gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Contornos Mafiosos no Recrutamento de Técnicos
Contribuído por Xmal em 07-05-02 17:47
do departamento knee-cap
Verdinhas Pedro Rodrigues escreve "O assunto que aqui me trás não é novo mas decididamente ainda não foi totalmente esclarecido e debatido. Tenho verificado a entrada de inúmeros técnicos de informática oriundos do Brasil para algumas organizações, nomeadamente empresas seguradoras, bancárias e de consultoria. O processo de recrutamento é similar ao que se verifica em relação ao recrutamento de ucranianos para a construção civil. Esse recrutamento é geralmente realizado por um compatriota, neste caso brasileiro, que negoceia os contratos de prestação de serviços junto das entidades que atrás referi.
Neste caso é negociado cerca de 900 a 1500 cts por profisssional, pagando este cerca de 500 a 800 cts aos brasileiros que serão recrutados no Brasil em regime de prestação de serviços, realizando este contratos individuais com essas empresas. Os responsáveis de algumas entidades que atrás referi cobram um comissão neste processo (bancos, seguradoras, consultoras). A qualidade dos profissionais recrutados em geral é muito fraca, e pude vericá-lo já por quatro vezes. Tenho conhecimento que uma segurandora por exemplo, tentou contratrar cerca de 10 técnicos de informática, tendo o anúncio sido publicado no jornal Expresso. No processo de selecção vários técnicos portugueses altamente qualificados responderam ao anúncio, não tendo sido contratados essencialmente por terem exigências financeiras na ordem dos 450 a 700 cts/mês. Portanto o factor de diferenciação não é a capacidade técnica ! Mas o factor financeiro... Acontece que esse mesma empresa não conseguindo preencher os lugares em causa resolve contactar um desses angariadores de mão de obra, que prontamente foi ao Brasil e trouxe cerca de 10 técnicos de duvidosa capacidade técnica, posteriormnete pagos por valores bem superiores aos valores pedidos por técnicos portugueses. O triângulo de contornos mafiosos completa-se: ganham os angariadores, os Directores de Informática e finalmente os técnicos oriundos do Brasil face aos valores que auferem no seu país de origem. Esta observação não pode ser confundida com uma qualquer atitude xenófoba,aceito a participação de técnicos oriundos de outros países de elevada capacidade técnica e tragam valor acrescentado às nossas organizações. Tenho trabalhado com técnicos oriundos da India, Paquistão e de Países de Leste a até ao momento a minha impressão tem sido excelente em relação ao trabalho que desenvolvem. Em relação aos brasileiros sei por experiência própria e no geral que tecnicamente são muito maus. Sei que esta questão não é politicamente correcta, mas deve ser discutida na medida em que alguns excelentes técnicos portugueses têm sido preteridos em processos de selecção com contornos mafiosos. Por que será ? "[Xmal: Só não percebo é como se pode considerar mais barata mão de obra que fica por 900/1500 cts e recebe 500/800 cts. Fico com vontade de ir negociar um contrato ao Brasil.]

Eliminar Nonreentrant Library Calls... | Neural and Adaptive Systems  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Mais acerca Verdinhas
  • Também por Xmal
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Há qq coisa que não bate bem! (Pontos:1)
    por SlickFox em 07-05-02 18:09 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Ou então fui eu que não percebi:

    Contractam-se:
    Técnicos de qualidade "muito fraca" a 900 a 1500 cts (custos para a entidade empregadora).

    Recusam-se:
    Técnicos "altamente qualificados" por pedirem 450 a 700 cts/mês..

    Não percebo, a não ser que os 900 não sejam por mês!!!

