gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
A Microsoft anda com medo
Contribuído por AsHeS em 13-03-02 14:35
do departamento dos-medricas
Microsoft NT escreve "Incapaz de copiar, comprar, ou utilizar, a única estratégia que a M$ encontrou foi espalhar o medo ao público em geral sobre a utilização de software ao abrigo do GNU GPL. Já que andam preocupados há que preocupar os outros :-)
O artigo completo está aqui. E resumindo vamos lá acabar com o open source senão lá se vai a indústria do software... Ainda pelo meio fala do episódio em que a M$ 'sacou' o Kerberos. "

cat simposio > /dev/null && cat LIP > /dev/portimao | Rescaldo do debate da APDSI  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • NT
  • aqui
  • 'sacou'
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    whats new? (Pontos:1)
    por rollerball em 13-03-02 14:49 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Viva !

    Acho que estes artigos só deviam publicados quando realmente dizem algo de novo.
    E não me parece ser este o caso! Já chega de falar mal da M$ só por falar! Especialmente quando os leitores do Gildot já estão mais do que avisados para os defeitos da M$ !

    Rollerball - The world most dangerous game !
    Re:whats new? (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 13-03-02 15:13 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    "Só por falar"... se calhar achas que a MS até não faz nada de mal, e que é tudo dor de cotovelo, não? :)


    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964
    Re:whats new? (Pontos:1)
    por rollerball em 13-03-02 15:27 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Não! Acho que a M$ faz muitas coisas de mal, mas não é por as repetirmos muitas vezes aqui no Gildot que ela vai deixar de fazer ;o) !
    Se em sites cujos visitantes sejam fans da M$ fossem repetidos os defeitos muitas vezes podia ser que algo mudasse, agora aqui , não me parece!

    Rollerball - The world most dangerous game !
    Re:whats new? (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 13-03-02 15:29 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    1- há muito mais fãs da MS aqui no Gildot do que tu pensas...

    2- não se trata de "dizer mal da MS", trata-se de comentar uma notícia sobre a mesma. O facto de essa notícia (tal como quase todas) ser negativa para a MS é "coincidência". :)


    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964
    Re:whats new? (Pontos:1)
    por rollerball em 13-03-02 15:36 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Mas volto ao titulo do meu post, "what's new?" !
    O tema do artigo já foi milhares de vezes debatido aqui e não vejo grande vantagem em voltar a falar do mesmo assunto. Já todas as pessoas sabem que a M$ diz que o "open source" é um perigo!

    Rollerball - The world most dangerous game !
    Re:whats new? (Pontos:1)
    por falco em 13-03-02 22:23 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    Para a m$ o problema n é o Open Source, mas sim o Software Livre, tenham cuidado ao usár os 2 concietos para n gerar confusões.


    Re:whats new? (Pontos:1)
    por racme em 13-03-02 23:54 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    se tivesse poderes gostava de puder dizer tas moderado meu filho ;) (Pontos:3, Esclarecedor)
    O que tu foste submeter... (Pontos:0, Engraçado)
    por Anonimo Cobarde em 13-03-02 14:56 GMT (#2)
    E viu-se o tempo que demorou o 1º post :-). Dizer mal da Micro provoca alergia a muita gente.

    Then there are Jim Allchin and Craig Mundie, who seem to act as Microsoft's pit bulls

    Será que são o Bobi e o Tareco do Stevie?

    Re:O que tu foste submeter... (Pontos:1)
    por rollerball em 13-03-02 15:05 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Não é uma questão de alergia!
    Mas se o que procuras é falar mal da M$ vai aqui que vais ficar todo contente ;o)!

    Rollerball - The world most dangerous game !
    Re:O que tu foste submeter... (Pontos:1)
    por rollerball em 14-03-02 13:07 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Talvez não tenhas reparado nos endereços de mail que podes criar nem no nome do site.
    _DOH_ ?!?

    Rollerball - The world most dangerous game !
    GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2, Interessante)
    por mlemos em 14-03-02 1:11 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/

    Não defendo a Microsoft, porque obviamente querem aproveitar-se gratuitamente do uso do software Open Source sem ter de publicar o código onde usariam.

    Porém é bom esclarecer que a licença GPL em particular não é tão livre quanto muitos pensam precisamente pelas obrigações que impõe a quem usar código de produtos com essa licença.

