gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Actualidade Social
Contribuído por scorpio em 10-05-02 17:09
do departamento pensamentos...
Portugal Um Anónimo Cobarde enviou-nos este texto que reflecte as suas ideias sobre a actualidade social: Por vezes sinto a critica aos *off topic* aqui no forum, mas perdoem-me, *off topics* como o estado e futuro da nossa nação merecem todo o respeito. Venho chamar a atenção a duas noticias, das quais considero aterradora a primeira e a segunda vergonhosa. Estou farto da politica que o país está a levar nestes ultimos tempos, há que impor regras, como é possivel por exemplo os carros aumentarem cerca de 25% só para equilibrar a evolução europeia? É desta maneira que vamos cumprir as taxas europeias? Assim sendo prefiro a saída da Europa. Mas que governo é este que se diz melhor que o anterior e diz que devemos arrendar casas em vez de as comprar? Que faço eu quando este governo privatisar a Segurança Social e essa futura entidade privada falir? Mato-mo, vou para debaixo da ponte, ou vou para a casa *supostamente* arrendada do meu filho?

Resumindo, ja conto com:
* Aumento do IVA
* Retiro do credito bonificado aos jovens
* Acompanhamento da evolução da C.E. implica aumento do I.A. na compra de automoveis, imposto este internacionalmente visto como ilegal
* Adiamento da reforma ao Ensino Secundário

Agradecia que aqui no forum apontassem o que está a ser feito e planeado de bom e de mau.

Cumprimentos.

O Fim da RTP | Artigo sobre o Software Livre na revista "Visão"  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • primeira
  • segunda
  • Mais acerca Portugal
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    O porque das coisas. (Pontos:4, Interessante)
    por leitao em 10-05-02 17:52 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www10.brinkster.com/nunol/

    Resumindo, ja conto com:
    * Aumento do IVA

    E' para pagar aos pensionistas. E' que num pais como Portugal que tem dos indices de produtividade mais baixos da Europa, juntamente com um dos niveis de GDP mais baixos nao te podes dar ao luxo de esperar que o estado tome conta de ti ate' 'a cova -- se queres uma reforma (como toda a gente tem direito) e nao confias em fundos geridos por privados so' tens que ter o cuidado de poupar uma % do teu salario todos os meses... se nao es capaz de fazer isto entao nao podes esperar que o estado o faca por ti.

    * Retiro do credito bonificado aos jovens

    Essa foi/e' uma mama muito engracada -- foi um ver se te havias de "jovens" (dos 37 aos 77) a comprar casas com "credito bonificado" (e uma corrida 'a construcao que tornou o mercado imobiliario em .pt numa bolha que tinha que rebentar mais cedo ou mais tarde). Nao que a intencao fosse ma' -- mas a implementacao foi terrivel.

  • * Acompanhamento da evolução da C.E. implica aumento do I.A. na compra de automoveis, imposto este internacionalmente visto como ilegal

    Disseste bem -- o IA e' que esta' mal -- nao a harmonizacao dos precos na CE.

    Regards,


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

  • Re:O porque das coisas. (Pontos:3, Interessante)
    por Maeglin em 10-05-02 17:58 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    O aumento do valor base pode ter uma diferença de 10% de Pais para Pais logo o aumento pode ir de 15% até 25%... quanto ao IA é ridiculo e concordo com o leitão. O mais "escandaloso" é o que é feito á anos : aplicar o IVA sobre o IA !Isto é ilegal e o estado já foi multado varias vezes por isso mas neste caso o crime compensa , pois a multa é inferior ao que é cobrado a mais...


    "As opiniões têm um inimigo mortal:os factos que , tarde ou cedo , se hão-de impor"
    Re:O porque das coisas. (Pontos:1, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 10-05-02 21:09 GMT (#10)
    * Retiro do credito bonificado aos jovens Essa foi/e' uma mama muito engracada -- foi um ver se te havias de "jovens" (dos 37 aos 77) a comprar casas com "credito bonificado" (e uma corrida 'a construcao que tornou o mercado imobiliario em .pt numa bolha que tinha que rebentar mais cedo ou mais tarde). Nao que a intencao fosse ma' -- mas a implementacao foi terrivel.