    Cumps
    Re:Há qq coisa que não bate bem! (Pontos:1)
    por pmsac em 07-05-02 19:16 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://2130706433/
    Existem factores que podem justificar os valores em causa. Tipicamente, uma empresa tem despesas acrescidas com trabalhadores no quadro vs o pagamento de serviços. Os trabalhadores no quadro têm outras regalias como seguros de saúde, além de a empresa ter que pagar uma percentagem dos ordenados à segurança social (não confundir com o desconto que os próprios trabalhadores fazem para a mesma). Além disso há os relatórios de contas, em que fica bonito ter um número reduzido de empregados, faz parecer que se "emagreceu" a empresa. Nas prestações de serviços, há tipicamente valores do IVA que a própria empresa desconta, há maior facilidade de terminação dos mesmos (embora extiniguir um posto de trabalho também seja relativamente fácil). Como exemplo, uma empresa onde trabalhei resolveu "despedir" alguns empregados, pois tinha que reduzir a sua parcela de "custos fixos", contratando-os depois a recibos verdes - afinal, alguém tinha que fazer o trabalho.
    -- pmsac.oO(Cogito sumere potum alterum)
    Re:Há qq coisa que não bate bem! (Pontos:3, Informativo)
    por paulo jorge em 07-05-02 23:33 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Efectivamente podemos entrar em questões de engenharia financeira e referir que efectivamente poderá ser mais barato contratar alguém a recibo verde e desse modo "inflacionar" um pouco a sua remuneração final. No entanto tanto como referiu o Pedro Rodrigues, o contorno mafioso penso que terá a ver com comissões que são cobradas na negociação desses salários e da qualidade geral dos técnicos contratados. Em relação à primeira questão sei que, por exemplo, algumas empresas de Executive Seach cobram um valor de 25 % do salário mensal ao Técnico que recorreu aos seus serviços. Neste contexto a empresa de Executive Search tem todo o interesse em inflacionar junto da entidade empregadora o valor mensal de remuneração do candidato, na medida em que cobra uma percentagem mensal. Nesse caso, qual o interesse dessas empresas entrarem neste esquema de funcionamento ? É aqui que o "contorno mafioso" entra em questão na medida em que são pagas "comissões" às pessoas que estão à frente do processo de selecção, em geral Directores de Recursos Humanos, Directores de Sistemas de Informação. Sei que existem alguns Consultores brasileiros com excelentes contactos junto de empresas na área segurandora, por exemplo, a seguradora A**, a seguradora M****** C********, a seguradora A*****. E encontram por lá muita mão de obra proveniente do Brasil. No entanto o "contorno mafioso" não fica por aqui, e infelizmente não se restringe a ao outro lado do ATLÂNTICO. Alguma empresas de consultoria internacional, exacto, aquelas que agora estão a pensar ! Recorrem igualamente a processos menos claros no recrutamento de pessoal. Aqui não me refiro ao factor C (cunha) porque esse é indiscutível ! Refiro-me concretamente a algo que não é ético na relação com o cliente. Muitas consultoras, quando têm necessidade de despedir pessoal, encontram uma forma de escoamento muito económica. Em vez de pagar indeminizações, procuram colocar o empregado na empresa cliente, não tendo deste modo de pagar indemnizações e por outro lado livram-se dos recursos humanos que menos interessam á organização. Posso contar que já fui prejudicado por uma situação semelhante. Fui contratado para um cargo de Direcção após responder a um anúncio publicado no jornal Expresso, e após as negociações estarem concluídas por ambas as partes e acertadas as datas de entrada ao serviço, o processo foi abortado um dia depois, tendo conseguido posteriormente obtido a informação por parte de um amigo que trabalhava nessa organização que tinha sido contratado um CONSULTOR proveniente da empresa de Auditoria que trabalha com essa empresa. Mais tarde o meu amigo envia-me uma cópia do cv do consultor e verifico que tenho mais habilitaçõões académicas: Lic, Mestrado., mais anos de experiência profissional para a função em causa. Enfim tirem conclusões... Por que será ? Esta situação retrata um pouco o "contorno mafioso" que o Pedro Rodrigues refere e do qual já fui vítima. Se tivesse um "caça-cabeças" provavelmente já estaria a trabalhar numa seguradora ou empresa bancária, e a auferir valores de 600 a 800 cts brutos mês e a dar os tais 25 % mês de comissão. Em relação à qualidade dos Técnicos brasileiros, tinha algumas história negativas para contar, mas tirem as vossas próprias conclusões derivadas do vosso contacto diário com esses profissionais. Não quero generalizar a minha impressão negativa. Igualdade de oportunidades ? Por que será ? Um abraço a todos.
    Re:Há qq coisa que não bate bem! (Pontos:1)
    por pmsac em 08-05-02 13:56 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://2130706433/
    Não tentei sequer entrar nos aspectos "mafiosos" da questão, apenas na justificação dos valores, utilizando para exemplo situações algo caricatas mas bastante comuns no dia-a-dia do mercado de trabalho.