    A verdade é que muitos que desenvolvem software não estão bem cientes disso e não imaginam como pode ser contraproducente o uso de GPL, na difusão dos seus produtos.

    A quem desenvolve software e realmente apenas quer distribui-lo gratuitamente de forma a ser o mais popular possível sem se preocupar com as alterações que outros possam fazer, recomendo uma licença tipo BSD, que aliás foi o que usaram para se basear as licenças de produtos de sucesso como o Apache, Mozilla, PHP, etc.. Devido ao teor de contaminação da licença GPL, estes produtos não são dsitribuidos com outros de licença GPL.

    Em geral, recomendo uma leitura atenta das diversas licenças Open Source homologadas para avaliarem qual a melhor licença para distribuição do software que desenvolvem antes de assumir que GPL é a melhor.


    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:3, Esclarecedor)
    por higuita em 14-03-02 2:06 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025/
    A quem desenvolve software e realmente apenas quer distribui-lo gratuitamente de forma a ser o mais popular possível sem se preocupar com as alterações que outros possam fazer, recomendo uma licença tipo BSD

    o problema desta licenca e' que podem pegar no teu programa, adicionar o que quiserem e vender pela fortuna que quiserem... ate' aqui tudo bem, igual ao gpl.
    Mas eles como nao sao obrigados a contribuir de volta, se quiseres fazer algo parecido com o que eles fizeram, tens de programar tu tudo (e ter cuidado para nao apanhar nenhuma patente de software que eles possam ter usado... aplica-se nos USA, mas pode vir a ser igual na europa)
    eles pode usar o _teu_ trabalho de graca, mas tu nao podes usar o que eles fizeram caso eles nao queiram...

    aqui aparece o exemplo do kerberos e a M$, eles pegaram no codigo, alteraram para funcionar nos softwares deles, extenderam com umas novas opcoes nao documentadas e e fora do standard e fecharam-no (deixou se ser livre).
    agora o pessoal quer usar o o kerberos com a programas M$ e tem que usar apenas software M$, pois ela como nao tem que devolver o codigo, nao existiam versoes livres do kerberos que funcionassem com a versao adulterada.
    ninguem sabia como essas extensoes funcionavam e tiveram de andar a hackar o "standard" adulterado pela M$ para conseguirem comunicar com ele

    por outras palavras, esta licenca tem as suas vantagens, mas tal como o GPL, os seus defeitos
    neste caso o maior e' que permite a empresas menos bem intencionadas "roubar" o codigo, fazer dele o que bem entenderem e nunca mais ligarem aos criadores originais

    a unica diferenca entre BSD e public domains e' que na licenca BSD teem de continuar a referencia dos autores originais, fora isso podem praticamente tratar como se fosse deles (public domain)

    isto pode interessar para uns (ou nao querem saber), mas pode tambem ser inaceitavel para outros

    tal como diz o ditado popular 8)

    "o GPL nao e' gratis, o preco e' a cooperacao"

    Como a GPL era muito limitante para software fechado, a BSD demasiado permissiva, foi criada a LGPL, que e' o meio caminho entre as duas
    o software e' livre e as suas alteracoes teem de continuar livres com essa licenca, mas permite a sua conjugacao com software fechado
    assim o software livre pode "viver" lado a lado com software propriatario e fechado que nao e' obrigado a de mudar a licenca como acontecia com o GPL, nem absorve o software livre no software fechado como acontecia no BSD

    licenças de produtos de sucesso como o Apache, Mozilla, PHP, etc..

    o apache tem a apache license e bsd julgo eu
    o mozilla nao tem, nunca teve uma licensa tipo BSD, mas sim a MPL (mozilla public license) e GPL
    o PHP tem a PHP license e tambem GPL (pelo menos para o php3)

    Devido ao teor de contaminação da licença GPL, estes produtos não são dsitribuidos com outros de licença GPL.

    neste endereco estao separadas as licensas que sao compativeis com a GPL e as que nao sao, quer livre quer fechadas

    tambem e' um bom local para se escolher que licenca devemos usar no nosso software.
    existem muitas licensas precisamente porque cada criador de software tenta colocar o seu software na melhor licenca que encontra, e caso nenhuma lhe agrade plenamente, cria uma nova para si

    eu nao estou aqui a discutir qual a melhor ou a pior, apenas que elas sao todas diferentes e devem ser escolhidas caso a caso e muito cuidadosamente, pois pode alterar a evolucao do software

    Higuita
    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2)
    por nmarques em 14-03-02 10:18 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org
    Pois, para empresas pegarem no teu capital intelectual, mudarem o nome do produto e fazerem nota as tuas custas... POR ISSO MESMO e' QUE SE PREFERE A GPL a' do BSD... ves como tu mesmo sem querer chegas-te ao ponto que justifica o odio da M$ pela GPL?

