gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Contéudos fechados
Contribuído por scorpio em 18-02-02 10:37
do departamento estratégias-comerciais
Portugal Um anónimo, que não quis sequer ser conhecido como cobarde, escreve: " Estão a chegar a Portugal novos modelos de negócio na área dos conteúdos. Segundo esta notícia do Público de hoje, o portal IOL vai fechar parte dos conteúdos a quem não se ligar pelo ISP respectivo (durante a noite). Parece-me uma decisão normal e que provavelmente vai ser seguida por outros, dada a manifesta incapacidade da Publicidade por si dar para suportar as despesas. Este tipo de modelo de negócio faz levantar algumas questões. O que acontece aos que tem acesso de banda larga, onde estes ISP's não intervêm ? E que futuro para os outros fornecedores de conteúdos que não tenham um ISP por detrás ?"

Vidpostal.com fecha portas | História do /.  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • notícia
  • Público
  • IOL
  • Mais acerca Portugal
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    ISPs fechados (Pontos:3, Esclarecedor)
    por joao em 18-02-02 13:42 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    O que é perigoso a meu ver é a tentação de estes ISPs se acharem tão poderosos e com conteúdos tão ricos ao ponto de fecharem o ISP, censurando o acesso dos seus utentes a outros portais.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura
    Re:ISPs fechados (Pontos:1)
    por Devils_Advocate em 18-02-02 14:11 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Não me parece aqui existir uma questão de poder, mas mais de sobrevivência. Acredito que uma decisão destas não tenha sido tirada de ânimo leve.
    Re:ISPs fechados (Pontos:2)
    por joao em 18-02-02 14:39 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Mas trata-se de uma questão de poder. Em Portugal os ISP são donos dos conteúdos e das comunicações. Isso cria o ambiente ideal para transformar a NET numa espécie de TV CABO. Repara que quem é dono dos ISPs também é dono dos conteúdos. Só a Portugal Telecom é dona da Telepac, do Sapo, do DN, do JN, da TSF. A Sonae é dona do Clix e do Público. Como estes gajos se conhecem todos, podem perfeitamente acordar entre eles que a partir de agora a NET portuguesa é paga.

    ----
    joao
    nonio.com - ciência, tecnologia e cultura
    Re:ISPs fechados (Pontos:1)
    por Devils_Advocate em 18-02-02 14:45 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Tens toda a razão, mas curiosamente no exemplo do portal aqui referido, eles tiverem que criar um ISP virtual (baseado na KPN se não me engano) para lutarem contra a PT. No caso do Clix/Novis/Soane, infelizmente para nós não têm a a infraestrutura para ombrearem ombro a ombro com a PT. E infelizmente também não os conseguem combater na área dos contéudos tal foi a febre da PT em comprar a Lusomundo (DN/TSF/JN/etc,ec...).
    Daí o interesse desta discussão. Estamos a caminhar para onde ? Infelizmente o horizonte é um pouco negro...
    Re:ISPs fechados (Pontos:2)
    por chbm em 18-02-02 18:27 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Engraçado vai ser quando os outros ISPs começarem a retaliar e negarem o acesso a partir do IOL aos seus sites
    prefiro o IOL ao Sapo... (Pontos:1)
    por NokiaMan em 18-02-02 14:07 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    fechar por fechar, preferia que fosse o Sapo a fazer isso, não gosto do IOL em si mas gosto de sites como o tvi.iol.pt, o portugaldiario.iol.pt e radiocomercial.iol.pt, se não fecharem estes, os outros quero lá saber...
    ------------------------------ - BigBrother is Watching You - ------------------------------
    Distribuição de proveitos? (Pontos:1)
    por MortH2O em 18-02-02 14:56 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://go.to/mortagua2000
    Ora bem, se cada ISP fechar os seus conteúdos de maneira a que este só possam ser acedidos através do seu acesso directo, poder-se-á colocar o seguinte cenário:

    * O utilizador obtém os CD's de configuração de acesso aos vários ISP's nacionais;
    * De cada vez que queira ver determinada zona do portal do ISP X, faz uma ligação a este, usando a respectiva configuração;
    * de seguida, pretende ver os conteúdos de outro ISP, que também estão vedados. Desliga do ISP X e volta a ligar, desta vez usando a configuração do ISP Y;
    and so on, and son on...

    Ora bem, isto acarreta o quê?
    - custos adicionais de ligações telefónicas (se o acesso for efectuado por modem telefónico) para o utilizador;
    - os proveitos distribuídos pela PT aos ISPs, vindos das ligações de dados efectuadas pelos utilizadores, ficarão distribuídos pelos ISP's que forneceram os conteúdos;
    - maior maçada ao utilizador, que tem de ligar e desligar o modem, sempre que queira mudar de site (além do aumento óbvio da conta telefónica!)
    - subida do lucro pessoal da PT, já que, independentemente do ISP seleccionado, todas as ligações são prestadas por esta, que também leva a sua comissãozita!

    Resumindo: ou o utilizador fica pelos conteúdos do seu ISP de eleição e os restantes portais perdem pageviews (e argumentos na angariação de publicidade), ou, à custa de liga-e-desliga conexão (e aumento da conta telefónica), acede aos conteúdos que quer e sustenta estes portais.

