gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Primeiro Clone Humano
Contribuído por js em 08-04-02 1:47
do departamento admirável-mundo-novo
Ciência MavicX escreve "De acordo com o slashdot, baseado numa notícia. O famoso e polémico médico de infertelidade Dr Antinori revelou numa conferência nos Emirades Árabes Unidos (UAE) que o primeiro clone tinha sido inserido e que a mulher estava grávida de 8 semanas."
[js: Será este um progresso desejável, ou simplesmente inevitável?]

The Linux Virus Writing And Detection HOWTO | Linux nas PME e Linux na Administração Pública  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • gildot
  • slashdot
  • notícia
  • Mais acerca Ciência
  • Também por js
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    :/ (Pontos:4, Interessante)
    por CrLf em 08-04-02 2:16 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Que é um progresso isso não se pode negar. Inevitável? Talvez. Desejável... definitivamente não!

    Sinceramente não vejo o propósito de fazer um clone humano, para fazer a vontade aos casais que não podem ter filhos? Ok, eu simpatizo com a sua dor mas sinceramente... há montes de crianças para adoptar e se não o quiserem fazer... live with it. Será que motivos desse tipo justificam entrar por um caminho que no limite pode destruír aquilo que faz com que a espécie humana seja tão bem sucedida, a sua diversidade genética?

    Que se caminhe para a possibilidade de se clonarem partes do corpo para transplantes e afins eu concordo, mas para motivos comerciais nem pensar.

    Mas não entremos em pânico, é altamente duvidoso que isto seja mais do que uma manobra publicitária porque a probabilidade de ser um sucesso é extremamente reduzida, arriscando-se a, caso a criança chegue a nascer, a criar-se algo que pode acabar por ser uma soma de milhentas deficiências genéticas... ok, entrem em pânico.

    -- Carlos Rodrigues
    Re::/ (Pontos:2)
    por jig em 08-04-02 5:18 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    "caso a criança chegue a nascer, a criar-se algo que pode acabar por ser uma soma de milhentas deficiências genéticas..."

    Estão envolvidas algumas questões sociais que levam as pessoas a preferir um clone do que adoptar crianças.
    Quanto às deficiências dá tempo ao tempo.
    Acho que a maioria das pessoas pensará que este é um acontecimento infeliz,outras chamar-lhe-ão progresso,outras não querem saber.
    IMHO acho que era inevitável que isto acontecesse mais cedo ou mais tarde (se é que não aconteceu já...)
    Talvez no futuro tenhamos todos uma opinião unânime em relação a este assunto.
    Re::/ (Pontos:1)
    por joaobranco em 08-04-02 7:11 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Talvez no futuro tenhamos todos uma opinião unânime em relação a este assunto.

    Isso parece-me muito improvável. Questões que tem a ver com a matriz moral dos individuos (e o direito a vida é uma delas) dificilmente se transformam em opiniões unânimes.

    Quanto a inevitabilidade dos "progressos" na area, concordo que é provavelmente impossivel impedir que se façam experiências. E uma coisa que me deixa bastante desconfortável é que as proibições aumentam a probabilidade de as experiências serem feitas em condições que levam a (pelo menos inicialmente) haver probemas genéticos graves. A situação não é totalmente afastada da questão do aborto, em que o facto de ser proíbido o leva a ser feito em condições piores do que seria doutra forma...

    Por outro lado, espanta-me sinceramente que se tente avançar com testes clinicos (se é disso que se trata) quando se está tão longe do conhecimento sobre o processo em animais (que eu saiba ainda nem foi conseguido clonar nenhum primata). Haverá um medo de um acordo generalizado das Nações Unidas que bana a clonagem em seres humanos?