    O crédito bonificado funcionou bem durante uns tempos. Quando no Governo do Cavaco uma alma iluminada acabou com os limites de preço e se baixou o nível de exigência à existência de um fiador é que se gerou a factura que agora se tem que pagar. Era só segundas casas de milhares de contos... nome dos filhos dinheiro dos papás.
    Se tivessem vergonha na cara os senhores do PSD diriam que por causa da asneirada que fizeram agora os que precisavam deste tipo de crédito sofrem. Os que compraram estão descansados na piscina da sua casa de (número escandaloso aqui) contos.
    E se se soubessem umas histórias internas das leis que se fazem para limitar despesas na admin publica é que era um fartote de rir... cambada de cromos

    Re:O porque das coisas. (Pontos:3, Informativo)
    por leitao em 11-05-02 0:59 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www10.brinkster.com/nunol/
    E se se soubessem umas histórias internas das leis que se fazem para limitar despesas na admin publica é que era um fartote de rir... cambada de cromos

    Desculpa -- isto quer dizer que queres que se continue a gastar o que se tem gasto na administracao publica ? Queres *mais* administracao publica ?

    Isto nao te diz nada ?


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:O porque das coisas. (Pontos:0, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 11-05-02 13:45 GMT (#24)
    O comentário não foi bem entendido. No governo do Cavaco foram tomadas umas medidas para limitar a despesa da administração pública que resultaram em _MAIS_ despesa. Não é um comentário sobre mais ou menos administração publica
    Re:O porque das coisas. (Pontos:2)
    por ribeiro em 13-05-02 10:26 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Quanto à "uniformização" dos preço dos carros, parece-me que é apenas medidas proteccionistas para marcas europeias.
    Abraços, Rui
    --
    WTF? (Pontos:0, Lança-chamas)
    por amartins em 10-05-02 18:27 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Mas que raio de artigo é este? Não te preocupastes com nada ao longo de todo o regime rosa?

    Os pontos que focas são tão facilmente rebatíveis que nem vale a pena gastar precioso tempo.

    Não tenho nada contra um off-topic de interesse mas este...

    António
    Please don't interrupt me while I'm talking to myself!
    hahahahaha (Pontos:3, Interessante)
    por ^magico^ em 10-05-02 19:10 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Não quero ser mauzinho... mas aqui vão algumas coisas, que talvez seja do vosso interesse.

    * Funcionários publicos:
    de acordo com fonte segura (a minha namorada), já que ela é auxiliar de acção educativa numa escola posso dizer o seguinte: a escola onde ela tem 30 funcionários, mas para a qual bastariam - sem problema algum - 10 funcionários.

    As 20 que estão a mais (as velhotas, de 50 anos) não fazem nada, e limitam-se a dizer "as novas que trabalhem", enquanto passam o dia a fazer tricot e mais alguns trabalhositos para depois vender.

    Também costumam dizer, que durante o dia descansam para depois irem para casa trabalhar.

    E ainda existe o facto que de alguns dos funcionários entrarem na reforma por volta dos 55 anos (isto pq atingindo 30/35 anos
    a trabalhar pró estado, tem de se sair).
    Não é que eu esteja contra isto (por mim tudo bem) não fosse o facto dessas funcionárias irem receber uma reforma no valor do salário actual ou 80% do mesmo.

    Pois, é que uma auxiliar de acção educativa, que basicamente não faz NADA, e quando faz é para limpar (mal) uma sala ou duas, em fim de "carreira" recebe 180 contos...

    E assim digo eu... é tão bom ser funcionário publico.

    Ah, estou-me a esquecer que existem 150 mil funcionários publicos a mais do que o necessário:
    150000 * 100c (média de salários) = 15 milhoes de contos (por mês)

    * Subsidios de desemprego:
    Têm limite de 2/3 anos. Para quê? Para aguentar uam cambada de malandros durante este tempo? Não estou a dizer que são todos assim... mas diga-se a verdade, a maioria é assim mesmo. Não querem trabalho... querem é um emprego!