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it...
    GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2, Interessante)
    por mlemos em 14-03-02 1:13 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/

    Não defendo a Microsoft, porque obviamente querem aproveitar-se gratuitamente do uso do software Open Source sem ter de publicar o código onde usariam.

    Porém é bom esclarecer que a licença GPL em particular não é tão livre quanto muitos pensam precisamente pelas obrigações que impõe a quem usar código de produtos com essa licença.

    A verdade é que muitos que desenvolvem software não estão bem cientes disso e não imaginam como pode ser contraproducente o uso de GPL, na difusão dos seus produtos.

    A quem desenvolve software e realmente apenas quer distribui-lo gratuitamente de forma a ser o mais popular possível sem se preocupar com as alterações que outros possam fazer, recomendo uma licença tipo BSD, que aliás foi o que usaram para se basear as licenças de produtos de sucesso como o Apache, Mozilla, PHP, etc.. Devido ao teor de contaminação da licença GPL, estes produtos não são distribuidos com outros de licença GPL.

    Em geral, recomendo uma leitura atenta das diversas licenças Open Source homologadas para avaliarem qual a melhor licença para distribuição do software que desenvolvem antes de assumir que GPL é a melhor.


    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 14-03-02 1:16 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    BSD torna o software livre, GPL mantém-o livre.

    É como quiseres.

    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964
    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2, Interessante)
    por mlemos em 14-03-02 1:32 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/

    Eu desenvolvo software Open Source e sinceramente tanto me faz se alguém se aproveita dele para fazer dinheiro. Aliás se alguém conseguir se aproveitar do meu software para fazer dinheiro, fico até mais satisfeito porque do software Open Source que desenvolvo eu não ganho dinheiro directamente com ele.

    Eu não sou egoista. Para mim é um triunfo ver o meu software mais amplamente adotado, mesmo que isso seja à custa de que outros ganhem dinheiro com isso.

    Não condeno a licença GPL, mas sei que muitas pessoas não usariam o meu software se em vez de uma licença tipo BSD, usasse GPL, porque precisam de fazer alterações para usar nos seus produtos e não querem passar pela chatice de divulgar as alterações que fazem. Não me importo nada que não divulguem as alterações que fazem.

    Esta a realidade com que me deparei depois de muitos anos a desenvolver software Open Source. Desde há muito tempo que me deixei de ideiais comunistas aplicados ao desenvolvimento de software Open Source: partilhar sim porque beneficio disso, mas obrigar os outros a partilhar não porque isso os impede de adotar o meu software. Cada cabeça, a sua sentença. Esta é a minha. Espero que não incomode ninguém.


    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:3, Interessante)
    por higuita em 14-03-02 2:29 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025/
    Eu não sou egoista. Para mim é um triunfo ver o meu software mais amplamente adotado, mesmo que isso seja à custa de que outros ganhem dinheiro com isso.


    o GPL tambem podem vender, apenas teem de fornecer o codigo a que o comprar
    e quem o compra depois pode voltar a a alterar e vender se assim quiser

    ai o BSD apela mais ao egoismo, pois a empresa que vende nao e' obrigada a fornecer o codigo, logo apenas ela ganha e o criador e os compradores apenas podem comprar e calar ou voltar para tras e re-programar as alteracoes feitas pela empresa egoista

    Não condeno a licença GPL, mas sei que muitas pessoas não usariam o meu software se em vez de uma licença tipo BSD, usasse GPL, porque precisam de fazer alterações para usar nos seus produtos e não querem passar pela chatice de divulgar as alterações que fazem. Não me importo nada que não divulguem as alterações que fazem.

