gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
StarOffice gratuito para a "educação" na Europa e África
Contribuído por scorpio em 18-09-02 9:13
do departamento
Sun ^S^ escreve "

Aparentemente, e pelo que se pode ler aqui, a Sun Microsystems irá oferecer o StarOffice aos ministérios da educação da Europa e de África. Tal como se pode ler no artigo, a Sun pretende mesmo *dar* o produto, e adianta que se fosse cobrar o produtos, seria um negócio de mais de 5.7 biliões de dólares.

Ora, isto parece-me altamente positivo para o nosso país. A Sra. Manuela Ferreira Leite ficaria maravilhada... ou não?

"

As virtudes da boa utilização do SMS... | IOL+Vizzavi  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • ^S^
  • aqui
  • Mais acerca Sun
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    where's the catch ? (Pontos:1, Redundante)
    por vd em 18-09-02 9:22 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Onde e' que esta' a contrapartida disto ?

    Ninguem da' nada a ninguem de borla...

    O que e' que a SUN tem de volta ao dar isto ?


    Cumprimentos,
    vd
    Re:where's the catch ? (Pontos:2)
    por jazzy em 18-09-02 9:29 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Implantando-se o StarOffice como a Office Suite com que os futuros profissionais aprendem a trabalhar, quando estes chegarem ao mercado de trabalho tenderão a utilizar as ferramentas que já conhecem.

    Os objectivos, a médio prazo, são ganhar massa crítica e roubar cota de mercado ao concorrente de Redmond.


    Jazzy
    Re:where's the catch ? (Pontos:2)
    por vd em 18-09-02 10:31 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    No "meu" mercado de trabalho, eu trabalho com aquilo que "me" dão para trabalhar.

    Não levo a "enxada" de casa.

    Para alem de não ver isto como um objectivo a médio prazo, já que se hoje "eu" trabalho com aquilo que me dão, daqui a 20 (?) já sou eu a dar "enxadas" e ai seráo como "eu" as quiser.

    Cumprimentos,
    vd
    Outras enxadas (Pontos:3, Esclarecedor)
    por jazzy em 18-09-02 11:13 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Trabalhas com aquilo que te dão, mas não me parece que "comas e cales": podes sempre sugerir que se troque de enxada.

    Depois entram também aqui algumas noções de cópias piratas, etc. (Não, não quero com isto incentivar a pirataria de software)

    Além disso, em tua casa usas a enxada que quiseres.

    E assim se vai gerando massa crítica e ganhando cota de mercado, que é o que a Sun quer.


    Jazzy
    Re:Outras enxadas (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:45 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    E que é preciso fazer com o OO e com o Linux, se ainda querem o Linux em cada computador deste planeta... ;)
    Re:where's the catch ? (Pontos:3, Interessante)
    por Eraser em 18-09-02 13:27 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    Acho que é demasiado óbvio: ganha massa crítica de utilizadores e cria habituação nos mesmos. O resto, a natureza humana encarraga-se disso: a inércia e/ou preguiça de aprender algo novo quando aquilo que sabemos parece servir perfeitemente.

    Há muitos anos que a Microsoft utiliza esse sistema.
    Os principais trunfos da microsoft para ganhar massa crítica foram:

    1) Entrada nas escolas: uma vez aprendido poucos tentarão mudar e, se puderem influenciar, puxarão a brasa a sua sardinha.

    2) Copias (i)legais dos "home users". O mesmo caso que as escolas: se uso isso em casa e sei trabalhar com isso porquê utilizar outra coisa?

    3) Marketing. Acho que este dispensa explicação.

    Fica bem!
    JP

    PS: para quem não perceber a pirataria só realmente prejudicial se faz com que um potecial comprador fuja a compra. Se alguém que nunca iria pagar por uma cópia original adquirir uma cópia ilegal, a empresa não é obrigatoriamente lesada com isso. Isso normalmente é benéfico pois permite ganhar massa crítica e/ou lobby. No caso da Microsoft praticamente só a pirataria a nível de empresas é prejudicial por serem compradores em potencial a fugir a compra.
    Re:where's the catch ? (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:43 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Compra dos seus servidores... ;)
    A ministra nao gosta deste negocio... (Pontos:2)
    por nmarques em 18-09-02 9:27 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://morgul.xpto.org
    A ministra nao vai gostar... porque se nao existe uma compra dinheiros publicos nao podem ser (...).