    * Rendimento minimo obrigatório:
    Tão bom... para quê trabalhar quando os outros trabalham PARA nós???
    Pois, infelizmente existe muita miséria em Portugal. Muitos pobres que não têm casa, não têm comida e têm uma vida dificil???
    Será mesmo assim? Posso falar em duas ou três histórias de pessoas trabalhadoras que ao fim de muitos anos de suor e trabalho ficaram na míséria e não tiveram ajuda; enquanto que outros... ah, vida boa!!!

    Como conclusão... Portugal vive num sistema de manter malandros publicos, malandros inteligentes, malandros pobres...

    Existem excepções, e em como tudo eu culpo o Estado por deixar estas coisas acontecerem e não fiscalizar o que devia ser fiscalizado, e ainda por coadunar com técnicas e práticas de malandrice.
    Não fosse o Estado (o maior empregador em Portugal) a taxa de desemprego de certeza que não seria a mais baixa da Europa.

    O que fazer então??? Deixar isto continuar assim, pq a sociedade portuguesa neste momento precisa de tempo para acompanhar os reality-shows das TVs portuguesas. E nada melhor que deixar 25% da população trabalhar para outros 75% que se limitam a ....
    Re:hahahahaha (Pontos:0, Despropositado)
    por ^magico^ em 10-05-02 19:20 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Convém salientar que espero que o Governo actual (principalmente a Ferreira Leite) tenha tomates para aguentar com a opinião pública, e tome as medidas necessárias para meter esta m**da, que o Governo rosa fez, no sitio.

    Covém ainda salientar, que nós somos também uma parte com muitas culpas da situação actual. E se a culpa é nossa, temos de aguentar as consequências.
    Re:hahahahaha (Pontos:1)
    por Nom_de_plume em 10-05-02 23:08 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Se a culpa é nossa. Então deixem-nos a nós resolver a situação...

    Anarquistas!! Jacobinos!!! Acção directa, já!!

    (bem... não é isto que se quer pois não? Então... Que aumentem os impostos! O que importa é que nada realmente mude!
    As Mentalidades! Os teus orfãos e as tuas víuvas. Umas idas a Fátima e á tua conta em Gibraltar...)

    Temos os mais bem pagos e os piores gestores da Europa... De quem é a culpa? Dos que mandam ou dos que só sabem obedecer!!!
    Isto é só cães de fila... Venham uns emigrantes do Leste e de Cabo Verde, para termos em quem bater...

    Afinal, não queremos tensões sociais, pois não?!
    Re:hahahahaha (Pontos:1)
    por Anonymous Stoner em 10-05-02 20:38 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    TAMOS A LUTAR CONTRA O DESEMPREGO!!
    AINDA NAO TINHAS REPARADO ? "eL tACHO"
    Re:hahahahaha (Pontos:1)
    por falco em 11-05-02 5:40 GMT (#19)
    (Utilizador Info)

    E eu a pensar que os auxiliares de acção educativa, não fazem parte do quadro da função publica.

    Não existem funcionário publicos de mais existem é recuros humanos mal geridos. Toda a minha familia directa faz parte do quadro, por isso eu devo ter mais informações que tu.

    Os limites de subsidio de desemprego de 2 a 3 anos, são justificáveis por exemplo em casos de pessoas que são demasiado velhos, para que os queiram empregar

    O rendimento minimo obrigatorio acho que são 8 contos, achas qu alguem consegue viver à custa dos outros com tão pouco?

    Ena tantos malandros! Não te terás esquecido dos malandros ricos que praticam evasão fiscal, descapitalizando assim o estado???


    Re:hahahahaha (Pontos:0, Redundante)
    por ^magico^ em 11-05-02 13:51 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    > E eu a pensar que os auxiliares de acção
    > educativa, não fazem parte do quadro da função > publica.

    Após um contrato administrativo de provimento de 5 anos, ou vão para a rua ou vão para os quadros.
    E eu estava a referir-me a pessoas que JÁ ESTÃO nos quadros!!!