    Questão final: Se tal fôr avante, haverá um aumento (significativo) nas receitas de tais portais. Tal aumento será proporcional à qualidade dos conteúdos?

    Let's wait (and pay) to see...

    MortH2O

    Não é inédito... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por TarHai em 18-02-02 17:21 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    A IOL/TVI sempre bloquearam o acesso a determinadas horas aos conteudos proveninetes da casa do Big Brother. A própria telepac e a antiga netc tem (ou tinham?) servidores de quake3 que só estavam disponiveis via dial-up dos respectivos ISPs.

    O mesmo se passa (passava?) nalguns ISPs e a gestão das areas de e-mail via WWW, p.ex. Lembro-me que a minha opção pela netc a uns anos foi devida ao web mail deles ser acessível de outros ISPs (e seguramente de outros países).

    A minha unica (e talvez ingénua) preocupação sobre esse modelo de negócio é se é o começo de um sistema tipo telemóveis: Conteúdos a preços de amigo para a mesma rede e contúdos a preços acrescentados para as outras redes. Bastaria uma evolução para o pior do sistema de contagem à cobrança de trafego internacional da netcabo para termos um sistema de cobrança IOL - netcabo - minha conta bancária...


    ---
    NETC fechado (Pontos:0)
    por jorgelaranjo em 18-02-02 17:25 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://pensamentos.de/fueg0
    A minha experiência é a seguinte:

    Se estiver ligado pelo NETC / VIZZAVI consigo descarregar os meus email pelo POP3.

    Se estiver pela LAN da Universidade, ou por outro ISP não consigo...

    Logo os acesos devem estar 'filtrados' não ?

    À custa 'desta politica' quase que deixei de usar o email do NETC !!

    Ossos do oficio..
    regards,
    Jorge Laranjo
    Webprof
    Re:NETC fechado (Pontos:2)
    por TarHai em 18-02-02 17:46 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Ja nao uso a netc desde que passou a vizzavi, que foi mais ou menos quando a netcabo chegou a minha zona.


    ---
    Re:NETC fechado (Pontos:2)
    por SUp3rFM em 18-02-02 17:47 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://i-am-0wn3d-at.phalanx-ut.com
    À Vizzavi (novo nome da Netc :p), acrescenta o Clix, Oninet e , creio eu, IOL. Só ligado por estes ISP's consegues puxar o mail pelo POP3. Também foi razão para deixar de usar o mail deles. Mas pior ainda foi quando a Vizzavi instalou o Outlook Web Access como webmail. Aceder através de um proxy é impossível... rídiculo, I say.

    A minha anterior assinatura era ainda pior que esta.
    Re:NETC fechado (Pontos:1)
    por MrVi em 18-02-02 17:53 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://nuno.eth.pt/
    Ainda tu andavas de fraldas (n leves como insulto), e a Telepac já só permitia acesso ao POP3 a IPs deles. :)

    ---------
    Nuno Loureiro
    Re:NETC fechado (Pontos:1)
    por lmar em 19-02-02 11:19 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Todos os ISP's *free* não permitem ligações POP aos seus servidores de mail, vindas de IP's externos.

    Sinceramente, não me parece censurável... é uma forma de garantir que alguém que usa recursos numa determinada rede contribui para a sua sobrevivência...
    Esta situação torna-se rídicula quando pagamos uma assinatura pelo serviço e mesmo assim é-nos negado acesso... bem como quando o próprio WEBMAIL (alternativa lógica de quem se vê nesta situação) só funciona dentro da rede do ISP...

    -- Think about tomorrow.. only losers ask where do you want to go today..
    O resumo do que poderia ser o futuro (Pontos:1, Informativo)
    por Anonimo Cobarde em 18-02-02 23:05 GMT (#29)

    Suspeito que o fecho do site da Pratica ( http://www.pratica.iol.pt/article3243-visual27-id.html ) no mes passado suponho, obriga esta "drastica" operação. Não me oponho nada a isto, mas sinceramente meto a mão no fogo em que vai existir uma guerra aberta aos conteudos, acho que quem sai a ganhar para começo é mesmo a IOL pq nao ha mts mais conteudos web exclusivos. Temos um bom exemplo de sucesso em conteudos exclusivos, chama-se AOL nos EUA e tem um 'CV' empresarial invejavel.

    To become the first you need to be the first!
    Is this a point?!
    Re:O resumo do que poderia ser o futuro (Pontos:1)
    por gggm em 18-02-02 23:45 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Não acredito nesse cenário, ainda há muitas fontes de informação gratuitas, e utilizador comum não está abituado a pagar pelos serviços na net, já não chega sermos chulados pela PT ainda temos que pagar pelos conteúdos que queremos aceder.

    Quanto ao IOL, penso que a grande perda, em termos de informação será o diário económico, os outros, pelo menos para mim, nunca foram grandes pontos de referência, são facilmente subtituidos.
    Re:O resumo do que poderia ser o futuro (Pontos:1)
    por Devils_Advocate em 19-02-02 7:55 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Se tiveres um acesso à Net por dialup, ninguem te vai obrigar a pagar mais, a única diferença é que tens que entrar com um login IOL, em vez do Netsapo, do Clix ou da Oninet durante a noite.