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it.../I
    "Maravilhas" (Pontos:3, Interessante)
    por mvalente em 18-09-02 9:47 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Ora, isto parece-me altamente positivo para o nosso país. A Sra. Manuela Ferreira Leite ficaria maravilhada... ou não?

    Depende. Provavelmente não.

    Se a poupança fosse de (admitamos) 1 milhao de euro mas isso significasse custos de instalação de 500 mil, mais custos de formacao de 500 mil e mais custos de perda de produtividade (por falta de habituacao ao software) de 500 mil, nao ficava nada maravilhada. Isto sem falar, claro, do facto de já existir um parque de software instalado, o que não justifica a sua substituicao (tanto pelo facto dos custos já terem tido o seu impacto como pelo impacto estrutural que teria a troca).

    De qq maneira concordo que, *caso* fosse uma instalação de raiz (p.ex. num novo instituto, ministerio ou direccao geral), se poderia poupar dinheiro usando software gratis e/ou free e/ou open.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Não tão altos (Pontos:2)
    por jazzy em 18-09-02 10:11 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Não me parece que as tuas estimativas de custos de instalação e perda de produtividade estejam correctas, acho que estão inflacionadas:

    O processo de disseminação do StarOffice pelas escolas deverá ser semelhante aos upgrades do sw dos PC's do projecto "Internet na Escola" (acho que ainda é este o nome): cada escola recebe um CD com o StarOffice e o responsável pelas instalações informáticas de cada escola tratará de o instalar. Este responsável não receberá qualquer compensação visto já ter horas de redução no horário por causa do cargo. O suporte para a instalação pode ser dado pelo help-desk do projecto.

    Quanto à perda de produtividade, as diferenças entre o StarOffice e o M$ Office não são assim tão grandes que justifiquem esses valores. De qualquer modo, podes ver o StarOffice como sendo uma nova matéria curricular dos alunos, cabendo aos professores prepararem-se.

    PS: Parto do princípio de que o objectivo da "doação" é para os alunos trabalharem com o StarOffice em vez do M$ Office, e de que a versão Windows é disponibilizada.


    Jazzy
    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por leitao em 18-09-02 10:19 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Quanto à perda de produtividade, as diferenças entre o StarOffice e o M$ Office não são assim tão grandes que justifiquem esses valores. De qualquer modo, podes ver o StarOffice como sendo uma nova matéria curricular dos alunos, cabendo aos professores prepararem-se.

    E esta preparacao e periodo de adaptacao -- nao tem custos ? Tem de facto custos e e' isso de que o mvalente esta' a falar.


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por jazzy em 18-09-02 10:32 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Eu disse que as diferenças entre os pacotes não justificam os 500 mil EUR que o mvalente estimou, não disse que não tinha custos. Depois abordei a questão da prespectiva lectiva, e aí surgem-me várias questões em relação aos custos:
  • Os professores não devem preparar as aulas que dão?
  • O que é que acontece quando é introduzido um novo conteúdo numa outra disciplina?
  • Os professores dessas disciplinas também não têm de o preparar?
  • Quem é que lhes paga essa preparação?

    A prespectiva dos custos parece-me demasiadamente empresarial para este caso, até porque os professores têm um horário semanal de trinta e poucas horas, mas não podem ter essa carga lectiva. A ideia desse diferencial de horas é permitir qos professores possam, entre outras coisas, preparar as suas aulas.


    Jazzy
  • Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por vd em 18-09-02 10:38 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    No meio disto tudo estamo-nos a esquecer de que, ainda há pouco tempo, o Ministério da Educação ou melhor, o Ministro, afirmou veementemente que faltam professores de informática (com formação para isso).


    Cumprimentos,
    vd
    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por leitao em 18-09-02 10:47 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    A prespectiva dos custos parece-me demasiadamente empresarial para este caso, até porque os professores têm um horário semanal de trinta e poucas horas, mas não podem ter essa carga lectiva.

    O conceito de "custo" e' o mesmo seja uma empresa ou outro tipo de organizacao -- logo, o problema mantem-se.


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por jazzy em 18-09-02 11:06 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Então diz-me quanto é que o Estado vai pagar a mais aos professores de ITI para eles fazerem o seu trabalho de preparar as aulas devido a uma alteração curricular.


