gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Voto virtual
Contribuído por Xmal em 03-05-02 11:43
do departamento first-install-system-X?
Portugal Ouvi ontem na TSF e li hoje no quiosque que o PS está a tentar promover um estudo sobre a possibilidade de meios de voto electrónico. Pelo que ouvi serão feitos contactos, para estudo técnico, a empresas e universidades. Será interessante acompanhar este assunto e esperar que uma futura solução tenha acessibilidade para todos.

Euro-projectos de software livre / aberto | MS Killer Apps no Linux  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • quiosque
  • Mais acerca Portugal
  • Também por Xmal
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Resmas de utilidade! (Pontos:3, Interessante)
    por Cirruz em 03-05-02 12:31 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Ora aí está: conseguiram arranjar um bode espiatório para a abstenção! É claro que as pessoas não vão votar porque não se querem dar ao trabalho de sair de casa durante meia-hora num ou dois Domingos do ano (NOT)! Sinceramente... Os políticos ainda não viram onde está o problema. Ofereçam-lhes espelhos, depressa!!!

    A única utilidade para o voto electrónico, IMHO, reside na grande quantidade de cidadãos eleitores que Portugal tem no estrangeiro. Os seja, nos emigrantes.

    Este é mais um daqueles projectos bem ao estilo da video-conferência nos tribunais, ou do "e-mail para todos os Portugueses"! Gastam-se 5 milhões de Euros, bem distribuídos pelos boys, e depois não se dá qualquer utilidade à infraestrutura!

    Arménio Pinto

    Sigam os exemplos do exterior (Pontos:2, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 03-05-02 12:54 GMT (#2)
    Espero que sigam os exemplos do exterior, o caso da Austrália por exemplo, que usa o Debian GNU/Linux como OS e penso que o software que desenvolveram para as urnas é de código aberto.

    Aliás só votarei por voto electrónico se usarem software livre como OS e o código fonte da aplicação da urna for aberto, bem como os protocolos de codificação.
    Re:Sigam os exemplos do exterior (Pontos:1)
    por HB em 03-05-02 13:54 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    E um cafézinho mais bolinho da nata nao queres ?
    Que é que tem isto haver com o facto de ter o código livre? Achas que 10% dos portugueses sabe o que é e o que representa GNU e afins ? Give me a break .

    Deves ser mais um daqueles que a microsoft é o papão e o linux é que é "fixe".

    Votar é votar,exercer um direito e uma obrigação perante a sociedade,e se existerem facilidades de voto ainda melhor,eu sinceramente nao gosto nada de sair ao domingo,ter que ir ao local de voto etc e tal.Prefiro execer o meu direito de voto apartir do conforto da minha casa e com estas medidas de certa forma combate-se a abestenção.

    Se tivesses a perna um governo de extrema direita querias era votar ou saber qual o tamanho que ocupa na memória um buffer de uma query que foi feita à base de dados ?

    Enfim é mesmo a portuga,deitar todas as novas iniciativas abaixo e o que vem de lá de fora é que é bom..vamos longe assim.


    "..UNIX was not designed to stop you from doing stupid things, because that would also stop you from doing clever things..."

    Re:Sigam os exemplos do exterior (Pontos:2)
    por mlopes em 03-05-02 14:07 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Se estiveste atento aos artigos aprovados nos ultimos tempos, concerteza viste um artigo sobre um congressista peruano, em que ele envia esta carta ao secretário geral da M$ do peru, nessa carta ele refere uma das razões que o leva a preferir Software Livre em deterimento do Software Comercial, esta parte transcrevo aqui em baixo:

    Para garantizar la seguridad del Estado o seguridad nacional, resulta indispensable contar con sistemas desprovistos de elementos que permitan el control a distancia o la transmisión no deseada de información a terceros. Por lo tanto, se requieren sistemas cuyo código fuente sea libremente accesible al público para permitir su examen por el propio Estado, los ciudadanos, y un gran número de expertos independientes en el mundo. Nuestra propuesta aporta mayor seguridad, pues el conocimiento del código fuente eliminará el creciente número de programas con *código espía*. Asimismo, nuestra propuesta refuerza la seguridad de los ciudadanos, tanto en su condición de titulares legítimos de la información manejada por el estado, cuanto en su condición de consumidores. En este ultimo caso, al permitir el surgimiento de una oferta extensa de software libre desprovisto de potencial *código espía* susceptible de poner en riesgo la vida privada y las libertades individuales.


    Penso que é um motivo válido no peru como o é aqui, especialmente quando se trata do voto que tanto interesse desperta a alguns!

    "They that can give up essential liberty to obtain a little temporary safety deserve neither liberty nor safety."

    -- Benjamin Franklin, 1759
    Re:Sigam os exemplos do exterior (Pontos:1)
    por HB em 03-05-02 14:51 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    E mesmo que fosse open source quem te garante a ti que eles não punham lá os "codigo espia" , é open source certo ? Eu posso alterar o software como me apetecer alterar e depois ? Tu sabes que alterei ? Essa razão não é válida pelo simples facto de que sendo open-source posso alterar como bem me der na gana sem dar justificações a ninguém.