    O único problema é que já há muito boa gente que à noite não acede por dialup, mas por banda larga (ADSL,Netcabo).

    Mas vais continuar a ser chulado pela PT que durante muitos anos continuará a ficar com a parte de leão dos lucros das comunicações, mesmo que os conteúdos Sapo/PT/Lusmonundo não te interessem para nada ...

    É o país que temos, mas a propósito, daqui a um mês há eleições, e aí teremos a oportunidade de nos vingarmos de 6 anos de boys ICP que pouco fizeram para alterar o estado das coisas e quase só facilitaram a vida aos 11 boys admins de topo da PT. Não sei se uma eventual mudança alterará alguma coisa, mas pelo menos temos que tentar. É a única coisa em Democracia que podemos fazer.
    Re:O resumo do que poderia ser o futuro (Pontos:2)
    por Branc0 em 19-02-02 9:57 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.syners.org
    Eu nestas coisas de bloco central sou um bocado mais ceptico... mudam os boys, ficam as politicas!


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    IOL+webmail (Pontos:2)
    por Gimp em 19-02-02 10:50 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    O acesso ao email através de browser também está bloqueado(ou já estava?)? Se assim for, a IOL perdeu um cliente...


    "No comments"

    Re:IOL+webmail (Pontos:1)
    por Peter da Ribeira em 21-02-02 15:17 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    segundo a notícia do publico, as funcionalidades estarão sempre acessíveis (webmail, foruns, chat, etc).
    Isto resume-se tudo á mesma coisa: (Pontos:2, Informativo)
    por mainfram3 em 19-02-02 16:32 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Dinheiro.

    Pela minha experiência, no ramo dos conteúdos, sei que só com publicidade ninguém consegue rentabilizar o que quer que seja (acho que a única excepção em .pt, é o negocios.pt).

    Vamos lá a ver a questão, de um ponto de vista económico: produzir conteúdos tem custos. Sejam eles em pessoal, materiais ou mesmo o alojamento e disponibilização deles na Internet.
    Podemos dizer que a relação custo/qualidade é linear, ou seja, se eu contratar um repórter de topo, vou ter conteúdos de topo.

    Agora a questão para o lado do utilizador ou visitante: Como qualquer bom português, o visitante crê ser o seu direito aceder de borla a qualquer tipo de conteúdo, independentemente do seu preço de custo. Acreditar nisto, é a mesma coisa que acreditar que o Público devia estar de borla nas bancas.

    Resumindo: na minha humilde opinião, parece-me mais do que óbvio (e mais importante, justo) que os ISPs donos de portais, tomem medidas para recuperar o dinheiro que estão a gastar, ao diponibilizar informação para as massas. Se eu fosse o "mega-fan" do canal x do portal y, não tinha problemas nenhuns em me ligar a esse ISP para o visualizar, porque reconheço que é correcto pagar por um serviço do qual eu usufruio.

    Ainda à pouco tempo, tive uma conversa, em que acabei por dizer, que não me importava de pagar uma mensalidade, para poder ler o Público, em versão integral (igual á versão impressa) online. Entre pagar 0.8€, estando a suportar o custo do papel, ou pagar uma outra quantia (que certamente seria mais baixa) para poder ler o Público no conforto do meu computador, preferia pagar para o ler online.


    Re:que fiquem com eles... (Pontos:1)
    por Devils_Advocate em 18-02-02 14:15 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Estamos a falar de conteudos importantes como o Semanário economico, Diario economico, Mais futebol, Portugal diário, Radio Comercial, etc... não me parecem assim "lixo" à primeira vista, mas se calhar a tua noção do que é lixo e do que é interessante é diferente da minha ...

    E eu acredito que outros ISP's, portais e publicações sigam pelo mesmo caminho, não me admirava nada que por exemplo jornais como o Público, Expresso, etc... viessem de alguma forma a limitarem o seu acesso, ou por ISP, ou por pagamento.
    Re:que fiquem com eles... (Pontos:1)
    por thome em 18-02-02 14:58 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.abismo.org
    Conteudos pagos do modo tradicional sao um pouco dificeis de tornar viaveis ja' que requerem pagamento explicito (ex, visa, multibanco, mbnet, etc), o controlo de acesso posterior (username/passwd?).

    O pagamento transparente torna-se o modo mais simples das entidades receberem receitas. Ao usarmos um dos "free" ISPs, uma percentagem do custo de chamada telefonica vai direito para o ISP. A taxa que se paga e' definida pelo proprio ISP (actualmente julgo que todos fixaram o custo 'a chamada normal).

    Um argumento seria que apenas os grandes ISPs poderiam usar este metodo, ja' que tem a infra-estrutura para a suportar.
    Julgo que o caso IOL podera' se banalizar: Um ISP virtual onde a infra-estrutura e' alugada a um dos grandes.
    Outra hipotese e' efectuar acordos com entidades como a IOL.

    O futuro dira'.

    -- thome

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]