    Relativamente às outras situações menos claras, pessoalmente desconheço algo nos moldes expostos, mas não me espantam os factos indicados.
    -- pmsac.oO(Cogito sumere potum alterum)
    Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:1)
    por Mulder3 em 07-05-02 18:24 GMT (#2)
    (Utilizador Info)


    What? Quer dizer andam á procura de emprego e pedem isse dinheiro todo? Cá para mim cheira-me a MS Certified Mouse Engineerings...
    Dubio... (Pontos:2)
    por leitao em 07-05-02 18:26 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www10.brinkster.com/nunol/
    Para alem dos valores mensais nao fazerem sentido (como foi referido acima), um empregador nao tem muito a ganhar em ter empregados a trabalhar do outro lado do atlantico e a auferir salarios que provavelmente sao superiores aos salarios de um tecnico local -- mesmo considerando impostos pagos sobre o salario.

        O artigo carece de alguns casos concretos (nomes de empresas/pessoas) ou links relatando o assunto.

        Regards,

    echo '[dO%O+38%O+PO/d00]Fi22os0CC4BA64E418CE7l0xAP'|dc
    Re:Dubio... (Pontos:2)
    por ribeiro em 08-05-02 14:11 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Os valores mensais fazem todo o sentido para lx.
    Mais ainda, acho *muito* sensato não colocarem nomes de empresas ou pessoas. A não ser que queiram ser despedidos e apanhar um processo de difamação em cima...
    --
    Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:1)
    por Mulder3 em 07-05-02 18:26 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Técnicos "altamente qualificados" por pedirem 450 a 700 cts/mês..

    What? Quer dizer andam á procura de emprego e pedem isse dinheiro todo? Cá para mim cheira-me a MS Certified Mouse Engineerings...
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por BlueNote em 07-05-02 22:05 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    O autor do primeiro comentário da thread não sei, mas eu estou a trabalhar no Porto e nem sequer sonho poder algum dia pedir esses valores. Nem sequer brutos. Pelo menos para cargos técnicos, não estamos a falar de gestão nem de chefia de departamentos, que eu saiba...
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por ribeiro em 08-05-02 10:11 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    No Porto niguém pode sequer sonhar com valores desses. O Porto tem uma grande tradição e cultura de esclavagismo.
    Um abraços de um portuense radicado em Lx, Rui
    --
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por BlueNote em 08-05-02 20:38 GMT (#27)
    (Utilizador Info)
    Infelizmente sou obrigado a concordar contigo.
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por xeon em 11-05-02 1:18 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    Assino por baixo com todas as letras.

    Um abraço de OUTRO portuense radicado em LX

    --
    We're born naked, wet and hungry... then things get worse.
    -- Reading the FM
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:1)
    por Mulder3 em 08-05-02 13:19 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    exactamente, os valores são de mais para tecnicos, a não ser que seja o Bill Gates ou o Linus Trovalds, esses valores devem ser cargos de chefia.
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por ribeiro em 08-05-02 13:38 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Deixem-se de ilusões. Claro que se pode ganhar bem como técnico.
    Sou consultor técnico em lx, e no último emprego que concorri, e que não tinha nada a ver com consultoria (mas era técnico), eu pedi 600 limpos, e eles estavam dispostos a ir até 500 limpos.
    Façam as contas para o salário bruto...
    Rui
    --
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:1)
    por Mulder3 em 08-05-02 20:37 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    uau, queres alguma coisa para te babares?
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por ribeiro em 09-05-02 6:27 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    O teu comentário foi despropositado, pá. Apenas gostava que todos nós dinamizassemos mais o mercado. Afinal, somos nós que trabalhamos...
    --
    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por cgd em 09-05-02 9:55 GMT (#30)
    (Utilizador Info)

    mas ias trabalhar para a própria empresa, ou iam-te recolocar em algum lado, em outsourcing?