    > Não existem funcionário publicos de mais existem é recuros humanos mal geridos.

    Lindo... se os recursos humanos fossem bem geridos, não precisavam de tantos funcionários públicos. Conclusão: existem funcionários públicos a mais, pq os que têm são mal geridos, havendo necessidade de contratar outros.

    Isto lembra-me aquela anedota: Quantos são necessários para mudar uma lâmpada?
    101! 1 para segurar a lâmpada e 100 para rodar a casa.

    > Toda a minha familia directa faz parte do quadro

    Que frase linda! Parabêns por teres a tua familia directa no quadro.
    Só espero que eles não sejam daqueles que "não fazem a mínima".
    Pois é que ainda esta semana, o gerente da empresa onde trabalho, telefonou para as finanças e fez uma pergunta. A mulher nem sequer se deu ao trabalho de ir ver alguma coisa relativa à questão, limitando-se a responder (em tom enfadonho) "não faço a mínima".

    > por isso eu devo ter mais informações que tu.

    Então elucida-me sobre o que sabes. Ou és daqueles que sabe que na função publica afinal não está tudo mal, até é verdade que toda a gente trabalha, mas vamos continuar a deixar a opinião pública continuar a pensar que a função publica não faz nada.

    > Os limites de subsidio de desemprego de 2 a 3 > anos, são justificáveis por exemplo em casos
    > de pessoas que são demasiado velhos, para que
    > os queiram empregar

    Eu não disse o contrário!!! Já agora, é justificavel, jovens de 24 anos durante 2/3 anos
    com subsidio de desemprego ???

    > O rendimento minimo obrigatorio acho que são 8 > contos, achas qu alguem consegue viver à custa > dos outros com tão pouco?

    Não me parece que o RMO seja de 8 contos.

    > Ena tantos malandros! Não te terás esquecido
    > dos malandros ricos que praticam evasão
    > fiscal, descapitalizando assim o estado???

    Por acaso não me esqueci!

    Como também não me esqueci do fundo de apoio comunitário que recebemos durante os governos anteriores, só não sei é para onde ele foi (pelos vistos esfumou-se no ar).

    Como também não me esqueço das "regalias" fiscais dadas aos ricaços enquanto que a classe média tem que pagar tudo e mais alguma coisa.

    Como também não me esqueço das "super-regalias" que os funcionários publicos têm, como por exemplo ADSE e afins. (ah pois, a tua familia directa deve ter ADSE e afins, e como sendo tua familia directa... tu também tens direito).
    Re:hahahahaha (Pontos:1)
    por falco em 12-05-02 19:04 GMT (#32)
    (Utilizador Info)

    De facto há quem não faça literalmente nada, na função publica e está a receber ordenados de 500 ctos só por ter canudo, mas tambem há quem se mate a trabalhar, a questão é que a função publica está tão mal orgnizada, que o trabalho dos que trabalham não serve rigorosamente para nada.

    Mas que super regalias? até entidades patronais privadas, arranjam regalias dessas. Alem disso é preciso que tenhas noção que na função publica a maioria dos funcionários, não recebe assim tanto (há pessoas com 20 e tál anos de casa a receberem 150 contos brutos), por isso é normal que hajam outras regalias.


    Re:hahahahaha (Pontos:2)
    por ribeiro em 13-05-02 15:28 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Acrescentemos também: * deputados - trabalham um mandato de 4 anos, e tem uma reforma para a vida inteira. (acho que é só um mandato, mas podem corrigir-me)
    --
    Obrigado Exmos Srs da IOL (Pontos:1)
    por Od em 10-05-02 19:45 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Pelos comentários posso chegar aos pontos que se discutem neste post...no entanto era sempre bom poder ler o artigo..coisa que me está vedada..já que supostamente teria de me ligar pelo ISP...e tendo eu uma ligação Cabo...devo ligar-me pela linha analogica para poder ver os seus conteudos? (Se alguem da IOL estiver a ler isto...pergunto se terei de comprar os conteúdos..ou algo do genero.) Penso também que esta questãojá foi anteriormente levantada.