    JB

    acho que já clonaram pelo menos 1 chimpanzé... (Pontos:1)
    por Prisoner em 08-04-02 21:42 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    .
    Re::/ (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 09-04-02 2:56 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    erm... matriz moral dos individuos? que eu saiba, poucos dos conceitos a que damos nome de valores morais, são realmente valores morais... porque para o serem, teriam de ser universais, iguais para todos em qualquer parte do mundo (e quiça em qualquer parte do universo :P)... tudo depende da consciencia de quem faz esses testes... e a aceitação também depende dos valores que lhe foram dados e por essa pessoa aceite... Se tivesses nascido noutra parte qualquer do mundo eras capaz até de ser um dos cientistas que estaria agora a experimentar alguma coisa a ver com genética e clonagem :P ou até mesmo que não tivesses nascido noutra parte do mundo, mas os teus pais e a tua educação tivesse divergido da que tiveste, talvez tivesses outra opinião... por isso dos "valores morais" só compra quem quiser...

    Agora, concordo que o caminho que a clonagem tomará, só depende do caracter das pessoas que a forem desenvolvendo... proibir é ridículo... continuar-se-á a fazer, simplesmente nunca o saberás.. nunca poderás ter uma opinião sobre ela, nunca a poderias controlar minimamente (nem estar informado sobre ela, embora o controlar minimamente não é possivel de todo... quem quiser, continuará a fazer, seja aqui, nos emirados arabes unidos ou na conchichina)... alem de que o fruto proibido sempre foi o mais apetecido :P já a biblia mostrou isso, e mesmo assim vaticinam que se deve proibir tudo que seja contra a ideologia deles.... costuma dar maus frutos, mas também nunca mais aprendem...


    HiTek DeVil
    Re::/ (Pontos:1)
    por joaobranco em 09-04-02 13:17 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Em primeiro lugar, aquilo que eu usei como matriz moral é o conjunto de valores que o individuo usa para determinar internamente aquilo que considera certo e errado. E repara que eu nunca disse que todos temos os mesmos valores morais, estava a contrastar com a ideia de que todos teriamos a mesma ideia em relação à clonagem daqui a algum tempo... Também não afirmei que esses valores são apenas os transmitidos pela educação religiosa tradicional que as pessoas tenham (até parece-me que hoje em dia esta componente é cada vez menos importante).

    Por outro lado, qualquer sistema que advogue considerar alguma coisa como intrinsecamente "boa" e outra como intrinsecamente "má", terá que indicar que as coisas "más" não deverão ser feitas. A força dessa proibição (censura social, regras legais ou outras) depende da situação social em que se encontre inserida. Claro que certas "proibições" (normalmente quando chegam ao nível de tabú, em que nem podem ser discutidas) vem aumentar o desejo de experimentar a coisa, mas tal ocorre principalmente ao nível individual a menos que o objecto do desejo possa ser partilhado.

    Por exemplo, acho que é irrelevante proibir qualquer pessoa de fazer uma bomba atómica nesta década, simplesmente porque tal não consegue ser feito individualmente, nem pode ser feito sem muitos recursos. Por outro lado existem muitas acções que podem ser feitas individualmente / ou em colectivos pequenos, e que mesmo que sejam proibidas não vão ser impedidas porque o seu custo é demasiado baixo (por exemplo "fumar uma passas")...

    Em que nível cai a clonagem? Neste momento estará mais perto da bomba atómica do que do "fumar umas passas", mas com a generalização da clonagem de animais muito provavelmente o seu custo efectivo vai decrescer. Se mais tarde o custo estiver suficientemente baixo, obviamente não vai ser possível impedi-lo. Mas isto não é razão para ignorar o assunto, antes para prestar atenção aos efeitos potenciais da clonagem e ver se são os desejados e como efeitos potencialmente perniciosos podem ser limitados...

    JB

    Re::/ (Pontos:2)
    por CrLf em 08-04-02 14:37 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    (...)Estão envolvidas algumas questões sociais que levam as pessoas a preferir um clone do que adoptar crianças.(...)

    La por as pessoas preferirem nao quer dizer que se permita. Ainda existe uma coisa chamada etica.