    qual era a urgencia do posto para eles?

    esses valores que te ofereciam (500limpos) eram em dinheiro puro (valor que entra na conta mensalmente), ou em dinheiro virtual (carro no valor de cento e poucos contos mensais, despesas _e_ dinheiro)?

    todos estes factores modificam os cenarios. da minha experiencia (profissional e "social") em termos de salario bruto, de facto a gama 450 a 700 faz sentido, mas nao é easy-game. A partir dos 500/600 (brutos) é muito dificil avancar (leia-se: encontrar empresas/postos que paguem esses valores).

    cya


    -- carlos

    Re:Técnicos "altamente qualificados" (Pontos:2)
    por ribeiro em 09-05-02 10:33 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Ia trabalhar para eles, em regime de permanência. Precisavam de uma pessoa com o meu perfil com alguma urgencia. Em dinheiro estavam dispostos a esticar-se até 400-450 limpos, mais um carro. A negociação acabou por falhar, porque eu apercebi-me que uma pessoa iria fazer-me a vida negra lá dentro, e à cautela abortei o processo.
    É comum começarem a pagar em Lx a recem licenciados 300 limpos (não em todos os sitios, reconheço).

    --
    brasucas@large (Pontos:1)
    por mpcosta em 07-05-02 21:03 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    nem me falem em tecnicos brasileiros... uma das ultimas a que assisti foi mesmo mesmo mesmo esmo hilariante. o gajo instalou o linux la no server da empresa, seguiu os manuais todos passo a passo e la meteu os servicos, mandou o server antigo pra sucata e apagou a conta do root do linux, porque estava la a mais e nao o conhecia de lado algum........
    Re:brasucas@large (Pontos:2)
    por Lamego em 07-05-02 21:48 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.ptlink.net
    Entràmos numa de anedotas xenofobistas ?
    Existem pessoas que simplesmente não sabem debater os problemas em questão e abordam tudo na sua plena (in)cultura.
    Re:brasucas@large (Pontos:2)
    por cgd em 09-05-02 10:09 GMT (#31)
    (Utilizador Info)

    um comentario na mesma linha, mas de sentido oposto, podia aplicar-se a ti:

    "entrámos numa de politicamente correctos? existem pessoas que simplesmente nao sabem debater os problemas em questao (quando envolvem temas quentes, como racismo, xenofobia, religiao, por exemplo), e abordam tudo na sua plena hipocrisia politicamente correcta."

    talvez a frase seja demasiado dura, mas é por causa de atitudes como a que evidenciaste (rotular de imediato pessoas pelas opinioes que têm, independentemente se sao justas ou nao, moderadas ou nao) que se exagerou em certos dominios, e acaba-se agora a assistir a correntes, essas sim, extremadas e perigosas.

    se um gajo nao pode comentar sobre as más experiencias profissionais que teve com pessoas oriundas de um dado pais, sem ser classificado como xenofobo, nao tenho bem a certeza sobre o que será quem o classifica assim.

    sabiam que a policia portuguesa nao podia (até há uns meses, pelo menos), anotar a cor da pele dos praticantes de actos criminosos, nas suas ocorrencias (relatorios)? isto devido a politicas anti-racismo! faz sentido a alguem? é isso que se consegue com comentarios como o teu, em que uma serie de caracteristicas dos individuos nao interessam, deixam de existir oficialmente, por razoes meramente politicamente-correctas.

