gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Jornalismo on-line
Contribuído por jmce em 08-02-02 15:18
do departamento meta-notícias
News jneves escreve "Eu tinha uma professora de Química que me dizia para olhar sempre para os resultados com sentido crítico e perguntar-me se os valores estavam dentro do que eu estava à espera ou se faziam sentido. Isto vem a propósito de um artigo recente no Gildot que representou apenas uma pequena parte de uma grande discussão. Num exemplo de qualidade jornalística um artigo no Register dizia que Richard Stallman pedia explicações a Miguel de Icaza sobre a utilização das APIs .NET no GNOME. O resultado, para além de uma gigantesca discussão, foi o desmentido quer do Miguel de Icaza, quer do Richard Stallman.

"Mais uma vez tivemos um exemplo da óptima qualidade que nos presenteia o jornalismo (na prática quer on-line, quer off-line). De nada serviu a fama (e o proveito) do Register de usar afirmações fora do seu contexto original, o facto óbvio de que o RMS conhecia a preferência de Icaza pela arquitectura .NET (a FSF lançou press-releases sobre os projectos Mono e DotGNU, e para quem não saiba a FSF é uma organização muito pequena)."

"O espírito crítico não estava em lado nenhum para ser visto. Afinal de quem é a culpa, de quem acredita em tudo o que lê, ou de quem publica o que quer que seja sem verificar ? Acho que a resposta é dos primeiros, porque a única solução viável que eu consigo pensar para resolver o problema dos segundos passa pela censura. E vocês, que acham?"

[O nosso leitor blackTiger também chamou a atenção para a referida mensagem de correcção enviada pelo Richard Stallman.]

Knuth 1000000 | Um toque de magia no panorama português  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • jneves
  • artigo recente no Gildot
  • artigo no Register
  • Miguel de Icaza
  • Richard Stallman
  • Mais acerca News
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Nem tudo é mau (Pontos:2)
    por Branc0 em 08-02-02 15:39 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Isto acaba por nem tudo ser mau, com toda esta discussão à volta do Miguel, do Stallman e da arquitectura .NET acabámos todos por prestar mais atenção a isto tudo e se calhar ficávos mais bem esclarecidos do que se as coisas tivessem percorrido o seu caminho "normal".

    Agora temos o problema talvez real de afastarmos investidores com notícias falsas e escandalosas e que ninguém percebe nada de nada do que se está a passar.
    Investidores são criaturas que não gostam muito de confusões... não vá o dinheiro perder-se no meio dela...


    "Se vi mais além do que outro, é porque estava nos ombros de gigantes."
    Sir Isaac Newton

    o que eu acho (Pontos:3, Interessante)
    por m3thos em 08-02-02 17:07 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~mmsf
    Bem, para mim a a culpa não é de haver mau jornalismo, sensacionalismo e outros que tanto, alias.. não há culpa nenhuma.

    A unica coisa que existe são pessoas que não pensam, e não conseguem discernir por si próprias que não podemos acreditar em tudo o que nos dizem.

    Mais uma vez, a repressão e a censura não me parece que resultem, é um mau exemplo, e tem-se visto ao longo da história da humanidade como por exemplo, a história da inquisição da Igreja, que beneficios pelos menos na minha visão não teve nenhuns (a não ser para a igreja).

      Isto é uma coisa um pouco parva, lembra-me aqueles avisos parvos em carros americanos em que nos retrovisores está escrito "os objectos que vê aqui estão atrás de si", ou processos de velhotas a empresas de microondas porque no manual nao dizia que nao se podia sekar o nosso poodle lá.
      Não nos deviamos guiar pelas burrices dos outros, lá porque fazem um artigo sensacionalista que alarma umas quantas não_muito_informadas_pessoas, se deve pensar que o caminho para que estas confusões não se dêem seja censurar as publicações.

    Eu mesmo, quando vi isso, estranhei e fui seguindo links até ver a entrevista dele, e não encontrei nada de mal nela, nem precisei de ler a resposta que deu ao tal pedido para "prestar contas" do Richard Stallman.