    alteracoes para uso interno podes fazer e nao divulgar, mesmo com GPL
    o software livre da'-te essa liberdade, de usar como quiseres, mesmo alterar
    agora assim que vendesses/disponibilizasses o binario ja' terias de fornecer essas alteracoes ou mais simplesmente, todo o codigo (assim nao ha' trabalho nenhum, basta fazer o tar cvfz a dir com a source e ja' esta')

    sinceramente a desculpa de ser uma chatice de publicar as alteracoes e' uma falsa desculpa

    vamos por as coisas com todas as letras:
    muito pessoal aproveita-se do trabalho dos outros e nao quer que se saiba ou que depois facam o mesmo que eles fizeram.
    a licenca BSD facilita isso, a GPL impossibilita isso

    mas existem tambem muitas outras licencas nao tao permissivas, mas tambem nao tao restritivas as modificacoes, tipo a do X11

    Cada cabeça, a sua sentença. Esta é a minha. Espero que não incomode ninguém.

    tu fazes aquilo que achas melhor para o teu software, isso apenas tu decides e ninguem tem nada a ver com isso

    o GPL nao e' solucao para tudo, assim como o BSD tambem nao o e'
    um bom exemplo foi o do ogg vorbis, que mudou a licenca de LGPL (julgo eu) para BSD, para assim facilitar ao maximo a substituicao do mp3 pelo ogg

    Higuita
    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:1)
    por mlemos em 14-03-02 3:16 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.ManuelLemos.net/
    >> Eu não sou egoista. Para mim é um triunfo ver o meu software mais amplamente adotado, mesmo que isso seja à custa de que outros ganhem dinheiro com isso.

    >o GPL tambem podem vender, apenas teem de fornecer o codigo a que o comprar
    e quem o compra depois pode voltar a a alterar e vender se assim quiser

    Quanto a mim vender software com licença GPL é perfeitamente utópico. Quando muito se consegue vender documentação impressa, versões em CD, suporte, formação, mas vender o software em si é uma actividade de rentabilidade duvidosa. É muito mais viável viver de software de código fechado.

    > ai o BSD apela mais ao egoismo, pois a empresa que vende nao e' obrigada a fornecer o codigo, logo apenas ela ganha e o criador e os compradores apenas podem comprar e calar ou voltar para tras e re-programar as alteracoes feitas pela empresa egoista

    Isso é quanto uma postura muito pretenciosa porque o facto de se desenvolver software GPL não quer dizer que todas as pessoas vão querer experimentar e apreciar e de alguma forma dar algum retorno sobre o investimento feito porque quem desenvolveu.

    Na minha experiência pessoal, cheguei à conclusão que na prática consigo motivar mais pessoas a usar e contribuir de volta com as melhorias realizadas se distribuir os meu software Open Source com uma licença despretenciosa da minha parte com a BSD, do que esperar contribuições obrigadas por uma licença GPL.

    O que acontece é que as pessoas que fazem alterações no meu software, fazem porque precisam dessas alterações para torná-lo mais conveniente para o integrar no software que desenvolvem. Muitas vezes não lhes convém divulgar as alterações que fazem porque é uma chatice fazê-los ou porque revela aspectos do software que desenvolvem.

    Claro que esta é apenas ou meu ponto de vista baseado na realidade do software que desenvolvo. Cada um poderá ter outros pontos de vista baseados noutras realidades, mas noto que muitos projectos Open Source proemninentes como Apache, Mozilla e PHP como mencionei usam licenças tipo BSD por pontos de vista idênticos aos meus.

    >> Não condeno a licença GPL, mas sei que muitas pessoas não usariam o meu software se em vez de uma licença tipo BSD, usasse GPL, porque precisam de fazer alterações para usar nos seus produtos e não querem passar pela chatice de divulgar as alterações que fazem. Não me importo nada que não divulguem as alterações que fazem.

    > alteracoes para uso interno podes fazer e nao divulgar, mesmo com GPL
    > o software livre da'-te essa liberdade, de usar como quiseres, mesmo alterar
    > agora assim que vendesses/disponibilizasses o binario ja' terias de fornecer essas alteracoes ou mais simplesmente, todo o codigo (assim nao ha' trabalho nenhum, basta fazer o tar cvfz a dir com a source e ja' esta')

    Todo trabalho adicional representa tempo gasto e conhecimento aplicado. Acho muita pretensão exigir que quem altere ou melhor software de código aberto publique as alterações que fazem, especialmente quando isso desprotege o conhecimento adicional que cada autor é soberano em decidir se quer partilhar ou não.