    -- Carlos Rodrigues
    Re::/ (Pontos:2)
    por jig em 08-04-02 21:28 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Se existisse esta história não seria notícia...
    progresso? não! (Pontos:2)
    por BlueNote em 08-04-02 8:43 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Contesto que se trate de progresso. Acho mesmo que será um retrocesso, uma vez que a evolução natural abandonou a reprodução por clonagem natural e criou a reprodução sexuada porque esta assegura uma descendência mais viável nos organismos complexos como um ser Humano.

    Lutar contra a evolução é estúpido.

    Re:progresso? não! (Pontos:1)
    por joaobranco em 08-04-02 17:41 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Na realidade não "assegura uma descendência mais viável nos organismos complexos como um ser Humano". Apenas garante maior variadade, o que pode ser desejável porque permite mais rapidamente o distribuir das caracteristicas desejáveis (de acordo com determinada situação) por essa população.

    De qualquer forma, parece-me muito pouco provavel que alguém que contemple a clonagem tenha reservas (morais ou outras) à alteração dos genes da criança (a ideia será provavelmente "melhorar a cópia", não é necessáriamente ter exactamente a cópia perfeita).

    Por esta razão, não me parece que (ao contrário do que alguns dizem temer) a clonagem vá criar "becos sem saída" evolutivos. A minha desconfiança em relação ao processo tem mais a ver com os problemas associados ao facto de estarmos a manipular seres humanos com muito pouco respeito pela vida deles (um "clone" imperfeito poderá/deverá ser destruido?), e também para o facto de se avançar para uma sociedade em que os mais ricos podem diferir dos mais pobres não apenas por dinheiro mas também genéticamente, o que lhes poderá dar uma vantagem inultrapassável. Qual o conceito de igualdade de oportunidades nesta situação?

    JB

    Re:progresso? não! (Pontos:2)
    por BlueNote em 08-04-02 21:41 GMT (#11)
    (Utilizador Info)

    **semantic validator: warning: no end tag!
    Re:progresso? não! (Pontos:2)
    por BlueNote em 08-04-02 21:44 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    <arrepiaram-se-me os cabelos>
    **semantic validator: warning: no end tag!
    Re:progresso? não! (Pontos:1)
    por Maeglin em 08-04-02 22:46 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Vai levantar pelo menos , uma questão pertinente : Porque é que a mãe natureza escolheu a reprodução sexuada para a maior parte dos seres vivos ? Uma das teorias tem exactamente ver com o facto de que devido a sermos todos "diferentes", complicamos a vida a todos os "bichinhos" que nos possam atacar , visto que existe uma panoplia de "versões" diferentes de seres. Ao sermos todos iguais (clonados) no futuro, bastará 1 bicharoco para potencialmente aniquilar todos os seres humanos/clonados. È por esta razão que existem diversos virus de influenza por exemplo, que afectam mais uns do que outros.Já vos aconteceu terem pessoas chegadas que ficam doentes e vós não e isso deve-se ao facto (entre outros) do vosso Adn ser diferente.

    Isto´é mais complicado do que parece á primeira vista , mas cansado como estou não vai sair melhor.

               
    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"
    Re:progresso? não! (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 09-04-02 3:06 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    A outra hipótese é os teus anticorpos já se terem "habituado" à doença, possivelmente por contacto anterior com ela... eu por exemplo tive duas vezes sarampo... porque não cheguei a criar anticorpos contra o sarampo na primeira vez... mas em contrapartida, é raro eu estar doente... tirando uma ou outra renhite.... mas nunca tive gripe, embora haja centenas ou milhares de variantes da gripe... mas em puto tinha graves problemas de otites.... basicamente o que se começa a perceber agora, é que os virús começam a criar imunidades contra antibioticos e afins (e anticorpos), pegando em bocados de adn de outros vírus, que entretanto criaram imunidade a alguns anticorpos por causa dos antibióticos tomados (e ainda há o caso de medicação mal tomada, quer em excesso, quer em falta de dosagem ou não tomando nas horas que deve), e vai transmitindo essas formas de combater os anticorpos e antibioticos entre eles... Por isso falava-se em não se dar as vacinas da meningite, por exemplo, que tem 50% de hipoteses de te "fazer safar" de uma meningite c (salvo erro), mas dá-te menos hipotese de safares-te de outro tipo de meningite, para o qual não há medicação... o adn só por si não é grande coisa, visto os virús estarem a trocar entre si formas de se livrarem das ameaças... (virús e bactérias, salvo erro... eu vou ver se encontro o link do artigo que li, e depois "posto" aqui)