    Jazzy
    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por leitao em 18-09-02 11:30 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    Então diz-me quanto é que o Estado vai pagar a mais aos professores de ITI para eles fazerem o seu trabalho de preparar as aulas devido a uma alteração curricular.

    Um custo nao e' necessariamente directamente financeiro (embora no fim acabe sempre por ser pela simples razao de que "tempo e' dinheiro"). O facto de um professor ter que trabalhar mais 3 horas por semana para se preparar custa dinheiro -- quer este saia do bolso dele ou do ministerio.


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por jazzy em 18-09-02 11:43 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Não porque esse custo já está considerado na diferença entre o horário semanal de um professor e a sua carga horária lectiva.

    Quando os professores não preparam as suas aulas é que tens um custo, porque pagas essas horas ao professor e ele não está a trabalhar. Esta situação seria o mesmo que teres os funcionários de uma empresa parados durante o seu horário de expediente.


    Jazzy
    Re:Não tão altos (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:42 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Eu já dei formação, muitas semanas com 30 horas sempre a abrir, e por três vezes, o meu horário semanal era de 45 horas.

    É claro que formação certificada M$ é modular, mas nas escolas levam-se 35 semanas o que nos institutos de formação privados dão em 7 semanas...
    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por mlopes em 18-09-02 10:49 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Mas qual preparação? Mas algum de vocês acha mesmo que nas escolas alguêm nota a diferença entre o MSWord e o SWWrite?
    Desde que exista o menu File ->Save, para o utilizador normal(neste caso professores, que tal como tu defendias numa discussão recente, não percebem de informática o suficiente para reclamarem do browser que lhes impingem, logo o mesmo se deve passar para o processador de texto) está tudo igual!

    If you don't have time to do it right, where are you going to find the time to do it over?

    Custos da Mudança - Preparação (Pontos:2)
    por joaobranco em 18-09-02 11:09 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Tens muitos custos, vou dar só dois exemplos:

    a) O software é usado por professores e administrativos - é preciso mudar efectivamente o software, treinar os utilizadores no novo software, e ensinar quem lhes vai dar apoio. Experimenta passar uns tempos num centro de apoio informático de qq organização de dimensão não trivial e depois diz que mudar software não tem custos...

    b) Se a questão é usar o software nas aulas a questão ainda se complica por falta de "material de apoio". Se quiseres dar umas aulas sobre Word, ou Excel, ou Access, encontras MONTES de livros e outro material de apoio (quer para os alunos quer para os professores, quer em Português quer em Inglês). Apesar do que possas pensar, a Microsoft Press e a secção de documentação da Microsoft funcionam. O mesmo não acontece (neste momento) com as alternativas livres ou mais baratas (StarOffice, KOffice, etc).

    JB

    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:2)
    por mlopes em 18-09-02 11:51 GMT (#22)
    (Utilizador Info)

    Experimenta passar uns tempos num centro de apoio informático de qq organização de dimensão não trivial

    Been there, done that, got the t-shirt, didn't like it...

    Claro que mudanças de software dão trabalho, e demoram algum tempo, mas há cerca de 4 anos eu trabalhei a dar apoio informático a 3 empresas da àrea de imprenssa de um grande grupo de comunicação social português, e posso-te dizer que:

    • Muitas vezes fazem-se instalações de software e upgrades de offices, que levam muito tempo, muitos reboots e gasta-se muito tempo a resolver problemas em computadores onde a instalação não corre bem á primeira, e olha que estes casos são a maioria
    • Alguns softwares, iam sendo instalados nos computadores ao poucos, aproveitava-se quando se tinha que reinstalar um windows, para o instalar (poderia ser a solução a aplicar no caso so Star Office), esta solução é mais rápida do que às vezes pode parecer.
    • Muitas vezes inventam-se coisas estupidas para fazer só para mostrar trabalho feito
    • Os utilizadores, no caso jornalistas, faziam uso intensivo do Word, e ...., surpresa das surpresas, a maioria deles não notava a diferença enquanto estavam a usar o Word ou o Wordpad.

    A minha conclusão após esta experiência foi que, se fosse colocado em cada computador um software como o StarOffice, a maioria dos utilizadores nem notavam a diferença, e porvávelmente continuariam-lhe a chamar Word!


    If you don't have time to do it right, where are you going to find the time to do it over?