    cya


    -- carlos

    Re:brasucas@large (Pontos:1)
    por Mosh1021 em 08-05-02 8:02 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Boas, como estão ? Se calhar até não devia ter sido o tipo holandes a levar com as balas, se calhar tens razão, mas podes ter a certeza, que não precisamos de gajos como o Le Pen e companhia. É engraçado, que quando o povo está a atravessar uma crise, vira-se imediatamente para os extremismos. Cumprimentos Marco Oliveira
    Re:brasucas@large (Pontos:2)
    por BlueNote em 08-05-02 9:53 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Mas ele assinou o comentário e deu a cara pela sua opinião e tu não.
    Outsourcing rulez (Pontos:2, Esclarecedor)
    por zecapedra em 07-05-02 21:56 GMT (#10)
    (Utilizador Info)

    Pois o caso é mesmo do género como diz o pmsac em outro post nesta thread.

    Eu cá até já fui (ir:)responsável pela selecção de outsourcers numa instituição bancária, e posso confirmar alguns dos contornos alegados. Talvez ache abusivo chamar-lhe "mafiosos", mas enfim, é uma liberdade de expressão...

    Julgo serem apenas práticas comuns de outsourcing, muito em voga nas grandes corporações e não só, desde à uns anos para cá. A bottom line é que sai mesmo mais "barato" contratar outsourcers que quadros técnicos permanentes, do ponto de vista do agente económico (i.e. a empresa).

    O que realmente tem acontecido, é eventualmente um outsourcer ser considerado valioso para a empresa, tanto técnica como culturalmente, sendo este convidado a figurar num regime mais permanente (mas raramente do quadro no sentido usual). As relações com os contractors (os ditos mafiosos) evoluem por assim dizer...

    Eventualmente, junta-se o útil ao agradável -- do ponto de vista corporativo, claro está.

    Tenho a a dizer então que não deva-se confundir algumas àrvores com a floresta.

    De muitos técnicos oriundos de Vera-Cruz que pude avaliar, e com poder decisivo diga-se de passagem, alguns houve que realmente sobressaíram em valor e desempenho. Diria grosseiramente, numa proporção de 1 para 4.

    Fui sempre implacável em apontar os elementos mais fracos e indesejáveis. Invariavelmente a minha decisão, no seio da organização, era indiscutível.

    Noutros casos houve calharem serem "tugas" de gema, mas verifiquei também diluirem-se igualmente naquela proporção.

    Se bem que possa legitimanete preocupar-me com as aspirações dos técnicos portugueses, de Portugal, pois eu também sou um deles...paciência, ou talvez não, até levar uma meia dúzia na cabeça como o Pim da Holanda :o(


    Re:Outsourcing rulez (Pontos:2)
    por cgd em 09-05-02 10:36 GMT (#33)
    (Utilizador Info)

    De muitos técnicos oriundos de Vera-Cruz que pude avaliar, e com poder decisivo diga-se de passagem, alguns houve que realmente sobressaíram em valor e desempenho. Diria grosseiramente, numa proporção de 1 para 4.
    [...]
    Noutros casos houve calharem serem "tugas" de gema, mas verifiquei também diluirem-se igualmente naquela proporção

    eis uma situacao em que normalmente nao se pensa. talvez seja mais facil reparar nos maus estrangeiros, que nos maus portugueses. confesso que eu proprio tb tenho a sensacao que a maior parte dos brasileiros sao demasiado hype, mas nunca fiz a comparacao em relacao aos portugueses.