    Od Mjollnir Voight
    Re:Obrigado Exmos Srs da IOL (Pontos:3, Informativo)
    por mvalente em 10-05-02 20:11 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Se estas a usar Windows/IE vais a Tools/Internet Options/Security e clicas em "Custom Level".

    Na seccao de "SCR1PTing" escolhes "Prompt" em tudo. Depois quando acedes ao conteudo IOL e te e' perguntado se queres executar o scr1pt, respondes que nao. Viola, conteudos "pagos"... (tb quem e' que mandou os "tonhos" IOL usar uma proteccao de conteudos tao "avancada"... :-). Se quiseres tb podes escolher "Disable" no "SCR1PTing", mas deixas de o ver de vez em todos os sites.

    Em qq outro browser aplicar as opcoes equivalentes para fazer o disable do Java/Javascr1pt/ActiveX scr1pting.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Mato-me ou vou para a casa arrendada do meu filho? (Pontos:2, Engraçado)
    por Nom_de_plume em 10-05-02 21:26 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Bem... Esqueces-te a opção a luta armada.. ou então de bombista suicida (á la palestine) em que te atiras para cima dos (ex-?)ministros e respectivas famílias... Já que se puseres tudo em revolução, aí é que não terás reformas de certeza :)))))
    Há coisas que não se deviam discutir ... (Pontos:1)
    por ciupman em 10-05-02 23:17 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Porque nuncam levam a lado nenhum ... estas são, gostos, politica e futebol.. E por falar em offtopic .. hoje ouvi uma oração pelos politicos na Radio Renascença.. "oremos por estas exelentes pessoas.. bla bla .. proteje-os das tentações... bla bla .. pessoas que se esforçam pelos outros .. bla bla ..." pensei que estava a ouvir a rapidínha da manhã da Radio Comercial... e já agora MEUS AMIGOS QUANTO É QUE GANHA UM DEPUTADO????
    Re:Há coisas que não se deviam discutir ... (Pontos:1)
    por lbruno em 11-05-02 12:25 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://lbruno.2y.net/
    Recomendo a leitura do Correio da Manhã de hoje, sábado, em que um pequeno rodapé indica que um membro do PS (cara conhecida) declara 65,971.54 Esc.
    Re:Há coisas que não se deviam discutir ... (Pontos:2)
    por Branc0 em 13-05-02 9:21 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Isso depende dos anos de serviço na AR, mas pode variar entre os 400 e os 800 contos limpos.


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:3, Interessante)
    por joao em 11-05-02 0:40 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Que faço eu quando este governo privatisar a Segurança Social e essa futura entidade privada falir?

    O que tens que fazer e aderir a varios programas de poupanca reforma. Se um deles falir, tens sempre os outros. Agora imagina que a tua reforma e exclusivamente estatal e o estado vai a falencia. Nao pode acontecer? Vai dizer isso aos Argentinos.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura

    Re:todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:2)
    por leitao em 11-05-02 1:04 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www10.brinkster.com/nunol/
    O que tens que fazer e aderir a varios programas de poupanca reforma. Se um deles falir, tens sempre os outros. Agora imagina que a tua reforma e exclusivamente estatal e o estado vai a falencia. Nao pode acontecer? Vai dizer isso aos Argentinos.

    Excelente... ;-)


    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc

    Re:todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:1)
    por falco em 11-05-02 5:48 GMT (#20)
    (Utilizador Info)

    Então defendes que se acabe com a segurança social publica. Porque o $$$$ com que tu tás a contribuir não é para ti é para os que estão agora na reforma, isto porque a segurança social n é uma conta poupança reforma, nem nada do género. Qualquer solução que n seja 100% publica descapitiliza a segurança social, provocando o seu colapso a medio prazo.