    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:39 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Meu caro mlopes, o exemplo que referiste é o que melhor ilustra em como não se devem fazer as coisas...

    Mas também concordo contigo que esse grupo de comunicação não tem os recursos de uma Shell Gabon...

    E há quatro anos ainda não havia nem Win2K nem Active Directory, para instalar software e patches e services packs remotamente, entre outras virtudes...

    Actualmente, o Win2K está muito forte para ser suplantado pelo Linux, mas nada está perdido... ;)
    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:0, Engraçado)
    por Anonimo Cobarde em 18-09-02 23:47 GMT (#44)
    "Os utilizadores, no caso jornalistas, faziam uso intensivo do Word, e ...., surpresa das surpresas, a maioria deles não notava a diferença enquanto estavam a usar o Word ou o Wordpad."

    Tu notas? :-)
    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:2)
    por mlopes em 19-09-02 10:34 GMT (#50)
    (Utilizador Info)
    Eu uso Linux, não tenho nem um nem o outro!

    If you don't have time to do it right, where are you going to find the time to do it over?

    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:2)
    por grumpy bulgarian em 18-09-02 12:43 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://10.10.11.2
    la mais acima o/a VD disse que o pessoal trabalha com as ferramentas que lhes poem à frente e eu acho que tem 100% de razão. como se parte do principio que windows e office são o standard, o normal é as instituições não gastarem um tusto em formação para o uso dessas ferramentas.se mantiverem o mesmo nivel de investimento no Staroffice, fica tudo na mesma e só se perdem as palas nos olhos das pessoas.

    vocês não se passam quando aparece um anuncio de emprego no jornal a pedir "conhecimentos de informatica (Word, Excel, Powerpoint)" ?! ...

    quanto às aulas de apoio, desconfio que a maioria dos utilizadores do MS Office devem passar sem elas... imitam o colega do lado, copiam de documentos já feitos anteriormente, se forem espertos vão lá por tentativa e erro, e quando tudo o resto falha, lêem o help... métodos de trabalho e aprendizagem perfeitamente válidos! faça-se o mesmo em staroffice!
    Grumpy B)

    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:34 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Porque em Portugal nada se planeia, nada se organiza. E como tal, os custos são sempre enormes... :(
    Re:Custos da Mudança - Preparação (Pontos:2)
    por higuita em 22-09-02 15:52 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025/
    nunca ninguem disse que mudar de software nao tem custos, mas realmente desde quando e' que o pessoal liga

    muda-se de win98/office 97 para CHisPe e nao ha' formacao praticamente nenhuma, o pessoal que se adapte
    as formacoes que geralmente existem sao uma piada
    na realidade nao deve haver tanta diferenca entre mudar de um office97 para CHiPe ou para OpenOffice/Staroffice, quase todo o pessoal apenas sabe escrever, mudar a letra, bold , formatar com "enter" e "space" e gravar

    sobre os livros, alem de muitos tambem serem uma piada, muito pouca gente os le, no maximo compra-os e ficam bonitos na estante
    existe uma grande diferenca entre haver muita informacao disponivel e o querer aprender... quem quer aprender na realidade basta um unico bom manual, nao 300


    Higuita
    Re:Não tão altos (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:30 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Computer Stupidities Relatos verídicos...

    On day my English teacher was trying to teach the class how to do research on the Internet.

    • Teacher: "What browser do you use to get on the Internet?"
    • Student: "Internet Explorer."
    • Teacher: "No, no...the browser that you use to get around the Internet. Which do you use?"
    • Student: "Microsoft Internet Explorer."
    • Teacher: "You connect with Internet Explorer, but what is your browser? You know, Yahoo, Webcrawler...?"

    And for the rest of the semester he insisted that a search engine was the same thing as a browser. And every time he said it, I dug my fingers in the desk to keep from screaming at him.

    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por mvalente em 18-09-02 18:45 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Não me parece que as tuas estimativas de custos de instalação e perda de produtividade estejam correctas, acho que estão inflacionadas:

    *Sigh*.... São exemplos porra! Não são valores reais, nem aproximados, nem estimativas. São EXEMPLOS para tentar passar a ideia aos mais *burros* (can you spot the vegetables?) que se os *custos* ultrapassarem o valor dos *beneficios*, a Ministra não acha interesse nenhum.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Não tão altos (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:26 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    E então esta que anda a ver se não ultrapassa os 2,8%...