    cya


    -- carlos

    - (Pontos:1)
    por BuBbA em 07-05-02 22:55 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.BuBix.net
    O que é não é Nacional é bom!
    Brasucas... (Pontos:1)
    por Anonymous Stoner em 08-05-02 16:34 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Brasucas ? Tsk tsk...
    Valores do Técnicos em TI (Pontos:1)
    por paulo jorge em 08-05-02 22:37 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Os valores que Pedro Rodrigues refere são consequência das negociações com os angariadores de mão de obra. Conforme referi no meu artigo existe interesse em inflacionar os valores pois recebe-se uma percentagem que pode chegar a 25%. Neste caso, 25% de 500 não tem um valor igual de 25% de 1000. Quanto mais altos os valores, maiores as comissões dos responsáveis das empresas. Relativamente aos valores dos técnicos em Portugal posso referir que actualmente os meus rendimentos liquidos situam-se em cerca de 525 cts + formação + senhas de gasolina (10 cts+subsídio de refeição. Tenho cerca de 8 anos de experiência e trabalho em Programação. Possuo licenciatura e mestrado. É evidente que são valores acima da média, se pensarmos nos valores pagos a help-desks, adm. sistemas com pouca experiência. Uma palavrinha final, não está em causa na minha opinião a entrada de técnicos provenientes de outros estados, mas sim a QUALIDADE e os ESQUEMAS de entrada no mercado de trabalho. Já trabalhei por diversas vezes com técnicos holadeses, suecos, dinamarquese e da Ìndia, e posso garantir que tecnicamente são muito bons, e seriam bem vindos aos nosso país. Também já trabalhei com brasileiros em projectos para algumas seguradoras e a minha impressão foi muito negativa, tendo mesmo chegado a pedir a sua substituição. Tive apenas um contacto muito positivo com um brasileiro num projecto de db2 e cobol que era de facto muito bom. Para mau já basta o que temos ! Precisamos de investir na QUALIDADE. A QUALIDADE TEM UM PREÇO. Um abraço a todos.
    Re:Capacidade dos técnicos brasileiros... (Pontos:1)
    por pmsac em 08-05-02 14:09 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://2130706433/
    Penso que se estão a misturar as questões.

    a) aparente contradição nos salários pagos a técnicos do quadro vs quantidade de $$ gasta em pagamentos de serviços;

    b) a falta de qualidade dos técnicos que prestam serviços;

    c) o facto de os técnicos que são contratados em regime de prestação de serviços serem brasileiros.

    Penso que a questão c) veio apenas e só dos exemplos dados inicialmente. As verdadeiras questões são a a) (que tentei já justificar em posts anteriores) e a b).

    Eventualmente muitos dos exemplos vão prender-se com técnicos vindos do estrangeiro, dispostos a fazer o mesmo trabalho e ganhar menos que os técnicos locais, mesmo que não tendo qualificações para isso.
    -- pmsac.oO(Cogito sumere potum alterum)
    Re:Capacidade dos técnicos brasileiros... (Pontos:2)
    por BlueNote em 09-05-02 11:34 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Acho que os Brasileiros também têm de compreender que este país tem 10 milhões de pessoas, um tecido industrial reduzido, poucas empresas de serviços e um mercado composto maioritariamente por PME com componente tecnológica reduzida, o que se traduz em poucos postos de trabalho nas áreas técnicas.

    É um erro acolher muita imigração de técnicos do Brasil e de outros países porque estaremos a saturar um mercado onde até os próprios portugueses já têm dificuldades de colocação!

    O fenómeno de emigração portuguesa foi sempre de um país saturado e sem oportunidades (Portugal) para países com necessidades e pouca gente para as suprir, como, em momentos históricos diferentes, o Brasil, os EUA, o Canadá, a França, a Alemanha. Não se podem comparar estas situações com o Portugal dos dias de hoje, por isso o desconforto com a importação de técnicos de que se está a falar, não é uma questão de simples xenofobismo.

    Re:Capacidade dos técnicos brasileiros... (Pontos:2)
    por ribeiro em 09-05-02 12:45 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Atenção que técnicos temos muitos. Tecnicos competentes em determinadas àreas é que existem bastante menos.

    --
    (offtopic - informacao :) ) (Pontos:2)
    por xeon em 11-05-02 1:27 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    "(...) E espero que não apaguem esta mensagem como fizeram com a minha última; ela não era ofensiva. (...).

    Meu caro anonimo cobarde: Se se registar no Gildot, os seus posts inicialmente terao uma moderacao positiva e nao negativa. Isso dificultara' mais as coisas para quem acha o seu comentario despropositado e o 'vota' para baixo.

    Se ler a FAQ talvez ajude.

    Cumprimentos,

    --
    We're born naked, wet and hungry ... then things get worse.
    -- Reading the FM

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]