    Re:todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:2)
    por joao em 11-05-02 11:27 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Defendo que a seguranca social publica deve depender cada vez menos das contribuicoes e cada vez mais dos rendimentos dos investimentos feitos no mercado de capitais pela propria seguranaca social. Parece-me obvio que um sistema chapa-ganha-chapa-gasta tem que acabar.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura
    Re:todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:1)
    por joaobranco em 13-05-02 12:44 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Defendo que a seguranca social publica deve depender (...) cada vez mais dos rendimentos dos investimentos feitos no mercado de capitais pela propria seguranaca social

    Não é por nada, mas não me parece grande ideia estar dependente dos mercados de capitais unicamente. Todos sabemos que alguém que coloca todos os seus bens no mercado de capitais está a utilizar uma estratégia de alto risco/alta recompensa, com o provavel contraponto de poder perder muito. A ideia tem de ser diversificar os investimentos, incluindo o mercado de capitais mas também investimentos de menor rendimento mas maior segurança.

    Uma segurança social completamente redistributiva (ou quase) como a que temos é uma má ideia, mas colocar tudo no mercado de capitais não é melhor (até porque como sabemos os elevados volumes que estão a ser colocados nos mercados de capitais pelos fundos de pensões são fortemente responsáveis pelas distorsões especulativas).De facto, se o estado for o gestor obrigatório de um determinado nível de rendimentos para a segurança social e os utentes os responsáveis por outra componente (o chamado plafonamento) a opção responsável por parte do estado é não investir quase nada em investimentos de risco deixando esses investimentos por conta da componente particular.

    Por outro lado, é óbvio que a SS vai depender sempre das contribuições, seja para redistribuir no presente ou para investir para redistribuir no futuro. As contribuições são indespensáveis.

    JB

    Re:todos os ovos no mesmo cesto? (Pontos:1)
    por joaobranco em 13-05-02 12:54 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    O que tens que fazer e aderir a varios programas de poupanca reforma. Se um deles falir, tens sempre os outros.

    Assumindo que eles estão expostos a riscos diferentes, claro. Se todos estiverem expostos aos mesmos tipos de risco, não me parece que a tua sugestão valha muito (e as concentrações dos grupos financeiros tornam a tua estratégia mais perigosa).

    JB

    Estamos adormecidos... (Pontos:2, Interessante)
    por gibberling em 11-05-02 1:31 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Por não ter acesso a nenhum dos links da IOL não faço a mínima ideia do que eles possam falar, mas pelo que li neste texto consigo identificar-me com essas preocupações, primeiro porque sou jovem e segundo porque não sou rico, por mais demagógico que isto soe, este governo tomou posse para fazer valer os interesses dos lobbies mais poderosos do grande capital (admito que isto soe um pouco "comuna", mas é verdade).

    O aumento do IVA lesa necessariamente todo e qualquer português, mas quem recebe 3000€ por mês está-se perfeitamente a cagar para o aumento de 2% dessa taxa nos produtos que consome (que não é o meu caso).

    Comprar casa, já tirei daí "o cavalinho da chuva", porque a não ser que ganhe o totoloto duvido que o consiga fazer, já que o regime bonificado vai acabar e iria beneficiar-me daqui a 1 ano ou 2.

    Carro não tenho, fui preguiçoso e só já depois de terminar o curso é que comecei a tirar a carta e a única solução para mim é o mercado de veículos usados e mesmo assim estou sujeito a ir contra um muro.

    A própria questão da convergência das RTPs em RTP não é mais que o fruto de um acordo por baixo da mesa entre o Pinto (fundador do PSD, Lord of Impresa - SIC, Expresso...) e Durão Cherne (os telejornais da SIC sempre foram tendeciosos para o lado laranja), e funcionou da seguinte maneira, eu vendo-te como um sabonete e tu acabas com 1/3 da concorrência televisiva.

    E andamos todos a dormir e não reparamos em metade do que acontece no dia-a-dia, as pequenas mudanças são as mais profundas.


    Aarrrrrgh!
    Re:Estamos adormecidos... (Pontos:1)
    por ^magico^ em 11-05-02 14:06 GMT (#26)
    (Utilizador Info)

    O aumento do IVA lesa necessariamente todo e qualquer português, mas quem recebe 3000€ por mês está-se perfeitamente a cagar para o aumento de 2% dessa taxa nos produtos que consome (que não é o meu caso).