    Voçês acreditam quando no insólito diz: nasceu bebé com 3s cerebros, com uma imagem de uma radiografia ao lado com o perfil de um crânio e 3s cerebrozitos lá dentro (para os que não sabem , que uma radiografia só mostraria os ossos do crânio). Ok, aqui não temos uma radiografia obviamente absurda ao lado, mas, é nosso dever investigar, para ver se devemos ou não acreditar no que lemos.

    I think I made my point! :)

    Miguel F. M. de Sousa Filipe handle: m3thos email: mmsf@rnl.ist.utl.pt More Human than Human.
    > (Pontos:2, Interessante)
    por SUp3rFM em 08-02-02 20:44 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://i-am-0wn3d-at.phalanx-ut.com
    Isolar este incidente e quase (eu escrevi quase) indexá-lo ao jornalismo online é um pouco exagerado. Ainda ontem, a TVI, RTP, o jornal 24 Horas e Correio da Manhã trouxeram para público 2 fotos de dois suspeitos (eu escrevi suspeitos), quando a PJ negou de forma categórica que estes homens nada tinham a haver com o crime, do homicidio do agente policial, na Damaia.

    Mais curioso ainda é ler as respostas (no dia seguinte) que estes meios de comunicação(?) deram, no sentido de justificar o acto (crime) que cometeram perante aqueles homens. E, sim, se fosse noutro país, a esta hora o jornalista(?), editor(?) e directores(?) estavam a receber uma cartinha do advogado dessas pessoas.

    Só não percebi porque não vi um mea culpa, especialmente, do pasquim 24 horas, que na capa do dia anterior, juntamente com as fotos, tinha em letras garrafais "FORAM ESTES OS SACANAS".

    Há jornalismo e há _muito mau_ jornalismo(?). O bom jornalismo é raríssimo de encontrar.

    A minha anterior assinatura era ainda pior que esta.

    Re:> (Pontos:3, Engraçado)
    por jneves em 09-02-02 10:05 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    Pode ser paranoia, mas eu penso que aconteceu uma de duas coisas: ou a polícia inicialmente distribuiu as fotografias erradas (é estranho que TODOS os jornais tenham recebido AS MESMAS fotografias), ou então eram mesmo os suspeitos e a polícia de repente lembrou-se que estava a espantar a caça...
    A (im)parcialidade dos jornalistas (Pontos:3, Interessante)
    por mazevedo em 09-02-02 11:54 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Esses casos são cada vez mais comuns. O que te referiste, já não é mada que não se esteja à espera de publicações como o "24 horas" ou "Correio da Manhã", que além de copiarem o formato "tabloide" da maior mer^H^H^H porcaria dos jornais britânicos, até no conteúdo e na qualidade dos artigos seguem o mesmo caminho.
    O que me incomoda é ouvir propaganda política feita pelos próprios jornalistas. Veja-se a actual crise no Ministério da Saúde (outra??):
    Um jornalista da TSF entrevista o delegado da ordem dos médicos do norte, que faz um apelo a que não se vote no governo. A entrevista é bem clara: "Não votem no governo e por consequência no PS!" (não são as palavras exactas, mas foi na base isto...) Ao que o diligente locutor da TSF prontamente diz: "O delegada da ordem dos médicos do norte apela ao voto no PSD nas próximas eleições!". Isto foi ontem (8 de Fevereiro 2002, por volta das 17:15...). Onde está a dignidade nesta afirmação, a coerência, já para não falar na isenção??? O que era uma manifestação de desagrado por parte de um membro da ordem dos médicos passou aos microfones da TSF num comentário político, que não tem nada a ver com o que foi dito?
    E os nossos jornalistas, que já têm experiência nisto há vários anos (falar de temas políticos) ainda continuam a fazer burricadas destas...
    ----
    //\anuel /|zevedo

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]