    HiTek DeVil
    It's the evolution baby... (Pontos:1, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 08-04-02 10:21 GMT (#5)
    Isto dava uma música dos Perl Jam,mas pondo gostos músicais de lado vou falar do que interessa.

    A questão aqui não é se a criança vai nascer saudável ou não,se isto for para a frente vamos ter todos meninas e meninos altos loiros de olhos azuis com um QI de inteligencia muito alto,ate porque a clonagem não cria inteligência,apenas a mantêm (FIRST BIG MASTAKE)...

    A questão é a evolução em si,seguindo-me pelos cientistas a especie humana era um micróbio que evoluio para Homo-Sapiens ( penso ser assim que se escreve ...) até a altura de hoje,ao longo dos anos o nossos cerebro sofreu várias alterações , os nossos avós eram em geral mais inteligente que os seus antepassados e nós somos mais inteligentes(em geral :P) mais inteligentes que eles,a sociedade evoluí e a clonagem vem trazer isso mesmo...vem estagnar a raça humana,pegar num jogar de futebol,num modelo de elite,e num cientista com prémio nobel e misturar tudo é estúpido,irracional,é criar um comércio como já foi referido,é passar a existir humanos de primeira e de segunda,embora estes de segunda irão evoluír e os de primeira irão se manter,NADA poderá alterar a natureza,nem mesmos nós,fomos criados por ela,iremos ser destruídos por ela,são as leis da natureza,e a clonagem de humanos devia estar fora de quetão,mas secalhar existem muitos governos e entidades médicas a ganhar muito dinheiro com isto á já muito tempo, existe MUITAS possibilidades em que os cientistas deviam realmente clonar e se preocupar,em clonar vegetais criar formas de combater a fome criando fontes de alimentação.

    Ou orgaos para transpelantes(ainda nao sei mt bem como isto funciona...).

    Agora clonar o DNA de uma criança para dar a uns papás ricos e com manias de ter uma criança com certos skills deviam ser contra lei,punição internacional...


    Re:It's the evolution baby... (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 09-04-02 3:20 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Andaste a misturar por aí manipulação genética com clonagem... e contradisseste-te todo... disseste no final de dar ao papás bébés com skills e afins, mas disseste que a clonagem não "aumentava" a inteligencia, só a mantia.. e isso é potencialmente... porque não vais conseguir dar a mesma vida ao puto clonado, em termos de ensino, que deste ao "original", logo a potencial inteligencia, é igual, mas a inteligencia realmente demonstrada do puto pode ser igual, superior ou inferior à do original... tudo iria depender da forma que era estimulada...
    Mas já que misturaste genética com clonagem, podias ter tido o bom senso de dizer que afinal até era capaz de serem feitos uns putos potencialmente mais inteligentes que os originais, manipulando genéticamente, já que referiste manipulação genética, mesmo que não lhe tenhas dado esse nome... o problema mesmo seria os cientistas saberem onde "mexer" no adn para fazerem isso...
    já agora, falando de ADN (em roma, sê romano) e ADN, ácido desoxirribonucleico, é a palavra em português. :P

    HiTek DeVil
    Clonagem... (Pontos:1)
    por Jynx em 08-04-02 10:43 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.frenetik.net
    Quando se fala em clonagem, somos sempre egoistas ao ponto de ver as coisas de uma forma superficial, aonde só falamos de problemas que podem ser trazidos a humanidade com isso...Esses problemas já todos nós sabemos, agora imagina passado 20 anos, seres TU um clone, dizerem te assim opah isto era para ser um segredo mas já tens idade para saber que és um clone...irias te sentir diferente não ? acho que até perderias um pouco de sanidade mental, pois começarias a pensar o quanto diferente és de todos os outros criados pela "natureza" , se já a cor nos afecta a todos de formas diferentes é claro, imaginem clones e os problemas que vem não só com ele, mas tb dentro dele...