    Acreditem, se a mudança de M$ Office para StarOffice compensar largamente, ela será feita...

    Nem que a SUN ofereça de borla o suporte técnico em troca da instalação de mais uns quantos servidores todos artilhados nos nossos ministérios, pagos a peso de ouro, mas só a partir de 2005... >%->>>
    Re:Não tão altos (Pontos:2)
    por jazzy em 19-09-02 8:52 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    A discussão até estava a ser civilizada...

    Enfim...


    Jazzy
    Re:"Maravilhas" (Pontos:5, Interessante)
    por Gimp em 18-09-02 11:03 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Mudam-se os tempos, mudam-se os chavões...se antes era que não tem suporte, que não tem qualidade, que o acesso ao código é uma mina para os "hackers-piratas-perna-de-pau" malvados, que o home-user não sabe, blábláblá, agora são os "custos de formação". Porque há uns supostos custos enormes(not) de formação não se muda? Não me venham com tangas! Então, sempre que há uma mudança de licenciamento não há custos? Sempre que sai uma nova versão do Office e consequente mudança de formatos não há custos, ao obrigar gradualmente a passagem para a nova versão do Office(alguém está a ver o pessoal a pedir e mandar os ficheiros noutro formato?)? Não há custos porque as aplicações dão o berro, porque não se pode mudar de hardware que se comprou há 6 meses já que as "novas" aplicações exigem maiores recursos? Não há perda de productividade porque os vírus, porque o reboot, porque, porque, porque...? Mudem o disco meus amigos...


    "No comments"

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por mvalente em 18-09-02 18:11 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Mudem o disco meus amigos...

    IRRA que já nao há pachorra para os whiners de serviço do Gildot!

    Vê se percebes (percebem) uma coisa oh inteligentes: eu tenho o "disco" mudado; quando "opinei" o post acima estava a tentar passar a ideia de qual é o "disco" que (hipoteticamente) a Ministra terá a "tocar".... Conseguem perceber que a minha opiniao (ou de outro qq) pode ser uma, mas a dura realidade pode ser outra ?

    O "mudem o disco" pelos vistos aplica-se é aos chatos de galochas que vocês são (para não dizer fanáticos, facciosos ou burros de palas nos olhos)

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por Gimp em 19-09-02 8:55 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Parece que ao caro Mário Valente saltou-lhe a tampinha...e quem disse que o seu comentário não era pertinente? O que acontece é que não concordo consigo quando diz que por haver custos não se deva mudar. São o seu ponto de vista, mas não tenho que concordar com eles. Não gosto de imobilismo sabe? Quanto aos piropos, fique com eles e veja lá se isso não será sintomas de estar a ficar senil.


    "No comments"

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por leitao em 19-09-02 9:35 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://scaletrix.com/nuno/
    O que acontece é que não concordo consigo quando diz que por haver custos não se deva mudar.

    Fo**-se -- agora sou eu que tenho que dizer palavroes. Pa', isto nao tem nada a ver com opinioes -- "opinioes" nao mudam a logica das coisas. Se mudar custa X, e poupa X/10 por ano a ministra vai-se estar a borrifar para a mudanca porque nao existe um ganho visivel enquanto ela estiver no cargo. Percebeste agora ?!?!?


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por Gimp em 19-09-02 9:43 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    Xim Xinhor!


    "No comments"

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por mvalente em 19-09-02 16:14 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    A questao agora, portanto, já não é de discutir factos e realidades. Trata-se sim de discutir "opinioes" e "pontos de vista" e a provavel "senilidade" de um dos discutores. Tipica estrategia socialista/colectivista: mudamos do assunto para um meta-assunto (ou, em bom ingles, um "side issue", leia-se "um assunto paralelo e que nao interessa" mas que dá jeito para nao discutir o original)

    Sem tampa nenhuma a "saltar", resta-me simplesmente responder aproveitando a deixa do leitao: abre a tua "tampinha" e mete lá um dos piropos... (em bom ingles, fuck you).

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:"Maravilhas" (Pontos:2)
    por Gimp em 20-09-02 8:53 GMT (#52)
    (Utilizador Info)
    Socialismo/colectivismo? Deve sofrer de alguma paranóia não? Quanto ao resto, em bom português, vai-te foder.