    Atenção não sou contra o open-source,muito pelo contrário,já estive envolvido em vários projectos em que o código vou livremente disponível,só acho que invês de tarmos a discutir se é valido ou não usar open-source,deviamos era preocupar-nos com o facto que já ninguém tem vontade de votar e como prova disso basta olhar para França.
    Ficaram todos em casa a ver big brothers e afins e no dia a seguir vieram para as ruas criticar os partidos extremistas,mas isto levava-me para outros tópicos.

    Open source sim senhora,votar pela net,ate por SMS,votar até pela torradeira se for preciso,desde que o meu voto seja VÁLIDO,não me interessa se é open source ou não,desde que o me voto seja VÁLIDO.


    "..UNIX was not designed to stop you from doing stupid things, because that would also stop you from doing clever things..."

    Re:Sigam os exemplos do exterior (Pontos:3, Esclarecedor)
    por mlopes em 03-05-02 15:26 GMT (#7)
    (Utilizador Info)

    E mesmo que fosse open source quem te garante a ti que eles não punham lá os "codigo espia" , é open source certo ? Eu posso alterar o software como me apetecer alterar e depois ? Tu sabes que alterei ? Essa razão não é válida pelo simples facto de que sendo open-source posso alterar como bem me der na gana sem dar justificações a ninguém.

    Estamos a falar do estado, deve haver organismos com o objectivo de impedir este tipo de atitudes, quanto ao Software Closed Source, quem o pode fazer é uma empresa e não tens hipótese de mudar isso.

    Quanto ao votar e o modo como é feito não ser importante, não me parece, ou concordarias em votar pelo método de levantar o braço? O voto é secreto, logo eu posso pedir garantias disso, o Software Closed Source não o permite!

    Se calhar se os governos e partidos fossem mais de encontro aquilo que a população precisa (técnologicamente também) haveria menos abstenção do que assim como as coisas são em que só se implementa m3rd@ para parecer que se faz alguma coisa e dar dinheiro aos lobys!


    "They that can give up essential liberty to obtain a little temporary safety deserve neither liberty nor safety."

    -- Benjamin Franklin, 1759
    Re:Sigam os exemplos do exterior (Pontos:1)
    por js em 03-05-02 17:34 GMT (#10)
    (Utilizador Info)

    Pára!

    Pensa...

    Votar implica resolver diversos problemas de segurança. O voto é secreto, cada cidadão apenas vota uma vez, etc..

    É *impossível* resolver esses problemas de segurança utilizando software que não possa ser espiolhado por todos. Se o software for secreto, apenas os detentores do segredo podem garantir que ele faz o que deve. Se o software for secreto, resta aos cidadãos o papel do gado da manada, que apenas tem direito a confiar no que lhe põem no prato e a aceitar tudo sem refilar.

    Voto electrónico... (Pontos:2)
    por ribeiro em 03-05-02 14:21 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://ruka12.tripod.com
    Em vez de um estudo, não sairia mais barato ver como os ingleses fizeram, e implementar de vez o serviço?
    --
    Re:Voto electrónico... (Pontos:2)
    por GdoL em 03-05-02 16:18 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.gazetadolinux.com
    E as comissoes para estudar todas as nuances e cores possiveis? Quantos pobres burocratas ficariam sem nada para fazer? Promova-se o emprego em Portugal, criam-se comissoes de estudo, de acompanhamento, de controlo, do livro branco e finalmente a comissao de controlo das comissoes.

    eBoX:email

    Leiam a Linux Gazette

    Re:Voto electrónico... (Pontos:1)
    por js em 03-05-02 17:22 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    "[...] e finalmente a comissao de controlo das comissoes."

    Depois pode-se criar a comissão C, composta por todas as comissões que não são compostas por comissões. Seria interessante vê-los resolver resolver este velho problema. Quem sabe, podia ser que começassem a dar mais importância à Matemática...

    Resposta a HB (Pontos:2)
    por quantic_oscillation em 04-05-02 17:51 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://homepage.oninet.pt/095mad/opensourceforever.html
    Como fui eu que coloquei o post "Sigam os exemplos do exterior", penso que tenho legitimidade para vir contra-argumentar os posts do sr. HB.

    Diz então o sr. HB,

    "E um cafézinho mais bolinho da nata nao queres ?Que é que tem isto haver com o facto de ter o código livre? Achas que 10% dos portugueses sabe o que é e o que representa GNU e afins ? Give me a break ."

    Como devias ter percebido, aqui não se trata de ser GNU ou GPL ou outra coisa qualquer, aqui trata-se por e simplesmente de termos acesso ao código para ele poder ser analizado por quem quizer, desde partidos políticos até qualquer cidadão com conhecimentos para tal.

    Presumo que saibas que disponibilizar o source-code não implica ser GNU, GPL ou outra licença.

    Porque achas que o PGP enquanto o Zimmerman esteve à frente do seu desenvolvimento manteve sempre o código aberto??