    > sinceramente a desculpa de ser uma chatice de publicar as alteracoes e' uma falsa desculpa

    Desculpa mas é uma realidade premente. Pelo menos eu ouço e acredito nos utilizadores do software que desenvolvo.

    > vamos por as coisas com todas as letras:
    > muito pessoal aproveita-se do trabalho dos outros e nao quer que se saiba ou que depois facam o mesmo que eles fizeram.
    > a licenca BSD facilita isso, a GPL impossibilita isso

    Como disse, isso a mim não me chateia nada. Cada partilha a informação que quiser. Quem sou eu para obrigar. Eu vejo os utilizadores do meu software com uma validação do meu trabalho, e não como meus subordinados que são obrigados a devolver as melhorias que fizeram no meu software com o conhecimento deles.

    A minha visão é de que o retorno de melhorias não só tem de ser voluntário como tem de ser pelo menos moralmente compensado. Normalmente incluo sempre os créditos a pessoas que fazem contributos significativos. Espero que isso ajude a motivar outros a fazer o mesmo, ou seja, fazer também os seus contributos.

    > mas existem tambem muitas outras licencas nao tao permissivas, mas tambem nao tao restritivas as modificacoes, tipo a do X11

    Sim X11->MIT->BSD. :-)

    >> Cada cabeça, a sua sentença. Esta é a minha. Espero que não incomode ninguém.

    > tu fazes aquilo que achas melhor para o teu software, isso apenas tu decides e ninguem tem nada a ver com isso
    > o GPL nao e' solucao para tudo, assim como o BSD tambem nao o e'

    Claro, por isso é que existem inúmeras variantes do BSD que muitos projecto adoptam e não o GPL.

    De qualquer forma o que eu quis evidenciar, é que muitas pessoas escolhem a licença GPL sem se questionar se realmente é a que serve os seus propósitos.

    Eu expliquei porque é que normalmente não serve para os meus projectos, antes pelo contrário, seria até contraproducente para os meus objectivos de maximizar a divulgação do meu trabalho.

    O problema é que as licenças são chatas para ler e difíceis de entender claramente as implicações do que está escrito nelas. Por isso recomendei uma leitura atenta antes de ir escolher GPL porque tal como acontece com o meu software e o de projectos Open Source proeminentes que mencionei, GPL é uma má escolha.

    Agora cada um que use o seu cérebro e pense o que é melhor para si.

    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:1)
    por falco em 14-03-02 10:46 GMT (#21)
    (Utilizador Info)

    O facto de tu dizeres que desenvolves Open Source em vês de Software Livre já esclarece parte do teu posicionamento.

    A GPL é Software Livre, porque mantem as alterações distribuidas na comunidade.

    Podes vender software GPL, mas não com o modelo de negócios do software proprietario. Podes por exemplo garantir assistência preferêncial, e outros tipos de serviços a quem te compre o software GPL.

    Eu prefiro a GPL porque tem espirito de comunidade.


    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 14-03-02 10:38 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    "Eu desenvolvo software Open Source e sinceramente tanto me faz se alguém se aproveita dele para fazer dinheiro."

    Good for you. Tens uma licença óptima para ti: a BSD.

    Não vês que eu não estou a defender uma ou outra? Cada uma tem um objectivo.

    Eu não desenvolvo software, mas se o fizesse, não sei qual usaria. Há razões (possíveis, não estou a dizer que se apliquem em todos os casos) para usar a GPL:

    - sermos forçados a *pagar* por uma versão ligeiramente melhorada (e 100% fechada) do nosso próprio trabalho/código

    - o "embrace & extend" (Kerberos, anyone?)

    - li em algum lado que a MS considerava, não oficialmente, todo o pessoal que trabalha nos BSDs como "um bando de developers que são estúpidos ao ponto de trabalharem para nós de graça". Não, obviamente eles não o são, mas é triste ver como pessoas como das melhores intenções podem ser usadas e exploradas...


    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964
    Re:GPL é tão livre quanto muitos pensam! (Pontos:1)
    por Dehumanizer em 14-03-02 10:40 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    sorry, pessoas _com as_ melhores intenções.

    "We have no choice! Our Communist overlords will slay us if we fail in our mission!"
    - A chinese military officer, "Tales of Suspense" #50, 1964

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]