    "No comments"

    Re:"Maravilhas" (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:21 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Acredita que é preciso muito mais para retirar a MS das nossas escolas e ministérios.

    Em primeiro lugar é coragem...

    Só mais um exemplo: na Dinamarca, nesta primavera, o Governo decidiu trocar Windoze por Linux. Aqui, em Portugal a plataforma de Televisão Digital utilizará tecnologia M$. No resto do mundo, utilizar-se-á MHP, formato aberto... Parece que main ninguém, para além da PT, aceitou ter participação no seu capital social por parte da M$... >%->>>
    Re:"Maravilhas" (Pontos:1)
    por Arrepiadd em 18-09-02 22:49 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    Se a poupança fosse de (admitamos) 1 milhao de euro mas isso significasse custos de instalação de 500 mil, mais custos de formacao de 500 mil e mais custos de perda de produtividade (por falta de habituacao ao software) de 500 mil, nao ficava nada maravilhada.

    Ao nível da produtividade do sector público do nosso país perdas de produtividade de 500 mil é um bocado difícil :))

    Um pouco mais a sério...
    Mesmo que se revelasse verdade o que dizes, isso verificar-se-ia no primeiro ano. No segundo ano (e daí em diante), haveria uma poupança de 1 milhão de euros, mas como já não era preciso instalar, nem fornecer formação, ficarias apenas com os custos de perda de produtividade. Estes já se teriam esbatido, afinal deu-se formação!! Por isso, e não vendo apenas a curto prazo a ministra deveria mesmo ficar maravilhada!!!

    De qualquer maneira, concordo com o que foi dito anteriormente, (na minha opinião) os custos estão um pouco inflacionados.

    Acho que é da opinião geral que os custos das licenças Microsoft são um pouco caras (mesmo que não o sejam individualmente [como foi dito relativamente às escolas]) são-no no geral. E é esse o principal benefício da oferta do Star Office pela Sun.

    Além disso, permitia a algumas pessoas conhecer algo que não a Microsoft. Acho que todos conhecemos gente que provavelmente não era capaz de dizer o nome de um programa para windows que não fosse da microsoft!

    Estratégia! (Pontos:2)
    por mlopes em 18-09-02 9:50 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Isto faz tudo parte de uma estratégia da SUN para ganhar mercado à Microsoft!

    If you don't have time to do it right, where are you going to find the time to do it over?

    chegam atrasados... (Pontos:2)
    por BlueNote em 18-09-02 10:14 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    ...os senhores microsófticos já encheram as escolas com o office todo "de borla" ao abrigo daqueles famosos protocolos com o ministério da educação e com o ministério da ciência.

    Resultado... mandem mais postais...

    P.S. Por manobras dessas é que linux nas escolas é uma miragem...

    M$ "de borla" - aonde?? (Pontos:2, Informativo)
    por joaobranco em 18-09-02 11:01 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente penso que não conheces os termos dos contratos (termos estes, aliás, públicos) que a Microsoft fez com as escolas. Vê por exemplo aqui e aqui.

    Os termos são de facto aceitáveis para as escolas (bastante melhor do que comprar o software "na rua") mas estão longe de ser "de borla". Aliás, dado que o custo é anual por máquina, no caso do ensino superior, muito provavelmente a M$ recebe mais do que receberia se ficasse à espera de actualizações "regulares" de software pelas escolas, que nunca seriam feitas porque "não há dinheiro".

    Agora, a questão do TCO põe-se, e o mvalente tem razão em considerá-la: substituir o M$ Office (que custa para as escolas no máximo qq coisa como 40€ por ano e por máquina, com vantagens em termos de custo de tratamento das licensas) por outro software só tem sentido se o custo desse outro software, directo e indirecto, for inferior a este.

    JB

    Re:M$ "de borla" - aonde?? (Pontos:2)
    por BlueNote em 18-09-02 14:39 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Esses links dizem respeito às universidades e politécnicos. Os acordos para as escolas básicas e secundárias são idênticos? Se forem, só serve para mostrar como o estado faz bons acordos...

    No meu post coloquei "de borla" (entre aspas) porque sei que há dinheiro em jogo, embora não saiba pormenores.