    Posso-te responder, porque isso era o que dava confiança às pessoas para usarem o PGP, foi isso que permitiu ao PGP tornar-se num standard.

    Eu diria que infelizmente nem 1% dos portugueses sabem o que é o GNU ou software FS/OSS, para mal deles e de todos nós, porque se soubessem pouparia-mos muitos Euros e muitas dores de cabeça.

    "Deves ser mais um daqueles que a microsoft é o papão e o linux é que é "fixe"."

    Por acaso até sou e com muito prazer, mas não o sou só porque oiço os outros dizerem que GNU/Linux é que é bom e m$ é mau, sou-o depois de muito ler e de muito me informar.

    Dá uma olhada a estes sites, why i hate m$>, O Assalto Planetário - A Face Oculta da Microsoft; Roberto di Cosmo, Dominique Nora; editora Terramar e por último estes dois The Open Source Initiative: Halloween Documents> , Microsoft Hall of Innovation .

    Por acaso já ouviste falar na falta de ética que a empresa de redmond tem??

    já ouviste falar que ao tempo do DOS-OS em que a maior parte das pessoas da área técnica afirmavam que o DOS da IBM ou o da Caldera era muito melhor que o da m$ e que esta aquando do lançamento do window$, colocou uma rotina nesse mesmo win para que ao detectar um DOS que não fosse da m$ este desse um erro avisando que o DOS que estava instalado não era compativel com o win da m$, e isto quando não havia nenhuma incompatibilidade.

    Era apenas o começo do FUD, do EEE.

    Isto foi provado em tribunal pela Caldera, só que para não variar já foi "fora de prazo" para ter quaisquer consequências para a m$.

    Mas este tipo de coisas sempre foram praticadas pela tua tão beloved m$, fizeram isto com outros offices, etc etc.

    "Se tivesses a perna um governo de extrema direita querias era votar ou saber qual o tamanho que ocupa na memória um buffer de uma query que foi feita à base de dados ?"

    A mim devo dizer-te que me preocupam ambas as coisas, uma vez que ambas levam à falta de DEMOCRACIA.

    E acho bem mais perigoso as coisas repticias que a suposta democracia vai fazendo à nossa liberdade como são os casos dos supostos governos democráticos que governam os estados da UE deixarem as multinacionais criarem ou levarem à criação de coisas tão "belas" como estas DMCA e EUCD: Copyright vs Comunidade, ou de como nos EUA multinacionais apoiadas nos seus braços politicos MPAA e RIAA estarem a tentar criar MPAA's Valenti pushes for copy-control PCs usando a CPRM - Senator brutalizes Intel rep for resisting CPRM.

    Ainda quanto à extrema-direita, admiro-me que só se preocupem com a extrema direita, quando temos no nosso parlamento 3 deputados da extrema esquerda.

    Mas como são da esquerda já não há problemas para a democracia não é???

    Nao ha problema que esse partido tenha feito a sua campanha politica com um slogan que apelava a desobidiencia das leis do pais, vamos a fazer abortos que as leis deste pais nao sao para cumprir.

    Cambada de hipócritas, quantos milhões é que o sr. stalin, e amigos como o sr. mao, o sr. pot os senhores da coreia do norte, pai e filho, o sr. de cuba mataram??

    Aquando da subida ao poder do sr. haider na Austria o nosso pseudo-presidente recusou-se a ir à Austria falar com o seu homologo, mas já não havia problema nenhum quando recebeu o sr. castro em Lisboa pois não???

    Portanto esses hipócritas da esquerda não me venham com lições de moral, pois nenhum dos extremos é DEMOCRÁTICO e eu nao recebo liçoes de moral de senhores que se auto-intitulam grandes combatentes contra a ditadura que o nosso pais viveu, quando o que esses mesmos srs. queriam era transformar portugal numa ditadura de esquerda.

    "Enfim é mesmo a portuga,deitar todas as novas iniciativas abaixo e o que vem de lá de fora é que é bom..vamos longe assim."

    Não deves ter percebido bem o que disse, por acaso falei mal da iniciativa?? não.

    Por acaso pedi que o software a ser usado não fosse produzido em PT?? não.

    Só pedi o que qualquer pessoa minimamente inteligente pediria, este projecto tem de se basear na confiança, e esconder coisas nunca foi a melhor politica para estabelecer uma relação de confiança.

    Ou apoias a teoria da m$ de que a segurança se faz pela obscuridade/ignorancia."

    E mesmo que fosse open source quem te garante a ti que eles não punham lá os "codigo espia" , é open source certo ? Eu posso alterar o software como me apetecer alterar e depois ? Tu sabes que alterei ? Essa razão não é válida pelo simples facto de que sendo open-source posso alterar como bem me der na gana sem dar justificações a ninguém."

    Ó rapaz mete isto na cabeça, as pessoas habilitadas para isso só iam verificar o código e dar soluções e concelhos não iam por-se por aí a criar urnas onde fosses votar, ou pensas que ias ter urnas caixa mágica, urnas mandrake etc??

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]