai contra as regras da UE e que ajudou aos preços artificiais.

    Quote: The fines follow a two-year probe by the commission into claims that Nintendo prevented distributors from selling goods from low-cost countries in states where prices were higher

    "They have the right to buy the games and consoles at the lowest price the market can possibly offer.

    "We will not tolerate... behaviour intended to keep prices artificially high in the European single market."

    Mais informação na BBC

    hugs
    Strange

    Re:Esclarecimento (Pontos:0, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 31-10-02 22:49 GMT (#9)
    (Preços diferentes em países diferentes é natural pelos custos de transporte, distribuição, diferenças salarias, etc.) O problema é que impediram distribuidores de venderem a clientes em outros países

    Creio que nem te apercebeste da contradição que as tuas palavras encerram. Preços diferentes em países diferentes num bem transacionável não é normal. Quando os bens podem ser livremente trocados e é exequível fazê-lo o seu preço tende a aproximar-se. Isto acontece independentemente de diferenças salariais ou outras. Repara que o nmarques refere diferenças que chegam a 20 Euros em produtos que não são novidade (aos 11 Euros dele junte-se os 30 que custam coisas cá).(

    Só mesmo quando há um impedimento de troca é que é possível manter diferenças de preços. Nos bens que não podem ser trocados isso acontece naturalmente. Nos bens que podem ser trocados isso acontece quando há uma política das empresas e é lesiva par a os consumidores.

    A União Europeia decidiu muito bem.

    Re:Esclarecimento (Pontos:3, Informativo)
    por Strange em 01-11-02 5:31 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.no-ip.org/
    (hm, parece que nao tinha carregado no botao para submeter. viva grep -rl .phoenix/*/*/Cache/* :)

    Sinceramente, não percebo a minha inconsistência quando tu próprio dizes que preços diferentes não é normal mas depois dizes que apenas tendem a aproximar-se. Aproximação implica preços desiguais.

    Além disso, não digo que os preços altos cá são justificáveis. Apenas que preços diferentes em países diferentes é normal. E explico porque não é contradição, mesmo quando os bens podem ser livremente trocados: bens fabricados na alemanha com custo base de 5E, que são vendidos pelo representante por 7E na alemanha e 10E em portugal. 3E de diferença talvez seja bastante, mas tirando as despesas de transporte e distribuição local, publicidade local, tradução local, etc., não são tão injustificados. Claro, como "os bens podem ser livremente trocados e é exequível fazê-lo", teremos outros distribuidores, mais espertos ou mas económicos, a comprar directamente da alemanha por uns 6.5E (desconto por quantidade ou o q quer q seja) e depois irá vendê-los cá por 7.5E ou 8E. Se consegui-los vender por 7E ou menos, melhor para nós, mas é muito difícil isso acontecer. Preços diferentes é natural pela simples razão que aqui temos que pagar as despesas de nos trazerem o produto. Assim como se comprarmos directamente ao fornecedor pela internet também teremos que pagar os transportes.

    Só mesmo quando há um impedimento de troca é que é possível manter diferenças de preços.

    Eu referi que essa era a situação que tinha sido punida: da Nintendo impedir os distribuidores locais de venderem a clientes estrangeiros.

    Se ainda não está claro, concordo com a decisão da UE.

    hugs
    Strange

    Re:Esclarecimento (Pontos:2)
    por Cyclops em 01-11-02 10:29 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.1407.org
    "We will not tolerate... behaviour intended to keep prices artificially high in the European single market."
    Alguém devia explicar o EPO a estes senhores ;)
    E de que serve a multa? (Pontos:2, Redundante)
    por BuBbA em 31-10-02 19:46 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.BuBix.net
    A multa que eles vão pagar é paga com o dinheiro dos jogos que nós, utilizadores, comprámos. Esse dinheiro vai para os cofres do estado, com intuito de ser utilizado em tudo menos em algo que nos vá dar retorno do que pagámos a mais. Não era melhor se os obrigassem a fazer promoções dentro dos valores da multa? Ao menos valia a pena para alguém que não o governo.
    Re:E de que serve a multa? (Pontos:2)
    por Strange em 01-11-02 3:00 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.no-ip.org/
    É interessante que esse foi a punição imposta à Nintendo num caso semelhante nos EUA em 1991. (Quem comprou e registou um jogo entre 1988 e 1990 recebeu um copão no valor de 5$ para compras posteriores. Ou seja, a Nintendo nem perdeu muito, pois para usufruir dos 5$ era então necessário dar mais $$ à própria...)