    Re:M$ "de borla" - aonde?? (Pontos:2, Esclarecedor)
    por hununu em 18-09-02 16:50 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://dequim.ist.utl.pt

    Agora, a questão do TCO põe-se, e o mvalente tem razão em considerá-la: substituir o M$ Office (que custa para as escolas no máximo qq coisa como 40€ por ano e por máquina, com vantagens em termos de custo de tratamento das licensas) por outro software só tem sentido se o custo desse outro software, directo e indirecto, for inferior a este.


    Agora pensa que em 5 anos são 200€ e começas a ver a coisa de outra perspectiva...

    hununu, LTI-DEQ@IST, Portugal
    o que preferiam? (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 18-09-02 10:47 GMT (#13)
    Não entendo alguns dos comentários dos utilizadores aqui do Gildot, até parece que o facto da SUN tar a oferecer o software é algo de mau.

    Esta tactica já foi utilizada em tempos pela MS, no entanto só me parece bem poder haver alguma alternativa ao monopolio.

    Claro que a SUN tem intresses nisto tudo, até ao dia de hoje o investimento da SUN no StarOffice provavelmente só tem dado prejuizo, por isso qualquer dano que ele consigam fazer ao "cash-cow" da Microsoft é considerado um ganho.

    Se a estrategia da SUN em substituir o MS-Office pelo StarOffice funcionar, a seguir irão oferecer o desktop OS (obviamente baseado em Linux) para substituir o Windows... e isto é mau?
    Re:o que preferiam? (Pontos:0, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 18-09-02 15:22 GMT (#27)

    pxquim@mac.com acabou de ver no Macintouch.com o seguinte:

    Reuters notes plans today for the introduction of low-cost Sun Linux systems (infelizmente o link para a fonte está quebrado):

    Computer maker Sun Microsystems Inc. will announce on Wednesday plans for inexpensive desktop computers based on the free Linux operating system in a bid to undermine archrival Microsoft Corp..

    Marking a second plunge into world of Linux, a free, collaboratively developed operating system, the Sun machines will be based on cheap commodity parts and ship in a few quarters, Vice President John Loiacono said in an interview.

    ...é que há uma parte do custo que ninguém falou ainda: o "upgrade cycle" obrigatório só para correr o último delírio Windows+Word.

    Do ponto de vista do Ministério da Educação, a escolha pode ser entre manter Windows95+Word97 (com "gentis" empurrões da Microsoft para mudar) ou adoptar o StarOffice.

    Nota oficial (Pontos:2, Engraçado)
    por biduxe em 18-09-02 20:11 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://bdx.no-ip.info
    Em nota oficial o Ministério da Educação já respondeu que conforme decisão tomada no seio de uma comissão tecnológica formada por consultores, empresários, e peritos independentes, não irá aceitar a introdução nas escolas portuguesas de software pirateado (nota explicativa: programa cujo download pode ser feito sem custos para algumas categorias de utilizadores). Acresce-se a essa explicação o facto de o programa referido não ter as especificações mínimas par poder ser útil para qualquer tarefa (nota explicativa: o programa referido não permite a gravação de textos em computadores vulgos documentos do word sem passar por uma complexa operação de selecção do tipo de ficheiro).

    O Ministério da Educação aproveita a ocasião para reafirmar que não irá admitir operações que visam à corrupção dos valores da PIP (propriedade intelectual imposta), deixar que crianças tenham acesso a um mundo Open-source na internet em que ficarão sujeitas aos perigos da pirataria, pedofilia ou canibalismo on-line, ou deixar-se aliciar por operações de disponibilização grátis de programas subversivos ou cavalos de tróia ao serviço da escumalha comunista.
    ------ EOFim.
    Re:Nota oficial (Pontos:1)
    por Montanelas em 18-09-02 20:14 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.war-zone.net/news.asp
    Tens a certeza que é uma nota oficial? Não será antes oficiosa? De salientar que os os consultores e peritos independentes são todos certificados em curriculos M$. É pena que na Escandinávia andem a rasgar contratos com a M$ ao nível Governamental enquanto que aqui, aceitam todas as ofertas da MS para boicotar, entre outros, a Caixa Mágica, por exemplo... :(!
    Re:Nota oficial (Pontos:2)
    por BlueNote em 20-09-02 12:00 GMT (#53)
    (Utilizador Info)
    Não detectaste a ironia...
    Re:Nota oficial (Pontos:2)
    por Psiwar em 18-09-02 23:50 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Esse post está tão perto da realidade que nem me apetece rir de algo que teve piada. :|

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]