    Pensem nisso, não sei se me consegui exprimir bem, mas espero ter conseguido passar a "mensagem".

    Jynx

    Com clone ou sem clone, fica tudo igual... (Pontos:1)
    por Candymanz em 09-04-02 0:22 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://candymanz.owns.it
    Clonarem ou não um ser humano, para mim é indiferente, pelo menos directamente não me afecta. Mas o que realmente me espanta é que a sociedade ainda não se tenha apercebido de um ponto no qual parece ultimamente ser bastante unânime na comunidade cientifica, que é o seguinte:

    "A clonagem de um ser humano ou de qualquer outra espécie de ser vivo, não trás "novidade" nenhuma no que diz respeito a eventuais novas tecnologias ou técnicas medicinais. Pois a clonagem trata-se realmente do que o nome diz, fazer uma "cópia" de um ser humano, nada mais."

    Eu não sei até que ponto os utilizadores do gildot estão por dentro do assunto da engenharia genética, mas perante a ciência, a clonagem de um ser humano é "extremamente fácil", quase como que "uma brincadeira de crianças" para os cientistas, embora possa parecer algo de extraordinário para o "simples" cidadão.

    Voltando ao ponto que eu foquei ainda a pouco, como estava a dizer, a clonagem de um ser integral não trás nada de novo, ou seja, o que realmente trás vantagens futuras é sim, a clonagem e estudo de células, orgãos (atenção que os orgãos não podem ser clonados, o seu tecido celular é que pode), e se quizermos ir mais a fundo, os tão falados embriões humanos (que na minha opinião não passam de um amontoado de células, não me venham com essa de que já é uma pessoa porque já tem alma e mais não sei quantos, pois eu não sou religioso nem filosofo).

    Para concluir queria alertar uma coisa, é que este tipo de cientistas gostam de se orientar por terras enexploradas sem sequer terem uma busúla que os oriente, é que ainda nem sequer o genoma está decifrado, e já querem fazer tudo e mais alguma coisa.

    Nota: isto é uma opinião pessoal, formada apartir de algumas discussões que tive directamente com engenheiros e cientistas da area em questão.


    Candymanz aka The|0perat0r

    Re:mas é obvio que é útil! (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 08-04-02 22:36 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    "Por mim que clonem á vontade..."

    "pessoas a morrer à fome, ao frio, a serem maltratadas etc etc..."

    E ainda queres mais pessoas? :)

    Já alguém viu o filme "O Sexto Dia", com o Arnold Schwarzenegger? Não é que seja um filme brilhante (é sobretudo um filme de acção, com um dos vilões mais odiáveis que já se viu num filme - parece o Bill Gates), mas tem umas coisas que dão que pensar...


    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964
    Re:mas é obvio que é útil! (Pontos:1)
    por Candymanz em 09-04-02 0:31 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://candymanz.owns.it
    Agora se disserem que o teu pai ou mae ou irma ou namorada ou mulher vai bater a bota a nao ser que facam uma clonagem dum orgao dela, nessa altura seras contra a clonagem (ou seras como os jeovas que morrem pq nao aceitam transfusoes de sangue ?).

    Só para corrigir uma coisa. Como já disse num artigo anterior, os orgãos não são "clonáveis", o que se clona é as células "boas" (isto assim muito generalizado) que vão regenerar as que estão "mal" no orgão em questão.

    Como podes ver, aqui tens um argumento (fundamentado) de que a clonagem de um ser humano não trás nada de novo, porque esse mesmo tecido do orgão, é clonado em laboratório sobre condições ideais para a reprodução dessas mesmas células.


    Candymanz aka The|0perat0r

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]