    E parece que a Nintendo não é santa, e comparam-na à Disney e McDonalds. Eis aqui um texto que fala sobre as suas práticas, e o excerto relevante ao processo é o seguinte:

    This was exactly what Attorney Generals from all fifty states were wondering when they began investigating the activities of Nintendo of America in 1989. They found that Nintendo had been fixing the price of systems and games in the stores, using intimidation to influence retailers to abide by their wishes, and were making astronomical profits. Nintendo had been doing this since they first brought out the NES in 1985. They had strived to construct the system inexpensively, however, it was being sold at the same price as the competing systems. An antitrust action was brought up against Nintendo by these same Attorney Generals, and on October 17, 1991, District Court Judge Sweet granted approval of settlement agreements. [775 F.Supp. 676 (S.D.N.Y. 1991)]

    Nintendo was ordered to reimburse $25 million to consumers who had purchased systems and games between June 1, 1988 and December 31, 1990. This was to be done through coupons that entitled the bearer to an immediate $5.00 reduction in the purchase price of any NES game cartridge. This was to be for every game purchased by the customer. If someone had five games they would be entitled to $25 in coupons. While they were ordered to pay $25 million, they wound up only paying around $1.5 million. The reason for this was because Nintendo convinced the Judge that they needed to be certain of a consumer's truthfulness regarding ownership of the system before they could reimburse them. The Judge agreed, and allowed Nintendo to make their own terms. Nintendo required that the consumer had three things: the dated store receipt, the UPC code from the original box, and the serial number from the back of the unit. 9 Considering that this occurred in 1991, how many customers do you think still had the original UPC code from the box let alone the dated store receipt from 1988? This is why the refund failed, because only around 300,000 people qualified based on Nintendo's guidelines. [775 F.Supp. 676 (S.D.N.Y. 1991)]


    hugs
    Strange

    Círculo vicioso (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Montanelas em 31-10-02 21:27 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net
    Quando o El Corte Inglés abre com preços diferentes para Portugal e Espanha, com os do outro lado da raia mais baratos, está tudo pago.

    Enquanto os agiotas, usurários e avarentos que pululam nas nossas empresas não morrerem esta merda vai continuar a ser cada vez mais mal cheirosa.

    E depois é o que se vê lá fora: preços mais baixos, pessoal mais qualificado, mais respeito pelo consumidor.

    Aqui ainda não temos concorrência verdadeira.
    E como tal, havemos de ser varridos do mapa económico excepto algumas excepções.

    Depois querem mais vendas, e que a pirataria baixe. Admirem-se que o pessoal que joga online, o faça com jogos piratas.

    Só têm o que merecem.
    Concentra sem conserto (Pontos:0, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 01-11-02 12:46 GMT (#14)
    The firm and seven distributors have been found guilty by commission anti-trust officials of attempting to keep prices artificially high in some EU states between 1991 and 1998.

    Eu estou me a rir com esta noticia, e tou com um certo sorriso nos labios.

    Em 97 tinha 16/17 anos, era puto, e enviei um mail a Nintendo Coorporation, e a uma serie de boards, queixando me efectivamente dos precos altos que a representante Nacional prativaca.

    Na altura era a Concentra, tao ingenuo era que ate a morada e o numero de telefone da concentra lhes enviei, caso eles nao soubessem.

    Nesses mesmo mail enviei uma serie de exemplos em que comparava o preco dos jogos em Portugal e no estrangeiro, principalmente Reino Unido e Espanha.

    A verdade é que nunca obtive resposta. E agora percebo porque, a empressa mae, tinha acordado os precos e funcionava tipo cartel.

    Lembrome que na altura fiquei bastante indignado pois tinha dado 40 contos pela consola, e os jogos custavam todos entre 12 e 17 contos.
    E ainda mais pra aumentar a minha agonia, passado uns tempos apareceu a PS e os chips onde via os meus amigos com centenas de jogos, quer gravando, quer alugando em clubes de videos.
    Na altura fiquei mesmo com a sensacao que tinha feito a pior compra da minha vida, pois tinha acabdo de adquirir uma VideoDepenciaMonetaria. Mas tudo acabou passados uns messes qd me desfiz da consola. Acho mesmo que tb foi um dos dias mais felizes da minha vida.

    E agora ao fim de tantos anos é bom saber que se fez justiça!
    Re:Jogos Caros! (Pontos:2)
    por bgravato em 31-10-02 23:19 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Em inglaterra também se conseguem preços um bocado mais baratos que cá...

    Vê por exemplo a www.expansys.co.uk

    Tenho um amigo que comprou lá um ipaq e foi um bocado mais barato do que custava cá.

    Se bem que nos estados unidos provavelmente é mais barato... mas isso sempre foi e sempre será assim.

    E enquanto existir impostos alfandegários e outras coisas do género dificilmente irá mudar.

    Outro problema parece-me ser a política dos vendedores... parece que preferem vender 1 artigo e ter 50% de lucro nesse artigo, do que vender 10 com 10% de lucro em cada um...

    Ou então a culpa é dos compradores, como somos um país pequeno e um bocado agarrados (provavelmente pq os salários tb não são assim grande coisa), se calhar dá mesmo mais lucro vender só 1 caro, pois mesmo que se venda mais barato o mais certo é vender o mesmo ou pouco mais...

    Isto falando de produtos mais caros e elitistas como os PDA's, no que toca aos jogos, cds e dvds, deixa-me extremamente revoltado ver a exploração que existe. Neste momento só tenho um filme em dvd (tb só recentemente adquiri um leitor) e aos preços que tenho visto, não sei quando irei ter o segundo... Mesmo filmes bastante antigos, continuam a custar cerca de 30 euros, acho que isto é uma exploração. Depois queixam-se que as prateleiras estão sempre cheias...

    Eu compro muitos cds de música, mas muito raramente compro cds que custem mais de 15 euros, mas ultimamente tem sido difícil, mesmo assim de vez em quando lá se encontram uns cds em promoção a menos de 10 euros...

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]