    Concordo, mas então não arranjando mais receitas, que solução se pode adoptar?
    Nota: isto é uma questão, não uma questão retórica!


    Comprar casa, já tirei daí "o cavalinho da chuva", porque a não ser que ganhe o totoloto duvido que o consiga fazer, já que o regime bonificado vai acabar e iria beneficiar-me daqui a 1 ano ou 2.


    Certo, mas vejamos, o Regime bonificado surgiu no tempo do Cavaco, a partir do qual houve uma "explosão" de construção e afins...
    Ora bem, com o Estado a pagar 40% (jovem bonificado) do custo final, não é pouco!
    Percebe-se perfeitamente que nisto tudo quem ficou a ganhar foram as constructoras, pois vejamos.
    Antes do regime bonificado: casas custavam X, não podiam ter um preço maior que X, muito dificil comprar casa.
    Depois do regime bonificado: mais casas, mais facilidades para comprar casa, casas custam X+Y (sendo Y o que as construtoras quiserem), nós pagamos X e o estado paga Y.
    Convém salientar que ao X deve ser colocado o aumento anual relativo à inflação!

    Quem fica a ganhar... os lobbies do betão!!!
    Visões de sociedade (Pontos:2, Interessante)
    por grumbler em 11-05-02 7:10 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Claramente o que está em causa quando se fala da existencia ou não de segurança social são duas visões de sociedade completamente distintas, uma que defende a existencia de uma sociedade pautada por regras de solidariedade social, e outra na qual essa mesma solidariedade não existe e a regra é cada um por si. Embora IMHO me pareça correcto o conceito de solidariedade social (e parece-me que o problema actual não é tanto a nível de legislação mas sim, e como sempre no nosso pais, da fiscalização da mesma que é inexistente e permite os abusos que sabemos), não me parece este o momento para discutir as mesmas, pois o que está em causa com muitas das mudanças propostas pelo governo não é tanto o interesse do pais mas sim o de alguns grupos privados que para crescerem necessitam efectivamente de mudanças nos regimes de segurança social actualmente existentes. Os principais interessados neste momento que a segurança social seja privatizada são os bancos que controlam os fundos de investimento, e que neste momento a única forma de crescerem a nivel dos individuais são exactamente os mecanismos privados de segurança social e da saúde. Alias, não é por acaso que o actual ministro da saúde está ligado a um grupo com fortes interesses na area da saúde privada, bem como estar presente no governo outro ministro directamente ligado á banca

    Resumindo, as decisões sobre esta area pelo governo actual estão altamente viciadas á partida, e não me parece que estejam a ser tomadas com os interesses gerais do pais em mente mas sim apenas de alguns grupos

    --
    What, Me Worry?

    FUD (Pontos:1, Despropositado)
    por quantic_oscillation em 11-05-02 15:45 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://homepage.oninet.pt/095mad/opensourceforever.html
    como existe o FUD da m$, agora tb temos FUD política.
    Almeida Garret (Pontos:2)
    por Gimp em 13-05-02 10:00 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Esta semana vai aparecer um post anónimo com o título "Viagens na minha terra", não vai?:-)

    Desculpem mas não resisti :-))


    "No comments"

    Re:Se viste o TVI jornal de hoje... (Pontos:1)
    por edsonmedina em 12-05-02 17:48 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    Por outras palavras, queres dizer que os bons cidadãos como tu estão contentes e quem reclama são os chungas que ouvem Hip-hop.

    Por acaso oiço hip-hop, não votei e adivinha... não estou contente.

    Lamento informar-te, mas há pessoal civilizado descontente que trabalha, paga impostos, e não usa calças largas. Nem pinta paredes.

    São muitas insinuações para alguem que se considera civilizado.


    -- calço o 40 e uso linux
    Re:Se viste o TVI jornal de hoje... (Pontos:2)
    por Branc0 em 13-05-02 9:35 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Estas descontente?
    Para a proxima vai votar...


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]